*Destaque Elétricos EUA Veículos Comerciais

Cummins muda estratégia e apresenta caminhão elétrico nos EUA

cummins-caminhao-eletrico Cummins muda estratégia e apresenta caminhão elétrico nos EUA

Enquanto os olhares estão no Tesla Semi, um caminhão elétrico que está sendo desenvolvido por Elon Musk, surge um rival de onde menos se esperava, de um fabricante de motores diesel, justamente uma empresa do setor automotivo que deveria ser a primeira a se preocupar com ações como a do pesado do Vale do Silício.



Ninguém menos que a Cummins, tradicional fornecedores de motores diesel para caminhões, ônibus, picapes e demais tipos de veículos, entre outras áreas, decidiu fazer um caminhão pesado totalmente elétrico, o chamado Cummins Classe 7. Apelidado como “Aeos” referência ao nome de um dos cavalos mitológicos gregos da carruagem de Hélios.

O veículo da chamada classe 7 de caminhões americanos ainda é um protótipo, mas já dá uma boa ideia de como serão os futuros caminhões elétricos. O cavalo mecânico – ou melhor, elétrico – utiliza baterias de lítio de 145 kWh, 45% superior à densidade usada pelo Tesla Model S P100D, por exemplo.

Elas garantem ao Cummins Classe 7 uma autonomia de 160 km puxando um reboque de 22 toneladas. No entanto, por mais uma hora plugado em um carregador de 140 kW, o “Aeos” tem toda sua carga recuperada. Mas, por volta de 2020, a empresa garante que o tempo de recarga vai cair para cerca de 20 minutos.

Ainda assim, o foco da Cummins é oferecer a tecnologia com um extensor de alcance, naturalmente abastecido com diesel. A empresa tem uma gama variada de propulsores que servirão bem como geradores a bordo do Classe 7, que tem PBT de 33,7 toneladas. Com ess alternativa, espera-se uma autonomia de cerca de 500 km com economia de combustível de 50%. Sua potência fica em torno de 475 cv e 345 kgfm, sendo sua aceleração em média 30% superior ao de um caminhão comum.

Ao contrário do que se possa imaginar, a Cummins está focada neste futuro mercado de caminhões elétricos e prevê que a transição do motor de combustão interna para o elétrico ocorrerá em 20 ou 25 anos. Embora tenha iniciado sua trajetória como fabricante de caminhões com este Classe 7, a empresa está de olho nos demais segmentos nos EUA, mas reconhece que a atual tecnologia ainda não atende à Classe 8.

A companhia já vê como concorrentes ProTerra (ônibus), Tesla, Nikola e WrightSpeed, empresas que também estão se concentrando em transporte com energia alternativa. A Cummins também pretende realizar pesquisas com células de combustível e também outras opções derivadas de petróleo, como gás natural, por exemplo. Dessa forma, a fabricante de motores diesel quer atender as necessidades de futuros clientes nessa nova fase da indústria automotiva.

[Fonte: Clean Technica]

  • Gu92

    A Nikola e a Tesla tinham que se unir e formar a Nikola Tesla electric trucks, aí sim seria uma marca de respeito kkk!!

    • Raul Cotrim de Mattos

      Os custos de produção e a dificuldade técnica vai cair tanto em relação aos veículos de combustão que vai surgir um monte de fabricantes, assim como já está acontecendo com os elétricos… não faria muito sentido uma fusão

    • Deadlock

      Na boa, quanto mais concorrência melhor para o consumidor. Esse caminhão elétrico é bem vindo. Só a concorrência garante preços menores, uma empresa dominante não é bom para a maioria.

  • Tochio

    Tirando a autonomia baixa, ficou bem próximo da realidade !!

    • No_Name

      Para os EUA atende perfeitamente, uns 70 a 80% dos caminhões lá percorrem até uns 200 km por dia. Transportes de longa distância são feitos por locomotivas ou navios/barcos/aviões.

      • Wendel Cerutti

        Nem sempre . Acompanho os videos de um brazuca que mora em Nova Jersey e ele viaja para Califonia e até Canada .

  • Huang Sen

    Não apenas pra expandir, a questão pra eles é sobreviver mesmo, não adianta, os motores mecânicos estão no fim da sua era.

  • João Cagnoni

    Bem interessante, deve haver bastante mercado já que isso pode representar redução de custos nos fretes. Alguém tem notícias de um avião 100% elétrico?

    • Gu92

      A tecnologia ainda está pouco desenvolvida para ser usada em aviões, visto a baixa autonomia das baterias usadas nos carros elétricos, mas creio que nos próximos 15 ou 20 anos teremos alguma aeronave com propulsão elétrica!!

    • Deadlock

      Teve um avião movido a energia solar que deu a volta ao mundo. Mas, tinha pouca capacidade de carga (acho que só o piloto e o co-piloto).

      • Aires Jone

        Sim sim, recordo me. Andou a esvoaçar pelo mundo fora, durante a segunda metade do ano passado parece

    • No_Name

      Avião a bateria iria durar uns 10 minutos no ar kkkkk.

      • João Cagnoni

        No caso de algumas sondas da Nasa, elas possuem mini usinas nucleares (não usam energia solar igual todos pensam). Será que isso cabe dentro de um avião e é viável economicamente? Não deve ser difícil, uma vez um russo criou um vídeo no YouTube fazendo isso em casa (e foi preso, óbvio).

        • D136O

          Ai seria avião “nuclear” e não é nada simples ainda mais para um avião, pra ter uma ideia o Brasil a algum tempo tenta dominar essa tecnologia aplicada a um submarino.

          • mjprio

            O projeto ao longo de mais de 40 anos sofre com constantes interrupções de investimentos e muitos dos técnicos e engenheiros acabam abandonando o projeto em troca de salários mais atrativos. Fica dificil pra Marinha levar o projeto adiante. Miniaturizar um reator nao e fácil como parece. E sao varias as restrições a transferência de know-how (ainda mais depois que o imbecil do 9 dedos manifestou apoio ao maluco do Ahmadinejad

  • Rogério R.

    Como é impressionante ver um caminhão sem grade dianteira. rs

    • zekinha71

      E a molecada pode usar como escorregador.

  • Isso sim é empresa boa, ao inves de ficar com mi mi mi que o mercado pra ela ia acabar, pedir protecionismo do governo pro motor que fabrica, ou ficar sentada esperando o sol nascer quadrado, foram la e investiram na nova tecnologia! Algumas empresas que atuam no Brasil precisavam enxergar isso!!

  • Airplane

    A Cummins está adotando uma estratégia correta ao tentar assegurar seu futuro pois os motores diesel estão fadados a desaparecer e serem substituídos pelos elétricos.

  • EuMeSmObYmYsElF

    Quem não se atualiza fica pra trás

  • ####Carlao GTS

    Já me sinto comandando tudo, sentado ,no lado direito…”autobots, we are here.” kkk

  • mjprio

    E interessante ver o projeto citado. Mas eu acho que teremos ainda a fase dos hibridos que hoje representam a ideia mais viável, pelo menos em termos de custos e emprego, de plataformas mais econômicas e sustentáveis.
    Um bom motor diesel Euro 6 , compacto para geração de energia, ou então para propulsão mas com menores deslocamentos ( hoje motores de 7 litros alcançam cerca de 320CV e mais de 140kg de torque) em conjunto com motores eletricos cujas baterias podem ser recarregadas na tomada ou por intermédio do retarder podem proporcionar modelos mais econômicos e ecológicos. Os motores elétricos podem ser empregados em acelerações e subidas onde os pesados exigem maos força e por conseguinte consomem mais combustível.

    • Ernesto

      Pensei agora em painéis solares na carreta baú. Creio que poderia ajudar bem a autonomia de um caminhão elétrico.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend