*Destaque Dacia Europa Lançamentos Salões do Automóvel SUVs

Dacia Duster 2018 é completamente revelado em Frankfurt

novo-dacia-duster-2018-interior-12 Dacia Duster 2018 é completamente revelado em Frankfurt

Após prévia para a imprensa europeia, o Dacia Duster 2018 finalmente apareceu por completo em Frankfurt. O SUV da marca romena chega com visual completamente renovado, ganhando contornos mais suaves e um layout mais moderno, especialmente na frente, que tem linhas mais fluídas.



Mesmo mantendo a plataforma B0 da Renault e também o mesmo porte, o Dacia Duster 2018 adicionou mudanças à linha de cintura, que vai elevando-se até as colunas D, bem como no conjunto ótico traseiro, dotado de lanternas quadradas. Mas é por dentro que as mudanças são maiores, conforme visto anteriormente.

novo-dacia-duster-2018-interior-12 Dacia Duster 2018 é completamente revelado em Frankfurt

 

A qualidade percebida melhorou sensivelmente em relação ao modelo anterior, apresentando um painel totalmente redesenhado, onde os difusores de ar dominam um ambiente mais agradável e com menor percepção do baixo custo característico do projeto. O Dacia Duster 2018 apresenta um novo volante de quatro raios, mas mantém o comando de áudio na coluna. No entanto, inclui agora um botão de partida com chave eletrônica em estilo cartão, mas sem slot.

novo-dacia-duster-2018-interior-12 Dacia Duster 2018 é completamente revelado em Frankfurt

Outra característica (ruim) que não saiu do Dacia Duster 2018, por este ser um Renault, é o controle de cruzeiro e limitador posicionado entre os bancos e com ajustes no novo volante. Próximo fica o comando de opções de tração, já que o SUV europeu mantém a versão 4×4. Se os ajustes de mídia e velocidade não trazem boas lembranças, pelo menos o ar-condicionado automático apresentam um visual “premium”, com displays digitais nos botões e boa aparência.

novo-dacia-duster-2018-interior-12 Dacia Duster 2018 é completamente revelado em Frankfurt

O Dacia Duster 2018 também vem com o modo Eco para reduzir consumo, bem como controle de descida para um off road mais seguro e Start&Stop. Ganhou também um sistema de monitoramento externo por câmeras, que podem ser acionadas independentemente pelo painel, algo bem ao estilo Land Rover, assim como o frontal do veículo. Ainda lembrando dos ingleses, os romenos resolveram também adotar visualizações dos ângulos de inclinação do carro no 4×4 e bússola digital, apresentados na multimídia, que também tem navegador GPS e imagens das câmeras externas.

novo-dacia-duster-2018-interior-12 Dacia Duster 2018 é completamente revelado em Frankfurt

 

O Dacia Duster 2018 ganhou novos assentos, mais envolventes, bem como airbags de cortina, barras longitudinais no teto em alumínio, alerta de ponto cego, faróis com facho alto automático, novas rodas de liga leve aro 17 polegadas, desenho e acabamento das portas revisados, entrada com sensor presencial, faróis com LEDs diurnos, entre outros. O utilitário esportivo manteve o motor diesel 1.5 dCi da Renault e apresenta o 1.2 TCe, que na gama francesa alcança até 130 cv. A Dacia não deu muitos detalhes sobre o assunto. Agora, resta esperar pelo Duster brasileiro.

Dacia Duster 2018 – Galeria de fotos

 

COMPARTILHAR:

83 Comentários

Clique aqui para postar um comentário

        • A maior parde dos consumidores finais não percebem mesmo as novas superfícies da lataria. E apesar de parecidos os componentes externos são novos… faróis, grade, para-choques.

        • Esse carro das fotos deve ser a versão top, pois tem vários detalhes que são diferentes dos outros 2 modelos (4ª foto). O capô é diferente, parachoques diferentes, rodas maiores, suspensão elevada + vários detalhes estéticos. A versão top realmente ficou bem bacana, mas os modelos normais (abaixo dele), no geral, não mudaram muita coisa para a versão atual.

    • Olha, eu já acho exagero. Ela precisa arrumar um pouco a casa e evitar canibalização entre produtos. Ao menos njo Brasil isso é ainda pior.

      O lado bom é que a plataforma recebeu atualização para ter 6 air bags, já que essa plataforma só podia receber até 4.

      Outro ponto que espero que agora venha a ter, é ajuste de profundidade da direção.

      • MAs a Renault não está nem ai para 6AB, pelo menos no Fluence que tinham 6 em todas as versões. Ela limitou 6AB apenas para a completa, a de “entrada” do Fluence agora são 4 desde 2015 se não me engano.

  • Conjunto frontal melhorou muito com o novo layout dos faróis e pára-choque, sem perder a identidade “Duster”. Na traseira, eu achei que eles se inspiraram demais nas lanternas do Renegade (Galaxie), que ficaram feias e desproporcionais em tamanho.

  • Como sempre , o interior deixando a desejar ! Até que ficou bonito essa nova (Geração) se é que pode ser chamada. Deveriam melhorar o interior, pois creio que é onde eles mais erram. Aí sim, o carro ficaria show!

        • ver problema onde não tem, sempre tem que arrumar algum defeito é brincadeira viu… interior ta bacana… o carro ta bonito mais não sempre reclama de algo, coisa chata mano, tem gente que nem carro tem luta pra ter um carro e acha tudo muito bonito e bacana e tem gente que tem demais e não sabe da valor, sempre ta procurando algo pra reclamar.

          • Os piores são aqueles que só andam de Caio, Marcopolo e Busscar e querem que um Duster seja melhor que um Range Rover. Também achei que o carro ficou bem interessante. O povo esquece que Duster tem que ficar abaixo de Captur.

          • Vc tem razão mas esses detalhes não tiram a qualidade desse carro,aqui onde moro é o lugar onde se tem mais duster. Vamos esperar pra ver como vai ficar a versão brasileira né. to curioso pra ver esses “botões” ai kkk

          • Verdade ! Eu acho que carro é gosto ! As pessoas tem a opção e bolso para comprar o que pode ! As empresas pensando nisso fazem o possível para reduzir os custo, detalhe o cara ver um interior de carro esportivo e não fala um virgula, sobre o painel ou botoes que na maioria são feios. Se o cara ta feliz com um qq isso que importa. Eu achei esse botão bom, detalhe que vai virar tendencia ,assim como as centrais multimídias flutuantes. !

  • Tenho um TechRoad 1.6 e gosto muito, muito mesmo do carro! Ele é correto em tudo, mesmo que a ergonomia em alguns casos não seja o ideal, mas é extremamente funcional e espaçoso. É um carro simples, sem frescura e útil acima de tudo. Esse novo ficou bem legal e preserva as características do atual. Sei que parece estranho, mas um carro antes de mais nada precisa ser útil realmente, ter bom espaço, ter boa robustez e no caso do Duster, excelente altura do solo, e um certo conforto digno ao rodar. Crítica, é o volante pesadíssimo dessa versão, que mesmo com as novas eletro-hidráulicas ainda estão longe do ideal. Comprei ele ao comparar com o Ecosport, bem mais moderno, mas pequeno demais e não me atendia no quesito espaço. E não me arrependo.

    • Concordo. Tenho um TechRoad 2.0 4×2 há 4 anos e nunca tive problemas com ele. Robusto e amplo. Óbvio que há, como quase em todos os carros, aspectos negativos. A direção hidráulica, por exemplo, é um deles. Realmente muito pesada. Esse novo, espero que venha com direção elétrica. Ficou bonito e o interior melhorou muito.

  • Chegando ao Brasil, e se mantiver preço competitivo (como o atual), vai vender MUITO. Só não pode jogar valores pra cima, encostando no já supervalorizado Captur. Aliás, o novo Duster ficou BEM melhor do que a versão BR do Captur. Só não pode vacilar e chegar por aqui com motor e câmbio defasados também.

  • Possuo um Duster 2014 4×4 2.0 e estou super satisfeito com o veículo. Se a reestilização brasileira vier com um novo motor para substituir o 2.0 (há boatos de um 1.3 turbo) mais o start-stop, será um forte candidato a meu próximo carro dentro de uns 5 anos. O controle de descida desse 4×4 é algo bem interessante. Agora, só espero que as rodas maiores (17” contra as atuais 16”) não signifiquem pneus de perfil mais baixo…

    • Com certeza serão mais baixos. Penso eu que de repente, a versão 4×4 poderia ter rodas aro 16″ para ter um perfil maior sem prejudicar o rodar em trechos esburacados.

  • Essa central multimidia da renault parece um dvd pioneer colocado por fora, se os botões fossem na parte inferior então, acho que dava pra pioneer processar a renault.

    • Olha para essa central ser uma pioneer… PRECISA MUITO.

      Se fosse na qualidade de uma central pioneer, acredite, muita gente iria comemorar. Isso porque a qualidade do som é só mediana e ela é super capada.

      • Ah sim, pioneer realmente é qualidade, quis dizer que parece uma pelo design da central multimidia que parece com as pioneer da vida que a galera coloca por ai. Mas em termos de qualidade realmente falta muito haha

    • É que novamente… a Renault continua com a desatualizada “multimidia” medianav. Que triste ver num carro atualizado uma central que deveria ter similaridade com o que existe no mercado.

        • É que as centrais com navegação própria estão caindo em desuso total depois que se popularizaram as que conectam com celulares android e apple.

          Os GPS dos celulares possuem mapas atualizados gratuitamente e em tempo real, além dos alertas de transito.

          Outra vantagem das novas é poder conectar um spotfy ou deezer e controlar pelo voltante.

          Depois que usa isso uma vez, nunca mais quer saber das centrais antigas.

        • O problema é que vc tem rivais que tem itens mais atualizados. E é aí que a Renault perde por não colocar um mais atualizado.

          Eu sou dono de um Fluence 2011. A central dele que se parece com a Medianav, foi feita nos idos de 2009 ( sem contar o modelo carminat dos meganes, já que o meu é carminat live), uma central que tem quase 10 anos nas costas e que hoje é uma telinha com GPS.

          No R Link (que equipa o fluence com facelift) ele tem econometro e agora no Duster ganhou também sensor de altura. Além disso camera de ré.

          É muito pouco para centrais que espelham ou que usam Android auto, além de aparecer em tela os problemas apontados do carro. O funcionar bem, quase todas elas fazem, problema é que falta recurso para atender diante dos produtos rivais.

      • De acordo com a Renault a multimídia será atualizada e esperam que o Duster continue com as três estelas em segurança. Já a GM diz que a multimídia continuará sendo sucesso mais a segurança somente com uma estrela, pois é o que o povo gosta e vende!

  • Engraçado, eu gostei do modelo. Pena que ele virá muito capado (para não dizer que ele só pode vir a sofrer atualização visual).

    Pois não consigo imaginar um Duster repaginado em cima de um Captur “novo”. É o mesmo produto praticamente, mas a atualização pode vir a canibalizar o modelo mais caro.

  • Traseira à la Renegade e novo painel melhoraram muito o desenho do Duster. A frente continua sem graça.
    Nova inclinação do parabrisa deve melhorar o coeficiente aerodinâmico.
    Freios traseiros continuam à tambor.

  • Gostei das mudanças, tanto internas quanto externas mas ainda acho que não virá com tantos mimos assim para o Brasil para não acabar entrando no território do Captur.

  • Se a Renault tivesse utilizado lanterna horizontal ao invés dessa do Galaxie 500, o exterior do Duster ficaria nota 10! Já o interior, graças a Deus melhorou, porque o atual era triste

  • Bem que esse motor diesel poderia vir acompanhado no modelo brasileiro. Seria uma excelente opção mais em conta para quem deseja um veículo com essa opção de combustível!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email