Dafra Citycom 300i 2022 ganha tapa no visual e custa R$ 22.990

Dafra Citycom 300i 2022 ganha tapa no visual e custa R$ 22.990

A Dafra Citycom 300i 2022 veio com novidades na aparência. A maxiscooter da marca brasileira mantém em vigor a tecnologia da SYM, fabricante de motocicletas de Taiwan, associada com a empresa nacional.


Produzida em Manaus, a Dafra Citycom 300i 2022 adicionou novas cores e grafismos para se manter atual diante da concorrência. Assim, mantém as cores Branca, Preta fosca e Preta brilhante.

A Citycom 300i 2022 adicionou ao visual faixas vermelhas próximas do assento e dos faróis. Além disso, o banco do motocicleta agora tem costuras vermelhas.

Dafra Citycom 300i 2022 ganha tapa no visual e custa R$ 22.990

De resto, a Dafra Citycom 300i 2022 mantém o visual já conhecido, com dois faróis, para-brisa amplo, rodas de liga leve aro 16 polegadas com faixas vermelhas, freios a disco ventilados com sistema CBS de sistema combinado de frenagem e pinças de freio vermelhas.

Além disso, a maxiscooter vem com pneus 110/70 R16 na frente e 130/70 R16 atrás. Ela tem ainda banco com assentos individuais em níveis diferentes, escape com acabamento fosco, retrovisores com molduras, fonte 12V, gancho para sacolas e porta-capacete. Contudo, o cluster ainda é analógico e de aparência antiquada.

Há também um compartimento frontal e seu tanque tem 10 litros, suficiente para o dia a dia urbano. Na Citycom 300i 2022, a Dafra preserva o motor monocilíndrico quatro tempos OHC de 278,8 cm3 com refrigeração líquida e injeção eletrônica.

Dafra Citycom 300i 2022 ganha tapa no visual e custa R$ 22.990

Dotada de transmissão CVT, a Dafra Citycom 300i 2022 entrega 27,8 cavalos a 7.750 rpm e 2,8 kgfm a 6.500 rpm. Pesando 185 kg em ordem de marcha, a scooter tem garantia de 2 anos.

Na gama da Dafra, a Citycom 300i 2022 é a opção de acesso das maxiscooters, visto que a HD 300 é a opção acima, mas por diferença de apenas R$ 1.000, porém com um visual mais moderno e sistema de freios com ABS, além de 28 cavalos.

Por fim, a maior e mais cara é a Maxsym 400i, que permite pegar estrada com conforto e segurança, tendo ainda um desempenho superior, empregando um motor de 400 cilindradas com 33,3 cavalos.

 

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.