Ecologia Europa Governamental/Legal Mercado Mercedes Benz Montadoras/Fábricas

Daimler é acusada de vender mais de um milhão de carros com emissão excessiva

mercedes-benz_e_300_bluetec_hybrid_6 Daimler é acusada de vender mais de um milhão de carros com emissão excessiva

Um tribunal de Stuttgart emitiu um mandado de busca e apreensão na Daimler, sob a acusação da montadora alemã ter vendido mais de um milhão de carros com emissão excessiva de poluentes, segundo o jornal Sueddeutsche Zeitung.



As vendas teriam ocorrido na Europa e nos EUA, envolvendo inclusive carros de luxo da Mercedes-Benz, entre os anos de 2008 e 2016. Os automóveis com emissão acima do permitido utilizam os motores diesel OM 642 e OM 651, que podem estar portando um software de manipulação do controle ambiental.

A Daimler se recusou a comentar, limitando-se a dizer que se trata de “especulação” e que trabalha em conjunto com o governo para apurar  emissão acima do limite. O porta-voz da promotoria de Stuttgart também se recusou a comentar o caso. A reportagem não havia conseguido contato com a KBA, órgão federal que homologa os veículos no país.

Como já se sabe, a Daimler não renovou o pedido de homologação de carros diesel nos EUA após o escândalo da Volkswagen, que gerou o Dieselgate. Na Alemanha, a montadora foi colocada na lista de suspeitos e está sendo investigada, assim como Renault e PSA do outro lado da fronteira.

Dos dois lados do Atlântico Norte, suspeitas, acusações e processos envolvendo alguns dos principais players do mercado automotivo se tornaram comuns após a crise desencadeada na VW. Se ficar comprovada a acusação, a Daimler terá muitos problemas nos dois maiores mercados do ocidente.

[Fonte: Sueddeutsche Zeitung]

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Send this to a friend