*Destaque Esportivos Europa Hatches Mercado Volkswagen

De acordo com a Volkswagen, Polo GTI Performance é possível

vw-polo-europa-12 De acordo com a Volkswagen, Polo GTI Performance é possível

Karsten Schebsdat é o engenheiro responsável pelo desenvolvimento de plataformas e chassis da Volkswagen e está ligado diretamente ao projeto da MQB A0, que deu forma ao atual Polo 2018. Como se sabe, o hatch alemão já iniciou as vendas no mercado europeu, assim como no Brasil, mas uma diferença importante existe entre as duas variantes, o esportivo GTI, reservado apenas ao mercado europeu.



Nem bem chegou e o Volkswagen Polo GTI 2018 já está provocando algumas reações no fabricante alemão. De acordo com Schebsdat, é possível que o esportivo compacto não seja a versão topo de linha por muito tempo. O engenheiro disse à revista inglesa Autocar que uma opção ainda mais potente pode surgir.

vw-polo-europa-12 De acordo com a Volkswagen, Polo GTI Performance é possível

Segundo Karsten Schebsdat, o Volkswagen Polo GTI 2018 é um carro muito estável em alta velocidade e ele apresenta “muito mais capacidade”. Ou seja, o alemão estaria se referindo à introdução de mais cavalos sobre o atual modelo, que tem motor EA888 2.0 TSI de 200 cv e câmbio de dupla embreagem com seis marchas, além de uma opção manual.

Com que o Volkswagen Polo GTI 2018 tem atualmente, ele consegue ir de 0 a 100 km/h em 6,7 segundos e alcançar 237 km/h, isso com DSG. Apesar de a declaração parecer indicar um lançamento breve, a VW deve focar atualmente na chegada do esportivo atual aos consumidores europeus. O que pode acontecer é a chegada de um GTI Performance para perto de 2020 ou além.

vw-polo-europa-12 De acordo com a Volkswagen, Polo GTI Performance é possível

Obviamente a Volkswagen tem a opção necessária para fazer um Polo GTI Performance surgir sem muitos problemas, especialmente com a versão de 230 cv do EA888, que equipa o Golf GTI 2018 na Europa e também em breve o Novo Jetta GLi 2019 nos EUA. Os cavalos extras renderiam números melhores. Basta lembrar que ele não estaria sozinho no cenário europeu, visto que alguns concorrentes já alcançaram e até ultrapassaram essa potência.

E por aqui? Infelizmente não deveremos ter o Volkswagen Polo GTI 2018, mas uma alternativa local já estaria em desenvolvimento. Nesse caso, já divulgado pela montadora durante um evento na Argentina. Trata-se do Polo GTS. A sigla, que se tornou famosa por aqui nos anos 80 com Passat e Gol, voltará ao portfólio da marca até 2020.

Por ora, não se sabe como este Volkswagen Polo GTS – e seu irmão Virtus GTS – será equipado. A aposta maior é no uso do motor EA211 1.4 TSI com 150 cv e câmbio Tiptronic de seis marchas, podendo até satisfazer os puristas com uma opção manual. Outra possibilidade, esta de custo menor, seria manter o motor 1.0 TSI de até 128 cv, mas apenas com transmissão manual de seis marchas, devidamente encurtada para entregar um desempenho mais esportivo. Essa opção não excluiria um GTI nacional no futuro, este sim com 150 cv.

Volkswagen Polo GTS 2018 – Galeria de fotos

[Fonte: Autocar]

COMPARTILHAR:
  • Rodrigo Pasini

    Eu não duvidaria de que aqui eles lancem o GTS com o motor 1.0 TSI com a potência um pouco aumentada. Um absurdo.

    • Fanjos

      Sem potência aumentada.
      Peguem esses plásticos “aerodinâmicos” da TG Poli e fiquem satisfeitos.
      … Ahh é paguem 10 mil a mais, sem choro!

      Atenciosamente, Das Auto Huezil.

      • Willian Silva

        Só 10 mil?! Não, não, cadê a prosperidade de preços em 2018?

        • José Castro Neto

          Não alimenta a idéia porque depois nego ouve o Fanjos e já começaremos outra campanha #virtusrumoaos100k

  • Eduardo Brito

    Tomara que o Polo GTS venha com o motor 1.4 TSI, pois se vier com o 1.0 vai ser um tiro no pé…

    • Raimundo A.

      Caro, vi vários Argo HGT e até agora só vi um intermediário. O enfeite visual do HGT tem saída e acho suficiente o Precision.
      Para mim, o GTS no Polo e Virtus será mais visual. Talvez ofertem o câmbio manual no Polo.
      É uma solução caseira que se deixar bem próximo em visual ao GTI europeu vai vender.
      Eu só vejo o 1.4 TSI no Polo e Virtus se o Golf perder o 1.0 TSI, embora este com AT poderia é vender mais num segmento com vendas ruins, e com o 1.4 TSi flex ficar ainda mais salgado, bem como o novo Jetta vir caro.
      A cratera ampliada de preços entre os compactos e os médios pode viabilizar, só que aí a GTS que eu considero manter o 1.0 TSI usaria o 1.4 TSI.
      A segunda hipose é que se haverá nova geração para o Gol, devendo ficar abaixo do Polo, seria o Gol candidato a voltar a usar a sigla GTI.
      O Polo GTS estaria acima por motivos óbvios ainda que use o 1.0 TSI. O Gol GTi teria este mesmo motor podendo a patamar de hoje ter uma GTS com o motor MSI.

      • Guedes

        é só olhamos para o Golf: Comfortline ( 1.0 TSI) custa 77k. O Highline ( 1.4 TSI) custa mais de 100 k
        Polo TSI Highline custa 75 k. um Polo GTS 1.4 vai custar mais de 100k.

        • Rodrigo

          Se o Jetta com esse 1.4 faz de 0 a 100 em 8,5, talvez o Polo faça algo como 7,7~7,8 seria um TORPEDO!!!

          Cilindrada: 999 cm³
          Potência: 116 (G) / cv a 5.500 rpm
          Torque: / 20,4 (G) kgfm a 2.000 rpm

          Cilindrada 1.395 cm³
          Potência líquida máxima 150cv (G) – 5.000rpm
          Torque líquido máximo 25,5kgfm (G) – 1.500rpm

  • Daniel

    Nesse segmento, o 208 GT ainda reina sozinho por aqui.

    • Rodrigo Pasini

      E olha que o esse 208GT vende nada.
      Saudades do tempo em que havia Fusca e Jetta TSI e DS3 entre 76 e 85 mil.

      • Daniel

        Um Fusca TSI manual. Taí um carro que adoraria dar umas voltas.

      • Edson Fernandes

        Pode ter certeza que tanto o 208 GT como oPolo GTS (se esse vier com o motor 1.4 TSI), também terá poucas vendas. Ele será bem caro o que irá afastar compradores. (e até novamente atrair aos compradores de Golf se a VW descer um pouco a crista dele).

        • Rodrigo Pasini

          Eu não consigo ficar otimista com esse polo GTS.
          Imagina que o carro venha bem completo e com motor 1.4, dificilmente ele teria um valor menor que o golf highline.
          E ai, quem pagaria 110 mil num “polo gts”. Isso teria que ser o preço do GTI, com o 2.0T.

          • Guedes

            Eu tava pensando nisso. o Polo GTS se for 1.4 TSI dificilmente custará menos de 100 mil.

          • Edson Fernandes

            Já acho exagerado o preço citado por ti.

            Para ter algum apelo de venda, no maximo por R$85000. Acima disso, não vende. E tem o 208 GT para sobrepor a ideia de preço. O Golf deve continuar sendo mais caro infelizmente.

  • Arthur Melo

    só acho que a voks segura muita coisa fora, sendo que os brasileiros tem a preferencia maior por carros esportivos, porem a unica coisa que impedi a variante chegar aqui são os impostos. agora se ela fizer o tal GTS com motor 1.0 TSI e loucura, pagar a mais por alguns detalhes estéticos, acredito que o GTI não vira, ate porque irá matar o golf. mais nos merecemos um GTS 1.4 TSI de 150cv com suspensão multlink e a opção do manual. e logico bancos xadres. =)

    • Fanjos

      Hueal não vale nada
      Imposto pra kct
      Protecionismo
      População “super inteligente”

      Resumindo : Não! Huezeiro não pode ter o mesmo que países de verdade

      • Raul Pereira

        Se tivesse, as css e montadoras sabem muito bem que é jogar pérolas aos porcos. Eles são folgados e gananciosos, sim, mas também sabem que brasileiro não sabe comprar carro. Veja por exemplo a Fiat, mete uns plásticos, uns adesivos, rodinha diferente, cintos de segurança vermelhos e o carro vende que nem água por ser esportivo. Só ver quantos Uno, Palio, etc Sporting tem por aí

        • Edson Fernandes

          E agora a volta da sigla HGT.

        • Raimundo A.

          É, meu caro, o que tem de veículo sendo chamado de SUV e ainda por cima a tração é apenas num eixo.

          • Eduardo

            KWID ….. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

          • Raul Pereira

            Nem me lembre disso… “é o SUV compacto!” kkkkk
            pior que isso é uma indicação que o povo não sabe nem ler para entender o significado da sigla SUV hahahaha

    • vicegag

      Creio que nem Polo GTI, não tenha suspensão multilink.

      • Arthur Melo

        Como falei nos merecemos, poderia ter. Não significa que tenha. ate pq o golf tinha quando era importado e depois retiraram para diminuir custo. nos só ficamos com os restos.

        • vicegag

          É difícil hem, de VWB fazer algo melhor no Polo GTI, só para os brasileiros, o inverso sempre é bem comum.

    • Rodrigo

      Não mais. Na vdd, salvo raríssimas exceções, nunca foi. Carro esportivo no Brasil sempre foi vitrine tecnológica de um modelo ou marca, nunca foi best seller.

      • vicegag

        Nunca vendeu, pois os carros comuns aqui já custam valor de esportivos, e os esportivos custam o valor de superesportivos.
        E fazer o seguro de superesportivos não é barato.

    • Edson Fernandes

      Mas nem lá fora o Polo tem suspensão multilink. Mas o GTS deveria pelo menos ser 1.4 TSI.

      • Arthur Melo

        Como falei nos merecemos, poderia ter. Não significa que tenha. ate pq o golf tinha quando era importado e depois retiraram para diminuir custo. nos só ficamos com os restos dos carros.

        • Luis Fernando Pozas

          O resto dos carros eu não diria, mas uma boa “depenada” sim… às vezes penso que é questão de margem em cada carro, outras vezes penso que é questão de lucro do grupo VW como um todo… Botar um 1.4Tsi no polo implicaria em ter que, de alguma forma, equipar mais o golf para este não ser canibalizado… Equipar mais as versões de entrada do golf implicaria em ter que equipar mais as outras versões do golf, e por aí vai… Cada decisão lá embaixo, impacta em toda linha de produtos… Pelo menos, eu acho… vai saber se é…

          • Guedes

            Pra mim a conta é mais simples: Se o Polo GTS vier com o 1.4 TSI, a VW com certeza vai colocá-lo na casa dos 100 mil, no mesmo preço do Golf Highline. Aí, minimizaria o canibalismo.

            • Luis Fernando Pozas

              Tb pensei nisso… mas daí não seria ele mesmo o canibalizado? Entre um Polo GTS e um Golf Highline, me parece que escolheriam o Golf…

              • Guedes

                Então, mas aí o GTS se encaixaria na categoria de “carro de imagem”, o que também não é de todo ruim pra VW.

                • Luis Fernando Pozas

                  Desculpa minha ignorância, mas não tenho menor ideia do que é um carro de imagem

                  • Guedes

                    Carro de imagem são carros que não vendem tanto, mas são importantes para agregar status à marca, e por consequência, estimulam a venda de outros carros.
                    Por exemplo, o Sandero RS pode se encaixar como carro de imagem. O cidadão não tem dinheiro pra comprar o RS, mas a imagem que o RS passa é que toda linha Sandero é “esportiva”.
                    Outro exemplo de uso de “carro de imagem” pode ser até mesmo o Golf.O Golf GTI é um carro de imagem também.
                    A VW chamar o Polo de “mini Golf” é querer vender a imagem/status pros compradores de Polo que é “quase” um Golf: “não tenho dinheiro pra comprar um Golf, mas posso comprar um “mini Golf”…

                    • Luis Fernando Pozas

                      E faz sentido manter parte de uma linha de produção com um produto que já nasce morto pelo irmão Golf? Não faz muito sentido pra mim isso…

                    • Guedes

                      Vender Golf ou Polo, o importante pra VW é vender.
                      Maior prova é ter até hoje linha de produção com UP, GOL e Fox, um canibalizando o outro e agora mais o Polo.
                      4 carros quase da mesma categoria…

        • Edson Fernandes

          Isso eu concordo, assim como o preço que veio a custar está absurdo.

  • Luis Fernando Pozas

    Na boa, eu desacredito totalmente da VW BR… Se surgir um polo esportivo eles vão botar esse motor 1.0Tsi com mais cv… Encher de adesivos e máscara… Perfumaria…. O investimento pesado será no marketing pra nos convencer que 1.0Tsi é uma boa escolha, e esquecer que poderia ter sido 1.4Tsi

    • Edson Fernandes

      Eu penso que a VW pode considerar a opção do 1.4 porque já viu que deu certo o Polo. Uma versão de nicho pouca vendida mas para melhorar ainda mais detalhes esperados do carro é algo que ela deveria já prever. Já que colocou o tal “mini Golf”, o modelo esportivo poderia aproximar mais isso.

      • Luis Fernando Pozas

        o “mini Golf” é parte do pesado investimento em marketing a que eu me referia… Acredito que tanto você como eu torcemos para que a VW considere a opção do 1.4Tsi. A questão é que eu não tenho visto da VW muita vontade disso… Tenho visto muita propaganda do Polo, isso sim… Seja propaganda tradicional, seja uma enxurrada de “reportagens” em sites especializados…

        • Edson Fernandes

          O que me incomoda na VW é que esse motor 1.4 TSI parece ser feito a ouro. enquanto a PSA adora enfiar o 1.6 THP em tudo que é carro, a VW trata o 1.4 TSI como se ele fosse o hiper mega super motor que não coloca em nada… e qdo coloca é um absurdo.

          • Luis Fernando Pozas

            Pois é… E o que explica não substituir de vez todos os 1.6 pelos MSi? Pelo jeito estão fazendo o caminho inverso… Parece que está diminuindo a oferta do 1.6 mais evoluído em prol do mais antigo… Francamente, a sensação que eu tenho é de ser explorado…

            • Edson Fernandes

              Querem manter a desatualização em linha para ser apelo de venda futuro. Perceba que isso é forçar o consumidor a adquirir um Polo menos completo em itens de conforto em detrimento da segurança.

              Poderiam incluir os dois porque não sai tão mais caro assim.

              Por isso eu ainda me nego a comprar esses carros.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Enquanto não sai um Polo GTS 1.4T 150 CV, a Renault já começa a se mexer pra desenvolver o motor 1.3T de até 170 CV, se a Volks dormir no ponto o novo Sandero RS vai arrebentar com a concorrência nesse seguimento, fora o CxB. E também é bem capaz de a Fiat lançar o seu motor 1.3 turbo e colocá-lo no Argo HGT antes do Polo GTS

    • Edson Fernandes

      Eu duvido é a Renault lançar um Sandero RS com esse motor turbo.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        Sai sim, o 2.0 em toda linha Renault Brasil vai sair de linha, não tem sentido colocar um motor 1.3 turbo nas versões mais caras da Captur e Duster e produzir o 2.0 só pro Sandero RS.

        • Edson Fernandes

          Então… eu torço para que seja isso, mas pra mim eu acho que eles irão é ou atualizar o 2.0 F4R ou colocar logo o MR20DE (mesmo motor do Fluence).

    • Raimundo A.

      Acho que o mercado está sinalizando muito bem quanto vende veículos com mecânica realmente mais esportiva tendo uma faixa de preço de SUV e crossover que vendem muito mais.
      Outra, não sabemos se a Fiat irá ofertar aqui um 1.3 T e se for acho mais provável ser aplicado ao Renegade, Compass e Toro.
      Por estes, o Argo poderia ter em substituição ao 1.8 mas a potência seria similar ao aspirado, como fazem com o TJet tendo vários níveis de potência.
      Se o Polo 200 TSI consegue superar o Argo HGT, um 1.0 T no Fiat no lugar do 1.8 não seria ruim.
      No caso da Renault, é mais urgente, se tivermos, esse novo 1.3 T ser usado no Captur e no Duster a ser ofertado no Sandero RS que pode talvez até perder esta versão.
      Além disso, dizem que a Renault faria ou traria um SUV médio acima do Captur e abaixo do não se sabe se virá Koleos. Existe tal produto, Kadjar, mas pode surgir outro, e penso se o Koleos não vir e pelo tempo que deverão atualizar a gama, o 1.3 T chegaria a nós por este novo produto.
      Claro, a depender do interesse local, quem sabe a nova geração do Duster e facelift do Captur traga o.

  • FredBarros

    Só quero ver o que VW vai aprontar com a sigla GTS. Essa sigla tem história. Gol GTS, Passat GTS Pointer …

    Se vier com papo de adesivos vai se queimar novamente.

  • Ricardo

    Manual! Daí sim!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email