Ford Longform Sedãs

De Brasília ao Rio de Janeiro com um Ford Fusion SE 2.5

focus-titanium-plus-x-fusion-se-2-700x466 De Brasília ao Rio de Janeiro com um Ford Fusion SE 2.5

Olá pessoal. Vamos relatar uma viagem de ida e volta na BR-040, Brasília ao Rio de Janeiro. O carro para essa empreitada foi um Fusion SE 2.5L Flex. Vamos trazer comentários do carro e da estrada.



O Fusion

O carro foi escolhido numa comparação entre os coreanos Sonata e Optima, também Honda Accord e Nissan Altima. Os coreanos foram descartados pelo preço acima do Fusion e pelo mal atendimento da concessionária Hyundai aqui em Brasília. O Accord, a Honda pôs um preço absurdo sem tantos equipamentos e com o câmbio automático de 5 marchas. E o Nissan, além de mais caro, não chegava nunca.

Na categoria, o custo/benefício do Fusion é imbatível. Mas tem algumas coisas que ficaram a desejar. Vamos começar pela carroceria. O porta-malas é profundo, mas a altura é baixa. As malas grandes precisam ficar deitadas. E praticamente não dá pra colocar outra mala em cima. Os braços ficam embutidos na lateral, ocupando um pouco mais de espaço. Não é tão volumoso quanto sugere.

Na frente, abrindo o capô do motor, apesar de todos os motores serem de 4 cilindros, continua o espaço de V6. Sobra espaço. E esta lá o reservatório de partida a frio. A Ford poderia ter mudado um pouco a dimensão da dianteira, para diminuir o bico e as raspadas em rampas e quebra molas (ou lombadas, dependendo da região…).

Outro ponto muito criticado pelas “revistas especializadas”, o retrovisor repartido com o campo lateral para ponto cego. No início é esquisito, mas com o tempo ele realmente é muito útil, dando um campo de visão lateral na cidade e na estrada, diferente do que estamos acostumados. Achei mais interessante do que a luzinha piscante do sensor de ponto cego do Titanium.

Nos equipamentos, o Fusion nesse modelo 13/14 traz o Sync. Não é o som da Ford como nos modelos 13/13, onde o Sync só vinha no Titanium. O entretenimento é muito bom, com Bluetooth, entrada para CD, 2 entradas USB, o cartão SD vem o da Ford com o GPS, entrada A/V e para iPod. Tem 3 tomadas de carregamento 12v. Tem acendimento automático dos faróis, mas não tem sensor de chuva! No preço e porte desse carro, não dá pra economizar nisso, né Ford! A saída do ar condicionado traseiro não tem controle de velocidade.

O manual do carro é um caso a parte. Sempre leio o manual de todos os carros que compramos, mas o do Fusion é dureza… Tem algumas falhas de tradução e é muito repetitivo. Mas o grande problema é que o manual não seleciona as versões. Você tem que identificar o que tem no seu modelo, já que não estão discriminadas as versões. Assim traz coisas de versões que não tem no Brasil, com câmbio manual!

Grande confusão também em relação aos pneus, a concessionária relatou calibragem de 34 libras nas 4 rodas, o manual separa por tipo de pneu e motor, que nesse caso 225/50R17 é 35 libras. Não há diferença também para carro cheio e vazio. Os dados de potência do motor 2.5L Flex estão totalmente errados!

A viagem

Abastecemos etanol, calibrei os pneus com 37 libras, duas a mais que o manual devido ao longo trecho de viagem, carro cheio, e seguimos viagem na BR 040, tocando 830 km para Conselheiro Lafaiete/MG, onde dormimos e depois seguimos 356 km até a cidade do Rio de Janeiro/RJ. Na volta, fizemos 476 km do Rio a Belo Horizonte/MG e depois 730 km de BH a Brasília/DF.

O Fusion rendeu muito bem na estrada e foi muito confortável na cidade durante os engarrafamentos. A impressão de carro pesado e grande desaparece quando se está na direção. É muito fácil achar posição confortável para dirigir, com as regulagens elétricas do banco, inclusive com ajuste lombar, e o volante tem regulagem de altura e profundidade.

A direção é boa, transmite boa sensação da pista sem ser anestesiada. A suspensão é mais rígida, transmite um pouco as imperfeições do asfalto, mas sem as pancadas secas de suspensão. O fato dos pneus Michelin serem os originais do carro também ajudou no conforto e na estabilidade. O conjunto motor/câmbio trabalha muito bem para o peso do carro.

Optamos pelo etanol para ter o melhor rendimento do motor, mesmo sabendo dos altos preços do combustível no Rio de Janeiro. E o câmbio funciona muito bem. Com 6 marchas, não traz no painel qual marcha está sendo utilizada no momento. Somente no modo Sport quando se aciona as trocas no botão. E mais uma vez, o botão é ruim de utilizar. No modo Drive, quando se acelera fundo, o câmbio faz as trocas em 6000 RPM.

Em meia aceleração, o câmbio troca em 4000 RPM. E em velocidades mais altas, a 6ª marcha funciona como um Overdrive. Mantendo leve pressão no pedal, a 6ª se mantém, embalando o carro, e você tem que ficar de olho no velocímetro senão o carro “vai embora”. A sensação de velocidade é pequena pelo bom isolamento acústico. Quando o carro avança por um pequeno aclive, o câmbio joga a 5ª marcha e tirando o pé do acelerador, volta pra 6ª. Em 6ª marcha a 130 km/h, o contagiros fica em ótimos 2200 RPM.

A estrada

A BR-040 liga a atual capital do país à antiga. Muito andei pelos trechos de Minas Gerais e Rio de Janeiro, mas conhecia pouco o trecho do centro oeste antes de mudar a Brasília. A rodovia tem trechos muito distintos em toda a sua extensão. O trecho do DF é muito urbano, com trânsito muito pesado, apesar da pista dupla. O trecho de Goiás é composto de muitas retas, curvas de alta e aclives suaves.

O asfalto é muito bom, apesar de serem trechos de mão dupla. O trecho de Minas Gerais se divide em antes de Belo Horizonte e depois de Belo Horizonte. O trecho antes de Belo Horizonte está passando por um processo de recapeamento, mas estão simplesmente jogando asfalto sobre a pista antiga. Continuam as ondulações e as imperfeições da pista.

Os trechos de quebra molas são muitos, em virtude das cidades e “vendinhas” na beira da estrada. A pista é de mão dupla até o Trevão com a BR-135. Daí segue duplicada até Belo Horizonte. Mas o trecho de Sete Lagoas a BH é muito ruim com asfalto ruim (ondulações), muitos trechos urbanos e radares. Já o trecho BH – Rio se divide em BH a Barbacena e Barbacena ao Rio.

O trecho de BH a Conselheiro Lafaiete é o pior e mais perigoso pela presença das mineradoras e seus caminhoneiros “sem noção”. A estrada é muito ruim, com muitos trechos de quebra molas, radares e asfalto esburacado. Não tivemos problemas com o pneu aro 17, mas como já conhecia, dirigi com cautela no trecho. De Barbacena ao Rio, a estrada é privatizada de Juiz de Fora/MG ao Rio de Janeiro. São 180 km com três pedágios de R$ 8,00, que dá R$ 0,13 por Km rodado, o que acho absurdo! Mas isso é tema para outro post.

A Serra de Petrópolis

Abrimos aqui um adendo da Serra. Para os que já dirigiram na rodovia e gostam de dirigir na estrada, é o melhor trecho da BR 040. Curvas fechadas, curvas de alta, túneis, paisagem deslumbrante (quando não há neblina!). E trajetos distintos de descida e subida. Que vai mudar… A concessionária da rodovia vai mudar o trajeto da serra. Vamos sentir saudades…

O consumo

O Fusion teve um consumo razoável para o porte do carro. Lembramos que foi uma viagem real, com carro cheio, desempenho bom, e combustível disponível nas estradas. São dados que nenhum laboratório reproduz, como o trânsito da BR, as variações de altitude e de combustível. E sempre com o mesmo condutor.

A tabela de consumo segue abaixo, com os dados de consumo urbano aqui detalhados: Rio de janeiro – 157,6 Km com 5,02 Km/L; BH – 50 Km com 5,0 Lm/L. Para comparação, o 1º tanque aqui em Brasília: 158,5 Km com 6,47 Km/L. No manual a Ford orienta não confiar no consumo do computador de bordo nas primeiras 3000 milhas (isso mesmo, em milhas, mas eles põem 4800 Km depois…).

Conclusão

Foi uma viagem muito tranqüila pelo desempenho e conforto do carro. O consumo não me assustou, até porque no último trecho, o carro rendeu mais de 8 Km/L. E com o tempo, deve melhorar. Agora as nossas estradas precisam melhorar bastante…

consumo-ford-fusion-2.5 De Brasília ao Rio de Janeiro com um Ford Fusion SE 2.5

Por Elisson Oliveira

  • Diegorji

    Esse consumo na estrada está bem elevado. Ainda que pese ser um carro 2.5 pelo menos uns 10km/l deveria ter feito, está consumindo mais que a versão v6, segundo dados da fábrica.

    Eu já dirigi esse fusion na versão 2.0 ecoboost no TechnoDrive da Ford, achei os freios insuficientes para o veículo.Demorou bastante para frear o veículo.

    • Alcool é direção dá nisso… rsrs À gasolina deve dar uns 10~11 km/l.

      • FelipeLange

        Por isso que não gosto de flex, na maioria das vezes o consumo é prejudicado. E é igual pato, consome álcool e gasolina, mas não consome nenhum dos dois direito.

      • PortoWF

        Tá pessimo esse consumo com Etanol, o Astra com Monzatec do seculo passado adaptado p/ FLex fazia ne estrada 9,5km/l. o Fluence CVT do Pai com 4 dentro mais bagagem fazia 10km/l no Etanol, o Fiestinha faz 12 km/l.
        Era de se esperar pelo menos uns 8km/l principalmente pq o trajeto em questão inclue varias descidas.

        • Talvez ele tenha ido a mais de 130 km/h.. Aliás, fiz um vídeo mostrando o consumo do Golf na cidade para aqueles que não acreditam que ele faz 11 km/L. http://www.youtube.com/watch?v=w2_PFNVJE5A

          • FelipeLange

            Essas músicas me lembram o bom Need For Speed Most Wanted.

            • BituMattioli

              saudades dessa época, hahaha… era bom ein, pqp!! haha

          • Dragoniten

            Considerando a sua velocidade média (22~23km/h) no computador de bordo, dá pra ver o quanto o 1.4T é eficiente. Ele tem Start/Stop?

            • Tem start/stop mas não tem o sistema de desligamento de cilindros pra estrada que existe na europa (ACT).

              • Dragoniten

                Mas já poupa muito combustível o Start/Stop.
                Se todos os carros de SP (capital) fossem híbridos e funcionassem só no modo elétrico naqueles engarrafamentos, a economia estaria na casa dos muitos milhões anuais, certeza, rs.

          • Washington

            Esses APzeiro com negócio de que Golf turbo faz 14km;l na cidade com querosene no tanque são muito espirituosos. O bom humor chega a ser contagiante. Vale lembrar que até Ford Landau, em se mantendo média ridícula de velocidade, em trecho plano, sem trânsito e sem variação de giro do motor, faz "mais de 20km/l" na "média" na cidade. Pena que no uso normal, não passa de 2km/l… Agora, Golf turbo fazendo 25km/l de média no CB na cidade só mesmo APzeiro muito muito crente vai acreditar… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

        • pauloreis

          ia dizer o contrário, para carro 0 km, ainda que nessas condições, o ultimo trecho da a entender que esta indo para 8 km/l, quer dizer, pesado e andando bem ( acima do limite da estrada em alguns trecho), esta até bom demais. Por esse ponto de vista veja que: se estiver amaciado, mais de 5 mil km rodado, sem peso, somente o motorista, deve atingir os 10 km/l no alchool sem problemas.

        • MecanicoDigital

          Olha, eu tinha um Astra Flex que no álcool conseguia fácil uma média de 10,0~10,5km/l, e em uma viajem q fiz pra Santa Rita do Passa Quatro, consegui 11,0km/l !!!

          Talvez ele tenha andado sempre acima de 120~130, só assim pra justificar esse consumo aí…

        • RafaelPimenta

          tirando o fato do fusion ser bem maior e estar cheio, acho que é condizente

    • MarcosObs

      Em NENHUMA condição este motor está rendendo bem (REPAREM QUE É o 2.5l). Mesmo o da versão Titanium já foi batizado de eco-EMBUSTE. Até donos de Evoque reclamam…rsrsr. (NESTES casos 0 2.0 trubo) Agora o manual desleixado é o resumo da preocupação da Ford com o brasileiro. Lembro-me do antigo Fusion que tínhamos em casa, onde o GPS apresentava mapas dos Estados Unidos, e os comandos por voz NÃO estavam disponíveis para o idioma português.

      • Ubaldir

        Consumo normal para um carro do porte do Fusion, carregado e com baixa quilometragem. A média de 7 com álcool não é ruim, não. Tudo bem que em outros tempos, de motores unicamente movidos a etanol, era até comum se obter consumos em faixas próximas aos 10 km/l (em carros bem mais modestos e leves que o Fusion, diga-se de passagem). Mas em motores de tecnologia Flex, ainda estou pra ver carros maiores (de sadã médio pra cima) que tenha médias que suplantam decididamente 9 km/l de etanol em uso rodoviário (carregados e com ar condicionado funcionando). Isso depois de uns 3 mil quilômetros no hodômetro. Em minha opinião, consumo adequado ao carro e à situação.

        • Bola

          Não é verdade. Os flex de hoje gastam menos do que os antigos mono a álcool. Um Opala 2,5 fazia 4 na cidade e 5,5 na estrada, com álcool. E olha que o Opala pesava 400 a 500 kg a menos do que o Fusion.

          • Ubaldir

            Poxa, comparação desleal. O motor do Opala era um projeto da década de 60, reconhecidamente um beberrão inveterado. Compare com Monza, Santana, Del Rey, dentre outros. Motores com projetos da década de 80 e já mais adaptados ao etanol. Aí a diferença pesa em favor dos monocombustíveis.

      • Ubaldir

        Os "defeitos" do manual não são primazia da Ford, não. Via de regra, carros importados repetem as características de manual de instruções narradas no texto: manual único para versões distintas, traduções "meia-boca", texto repetitivo, dentre outras mazelas. O do Jetta não fica muito longe disso aí não.

    • Bola

      O consumo foi bom. Primeiro porque a estrada é ruim (tem gente comaprando com outros carros em estradas boas, muito errado) e segundo porque usou ar condicionado o tempo todo pelo que entendi.

      Carros muito mais leves e menos potentes gastariam até mais nas mesmas condições.

    • jao_simonetti

      10km/l é ideal??? Cara, nem Corolla faz isto com etanol! Acho que uns 8 é justíssimo para o porte dele!

      • Ubaldir

        Exatamente. Meu Jetta só faz 9 km/l na estrada se for com o pé leve e sem usar ar-condicionado. Querer que um carro de quase 1.600 kg e com potência de mais de 170 cv e com tecnologia flex faça 10 km/l é meio utópico.

        • Dragoniten

          "Meu Jetta". Qual motor? 2.0 ou 2.5? O Jetta que eu saiba não é base de comparação pra nada, especialmente pelo torque ridículo no 2.0 que faz com que o bicho beba muito e não ande quase nada.

          • Ubaldir

            Caramba, poucas vezes eu vi tanta falta de informação em um post só… kkkk
            Mas vamos lá, por partes:
            – Desde quando alto torque ou alta potência significam economia?
            – Jetta 2.0 aspirado tem problemas de potência máxima, especialmente em altas rotações, e não de torque, que possui valores bem posicionados diante da concorrência e ainda conta com a vantagem de que altas percentagens do torque máximo venham em rotações baixas (abaixo de 2000 RPM), garantindo conforto e boa dirigibilidade em baixos giros, o que é favorável à economia;
            – Verifique os comparativos de sedãs médios no qual o Jetta participa na mídia especializada: o desempenho pode não emocionar ninguém, mas no consumo de combustível ele quase invariavelmente se situa nas primeiras posições;
            – Em termos de desempenho, um carro que vai de 0-100 km/h na casa de 12 segundos, chega a velocidades máximas de 200 km/h e tem retomadas na média da concorrência (olha o torque bom em baixas rotações aí) pode não emocionar ninguém, mas está longe de poder ser classificado como "não anda nada", em especial para mim, um pacato pai de família que já passou da casa dos 40 a algum tempo e não faz a menor questão de provar pro cara do carro ao lado que meu carro anda mais que o dele;
            – O Jetta 2.5 tem potência e torques bastante razoáveis, mas é reconhecidamente um carro "beberrão" (em especial se comparado aos 2.0 aspirado ou turbinado que são usados hoje), só para ilustrar a tese de que potência e torque elevados nada têm a ver com menor consumo. Assim fosse, Lamborguinhis e Ferraris seriam os carros mais econômicos do planeta;
            Para finalizar, não sei o porquê dessa neura com relação ao fato de eu dizer que o consumo que o nosso amigo relatou para o Fusion seja bastante razoável para o carro e a condição em que ele foi obtido (carregado, ar ligado, andando na faixa de 120-140 km/h, veículo pouco rodado).
            Vamos sair então da faixa dos carros maiores e ir para os menores. Eu sou bem experiente ao volante e tenho mais horas de direção que "urubu de vôo", até porque o meu serviço faz com que eu viaje milhares de quilômetros com frequência nos mais diversos tipos de veículos e trajetos. Ainda estou pra andar em um carro utilizando etanol que em ritmo de cruzeiro (aquela faixa que todo mundo costuma firmar em viagens, próximo aos 120 km/h) faça médias de 10 km/l. Pode ser carro mil, 1.6, 16 ou 8v… ainda não tive a "sorte" de me deparar com esse mito.
            Tem muito leitor aqui que vem relatar consumos maravilhosos. Ok, eu já andei em um domingo de manhã pelas ruas de Brasília com meu o Jetta por 50 quilômetros com média de 19,5 km/l. Mas claro que essa é uma condição específica, não virei aqui dizendo que o carro "faz 19,5 km/l". Significa que andando a oitentinha (tem radar pra caramba em BSB), pisando de leve, sem trânsito o carro consegue chegar nessa média. Em condições normais de "temperatura e pressão", ainda estou pra ver um modelo que faça média rodoviária de 10 km/l rodando com etanol. Dizem que o novo motorzinho 1.0 de 3 cilindros da VW faz isso no Fox. Só vendo pra crer.

            • PortoWF

              espero quer vc possa dirijir um Fiesta powershift então.

              • Ubaldir

                Testes da mídia especializada indicam um consumo de 10km/l de etanol na estrada para o New Fiesta 1.6 16v com câmbio manual. Com a caixa automatizada é certeza absoluta que esse consumo piora. Só não piora se o cara que dirigir com o câmbio manual for muito "ruim de roda". Se considerarmos então que os testes de revistas são feitos com ar desligado, em velocidade controlada e com o carro vazio… quero ver quem consegue nas condições que narrei (carro cheio, ar ligado, andando na faixa de 120 km/h até um pouco a mais) fazer 9 km/l no powershift.
                Aí é como eu disse, caboco pode pegar o carro em condições muito especiais, em um grande trecho de descida, andando em velocidade controladíssima, carro vazio, dia fresco e obter uma média de 11 km/l e dizer: "o carro é econômico demais, faz 11 km/l na estrada". Aí não vale.
                Repito, ainda estou pra ver um carro nacional que em uso normal me dê uma média de muito mais que 9 km/l na estrada com etanol. O Fusion do post vai se estabilizar quando um pouco mais rodado em médias na faixa de 8 km/l. Bastante razoável em comparação com sedãs médios do mercado, já que na faixa dos sedãs grandes a oferta de carros flex pouco passa do Fusion 2.5, se é que passa.

                • PortoWF

                  Nossa então meu carro ta com "defeito", fez 12km/l na estrada com Etanol e andando a 120km/h

                  • Ubaldir

                    Eu posso chegar aqui e escrever que o nosso Fusion 6 cilíndros aqui da empresa faz 14 km/l de gasolina, ou que o de 4 cilindros faz 10 na cidade, ou que meu Jetta faz 11 no etanol, ou que o Polo da minha esposa faz 13 com etanol…
                    Daí pra eles fazerem isso mesmo é uma história muito diferente. kkkkk.

                    • PortoWF

                      tá bom cara, espera ate o fim do expediente que eu postarei fotos com muito prazer.
                      Ou vc vai dizer que o computador de bordo do meu carro é mentiroso tb?
                      Faço um video semi-ao vivo se vc quiser..

                      Quer???

                      Depois vc entra aqui e pede desculpas?

                    • Ubaldir

                      Porto, eu já expliquei isso bem, mas vou "usar os bonequinhos". Eu tenho foto do computador de bordo do Jetta marcando 20 km/l de gasolina em um trecho de 50 km. Podia muito bem chegar aqui e dizer: "o Jetta é demais, faz 20 km/l". Também consigo em vários trechos durante a semana fazer 9 km/l de álcool dentro da cidade. Mas quando chega no fim do tanque e eu for abastecer, não adianta, ele vai fazer 330, 350 km com um tanque de 55 litros de álcool na cidade.
                      Estamos falando de média. O tanque do New Fiesta tem 51 litros? Pegue ele e saia em direção a um destino qualquer numa estrada, guiando normalmente e diga que só vai parar quando ele fizer 612 quilômetros… tu vai ter que chamar o guincho, companheiro.
                      Não estou dizendo que seu carro é capaz de fazer trechos com consumo diferenciado. A maioria dos carros é. Mas não existe mágica.

                    • PortoWF

                      tá bom cara, vc não tem coragem de me desafiar, nem humildade de reconhecer q tá errado, fica aí arrumando desculpinhas.
                      Eu ja falei, faço o video , quer?
                      No video mostro a data, a velocidade média, o odometro parcial, e o consumo por litro?
                      Tenho ate a NF do ultimo abastecimento, mas sabe pq isso não basta?
                      Pq sempre havera uma desculpa esfarrapada pra dizer q eu to mentindo e que o certo é vc que por não conseguir fazer boas médias de consumo, acha q ninguem mais consegue.

                      Eu quero que vc me desafie e quero q vc tenha a coragem de voltar aqui depois pra pedir desculpa, aceita?

            • Dragoniten

              Nossa, realmente cuidado com os absurdos 17,7 e 18,4kgfm, na gasolina e etanol, respectivamente. O motor 1.8 do Cruze tem números superiores de torque.

              Pra um 2.0, são números ruins sim.

              Comparativo performance e consumo:
              http://www.car.blog.br/2013/05/jetta-x-corolla-x-

              Pior performance entre Cruze, Corolla e Civic (todos 1.8) e consumo mediano (2º de 4 em estrada, mas 3º de 4 na cidade).

              Velocidade máxima? Sério que você vai tentar me convencer da qualidade de um motor falando sobre velocidade máxima?

              Este site com informações da 4Rodas bate de frente com o seu argumento de "bom em retomadas", sendo o pior neste teste além de ser o pior na aceleração constante também (0-100). http://www.car.blog.br/2013/11/nissan-sentra-2014

              E precisa provar pra alguém que o carro anda mais? Eu só tenho que ter motor suficiente pra realizar ultrapassagens com segurança. Justamente por ser um pai de família que você deveria se preocupar mais com a segurança da sua família ao escolher um carro que tenha os atributos necessários para realizar viagens com segurança. Motor é um aspecto fundamental pra quem pega a estrada, ainda mais com carro cheio, que com certeza aumenta ainda mais esses tempos de retomada.

              Quanto aos 10km/l no etanol: Tenho um Ka 1.6 2009 e no trajeto Curitiba -> Ponta grossa (cerca de 120km) a 80~100km/h faço 11,5km/l. Pé leve, mas faço. A 110~120km/h as médias são de 10~10,5km/l (sempre com etanol). E isso com um pneu bem mais largo que o original (175/65 R14 para 195/55 R15), justamente pra ter estabilidade e segurança (já que nem ABS, nem AB2, nem estrutura e nem pontos de solda suficientes meu carro tem, rs) porque eu pegava a estrada todo fds nesse trajeto vai e volta, por cerca de 1 ano.

              Picanto 1.0 3 cilindros (manual) é outro que faz tranquilamente 12~13km/l na estrada com etanol, por conta do baixo peso.

              • Ubaldir

                Com um Ka, de pé leve tu faz média de 10 e quer criticar o consumo de 9 em um Jetta ou o consumo de 8 em Fusion (carregados, com ar ligado e sem "pé leve"), garoto?
                Garanto que tu nunca andou em um Jetta e quer ficar discutindo o sexo dos anjos comigo. Eu só dou opinião em carros que já andei. Jetta não te dá segurança em ultrapassagem? em que mundo você está?
                Quem não tem juízo na cabeça coloca a segurança da família em risco com carro de 300 cv. Quem preza pela segurança de verdade consegue viajar sem tomar nenhum susto em carro mil. Esse é o argumento mais besta que eu costumo ver em alguns posts por aqui. Cidadão que me fala que depende do motor para ter segurança só pode estar de brincadeira.
                É só saber e respeitar o limite do carro que está em suas mãos e respeitar as normas de trânsito. Faixas de proibição de ultrapassagens são calculadas para oferecer segurança para caminhões. Para qualquer carro pequeno, você respeitando as marcações, a segurança vai estar garantida. Tem um monte de gente que andou de fusca a vida toda e nunca teve um percalço, E tem um monte de gente que anda em carro de 200 cv ou mais e se estrumbica por aí.
                Quanto ao teste de consumo, procure na 4rodas em um comparativo entre 7 sedãs médios do mercado (provavelmente 2012). O Jetta foi campeão em todas as medições de consumo. Perdeu sim em desempenho, ficando uma média de 2 segundos mais alto no 0-100, e algumas merrecas atrás dos melhores em retomadas, com desempenho muito parelho ao do Peugeot 408 2.0, que tem motor mais potente, mas tem 200 kg a mais de peso. Sinceramente, não me faz a menor falta esse tipo de diferença de desempenho. Em 25 anos de volante nunca precisei de "motor" em qualquer situação de ultrapassagem. Quem faz ultrapassagem apertada é "mané",seja com carro de qualquer potência, isso é um fato. E é esse tipo de motorista que coloca a vida dos outros em risco.
                Vamos voltar ao ponto que interessa: esse Fusion do rapaz aí vai se estabilizar após os 5 mil km rodados em consumo de 8 km/l de etanol na estrada. a discussão está em torno disso, certo? De acordo com as referências que temos no mercado nacional, é um consumo adequado para um carro de 1600 kg, 175 cv de potência, confortabilíssimo. Não dá pra ficar comparando o consumo que se espera do seu Ka com o do Fusion. São realidades diferentes. E nem temos padrão de comparação para sedãs grandes, já que não me recordo de outra opção que não o Fusion a oferecer o motor flex. Portanto, o parâmetro de comparação é com carros de categorias completamente diferentes. Se seu Ka faz 10 andando pra baixo de 120, um Fusion fazendo 8 (último trecho) andando bem, carregado e com o ar ligado está ótimo. É nisso que eu foquei em meu post.

              • Ubaldir

                Esqueci de falar da questão do troque do Jetta: qualquer conhecedor com um mínimo de informação sabe que o segredo não só do motor do Jetta, como também do motor 1.6 que equipa Gol, Polo e Fox está na curva de torque muito plana com "platô" a partir das mais tenras rotações, e não nos números de potência ou torque máximos. Até 4000 giros em quase qualquer situação, eles apresentam torque elevado com relação a outros motores de arquitetura distinta, o que faz com que subam de rotação muito rapidamente e garantam dirigibilidade exemplar em rotações baixas, evitando trocas sucessivas de marcha e permitindo o tráfego em giros baixos sem aquela famigerada "falta de força" que incomoda muito e resulta em frequentes reduções, e acaba resultando invariavelmente em aumento de consumo.
                Agora, se você me dizer que após os 5000 giros os motores são quase imprestáveis, vou concordar. Só que quem é que em sã consciência fica andando em giros acima de 4000 RPM com frequência significativa?
                A tempo, se você trafegar com esses motores da VW em rotações muito acima de 3500 RPM com frequência, aí sim, eles bebem demais. O giro ideal de operação deles é abaixo dos 3000 RPM, onde você tem boas respostas e consumo comedido.

    • afonso200

      o azera v6 faz 10 na estrada(com gasolina é claro)

      • Ubaldir

        Diferença pouca com gasolina é etanol né…
        E pra o Azera fazer 10 na gasosa não pode pesar o pé não, tem que ser na maciota. Vai andar na faixa de 140 pra você ver se passa dos 8 e pouco… se fosse flex, faria 6 pra baixo no etanol, pode anotar aí.

  • Davidcomentador

    Melhor da categoria sem dúvidas… pena que continua custando os "zóio" da cara!

  • LenonSlater

    Melhor CxB sem dúvidas !

  • rogerrosato

    Absurdamente gastão… esperava um consumo ao menos semelhante ao da versão EcoBoost, uma vez que é bem menos potente e a tração é apenas dianteira. Convertendo-se, teríamos um consumo médio de 10 km/l de gasolina, o que é francamente absurdo para um consumo rodoviário…

    • duhehe

      O consumo é bem parecido com o modelo antigo e melhor que o conseguido com esse motor na Ranger.

      Acho que esta dentro, ainda mais no alcool.
      Tem carro 1.6 fazendo isso, um 2.5 esta otimo.

      • rogerrosato

        Considerando o consumo de etanol sendo 70% do consumo de gasolina, se esse Fusion faz 7 km/l na estrada com etanol, faria 10 km/l com gasolina. Mesmo que o motor tenha a particularidade de proporcionalmente render menos com etanol, ele não vai passar de 11 km/l na estrada. Esse é um consumo absolutamente absurdo. O Civic do meu pai faz 14,5 km/l na estrada, no pior dos casos 13 km/l.
        Me diz qual 1.6 não consegue fazer ao menos 13 km/l na estrada para que eu possa ficar bem longe dele! hauhauhauah

        • rubensvillaca

          Cara, o maximo que consigo na minha eco 1.6 2009 é 12km/l

          • Dragoniten

            E você esperava muito mais de um carro com o porte da Eco e um motor como o Rocam? rs.

    • RafaelPimenta

      amigo, um carro de 1600kg, 178cv, lotado, andando em trechos de muita curva como a 040, ar ligado direto e andando acima de 120km/h, atingir 7 ou 8km/l de etanol esta ruim onde? voces saem falando por falar. pegar uma uno 1.0, botar alcool e andar com ela vazia na estrada fazendo 10 ou 11km/l é mole. Pessoal nesse blog sai falando as coisas sem analisar. ele na gasolina deve fazer 12km/l nas mesmas condiçoes

  • Agreed___not

    Esse Fusion e fabricado no Mexico?

    Interessante 130km/h @ 2200rpm

    • PortoWF

      CVT em carro 2.0 tb consegue isso.

      • Edson

        Golf 1.4 TSI… 120 km/h @ 2000 rpm.

        • PortoWF

          Praticamente uma Scania !!! kkkk

        • mgbalbo

          7 marchas né, bom demais na estrada.

        • Marques

          uma pergunta de leigo. A 120 km/h em 7 marcha no Golf e' necessario reduzir p uma 4 marcha numa ultrapassagem??? Pergunto isso pois nesta velocidade o carro ja esta com seu torque maximo disponivel??? Eu queria inteder isto??

          • rogerrosato

            7ª marcha é overdrive, se reduzir para 6ª não sentirá diferença quase alguma. Imagino que a redução tenha de ser feita para 5ª ou 4ª, mas só dirigindo para saber. Além do mais, o Golf de 7 marchas é o DSG, então não precisa se preocupar com isso, uma vez que o câmbio vai fazer tudo, mesmo. O Golf manual tem 6 marchas (5+overdrive).

      • No manual, com câmbio de 6 marchas

        <img src="http://img850.imageshack.us/img850/9100/n4ra.jpg"&gt;

        • Agreed___not

          Um pouco acima do Altima mas parece interessante tambem!

          Belas fotos para velocidade de 100+ considerando nossas estradas maravilhosas…

    • Gustavo73

      Sim no México. O que facilita em relação ao preço, já que dentro das cotas paga os mesmos impostos de veículos nacionais.

      • Agreed___not

        Ok. Obrigado…
        Entao seria essa razao do Nissan estar com valor mais alto?
        Acho que iria de Altima por ser fabricado nos EUA e por ter parte dos componentes do carro fabricados tambem la.
        Nunca tive problema algum quanto a mao de obra em produtos americanos ou japoneses. Ja dos outros paises…

  • FiuzaLima

    Ótima compra!
    Depois, se puder, poderia postar como o carro se comporta com gasolina (desempenho e consumo), pois no etanol é fogo… rs
    Acho o Fusion melhor que todos os concorrentes diretos, pois alia itens de série, segurança, desempenho e beleza.
    E se a Ford é lerda pra lançar carro, a Nissan bate recordes nisso, pois o Altima parece um bom produto (vende muito nos EUA), mas a demora em lançar vai prejudica-lo, acho…

  • Marciomaster

    Parabens pelo carro e pelo relato real de consumo, afinal isso é consumo verdadeiro e não a palhaçada de etiquetagem do Inmetro. E o consumo foi razoavel para bom pelo que o carro oferece.

  • Louis

    Bebe mais que o Lula!

    • netovski

      Esses 8 km/L foram no álcool, talvez você saiba.

      Nada mal pro porte do carro e a depreciação que um carro desse sofre mais os custos de manutenção superam de longe qualquer diferença no consumo em relação a um 1.0 popular.

      Em um ano o carro vai depreciar um fiesta rocam caso ele queira vender.

      Se ficar uns 3 anos provavelmente um new fiesta só de depreciação.

      O consumo não pesa nada no bolso perto disso.

      • Louis

        Se o carro vai depreciar, não é motivo para consumir desse jeito, ainda mais sendo um carro baixo e com tecnologia avançada. Média de 7km/l na ESTRADA acho exagerado, a não ser que o motorista seja um tremendo pé-de-chumbo, daqueles que aceleram e freiam sem necessidade.
        Se carro caro fosse motivo pra devorar combustível, um Mercedes S deveria consumir quanto, 1 km/l ?

        • netovski

          Não é por ser caro, é por ser um sedã full-size. Um carro desses é pesado e o trajeto não favoreceu. Não sei se ele faria um consumo muito melhor com um Onix por exemplo.

          • jao_simonetti

            Full Size da Ford é o TAURUS.

            • netovski

              Tem razão, obrigado pela correção.

          • luta4ever

            Não faria!! Eu tenho o pé pesado e faço média de 8,5 no etanol em uma Montana 1.4. Nunca tive um carro econômico, fico espantado com os relatos de quem faz 11, 12 ou até 14 km/l com etanol, pra mim isso é lenda.

        • FelipeLange

          Não estamos levando em conta a depreciação. De qualquer forma qualquer carro vai depreciar.

          Pelo menos temos o Fusion Hybrid.

          Olhe, o Toyota Camry, que usa um motorzão 3.5 V6, consome quase igual a um 2.0 ou até mesmo 1.6. Mas os testes de consumo deles é diferente, e faz com que os números de consumo sejam piores do que de outras mídias. http://bestcars.uol.com.br/comp4/fusion-camry-pas

        • afonso200

          classe S V-12 desliga 6 cilindros andando normal

      • saosao

        Sorry, não tenho dinheiro para jogar fora 1 Fiesta por ano…

  • Pretinho

    caramba..
    consumo alto.
    ok alcool, motor 2.5 carro pesado, mas..
    muito alto

    • pauloreis

      ia dizer o contrário, para carro 0 km, ainda que nessas condições, o ultimo trecho da a entender que esta indo para 8 km/l, quer dizer, pesado e andando bem ( acima do limite da estrada em alguns trecho), esta até bom demais. Por esse ponto de vista veja que: se estiver amaciado, mais de 5 mil km rodado, sem peso, somente o motorista, deve atingir os 10 km/l no alchool sem problemas…

    • luta4ever

      Tem gente que anda a 60km/h em rodovia ai sim dá pra fazer 12 km/l. Sugiro q tais motoristas comprem uma bicicleta de estrada essa sim é econômica e anda quase na mesma velocidade.

      • Dragoniten

        Errado, andando a 90~100km/h, dependendo da estrada, é muito fácil fazer 12km/l.

        Se meu Rocam 1.6 (motor de 2000 porcamente adaptado para etanol) consegue, por que outros carros não conseguiriam? Não estou falando do Fusion em específico, mas outros modelos.

  • Robinho

    Mesmos com os contras ainda quero um carro desse !

  • BlueGopher

    Bem notada a questão dos manuais Ford.
    Peguei (e li) um manual da nova Ecosport.
    É confuso, mal explicado, genérico, pois não não seleciona as versões do carro a que se refere, você tem que procurar para saber se o "seu" carro tem ou não determinado equipamento.

    Agora o pior é a qualidade do livrinho: Papel reciclado, tinta azul desbotada e figuras apagadas.
    Impossível de ser lido em condições de baixa luminosidade, onde pode ser mais necessário, numa emergência.

    Preservar a natureza é bom, mas desde que não prejudique a função do equipamento, né dona Ford?

  • zemarreta

    "O porta-malas é profundo, mas a altura é baixa. As malas grandes precisam ficar deitadas. "

    Se as malas forem grandes, poucos sedãs (não me lembro de nenhum, na verdade) conseguem engolir duas de uma vez. Aliás, essa é uma das vantagens dos "altinhos": como as malas viajam em pé, o porta-malas é bem mais prático que o dos sedãs.
    Aliás, aluguei uma Mondeo perua no meio do ano, que é basicamente a SW desse Fusion, e é impressionante como um carro tão grande externamente consegue pegar relativamente tão pouca bagagem. Meu 3008, com uns 60 cm a menos de comprimento conseguiria a mesma quantidade, ou até mais.
    Depois o pessoal (que não tem família) não entende porque os carros altinhos fazem muito sucesso aqui e no exterior…

  • Motorista1979

    Todos ( eu disse TODOS!) os Fusion vendidos no Brasil tem um defeito no capô do lado do motorista perto do farol. Não sei se é o a alça de fechamento do mesmo, ou a grade. Pode reparar o fechamento do capô no lado do motorista, em cima do farol, tem um dedo de vão, já do outro lado não tem. todos que vi na rua têm, o de um amigo tem também ( inclusive arrumei um problema pra ele porque ele nunca tinha reparado e depois que eu falei ele esta numa briga ferrenha na Ford porque ninguem consegue consertar) e esse da foto não é diferente. Pode olhar qualquer teste de Fusion no Brasil que tiver na internet que o defeito esta la.

    • Brunobrasil

      Nem o novo Mondeo é tão certinho no capô. Ao meu ver isso tem a ver com a qualidade do pára-choque. A fornecedora não consegue (ou não pode – $$$) fazer um com a rigidez suficiente para casar perfeitamente com os vincos do capô. Repare que é uma área crítica, um ponto onde o pára-choque é praticamente dobrado para encontrar com o capô. Esse design atual da Ford cria uma situação embaraçosa para os fornecedores, porque tem muitas linhas, curvas, quinas e sem nem com o aço às vezes é possível dar tantas formas que dirá com injetados como o plástico.

    • Jogude

      O meu não tem esse defeito, esta tudo alinhado e correto. Não sei dizer o que ocorre com os outros.

    • Fabio_Tex

      Motorista, olha só… Isto ou é um erro de projeto ou grave falha de montagem em alguma linha do México, estive nos EUA em outubro e vi mais de um new fusion com o mesmo problema lá na Uncle Sam's Land.

  • Carlsson

    Consumo depende do pé… Eu já fiz média de 8.5 a 9.0 km/L de Civic 1.8 MT Flex (abastecido com gasolina) em estrada… Assim como já fiz 14.5 km/L (gasolina) também no rodoviário.
    De Gol 1.0 2013 no etanol faço entre 9 e 10 km/L andando a 140-150 km/h (5000/5500 RPM). Andando a 90km/h faz praticamente 15 km/L de etanol… Então tudo depende.
    Mas que o Fusion é um baita carrão, isso é.

    • luta4ever

      Exato! Eu consigo ser mais econômico na cidade do que na estrada, com meu carro já consegui fazer 9 km/l rodando na cidade com média de velocidade de 60 km/h e na rodovia costumo fazer 8,5, em um percusso misto de estradas sinuosas e em planícies que ando a 140~150.

      • afonso200

        150 tá ai a resposta para tantas mortes

  • Henrique

    Eu já achei o consumo muito bom por ser no álcool! Carro cheio, trechos de serra e uma estrada movimentada como a 040, onde é preciso alterar a velocidade o tempo todo por causa dos caminhões. Fora o trecho de BH a Brasília onde tem várias cidades pequenas cheias de lombadas. Não podemos comparar dados de consumo de revistas/internet com vida real.

  • rsferreira

    Todo mundo reclamando do consumo… tive uma Peugeot 207SW, automática, fazia 4,0km/l na cidade e 7,0km/l na estrada, usando etanol.
    O meu atual Fusion (2007) na estrada faz 10,0km/l e na cidade 5,5km/l (na gasolina).
    Achei o consumo do 2,5 Flex adequado para o tamanho do carro.

    • Edson

      Esse Peugeot seu bebia muito!!!

      GM, que tem fama de gastão, faz 10 km/l na estrada.

      • jao_simonetti

        Hoje andei 200 km com o Cruze na gasolina. Não gastou 1/4 do tanque… Consumo: 14.8 km/l.

      • rsferreira

        Converse com quem tem Peugeot. Aquele motor 1.6 16v, com A/T gasta muito.
        Mas acho que 10km/L de etanol só se for a 90km/h na reta.
        Andando bem não faz isso não.
        Tive um Vectra gasolina 2.0 que não fazia 11km/l na estrada!!!

  • Tavares

    Chego a fazer 9km/l no álcool, e 10,5km/l no meu Vectra Elite 2.4.

  • jeremias

    parei de ler no "A Ford poderia ter mudado um pouco a dimensão da dianteira,"
    não né brother, não.

    • JF68

      Tive a mesma vontade quando li isso, mas insisti em ler até o final e também não achei que valeu o tempo perdido, mas pior que o texto são os comentários de quem espera que um sedã grande andando com etanol tenha consumo de popular 1.0 com gasolina.
      Nem parece que é um blog de pessoas que conhecem carro.

      • RafaelPimenta

        comentei isso ali em cima. as pessoas aqui só estao vendo os numeros e ja saem reclamando. nao analisam a situação. famosos comentaristas de araque. ta parecendo ate uns comentaristas de certos blogs automotivos concorrentes.

  • Edson

    "O porta-malas é profundo, mas a altura é baixa. As malas grandes precisam ficar deitadas. "

    Para quem falava que o Fusion tinha um senhor porta-malas… que decepção.

    E esse consumo? 5km/l na estrada? Tá muito pior que V6.

    Fusion mesmo só o Ecoboost.

    • Fudencio

      Eu me decepcionei quando vi o porta malas do fusion. Aliás, tb me decepcionei com essa versão de entrada

    • Fabio

      Tem um pessoal estranho que comenta nesses blogs de carros. O amigo aí em cima disse que “Fusion mesmo só o Ecoboost”, o outro disse que se decepcionou com essa versão de entrada. Sério mesmo?

      Talvez estejam confundindo o Ecoboost com o AWD, que realmente é bem mais equipado, porque o Ecoboost FWD, fora o motor e a possibilidade de troca de marchas no volante, tem pouca coisa mais do que o Fusion de entrada. Ok, a diferença de preço entre o Fusion 2.5 e o Ecoboost FWD não é tão grande e talvez o Ecoboost seja mesmo uma opção bem melhor, mas daí a dizer que o Fusion 2.5 não presta vai uma grande diferença…

      Além do motor, o Ecoboost tem a mais as rodas 18 polegadas (que talvez não sejam grande vantagem nas ruas e estradas do Brasil), mais alto-falantes e a possibilidade de escolher entre 6 ou 8 diferentes cores para a iluminação interna. Tem também alguns detalhes estéticos na traseira e no interior, e um desenho diferente no revestimento em couro. No mais, é o mesmo carro. O mesmo câmbio, a mesma suspensão, os mesmos dispositivos de segurança, a mesma central multimedia, o mesmo painel e os mesmos recursos de conforto como bancos aquecidos, com ajustes elétricos e com memória no caso do do motorista.

      Então, se o Fusion 2.5L não é um Fusion de verdade, é uma decepção, só pode ser por causa do motor. O motor 2.5 do Fusion tem mais potência e mais troque do que os motores de todos os sedãs médios com motor aspirado vendidos no Brasil (não acredito que o motor do Elantra tenha mesmo 178 CV, e não considerando o novo motor do Focus). Como é mais pesado, as relações peso/potência e peso/torque são semelhantes. Um pouco piores, um pouco melhores, não sei, depende de cada caso, mas são semelhantes, e tendem a ficar mais favoráveis ao Fusion quando se considera os carros carregados. Se o Fusion 2.5 não presta porque o motor é insuficiente, então TODOS os sedãs médios vendidos no Brasil, com exceção do Jetta TSI e agora do Focus com injeção direta, também não prestam? Vale lembrar que os dois campeões de vendas Honda Civic e Toyota Corolla até bem pouco tempo atrás só tinham motores 1.8.

      Nos EUA existem montanhas de Camrys, Fusions, Altimas, Accords e Malibus rodando com motores 4 cilindros aspirados com desempenho semelhante a esse do Fusion. Será que nenhum presta?

      Eu gostaria de saber com que carro anda esse pessoal. Devem ser Mercedez, BMWs, Audis. E dos bons, não esses pelados de entrada…

  • CharlesAle

    Consumo dentro do padrão,coloque um cruze,que é mais leve e de menor cilindrada,e fará quase o mesmo com álcool……..

  • John

    O Fusion sem dúvidas é o melhor CxB do mercado, mas em termos de design a traseira deixa muito a desejar, é uma mistura de New fiesta com J5, muito esquisito, mas continua sendo um belo carro.

  • José

    Esse consumo absolutamente normal. Tudo depende de como o cara anda. Já fiz esse trecho com Golf 2.0 (G4), Corolla 1.8 SE-G, Azera e i30, todos meus, e o consumo (em todos) variou de 16km/l, em dias chuvosos, a 10km/l, em dias secos com pista limpa.

    Aí está o porém. A estrada é muito boa, e dá para chegar aos 200km/h em alguns momentos fazendo curvas a 150km/h, e, se o cara fizer isso a viagem inteira andando rápido, na casa dos 170/180km/h, consome muito combustível mesmo.

    O esquisito é fazer essa viagem em 2 dias. 13 horas, parando para o almoço, dá tranquilo. 2 dias só se for para depois de Curitiba ou depois da Bahia, saindo aqui de BSB.

  • saosao

    Esse tipo de carro deveria ser só à gasolina…

  • mouraddl

    Independente do motor e combustível usado, o consumo pra trecho de br , esta muito alto.
    O menos mal, é que o dono é rico e não achou isso.

    Rei do camarote detected…

    • Sr_Andante

      Eu achava que o Rei andava de 458 Italia

      • Thiagusss

        tem gente que se acha "o Rei" e anda de brasília…=PP

  • Moçada, a viagem foi feita em 2 dias porque viajei com minha filha de 3 anos. Apesar da cadeirinha nova, não dá pra passar de 9h de viagem que ela reclama. para eu e minha esposa, estávamos tranquilos para seguir a viagem. Na estrada, meu ritmo de viagem é de 120-130 km/h, mantendo velocidade constante, sem aquela coisa sem noção de acelerar nas retas absurdamente e quase parar o carro na curva, em qualquer curva. A estabilidade do carro permite velocidades mais altas nas curvas, o que permitiu uma velocidade média mais alta. Os próximos tanques vamos rodar com gasolina e traremos novas médias.

    • Diegorji

      fiquei bem impressionado com as médias atingidas, a Ford deve melhorar o gerenciamento de combustível desse carro, fico imaginando quanto deve fazer na cidade esse carro, 2km/l ?

      • luta4ever

        As pessoas precisam decidir o que é prioridade, não dá para ter um seda médio/grande e querer consumo de moto 125cc. Sugestão: Compre o Prius!!

        • Diegorji

          como também não dá para ter um Sedam médio com apetite de V8. Sugestão: compre um posto de combustível !!

    • leonardo souza

      Ola elisson, recentemnte comprei um fusion 2.5 e estou assustado com o consumo do carro, diferente do q vc disse, o meu esta fazendo 4.5 km/l de alcool e 5.2 km/l de gasolina no percurso urbano.teria como me passar mais detalhedo historico do seu carro ao longo do tempo em que foi amaciando? O meu esta com 700 km.obrigado

  • LeandroBalmant

    O Fusion é uma maquina. Lindo, tecnológico, mas essas rodas são horríveis!

  • Anderson_sp

    Um carro de mais de 1500kg (fora passageiros e bagagem) e o cara andando a 120/130km/h com Etanol, o consumo não está alto pelo porte do carro e as circunstâncias da direção do mesmo.

  • PortoWF

    Fiquei com mais uma duvida, a viagem de ida demorou 3 dias e a de volta mais 3 dias?

  • vonask

    Tive um kia picanto e no manual ensinava tudo para o motor a diesel (inclusive como drenar em caso de falta de óleo) O mais interessante é como ligar o carro em dias muito frio, pois tem que esperar o injetor de óleo aquecer, o que pode demorar um pouco em temperatura a baixo de 0. (muito util)

  • Sr_Andante

    "O trecho antes de Belo Horizonte está passando por um processo de recapeamento, mas estão simplesmente jogando asfalto sobre a pista antiga." O trecho do entroncamento com a BR-365 até com a BR-135 não é todo assim. Estão fresando em muitos lugares e o nivelamento do asfalto ficou bom a ponto de não haver solavancos. (caminhonete).

  • Amaral

    Aluguei um Fusion nos EUA e minha mulher não conseguia olhar para fora do carro de tão baixo que era o banco do passageiro. Regulagem de altura só para o motorista. Os daqui são iguais.

  • RafaelPimenta

    Ja comentei e comento denovo. Tem certos comentaristas nesse blog que parecem nao entender p** nenhuma de carros. só passam a impressao de ter. Onde é que um sedã grande de 1600kg com 178cv, lotado de bagagem, andando no alcool a 120/130km/h sempre com ar ligado e fazendo 7,6km/l é beberrao? Sinceramente ele deveria levar um premio por esse consumo. tem montana 1.4 e onix 1.4 bebendo mais que isso. tem gente aqui que é ignorante e quer que o carro consuma a mesma litragem de uma uno vivace 1.0 no alcool. por favor né? consumo foi otimo, acredito que quando o motor ja tiver mais amaciado tende a melhorar. ENTENDAM, 10KM/L NO ETANOL EM UM SEDÃ GRANDE É PURA LENDA.

  • Gabriel

    Ubaldir, você é o tipo de pessoa que desconhece totalmente a realidade do mundo automotivo e fica aqui insinuando suas verdades e chamando os outros "indiretamente" de mentirosos.
    Tá certo q o Porto tem lá os momentos dele de "Marra", mas ele tem um desconto pq é Carioca. rs
    Agora o exemplo dele não é o unico, até o reino mineral sabe que o Fiesta tem como qualidade ser economico, e a marca que vc disse ser impossivel 10km/l varios e varios donos ja disseram fazer melhor, alias essa marca não é nada demais, tem muito carro por ai com cilindrada ate maior q consegue fazer isso.
    Agora faz o seguinte cara, se vcs puderem parar com esse briga, nos agradecemos, pq Porto a gente sabe q seu carro é economico, vc ficar batento boca com tada pessoa q ( de forma maluca ou não) ficar duvidando de vc, não vai ajudar em nada o nivel dos comentários.
    E Ubaldir, mano, seja menos arrogante e prepotente, #ficadica

    • PortoWF

      Blz Gabriel, desculpa aí cara!
      Vc esta totalmente certo.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend