Ecologia EUA Híbridos Tecnologia

Delphi desenvolve alternativa ao diesel com desligamento de cilindros e híbrido de 48 volts

delphi-dsf-1 Delphi desenvolve alternativa ao diesel com desligamento de cilindros e híbrido de 48 volts

A busca por uma alternativa ao carro diesel têm levado várias empresas do setor automotivo à desenvolver novas tecnologias para reduzir as emissões de carros movidos por gasolina. A Delphi, um dos principais sistemistas da indústria mundial, decidiu fazer diferente e não desenvolver algo totalmente novo, mas combinar os dispositivos já existentes para criar um conjunto de sistemas que pode reduzir em até 19% as emissões de poluentes em carros a gasolina.



Para isso, a proposta da Delphi é unificar um novo sistema de desligamento automático de cilindro com o conjunto híbrido leve, que utiliza sistema elétrico de 48 volts. A tecnologia é chamada Dynamic Skip Fire e permite reduzir o consumo em até 19% no ciclo urbano e 14% no rodoviário, medidos pela norma EPA.

O Dynamic Skip Fire permitiria assim que o carro a gasolina tenha um torque alto em baixas rotações, visto que o motor de partida do híbrido leve movimenta o carro nos primeiros metros, cruciais para se obter uma boa média de consumo, bem como reduz enormemente o consumo, já que além dessa fase crítica, o automóvel não precisaria empregar o motor a gasolina com todo o seu potencial em velocidades de cruzeiro, podendo este trabalhar com menos cilindros nessa etapa da condução.

Para especialistas, essa alternativa ao diesel pode ser fundamental para os próximos anos, mas a Dephi garante que ele não chega ao mercado antes de 2020. A empresa diz que já estão prontos para a produção e até podem ser usados separadamente, mas juntos apresentam a eficiência energética completa, com os números citados acima. O problema dessa e de outras tecnologias do tipo, no entanto, é o custo, embora a Delphi revele que o Dynamic Skip Fire custará para o fabricante em torno de US$ 350 por carro, já montado.

Atualmente várias marcas estão explorando esse tipo de sistema híbrido leve e já existem vários modelos utilizando essa tecnologia, mas ainda sem o sistema elétrico de 48 volts. Mesmo assim, analistas de mercado dizem que o custo com a introdução de hibridização leve nos moldes apresentados representaria em torno de US$ 1.500 por carro, enquanto o investimento em um motor diesel com pacote de redução de emissão atualizado fica na casa de US$ 2.000. Nos EUA, a GM deve utilizar essa tecnologia nas próximas Chevrolet Silverado e GMC Sierra já a partir de 2018.

Esse aumento estimado no custo do Dynamic Skip Fire não viria de sua instalação, de acordo com especialistas, mas da adaptação do motor ao novo sistema de desligamento de cilindro, que exigiria modificações mecânicas e eletrônicas no propulsor. Mesmo assim, no final das contas, embora com a mesma emissão de CO2, o híbrido leve a gasolina teria melhor rendimento que o equivalente a diesel, que ficará cada vez mais limitado por conta dos novos dispositivos de retenção de NOx.

[Fonte: Autmotive News]

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend