Finanças Governamental/Legal Trânsito

Denatran impõe multa para pedestres e ciclistas – Regra entra passa a valer em 180 dias

pedestres-multa Denatran impõe multa para pedestres e ciclistas - Regra entra passa a valer em 180 dias

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), determinou que haja punição através de multa para pedestres e ciclistas que desobedecerem as regras de trânsito. Com vigência daqui a 180 dias, prazo legal para adequação da nova lei nos órgãos competentes, a nova lei prevê multa de R$ 44,19 para os infratores.



O valor é metade daquele imposto aos condutores de veículos automotores, que é de R$ 88,38, sendo essa classificada como infração leve. A imposição de multas para pessoas que não são condutores de veículos já existe em alguns lugares fora do Brasil, mas aqui nunca foi aplicada. No aeroporto Santos Dumont, por exemplo, fumantes que jogarem bitucas de cigarro no chão, são multados pela Guarda Civil.

A determinação foi emitida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que regulamentou a Resolução 706/2017, mas não é coisa nova. No Código de Trânsito Brasileiro (CTB), nos artigos 254 e 255, já se previa esse tipo de autuação, mas até agora as regras não haviam sido regulamentadas.

Serão autuados os pedestres que não atravessarem nas faixas dedicadas e exclusivas ou em local onde se permita a travessia da via. Assim, quem for pego em vias exclusivas dos veículos, tais como avenidas, ruas e estradas, bem como viadutos, pontes ou túneis, será multado. Dentro de um cruzamento, por exemplo, o pedestre será multado também, salvo se houver uma faixa específica para travessia da área entre as faixas de pedestres tradicionais.

Festas, práticas esportivas, desfiles ou atividades de outra natureza que sejam realizadas em via pública também estão proibidas sem autorização. Andar fora da faixa própria (calçada, por exemplo), da passarela, da passagem aérea ou subterrânea, acarretará em multa também. Autoridade de trânsito ou agente de trânsito serão responsáveis pela fiscalização, devendo lavrar a multa em documento próprio ou talão eletrônico.

Mas, não apenas os pedestres serão multados a partir do próximo ano. Os ciclistas também responderão por seus atos. Circular em via não autorizada para bicicletas ou conduzi-las de forma agressiva, acarretará multa, mas essa já não terá o mesmo valor daquelas impostas aos pedestres. O ciclista infrator terá de pagar R$ 130,16 – mesmo valor de uma autuação de natureza média – e o veículo será removido. Em anos anteriores, algumas cidades impuseram a remoção de bicicletas que estavam infringindo as regras de trânsito, inclusive exigindo o emplacamento das mesmas.

De acordo com Elmer Vicenzi, diretor do Denatran e presidente do Contran, “Essas regras são para garantir, em primeiro lugar, além da segurança destes pedestres e ciclistas, a de todos que estão no trânsito. Ainda que o pedestre seja a parte mais frágil, ele também pode causar um acidente quando não cumpre as regras do trânsito e coloca todos os outros em situação de risco”.

Vicenzi complementa: “Independentemente de sermos condutores ou não, todos nós temos o trânsito integrado em nossa vida. Seja um condutor de um veículo, motocicleta ou ônibus que transporta vários passageiros, uma carreta que transporta carga, ou um pedestre, ciclista ou passageiro, todos têm o trânsito como parte de nossa vida”. Por fim, ele finaliza: “Na realidade, o que se busca não é a arrecadação, e sim o comportamento do cidadão. Seja pedestre ou ciclista, o comportamento dele afeta a segurança de todos no trânsito. Essa é mais uma das diversas medidas de proteção que o Conselho Nacional de Trânsito vem tomando nos últimos meses”.

[Fonte: Denatran]

  • Zé Mundico

    Duvido.

    • Deadlock

      Colocar em prática é o problema. Mas, acho que se fizer umas operações em locais críticos, talvez crie o medo, pois hoje o pedestre atravessa em qualquer lugar. Hoje pode-se protestar qualquer título executivo e a certidão de dívida ativa é um título executivo, portanto passível de protesto e o protesto retira qualquer chance de crediário, fazer concurso público e outras restrições. Tem que começar a educar esses pedestres e ciclistas também.

      • Absurdo

        Sim, mas antes de multar eles deveriam conscientizar e advertir, para aí sim, depois iniciar uma fiscalização..

        • Deadlock

          Não adianta falar, todo mundo sabe. Ninguém é coitado.

        • Osni Duarte

          Embora considere de pouca eficácia e difícil a aplicação das multas, discordo ser necessário campanhas de conscientização. Todo pedestre sabe para que serve uma passarela, uma passagem subterrânea e a faixa de pedestres. Nas escolas existe ampla orientação para as crianças quanto ao comportamento correto e esperado dos pedestres. Já que só haverá multa depois de 180 dias, creio que bastará informar amplamente sore as penalizações.

          • Carlos Henrique Oliva

            Osni, desculpe mas você está sendo um asno… parem de defender este governo agoraaaaaa!!!!

            • Uranium

              Quem está sendo isso aí é você, ao fazer um comentário ridículo destes, ofendendo de graça…

        • Carlos Henrique Oliva

          Tenham vergonha na cara! Olhe o que vocês estão defendendo!!! Vocês têm lido jornal? Vocês realmente acreditam que criminosos no poder devem reger a sociedade com leis para controlar o povo? Vocês querem mais vara pra amansar o gado? Tão achando pouca a interferência do estado na suas vidas? Quem fala como vocês deve ser criança ainda… quem paga imposto e trabalha 4 meses por ano para pagar não pode defender multa ou este estado… ou, se defende, tem mais é que aumentar o imposto e colocar um gps no rabo pro governo multar se der um peido fora da lei!

          • Osni Duarte

            A grosseria e a simplicidade do seu raciocínio são provas da falência do sistema educacional brasileiro. Relacionar meu comentário a uma defesa deste ou daquele governo e outras bobagens é de uma infantilidade e falta de raciocínio lógico que causa espanto. Não creio que venha de uma pessoa adulta.

            • Carlos Henrique Oliva

              Caro Osni, as vezes a mal interpretação vem da má exposição da ideia ou do estado psicológico do leitor, não apenas da capacidade intelectual deste elemento. Mas peço desculpas pois minha guerra não é contra pessoas, mas contra ideias e tradições. Como você está no caminho que considero adequado, vejo-o como parte da solução e não tenho nada contra você. Inclusive, a concepção de que a educação brasileira esta falida é absolutamente necessária para a compreensão dos fatos do Brasil atual, então fico feliz de ver que já tem este conceito concretamente estabelecido. Um abraco

            • Carlos Henrique Oliva

              Ah sim, a única coisa que você comentou que acredito que deva repensar é a crítica a minha “grosseria”. Pois esta crítica ainda usa ferramentas do politicamente correto para calar opiniões alheias sem nenhuma contra-opinião de valor. A grosseria é a parte “emocional” da linguagem humana e estabelece níveis de não aceitação da realidade que se apresenta. Por exemplo: se podemos esperar que em uma discussão sobre comprar ou não um carro deve ser, em média, sem maiores emoções e grosserias, é absolutamente necessário mostrar seu estado emocional em uma ideia inaceitável, como a de permitir ou não um homem de 40 anos namorar com sua filha de 12 (hipoteticamente). Pois se você falar sem grosserias, transparece que, apesar de não concordar com a ideia, ela não é tão distante que não possa ser mudada em um processo de convencimento. Já se eu levantar a mesa e der um tapa no rosto da pessoa que falou isso e xingá-lo, ficará claro que aquela ideia não pode nunca mais ser trazida em qualquer conversa comigo. Isso é o mais profundo da verdadeira liberdade de expressão, que não tolhe minha liberdade de passar minha opinião com toda a riqueza de detalhes que julgo necessário, sem uma imposição social que tudo deve ser conversado com vossa senhoria e vossa excelência. Se isso resolvesse algo, o congresso seria o ambiente mais puro do Brasil… então, sejamos livres a emitir nossas opiniões em alto e bom som!!! Abraços

              • ralves58

                Liberdade de Expressao nunca foi o mesmo que Direito À Livre Ofensa…

                • Carlos Henrique Oliva

                  Ai era só o que me faltava…. por favor em qual lei você se baseia para este tal “direito a livre ofensa”? Então é crime falar algo que a pessoa fique ofendidinha? Você vive no país das mariquinhas? “Ninguém pode fazer em ficar ofendido.. se não é crime!!!” Quer prender quem destrói sua unha pintada também? Mas eu que me senti ofendido com esta sua resposta… você me ofendeu ao me contrariar! Quem vai ser o juiz da “ofensa”?

                • Carlos Henrique Oliva

                  Meu amigo, tenho liberdade de crítica-lo, de achar que você é um mimadinho, vaidoso, que acha que o centro do universo é seu umbigo e que acha que quem falar algo que você não goste pode ser penalizado… isso me dá náuseas. Se você estivesse do meu lado eu iria provavelmente vomitar em você… você ia me processar por se sentir ofendidinho pelo meu desgosto de estar ao lado de alguém que considero tão patético?!?

                  • Edson Fernandes

                    Você pode achar o que quiser. O espaço aqui é aberto a discussão referente ao tema da matéria e não a ofender a uma pessoa que comenta.

                    O direito de expressão se limita ao respeito ao proximo. Você está advertido por ofensa.

                • Carlos Henrique Oliva

                  Aliás, defenderei até a morte meu desejo de ofendê-lo se minha opinião lhe cause isso assim como seu direito de me ofender. Ofensa-me a vontade. E, se quiser entender a necessidade disso, leia este livro: DIREITO A OFENDER – A LIBERDADE DE EXPRESSAO E O POLITICAMENTE CORRECTO
                  HUME, MICK

        • Roberto Lopes

          O bolso, a parte mais sensível do corpo humano, faz com que as pessoas se tornem mais educadas e até procurem conhecimento. Há abusos que também precisam ser coibidos. Me perdoe a sinceridade.

          • Carlos Henrique Oliva

            Sua sinceridade é uma virtude, não um demérito. Não peça desculpas por ela, nunca mais. Fale claramente o que pensa pois hoje, parece que toda ideia é aceitável, pois todos falam com uma naturalidade e frieza, temendo provocar qualquer sorte de mal estar aos outros, que não conhecemos profundamente a opinião de ninguém. Tudo virou mascar social.

          • José Barbosa

            Um dos grandes erros do nosso código é não ter este princípio. As multas deveriam atender a dois princípios: progressividade e proporcionalidade. Não se pode punir uma infração por um deslize da mesma forma que alguém que o faz recorrentemente. Neste sentido, creio que a multa deveria ser baseada em renda x valor do carro (o que for maior), e no número de vezes que a infração ocorre.

        • rafa.prebianca

          Não funciona. Só assista a inumeras propagandas de conscientização, de todos os tipos.

      • Antonio_Brust

        Não se trata de coitadismo. Simplesmente não dá pra exigir atitudes de país de primeiro mundo em um país de proporções continentais onde muitas pessoas nem terminam o ensino médio e residem em localidades periféricas sem acesso a quase nada. Já visitou localidades mais pobres? Já viu a quantidade de lugares lotados de bicicletas, pessoas andando nas ruas por inexistência de calçadas, gente que trabalha entregando mercadorias de bike? Como vão controlar tudo isso? Ou só irão colocar esses fiscais nos grandes centros e áreas nobres? É virtualmente impossível.

        • José Barbosa

          Apenas para dar um exemplo já morei numa cidade em que a MOTO dos Correios (empresa estatal) anda pela calçada para entregar as coisas mais rápido. Imagina se vai funcionar com bicicleta.

          • ralves58

            Multe o carteiro que comete essa barbaridade (de andar na calçada com a moto dos Correios) e ele irar parar rapidinho de comete-la!…

            • José Barbosa

              Ah, claro. Vai ver quantas multas destas saem por ano no Brasil. A indústria se contenta com a parte fácil: fiscalização eletrônica em velocidades ridículas.

              • FabioH

                Infelizmente é a realidade, fiscalização no BR não funciona, só a eletrônica mesmo, que não dá trabalho.

      • Luis Burro

        Tá faltando cobrar a proibição do uso do corredor por motos,isto eles não parecem se preocupar e q causam bastante acidentes tbm!

        • Edson Fernandes

          E que ficariam milionários com isso. O problema é que no Brasil tudo ficou para ontem. Esperar uma comida pedida por 30 minutos é um “absurdo”. O cara quer pedir qualquer coisa: comida, serviço, bem estar achando que tudo é feito em 5 minutos e que se passou disso é um absurdo.

          A população precisa também pensar em desacelerar esse pensamento. Eu digo por mim: Antes de trabalhar numa empresa de interior do estado de MG, eu era extremamente acelerado, não aceitava lentidão e depois percebi o quanto isso me fazia mal.

          • Luis Burro

            E isto é o principal causador do estress.Todo mundo quer q as coisas fiquem prontas o mais rapido possível,mas ngm é uma maquina e até elas travam.

      • Edson Fernandes

        Fico imaginando na hora do almoço em locais como Vila Olimpia, Berrini, Paulista… vai precisar de uma batalhão de fiscalizadores porque o que vai ter de pedestre descumprindo essa lei não está no gibi. Alias, somente lembrando que a prefeitura também deve dar condições de andar nas calçadas. Tem lugar que tem uma arvore no meio e a calçada é tão estreita que é impossível passar por ali sem tomar multa.

        • José Barbosa

          A árvore não é problema. E sim a falta de uma calçada pensada com as três áreas fundamentais: área verde, serviços e trânsito de pedestres.

    • Sasaki

      Nao duvida nao por que vc acha que o Doria deu como garantia aos investidores as futuras multas que nem foram aplicadas para pegar emprestimo?ta ai multa para os pedestres!!!

  • Igor Pricandi

    Mais um Lei que não vai pegar por falta de fiscalização. Se porque será deficiente como a lei seca, motoristas bêbados continuam matando e ficando impunes. Ou por nenhuma fiscalização como são faróis de Xenon em carros não projetados para isso e a do som alto. Ficará só no papel. No caso da lei seca e som alto todos sabem onde está quase sempre está o outro. E daí, nada fazem. Todo viciado sabe onde fica a boca de fumo menos a polícia. Não pensem que estamos em NY e que vão prender por desacato um ator famoso que desrespeitou o policial que o autuou por andar de bicicleta na contramão, como aconteceu com Alec Baldwin. Aqui é o Brasil. O país do faz de contas. O governo finge que fiscaliza e o cidadão finge que obedece. Ouça música alta ou com o carro irregular na Alemanha pra ver no que dá.

    • Carlos Henrique Oliva

      Igor, o fingimento começou em você mesmo se fazendo de Santo superior, como se você não fosse brasileiro e respeitasse essas leis estupidas criadas por criminosos de altíssima periculosidade… você não percebeu que as leis no Brasil são impraticáveis, e são assim planejadamente para todos nós sentirmos “fora da lei”. Essa é uma desmoralização popular típica de estados totalitários, que fazem o povo sempre achar-se errado e em dívida com o governo! Você tá falando aí de bebado dirigindo.. quantas vezes você não dirigiu bebado? Ou quantas vezes não dirige olhando celular, ou fazendo coisas paralelas? Você não percebe que isso é uma estupidez ridícula?

    • Osvaldo Flosi

      Concordo planamente Igor. É tudo para inglês ver. Existe essa cumplicidade entre a hipocrisia de alguns motoristas e dos órgãos de fiscalização. Existem aqueles que respeitam limites de velocidade, não bebem quando vão dirigir e também não infernizam os outros com seus trios-elétricos. Mas são minoria. Para resumir, nós vivemos no país da lei de Gerson. Como você bem colocou, todos sabem onde ficam os bares e restaurantes, todos sabem. Mas a polícia fiscaliza apenas algumas vias que logo são deduradas por apps no celular, ou canais de whatsapp e facebook. O cara bebe e ainda se diverte desviando. E em algum momento vai matar alguém. Antes nós homens éramos os vilões. Mas basta ver aquela moça aí em são paulo mês passado. Estava bêbada, ao celular e acima da velocidade. Só isso. Resultado matou 3 pessoas. Eu não tenho ligação ou mensagem que não possa esperar eu chegar ao meu destino para responder. Quando vou tomar umas vou e volto de uber. Numa dessas noites o motorista do uber tinha bebido, era visível, eu mandei parar, chamei outro e dedurei no app. Se é motorista de taxi nem dá pra fazer isso. Mas pelo menos é bom que hajam leis. Quem sabe um dia alguém respeite. Não sei sua idade, mas quando começaram a multar por falta de uso de cinto a maioria chiou, e hoje todos usam. Daí vem a minha esperança. Se tem motorista bêbado e que fala ao celular ou tudo junto. Tem também pedestre que faz igual, anda bêbado, fala no telefone e invade a via, etc..Mas no fim, só vai pegar se houver fiscalização.

  • Hubner Rocha

    Mais uma norma que não servirá para o Brasil. Acredito que as autoridades estejam morando e legislando fora do país, só pode ser isso. Em muitos lugares aqui no Brasil, os pedestres não podem andar em calçadas porque elas simplesmente não existem ou estão péssimo estado de conservação. Quando existem calçadas, muitas vezes estão bloqueadas por comerciantes, ambulantes, moradores, por entulho, lixo, material de construção e uma variedade de obstáculos que colocam em risco a segurança do usuário da calcada!

    Os ciclistas seriam muito prejudicados também, caso não fossem disponibilizados espaços apropriados para essas pessoas. Faltam passarelas e faixas de pedestre em número suficiente em muitas cidades e vai faltar até mesmo quem realize a fiscalização! Para tornar essa norma aplicável e justa, seria necessário um altíssimo investimento. Alguém crê que isso ocorrerá?

    • Carlos Henrique Oliva

      Parabéns Hubner! Alguém aqui tem a coragem de culpar os culpados… a galera aqui está tão bitolada no politicamente correto que estão discutindo a aplicabilidade de uma regra inconstitucional dessa.. como se o problema dos acidentes de trânsito não fossem a falta da sinalização, de viadutos, obras de engenharia, etc que protegesse os cidadãos.. e isso que os cidadãos são escravos que trabalham 4 meses por ano para dar ao estado… e a culpa ainda é nossa… meus amigos, em um país que você trabalha 4 meses do ano só para pagar governo, tinha que ter um teletransporte na esquina só pra atravessar a rua… é como eu vejo nas estradas: tudo esburacado, asfaltos de péssima qualidade, sem sinalização, retas seguidas de curvas com raios variáveis na mesma curva, com inclinacao inversa da pista… um crime de engenharia… mas a PRF e as “otoridades” governamentais tão sempre dizendo que o problema é a imprudência… kkkkk piada… e que tal usar o nosso dinheiro para criar autobans de velocidade ilimitada? E aí? Não pode? É proibido furar montanha pra fazer estrada reta? Ponte? Claro… com obras superfaturadas que não acabam nunca e que só servem para colocar “aditivos” para manter desvios pra corrupção… aí a culpa é sempre da “irresponsabilidade” do motorista… se for essa a ideia, então todo mundo anda a 40km/h que acabaram os acidentes.

      • Felipe Barreto

        Penso assim também!!!

        • thiago_lacerda88 .

          verdade, isso é impraticável, como dito, tem muitas calçadas por aí que são impossíveis de se andar.. esses dias vi uma com um degrau que sem exagero, dava mais de um metro, além de entulhos, etc.. mas, acho que só vão fiscalizar (nem acho que vão, mas caaaaso aconteça) nos centros das cidades e não nos bairros… Estava pensando aqui, como vão multar? se ver alguém atravessando fora da faixa vai ter que sair correndo atrás para pedir o documento e multar? kkkk

          • José Barbosa

            Existe um belo exemplo de como funcionará: o programa “Lixo Zero”, da prefeitura do Rio, a cidade mais limpa do Brasil.

  • Pedro Henrique

    gostei, é muito bom…
    assim como o carro tem sua via, pedestre também tem, assim como eu não posso subir uma calçada pra atravessar de carro, ele n pode atravessar a rua fora da faixa.
    se vai realmente funcionar, bom, penso que a principio talvez gere um pouco de discórdia por quem pensa que a rua é sua e só quer direitos e nada de deveres, mas, com a continuidade disso, num futuro médio veremos os resultados (assim como o cinto de segurança por exemplo)

    • Carlos Henrique Oliva

      Pedro, e qual é a via do seu sistema excretor? O meu, desejo que seja só de saída. Não gosto que o governo obrigue uma via de entrada, socando no meu rabo, dizendo que tudo é culpa minha e que, por ser culpado, tenho que ser estuprado… não sei quantos anos você tem, mas em breve você será violado de todos os lados pelas “leis” que já temos. Se leis e controle social pelo estado fosse solução, então os melhores países do mundo seriam as de governo totalitário ditatorial, que seriam Cuba, Venezuela, China e Coreia do Norte.. lá, o controle do estado é tão grande que até o corte de cabelo tem opções pré definidas pelo governo… legal, né?

      • Pedro Henrique

        então beleza não cria lei nenhuma e fica o transito igual índia, china…
        que tal? dai tem carroça, bicicleta, moto, carro, caminhão cada um indo pra onde quer quando quer, bem melhor né?
        e você se engana que países desenvolvidos não são tuzilhados de leis, singapura é a cidade das leis, você precisa ir na farmácia pra comprar chiclete!
        alemanha é a terra da burocracia na europa e por aí vai…

      • FearWRX

        Você deve ser daqueles que atravessam a rua, fora da faixa obviamente, achando que está na sala da sua casa.
        Tem é que multar mesmo essa raça que atravessa fora da faixa.

      • Edson Fernandes

        Você está banido do site por ofensa.

  • Fanjos

    Kkkkkkkkkkkkkkk
    A maioria dos locais do Huezil nem calçada e faixa de pedestre tem… Vai arrumar os buracos das ruas, estradas, rodovias e avenidas, aumentar as calçadas, melhorar iluminação, placas e semáforos depois vcs inventam história de multa, radar e Bla Bla Bla … Eu chamaria isso daqui de país ridículo se isso fosse um país pelo menos.

    • Absurdo

      Sim, o maior problema é que você terá que caminhar 500 metros ou mais para atravessar na faixa, aí vai ter que andar mais 500 metros para chegar ao teu destino, aí para voltar, você terá que caminhar outros 500 metros e atravessar a faixa e mais 500 metros… cara, é um horror isto… Aí imagina em um dia ensolarado, e do nada, começa a chover e você está sem guarda-chuva…. Aham, senta lá cláudia!

      Escutei esta notícia ontem no Voz do Brasil, e apenas ri, porque o amigo que fez esta lei não pensou no pedestre. Compreendo que tem muita gente irresponsável e que anda fora da faixa pensando que é a Gisele Bündchen, mas, como sempre, levam anos para implementar algo, e quando implementam, não beneficia a todos.

      • Osni Duarte

        É que no Brasil se permitiu que cidades crescessem às margens das rodovias. Casas, indústrias, comércio, escolas, tem de tudo. No Uruguay você cruza o país por rodovias de margens desertas, não tem nem postos de gasolina. É preciso sair delas e tomar estradas secundárias para chegar a alguma cidade ou povoado, uns dois ou mais quilômetros adentro. Assim é também em outros países. Aí você vê no Brasil, quase toda semana, protestos de moradores que bloqueiam rodovias quando uma criança morre atropelada, incendeiam ônibus, pneus e móveis velhos no meio das estradas, exigindo construção de passarelas, colocação de radares e redutores de velocidade. Depois, passam a ser atropelados ao atravessar por baixo das passarelas novinhas e superfaturadas…

      • Thales Sobral

        Essa lei está escrita no CTB de 1997…. Mas sabe como é, 20 anos é pouco tempo pra implementar. Coisa muito complicada.

    • Carlos Henrique Oliva

      Grande Fanjos!!! Falou pouco mas falou o que importa!
      Temos que acordar os outros caras… não é possível que alguém esteja defendendo isso… depois de toda a revelação de como o estado brasileiro funciona pela lava-jato!

    • José Barbosa

      Fico pensando como é que vão executar as multas. Um ciclista pode facilmente evadir, e um cidadão não é obrigado a se identificar (infração de trânsito não é crime). De vez em quando vão armar uma arapuca para meia dúzia de coitados e fingir que a lei está sendo cumprida.

    • Leonel

      @fanjos:disqus eu só penso que uma coisa não elimina a outra. Infelizmente, há uma falta de educação da massa, seja motorista, pedestre e afins. Já cansei de ver pedestres se arriscando ao atravessar ruas, avenidas e até mesmo rodovias estando apenas 100m, 200m de uma passarela, semáforo e etc.

      Enfim, temos que fazer tudo o que você disse mas também gerenciar e trabalhar para que as pessoas cumpram com a lei.

  • Norma de aplicação dificílima. Só será multado aquele que tiver muito azar.

    • Carlos Henrique Oliva

      Diria,aquele que for muito trouxa, tipo aquele que produz prova contra si mesmo, assoprando o “estilometro” do seu guarda querem 6 meses de curso para ser policial e acha que sabe dar lição de moral em todo mundo e que o problema do povo é não aceitar sua autoridade e assoprar o seu canudo.. simplesmente não existe respeito à constituição no Brasil. Simplesmente é um país de escravos. Quem nunca morou fora do Brasil realmente acredita que mora em um país democrático, que existe liberdade… engracado que os coreanos também pensam assim vivendo na República democrática social da Coreia do Norte (não é piada, esse é o nome oficial daquele paiseco)

    • José Barbosa

      Exatamente. Só quem tem muito boa fé para se deixar pegar e ainda passar os dados.

  • No_Name

    Muito bom porque tem muitos pedestres folgados e ciclistas também! Aqui na minha cidade tem pedestre que quer entrar na frente dos carros para atravessar estando muito longe das faixas (perante a lei a tolerância são 50 metros), ciclistas que andam feito motoqueiro tesourando nas vias, andam na contra mão, é muito difícil conviver com quem não obedece as regras de trânsito e o bom senso!

    • Absurdo

      Sim, acontece muito aqui também, só que tipo, se um pedestre anda 2km por dia, com a nova lei, ele vai andar no mínimo o dobro, dependendo da necessidade dele e de onde as faixas estiverem… Fora que também, tem um pessoal que se joga atravessa na faixa quando o sinal está verde e com fluxo de carros, estes daí são complicados também.

    • Carlos Henrique Oliva

      Cuidado que quem vai julgar quem é ou não folgado é o estado… e a lava-jato tem dado uma leve impressão que o estado é formado de pessoas sem muito desejo de equilíbrio, compaixão, justiça e ética.. vou te falar, eu acho que você tá sendo folgado só de julgar outras pessoas de folgadas… como se você fosse perfeito..

      • No_Name

        Não entendi muito bem seu comentário… Perfeito não sou, ninguém é, mas correto e com bom senso com certeza sou e não fico a fazer m e r d a nas ruas, nem na condição de motorista e nem na condição de pedestre. Participar do trânsito para quem anda na linha é um teste para cardíaco e por isso aprovo totalmente a fiscalização dos pedestres e ciclistas e confio no Estado para exercer essa função.

  • Capitão Brasil

    Acho que o buraco é mais em baixo : “atividades de outra natureza que sejam realizadas em via pública também estão proibidas sem autorização ” . Protestos ?

    • Absurdo

      Não vai nem mais poder jogar bola e soltar pipa na rua (Obs: não solto pipa, mas vejo a criançada soltando e atrapalhando minha passagem rsrs)… kkk

      • Deadlock

        Nem colocar balas no seu retrovisor, nem jogar facas para o alto, nem…

      • Deadlock

        E rua é lugar para isso?

      • Carlos Henrique Oliva

        Então nem criança pode mais existir no seu paisinho imaginário que só atende seu umbigo e simplesmente some com quem atrapalha seu livre ir e vir… quem é você? Parente do Lula? Parece que tiveram a mesma formação moral!

        • Daniel

          Eu já fui criança e soltei pipa e joguei bola… Mas, nunca na rua.
          Meus pais sempre ensinaram que lugar de pedestre é na calçada, e que a bicicleta devia andar no canto da rua e respeitar a sinalização.
          Pronto… Fui feliz e nunca morri atropelado!

          Sobre o direito de ir e vir… Claramente não se aplica! Vc só está querendo bancar o revoltadinho sem causa e anarquista.

          • Carlos Henrique Oliva

            Daniel, não sou revoltado, muito menos anarquista. Anarquia é uma organização social sem estado, sem leis, onde o caos traria alguma ordenação natural. Então, não é porque o Brasil tem leis no papel que ele não é anarquia, nem que quem critica as leis do Brasil é um anarquista. Minha crítica é relacionada a duas grandes coisas: 1)as leis produzidas por um governo criminoso e ilegítimo, como acontece desde o retorno do poder civil “diretas já” e que, independente do conteúdo de cada uma delas, o conjunto não cria ordem nenhuma, uma situação visível por qualquer brasileiro (fora os ptistas). 2)a má educação moral (Catecismo, certo e errado) e instrumental (interpretação de texto, contas matemáticas, história, etc) que geram os comentários vistos aqui, que ignoram o estado atual grotesco do contexto brasileiro atual, discutindo da aplicabilidade ou, pior, do “benefício” que regras de trânsito incostitucionais, que escravizam e oneram ainda mais o cidadão comum, enquanto enche os bolsos dos criminosos que organizam está sociedade, vendendo a ideia que a culpa do Brasil ainda é do povo, que não saberia respeitar leis… meu convite a todos aqui é que não respeitem ordens ilícitas, inconstitucionais ou impossíveis, direito inalienavel até para um militar, cuja hierarquia e obediência é um dos pilares de sua existência, em vez de simplesmente cair em um papinho egoista de se achar o cumpridor de leis, quando olha pra si mesmo, e julgando seus vizinhos como “os errados” que merecem mais leis e multas para fazer “certo”. Esse pensamento é apenas uma destilação dos piores vícios do ser humano: vaidade, orgulhos, desprezo aos próximos, covardia, etc

    • Carlos Henrique Oliva

      Esse sim é um comentário que busca identificar alguma intenção dos agentes criminosos do poder que criam leis apenas por benefício próprio!

    • José Barbosa

      Mas isto é um favor à sociedade que trabalha. Tem cidades em que a protestos toda semana pelos motivos mais toscos. E todo o mundo perdendo tempo por uma reclamação que nem sabe qual é, portanto, o protesto não está sequer cumprindo seu objetivo, de sensibilizar as pessoas para determinada causa.

      • Carlos Henrique Oliva

        Mas você não parece estar falando de protestos. Tá se referindo as milícias esquerdistas (UNE, sindicatos, MST, etc). Esses não são grevistas, são grupos paramilitares que (ainda) não estão realizando atos armados. Estes o governo tá defendendo. O que eles não querem são as manifestações populares espontâneas, sem liderança. Isso que morreu há uns 2 anos no Brasil.

  • Pedro Evandro Montini

    Tem como multar o próprio Estado, por este não cumprir com o seu dever de nos devolver o que nos é cobrado na forma de impostos?

    • Rajack Oliviera

      Tem sim. Demora, mas tem como. Foi assaltado? Processo contra o estado. Quebrou a roda em um buraco. Mesma coisa…

      • Pedro Evandro Montini

        Mas eu vou processá-lo através da justiça estatal? E se ela der ganho de causa para o seu controlador, ou seja, se ela falhar comigo, a quem eu vou recorrer?

    • Jose Antonio

      Só através do voto, na próxima eleição se nenhum desses que aí estão se elegerem muita coisa vai mudar.

      • Carlos Henrique Oliva

        Ah sim. Vamos escolher entre os candidatos escolhidos nas convenções internas dos grandes partidos (grandes organizações criminosas, revelado claramente pela lava-jato)… quem estava errado na eleição passada? Quem votou no Aécio? Do grupo criminoso de MG ou quem votou na Dilma? Do grupo criminoso do PT, um dos poderes criminosos mais disseminados da história do Brasil?

      • José Barbosa

        Sério que tem gente que ainda acredita, em pleno 2017, que há alguma boa opção para se votar no nosso sistema?

    • Carlos Henrique Oliva

      Não tem como multar! Temos que arrancá-los de lá na porrada!

      • Dario Lemos

        Porrada é pouco para esses bandidos.

  • zeh

    parece coisa da mão negra…querem regras de 1° mundo , aumentando assim arrecadação…e continuam gastando mal…deus sabe onde…

    • Carlos Henrique Oliva

      Primeiro mundo não permite existir um estado que tenha o controle que o Brasil tem. Só paiseco tem passeata de 3 milhões nas ruas e nada muda. Só paiseco temos dois presidentes consecutivos ladroes, com menos de 10% de aprovação e que consegue escapar da justiça (dilma e Temer)

      • Daniel

        Procure se informar. Em países de 1o mundo existe multa para pedestre e ciclista!

        O governo pode ser o mais podre e golpista de todos os tempos… Mas, quando sai alguma coisa sensata, não podemos críticar apenas porque não fui com a cara deles.

        É por isso que o país está essa….. Tristeza… Na hora de votar leis, ninguém vê se é boa ou ruim… Mas se quem propôs é meu camarada ou não.

        No caso dessa lei… É uma regulamentação que está saindo com 20 anos de atraso! Mas está corretíssima!
        Aqui em Macaé tem um trecho de uma avenida que é proibido bicicleta… Mas, o que mais tem ali é ciclistas sem noção… Em outra avenida, tem uma bela ciclovia separada e protegida… E os caras insistem em andar no meio dos carros, colocando os outros em risco. Tem mais é que multar

        • Carlos Henrique Oliva

          Fala Daniel! Acho que qualquer um aqui saiba ou tenha alguma ideia de como são as leis, em geral, de países como os EUA e a Europa. Como diria um professor psiquiatra holandês em uma reunião científica com brasileiros: “vocês querem achar a cura para esquizofrenia como o resto do mundo, mas ainda não tem água encanada e esgoto tratado para toda a população?!?”
          Moral da história, visto por um senhor muito sábio e estrangeiro: só no Brasil o povo está pensando em como multar o pedestre para andar na faixa enquanto a câmara de deputados, o senado e a presidência é formado por criminosos, já evidenciados pela justiça de primeiro grau (lava-jato) mas não tem sistema de leis que possam evitar esta realidade catastrófica…. enquanto não temos leis e ordem nem para prender políticos criminosos condenados, vamos ficar pensando em como multar pedestre? Pode isso, Arnaldo??? A regra é clara: isso se chama povo alienado, vítima, boiada, que adora levar nas costas e reclamar que o problema é o excesso de vaselina… “tem que punir mais o povo!!!”… rir para não chorar!

        • José Barbosa

          Sim, existe multa para pedestre e ciclista. Também existe respeito do maior pelo menor e uma infraestrutura completamente diferente. Não dá para se exigir muito quando não se faz o básico.

          • Daniel

            uma coisa errada não anula uma certa.
            Se tem uma coisa errada, não temos que ter TUDO errado… só pra combinar.

            Ou vc acha certo pedestre e ciclista fazendo os absurdos que fazem?

  • silvio silva

    Antes de começar a multar a primeira coisa a fazer é tirar os carros de cima da calçadas para que o pedestre possa por ali circular.Os ciclistas precisam parar de circular na contramao , Ja fui atingido por um ao fazer uma curva tangenciando a mesma.

    • Daniel

      Bom, já é proibido estacionar sobre calçada. Só basta multar

  • Marcio Souza

    Quero só ver como o agente de trânsito vai abordar o pedestre, se uma quantidade grande estiver atravessando fora da faixa e como vai multá-lo, isso sabendo que o agente de trânsito não porta arma de fogo, ai vai ter pedestre que vai fugir. E se ele for multado, e não pagar a multa, como será penalizado. Questões que não ficaram claras ainda.

  • REDDINGTON

    1• de abril

  • Osni Duarte

    Vão emplacar as pessoas? Implantar chips para controlá-las? Não vejo aplicabilidade na medida.

    • VW_Freak

      Vc em RG? CPF? pois bem campeão, vc tem sim uma “placa”! ;)

      • José Barbosa

        Não fica visível. E nada te obriga a fornecer identidade. Converse com um advogado que ele te explica direitinho.

        • klaus

          o que vai ter de fiscal com nariz quebrado….

      • joao vicente da costa

        se um guarda do detran vier me multar a pé, eu saio é correndo. obvio!

        • klaus

          corrida maluca

    • Carlos Henrique Oliva

      Osni, não tinha te compreendido em um comentário… você pensa muito bem na coisa que tá acontecendo.. seja mais direto! Não é possível que fiquemos assistindo gente defender esse tipo de atitude é fiquemos ainda em um respeito político correto.. esse tipo de comportamento precisa de um chacoalhão!

  • VW_Freak

    FINALMENTE!!!!!!

  • Elizangela Oliveira

    Haja talão…

  • NaoFaloComBandeirantes

    Já que o objetivo é criar multas inúteis que nunca serão aplicadas e nem fiscalizadas, acho que poderiam criar também multa para quem sair de casa sem escovar os dentes em sexta-feiras 13 caso esteja ocorrendo eclipse solar na Tailândia.

    Fala sério… Esse pessoal do Denatran podia juntar e ir capinar um lote, lavar um tanque de roupa suja, coisas assim.
    Seriam mais úteis.

    • Ricardo Blume

      Eu não acredito que seja inútil mas sim, algo incompleto.

  • predadordemarea .

    É preciso arrecadar para cobrir o rombo que deixaram nas finanças do país.

  • Ricardo Blume

    Não adianta cobrar sem ter ensinado antes. Sugiro que comecem a ensinar educação de outra forma nas escolas. Escola também é local de aprender, além de Matemática, Português, História…, a como se comportar dentro de uma sociedade. Precisamos aprender a não jogar lixo na rua, não roubar, respeitar gêneros, raças e religiões e, a também, atravessar a rua na faixa. Educar, para depois cobrar e, por fim, punir. As coisas funcionam em países desenvolvidos por que a “fórmula mágica” é exatamente esta.

    • Dario Lemos

      Havia uma matéria, no primário, chamada Educação Moral e Cívica. Hoje não existe mais, tente adivinhar por que a eliminaram?

      • Ricardo Blume

        Por que somos preparados a somente passar no Enem e esta disciplina nada tem a ver com o mesmo. Não somos preparados para ser cidadãos e sim a entrar em uma faculdade.

    • Daniel

      Papai e mamãe tem que ensinar… Ou, pagar a multa!

    • klaus

      sim, tem que começar por baixo, desde pequeno aprender noções de civilidade. incluiria também mate´rias sobre defesa do consumidor, educação financeira, organização política….

  • Janderson von Neumann

    Vcs. sabem aquela situação onde o cara se atrasa na hora do almoço, pega fila no restaurante e depois de comer saí correndo na rua (a pé e driblando todo mundo) pois tem que voltar para o serviço e tá atrasado, pois bem, em breve radar móvel para pedestre que correr e ultrapassar o limite de velocidade das pernadas, kkkk…e nesse caso específico ainda leva mais uma multa por costurar no meio dos outros pedestres, kkkkk…..

  • Carlos Henrique Oliva

    Brasil: o país da piada pronta!!!
    Quem vai ser o trouxa a dar dados para ser multado? Ou vão algemar toda a pessoa que se negar a dar informações para multa? Só o que faltava… agora o estado corrupto feito de bandidos vai rasgar a constituição e prender pessoas por “contravenções do código de trânsito” para obrigar a pessoa dar seus dados para ser multado… a próxima medida deste paiseco será implantar um chip subcutâneo para apontarem uma pistolinha e debitar direto da conta dos trouxas aqui que só vão olhando a piroca entrar.. pior é gente aqui concordando…

    • George Sousa

      Exato. Quando se multa um condutor, na verdade está multando – se o veículo também. Uma hora o outra a multa vai ser paga, já que o proprietário veículo vai ter que pagar para receber o CRLV do ano seguinte, ou quando for vender o carro. Mas o particular ?? Como multa -lo ?? Como obriga- lo a pagar caso seja multado??

    • José Barbosa

      Pegou o ponto. É inexequível. Mas não duvido de “campanhas de conscientização”, apoiadas pela mídia, que vão demonstrar a importância da segurança. Na verdade, se algum dia começarem a fazer isto, será apenas como forma de arrecadação. A lei não me incomodaria nem um pouco, se ela estivesse de acordo com tudo o que o Estado proporciona ao cidadão em termos de suas obrigações.

  • CARnivoro

    E se eu for multado e não pagar?? O qie acontece??

    • Jok Jok

      Seu corpo ira ser guinchado e somente sera liberado sob pagamento de multa…

    • Daniel

      Dívida ativa….
      Na pior das hipóteses, te colocam num leilão…

  • FrankTesl

    se mal conseguem com motoboys que costuram de uma faixa a outra e andam no espaço entre as faixas, imaginem com ciclistas
    se bem que o calçamento psra pedestres é péssimo e cicclovias sai muitas vezes mal paejafas, isso quando existem

    • Daniel

      Só não conseguem pq não querem.

  • Lucas Fernando

    Chega ser cômico, meu bairro, na periferia da cidade não tem nenhuma faixa de pedestres, porém o trafego é intenso, visto que nele passa uma das vias mais movimentadas da cidade. E ai como fica?

    • klaus

      acho que nem vai ter fiscal nessas regiões

  • kirig

    Vejamos como seria.
    Colocar a placa na buzanfa do cidadão, põe o lacre aonde?
    Câmeras de autuação? Na faixa não adianta. Talvez com aquela pistolinha resolva, se o cara se virar de costas, senão…
    Aí vem a gostosa dizendo que a foto dela na multa é assédio, Indenização milionária paga pelo estado.
    por aí vai!!

  • Lyn

    Se essa lei servir pra tirar aquele bando de ambulante das vias expressas ou rodovias com engarrafamento já ta valendo pra mim.

  • Iran Borges

    Sou radicalmente contra. O intuito é arrecadar mesmo de onde puder. Segurança é o de menos. De onde vcs acham que vai sair o dinheiro que comprou voto de deputado?

  • Augusto Dorneles

    Parabéns ao CONTRAN, não só motoristas são responsáveis pelo trânsito mas também esses pedestres mal educados e ciclistas sem noção do que fazem, ciclistas irresponsáveis!

  • Marcio

    Pessoal, há uma consulta no portal e-Cidadania visando o aperfeiçoamento da Lei Seca, tornando-a mais justa. Apesar da sua aparente boa intenção, a Lei Seca é intrinsecamente imoral. Cabe esclarecer que dirigir sem condições físicas ou psicológicas é uma atitude absolutamente lamentável, mas não há crime sem dano. E toda lei que impõe uma sanção para uma conduta que não causa vítimas é moralmente injustificável. Existe uma diferença enorme entre beber e dirigir, e dirigir bêbado. A iniciativa da Lei Seca é louvável, mas sua aplicação, com tolerância zero, tem viés arrecadador. O correto seria instituir uma margem de tolerância, como acontece em muitos países desenvolvidos que sabem fazer a distinção entre causa e efeito. Assim, tiramos das ruas os irresponsáveis que colocam a vida dos outros em risco, frente a multar e incriminar quem consome quantidades ínfimas e/ou toleráveis de bebida. Se você apoia essa ideia, acesse o link abaixo, dê o seu voto favorável e compartilhe a informação.

    https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaoideia?id=91653

  • Hodney Fortuna

    Resta saber como vão multar os carroceiros, mendigos ou aqueles famigerados flanelinhas que usam os semáforos para extorquir os motoristas. Os mendigos que não tem como pagar multas e os puxadores de carrinhos de mão que se intitulam “recicladores” que andam na contramão e sujando as vias!

  • ralves58

    Que bacana… Uma noticia que anuncia que algo “passa a valer em 180 dias”, mas nao traz nenhuma informacao sobre o dia em que a materia foi publicada…

  • Luis Burro

    Me sinto ambíguo nestas situações.Entendo q é legal e necessário regras e q todos devam respeita las,mas acho q o grau de importancia dos pedestres e ciclistas bem maior q dos veículos,devido ao fato destes não serem tao poluidores,velozes e ocuparem tanto espaço qnto os outros.
    Li em certa ocasião q em algumas cidades europeias é só o pedestre colocar o pé no asfalto pro motorista parar,independente da faixa.
    Com ctz há muito abuso no brasil(principalmente por falta de punição adequada),mas vai afetar akeles(ciclistas) q apesar de não estar de acordo com a regra ainda vão devagar e prestando atenção nos pedestres e trânsito.

  • ####Carlao GTS

    pior órgão público que existe

  • André Pira

    O que precisamos é educar esse povo. Muitos ciclistas andam na contramão, sem qualquer iluminação, muitos pedestres atravessam fora da faixa e por aí vai… Multar sim, mas só depois que educarmos e conscientizarmos a população.

  • João Cagnoni

    Esses dias fui para o litoral e vi um policial multando uma senhora por jogar bituca de cigarro no calçadão. Não duvido mais dessa multa para pedestres.

  • leitor

    Todo mundo tem seus defeitos. Pega-se mais um e inventa-se uma multa. Apenas pra fazer figura e ainda pode ganhar um dinheirinho. Governinho ladrãozinho…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend