Ecologia Europa Volkswagen

Dieselgate: Adulteração de motores deve gerar 1.200 mortes

Wolfsburg_VW-Werk Dieselgate: Adulteração de motores deve gerar 1.200 mortes







Um estudo do MIT – Massachusetts Institute of Technology – apontou que 1.200 pessoas poderão morrer de problemas de saúde na Europa relacionados com a emissão adicional e poluentes, gerada pelo software fraudulento instalado nos motores EA189 da Volkswagen.

A pesquisa indica que essas pessoas perderão uma década de vida com a emissão excessiva de NOx provocada pelos motores TDI produzidos entre 2008 e 2015. Dessas, 500 mortes deverão ser registradas na Alemanha e as demais nos países do velho continente.

vw-jetta-tdi1 Dieselgate: Adulteração de motores deve gerar 1.200 mortes

O mercado alemão absorveu 2,6 milhões de carros TDI adulterados das marcas VW, Audi, Skoda e Seat no período e, por conta disso, terá o maior impacto na saúde da população.

No geral, o Dieselgate – tanto para o EA189 quanto para o V6 3.0 TDI – já gerou uma conta de mais de 20 bilhões de euros para a Volkswagen pagar só nos EUA. Em torno de 11 milhões de carros estão afetados em todo o mundo, sendo 482 mil só nos EUA, sem contar outros 85 mil com motor V6. Até a Amarok estava na lista, mas o software não foi ativado por aqui.




Send this to a friend