Mercado Preços

Diferença aumenta entre preços sugeridos e os referenciais da tabela Fipe

mercado-NA11.jpg.pagespeed.ce_.pbXr6RycTZ Diferença aumenta entre preços sugeridos e os referenciais da tabela Fipe

A tabela de preços da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) é uma referência no mercado de automóveis e serve não só para determinar os preços médios dos carros entre os usados, mas também usado como base para indenização nas seguradoras.



No entanto, como aponta o leitor Renato Andrade, os valores sugeridos pelas tabelas das montadoras e os da Fipe estão com grande discrepância. Geralmente os valores também são atualizados, seja para cima ou para baixo, conforme os reajustes feitos pelos fabricantes.

Os preços médios praticados no mercado são naturalmente mais baixos que os sugeridos pelas marcas, pois podem variar de acordo com a região, cor, conservação, acessórios e outros fatores que possam influenciar as condições da oferta. Em geral, serve mais como um termômetro do que está ocorrendo no país.

No entanto, os valores reajustados recentemente pelas montadoras não andam sendo atualizado pela tabela Fipe, o que causa uma grande diferença nos valores, prejudicando não só a comercialização ou avaliação de veículos, mas também impactando diretamente nas indenizações feitas pelas seguradoras.

Abaixo, Renato relaciona alguns preços de carros novos e seus respectivos valores na tabela Fipe:

VW Voyage Evidence manual
Site VW – R$ A partir de: R$ 57.420,00
Tabela Fipe 0 KM – R$ 52.971,00

VW red up!
Site VW – A partir de: R$ 44.890,00
Tabela Fipe 0 km – R$ 40.644,00

VW Gol Highline 1.6 8v manual
Site VW – A partir de: R$ 52.420,00
Tabela Fipe 0 km – R$ 47.315,00

VW Novo Fox Highline 1.6 16v manual
Site VW – A partir de: R$ 52.180,00
Tabela Fipe 0 km – R$ 50.453,00

Chevrolet Cruze Sedã 1.8 16v manual
Site GM – A partir: R$ 69.990
Tabela Fipe 0 km – R$ 66.250,00

Chevrolet Onix 1.0 LS
Site GM – A partir: R$ 38.290,00
Tabela Fipe 0 km – R$ 33.390,00

Agradecimentos ao Renato pela informação.

  • Jaderson

    Eu tenho um VW Fox 11/12, que paguei 44900 nele quando tirei concessionaria. Por esse motivo me policio e muito na hora de sair de carro, eu tenho seguro completo do meu carro, mais se acontecer algo e der PT no meu carro, eles vão me pagar de indenização uma mixaria que não da pra comprar um Fiat Palio 1.0 , 0Km.

    • Marco Antônio

      PT e perca total… BOm trocadilho. kkkkkk

      • roberto

        Não é perCa total e sim perDa total. Quanto ao trocadilho, ficou perfeito, além de analfabeto funcional é também analfabeto político.

        • JPaulo10

          Estude, Roberto. Os dois termos são corretos.
          Quanto ao trocadilho, os fatos falam por si.

          • roberto

            Acho que quem está precisando estudar é vc meu caro. Os tempos verbais são completamente diferentes ( http://linguaportuguesanodiaadia.blogspot.com.br/2006/10/perca-total-ou-perda-total.html ), e quanto aos “fatos falam por si”, se vc não for preguiçoso e tiver um pouquinho de compreensão de texto, segue um link para abrir um pouquinho sua mente: http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Politica/O-odio-que-cresceu-550-na-America-Latina/4/32829. Boa leitura e um bom carnaval.

            • Sergio

              pronto, carta maior. diversifique sua leitura, meu caro. A CM, B247, CA, GGN, OM sao todos chapa branca, nao tem credibilidade alguma: goo. gl/klAcXf

            • Boris

              Recado do Tio Olavo

              • roberto

                Essa internet ta tão infestada de olavetes que um comentário gera uma guerra. rss. Aposto que não leu o link porque é preguiçoso ou não sabe compreender texto com mais de dois parágrafos. Mas tá desculpado.

                • Boris

                  Se esforça mais um pouco.

                  • roberto

                    O pinóquio, vai dormir que já passou da hora de criança estar na cama. Mokujin, rss, quem foi que te chamou na conversa seu cara de pau?

                    • Boris

                      Só isso?

          • Claudio Abreu

            Desculpa, JPaulo, mas o substantivo perca nonegziste….

          • Felipe Caldas

            Perda = substantivo que corresponde ao verbo “perder”

            Perca = forma verbal do verbo “perder”
            Portanto, o correto é: o carro deu perda total.

            • JPaulo10

              Segundo artigo em Veja,
              “Ocorre que a forma “perca”, surgida regressivamente a partir do verbo, é
              de uso tão frequente no português popular, informal, que a maioria dos
              dicionaristas se sente no dever a registrá-la, ainda que anotando
              tratar-se de forma “não preferencial”.”
              Eu não quero alongar o assunto. Sei que o certo é perda, mas acho chato corrigirem erros de português num lugar onde se debate automóveis.

              • iCardex

                “mas acho chato corrigirem erros de português num lugar onde se debate automóveis.” Acha tão chato que iniciou e alimentou o debate por isso?

        • Diego Belisario

          É incrível como existem pessoas tentando confrontar o “Contra fatos não há argumentos”.

          • roberto

            Incrível mesmo. Como há pessoas que crêem sem jamais questionar. Talvez seja por isso que o mundo está infestado de igrejas e malucos fanáticos de toda sorte, provavelmente porque acreditam em fatos que não são factuais. Ninguém é dono da verdade meu caro, eu só procuro dar oportunidade para as diversas versões e tirar as minhas próprias conclusões. Só posso te dizer que quando venho aqui nesse blog, minha intenção é apenas me distrair porque sou fã de carros e gosto de ler as diversas opiniões, mas tenha certeza, a minha opinião será sempre a minha. Abraço e bom carnaval. PS. Se vc tiver boa vontade, leia o link que originou o seu comentário.

            • JPaulo10

              Eu questiono e nunca me coloco como dono da verdade.
              Chamar uma pessoa de “analfabeto político” porque ela se indigna contra a atualidade é bastante ofensivo.
              Esse é blog de automóveis.

              • roberto

                Concordo, esse é um blog de automóveis. Por isso peço que me desculpe, vou postar sobre política nos blogues de política.

              • Marco Antônio

                kkkk Deixa pra lá amigo. Ele é tão insignificante que nem merece esses comentários todos.

                • roberto

                  Pois é …

          • GPE

            Diego da Car Coating?

        • Sergio

          pronto, nao pode falar do mal do putê que já entra no radar dos mav’s. vc só escreveu esse seu comentario aí grammar nazi pra poder defender o putê né

          • Marco Antônio

            kkkkkkkkkkkkkkkkkk grammar nazi é foda. Vou usar no dia a dia.; kkkkkkkkkkkkkk E o nazi MAV ai não se deu conta que eu só usei um trocadilho. kkkk Isso não expressa minha opinião política. Se bem que se eu expressar, o insignificante acima vai se chatear. kkkk

            • roberto

              Me dá medo de ver vc “expressar sua opinião política”, se é que vc conhece pelo menos o significado da palavra. De resto, prefiro ficar sego e me recolher à minha “insignificância” do que ler a sua “opinião” política. Credo!

          • roberto

            Realmente eu não sei do que vc está falando. Se a analogia do “putê” for PT, aí é que vc não compreendeu nada mesmo, parei!

        • Ailton

          O Rolbelto é profexô di purtugues? Kkkk

        • zeuslinux
        • Marco Antônio

          Sinto muito SABIDÃO. Não sou seu pai, então não darei bronca, nem mandarei você ir estudar, nem mesmo ter respeito com os outros. Mas pelo comentário, já dá pra perceber o quão insignificante é sua opinião. Vá catar coco no maranhão ¬¬

      • Wagner

        O que mais me assusta não é a discrepância levantada… O que mais assusta na matéria é ler:

        VW Voyage Evidence manual
        Site VW – R$ A partir de: R$ 57.420,00

        Um Voyage meus caros, um Voyage……

    • Ric53

      Vc levantou um ponto mto interessante, acho q daria uma boa matéria no NA! Carro no Brasil sempre foi caro mas oq estamos vivendo é perturbador, os modelos tem seus preços atualizados a cada 2 meses e o prêmio do seguro fica totalmente defasado.

      • iCardex

        Tá! E o IPVA, como fica?

        • Ric53

          Oq q tem o IPVA?

          • iCardex

            O prêmio do seguro é baseado nas referências de valores da tabela
            Fipe. Se a tabela Fipe for atualizada constantemente, e para cima, naturalmente que o valor do IPVA vai acompanhá-la.

        • Marcelo Nascimento

          Usa a tabela FIPE e pronto. Melhor pro dono.

          • Marcelo Barganha

            Como assim melhor pro dono?
            Como você pode ver na matéria, o preço na FIPE está ABAIXO do preço praticado.. Portanto, se você compra um carro hoje e bate amanhã, terá que completar 3-4 mil para pegar outro 0km.

            • Gustavo73

              A Fipe se baseia no preço praticado que normalmente está abaixo da tabela.

            • Marcelo Nascimento

              Ele perguntou sobre o IPVA, não sobre seguro…

            • Rafael Araújo

              Várias seguradoras tem a cobertura de valor de novo. Conforme o tipo de sinistro você pode receber o valor de compra até um ano depois da data de saída da concessionária.

            • Ailton

              Na prática sobre os preços de tabela se consegue um belo desconto. O zero km acaba saindo fácil pela “desatualizada” FIPE.

      • Chega_de_Ignorância

        O prêmio ou a indenização?
        O prêmio vai baixando conforme vc ganha bônus e tal até chegar num patamar e estabilizar.
        E com a grande oferta de seguradoras hoje eu acho que os preços dos seguros deram uma baixada.
        Na minha opinião já foi mais assustador antes.

      • Rafael Araújo

        Prêmio é valor que o segurado paga para ter o seguro. Acho que você quis dizer indenização.

    • Christian Nunes

      Pra que comprou o carro se não vai usar? Eles vão pagar o preço que vc conseguiria nele se fosse vender, seu carro desvalorizou chapa, quer receber mais faça seguro com 120%, 130% então.

    • Wagner

      amigo teu carro tem 4 anos de uso, normal que tenha desvalorizado e custe menos que um palio 0km, é um bem de consumo que tem depreciação, um carro desvaloriza em media 15% por ano nos 3 primeiros ano.

    • Raul Cotrim de Mattos

      Queria oq? Que o carro estivesse com o mesmo valor de 0 km? Isso que dá comprar carro superfaturado. Não pode culpar ninguém além de si mesmo. A maioria aqui sabe que o valor do carro está exagerado, tanto que nem a tabela FIPE acompanha mais, mas as pessoas continuam comprando…

      • Alfredo Araujo

        Qual a alternativa ? Andar de ônibus ?

        • Chega_de_Ignorância

          Também não entendo isso.
          “A culpa é de quem continua comprando”
          De certo se deve comprar um carro aos dezoito e morrer com ele…
          Isso que é um site de carros, imagina quem não gosta.

          • CignusRJ

            Liga não, este Raul Cotrim é o PTista de estimação do Site.
            Se alguma matéria ou houver um grande número de comentários aqui se referir de forma negativa ao governo ele vem aqui defender a turma do Dirceu, Genoíno, Lulla, Dilma…
            Nem que p/ isso tenha que botar toda a culpa no povo. hahaha

            • Chega_de_Ignorância

              Entrando nesse mérito mas sem querer alongar, o partido é o que menos importa.
              Acompanhe algumas notícias sobre a Operação Lavajato e verá que os beneficiados foram do PP, PT, PSDB, PMDB e vários outros.
              O PT momentaneamente dirige o Executivo Federal, mas o Congresso, meu amigo, é PMDB.
              Não espere NADA do Congresso nos próximos anos, porque estão lá pra arrancar as últimas migalhas do Brasil, tendo em vista que fiscalização e o cerco do Ministério Público Federal (e do próprio povo!) está aumentando cada vez mais.
              Por isso, sugiro que esqueçamos os rótulos de PT, Dilma e Lula, pois são só rótulos. Aliás, sempre é bom lembrar que Michel Temer é Vice e Renan é Presidente, ambos PMDB. Embora o Renan não seja Presidente da República, a força de sua caneta na Presidência que lhe cabe é tão pesada (ou maior) que a da Dilma. (Ah! E o que disputou com ele, que se fez de bom moço, o Senador Luiz Henrique [PMDB], foi um dos que mais praticou fisiologismo [troca de favores – tráfico de influência] no Governo de Santa Catarina! Qualquer catarinense de caráter tem nojo daquele bigodão).
              A propósito, sou apartidário…

              • Duda

                Finalmente alguém com comentário sensato a respeito da “política brasileira”.

          • Edson Fernandes

            Por isso que falo o problema não é a compra, mas quando não há consciencia de necessidade.

    • Fabricio Jacob

      Quando faz o seguro, vc pode avaliar o carro em um valor maior, 110% da tabela fipe, por exemplo. Eu ja fiz isso, logico que o seguro aumenta, mas é pouca coisa.

    • duhehe

      A indenização é ajustada a FIPE, logo ela deveria pagar para você um montante suficiente para você comprar um outro Fox 11/12 igual ao seu.

      Você faz seguro do carro e não do valor que pagou nele.

      • Jaderson

        eu entendo, só queria demonstrar minha indiginação.

    • Rafael Araújo

      Aumente a porcentagem de indenização em relação à tabela Fipe.

      • Jaderson

        Essa é uma maneira mais certa, so que o Seguro aqui na minha região almenta em torno de 20% com isso.

    • Rodrigo

      Você queria que pagassem 44k no seu Fox que tem 4 anos de uso? É isso mesmo fera?

      • Jaderson

        Negativo, estava demonstrando a indiginação por pelo valor que pagamos de seguro, sendo que o mesmo esta pago em dia e abisurdamente caro.
        Entendo das disferenças de valor perante a desvalorização do veiculo, mais pensa só, eu querendo comprar um carro que me satisfas com esse valor que eles me pagam pelo meu após um roubo, por exemplo.
        Horrivel.

    • Careca

      Então se der perDa total, compre um VW Fox 11/12 hehe.

  • Martini Stripes

    Mas a tabela FIPE, em tese, pega exatamente os valores de compra e venda, e não de tabela. Todos sabem que sempre rola negociação sobre os valores.

    Apesar de achar que os valores dos usados é só passar dez/jan que despencam uns 8% subitamente (estranho né foi só cobrar o IPVA que já caiu)

    • Petrucci

      A FIPE é um lixo! Falo isto por conta do meu Focus: O preço lá é do S, sendo que o meu é sedã 2.0 SE. Lá, só tem um Focus sedã: 2.0 Automático e nada mais! Ou seja: Dono de S pula de alegria, e do SE fica P… de raiva!

  • Ygor Soares

    Carro novo eu só compro com o valor base da FIPE, ali já tem a depreciação do ano pelo menos! Sempre negocio com o preço da FIPE! É difícil, porem você consegue! O dinheiro e seu e você tem o poder de compra! Abs

    • Chega_de_Ignorância

      E o carro que vc dá como parte de pagamento, eles pagam Fipe?
      Nem aqui nem na China.
      Ah! Já sei! Vende na OLX… Aí o sujeito demora 1 ano pra transferir…

      • Netto

        É só comunicar venda no detran e pronto,que se lasque o comprador.

        • Chega_de_Ignorância

          TEM essa alternativa e é muito válida.
          Só que não podemos esquecer de toda a burocracia que é intrínseca na Administração Pública brasileira.
          Ex.: cara compra o carro (comunicação de venda feita) e fica anos sem pagar IPVA, toma uma porrada de multa e atropela uma velhinha atravessando a rua.
          Se o endereço, escrito de forma rústica à mão, naquele vetusto documento de transferência do carro, não der em nada, eu JÁ VI a bomba cair nas costas do proprietário.
          “Ah! Mas pra isso basta entrar na Justiça e não sei quê…”
          Até explicar que focinho de porco não é tomada e arcar com os honorários de Advogado…
          Eu só entrego meu carro em loja com recibo transferido pra vendedor, gerente, pra mendigo que tá passando ali naquele momento, qualquer um.
          Além de tudo, se eu pago uma porrada de imposto todo mês, que a loja dê entrada no meu carro e emita nota fiscal! Não tem essa de ficar 3 meses com o carro no pátio e uma procuraçãozinha pra transferir.

          • radiobrasil

            É o que recomendo sempre. Entregou carro na CCS ou revenda, exija transferência imediata para a EMPRESA.

          • GPE

            Se vc vender o carro com o recibo todo preenchido pelo comprador é só ir ao DETRAN com a cópia autenticada e informar a venda. O comprador pode passar uma década sem transferir p nome dele mas nada vai cair sobre vc. Isso é tranquilo. No máximo, em caso de extrema desorganização do DETRAN, vc terá q fazer uma defesa administrativa mostrando que vc informou a venda.

            • Chega_de_Ignorância

              Eu sei, eu trabalhei com um despachante de documentos durante a faculdade.
              E eu vi até mesmo o fisco estadual entrando com execução contra o proprietário, porque o endereço preenchido na comunicação de venda era insuficiente.
              O proprietário pode sair vencedor, mas vai arranjar uma baita dor de cabeça e vai gastar com advogado.
              Na maioria das vezes é tranquilo, mas dá muito pepino.
              O detran de outros estados eu não conheço, mas o de SC é sinônimo de desorganização.
              É que nem aquela história: vc recebe uma multa de velocidade lá em Manaus-AM, mas vc mora no Rio Grande do Sul e nunca na vida esteve lá. É só fazer uma defesa administrativa que resolve? Na >>TEORIA<< é, mas…

            • zeuslinux

              E se os dados que o comprador forem falsos ?

              • GPE

                O recibo tem firma reconhecida em cartório para as duas partes. E ainda q o comprador tenha a capacidade de ter tudo falso (inclusive da documentação pertante o cartório), isso será problema do Detran com o comprador. O vendedor não tem nada a ver.

      • Ygor Soares

        Não entrego meu carro pelo valor abaixo da FIPE, de forma alguma e não vendo o mesmo para concessionarias ou lojas de revenda, sei bem o quanto ele custou e o quanto foi difícil para adquirir esse bem para simplesmente entregar de mãos beijadas a um logista! O meio o qual eu vendo o carro tanto faz e o tempo também não me importo! Quanto a venda, basta efetuar a comunicação no Detran!

      • Mas se a revenda comprasse o teu carro pela FIPE teria que vende-lo a uns 20% a mais. Pois tem o lucro ( custo, tributos, mão de obra e o lucro em si ) que a revenda precisa obter. Pensa que você esta vendendo teu carro a preço de FIPE ( imagina que vale R$ 50.000,00 na fipe), só que esta vendendo particular. Ai chega um particular que quer dar o dele na troca ( suponha que vale R$ 40.000,00 na fipe ), que vantagem você teria nessa negociação ? Pois depois teria que tentar vender o carro que pegou na troca pelo valor da FIPE….

        • Chega_de_Ignorância

          Não entendi bem o exemplo mas concordo, a loja tem que ter os seus lucros.
          Só não precisam arrancar até as cuecas, pagando 25 em carro cuja fipe aponta 38 e ainda subindo o zero pra cima da tabela sugerida pela fábrica.
          Um conhecido meu acabou de trocar de carro. Comprou um carro de 105.000 reais e deu como entrada uma Nissan Frontier SE Attack 4×4 avaliada pela Fipe em 82 mil reais. A concessionária pagou 71 mil reais.
          Há uma margem de 11 mil reais pra lucrar com o USADO, fora o que estão ganhando em cima dos 105.000 do novo vendido (que é a atividade principal)… Claro que tem os funcionários, luz, água, internet, impostos, garantia, etc…
          Às vezes eu tenho sério receio de que as concessionárias lucram mais vendendo carro usado do que carro novo… Acho difícil que um carro novo renda 11 mil reais de diferença assim. DETALHE: a picape está ótima, vão vender acima dos 82 da Fipe com certeza. O lucro vai ser de uns 13 mil reais nessa venda. O lucro do carro de 105 mil duvido que alcance esse valor…

          • GPE

            Não é bem assim. Geralmente as CCS dão algum desconto no usado, principalmente se ele é caro. Se vale 82 na Fipe a ccs pode até vender por 79mil, por exemplo, pq não é fácil vender um carro desse valor usado. No caso de um carro popular é mais fácil vender pela tabela. Além disso, ainda que venda por 82mil, o lucro não é 11mil, pois a loja vai pagar imposto sobre a venda, fora os custos inerentes a manutenção da loja como um todo.

            • Chega_de_Ignorância

              Esse exemplo que eu dei é real. É uma loja aqui na região conhecida por só trabalhar com usados de alta qualidade. Os meia-boca são imediatamente repassados a terceiros. Há anos eles têm a fama dos bons carros usados no pátio… Tenho certeza de que o preço pedido por essa picape será 86, 87 mil reais pra acabar vendendo por 84, 85 mil. Nunca venderão na Fipe. Fora isso, conheço o carro… É a típica picape de passeio urbano, tem baixa km e tudo mais.
              A despeito disso, eu já consignei um carro usado nessa loja pra vender. A tabela era 20,500, venderam por 23,500 e me pagaram 19. Fiquei contente e o novo dono do carro também. Era um Celta 2008 com 45.000 km. Nunca batido nem nada grave…
              Usado de qualidade raramente é vendido pela Fipe ou abaixo dela. Os lojistas sabem o ouro que têm nas mãos e os bons compradores de usados (não os deslumbrados que compram qualquer porcaria) valorizam esses carros.
              Uma picape semelhante a essa zero km está tabelada em 117 mil reais no site da Nissan. Talvez o preço real de venda seja 112 mil. São 27 mil de diferença… Dá quase pra comprar um up! pra filha universitária.
              Claro que se o interessado atravessar a rua acha uma por 79… (cuja Fipe seja os mesmos 82). Economiza 5 mil naquele momento mas leva um carro usado em fazendas pra carregar carga, dirigido pelos peões, com km baixada etc.
              Nas vezes que eu procurei por usados, os carros verdadeiramente impecáveis eram sempre acima da Fipe, sem choro.

              • GPE

                Faz sentido.

  • SDS SP

    Situação ruim, principalmente para aqueles que encheram seus carros pelados de opcionais (eu, por ex.).
    No monento de fechar o seguro, coloquei com 110% do valor da fipe, para reduzir o prejuizo em um eventual sinistro.

    • Lesilco

      É o caso do meu Take up! paguei $33mil e na fipe só ta $ 28. Se tiver sinistro é preju na certa.

      • Chega_de_Ignorância

        Esse problema envolve todos os VW.
        Vc pega a tabela do Gol, por exemplo.
        Eu vendi um Gol 2013 modelo Trend recentemente.
        A tabela Fipe dele é assim: Gol 1.0 4 portas. Entra o Special, entra o Trend e entra o Comfortline. Só separa o Power/Highline e o Rallye.
        Então a tabela de um Gol Comfortline completo, com todos os opcionais, que custa 50 paus, é a mesma tabela de um Special sem ar que custa 30.
        Claro que isso varia na hora da negociação, mas as lojas só querem saber de tabela e deu.

        • Petrucci

          Acho que o Golf e os carros da Honda, Toyota e Hyundai são os melhores “avaliados” na Fipe.

    • ObservadorCWB

      Mas isto sempre foi assim. Por isso acho legal alguns importados com suas versões. CAda uma delas traz determinados opcionais. Assim seguro fica mais condizente. O IPVA dificilmente leva em conta modelo. Veja Azera por exemplo, paga mais IPVA o dono do completo, paga menos o dono do TOP – tendo em vista que a tebela apresenta apenas o carro, sem distinção de versão.

      • Ygor Soares

        Exatamente!

    • Ygor Soares

      Cara, eu evito opcionais hoje em dia! Pego o modelo com base na FIPE e evito carros que tem muitos opcionais por isso também! A VW é mestre nisso, te enche de bagulho a um preço absurdo e quando vc tenta vender para alguma loja da rede eles vão avaliar com base no modelo sem opcionais!

  • Linkera

    Ou seja, se você compra o carro pela tabela da montadora mas na revenda usa a tabela FIPE… a defasagem é ainda maior do que os 10% a 15% que se costuma depreciar no primeiro ano de uso (primeiro ano é só um exemplo, não estou dizendo que deve-se vender o carro depois de 1 ano, muito pelo contrário).

    A FIPE deveria reajustar os seus preços e nivelar os usados também, porque na medida que os novos valorizam a tendencia é a mesma para os usados.

  • maycon

    A maior diferença e nos carros da VW. Quando e zero km tem modelos nem com 115% da FIPE consegue chegar no valor, prejudicando o cliente , pois a maioria das seguradoras só oferece 3 meses de garantia de zero km.
    Acho que montadora e FIPE tinha que ficar sempre em comunicação e colocar o valor real dos carros.

    • Gustavo73

      A maior diferença em relação a Fipe mostra que na css o preço real é outro. A Fipe analisa o valores reais praticados a tabela é o sugerido. Claro que em certas “praças” aonde a concorrência é menor corresse o risco d3 pagar até mais caro. Meu eu que moro no Rio, nunca paguei preço de tabela e não é nenhum milagre fazer isso.

      • CorsarioViajante

        Em SP também preço de tabela é raro, especialmente em carros de grande volume parados no pátio.

      • Aqui na minha cidade é raro também, normalmente é mais barato, e se negociar tira ainda mais. O eu percebi é que os usados subiram :( em alguns casos não compensa pegar usado.

      • Também nunca paguei preço de tabela aqui no Rio. Sempre paguei abaixo.

        • Chega_de_Ignorância

          Desculpem os comentários excessivos sobre o mesmo tema, mas nesse caso o seu carro velho entra pela Fipe?
          Vou começar a ir pro Rio comprar carro, se for assim.

          • Vendi com desconto de 10% do valor da tabela FIPE.

      • Chega_de_Ignorância

        Mesmo dando seu carro antigo de entrada o preço do novo é abaixo da Tabela (preço de Fipe)?
        E o seu antigo entra pela Fipe?
        Isso é impossível. Nenhuma loja no Brasil negocia assim. Eu posso apostar 100 trocados que ninguém aqui já fez negócio assim

        • Gustavo73

          Compro carro a vista vendo o meu antes para particular. O último que minha namorada comprou e vendeu o dela na css. Pqgaram 2 mil a mna Fipe. Mas o novo saiu por quase 5 mil a menos na tabela. No final 3 mil de desconto…

          • Chega_de_Ignorância

            Aí faz sentido, realmente.
            Eu já vendi particular, mas hoje não tenho saco pra isso. Muita gente liga atrás, mas poucos têm dinheiro pra pagar, raros são os que conseguem financiar e praticamente impossível alguém pagar no cash, à vista.
            Quando eu vendi particular foi assim, tive sorte. O cara pagou menos do que eu queria mas jogou as notinhas de bufunfa em cima da mesa.
            Outra vez deixei consignado numa loja pra vender… Mas é uma dorzinha de cabeça chata, uma preocupação boba por causa de 2 ou 3 mil reais numa troca de carro que te acarreta um investimento de 30, 40 mil reais às vezes que se precisa adicionar pelo novo.
            No Brasil a gente acaba pagando pra não se incomodar, porque a confiança nas pessoas é quase zero.
            Mas, tirando esses percalços, é certo que vender particular e barganhar o preço do novo é o melhor negócio, disparado.

            • cepereira2006

              Também enfrentei um stress ao anunciar meu carro para vender. O cara passou a me ligar de hora em hora para fazer perguntas sobre o carro e tentar me forçar a baixar o preço. Queria saber onde eu morava para, se “acontecesse alguma coisa” ele ir lá. Tentei explicar que ele estava comprando um carro usado. Naquele momento estava ótimo na minha mão, mas se virasse a esquina e desse problema, era por conta dele e eu não iria aceitar que ele voltasse na minha casa para cobrar peças. O lance foi ficando tão tenso que preferi pagar mais entregando para a concessionária, mesmo sabendo que o carro estava bom. Mil ou dois mil pilas não compram a minha paz.

              • iCardex

                Um conhecido estava em ponto de ter um infarto por causa disso. Vendeu o carro que aparentemente estava e perfeito, e sabe-se lá porque cargas d´água o novo proprietário lascou alguma coisa no motor. O brother tava em ponto de ter um infarto com tanta aporrinhação do novo proprietário.

            • iCardex

              E eu, como se livrar de Gol Power completinho? Ia ser um inferno de ligações de curiosos de tudo quanto é espécie. Entreguei para o veículo para a concessionária na troca do Golf. Me pagaram a tabela Fipe da época, e o carro ficou apenas 6 horas lá. Detalhe: 174Km, sem abs, sem airbags, 3 portas substituídas, inclusive o + porta-malas (tudo original em cima do seguro). Confisquei o Som VW original com Bluetooth (R$ 1.100,00), e ainda entreguei o carro somente quando o Golf chegou.

  • le0gt

    Voyage 57,5k, Gol 52,5k…
    Meu Deus, onde vamos parar com mais 4 anos de DESgoverno Dilma!

    • Ric53

      É de chorar.. O pior é q essas pessoas que compram essas carroças se consideram “gente simples” eu considero gente burra mesmo, com 50k tem muita coisa boa no mercado de usados

      • le0gt

        Cinco anos atrás com 50k na mão você comprava Focus, Golf, Tiida, Cerato, I30, Sentra, Soul… Hoje com os mesmo 50k você compra Gol, Onix, HB20…

        • Paulo Júnior

          Isso se você comparar diretamente digamos assim. Em 2002 você comprava um Gol G2 0KM por 13,990 mas o salário mínimo era 100 reais somente. Eu lembro que a passagem de ônibus aqui era R$ 0,65 centavos e hoje é R$ 3,30. O poder de compra do seu dinheiro muda com o tempo, para mais ou para menos. Com 778 reais de hoje você gastaria de ônibus para o trabalho diário de Seg à Sex por volta de R$ 171,60 mensalmente e naquela época ganhando R$ 100,00 você gastaria R$ 33,80. Hoje em dia consome 22% do seu salário e naquela época era 33%. Olha a diferença ai!

          • Petrucci

            Em 2002 o Salário era 240 reais, cara…

        • BillyTheKid

          50 mil reais há 5 anos valem 68 mil hoje em dia… com isso você continua comprando um Focus de entrada, e por um pouco a mais você pega um Golf turbo com ABS, 7AB, ESP, TCS de série, bem melhor que um Golf 1.6 com menos itens de segurança que meu carro popular tem de série.

          Todo mundo esquece que todo país tem inflação e os preços sempre aumentarão… Pelo menos hoje em dia temos carros bem melhores do que alguns anos atrás numa faixa de poder aquisitivo semelhante.

          • Load

            Exatamente. O braZileiro só sabe falar que o carro subiu que ta um absurdo e piriri, concordo com boa parte dos discursos, até pq hoje nós pagamos ” mais ” por menos essa é a questão mas se reajustar um valor X a 6~7% de inflação anual chegará na sua conta. A questão é saber se o salario do malandro teve esse reajuste, alguns funcionarios municipais o reajuste é menor que a inflação, eles sim tem o ” poder de compra ” menor ano a ano.

          • le0gt

            Inflação galopante cara, em 2010 você pagava 4 reais numa caixa de bombons, hoje a mesma caixa sai por 8… E tem quem diga que o pais melhorou… Eu não acho.
            O salário mínimo só “aumenta” para seguir essa inflação desenfreada desse DESgoverno corruPTo!

          • Guilherme

            Mas o salário não acompanha a inflação, por isso reclamam.

      • Alessandro Lagoeiro

        Boa para quem? Não seria melhor responder essa pergunta antes de ofender as pessoas, por escolhas que não te afetam?

        • Ric53

          Cara eu ofendo pq eu falo pelas pessoas q eu conheço.. Eu olharia com carinho para um Civic 12, Focus geração passada.. Mas parece q a vontade de sair com um carro zero simplesinho de tudo que custa os olhos d cara é bem maior

          • Load

            N se esqueça que pra ter o usado alguem tem que comprar o 0km.. ;)

            • Chega_de_Ignorância

              Já dizem por aí:
              MELHOR QUE…
              …aquele usadinho lindo, lata lisa de tanto encerar, lavado com 2 baldes (com fotos comprovando), pneus com pelinho, estepe sem uso, algum resquício na cabine de cheiro de plástico novo, rodas sem arranhados, óleo trocado religiosamente a cada 4 mil, notas fiscais de abastecimento com Podium, notas fiscais de troca de palhetas e de compra de líquido detergente para limpador na concessionária, dentre outras tantas qualidades imagináveis…
              …É ele mesmo quando era novo.

          • Alessandro Lagoeiro

            Amigo, com 50 mil eu também veria as opções que você falou (mentira, eu iria ver algum 4×4), mas temos que entender que dependendo do carro e principalmente, do ESTADO QUE ESSES CARROS SE ENCONTRAM, não é uma solução universal. Ao falar de CIVIC 2012 e Focus da geração passada, podemos estar falando de carros tão confiáveis como zero km ou de bombas que valem menos que um 147. Eu não posso garantir para quem compra um usado que um carro tão bom, e que pode estar pouco rodado, não foi trocado justamente porque tinha um defeito crônico que comprometa a segurança ou impeça a pessoa até mesmo de rodar. E da mesma forma que você fala de um carro zero de 50 mil “simplesinho de tudo” (Desculpa, o carro pode ter preço injustificável, mas não temos no valor de 50 mil nenhum carro “simplesinho de tudo), a pessoa pode rebater que a vontade de ter um carro que a pessoa pode simplesmente não conseguir manter é maior.
            E Focus por exemplo, tem gastos de manutenção de outra grandeza em relação a Punto, Spacefox, Cobalt, Prisma… Sem querer justificar os preços desses últimos.

            • Ric53

              É acho q não tem jeito mesmo, não existe milagre

            • iCardex

              Só por observação, a revisão de 50.000Km do Golf Mk7 custou R$ 291,42, e uma lavada gratuita na pintura externa. Bem mais em conta que as revisões de, em média, R$ 500,00 do velho Gol Power. Perco com valores seguro e IPVA, mas ganho em segurança, autonomia, conforto e custo de manutenção.

              • Alessandro Lagoeiro

                Ah, se toda manutenção fosse só o preço das revisões, não?
                E estranho isso, porque o preço do Gol é tabelado, como do Golf. A não ser que teve que trocar mais coisas no Gol… Aí sim… Mas nesse caso, se fosse contar trocar essas mesmas coisas no Golf…
                De qualquer forma, reze para não trocar peças eletrônicas no VW. Elas geralmente são projetadas/construídas/importadas da Alemanha… Descobri isso da pior forma..
                Mas mesmo assim, Ford é outra ordem de grandeza no preço da manutenção… Pelo menos até os Rocam, que eu tive.

                • iCardex

                  Pois manutenção para mim é: troca de palhetas, alinhamento e balanceamento, troca de pneus, pastilhas de freio, fluído de sabão para o parabrisa, parafuso, enfim, tudo que é gasto para manter o carro funcionando corretamente. O preço da revisão obrigatória é tabelado, mas não dá para dirigir na chuva com um limpador de parabrisas detonado, tampouco ignorar que as pastilhas de freio acabaram. De antemão garanto, as peças do Golf são bem mais caras porém duram o dobro ou bem mais que as do Gol.

                  Em tempo: Nunca fiz alinhamento e balançamento no Golf (apenas rodízio), no Gol, além da revisão obrigatória era impossível abster-se de alinhamento e balanceamento. E nem duravam 4.000Km. Só aí já dá para se ter uma idéia do “prejuízo” para rodar 50.000Km. Aos 60.000Km o Golf possivelmente fará o primeiro tal ajuste.

                  • Alessandro Lagoeiro

                    Alan, desculpa, mas o que aconteceu foi que você teve problema com o Gol. Sobre limpador de parabrisas, o meu já saiu péssimo de fábrica também (Talvez nesse aspecto o meu foi sorteado como o seu), o que só foi resolvido na primeira troca, que adiei bastante me virando com o original (Para isso a crise hídrica serviu). E alinhamento e balanceamento do meu Gol também passou de 50 mil.
                    Existe um abismo entre os carros, mas que as peças duram o dobro, acho isso balela. Aposto que tem gente com Gol com peças com durabilidade pior que a sua, e melhor que a do Golf, e digo mesmo para o médio. Se você troca pastilhas do seu carro com 60 mil, garanto que terá Gol que trocará com 6 mil, e outro com 70. As peças do Golf são melhores, são mais caras, mas suportam mais peso e potência. Certa vez um leitor aqui colocou que as peças do Fusion iriam durar bem mais que a do Gol, Palio, Fiesta…. Desafiei ele a falar uma peça com durabilidade maior no Ford. E ele não disse. Claro, ele poderia dizer que o primo do cunhado teve um Palio que teve que trocar suspensão com 15 mil. Mas aí com certeza apareceria outro dizendo que no seu Fiat de 150 mil eles ainda são originais. E os dois podem estar falando a verdade. A questão é que a Bosch que faz módulo de injeção da Phaeton, Classe S, Serie 7 também faz para up!, Clio, 208 (Só um exemplo). E a durabilidade dos componentes é calculada, não tem essa de que um carro maior terá durabilidade maior. Meu 206 era muito melhor que meu Gol, mas no tempo que tenho o Gol, já tinha usado um jogo de pneu a mais e trocado duas vezes mais pastilhas de freio.

                    • iCardex

                      Rapaz, minhas afirmações partem de quem teve a experiência de rodar 174K (cento e setenta e quatro mil quilômetros) com o Gol, em 4 anos. O carro não ficou parado um único dia sequer por qualquer defeito. Mas que as peças acabaram bem mais rápido do que deveriam, isso eu te garanto que aconteu. Chegou-se ao cúmulo de antes de 24 meses, eu ter trocado todas as máquinas de vidro do carro (não o motor), aquelas engrenagens que fazem os vidros subirem e recuarem, porque de todas elas o cabo de aço romperam-se repentinamente (até em um dia chuvoso). Quer mais? Regulando os retrovisores elétricos (coisa que faço uma vez na vida outra na morte) terminei com o botão na própria mão (e não foi só eu!). Quer mais? Limpadores que começam a trepidar com menos de 1 ano? Quer mais? Alinhamentos que não resistiam 5.000Km? Tenha-me dó! Uso o Golf da mesma forma (quer dizer, não preciso afundar o pé no freio para zerar a velocidade, nem subir o giro do motor para acelerar, a exemplo) que eu utilizava o Gol, e exatamente no mesmo percurso. No mais eu teria que consultar os 2 manuais dos veículos para fazer algumas afirmações, mas algumas peças cruciais do Gol tem vida programada de 10k ante a mesma do Golf para 30k.

                    • Alessandro Lagoeiro

                      Eu acredito em você. Agora, você acredita em mim que com 100 mil, não tive os problemas que você teve? Longe de mim querer comparar os dois carros que você teve. Aliás, o Golf está com 50 mil, você falou? Você é taxista? hehehe…
                      E vou pesquisar sobre essas peças de 10 mil do Gol. Só conheço óleo, filtro de ar e de combustível. Mas dando uma sapeada aqui no manual do Gol, não vi nenhuma peça com duração estimada de 10 mil…
                      Mas acredito em você, mesmo tendo experiência oposta, com o mesmo carro.
                      E entendo que você está falando do Gol, porque foi sua experiência, mas acredito que pense que isso se estende a outros carros da categoria do Gol… Pois eu continuo desafiando que me mostrem a peça do Palio, Gol, Ka, Clio, March…. Com duração estimada menor que de Golf, 308, Cruze..

                    • iCardex

                      Ok! Ainda no Gol, aos 99.000Km a junta homocinética esquerda findou-se na estrada, e aos 105.000Km a junta homocinética do lado direito foi para o inferno. Donde presumo (sempre procuro dirigir com equilíbrio) que a vida útil das ditas cujas devem ser cerca de 100.000 Km. Tome cuidado!

                      O filtro de Ar do Golf dura mais que todos esses veículos. Salvo engano, troca-se na revisão de 60K ou 90k.

                  • Chega_de_Ignorância

                    Agora eu não entendi.
                    Que peça de Gol dura menos que de Golf???
                    Pastilha de freio no Gol que eu tive durou 45 mil. Num Golf automático não dura isso de jeito nenhum.
                    Nos mesmos 45 mil eu substituí UM (01) pneu do carro. Fiz par desse novo com o do estepe e joguei na traseira. Os traseiros foram pro eixo dianteiro. Nessa mexida também foi feito o primeiro alinhamento e balanceamentos da vida do carro.
                    As velas foram trocadas aos 50 mil, sendo que os eletrodos demonstravam ainda um bom tempo de uso.
                    Palhetas não me lembro a km, mas duraram 2 anos.
                    Fora isso óleo e filtro, óleo e filtro, óleo e filtro, e nada mais. Ah! Gasolina também.
                    Eu sei que muita gente compra Gol bichado, até porque é o carro mais vendido do Brasil (ops, era) e certamente um maior número de unidades sai com defeito.
                    E, por fim, vou te contar uma novidade mais assustadora ainda: muitas peças de suspensão de GOL (aquelas peças que mais dão defeito: as buchas) são iguais a POLO E GOLF (o MK IV, é claro).
                    Pra não dizer que nunca foi completado nenhum fluido, ali pelos 60 mil foi completado o de arrefecimento. Também foi só abrir a garrafinha e jogar uns dois goles lá dentro pra ficar no meio certinho.
                    Claro que um Golf MK 7 está a uns 500 mil anos-luz de distância de um mero Gol, mas a durabilidade das peças de manutenção em si (óleo, filtros, pastilhas, discos, pneus, buchas, coxins, palhetas, velas) dura a mesma coisa, de acordo com a experiência que eu tive com o excelente Gol 2012/2013 que possuí.
                    Apenas um adendo para as velas: certamente as velas do novo Golf são Iridium, devem durar 100 mil km. Mas as do meu Gol eram as mesmas de quem? Do Jetta 2.0 Comfortline que custa 75 mil reais.

                    • iCardex

                      Certo! Se não são as peças com mais resistência, é o Golf que sabe melhor utilizar a eficiência combinada de cada uma delas, conservando a vida útil de maneira mais primorosa.

                      “Que peça de Gol dura menos que de Golf???” A resposta, na mesma condições de uso será: quase todas. Por quê? Simples: o conjunto mecânico e lógico do Golf parece que foi pensado e dimensionado para aliviar ao máximo sobrecargas de serviço. O carro tem sensor de tudo quanto é objetivo, até sensores de inclinação.

                      a – Porque as palhetas originais do Golf MK7 durariam mais que as do Gol?

                      Ora, ambas são fabricadas pela Bosh mas com material e tecnologias bem diferentes, O Golf usa aerotwin enquando o Gol os tradicionais rodinhos. Fora isso, o Highline possui o sensor de chuva que pode aumentar em ate 2,5 vezes a vida útil das palhetas porque serão gerenciadas pelo sistema, portanto, não trabalharão de forma desnecessária. O sensor decide quando as mesmas devem ser acionadas, aceleradas, reduzidas a velocidade, e/ou até pararem. Até a alavanca de acionamento das palhetas é conservada.

                      Porque as pastilhas do Golf durariam mais que do Gol?

                      Ora pois, o Golf tem 4 discos, sendo 2 ventilados e 2 sólidos, além do ABS bem mais avançado, e ainda conta a assistência infinitamente contínua do módulo ESP, que, em outras palavras, pode gerenciar e dimensionar automaticamente a melhor distribuição da força de frenagem alcançando o máximo de sua eficiência em diversos cenários. E como comparar um sistema continuamente monitorado contra 2 discos ventilados e + 2 tambores que no meu caso eram desprovidos do módulo abs. Se eu não freasse o Gol 99,9% do tempo com ajuda do motor, garanto que as pastilhas jamais ultrapassariam 30K (comigo duraram 70k). O O Golf tem 53K e somente as pastilhas da frente estão próximas de substituição.

                      Porque os Pneus do Golf durariam bem mais que os do Gol?

                      Aí realmente entra uma questão mais imparcial. Quando tinha um Gol ele veio de fábrica com Pirelli P7 que eram duros pra caráleo (duraram 112.000Km), quando troquei pelos Phantom, logo percebi que não atingiriam os 60K tamanha a maciez do material. Meu Golf veio com Pneus Hanhook Ventus Prime. Ambos, P7 e Ventus Prime, possuem quase todas características bastantes diferentes. Destacando que o Ventus Prime é um pneu verde, coisa que o P7 nunca foi. Entretanto, cabe frisar que os Pneus, na verdade, o conjunto de rodas, do Golf são continuamente monitorados por sensores inclusive de pressão que trabalham em conjunto com o ABS e o ESP. Esses sensores podem antecipar o reconhecimento de algum problema antes que o mesmo se agrave, como, no meu caso, foi o de substituir um Pneu que ele acusou perda de pressão em intervalos muitos pequenos (menos de 48 horas) onde descobri que o mesmo estava furado, evitando assim agravar o estado do PNEU ao substituí-lo em tempo hábil.

                      Enfim, dá para brincar de perguntas e respostas um tempão, mas a verdade é que talvez os recursos automáticos presentes no Highline aliviem bastante a pressão e stress do conjunto mecânico: O alto torque evita trocas contínuas de marcha preservando o acionamento da embreagem e manipulação exagerada do sistema de câmbio em trânsitos descongestionados (60km/H para mim é sexta marcha e piloto auto). O auto-hold conserva o sistema de embreagem evitando o controle burro do veículo enquanto parado. O Piloto automático conserva o pedal do acelerador, o giro do motor, e todos os seus congêneres mecânicos. O TiltDown evita a manipulação o botão controlador dos retrovisores. O sensor crepuscular evita a manipulação dos botões de regulagem de luz. O OneTouch dos vidros evita a pressão contínua nos botões. O filtro de ar com carvão ativado evita a poluição do sistema de ventilação… e por aí vai….

                  • Mas essa questão das peças serem mais caras e durarem mais não é bem assim. Quando você compra um carro usado de categoria superior ao invés de um 0KM simples ( no mesmo preço ), a manutenção é sim mais cara. Um exemplo, compra um jogo de 4 pneus de um focus ( não sei é é roda 16, 17 ) e depois um jogo roda 14 de um popular, a diferença é enorme, e o pneu 16 não dura mais que o 14. Outro exemplo, KIT embreagem, de um civic manual custa mais que o de um classic, agora afirmar que a embreagem de um civic dura mais é puro mito. Suspensão é outro exemplo, compra um KIT de um FUSION e depois de um popular, nada indica que a suspensão do FUSION vai durar mais tempo, nas mesmas condições de uso. Algumas peças de fato duram mais, mas são poucas.

                    • iCardex

                      O que você falou com relação a resistência dos Pneus é pura bobagem. Para comprovar isso, existem as nomenclaturas que inclusive ditarão os valores financeiros porque cada tecnologia de construção empregada tem seu custo completamente diferente. Ou será que o Phantoms e o P7 de mesma dimensão, ambos da Pirelli, são exatamente iguais?

                      Vai a dica: 205/55 R16 91W

                      205 = a largura da secção do pneu em milímetros

                      55 = representa em porcentagem, a altura da secção do pneu em relação a largura.

                      R = código para o tipo de pneu (R = pneu radial)

                      16 = diâmetro do pneu em polegadas

                      91 = índice de carga (carga máxima permitida)

                      W = velocidade máxima aprovada 270 km/h

                      Agora com relação a resistências de peças entre fabricantes, vou discordar de você comparando o Golf com Focus que estão na mesma categoria. Pode verificar no site de ambos os fabricantes, que algumas peças do Golf tem vida útil muito maior para substituição em revisão obrigatória ante o Focus, eis:

                      Velas: 60K para Golf e 40K para Focus.
                      Filtro de Ar do Motor: 90K para Golf e 20k para Focus
                      Filtro Ar condicionado: 30K para Golf e 20k para Focus.

                      Fora que o Golf tem o filtro de combustível com validade indeterminada, e esse tal de “filtro de vapor de óleo” parece que só existe no Focus.

          • Chega_de_Ignorância

            Mas justamente aí reside a opinião contrária: tem gente que acha feio ou vergonhoso andar de carro zero simplesinho e andar com carrão de outrora é que é a grande vontade.
            Só que carro usado dá manutenção, gasta mais gasolina (motor maior) e tal…
            Eu tenho um carro 2009 com mais de 100 mil, só que qualquer um que ver compra, é um carro que nunca bateu e bem cuidado.
            Só que já precisa de embreagem, amortecedores, coxins, velas, regulagem de válvula, daqui a pouco um par de pneus, 4 discos…
            Tá andando, tá minimamente confiável, mas eu já tao programando pra vender… Provavelmente alguém vai pagar 36 mil nele (tabela) e achar que fez mais negócio que um Gol 1.0, só que vai ter que perder tempo (e paciência) em oficina, correr atrás, passar dor de cabeça.
            Tudo são coisas a se pensar

        • BillyTheKid

          Esses deve ser um daqueles que compra, feliz, um Corolla com 200 mil km, porque “Toyota é Toyota” e não dá manutenção nunca.

          • Ric53

            Se enganou feio, fera..

      • Chega_de_Ignorância

        Eu tenho outra visão… Eu acho que gente burra é quem destaca 55 mil reais e vai atrás de Fusion pra causar boa impressão, ter “presença”, status ao chegar em determinados locais e no próprio trânsito.

        • Load

          Até pq este fusion de 55mil (2011.~.2012), ele 0km custou 80mil pra mais. Vc irá pagar a manutenção hoje de um carro neste patamar de preço. Eu tbem tenho um carro com 5 anos de uso que hoje a fipe dele está 36mil, mas no momento da compra sabia que a manutenção seria bem mais alta que um ” novo palio ” 0KM de 36mil

          • Chega_de_Ignorância

            Sim, eu não to dizendo que todo mundo que compra carro usado é burro.
            Eu rebato justamente aquele argumento de que carro zero é pra mostrar pro vizinho.
            Pra mim andar de carro zero pelado é mais “feio” (na falta de outro adjetivo melhor) do que andar de carrão usado, só que chorando pra abastecer e manter.
            – Aqui cabe uma explicação. Evidente que quem pensa isso sofre de sérios problemas psicológicos…
            No meu entender, carrão usado acima das possibilidades da pessoa (de comprar aquele mesmo carrão zero) é que é pra se mostrar pro vizinho.
            Agora comprar um usado conscientemente e podendo bancar o carro acho até bonito (adjetivo escolhido para preservar o paralelismo das formas), desde que não se recorra ao primeiro pátio de multimarcas lotado e se deixe enganar por papo de vendedor.

        • Ric53

          Lipe, também não é 8 ou 80, esse do Fusion é clássico! Hahaha
          Não sei se deu a impressão q eu não sou a favor de carro zero, eu sou. Mas eu sou a favor de dar valor ao dinheiro e na hora de comprar carro zero eu fugiria dos “hits” do mercado, Gol, Prisma, Corolla, enfim independente do segmento q eu estivesse procurando

  • iCardex

    Olha o que me responderam em 2013….

    Alan,

    1. A Tabela Fipe expressa preços médios de veículos efetivamente praticados no mercado, base nacional. Há, portanto, transações que ocorrem acima ou abaixo dos preços divulgados. Quem utilizar a Tabela como referência para compra (inclusive junto a lojas e concessionárias) e para venda (inclusive junto a seguradoras, em caso de roubo ou indenização integral) deve fazê-lo tomando-a como parâmetro de negociação.

    2. Para a obtenção do valor médio de mercado foram considerados preços de veículos das várias regiões do país e com diferentes características, tais como estado de conservação, cor, tipo de pintura e itens acessórios ou opcionais, sendo desconsiderados, para efeito de cálculo, aqueles preços excessivamente distantes da média.

    3. Como qualquer índice de preços, a tabela Fipe pode ser utilizada, livre e voluntariamente, em contratos. Os valores são expressos em R$ (reais) do mês/ano de referência.

    Att,

    Equipe Veículos

    De: Alan Cardeque
    Enviada em: Thursday, November 07, 2013 11:14 AM
    Para: veiculos@fipe.org.br
    Assunto: Preço incorreto veículo Novo Golf Mecânico 1.4 140 cavalos

    Bom dia!

    Estive verificando que há um erro na tabela Fipe, em relação ao valor do veículo Novo Golf Mecânico 0Km, que, conforme o valor de Nota Fiscal e o valor de referência do próprio fabricante é de R$ 68.990,00, não R$ 81.490,00, ou seja, vocês estão superestimando o valor do veículo em +15,33%. Isso está prejudicando, e muito, o valor correto para cotação do seguro pois as seguradoras estão se baseando na tabela fipe para estabelecerem o valor do seguro para este veículo.

    Alan Cardeque

  • GPE

    Pelo que eu saiba, a FIPE usa o valor FINAL médio de venda, que necessariamente não é o da tabela da fábrica. A FIPE pode beneficiar vc, como tbm pode lascar. Por exemplo: a maioria dos carros da Hyundai não tem versão, todos são GLS. Só que na hora da compra tem a versão completa, completa com teto e a completíssima!

    Se seu carro der perda total e for um versão completa, parabéns! Vc vai receber mais do que seu carro vale no mercado. Se a sua for a completa com teto, vc vai receber provavelmente um valor justo. Agora se for a completíssima vc se ferrou. A FIPE vai fazer sua indenização ir lá pra baixo.

    Coisa parecida acontece com carro popular que vem pelado de fábrica (antigo Celta LIFE, por exemplo) e muito gente gastou 4 a 5mil reais pra botar ar, direção hidráulica, vidros e travas elétricas. Se o carro der perda total nenhum desses itens será levado em consideração e o cara q comprou o modelo basicão vai receber a mesma quantia que o cara q equipou o carro todo.

    Por isso é bacana carros que tem versões com nenhum ou apenas banco de couro como opcional (ex: Cruze, Focus, Sentra, as mercedes e os bmw, entre tantos outros) pq a FIPE leva em conta a versão e não o opcional. Por isso comprar um GOLF, em qualquer versão que seja, e gastar fortunas em opcionais pode ser um tiro no pé se seu carro for roubado ou der perda total. A VW e a FIAT são exemplos de montadoras que prejudicam o cliente, pois todos os carros tem infinitos opcionais e pacotes.

    • Alexandre Maciel

      Sempre fui defensor de versões com pacotes fechados e, se tiverem opcionais, que fossem coisas realmente acessórias (central multimídia, tapetes, frisos, couro). Entretanto, a galera aqui no NA, via de regra, acredita que quanto mais opcionais melhor. Eu penso diferente exatamente porque creio dever vir, o carro, com o que o consumidor deseja num pacote de fábrica e com o mínimo de opcionais.

      • GPE

        Aí vem a VW com um pacote de mais de 25mil reais de opcionais num carro que custa 80 mil. Ou seja, quase 1 terço do preço do carro. Seria muito melhor lançar highline (básica) e highline plus/exclusive ou algo do tipo p a versão recheada de equipamentos

        • CorsarioViajante

          E esta regra do 1/3 não é só no golf, se começarem a calcular…

          • GPE

            Sabe de algum outro exemplo (que não seja da VW) ? Punto e Bravo me vieram na cabeça mas to sem saco de olhar no site?

            • Alessandro Lagoeiro

              Olha, não entrei no site agora, mas acredito que a Fiat também chegue perto, pois conta com opcionais caros, como airbags adicionais, teto solar, câmbio automatizado. Tudo bem, muitos desses não são “pacotes”, mas de qualquer forma, são opcionais. Quando comprei um Peugeot zero, fiquei indignado porque para ter retrovisor elétrico, teria que pagar ar digital! Entendo que eletronicamente eles podem ter uma a ver com o outro, mas e para o cliente. Na VW e Fiat vejo muitas coisas assim.

              • GPE

                Dos itens q vc citou, apenas desconsidere o câmbio automatizado, pois ele é tido como versão e é levado em consideração pela FIPE

            • CorsarioViajante

              Mesmo caso… rs Da VW sei pq me interesso e de vez em quando entro no configurador.

        • Já eu penso que quem tem que escolher é o consumidor, ou seja, quanto mais opções melhor, pois cada consumidor tem gostos e necessidades diferentes. É exatamente assim nos carros de luxo (Bentley, RR, etc.), o consumidor escolhe cada detalhe do carro. Mas a indústria adora o contrário, one size fits all ou cama de Procrustes.

          • GPE

            Nesse segmento de ultra luxo que vc citou, geralmente o cliente escolhe a cor do interior, detalhes externos, bordados nos bancos com suas inicias, etc… mas, pelo que sei, o pacote de equipamentos é praticamente fechado.

            Aqui poderia ser feito isso, dando a opção de interior preto, bege, cinza, vinho, etc.

        • motstand01

          Nesse aspecto, a VW andou facilitando um pouco as coisas com os pacotes opcionais fechados, nos modelos mais caros. Antes pra montar um Tiguan você tinha uma mistureba de 15 opcionais diferentes e avulsos. Era uma porcaria. Agora, são 3 pacotes e o Teto como opcional avulso, de forma geral. Mas nos populares, continua a bagunça. Não a toa as vendas tem caído ladeira abaixo.

          O problema é o que você disse, os pacotes custam tão caro que deveriam ser versões fechadas. Highline, Highline Exclusive, Highline Premium, etc. A Fiat também deu uma mudada nisso, até “vidro elétrico traseiro” era opcional avulso, preparação para som, etc. Agora tem os Kits, isso desde o Palio Fire. É um avanço, mas longe do ideal.

        • RTEC30

          A forma como nos oferecem carros pelados e capados “opcionais” deveriam ser trocados por “essenciais”.

    • CorsarioViajante

      Ótimo texto, tbm acho que VW e FIAT devem rever esta política e fazer versões mais coerentes
      Acho que só deveria ser opcional coisa que varia de gosto, por exemplo teto solar ou rodas enormes. QUem quiser que pague à mais!

      • Davi Millan

        Exatamente! AC, DH, trio elétrico são ítens básicos e não supérfluos, onde antigamente o que era completo hoje é básico. Comprar um Up! na versão High Up e nem se quer vir AC é f…! Agora Teto solar, Bancos em couro (Se não me engano inclusive o Eber também não gosta) e rodas maiores são itens a mais que podem ser dispensáveis mesmo e variam de gosto pra gosto.

    • motstand01

      Excelente texto, parabéns. É exatamente o que penso a respeito. É até um paradoxo, Fiat e VW tem alto valor de revenda no mercado, mas são justamente elas que tem o maior número de itens opcionais, que não tem valor algum na hora da revenda. É um caso a se estudar, rs.

    • Davi Millan

      Ótima descrição da FIPE. Ela muitas vezes não é justa, prejudicando alguns e beneficiando outros. Exatamente por isso que eu acho que a Ford não tem mais opcionais, são todos versões diferentes (Com Exceção do Focus Titanium que sendo plus ou não são o mesmo). Não vejo problema em opcionais quando são bancos em couro, teto solar, rodas maiores e partida por botão. Pois se tiverem que bom, mas se não tiverem não fazem falta. (pelo menos pra mim).

  • Ediomar

    Quando Você vai vender seu carro essa maldita tabela é utilizada pra te fazer entregar o carro quase de graça,mas quando você vai comprar,ela é usada pra te extorquir,pois dizem que não se pode ir pela tabela FIPE.

    • GPE

      Exatamente! Na verdade funciona mais ou menos assim: vc tem um carro bom de revenda, em bom estado e com KM na média. Eles pega a FIPE e aplicam 10 a 13% a menos. Se ele for bom de revenda, em bom estado mas já ta rodado, isso desce pra 15-17%.
      Daí vem inúmeras variáveis, até chegar ao carro ruim de revenda, em mau estado e com KM ruim, que pode beirar aí 40% ou menos da FIPE.

      Mas qnd vc vai na loja comprar um usado eles usam a FIPE sem dó

  • Bruno Wendel Marcolino

    também, mudam preço todo mês…qualquer um se perde.

    • Louis

      Realmente, com a inflação galopante, a FIPE precisa atualizar seu software pra rodar um “job” semanalmente ajustando os valores de todos os carros em X% rsrsrsrsrs

  • Christian Nunes

    Tabela Fipe é a media dos preços efetivamente praticados. Também tem que considerar os espertalhões aqui na Bananolandia que reduzem valor de venda no documento para pagar menos imposto de renda…

  • Clayton Martins

    Isso se agrava ao se comprar VW ou Fiat no Brasil. Ambas trabalham com modelos pelados de entrada e cobram por cada arruela como “opcional”. As seguradas trabalham com valores dos modelos base que, geralmente, são os mais vendidos. A dica pra quem compra VW e Fiat é sempre fazer o seguro com valor entre 110% e 120% da tabela FIPE, ou vai se dar mal se precisar receber o valor integral.

  • Ricardo

    Os usados geralmente são bem cotados na Fipe.

  • Bruno Silva

    Pera lá pessoal. A conta da idenização não é feita com o preço do modelo 0km. Na Fipe vai constar esses veículos com no mínimo 1 ano de uso, além de que, esses modelos são vendidos com descontos, e a Fipe calcula o valor médio e não o preço de tabela. Falo isso, porque minha mãe deu PT num Siena, e em menos de 10 dias, recebemos o dinheiro equivalente a um Siena do mesmo ano, mas não dava pra comprar um novo. Entretanto, na época tinha uma reserva, juntamos e comprarmos um do modelo novo à vista. Isso já tem uns 6 anos mais ou menos.

    • Renato

      Caro Bruno, muitas seguradoras garantem o valor de veiculo novo (0km) por 90 ou 180 dias (dependendo da seguradora). Se ocorrer algo que seja necessario indenização integral nesse periodo, a seguradora pagará o valor da Tabela Fipe (se for contratado dessa forma, que é mais comum) de 0 km, e não como usado.
      Caso o veiculo não seja 0km, ou tenha passado de um determinado tempo ou km rodado, não é considerado mais 0km, e sim, seminovo/usado, e será enquadrado na Tabela fipe no seu lugar correspondente.

  • Davi Millan

    A Fipe é um tanto quanto injusta com alguns modelos. Entre eles o Cerato (modelo até 2013). Por exemplo, o Cerato tem 3 versões. EX, LX e SX (sendo a minha a SX). Entretanto na FIPE só consta Cerato 1.6 16v. Agora tenta convencer o vendedor que o teu carro vale mais que a versão EX (a que a fipe deve levar em conta pelo valor ínfimo) que nem ABS tinha… Não sei se é preguiça ou falta de informação do pessoal da Fipe que não sabe diferenciar as versões de opcionais.

    • Chega_de_Ignorância

      Imagina se vc compra um Golf com aqueles pacotes Exclusive de 30 mil reais (xenon, tela de 8″ etc) e tenta convencer de que o teu carro vale mais do que o mesmo Golf sem esse opcional.
      É complicado isso aí

      • Davi Millan

        Pior ainda!!! Até que quando tem teto solar eles dão um pouquinho (bem pouco) a mais. mas o resto… Eu queria um Golf Highline DSG sem opcionais. (Queria porque eu fui ver o seguro pra mim e ficou inviável pagar 9 mil, mais caro que uma BMW) Agora me diga se eu acho um Golf DSG sem opcionais.

    • GPE

      Falei isso acima. Hyunda e Kia ferram com seu modelo de venda de versão única completa, completíssima e top

      • Davi Millan

        Pois é, concordo em partes. Na Hyundai é assim mesmo. Tudo é GLS, sendo básico (i30 de 79mil) ou completo (i30 de 92 mil). Agora na Kia tinha versão EX, LX e SX (Hoje não mais, acho que por isso). Uma coisa que notei é que para carros importados parece que só colocam mais versões se tiverem motores diferentes.

        • GPE

          De forma alguma. Carro importado é descrito da mesma forma. Vá olhar a fipe das Land Rover e das BMW. Tu descrito certinho, motores iguais e versões diferentes são descritos

          • Davi Millan

            Acabei de olhar na FIPE e vi que realmente a Land Rover está descrita todas as versões, porém não vi BMW 320i Sport GP. Ou seja quem compra a BMW 320i e a 320i Sport GP é a mesma coisa. Porém eu posso estar vendo como versões o que é opcional. Pois ficamos mal acostumados com a VW e Fiat que ao invés de oferecer pacotes de opcionais eram vários e todos soltos (sendo alguns com obrigatoriedade de outros). Acho que chegamos em um ponto que vamos ter que rever o que é opcional e o que versão haha!

            • GPE

              Há o modelo 320i Sport. O q não existe é a diferença entre a 320 e a 320 GP, q na verdade o GP é um opcional q inclui gps, dvd e outras coisinhas

  • Fabricio Jacob

    Não dá ideia, pq senao aumentam os preços da tabela FIPE para aumentar o IPVA.

  • Peraldiano

    Já li em algum lugar que quanto mais um bem sofre especulação e ágio no presente, mais ele será depreciado e desvalorizado no futuro. Deve ser uma daquelas leis da Economia e vejo que o cidadão que inventou essa lei estava coberto de razão.
    Estamos vivendo um momento em que a latinha zero está sendo supervalorizada artificialmente para logo mais ser depreciada, em questão de 3,4 anos.
    O certo é que estão usando automóveis como subterfúgio para vender juros, serviços, impostos e seguros. Quando você compra um carro zero, na verdade você está “pagando” não o carro em si, e sim os juros celestiais do banco, os impostos ,seguros, taxas e toda uma rede de serviços complementares, a começar pelo combustível safado que será obrigado a consumir.
    Acho que a diferença entre tabela e fipe apenas constata e confirma essa discrepância.
    Isso é um país de doido!!

    • 912mig

      Carro hoje no Brasil é igual cigarro. O sujeita compra o imposto e o cigarro/carro, vem de brinde. rsrsrsrs.
      Não trocarei de carro em 2015 e só vou abastacer com álcool meus carros.
      Cada um faz o que pode….

  • Economy

    Só espero que com essa crise, o mercado de carros novos caia e muito as vendas. Só assim para baixar o farol dessas montadoras mercenárias que tentam ganhar a todo custo, juntamente com o desgoverno, o dobro ou triplo do custo do mesmo carro vendido no exterior e com qualidade defasada.

  • Guest

    Para que esse aí se temos o “Espanador”? hahahaha

  • Chega_de_Ignorância

    Tudo muito bonito, beleza.
    Tabela do carro X é 50 mil, mas na loja com uma boa negociação e meia hora de choro sai por 45 mill.
    Lindo.
    Só que isso é exceção. Quem vai comprar o carro X geralmente entrega o carro Y como parte de pagamento.
    E aí, meu amigo, o carro Y é tabelado na Fipe em 20 e entra por 12… E o X que era anunciado por 50 (pela fábrica, não pela Fipe) sobe pra 52.
    Aí o vendedor calcula o financiamento da “volta” e, caso caiba no orçamento mensal, negócio fechado.

    • Chega_de_Ignorância

      Um adendo a mim mesmo:
      Pior ainda quando o sujeito comprou o carro Y na VW e teve que pagar por fora pra ter ar condicionado, direção, trava, vidros etc… Na Fipe vale o mesmo que o modelo pelado.

  • zeh

    …culpa de quem compra e das montadoras/ CCS,…que dormem com um preço e amanhece com outro…..

  • Roger Abdulack

    esta semana fechei negócio num Logan Exclusive 0Km 14/15, onde o valor no site é R$ 52.490,00 e a tabela fipe do modelo 0km é pouco mais de R$ 49.000,00, e eu paguei R$ 46.000,00. Agora pretendo vender meu Clio 09/10 por mais dos menos de R$ 18.000,00 da tabela fipe, pois é pouco rodado e é completo (paguei quase R$ 6.000,00 a mais do valor do básico quando comprei zero).

  • Pedro Paulo ()

    Pô essa matéria demorou para sair…
    Já faz um bom tempo que eu vou as concessionárias a fim de comprar um carro ou financiar um e vejo essa distorção entre preços anunciados e preços reais…
    Quando via carros como VW Up, Primsa, Fiat Palio, Strada, VW Saveiro, Fox, e cia, nos sites com preço atraente, era uma desilusão na hora da compra…
    O Prisma mesmo estava com diferença de 3500 reais na versão mais top sem falar do famoso ágio que adicionava mais 2500 ao valor do carro.

  • Pedro Henrique

    isso é bom, a fipe esta nos mostrando a discrepância e a cara de pau dos aumentos…

    “Chevrolet Onix 1.0 LS
    Site GM – A partir: R$ 38.290,00
    Tabela Fipe 0 km – R$ 33.390,00”

    me admira que tenha gente que compre esse carro, sério, eu já acho caro 33.390…

    • Chega_de_Ignorância

      Eu acho que 33 tá no patamar…
      Não compra Ka, não compra HB20
      Compra Gol Special 1.0 “completo” e take up! “completo” com 33
      Se esse Onix LS tiver ar, direção e vidros tá num preço bom

  • LoganVB

    Perae!! Estava até achando interessante, mas o que se vê na prática são preços menores do que mostrados nos sites sendo praticados nas concessionárias. Imagino que deve ser algum tipo de estratégia, fazer você pensar que está ganhando desconto… Mas o que a FIPE faz é analisar o mercado, e se estão vendendo com o preço menor ela vai colocar este preço, não vão ficar o dia todo vendo sites das montadoras para ver o valor sugerido.

  • Vattt

    O Brasil tá perdido, agora a coisa descontrolou de vez!!! Um governo Socialista que colocou um fantasioso poder de compra na mão do brasileiro ignorante e que a cada dia, perde mais valor diante da inflação descontrolada. E uma indústria que lucra cada vez mais diminuindo a qualidade de seus produtos e aumentanto colossalmente os lucros!!

    • Chega_de_Ignorância

      Pensando assim, pobre não tem direito a ter carro e/ou todo pobre é ignorante.

      • Vattt

        Mas esse é o pensamento do Governo, não o meu!!! A industria ultimamente criou o nicho de produtos para países emergentes, que na verdade é barato para produzir, mas que, com uma “boa propaganda”, se torna bem rentável e com margem de lucro alta.

  • Bernardo Figueiredo

    Os preços FIPE e Valor Real de compra oscilam muito principalmente com carros VW.

    O comprador acaba pagando por opcionais no carro que não são contabilizados. Esse está sendo um dos grandes motivo dos VW estarem perdendo mais valor na revenda do que perdiam nas épocas de ouro !!

  • Rafael Araújo

    Imaginei que o valor de 0km apontado pela Fipe tinha como objetivo refletir o preço médio real cobrado por um carro novo. Se não for assim, vale ajustar o percentual de indenização pela Fipe até refletir o real valor de compra, isso para o seguro de um carro novo, principalmente se tiver opcionais.

  • Renato

    Os preços da Tabela Fipe não conseguem acompanhar os valores sugeridos para vendas dos Autos ultimamente.
    Considerando apenas determinada versão, sem a inclusão de opcionais, nota-se essa diferença.
    Todos os exemplos descritos no texto referem-se a veiculos de entrada daquela determinada versão, sem a inclusão de opcionais a parte.
    A consideração de um veiculo novo varia de seguradora para seguradora.
    O mais comum é entre 90 e 180 dias ( isso é, em caso de indenização integral, pagarão o valor de 0 km Da Tabela Fipe).
    Geralmente as seguradoras aceitam uma variação de até 110% no valor da tabela fipe ( justamente para tentar diminuir a perda do segurado quando o mesmo inclue opcionais dentro daquela determinada versão).
    Mas a questão seguradora é apenas uma delas, pois a maioria tem seguro, principalmente nos grandes centros urbanos, mas o principal delas é a comercialização, quanto paga e quanto vende, e acredito que a tabela Fipe exista para isso, sendo ela um termometro para mensurar tais valores.

  • Diggo

    E é uma realidade isso. Só que tem que levar o do estoque, branco, preto ou prata.

  • Alexandre Maciel

    As seguradoras agradecem esse tipo de prática.

  • Por um lado é a FIPE dizendo o quão caros estão nossos carros…

  • Matheus Ferreira

    Pasmem, senhores, um VOYAGE a 57 mil reais. Aonde vamos parar?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend