Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Este da foto abaixo é o Doblò Adventure, versão “aventureira” que, acredite se quiser, existe até hoje.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes


O Fiat Doblò é uma multivan que a marca italiana lançou no Brasil em 2001, na mesma geração que apareceu pouco antes na Europa.

O veículo de multipropósito, já que teve versões de passageiros e carga, rapidamente ganhou seu espaço no mercado nacional e evoluiu rapidamente para as tendências que começaram a surgir na época, sendo uma delas o Doblo Adventure.

Em configuração muito parecida com a que seria lançada posteriormente a Idea, o Fiat Doblò chegou inicialmente ao mercado com versões de passageiros e carga, sendo que o primeiro tinha duas versões, a EX e a ELX.

Mas, apesar de parecidas, as duas opções tinham motores diferentes, sendo a primeira opção com motor Fire 1.3 16V com 80 cavalos, apenas movido por gasolina.

Mesmo na ocasião, esse diminuto propulsor já era insuficiente para um bom desempenho do veículo, que sempre teve um porte avantajado, embora na prática seja um carro de comprimento compacto.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Com espaço para cinco ou sete pessoas, o Fiat Doblò Adventure mede 4,15 m de comprimento, 1,71 m de largura,1,83 m de altura e 2,56 m de entre-eixos.

Uma característica marcante do produto desde então foi o conjunto de portas laterais corrediças, que facilitam muito o acesso ao habitáculo. O espaço para cargas e volumes chegava a 3.200 litros. Com cinco assentos, o bagageiro continha 750 litros. O tanque tinha mais 60 litros.

Vamos ver todos os detalhes do Doblò Adventure:

Doblo Adventure: nascimento em 2003

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Em setembro de 2003, a Fiat adicionou mais um produto à linha Adventure e nesse caso era a Doblò Adventure, uma interessante versão aventureira.

Assim, nasceu o Doblò Adventure. O modelo chegou ao mercado com a introdução do motor GM 1.8 de 8V e movido por gasolina e entregando 103 cavalos e 17 kgfm.

Com esse motor, o Doblò Adventure ia de 0 a 100 km/h em 13,9 segundos e tinha máxima de apenas 157 km/h. Pesando 1.400 kg, o veículo tinha consumo de 12 km/l na estrada e 8 km/l na cidade.

Mas, como era esse aventureiro multifuncional que a Fiat criou para o mercado brasileiro?

O Doblò Adventure mantinha o estilo básico do veículo, como os faróis divididos, a grade ampla e as lanternas verticais.

Porém, adicionava um para-choque novo, maior e com mais proteções, inclusive uma moldura que imitava barra de impulsão. Os faróis de neblina circulares combinavam bem com o protetor central de cor cinza.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

O para-choque se conectava às saias de rodas, que eram mais abauladas e cobriam boa parte das laterais.

O Doblò Adventure também vinha com estribos metálicos bem práticos, uma vez que a altura livre do solo era maior. As portas tinham frisos na cor do carro e na base havia proteção preta.

Os retrovisores e as maçanetas eram pretos, enquanto as janelas traseiras tinham vidros corrediços, como as portas.

As vigias traseiras eram basculantes e as duas portas traseiras vinham com desembaçador, assim como a maior com limpador. A base dessas portas eram protegidas e a grande tinha ainda um estepe externo com capota protetora e trava.

O Doblò Adventure também surgiu com barras longitudinais no teto, rodas de liga aro 15 polegadas exclusivas e pneus 205/70 R15 de uso misto, o que realçava a proposta de fora de estrada do produto.

O modelo ainda tinha retrovisores grandes e adesivos alusivos ao foco do carro.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Por dentro, o Doblò Adventure tinha acabamento personalizado, com bancos dotados de tecido visualmente mais expressivo, assim como revestimentos em dois tons.

O painel tinha um grande porta-objetos sobre o porta-luvas na ausência de airbag do passageiro, assim como difusores de ar circulares e volante de três raios sem comandos.

Uma característica do modelo é a alavanca de câmbio manual posicionada junto ao painel, onde este tinha ainda um sistema de rádio com CD Player. O cluster era amplo e analógico, tendo iluminação amarela e diversas luzes-espia.

Os comandos do computador de bordo ficavam sobre o lado esquerdo do painel, que ainda ostentava dois alto-falantes.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

No porta-malas, o Doblò Adventure podia ter ainda dois assentos dobráveis para mais duas pessoas, totalizando sete ocupantes.

Era um carro que podia ter quando completo, ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas e retrovisores com ajustes elétricos.

No habitáculo, o Doblò Adventure tinha ainda um porta-objetos no teto e console diferenciado. Com eixo rígido na traseira e McPherson na dianteira, o aventureiro da Fiat podia enfrentar muita dureza.

Ele havia crescido e agora media 4,354 m de comprimento, 1,763 m de largura, 1,957 m de altura e 2,583 m de entre-eixos.

Doblò Adventure: atualizações

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Em 2006, a Fiat retirou de linha os antigos motores de 16V, 1.3 litro, com 80 cavalos e GM 1.8 com 103 cavalos, ambos apenas com gasolina, substituindo-os pelo GM 1.8 Flex.

Este tinha 112 cavalos na gasolina e 114 cavalos com etanol. Os torques deste eram de 17,8/18,5 kgfm, respectivamente.

Em 2008, o Doblò Adventure ganhou o sistema Locker, que é combinado com o conjunto ELD, permitindo a transferência de tração de uma roda para outra ao apertar de um botão, ajudando assim o carro a sair de atoleiros.

O dispositivo, no entanto, só pode ser usado até 20 km/h.

Em 2009, a Fiat mudou o visual do Doblò e também do Doblò Adventure, que agora ganhava novos faróis duplos com máscara negra, grade prateada, para-choque ampliado com faróis de neblina e de milha, novas rodas liga leve aro 15 polegadas, para-choque atualizado com barras de impulsão integradas, moldura lateral maior e com nome Adventure, capa do estepe parcial com acabamento triangular.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Novo para-choque traseiro com degrau. Havia ainda bancos em dois tons e sete assentos, mas o painel mudara muito pouco, ainda tendo sistema de áudio simples.

O motor ainda era o 1.8 Flex da General Motors. Porém, um ano depois, esse propulsor foi retirado do portfólio da Fiat e o novo E.torQ 1.8 16V assumiu seu lugar, sendo este motor originário de BMW e Chrysler.

Este novo propulsor tinha 130 cavalos na gasolina e 132 cavalos no etanol, além de 18,4 kgfm no derivado de petróleo e 18,9 kgfm no combustível vegetal.

Nessa altura, a atualização elevou mais ainda o porte do Doblò Adventure, que passou a ter 4,478 m de comprimento, mas mantendo as demais medidas.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Após a série Extreme (mais detalhes abaixo), o Doblò Adventure não recebeu mais alterações, mantendo as mesmas características originais básicas do modelo 2001, passando-se assim 17 anos de mercado sem mudança de geração, apenas tendo basicamente uma atualização de meia vida e séries especiais para poder sobreviver por tanto tempo.

Não existem planos conhecidos da Fiat para substituição do Doblò Adventure e nem mesmo do modelo que o derivou, embora a segunda geração do mesmo já exista na Europa desde 2010, sendo produzida na Turquia.

Assim, o que se espera é que o produto encerre sua carreira ainda em 2018, apesar das notícias sobre o fim da produção ter ocorrido em 2017.

Doblò Adventure: hoje

O Doblò Adventure 2018 é vendido por R$ 96.990, sendo oferecido junto com as versões Essence e Essence com sete lugares.

Todas as versões vem com o motor E.torQ 1.8 16V que não recebeu qualquer atualização, diferentemente da picape Toro e da dupla de compactos Argo e Cronos.

O único opcional é o sistema Locker de transferência de tração de uma roda para outra, lembrando que o Doblò Adventure nunca teve opção de tração nas quatro rodas.

Da mesma forma, nunca teve câmbio automático. Com adição do Locker e mais a pintura metálica prata Bari, o preço do modelo sobe para R$ 101.260.

Mas, o Doblò Adventure 2018 pode ainda ficar mais caro com os acessórios de fábrica da Mopar.

Confira abaixo os itens oferecidos:

  • Alarme com chave canivete – R$ 830
  • Alto-falante 6 polegadas triaxial com 40W RMS dianteiro – R$ 201
  • Friso lateral – R$ 459
  • Tampa da cobertura do porta-malas – R$ 1.009
  • Tapete de borracha cinza – R$ 301
  • Tapete de borracha túnel traseiro – R$ 41
  • Tapete de borracha túnel traseiro cor cinza – R$ 63
  • Tapete de borracha preto – R$ 115 ou R$ 116
  • Tapete de borracha preto porta-malas – R$ 354
  • Tapete de carpete grafite – R$ 513
  • Barra de teto transversal – R$ 322
  • Barra de teto longitudinal e transversal de teto – R$ 1.538
  • Capa para bancos em tecido toalha – R$ 493
  • Car Bag – R$ 2.395
  • Bolsa Eco Bag – R$ 275
  • Rede para cargas nas portas – R$ 62
  • Rede para cargas no porta-malas – R$ 76

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

O Doblò Adventure 2018 ainda é oferecido nas cores vermelho Alpino e branco Banchisa, ambas sem custo adicional.

A multivan aventureira vem de série com ar-condicionado, direção hidráulica com coluna de direção ajustável, rodas de liga leve 16 polegadas, trio elétrico completo, bancos personalizados com o nome Adventure bordado, banco traseiro tripartido, bancos da terceira fileira dobráveis e alarme.

O Doblò Adventure ainda dispõe de sistema de áudio Connect com CD, MP3, USB e Bluetooth, freios ABS com EDB, airbag duplo, cintos de segurança traseiros de três pontos nas laterais, faróis de neblina e milha, faróis duplos com máscara negra, lanternas escurecidas, estepe externo com articulação e trava, suspensão elevada, sensor de estacionamento traseiro, bússola e inclinômetros longitudinal e transversal e chave canivete com desbloqueio de portas e vidros.

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Por fim, o Doblò Adventure 2018 mantém-se como topo de linha da pequena gama do Doblò, que já perdeu a versão Cargo, que antes tinha motores 1.4 e 1.8.

A versão Attractive também foi retirada há algum tempo. De janeiro a setembro, o modelo vendeu como um todo 3.718 unidades, o que dá uma boa margem.

Por ora, não se sabe se de fato o modelo saiu de linha, mas parece evidente que um estoque de 5 mil carros não pode ter sido formado apenas para mante-lo por mais um ano ou além.

Doblò Adventure Estrada Real

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

No mesmo ano/modelo de lançamento, o Doblò Adventure ganhou a série especial Estrada Real, que faz uma homenagem ao famoso caminho que levava ouro e diamante das minas da antiga Capitânia das Minas de Ouro (depois Minas Gerais) para o porto de Angra dos Reis-RJ, de onde partia para Portugal.

A estrada é famosa por seus caminhos de terra e paisagens deslumbrantes, tendo em realidade quatro rotas turísticas desde a região de Diamantina e Cidades Históricas de Minas até cruzar a rodovia Presidente Dutra e chegar ao Oceano Atlântico.

Com visual personalizado, o Doblò Adventure Estrada Real trazia o mapa das rotas desse caminho estampadas na capa do estepe.

Doblò Adventure Try On

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Em agosto de 2006, o Doblò Adventure ganhou mais uma série especial, desta vez em parceira com a marca brasileira de artigos esportivos Try On, tendo um pacote bem completo, entre eles airbag duplo, freios ABS com EDB, sistema de som com MP3, sexto banco no bagageiro, entre outros.

Por causa desse sexto assento opcional, o Doblò Adventure Try On tinha 450 litros no porta-malas ou 665 litros com este banco rebatido.

Na época, já era equipado com motor 1.8 GM Flex, que entrega até 114 cavalos e 18,5 kgfm. Mas, nada de câmbio automático, apenas e sempre manual.

Como destaque, havia duas bolsas de água no banco do motorista e do passageiro.

Doblò Original Adventure

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

 

Um ano depois do Try On, surgiu a série especial Original Adventure, que enaltecia as qualidades e outros atributos do Doblò Adventure, que nessa época ainda não tinha o sistema Locker e chamava atenção por seu visual já cansado, embora com acessórios estéticos que o deixavam mais atual.

Doblò Adventure Xingu

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Em 2012, já como linha 2013, o Doblò Adventure ganhou a série especial Xingu, que homenageia a região da famosa tribo de índios do Pará.

O visual também apresentava detalhes exclusivos e alguns equipamentos a mais para se tornar atrativa no mercado. Nessa época, o modelo já havia recebido facelift e seu motor já era o E.torQ 1.8 16V com até 132 cavalos e 18,9 kgfm.

Doblò Adventure Extreme

Doblò Adventure (2003-2018): motor, equipamentos e detalhes

Quatro anos depois, em 2016, a Fiat lança o Doblò Adventure Extreme, versão com visual mais expressivo e tinha rodas de liga 15 polegadas escurecidas, assim como faróis com máscara negra e lanternas fumê.

Grade e retrovisores na cor cinza, enquanto a padronagem dos bancos era em couro e tecido em dois tons. O modelo tinha ainda multimídia com tela elevada.

Ficha Técnica

Fiat Doblò Adventure

Motorização 1.8
Combustível Gasolina
Potência 114 cv
Torque 18,4 kgfm
Velocidade Máxima 163 km/h
Tempo 0-100 (s) 13,5
Câmbio manual de 5 marchas
Tração dianteira
Direção Mecânica
Suspensão dianteira tipo McPherson e dianteira com barra estabilizadora, roda tipo independente e molas helicoidal.
Suspensão traseira tipo eixo transversal (beam) e traseira com barra estabilizadora, roda tipo rígida e molas feixe de lâminas.
Freios à disco com dois discos ventilados
Dimensões
Altura (mm) 1.957
Largura (mm) 1.763
Comprimento (mm) 4.354
Peso (Kg) 1.400
Tanque (L) 60
Entre-eixos (mm) 2.583
Porta-Malas (L) 750
Ocupantes 5

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.