*Featured Avaliações Honda Sedãs Toyota

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Toyota Corolla, renovado e mais agressivo, enfrenta o Honda Civic, mais antigo e mais calmo que seus antecessores. O vencedor ganhou nos detalhes.


Por Gustavo Henrique Ruffo
Fotos Fabio Aro

O branco é associado à paz. O vermelho, à guerra. Juntas, em uma bandeira, essas cores representam o Japão. O Sport Club Internacional. O Boi Garantido, de Parintins. O Rádio-Táxi. A McLaren de Ayrton Senna. Os postes da Liberdade. E o pega mais esperado deste ano, entre o Honda Civic LXR, branco, e o Toyota Corolla XEi, vermelho. Sempre revezando entre eles a liderança do segmentos de sedãs médios, no Brasil, estes dois agora se enfrentam com igualdade maior de condições. E, curiosamente, foram aprendendo uma coisa ou outra com o adversário.

O Honda sempre foi mais de briga do que o Toyota. Que o diga sua finada versão SI, vermelha cor de sangue. Dura de suspensão, com embreagem pesada. Mas um senhor automóvel para dirigir e com um estilo ousado, que muita gente achou que fosse enjoar. Não aconteceu. Em sua nona geração, porém, ele deu uma amansada, perdeu um pouco da agilidade de direção, ficou com um passo mais macio e com mais espaço de porta-malas. Ganhou inclusive a opção de dirigir Econ, que o torna mais econômico na cidade. Prova de que ele busca ser mais pacífico é a cor que escolheu para este embate.


Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

O Corolla, por sua vez, sempre teve um perfil mais conservador, o popular “carro de tiozão”. Câmbio automático de apenas quatro marchas, que amordaçava o bom motor 2.0 ao gosto e às pretensões de seus motoristas típicos, suspensão muito confortável, freio superassistido e um acabamento formal, sem a menor pretensão de conquistar.

O estilo parecia moderno, mas mostrou ser apenas correto, do tipo que envelhece pouco porque já nasceu antigo. Não chamava a menor atenção. O porta-malas era bom, ainda que o espaço interno ficasse devendo. Até Brad Pit tentou vender o carro como emocionante de dirigir, mas tudo soava a canastrice: o Corolla não tinha nada de emocionante. Pelo menos até a chegada da agora atual geração.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

A carroceria com vincos ousados e estilo atrevido, de perfil, lembra demais a do Civic. Posso dizer que é a primeira geração deste sedã que chama a atenção das pessoas nas ruas e estacionamentos. Nenhuma das anteriores, no lançamento, teve o mesmo efeito. O câmbio CVT, mesmo tendo libertado o motor 2.0, simula sete marchas mesmo em condições de uso normais, já que o funcionamento CVT o tornaria chato de dirigir, segundo os engenheiros da Toyota. O freio perdeu a assistência excessiva e, agora, responde na medida do que o pé esquerdo exige. Nada a mais, o que é ótimo. Veio com a faca nos dentes e com roupa de provocação, de uma cor que ele nunca havia pensado em vestir, pronto para desafiar o Civic. E a primeira disputa talvez seja a mais importante delas.

Preço e conteúdo

Vendido a R$ 74.490, o Civic LXR é R$ 5.500 mais barato do que o Corolla XEi, que sai por R$ 79.990. Mas o Honda tem apenas dois airbags (só os dianteiros) e não tem navegador. O Corolla vem com cinco (adiciona aos dianteiros o de joelho e os laterais) e traz o auxiliar de caminhos com tela sensível ao toque. É mais do que suficiente para explicar a diferença de preço, ainda mais sabendo que a Honda fabrica no Brasil o Civic vendido na Argentina. E, por lá, o carro tem airbags de cortina na versão EXS. O nosso não tem o item nem na versão topo de linha.

Nos equipamentos restantes, os dois praticamente se equivalem. Ambos têm bancos de couro, computador de bordo, sistema de som com Bluetooth, bancos traseiros com Isofix, mais seguros para prender cadeirinhas infantis, regulagem de distância e altura de volante e ar-condicionado digital.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Além de ter mais itens de série, o Corolla tem a seu favor o fato de ser um lançamento recente, sem perspectiva de alterações no curto prazo. O Civic, por sua vez, muda este ano, adotando a mesma aparência que já tem nos EUA, o que tornará o modelo atual defasado. Consequentemente, ele terá uma desvalorização mais alta do que a do Corolla.

Do ponto de vista do investimento, o melhor negócio, hoje, é o Toyota. Ele cobra mais, sim, mas também oferece mais.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Conforto e espaço interno

O entre-eixos é a medida que mais dá referência em relação ao conforto interno que um carro oferece. E o do Corolla é maior em 3 cm, mas o Toyota não se destaca apenas nisso. Ainda que a diferença seja pouca, é suficiente para que duas pessoas de 1,85 m fiquem uma atrás da outra sem que se perturbem. No Civic, você acaba encostando o joelho no banco dianteiro de leve. O espaço para a cabeça, no banco de trás, também é menor no Honda do que o que o Corolla oferece. Nos bancos de trás dos dois, há pouco espaço para os pés, especialmente se você tiver pés grandes.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

O porta-malas, de 470 litros, também é mais atraente no modelo da Toyota. O do Civic, com 449 litros, não fica muito atrás. Os dois sedãs poderiam se beneficiar de dobradiças pantográficas, mas ambos usam pescoços de ganso, que tomam espaço útil no compartimento.

A suspensão do Corolla também privilegia o conforto. Ela é menos sofisticada que a do Civic, que é independente na traseira (a do Toyota é por eixo de torção), mas tem uma competência em absorver impactos que é digna de muitos elogios. Buracos em que o Honda dá uma batida seca são como desníveis, para o Corolla. Lombadas, valetas… Escolha o obstáculo. O Toyota vai se sair melhor do que o Civic, que já ganhou uma regulagem mais voltada para conforto, mas ainda não conseguiu igualar a suavidade do oponente.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Ergonomia

Na parte de conforto que mais interessa a quem dirige, a ergonomia no banco dianteiro, o Civic se destaca. Sua coluna de direção vai mais para trás que a do Corolla, o que deixa os braços em posição mais confortável, e os comandos parecem mais à mão do que no Toyota. A sensação é que você veste o Honda. No Corolla, que você senta em um balcão que o leva do ponto A ao B, impressão que é reforçada pelo mostrador, absolutamente comum, enquanto o do Civic é em dois níveis, e pelo fato de o painel ser chapado, como o de carros antigos. Ponto para o Honda.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Estilo

Ainda que seja mais atual, o Corolla peca em relação ao Civic especialmente no interior, com um painel pouco convidativo, ainda que bem feito e elegante. Ele não é apenas tradicional, com seus dois mostradores analógicos redondos, que lembra o de um BMW, guardadas as devidas proporções, mas é quase nostálgico. A sensação de estar dentro de um carro dos anos 1950 é reforçada pelo painel reto e distante do motorista.

Por fora, apesar das linhas ousadas, o Corolla também tem seus pecados. Olhando o sedã de perfil, as rodas parecem sumir dentro das caixas de roda, algo que deve ser provocado pela altura maior que se exige do sedã para rodar sem sofrimento pelo Brasil. Como disse um amigo, elas parecem aspirinas perdidas no fundo de um copo, pequenas para o carro. E não se trata de usar rodas maiores, de aro 17, mas sim do diâmetro do conjunto roda/pneu, que, para fins estéticos, poderia ser maior.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Desempenho

Neste quesito, nem pense duas vezes se você tira do ato de dirigir um prazer. Vá de Civic. Ele é mais amigo do motorista em ergonomia, tem motor mais potente e é mais leve. Além disso, tem suspensão mais firme e é mais baixo, o que faz curvas rápidas serem quase seu ambiente natural.

Tanto o Civic quanto o Corolla têm borboletas atrás do volante, e o Toyota tem mais “marchas” (CVTs não têm marchas, propriamente ditas, apenas a simulação delas), mas o câmbio do Honda dá mais do que conta do recado, com as marchas que tem, para uma tocada mais divertida, algo que o volante de diâmetro menor também estimula.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Nem Honda nem Toyota divulgam os tempos de aceleração de seus sedãs, mas a sensação é que ambos oferecem respostas bem parecidas. O que faz a diferença a favor do Civic é a vocação, o pacote, enfim, é o convite que ele faz para acelerar. O Corolla até tenta, mas sua proposta continua a ser outra, bem diferente, ainda que ele seja bem ágil no trânsito truncado das grandes cidades. Melhorou, como já dissemos, um bocado.

Consumo

Melhor do que fazermos testes próprios de consumo é ter o Programa de Etiquetagem Veicular para nos ajudar na tarefa, vulgo Conpet. Segundo os dados presentes ali, o Corolla recebeu nota A, com uma autonomia de 7,3 km/l de etanol na cidade e 9,1 km/l na estrada. O Civic, com o mesmo combustível, faz 6,6 km/l e 9,0 km/l, respectivamente. Talvez o modo Econ ajude o Honda a ser ainda mais econômico do que o Corolla poderia ser (em nossa avaliação, registrou 8,6 km/l na cidade, com etanol, pois este foi o combustível com o qual o modelo veio no tanque), mas o Toyota também entra, sozinho, em um modo de economia de combustível. A medida mais imparcial e objetiva, portanto, é a do programa. E, nela, o Corolla leva a melhor, apesar de ser mais pesado e menos potente do que o rival.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Resultado

O Corolla continua a se destacar em conforto, espaço e consumo. O Civic, em desempenho, ergonomia e estilo. Mas o que mais pesa, para virar a balança a favor do Toyota, é a oferta de mais segurança e mais itens de série a um preço competitivo com o do Honda. Há sedãs mais baratos e que oferecem mais do que a dupla branca e vermelha, mas são estes dois os líderes do segmento e os protagonistas deste comparativo. E, quando o jogo é entre eles, a nova geração do Corolla consegue virá-lo também em termos objetivos. Em vendas, ele já levava a melhor mesmo em desvantagem. No final, a cor pode ser do Toyota, mas quem ficou vermelho de raiva com o resultado foi o Civic. Pode esperar um contra-ataque da pesada.

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?

Fichas Técnicas

Honda Civic 2.0 LXR
Motor – 2.0 i-VTEC FlexOne, quatro cilindros em linha, 1.997 cm³, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote e duplo comando variável de válvulas
Potência – 150/155 cv (gasolina/etanol) a 6.300 rpm
Torque – 19,3 cv (gasolina) a 4.700 rpm / 19,5 kgfm (etanol) a 4.800 rpm
Transmissão – Automática com cinco marchas, modo Sport e paddle shifts
Tração – Dianteira, sem controle de tração.
Aceleração de 0 a 100 km/h – Não divulgado
Velocidade máxima – Não divulgado
Suspensão
Dianteira – McPherson
Traseira – Multilink
Direção – Elétrica EPS com assistência progressiva
Freios – Discos nas quatro rodas com ABS e EDB
Rodas/Pneus – Liga leve aro 16 com pneus 205/55 R16
Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4,53 m
Largura – 1,76 m
Altura – 1,45 m
Entre eixos – 2,67 m
Peso em ordem de marcha – 1.294 kg
Tanque – 57 litros
Porta-malas – 449 litros

Toyota Corolla XEi 2015
Motor – 2.0 VVTI, quatro cilindros em linha, 1.986 cm³, quatro válvulas por cilindro, comando duplo no cabeçote e duplo comando variável de válvulas
Potência – 144 cv (gasolina) a 6.000 rpm / 154 cv (etanol) a 5.800 rpm
Torque – 18,3/20,7 kgfm (gasolina/etanol) a 4.800 rpm
Transmissão – Automática CVT com sete marchas pré-definidas, modo Sport e paddle shifts
Tração – Dianteira, sem controle de tração.
Aceleração de 0 a 100 km/h – Não divulgado
Velocidade máxima – Não divulgado
Suspensão
Dianteira – McPherson
Traseira – Eixo de torção
Direção – Elétrica EPS com assistência progressiva
Freios – Discos nas quatro rodas com ABS e EDB
Rodas/Pneus – Liga leve aro 16 com pneus 205/55 R16
Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4,62 m
Largura – 1,78 m
Altura – 1,48 m
Entre eixos – 2,70 mm
Peso em ordem de marcha – 1.695 kg
Tanque – 60 litros
Porta-malas – 470 litros

Duelo vermelho e branco: Entre Novo Corolla e Civic, qual se dá melhor?
Nota média 4 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email