EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

O EcoSport 2012 foi o último ano/modelo da primeira geração do SUV compacto da Ford, que mudaria para a segunda geração, essa de foco global, no modelo 2013. Como novidade, apenas tornou ABS e airbag duplo de série na FreeStyle.

Ainda bem simples em relação à geração que viria a seguir, o EcoSport dessa época ainda jogava a velha partida do baixo custo extremo, uma vez que só a imposição dos itens de segurança mencionados, pelo governo, fariam o produto avançar.

Bem quadradão em relação ao Novo EcoSport, que é mais fluído aerodinamicamente, o velho “SUVinho” da Ford era baseado no Ford Fiesta Rocam e compartilhava motores com o Ford Focus.

Feito em Camaçari-BA, o EcoSport 2012 teria sua linha de produção alterada para o novo carro, tendo ainda a companhia posterior dos novos Ford Ka e Ford Ka Sedan.

Na ocasião, o EcoSport era oferecido nas versões XL, XLS e XLT, além da FreeStyle e 4WD, baseada na XLT. O utilitário esportivo utilizava o motor Zetec Rocam 1.6 8V de até 107 cavalos e o Duratec 2.0 com até 145 cavalos.

Ambos eram flexíveis em combustível e usavam transmissão manual de cinco marchas ou automática com quatro velocidades e conversor de torque, mas apenas no 2.0 litros. Este também movia a versão 4WD, que era manual com seis.

Com oferta de conteúdo abaixo da proposta do carro, o Ford EcoSport 2012 era filho único, sendo produzido apenas no Brasil e não dispondo de mais versões de propulsor.

No passado, quando surgiu em 2003, o Ford EcoSport chegou a ter um motor 1.0 (leia a opinião de dono do EcoSport 2009), porém, este era o Supercharger, uma ideia da Ford para ter um motor pequeno, mas forte em baixa. O volume também beneficiava o produto no IPI.

Esse 1.0 Supercharger tinha um compressor volumétrico acionado por correia e entregando 95 cavalos, mas teve baixa aceitação dos consumidores e a Ford acabou por retirá-lo do catálogo.

Altinho, o EcoSport 2012 carregava um estepe na tampa traseira, de abertura lateral. Isso fazia seu porte chegar a 4,24 m de comprimento, mas ele era realmente compacto, medindo perto de 4,00 m.

Sua suspensão era elevada, mas com McPherson se tornava robusta. Atrás, um eixo de torção sem barra estabilizadora. Essa receita ainda era apimentada com motores flexíveis e uma ou outra novidade.

Na FreeStyle, que respondia por 65% das vendas do modelo, a proposta era visual, com faixas e detalhes personalizados. Nas demais, seguiam a linha de utilitários da Ford em suas siglas.

O projeto dessa geração surgiu no Brasil, mas ele era estranhamente semelhante à minivan Fusion, que fora lançada na Europa na mesma época, parecendo um EcoSport com suspensão baixa e cara de Fiesta.

Aqui, a proposta deu certo e o EcoSport ficou muitos anos sem um concorrente direto, até que surgiu a atual geração de SUVs compactos, que tiraram o reinado do modelo da Ford.

Após sete anos de mercado, o EcoSport mudou para uma nova geração, que passou a ter um estilo superior, mas com proposta semelhante ao primeiro.

Compartilhando a plataforma com o New Fiesta, o Novo EcoSport adotou o motor Sigma 1.6 16V que chega a ter até 128 cavalos após atualização, assim como o Duratec 2.0 16V de até 176 cavalos na atualização Direct, com injeção direta.

Ele trocou posteriormente o Sigma pelo Dragon 1.5 Ti-VCT, com três cilindros e até 137 cavalos, empregando ainda câmbio automático de seis marchas no lugar do polêmico Powershift de dupla embreagem.

Com isso, o conjunto ficou mais confiável no mercado e até a versão Storm retornou com a tração 4WD, porém, usando a caixa automática. Fabricado na China, Tailândia, Índia, Romênia e Brasil, o EcoSport espera a terceira geração.

Esta será feita também no Brasil, mas utilizando uma plataforma em comum com a Mahindra, mas dada as associações da Ford na Índia e China, cada região pode adotar uma base própria nesse caso.

EcoSport 2012 – detalhes

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

O EcoSport 2012 tinha faróis grandes, mas apenas as lentes eram, visto que as parábolas eram simples, tendo ainda lanternas e piscas numa moldura interna separada. Os faróis tinham acabamento do fundo em cinza brilhante.

A grade tinha lâminas com acabamento cinza fosco. O nome EcoSport era fixado sobre o capô, como nos carros da Land Rover, marca inglesa que ainda pertencia à Ford na época.

O para-choque tinha molduras imitando barras de impulsão estilizadas, que eram na cor do carro, mas na versão 4WD, elas eram de cor cinza. O protetor tinha ainda faróis de neblina circulares, dependendo da versão.

Com suspensão elevada, o Ford EcoSport tinha proteção preta nas saias de rodas, assim como nas colunas B, maçanetas e barras de teto, que também tinham detalhes em cinza-claro.

Os retrovisores eram pretos ou na cor do carro, mas no FreeStyle eram cinza. Já as portas tinham molduras protetoras de cor cinza com o nome da versão. Com boa área envidraçada, o SUV tinha colunas D pretas.

Atrás, a tampa do bagageiro tinha vigia ampla com limpador e lavador. Ela era de abertura lateral e trazia o estepe preso na parte inferior. O para-choque traseiro era até rebaixado para facilitar o movimento dessa porta traseira.

Havia também degrau revestido sobre o protetor, enquanto as lanternas eram verticais. Nas rodas, havia opção de aço texturizado e liga leve, ambos com pneus 205/65 R15 de uso misto.

Por dentro, o ambiente era bem rústico com muito plástico e opção de bancos em tecido de cor cinza e couro preto que, aliás, era a cor predominante no habitáculo. O estilo bem rústico, tendo difusores de ar circulares “reforçados”.

O volante tinha três raios e podia ter couro em dois tons, com preto e cinza, vindo com airbag nas versões mais caras, além de assistência hidráulica e ajuste em altura da coluna de direção.

O sistema de áudio era 2din integrado e com display verde, trazendo CD, Bluetooth, MP3 e USB, enquanto o ar condicionado manual tinha moldura cinza. Já o porta-luvas tinha tamanho mediano e a versão 4WD tinha seletor de tração por botão.

As portas tinham acabamento em plástico, mas havia a parte central em tecido ou couro, dependendo da versão. Os botões dos vidros das portas eram bem posicionados, mas os retrovisores elétricos tinham ajustes na coluna A, de acesso ruim.

O cluster era analógico e tinha mostradores estilizados, contendo velocímetro, conta-giros, nível de combustível e temperatura da água. As maçanetas das portas eram cinzas e outros detalhes do acabamento.

O túnel da transmissão tinha seletor para o câmbio automático em cor preta, com bloqueio de 1ª, 2ª e 3 ª marchas, além de drive, neutro, ré e parking. Na versão manual, o pomo podia ser cinza. O sistema de som tinha quatro alto-falantes.

No banco do motorista, havia ajuste para altura. Os bancos eram simples em design, podendo ter couro e tecido, além de banco traseiro inteiriço ou bipartido, tendo apoio de cabeça para dois.

Havia também porta-revistas em forma de rede e console entre os bancos dianteiros para copos e garrafas. No teto, havia alças de mão, luzes internas e espelhos nos para-sois, além de retrovisor interno dia e noite.

No compartimento de bagagem, o EcoSport 2012 oferecia 296 litros de espaço, tendo ainda iluminação e compartimento para os itens do estepe, que era externo.

Mesmo com tração 4WD, não havia mudança no bagageiro, uma vez que o estepe já era externo e o projeto do EcoSport contemplava suspensão traseira independente com diferencial fixo na carroceria e semieixos de tração.

O Ford EcoSport tinha ainda suspensão dianteira McPherson e a traseira por eixo de torção nas versões de tração dianteira. Assim, havia duas opções de eixo traseiro.

EcoSport 2012 – versões

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

  • Ford EcoSport XL 1.6 MT
  • Ford EcoSport XLS 1.6 MT
  • Ford EcoSport XLT 1.6 MT
  • Ford EcoSport FreeStyle 1.6 MT
  • Ford EcoSport FreeStyle 2.0 MT
  • Ford EcoSport XLT 2.0 AT
  • Ford EcoSport 2.0 MT 4WD

Equipamentos

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

Ford EcoSport XL 1.6 MT – Motor 1.6 e transmissão manual de cinco marchas, mais ar condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, travamento central elétrico, retrovisores externos com ajustes internos, retrovisores externos e maçanetas pretas, rodas de aço texturizado aro 15 polegadas, pneus 205/65 R15, lavador e limpador do vidro traseiro, desembaçador traseiro, banco traseiro rebatível, bancos em tecido, preparação para som, antena no teto, iluminação no porta-malas, painel com conta-giros, banco do motorista com ajuste em altura, coluna de direção ajustável em altura, alças no teto, espelhos nos para-sois, retrovisor interno dia e noite, vidros verdes, para-brisa degradê, estepe externo, travas de segurança traseiras, cintos de 3 pontos laterais, cinto central subabdominal, apoio de cabeça (4), fonte 12V, porta-objetos, entre outros.

Ford EcoSport XLS 1.6 MT – Itens acima, mais vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos, rádio com CD player e MP3, chave com telecomando, retrovisores na cor do carro, barras longitudinais no teto, entre outros.

Ford EcoSport XLT 1.6 MT – Itens acima, sistema de som MyConnection com CD/USB/MP3/Bluetooth, rodas de liga leve aro 15 polegadas, faróis de neblina, airbag duplo, freios com ABS, cintos dianteiros com pré-tensionadores, banco traseiro bipartido, computador de bordo, volante e alavanca em couro, entre outros.

Ford EcoSport FreeStyle 1.6 MT – Itens acima, mais padronagem exclusiva dos assentos, volante em dois tons, detalhes visuais personalizados, faróis escurecidos e rodas de liga leve escurecidas.

Opcional: airbag duplo e freios ABS.

Ford EcoSport FreeStyle 2.0 MT – Itens do FreeStyle 1.6, mais motor 2.0 com transmissão manual de cinco marchas.

Ford EcoSport XLT 2.0 AT – Itens do XLT 1.6, mais motor 2.0 e transmissão automática de 4 marchas.

Ford EcoSport 2.0 MT 4WD – Itens do FreeStyle 2.0, mais suspensão traseira multilink, sistema de tração nas quatro rodas, padronagem diferenciada dos assentos, entre outros.

Opcional: bancos em couro.

Preços

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

  • Ford EcoSport XL 1.6 MT – R$ 54.250
  • Ford EcoSport XLS 1.6 MT – R$ 57.540
  • Ford EcoSport XLT 1.6 MT – R$ 63.240
  • Ford EcoSport FreeStyle 1.6 MT – R$ 60.130
  • Ford EcoSport FreeStyle 2.0 MT – R$ 65.130
  • Ford EcoSport XLT 2.0 AT – R$ 65.130
  • Ford EcoSport 2.0 MT 4WD – R$ 66.170

EcoSport 2012 – motor

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

O EcoSport 2012 utilizava dois motores, sendo o Zetec Rocam e o Duratec. De certa forma, ambos pertenciam à mesma família, mas com muitos anos de separação. O primeiro foi uma adaptação nacional, só existente por aqui.

Com a aversão dos consumidores aos motores de 16V, no começo dos anos 2000, a Ford teve que entrar na onda do cabeçote de oito válvulas e modificou o motor de 16V original da família Zetec.

Daí, adotou-se um comando único roletado, que acabou sendo batizado de Rocam. Esse propulsor feito em Taubaté rapidamente atingiu os modelos da Ford feitos no Brasil, chegando ao EcoSport. Ele é acionado por corrente.

Com bloco em ferro fundido e cabeçote de alumínio com fluxo cruzado, o Zetec Rocam tinha injeção eletrônica multiponto sequencial e partida a frio com sistema de injeção de gasolina por meio de um tanquinho no cofre.

Tendo taxa de compressão elevada por causa do etanol, o 1.6 8V entregava 101 cavalos na gasolina e 107 cavalos no etanol, ambos obtidos a 5.500 rpm. No torque, tinha 14,5 kgfm no primeiro e 15,3 kgfm no segundo, ambos a 4.250 rpm.

O Zetec Rocam só usou transmissão manual de cinco marchas no EcoSport 2012, sendo um motor de fraco desempenho para o SUV compacto, que pesava pouco mais de 1,1 tonelada.

Já o outro motor era o Duratec, que era uma atualização do Zetec 2.0 dos anos 90, usando um cabeçote de alumínio com duplo comando de válvulas, sendo o de admissão variável. Os dois são acionados por correia dentada.

Era um motor moderno para a época e tinha injeção multiponto sequencial, tendo sistema flex com partida usando tanquinho de gasolina e bloco em ferro fundido. Muito usado em modelos como o Ford Focus, era o mais forte que havia.

Tinha 141 cavalos na gasolina e 145 cavalos no etanol, ambos a 5.750 rpm. Já os torques eram de 19,1 kgfm no derivado de petróleo e 19,4 kgfm a 4.250 rpm, tendo transmissão manual de cinco marchas ou automática com quatro velocidades.

Esta última tinha conversor de torque, mas não possibilitava trocas manuais, porém, permitia o travamento das três primeiras marchas para aclives e declives acentuados, bem como para uma condução mais esportiva.

Desempenho

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

O EcoSport 2012 tinha um desempenho abaixo do esperado para um carro leve. No motor 1.6 Zetec Rocam, só conseguia chegar aos 100 km/h além dos 13 segundos e não passava de 165 km/h.

No 2.0, com transmissão automática de 4 marchas com relações longas, o mesmo era obtido em menos de 13 segundos, mas com 180 km/h de máxima. Por fim, o mais esperto era o 4WD que, independente do sistema, andava razoável.

Ele conseguia ir de 0 a 100 km/h em 10,8 segundos e tinha o mesmo final do 2.0 automático. Os números só melhoraram com a segunda geração.

O desempenho do EcoSport 2012 mostra que o produto, apesar de sua proposta interessante, sofreu com motores de pouco aproveitamento energético, não conseguindo obter um rendimento que lhe permitisse um resultado melhor.

Na geração seguinte, o motor Sigma atualizado dava conta do recado, mas o Dragon 1.5 que realmente tornou o modelo mais eficiente, sendo o mais usado atualmente, deixando apenas a versão Storm com o Duratec Direct.

  • Ford EcoSport 1.6 MT – 13,4 segundos e 165 km/h
  • Ford EcoSport 2.0 AT – 12,9 segundos e 180 km/h
  • Ford EcoSport 2.0 MT 4WD – 10,8 segundos e 180 km/h

Consumo

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

O consumo do EcoSport 2012 era muito ruim, um dos piores já registrados em carros comuns modernos. Com etanol, o SUV compacto fazia muito pouco na cidade, piorando ainda mais na estrada, com o 1.6 pouco passando de 7 km/l.

Na cidade, o mesmo ainda conseguia fazer melhor que 6 km/l. Mas, a coisa piorava com o Duratec, um propulsor conhecido por seu elevado consumo, fazendo 5 km/l na cidade com etanol e 6 km/l na estrada.

Já o 4WD fazia o mesmo na cidade e quase 7 km/l na estrada, mas com gasolina nem fazia 6 km/l na cidade. Na estrada, não passava de 9 km/l. Na gasolina o EcoSport 2012 mal conseguia passar de 10 km/l no 1.6 litro.

Com o Duratec 2.0, o SUV ficava entre 9 e 10 km/l, também revelando a ineficiência energética com um veículo que pesava pouco e ainda hoje tem consumo ruim na versão Storm.

  • Ford EcoSport 1.6 MT – 6,2/7,3 km/l e 8,8/10,3 km/l
  • Ford EcoSport 2.0 AT – 5,1/6,2 km/l e 8,6/9,7 km/l
  • Ford EcoSport 2.0 MT 4WD – 5,1/6,9 km/l e 5,9/9,0 km/l

EcoSport 2012 – manutenção e revisão

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

A revisão da Ford é feita a cada 12 meses ou 10.000 km, o que vier primeiro. No caso do EcoSport 2012, o mesmo não está listado no site da marca americana e por isso os proprietários precisam cotar preços nos distribuidores Ford.

Na manutenção, o veículo passa por um processo de inspeção com verificação de itens básicos do motor, transmissão, freios, direção, suspensão, parte elétrica e itens de segurança.

Além disso, a revisão troca óleo do motor, filtro de óleo, filtro de ar, filtro de combustível, velas, correia em V, correia dentada, fluído de freio, entre outros.

Os distribuidores Ford podem ainda fazer serviços como funilaria, pintura, alinhamento, balanceamento, higienização, instalação de acessórios, entre outros.

EcoSport 2012 – ficha técnica

EcoSport 2012: detalhes, preços, motor, ficha técnica, consumo

Motor1.62.0
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm315981799
Válvulas816
Taxa de compressão12,3:110,1:1
Injeção eletrônicaIndireta FlexIndireta Flex
Potência máxima101/107 cv a 5.500 rpm (gasolina)141/145 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo14,5/15,3 kgfm a 4.250 rpm (gasolina)19,1/19,4 kgfm a 4.250 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 5 marchas ou automática de 4 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira ou 4WD
Direção
TipoHidráulicaHidráulica
Freios
TipoDiscos dianteiros e traseirosDiscos dianteiros e traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção
Rodas e Pneus
RodasAço ou liga leve aro 15 polegadasLiga leve aro 15 polegadas
Pneus205/65 R15205/65 R15
Dimensões
Comprimento (mm)4.2404.240
Largura (mm)1.7341.734
Altura (mm)1.6721.672
Entre eixos (mm)2.4902.490
Capacidades
Porta-malas (L)296296
Tanque de combustível (L)5454
Carga (Kg)462462
Peso em ordem de marcha (Kg)1.1401.208
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,410,41

EcoSport 2012 – fotos

https://www.youtube.com/watch?v=sq_Q8cVT1X8

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.