Ford Matérias NA SUVs

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

O Ford EcoSport 2013 chegou como a segunda geração do SUV compacto que nasceu no Brasil em 2004. Após quase uma década, o utilitário esportivo da marca americana ficou quase totalmente renovado, pronto para manter a liderança.


Baseado na plataforma do Ford New Fiesta, o EcoSport 2013 ganhou um visual muito mais elaborado, fluido e atraente, porém, perdendo um pouco da essência off road do primeiro modelo.

As mudanças no design também foram acompanhadas por alterações na estrutura, que ficara mais rígida. Além disso, o SUV da Ford recebera um interior mais moderno e funcional.

Contudo, o espaço interno, embora maior, não produziu um porta-malas que fosse realmente suficiente para as necessidades dos clientes. Como não havia um concorrente forte direto, o EcoSport 2013 não tinha o que se preocupar.

Com 4,241 m de comprimento, 1,734 m de largura, 1,696 m de altura e 2,521 m de entre eixos, o Ford EcoSport 2013 tinha 362 litros, o que ainda era pouco para as pretensões de muitos.

Quando o Honda HR-V chegou, em 2015, ele estabeleceu um novo patamar, com média de 430 litros no segmento de SUVs compactos. Mesmo com estepe no exterior, o EcoSport 2013 sofre esse problema de falta de espaço por seu porte.

Em realidade, sua carroceria mede mesmo 4,01 m de comprimento, tanto que permitiu que o mesmo pudesse entrar no segmento abaixo de 4 metros na Índia, apenas com ajustes nos para-choques.

Tendo boas dimensões, o SUV compacto da Ford ainda manteve o “DNA” off road com uma versão 4WD que, no entanto, chegou somente alguns meses após o lançamento nacional, que foi sua estreia mundial.

Equipado com o motor Sigma 1.6 que entregava até 115 cavalos, enquanto o Duratec 2.0 alcançava 147 cavalos. Neste, o câmbio podia ser manual de cinco ou seis marchas (apenas 4WD), além do Powershift.

Este último era uma transmissão automatizada de dupla embreagem fabricada pela alemã Getrag, tendo assim seis velocidades.

Tratava-se de uma inovação, que colocava a Ford na vanguarda, visto que apenas a VW trazia poucos modelos com a moderna DSG, sendo todos importados.

Entretanto, a novidade se mostraria péssima para a Ford, visto que a caixa Powershift (que é uma marca da Getrag) começou a falhar, apresentando defeitos como vibrações, travamentos e outros problemas.

Até hoje a Ford tem de lidar com os custos de reparação e indenização de clientes em todo o mundo por conta dessa transmissão, que fora substituída por uma automática de seis marchas e conversor de torque.

Isso só ocorreu muitos anos depois, com o EcoSport 2016. Contudo, na época de seu lançamento, era uma novidade atraente. Trocas rápidas, imperceptíveis e sem perda de rotação.

Como já dito, o EcoSport 2013 foi a estreia mundial do SUV compacto desenvolvido primeiramente no Brasil. Antes vendido e produzido apenas em Camaçari-BA, o modelo agora ganhava outras praças.

Índia, Tailândia, Rússia, Romênia, China e Vietnã produziram o EcoSport de segunda geração, que expandiu sua atuação na Europa e chegou no mercado americano, mas apenas cinco anos após a estreia no Brasil, porém, trazido da Índia.

Projeto mundial, o EcoSport até hoje se mantém entre os 20 carros mais vendidos no país e atualizou seu visual em 2019. Sua terceira geração é aguardada com expectativa, pois, pode mudar completamente seu estilo e tamanho (maior).

EcoSport 2013 – detalhes

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

O EcoSport 2013 chama atenção por sua frente alta e arredondada, tendo um capô curto com vincos acentuados junto das colunas A, que são bem inclinadas.

A frente conta com faróis compactos de parábola única, ligados por um friso que funciona como grade, tendo esta o logotipo da Ford.

Ao centro, uma grade hexagonal estilizada com friso duplos. Nas laterais, molduras pretas com faróis de neblina pronunciados estão presentes, assim como a parte inferior do protetor.

Neste, a parte centralizada tem acabamento cinza, enquanto as laterais são pretas, assim como as molduras que revestem a parte inferior das portas. Os retrovisores são grandes, apoiados em pescoços que ficam presos à lataria.

Eles possuem repetidores de direção, dependendo da versão, mas sempre com acabamento preto, assim como as maçanetas. No teto, barras longitudinais e antena pronunciada.

Na traseira, as lanternas duplas são cortadas pela tampa do bagageiro, que tem abertura lateral, para a esquerda. A lente direita tem um a parte cromada, onde fica a maçaneta da referida tampa.

Nela, que tem amortecedor lateral, fica o suporte para fixação e travamento do pneu sobressalente do EcoSport 2013. A vigia com lavador e limpador, bem como desembaçador, é ampla e se conecta com as laterais. No alto, luz auxiliar de freio.

Já as rodas de liga leve podem ter aro 15 ou 16 polegadas, calçadas com pneus 205/65 R15 ou 205/60 R16. O para-choque tem sensor de estacionamento e suporte para placa.

Por dentro, o EcoSport 2013 é semelhante ao New Fiesta da época, tendo praticamente o mesmo painel. O conjunto é destacado pelo sistema de entretenimento SYNC, que traz uma pequena tela digital.

Traz Bluetooth, entrada USB e comando no volante. A parte inferior tem acabamento prateado, assim como o volante, tendo comandos físicos e teclado para discagem de telefone.

Os difusores de ar centrais ficam dentro dessa máscara prateada. Mais abaixo, ficam os comandos do ar condicionado em moldura pintada de preto brilhante, tendo ainda uma versão digital e automática do aparelho.

Compacto, o cluster analógico vem com conta-giros, velocímetro e nível de combustível. A direção tem acabamento prateado, como mencionado e pode ter comando para o piloto automático.

No console, molduras em preto brilhante e a alavanca com pomo prateado, especialmente no EcoSport 2013 4WD. As portas possuem comandos dos vidros elétricos, que podem ser todos sensíveis ao toque.

O banco do motorista tem ajuste em altura, tal como a coluna de direção e os cintos de segurança dianteiros. A padronagem é em tecido na S e SE, personalizado na FreeStyle e em couro/tecido na Titanium.

Com porta-luvas mediano, o espaço interno tem ainda porta-copos, luzes de leitura no teto, alças de teto internas, espelhos nos para-sois, retrovisor interno eletrocrômico e alarme estão nessa região.

Os retrovisores elétricos são ajustados na coluna A, em posição ruim. O banco traseiro é bipartido e possui apoios de cabeça nas laterais, enquanto os cintos de segurança de 3 pontos só existem nas extremidades.

Na versão 4WD, existe um botão de ativação da tração permanente nas quatro rodas. No Powershift, a alavanca de câmbio tem botão para troca de marchas no pomo, em lugar bem desconfortável, assim como na Chevrolet e Fiat atualmente.

Já o porta-malas é pequeno, tendo 362 litros e acesso por uma porta que só abre para um dos lados. Para aumentar o volume para bagagens, somente com o rebatimento do banco traseiro.

EcoSport 2013 – versões

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

  • Ford EcoSport 2013 S 1.6 MT
  • Ford EcoSport 2013 SE 1.6 MT
  • Ford EcoSport 2013 SE 2.0 AT
  • Ford EcoSport 2013 FreeStyle 1.6 MT
  • Ford EcoSport 2013 FreeStyle 2.0 MT
  • Ford EcoSport 2013 FreeStyle 2.0 MT 4WD
  • Ford EcoSport 2013 Titanium 2.0 MT
  • Ford EcoSport 2013 Titanium 2.0 AT

Equipamentos

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

Ford EcoSport S 1.6 MT – Motor 1.6 litro com transmissão manual de cinco marchas, mais ar condicionado, direção elétrica, airbag duplo, freios com ABS e EDB, vidros elétricos nas portas dianteiras, travamento central elétrico, sistema de entretenimento SYNC com AppLink, Bluetooth, USB e auxiliar, volante com comandos de áudio e telefonia, rodas de aço aro 15 polegadas texturizadas, pneus 205/65 R15, lavador e limpador do vidro traseiro, desembaçador traseiro, retrovisores externos com controle manual interno, estepe externo, banco do motorista com ajuste de altura, coluna de direção com ajuste de altura, espelhos nos para-sois, retrovisor interno dia e noite, luzes de leitura, alças de mão no teto, banco traseiro bipartido, apoios de cabeça para quatro passageiros, cintos de segurança de 3 pontos para quatro passageiros, quinto passageiro é subabdominal, iluminação no porta-malas, tampa traseira com travamento elétrico e abertura lateral, fonte 12V, retrovisores e maçanetas pretas, alarme perimétrico, entre outros.

Ford EcoSport SE 1.6 MT – Itens acima, mais faróis de neblina, lanterna de neblina, rodas de liga leve aro 15 polegadas, vidros elétricos nas portas traseiras, retrovisores elétricos, retrovisores externos com repetidores de direção e barras longitudinais no teto.

Ford EcoSport SE 2.0 AT – Itens acima, mais motor 2.0 litros e transmissão de dupla embreagem com seis marchas, controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa e controle de cruzeiro.

Ford EcoSport FreeStyle 1.6 MT – Itens da SE 1.6, mais controle de tração, controle de estabilidade, assistente de partida em rampa, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 205/60 R16, computador de bordo, vidros elétricos one touch, sensor de estacionamento e alarme volumétrico.

Opcionais:

Bancos em couro e airbags laterais – R$ 3.700

Ford EcoSport FreeStyle 2.0 MT – Itens acima, mais motor 2.0 e câmbio manual de cinco marchas, mais controle de cruzeiro.

Opcionais:

Bancos em couro e airbags laterais – R$ 3.700

Ford EcoSport FreeStyle 2.0 MT 4WD – Itens acima, mais câmbio manual de seis marchas e sistema de tração nas quatro rodas com acionamento por botão no painel e variação de torque, ar condicionado digital, airbags laterais e airbags de cortina.

Opcionais:

Bancos em couro e airbags laterais – R$ 3.700

Ford EcoSport Titanium 2.0 MT – Itens do FreeStyle 2.0 MT, mais ar condicionado digital, airbags laterais, airbags de cortina, sensor de chuva, sensor crepuscular, bancos parcialmente revestidos em couro, chave presencial, partida por botão e retrovisor interno eletrocrômico.

Ford EcoSport Titanium 2.0 AT – Itens acima, mais transmissão de dupla embreagem com seis marchas.

Preços

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

  • Ford EcoSport S 1.6 MT – R$ 53.490
  • Ford EcoSport SE 1.6 MT – R$ 56.490
  • Ford EcoSport SE 2.0 AT – R$ 63.390
  • Ford EcoSport FreeStyle 1.6 MT – R$ 59.990
  • Ford EcoSport FreeStyle 2.0 MT – R$ 62.490
  • Ford EcoSport FreeStyle 2.0 MT 4WD – R$ 66.090
  • Ford EcoSport Titanium 2.0 MT – R$ 70.190
  • Ford EcoSport Titanium 2.0 AT – R$ 70.890

EcoSport 2013 – motor

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

O Ford EcoSport 2013 era equipado com dois motores, sendo um deles da família Sigma e outro da linha Duratec. O primeiro era um quatro cilindros feito de alumínio, tendo cabeçote também em alumínio.

Pertence à família Sigma, que surgiu como uma evolução do Zetec lançado em 1995. Com duplo comando de válvulas variável, o chamado comando Ti-VCT, o 1.6 usado pelo EcoSport ainda não havia recebido a última atualização.

Dotado de injeção eletrônica multiponto com tecnologia flex, que necessita do tanquinho para adicionar gasolina na partida a frio, o Sigma 1.6 nessa época entregava 110 cavalos na gasolina e 115 cavalos no etanol, ambos a 6.000 rpm.

Com seus 1.598 cm3 e 11:1 de taxa de compressão, o propulsor do SUV compacto tinha 15,7 kgfm no derivado de petróleo e 15,9 kgfm no combustível vegetal, ambos a 4.750 rpm.

Posteriormente, esse propulsor alcançaria até 128 cavalos, antes de ser retirado de produção. Essa atualização descrita, levaria ainda o câmbio Powershift para o motor.

No EcoSport 2013, ele apresentava somente transmissão manual de cinco marchas. Já o 2.0 era da família Duratec. Com a mesma arquitetura construtiva, este era de uma geração mais atual do Sigma, usando um bloco de volume maior.

Oferecendo o sistema Ti-VCT, o propulsor também tinha duplo comando no cabeçote, quatro válvulas por cilindro e outros componentes comuns ao menor.

Com boa força em baixa rotação, o Duratec 2.0 tem taxa de compressão de 10,1:1, bem como 1.998 cm3 de volume. Dessa forma, ele oferecia 141 cavalos na gasolina e 147 cavalos no etanol, ambos a 6.250 rpm.

Já os torques eram de 18,9 kgfm no primeiro caso e 19,7 kgfm no segundo combustível, ambos a 4.250 rpm. Esse motor também seria atualizado posteriormente no EcoSport, mas trocando o sistema de injeção.

Nesse caso, sairia a multiponto sequencial pela direta, com injetor de alta pressão dentro da câmara. Ele foi chamado de Duratec Direct e chega até 176 cavalos.

De volta ao modelo antigo, o propulsor trabalhava com dois câmbios manuais, sendo um com 5 marchas e outro de seis velocidades, que era usado exclusivamente no 4WD.

Além disso, trazia ainda a opção do câmbio Powershift, que é automatizado de dupla embreagem, contendo seis velocidades e chamando atenção pelos engates rápidos, suaves e com menor perda de força.

Contudo, o Powershift começou a apresentar inúmeros defeitos e problemas, como vibrações excessivas, ruídos, travamento e operação irregular.

Depois de inúmeras reclamações, a Ford fez um recall e até aumentou a garantia para 10 anos, bem como uma campanha que tirou até o nome da transmissão, passando a ser chamada de “sequencial”.

No final, a Ford trocou a caixa da Getrag por uma automática de seis marchas com conversor de torque, que sanou as reclamações, mas isso já na atualização que adicionou também o motor Dragon 1.5 Ti-VCT, o sucessor do Sigma.

Desempenho

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

O EcoSport 2013 tinha um bom desempenho, graças aos motores Sigma e Duratec, que possuem bastante torque em baixa e disposição. No 1.6, contudo, mesmo sem atualização, ele ainda consegue fazer pouco mais de 12 segundos.

Já o 2.0 manual é o que tem o melhor rendimento, ficando abaixo de 10 segundos. O 2.0 Powershift e o 4WD são um pouco mais lentos. O pior resultado era do 2.0 manual, estranhamente mais leve que o 4WD.

A diferença deste era uma marcha a mais, o que permitia aproveitar melhor o potencial do motor na aceleração, com trocas mais curtas nas saídas.

  • Ford EcoSport 1.6 MT – 12,4 segundos e 180 km/h
  • Ford EcoSport 2.0 MT – 9,9 segundos e 180 km/h
  • Ford EcoSport 2.0 AT – 11,4 segundos e 180 km/h
  • Ford EcoSport 2.0 MT 4WD – 10,9 segundos e 180 km/h

Consumo

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

No consumo, o Ford EcoSport 2013 já não era tão eficiente. O 1.6 Sigma não tinha uma boa média com álcool, o mesmo se agravando com 2.0 manual, mas o pior era o 2.0 4WD, com consumo excessivo na cidade.

Já na gasolina, o EcoSport era mais econômico na estrada com motor 1.6 e o 2.0 Powershift, surpreendentemente mais econômico que o 2.0 manual. Isso é fruto da caixa automatizada de seis marchas contra a manual de cinco.

A caixa Powershift era mais eficiente em consumo que as demais opções, exceto quanto com motor 1.6. Mais marchas e menor perda de energia favorecem a média.

  • Ford EcoSport 1.6 MT – 7,0/8,2 km/l e 10,2/11,8 km/l
  • Ford EcoSport 2.0 MT – 6,0/7,2 km/l e 8,5/10,5 km/l
  • Ford EcoSport 2.0 AT – 6,6/8,0 km/l e 9,7/11,5 km/l
  • Ford EcoSport 2.0 MT 4WD – 5,7/7,0 km/l e 8,6/10,3 km/l

EcoSport 2013 – manutenção e revisão

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

O plano de manutenção da Ford envolve revisões a cada 10.000 km ou 12 meses, o que vir primeiro. O EcoSport 2013 é um produto da marca que tem um custo com revisões elevado.

Em valores atualizados no mês de julho de 2020, o modelo com motor 1.6 soma R$ 4.824,00 em revisões até 60.000 km. No mesmo período, com motor 2.0, o SUV compacto tem o mesmo custo.

Durante esses serviços, a rede autorizada Ford substituiu diversos itens estabelecidos no programa de pós-venda, sendo eles óleo lubrificante, filtro de óleo, filtro de ar, filtro de combustível, velas, correia dentada, correia em V, entre outros.

Nas paradas programadas, são inspecionados diversos itens do veículo, sendo indicados (se necessário) serviços extras para alinhamento e balanceamento, rodízio de pneus, troca de pastilhas e discos, higienização oxi-sanitária, entre outros.

Revisão10.000 km20.000 km30.000 km40.000 km50.000 km60.000 kmTotal
1.6R$ 569,00R$ 779,00R$ 569,00R$ 1.219,00R$ 699,00R$ 989,00R$ 4.824,00
2.0R$ 569,00R$ 779,00R$ 569,00R$ 1.219,00R$ 699,00R$ 989,00R$ 4.824,00

EcoSport 2013 – ficha técnica

EcoSport 2013: detalhes, motor, consumo, preços, versões e fotos

Motor1.6 Sigma2.0 Duratec
Tipo
Número de cilindros4 em linha4 em linha
Cilindrada em cm315981999
Válvulas1616
Taxa de compressão11:110,1:1
Injeção eletrônicaIndireta FlexIndireta Flex
Potência máxima110/115 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)141/147 cv a 6.250 rpm (gasolina/etanol)
Torque máximo15,7/15,9 kgfm a 4.750 rpm (gasolina/etanol)18,9/19,7 kgfm a 4.250 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão
TipoManual de 5 marchasManual de 5 ou 6 marchas e automatizada de dupla embreagem com 6 marchas
Tração
TipoDianteiraDianteira
Direção
TipoElétricaElétrica
Freios
TipoDiscos dianteiros e tambores traseirosDiscos dianteiros e tambores traseiros
Suspensão
DianteiraMcPhersonMcPherson
TraseiraEixo de torçãoEixo de torção ou multilink (4WD)
Rodas e Pneus
RodasAço ou Liga leve, aro 15 polegadasLiga leve, aro 16 polegadas
Pneus205/65 R15205/60 R16
Dimensões
Comprimento (mm)4.241 (com estepe)4.241 (com estepe)
Largura (mm)1.7341.734
Altura (mm)1.6961.696
Entre eixos (mm)2.5212.521
Capacidades
Porta-malas (L)362362
Tanque de combustível (L)5252
Carga (Kg)433375 (4WD), 436
Peso em ordem de marcha (Kg)1243 (MT)1260 (MT), 1316 (DCT), 1404 (4WD)
Coeficiente aerodinâmico (cx)0,360,36

EcoSport 2013 – fotos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

      Quem somos

      O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por 15 anos. Saiba mais.

      Notícias por email