Brasil Europa Ford Mercado Segurança SUVs

EcoSport 2019: versões SE e FreeStyle perderão parte dos airbags segundo fonte da Ford

ecosport-airbags EcoSport 2019: versões SE e FreeStyle perderão parte dos airbags segundo fonte da Ford

De acordo com uma fonte, que trabalha na rede de distribuidores da Ford, a montadora americana enviou um comunicado aos revendedores informando de que haverá mudanças no pacote de segurança do EcoSport ano/modelo 2018/2019, cuja produção começa em Camaçari-BA no mês de fevereiro.



O informativo diz que as versões SE e FreeStyle passarão a dispor apenas de airbags frontais, itens obrigatórios por lei no Brasil. Atualmente, todas as versões do Ford EcoSport 2018 contam com sete bolsas infláveis, incluindo proteção do joelho do motorista. Apenas a versão Titanium manterá todos os airbags previstos no projeto do utilitário esportivo, que ainda dispõe de controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, medidor de pressão dos pneus e podendo ter ainda alerta de tráfego traseiro, bem como alerta de ponto cego.

De fato, se isso vier mesmo a ocorrer – visto que até fevereiro muita coisa pode ocorrer – será um retrocesso, pois o Ford EcoSport 2018 é o único do segmento com sete airbags de fábrica. A introdução da novidade junto com as demais mudanças, inclusive de estilo, fizeram bem ao ex-líder do segmento que criou e também nos emplacamentos. De janeiro a novembro, o modelo vendeu 28.002 unidades, sendo que no mês passado ficou em vigésimo entre os automóveis com 3.217 emplacamentos.

No mercado nacional, o Ford EcoSport 2018 vem com motores 1.5 Ti-VCT (Dragon), que entrega até 137 cv e pouco mais de 16 kgfm. Junto com ele, o SUV compacto ganhou o Duratec Direct 2.0 com até 176 cv, ambos com transmissão automática de seis marchas, embora o 1.5 tenha opção manual. Atualmente, é vendido com preços entre R$ 77.990 e R$ 96.850.

EcoSport-Romênia-4 EcoSport 2019: versões SE e FreeStyle perderão parte dos airbags segundo fonte da Ford

Europa

Enquanto aqui existe a possibilidade de perda de airbags, na Europa o Ford EcoSport 2018 começa a ser vendido nos mercados do continente. O utilitário esportivo compacto passou a ser produzido em Craiova, Romênia, de onde sai com o mesmo visual visto no Brasil, embora com o pacote personalizado ST-Line.

Por lá, a motorização é diferente, ostentando o novo propulsor diesel 1.5 EcoBlue de quatro cilindros e 125 cv, além do EcoBoost 1.0 em duas versões: 125 cv ou 140 cv. O câmbio também é automático de seis marchas e há opção de tração nas quatro rodas, algo que ainda não retornou ao produto brasileiro após a atualização.

Igualmente equipado com multimídia SYNC 3, além de sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, o Ford EcoSport 2018 na Europa vem com tela de 8 polegadas sensível ao toque, câmera de ré e sistema de navegação. Na segurança, acrescenta controle de cruzeiro adaptativo, por exemplo. Na condução, ajustes na direção elétrica, assim como molas e amortecedores ajudaram no comportamento dinâmico do produto.

 

 

  • Hoffmann

    Chega a ser inacreditável o quanto a sucursal brasileira da Ford é lixosa!

    • Matthew

      Se fosse a única a fazer isso tava bom ainda. Todas praticam a mesma estratégia: lançam o carro com um pacote atrativo e preço relativamente “honesto” para os padrões bananísticos, a imprensa especializada elogia o lançamento, constroem a imagem do modelo junto ao público, e depois disso depena vários equipamentos no ano-modelo seguinte. Isso na parte visível da coisa, imagina o que não capam da parte estrutural mais difícil de ser avaliada. O PUG 208 produzido aqui não tem as barras laterais das portas previstas no modelo europeu.

      • ViniciusVS

        Quais montadoras fizeram isso e em quais modelos? Eu não lembro agora…

        • Dafomg

          Renault fez isso com o Clio e Fluence, a VW fez com o Golf….

          • Marquinhos

            Golf continua com 7 airbags igual vinha no Alemão e no Mexicano.

            • Dafomg

              Mas tirou um monte de outras coisas.

          • Mr. On The Road 77

            O Clio, na verdade os brasileiros é que não fizeram questão dos air bags…
            Já Fluence, realmente foi lamentável.

        • Matthew

          Posso passar o dia te dando vários exemplos dessa brincadeirinha. Vou te falar da linha GM com a qual eu sou mais familiarizado, e portanto consigo perceber melhor as ausências. Até a linha 2015 do Onix pelo menos, todos os que eram equipados com motor 1.4 (LT e LTZ) vinham de série com o banco traseiro bi-partido, alças de teto também para os passageiros de trás e iluminação do porta-malas. Com exceção das alças de teto, no modelo 2018 nem o LTZ tem os itens que eu citei.

          Outro exemplo que eu posso te dar é o do Fiat Mobi. No lançamento da linha 2017 a versão Like base (sem ser a On) já vinha de série com limpador e desembaçador traseiro, que a meu ver é um item de segurança que devia ser até obrigatório. Na linha 2018 esse equipamento só tá disponível atrelado a um dos pacotes opcionais de info entretenimento caríssimos. Na própria linha Ford o Ka vinha com computador de bordo desde o primeiro catálogo; na linha 2018 lançaram uma versão mais básica sem PC de bordo, som e vidros elétricos se eu não me engano.

          Talvez não sejam itens tão importantes quanto os air bags, mas eles sempre dão um jeitinho de cortar alguma coisa de um ano-modelo pro outro. E nem preciso comentar que nesse meio tempo o preço de todos eles aumentaram. São coisas pequenas que pra maioria das pessoas passa batido, mas acaba deixando o carro bem depenado em relação ao lançamento. Mesmo o Polo até agora não vi nenhum com o tal cluster digital mais avançado que o do Passat. Exploraram esse painel virtual na campanha de lançamento até não poder mais, só que ninguém consegue encomendar o carro com este opcional.

          Portanto me parece claro que tem sido uma artimanha das montadoras pra terem seus modelos bem avaliados no lançamento. Quem não é antenado no mundo automotivo não perceberá essas perdas se deixar pra comprar o carro no próximo ano. Ou só perceberá depois no convívio com o carro, por acaso. Ah, outra coisa que o Onix tinha no LT e agora não tem mais era o limpador de para-brisa dianteiro com variador de intermitência. Se tiver na linha 2018 é só na LTZ. No Prisma eu garanto que não tem em nenhuma das versões. Conclusão: economizam o máximo que podem nessas miudezas, mas os aumentos comem solto.

          • ViniciusVS

            Realmente muita coisa passa batido.

          • MauroRF

            O Ka só tem computador de bordo na versão SEL, isso desde 2014. Na S, perdeu o som e os vidros elétricos dianteiros, isso em relação à SE. No resto, continua igual, com ar, direção, travas elétricas, chave canivete, limpador e desembaçador, o cinto/encosto de cabeça central, acabei de ver no site da Ford. Eu tenho um SE 1.0 2018 desde o começo do ano.

            • Matthew

              O computador de bordo realmente só vinha na SEL. De qualquer forma não invalida a análise. Hoje essa versão S custa mais caro do que a SE da linha 2017. Esse é o ponto: inflação disfarçada. O Onix embora tenha perdido todos os itens que eu mencionei, ganhou outros mais vistosos, como aquele banco que mescla couro da versão LTZ, o OnStar, transmissão de 6 velocidades etc.

              • MauroRF

                Não, não invalida a análise, entendi o seu ponto de vista. Aliás, a inflação disfarçada não é só nisso, é em tudo: tem embalagem de chocolate hoje com 120, 130g, antigamente, eram 200 g. Meu sogro comprou dia desses uma caixa de bombom da Lacta, 282 gramas, kkkkkk. Antigamente, eram 500 g, depois, 400, agora a maioria tem 300 g. Só na Banânia mesmo.

                • Matthew

                  Exato. Além da quantidade da caixa de bombom, a qualidade também. Antes dar uma caixa de bombom da Garoto no amigo secreto de páscoa da empresa era bem decente. Hoje é uma massa com um quilo de açúcar tudo igual.

                  • MauroRF

                    Carros e outra coisas, idem (para a qualidade): computadores, máquinas de lavar, chinelos, roupas, o que quiser, com uma exceção aqui e ali, tudo de qualidade menor do que antes. É aquela coisa, se colar, colou, os caras vão tentando para maximizar o que der o lucro.

                    • Matthew

                      Sim, infelizmente…

                    • Edson Fernandes

                      E ainda reclamam de mandar lucros para a matriz…

                    • MauroRF

                      Pois é, Edson. Falando em Ecosport, estou em viagem no interior de SP, e o meu Ka estava quase atingindo 11 mil km (eu ia perder a garantia se batesse 11 mil sem fazer a revisão). Como estou em Itapetininga e não tem CSS Ford na cidade (a Cauiás faliu faz 2 anos, e não abriu outra Ford até hoje em Itapetininga), tive que “caçar” uma CCS Ford, e a mais próxima era a Andreta, de Cerquilho. Gostei do atendimento lá e tal, sem nenhuma empurroterapia, consultor prestativo, acertou um barulho que vinha do banco de trás, tudo ok.

                      Como fiquei lá esperando, aproveitei e fiz o test-drive na Eco. Eles só tinham a Freestyle 1.5 automática para teste (a Titanium eles ainda estavam aguardando uma, a 1.5 MT não tinha também para testar).

                      No geral, gostei bastante do que vi e senti. Eu diria que os pontos negativos são os conhecidos: espaço interno comedido perante a concorrência, porta-malas também comedido perante a concorrência e podemos também incluir o estepe na traseira. No meu caso específico, o espaço interno e o porta-malas dela me atendem, então eu deixaria a crítica para o estepe (mas isso não me impediria de realizar a compra).

                      Gostei muito do comportamento dinâmico dela. Pode abusar de curvas que ela vai bem. Praticamente não transmite as imperfeições do solo para dentro. É firme e macia, o que indica um bom acerto (lembra muito o Focus). E é alta, claro. Passei em alguns buracos e valetas, e, claro, nada de raspar.

                      Em relação ao desempenho, para um 1.5, está ótimo. Não é um canhão (dizem que a 2.0 é canhão, mas o consumo também é mais elevado), mas vai transportar tranquilamente uma família. É um desempenho bem adequado para a proposta familiar. Como a CSS fica na beira da SP-127, eu testei tanto em trânsito urbano quanto ali na estrada. No urbano, tem bom torque sim em baixa (até 1500 rpm, não é muito, entre 1500 e 2000 rpm já é bom, acima disso, muito bom). Estava abastecido com gasolina, ar ligado o tempo todo e rodados 600 km, ou seja, motor ainda sem amaciar. E estávamos em 3 no carro. Então, concluo que, no quesito desempenho, é o pior cenário possível (o melhor seria motor amaciado, abastecido com etanol e ar desligado). Na estrada, gostei das retomadas para um 1.5. Basta afundar o pedal (em D mesmo) que ele prontamente reduz e sobe o giro rápido. Eu diria que o acerto motor/câmbio ficou legal. Se você pisa, ele já reduz logo, aliviou, ele sobe marcha. As trocas são muito suaves e imperceptíveis. O nível de ruído, para um motor de 3 cilindros, é aceitável, mas quando passa de 4500 rpm, aí não tem jeito, vai escutar, mas não é exagerado (dá para perceber que o revestimento acústico lá na tampa do capô segura uma parte do ruído). Mas, falando sério, em estrada, a rotação só vai subir se exigir mesmo porque, a 120 km/h, ele fica 2750 rpm em sexta. Achei isso ótimo porque acredito que ele será bem econômico em estrada, além do que, mal se escuta o motor nessa rotação em estrada.

                      Acabamento: melhorou bem em relação ao anterior. São materiais bons, bem encaixados e não notei rebarbas (pelo menos nesse primeiro contato). Os bancos melhoraram também, são bem confortáveis. Dá para notar que não cansarão em uma viagem longa. Vi a Titanium, é bem bonita por dentro, mas a Freestyle não faz feio e tem bons materiais também.

                      Central Multimídia: bem fácil de operar, sem frescuras, bem intuitiva. Eu, em cinco minutos, já sabia onde ir e o que fazer. Tanto é que consegui achar rápido o menu para configurar graves, médios e agudos. O som é bom e não distorce (fico imaginando a qualidade do Sony e suas nove caixas na Titanium, se esse da Freestyle já me agradou), com bons graves. A câmera de ré foi bem útil em manobras.

                      Ar-condicionado: nesta versão, é digital, e gela muito bem. Hoje, estava bem quente já em Cerquilho, e o ar gelou logo sem esforço.

                      Computador de bordo: bem completo, dá para personalizar várias funções.

                      A sensação que tive é a de que a Ford caprichou no acabamento da Eco e nos equipamentos para tentar fisgar o cliente por aí, já que ela deve em aspectos como espaço interno e porta-malas.

                      Cotei com a vendedora o preço dessa Freestyle AT e da Titanium, na cor azul. Para CNPJ, fazem 79490 a Freestyle e 85490 a Titanium (a Andreta tem pronta entrega apenas a Freestyle).

                      Eu fiz aqui com minha esposa um comparativo entre a Titanium e a Freestyle AT. Eu acho que, por 6 mil a mais, a Titanium oferece mais equipamentos, alguns deles interessantes, como espelho eletrocrômico, partida sem chave, monitor de ponto cego, sensores crepuscular/de chuva, teto solar e o som Sony, além do motor mais forte. Analisando assim, vale a pena partir para a Titanium. Mas, meu receio é o mesmo de várias pessoas com quem conversei: o consumo do 2.0. Já vi alguns relatos de gente fazendo 6-7 km/l na cidade com gasosa. Então, acho que a 1.5 valeria mais a pena.

                      Já chegamos a analisar a concorrência, mas todos pecam no quesito segurança, ao qual estamos dando mais ênfase. Até comentei com você sobre o Polo, que acho que ele é o que oferece mais segurança por menos em sua faixa de preço e em seu segmento. É um excelente carro, dá para comprar um Highline por esse preço da Freestyle que me passaram, mas não deixa de ser um compacto (e o Polo me atenderia também). Porém, no Polo, eu “perco” o que mais gostei na Eco: a altura de rodagem. Poxa, eu passei em várias valetas e lombadas malfeitas até com certa velocidade, e nada de raspar.

                      Enfim, a gente vai continuar avaliando as opções por aqui, vamos ver, rs.

                    • Ernesto

                      Mauro, legal você passar sua experiência no test-drive com a Ecosport. Eu no momento não tenho interesse, mas é sempre bom saber o que as pessoas pensam de determinados carros. Mudando para VW, você comentou ter interesse no Polo. Eu também estou interessado, talvez nele ou no Virtus. Mas o que quero lhe falar é o seguinte. Se por acaso você não tiver cartão de crédito que acumule pontos ou milhagens, o da VW é bem interessante. 5% de suas compras se tornam $$ para a troca de um 0 Km. Como no ano passado eu troquei de apartamento e gastei um bocado na reforma, já estou praticamente com o valor máximo permitido no cartão que eu tenho, que são R$10.000,00. É um valor considerável que pretendo usar no ano que vem. Tem outro cartão da VW, que se não me engano, permite acumular até R$15.000,00, mas esse, para mim, é desnecessário. Espero que essa dica seja válida para você.

                    • MauroRF

                      Opa, Ernesto, tudo joia? Claro que é válida! Nossa, toda dica, informação é sempre muito bem-vinda! Não sabia disso da VW. Esses dias eu ando meio sem tempo, mas sem querer passei em frente da CSS VW daqui da cidade, parei rapidamente para ver o Polo. O interior só é mais agradável nas versões Comfortline e Highline. Não fiz test-drive, nada, só vi rapidamente e me fui porque tinha pressa, mas minha esposa viu e disse “a Eco é muito melhor, mais alta, adorei”. Kkkkkk, a patroa não é fraca não, mas vou ver se nesse fds eu vou lá e faço o test-drive. Estamos priorizando a segurança. Vamos ver o que acho do Polo, mas adianto que gostei muito da Eco, dos bancos, da maciez dela (inacreditável, ela é muito macia, mas bem firme ao mesmo tempo). Passei em buraco, valeta mais rápido, lombadas e, além de filtrar bem, fica firme. Fiz teste em curvas, pude pegar a estrada. Vou te dizer que fiquei bem satisfeito com o comportamento dinâmico dela. Vamos ver o Polo (sei que é categoria diferente). Mas a Eco está se encaixando bem no nosso perfil, além de ser muito boa em segurança. E para PJ, sai por 79k a Freestyle AT azul na concessionária Ford Mix de São Caetano (dei uma negociada, se for fechar mesmo, vou tentar tirar mais). Vamos ver os descontos da VW, como será o desconto para PJ. Vou ter dizer que gostei do desenho do Argo também, mas acho que ele é caro pelo que oferta. Julgo o Polo uma melhor compra.

                    • Ernesto

                      Tudo tranquilo, Mauro! Então, só complementando, esse cartão da VW é emitido pelo Itaú. Se você entrar no site do Itaú você acha as opções tanto de VW quanto Fiat (mesmo esquema: são 5% das compras que se convertem em $$).
                      Quanto à escolha do carro, se a sua mulher gostou da Eco, então esquece o Polo. Rsrsrs.
                      Abraços e boa sorte na compra do carro novo!

                    • MauroRF

                      Oi, Ernesto! Ah, sim, então, eu fui ver o nível de pontos do meu cartão agora, está com bastante coisa, pois uso direto. Aí, aproveitei sua dica e vi lá, nem tinha me tocado disso do cartão VW. Aliás, como eu disse, excelente dica, vou conversar sobre isso com amigos e familiares, pois muitos podem nem estar sabendo, assim como eu desconhecia.

                      Ah, hoje fui ver o Polo. Fiz o test drive. Nunca andei no up tsi para poder opinar, mas o torque desse Polo é muito bom, viu? O “problema” é que, segundo alguns relatos, o câmbio AT rouba aquele um pouco de potência, e isso tira um pouco do brilho do motor. Mas, olha, só se a pessoa quiser correr muito, porque, para mim, achei que ele anda bem demais. Em relação à maciez, gostei também, não é duro e é firme em curvas. O acabamento dentro é bem melhor do que da versão MSI (guiei o Highline). As rodas são bem bonitas, e o painel digital é um charme mesmo, exala modernidade, tecnologia. O Comfortline completo na cor azul para pessoa jurídica (foi a cor que mais gostei, e não levaria outra) sai por 65k para PJ, mas tem fila de espera, nessa cor. Previsão: 90 dias (mais por causa da cor). O Highline completo, nessa cor, está sem previsão, segundo a vendedora (até mesmo para cores mais comuns, se eu quiser o completo, é previsão de 90 a 120 dias).

                      Pois bem, minha esposa disse “agora vamos lá ver a Eco de novo”. E eu gostei do Polo, mas confesso que a altura da Eco me agradou mais, sobretudo quando se passa em valeta e lombada. Desta vez, dirigi a Titanium 2.0. Olha, achei fantástico o desempenho, trocas suaves, fora aquele acabamento claro que eu já tinha adorado, teto etc. Minha esposa falou “ah, gostei dessa, vamos fechar nessa em vez da 1.5, esse interior claro é muito bonito (o que é verdade)”. Mas eu só fecharia se o desconto fosse bom. Em negociação com a vendedora, para PJ, saiu 83390 a azul. Não tinha como não fechar, pois eu e ela adoramos a Titanium, e ela, na cor azul (aí é algo subjetivo) fica muito bonita. Agora, o prazo para faturamento (pois é venda direta) é de até 30 dias.

                      Ficamos bem contentes e satisfeitos. Eu estava preocupado com o consumo, mas analisamos bem o uso e vimos que dá para encarar, pois não rodamos tanto em cidade, eu visito cliente só de vez em quando e temos usado bastante para viajar. Pelo menos teremos conforto, segurança e tecnologia.

                      Opa, abraços para você igualmente!

                  • André Luis Versiani

                    Nem fala, morava ao lado da fábrica da Garoto em Vila Velha-ES e vi ano ano a qualidade caindo depois de ter sido vendida para a Nestlè.

                  • Edson Fernandes

                    Nossa nem fala! E quem diria que a caixa da nestle que foi a primeira a retirar os bons bombons, hoje é a que mais oferta melhores bombons! Isso porque as demais pioraram muito!

                • Mr. On The Road 77

                  Caixa de bombom era 1KG. Depois é que vieram as de 500G, que foi o modelo que ficou um bom tempo nomercado.
                  E já tem muita barra de chocolate com 100G. A da Garoto, por exemplo.

          • André Luis Versiani

            Cara, muito bom seu comentário.Eles são gananciosos ao extremo mesmo, depenam sem dó nem piedade e só quem acompanha os carros percebe, galera é enganada o tempo todo mesmo.

          • Edson Fernandes

            É o que eu sempre falo Matthew: Comprar carros compacto no Brasil é complicado. Enquanto fora dele vc tem uma gama de ofertas onde basicamente o cara compra aquele que agrada mais, tendo recursos semelhantes entre eles, aqui vc escolha o menos pior e menos depenado.

            Só para voltar a citar o 208, a versão allure perdeu banco bipartidos, perdeu saida de ar refrigerada para o porta luvas, pioraram o tecido dos bancos e na versão automatica, os paddle shift.

            Ou seja, depenação que aos olhos de muitos clientes pode não ser de tanta importancia, mas é assim que as coisas vão sendo depenadas.

            O brasileiro prefere uma tela de 7 polegadas a segurança e as empresas sabem disso. A Ford é mais um que esta fazendo igual.

            • Mr. On The Road 77

              O 2008 allure mod 2018 perdeu o ar digital dual zone e agora vem com calotas. Deve ter perdido mais cosas também…

              • Edson Fernandes

                Pois é… a depenação que quem não conhece, fica perdido.

            • Matthew

              Pois é, Edson. Eu percebo mais nos GM porque sempre teve na família. Mas nas outras marcas tenho mais dificuldade em perceber esses detalhes e deixo passar muita coisa também. Imagina pra quem não liga muito.

        • Mr. On The Road 77

          Tem montadora tirando até parafuso de carro (Kwid)…. na verdade não faz diferença alguma. Mas deve ser uma boa economia…

    • Leonel

      Mas você sabe qual é o maior culpado disso? O consumidor brasileiro. Pega o Jeep Compass, por exemplo. Paga mais de R$140 mil e se quiser mais do que os air bags obrigatórios, tem que comprar a parte. Outros “belos” exemplos são o Renegade, Creta…brasileiro não dá a mínima por segurança, sequer pergunta se tem air bag, só quer saber se é bonito, se tem uma boa conectividade (CMM) e se for um SUV então, MARAVILHOSO. Se duvidar, se o ABS e os air bags não fossem obrigatórios, teríamos muitíssimos exemplares sendo fabricados sem os mesmos.

      Enquanto o consumidor brasileiro não exigir o que de fato deve ser prioridade, vai continuar sendo tratado assim. Toyota, Honda, GM e cia, todas sabem muito bem como o consumidor brasileiro é. Alguns investem pesado em segurança e etc e não tem retorno, enquanto os outros fazem jus ao seu nome, pós-venda e preços baixos e ótimo, fechou o pacote.

      É isso. É terceiro mundo. Eu e mais alguns que tem o mínimo de instrução jamais aceitaremos tal situação, mas e a massa? Essa, puff, vai continuar exatamente como está, salvo se o governo intervir a nosso favor (o que me dá uma leve vontade de rir).

      • Dario Lemos

        Disse tudo, Leonel. Para que respeitar um povo que, primeiramente, não se respeita, não se valoriza, continua se comportando como escravos de senzala (o senhorio é representado pelos políticos e grandes empresas), bastando a política do pão e circo que já está “bom demais”. Na boa, há muito deixei de ter compaixão pelos brasileiros, de uma maneira geral, e se fosse um grande empresário por que eu faria diferente? Parafraseando o bordão do Justo Veríssimo: “quero que o povo se exploda”.

        • Leonel

          Pois agora @dariolemos:disqus …acredito que temos que fazer nossa parte. Colaborar em conscientizar as pessoas e assim por diante. Quem sabe aos pouquinhos as coisas andam/melhoram, não é?

          Abraços!

          • Dario Lemos

            De pleno acordo, ainda que parte deles sejam mais teimosos que jumentos.

      • Charlis

        Infelizmente só consigo curtir uma única vez seu comentário.

        []s

        • Leonel

          É complicado @disqus_RKuSg4tqdg:disqus rss…
          Um abraço!

    • Jose Antonio

      Olá, cabe direitinho essa frase LIXOSA pra Ford em especial XLS 2.2 4X4 que adquirir recentemente, tampa da caçamba parece que está aberta, veio com um dos cintos de segurança rasgado estou aguardando à troca, para choque dianteiro não casa direito nos encaixes, plásticos de péssima qualidade já veio com alavanca do cambio riscado, e o que ninguém vai acreditar aqui iam me entregar o carro batido no para choque dianteiro direito, recebi ela em 3/11/2017 depois do reparo no para choque.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Isto pode ser indício do sugimento uma versão mais barata e da chegada do Escape.

    • No_Name

      Talvez. A Argentina irá produzi-lo em breve. Mas sei lá, depois do fiasco desse Fiesta 18, acho que é mais uma decisão de corporativismo mesmo.

    • th!nk.t4nk

      Você quis dizer “Kuga”. No mundo todo ele tem esse nome. Só nos EUA é chamado de Escape.

  • André A

    A Ford está com fortes tendências suicidas, precisa ir no psicólogo urgentemente.

    • Davi Millan

      Eu nunca vi uma empresa tão míope de mercado ou com fortes tendências suicidas mesmo quanto a Ford.

    • vicegag

      Aqui as coisas, não vão para frente, o Brasil merece ser estudado mais a fundo pela humanidade, quando acontece uma evolução, é às duras penas (preço enorme), projetos começam bons e como tempo vão andando para trás, desde um simples repetidor lateral tirado de um ano para outro, até estes importantes itens que a Ford pretende tirar.

      • durango

        aqui não se vive, paga-se penitência.

    • Bons Carros

      Só falta colocar o PowerShit de volta no Ecosport. Aí mata ele de vez.

    • Martini Stripes

      Honestamente não consigo entender o que a Ford faz com seus produtos na LATAM. Poderia estar brigando pela liderança, mas prefere ficar brigando pelo 4º.
      Vejo que não sou o único que vê assim

      • Ernesto

        Uma pessoa postou uma matéria gringa falando que a Ford poderia sair da América Latina. Naquele momento não acreditei muito, mas com atitudes como essa, não duvido de mais nada.

        • Martini Stripes

          Vi também, veremos…

    • Martini Stripes

      O facelift do Fiesta foi brochante, traseira ficou ruim, e interior nem para acompanhar o Eco.

  • Ehehehe e quando o pessoal disse que a Ford tava ficando piradinha no lançamento do Fiesta 2018, eu achei que era exagero.
    Agora me convenci que a empresa está desnorteada mesmo.
    Serão que algum analista da empresa identificou que diminuindo a quantidade de air bags a marca venderá mais e será mais lucrativa por aqui?

    • Davi Millan

      Só se o efeito 0nix existe mesmo. Onde, todo mundo quer viver perigosamente em veículos sem segurança e assim aumentará as vendas. Só se for isso…

  • Valber Santana Coelho

    Fod digo Ford está mais perdida do que cego em tiroteio.Retrocesso fora do comum capar a segurança de um carro assim do nada.

  • No_Name

    Os 7 airbags não fizeram aumentar as vendas, então é isso aí mesmo, pra que oferecer um diferencial na categoria quando os concorrentes são todos capados e ainda vendem mais que o EcoSport? Infelizmente isso é o mundo corporativo, a Ford deixou de ser “boazinha” conosco depois dos prejuízos bilionários nos últimos anos na região e agora correm pra reaver essas perdas. Mas é uma estratégia arriscada essa guinada de “filosofia” comercial.

    • MMM

      A Eco está aquém dos seus concorrentes em diversas fatores e basicamente o único requisito que se destaca é o pacote de segurança. E isso que a Ford vai tirar. A estratégia não poderia ser pior.

      • Vinícius

        É também o SUV compacto mais completo da categoria em cada versão. O motor também é um dos melhores. E é um dos mais baratos. Enfim, talvez seja por essa falta de informação do consumidor brasileiro, que sai comprando um monte de veículos inferiores, que a Ford acaba pensando em economias como essa. Não somente nesse caso da Ecosport, mas temos vários exemplos que provam como o brasileiro é ótimo para comprar carros.

        • Thiago Paiva Freire

          Faltou dizer que é de longe o mais econômico. A todos que falam do consumo do meu ecosport, se assustam, acham que estou de brincadeira. Mas é triste isso. Concordo com todos que isso é um retrocesso. Até porque minha escolha sobre o ecosport era um item de segurança que todo carro deveria ter (controle de tração e estabilidade), mas quem liga pra isso? A Ford só tá se tocando que o brasileiro tá se lixando pra segurança, e está tirando isso dos seus modelos.

          • Esquilo Tranquilo

            Enquanto todos iam de corolla e civic, eu fui de fluence privilege na época, pois enquanto o fluence tinha 4ab, abs, ebd, xenon, e mais firulas os outros 2 só vinham com kit obrigação(2ab + abs) seco…

          • Ernesto

            No seu caso provavelmente espaço não é empecilho, mas para outras deve ser. Além do mais, a Ecosport desta geração foi lançada em 2013, com reestilização agora, sendo que nesse intervalo os concorrentes vieram forte. E você sabe, né? As pessoas gostam de novidade e nisso a Ecosport deixa a desejar.

      • Ducar Carros

        Se ela colocar como opcional, não vejo problema.

    • Edu

      Exato. Tracker, HR-V, Kicks, Creta, Duster e até o queridinho Renegade: todos com 2AB nas versões de entrada. Acho que só o Captur escapa.

      • Edson Fernandes

        ahhhh mas o Captur “tem acabamento ruim”. É isso que importa para o brasileiro nessa situação.

      • Hoffmann

        O Peugeot 2008 também tem 4 airbags na versão de entrada. Pelo menos isso não foi capado no modelo. Por enquanto.

    • Louis

      Mas o Eco começou a vender razoavelmente bem agora, por ser bem equipado.
      E acho que falta comunicação da Forda ao mercado, nem eu sabia que o Eco vinha com 7 air-bags em todas as versões…

  • Benjamin Machado

    e muita roubalheira,perde os airbags e aumenta o preço.nos brasileiro somo muito idiotas mesmo!!!!

  • Duh

    A Ford parece que quer sair daqui, só isso explica as atitudes que tem tomado, a demora para ter cambio at no Ka, a reestilização chinfrim do Fiesta (pra mim fizeram para tirar ele de linha de vez) e agr isso na Eco.

  • Isso seria uma boa forma de burlar o Latin Ncap. Lança o carro em todas as versões com vários air bag e ESP de série em todas as versões. Depois patrocina o teste para tirar 5 estrelas. Já que o teste dificilmente vai ser repetido no mesmo modelo basta deixar esses equipamentos como opcional no ano seguinte. A publicidade sobre o carro seguro já vai estar na cabeça das pessoas. Não é o caso, mas que é viável é.

    • Bruno Silva

      A Renault tbm está fazendo com o Captur, que já foi testado e tirou 4 estrelas. A nova versão do Captur perderá o airbag lateral.

      • Cesar

        A WV fez com o Polo. Mandou uma versão completa e tirou 5 estrelas.

        • Ernesto

          O único item que falta ao modelo de entrada para o top é o ESP que é um opcional. E lendo na época do teste, parece que o LatinNCap considera o veículo como tendo o ESP, mesmo ele sendo opcional e não de série. Por isso que o Polo tirou 5 estrelas. Se não houvesse nem como opcional o ESP, então ele perderia pontos.

    • Dario Lemos

      Seu ponto de vista é bem plausível.

  • Eduardo T. Küll

    Começa assim, a canalhice de sempre…. Oferecem algo em diferencial do modelo e, em seguida, deixam de oferecer.

  • Diego G. de Lima

    Merece virar sucata no pátio da Css, tô cansado de ser tratado como gado por essas empresas velho. Pistolei demais nessa notícia.

  • tjbuenf

    Começou a vender mais um pouco e já quer pisar no pescoço de novo…

  • SK15

    Até pensei em se desse nos próximos anos pegar uma justamente pela segurança extra pq não é um carro que se diga “uau” … mas depois dessa esquece.

  • Daniel

    Ford sendo Ford…

  • MauroRF

    E eu elogiando a Eco justamente pelos 7 airbags desde a versão básica…

  • EJ

    Preço. Ecosport pela idade de projeto tinha que custar o que o Duster custa, e visitei uma CSS Ford sexta-passada, estão caros demais pro segmento.

  • MauroRF

    Eu estou pensando em uma justamente pela segurança. Na faixa dos 70-80k, qual modelo/fábrica oferece 6 ou mais airbags? Pelo visto, o carro mais seguro pelo menor preço hoje é o Polo MPI.

  • Fanjos

    Duro Golpe nos Airbagsistas

    • MauroRF

      kkkk, além disso, para sua felicidade, certamente vai subir de preço.

      • Fanjos

        Combo bom de capação + prosperidade

        • MauroRF

          kkkkkkk, agora eu ri do “combo”. Como você diz, “qui dilícia”.

    • Modere suas palavras. Os airbagsistas fazem parte de uma minoria e devem ser respeitados kkkkk.

      • Fanjos

        Ops… Mals ae não queria ofender nenhuma minoria, por favor não me processa >__<

        • MauroRF

          HAHAHAHAHAHAHAHA.

          Eu sou airbagsista. Me senti ofendido. Agora vou te processar com todo o rigor da lei socialista da Banânia. O MNRA (Movimento Nacional Revolucionário do Airbagsismo) irá notificá-lo. :)

  • TT 230

    A grande maioria dos brasileiros não está nem aí pra segurança.

    A Fiat retirou o pacote de airbags da Toro Flex Freedom faz tempo.

    A Jeep mantém os duplos airbags no Compass.

    A VW dá uma esticada nos airbags laterais pra passar no “vestibular” e não precisar colocar os de cortina.

    Ou seja, cada um tem o que exige. Tendo rodas de liga, faróis de neblina e Central multimídia, o carro já tá completo.

    • Robinho

      melhor comentário postado neste Post. Sensato só isso. Parabéns.

    • Basil Sandhurst

      As montadoras vendem o que os consumidores procuram. Já existiram exemplos de fábricas (como a Renault) que chegou a oferecer AB2 em todos os seus carros quando isso nem era exigido.
      Só fez sucesso quando começou a vender Sandero e Duster com acabamento espartano.
      Abs

      • Hoffmann

        Reza a lenda que muita gente deixava de comprar o Clio nos primeiros anos de produção nacional justamente por causa do airbag duplo. Os consumidores de populares daquela época achavam que o AB2 era mais um item para se repor e gastar dinheiro em caso de acidente. Se é verdade eu não sei mas o fato é que o peladão Clio Yahoo! lançado em 2001 poderia vir sem airbags caso o consumidor quisesse e advinha? A maioria pedia para retirar o equipamento.

    • Vinícius

      Isso mesmo. Sensatez é o que falta na maioria. O brasileiro da muito pouco valor a segurança, só vermos os líderes de venda em cada segmento. Preferem ir na marca X ou Y, por “confiança” ou “status”. É mais status andar no Jeep mesmo que ele tenha dois airbags, maior consumo da categoria e empurre o carro com certa dificuldade, do que ter uma Ecosport que racionalmente é mais negócio.

  • Ailton Junior

    Sei não, acho que é mentira. Seria muita sacanagem se fosse verdade

    • Lucas Alves

      Rapaz, pode se esperar de tudo no mercado automobilístico brasileiro, menos respeito por parte das montadoras conosco, lembre-se que a Renault fez o mesmo com o Fluence.

  • Davi Millan

    Não adianta tirar os airbags e possivelmente abaixar o preço ou deixar de aumentar. Você Dona Ford está fadada a ficar de fora do G4. A Eco precisa de uma versão nova, maior e sem aquela “breguice” de pneu pendurado na traseira. Ahhh! Esqueci que o novo Fiesta não virá ao Brasil, então só aumentando a plataforma atual… vixe…

  • Lucas086

    Rapaz, essa Ford quer se acabar no Brasil mermo… a maioria dos carros, com o passar dos anos-modelo vão aderindo equipamentos, a Ford não, tira o maior diferencial, sem falar que já teve aumento de preço e deverá ter mais ainda… essa Ford tem jeito não.

    • Pedro154

      Isso aconteceu a pouco tempo com o Ford Ka-gada: tiraram os vidros elétricos dianteiros e o rádio e fizeram uma versão básica de 44 mil, enquanto o SE 1.0 com esses equipamentos permaneceu nos 45 mil. Kkkkkk, a Ford vai se destruir no Brasil com essas ideias psicóticas.

      • Fanjos

        Opa então não fiquei doido quando vi esse trevo na css, o pessoal realmente lançou uma versão do Ka S que vem com manivela nos 4 vidros, sem som, sem nada, acho que tem ar e direção pelo menos

        • Pedro154

          Exato. E essa versão tosca tem o mesmo preço (ou até um pouco mais) da futura versão de entrada do Argo, que irá manter os vidros elétricos dianteiros e o start-stop e do HB20 de entrada, que vem com o rádio e os comandos no volante. Chega a chocar as ideias de anta que a Ford Brasil tem.

          • MauroRF

            Se bem que, em grandes centros, rola um desconto legal para o Ka. Comprei um SE 1.0 2018 no começo de abril, era 43780 na tabela, levei por 39500 na Mix de São Caetano. Nessa mesma mix, não sei se ainda tem, mas estava tendo promoção do S a 37990.

          • MauroRF

            Olhei agora o link da Mix, veja: https://ford.gruposinal.com.br/veiculos/detalhes/ford-ka-10-s-12v-fc98797 tá 37990 ainda. Acho que por esse tipo de promoção, e ainda com taxa 0, que deve ter vendido as 9 mil unidades.

      • Lucas086

        Isso também, ai hoje se vende a S por 39,900 e a SE 40,900. Quando custava 39,900 a SE, era quase imbatível.

        • MauroRF

          Comprei o SE 1.0 2018 por 39500 em abril deste ano na Mix de São Caetano. Eles estavam vendendo o S a 37990 um tempo atrás, não sei se ainda estão. Lá, negociando bem, consegue-se bons descontos.

          • Lucas086

            São paulo se consegue ótimos descontos mesmo, aqui no sergipe são esses valores, pelo menos estão entregando emplacados.

  • alemigav

    Todo mundo aqui já sabe no que vai influenciar nas vendas: absolutamente nada.
    Pior, fui ver ele esses dias na CSS e achei baita pobre e meio feio, agora então, meu deus… é pra acabar.

  • Danillo Santos

    Deve estar vendendo muito pra capar o eco desse jeito! Não que brasileiro goste de carros seguros (na verdade quanto menos estrelas, mais vende). Mas tirar um baita diferencial de um carro que já está caindo pelas tabelas (em termos de vendas) é lamentável. Pensar que o eco inaugurou o segmento e hj faz apenas figuração é triste. Juntando com o abandono do fiesta, vemos que a Ford está “nas cordas”. Caminho aberto para Hyundai, Toyota, Renault, Honda e até as marcas chinesas colocarem a Ford pra fora do top 10.

  • Pedro154

    Essa Ford brasileira é, literalmente, fezes! Desisto.

  • Fernando

    não ford kct!!!!!!

  • Marcelo Cordeiro

    Mais um capítulo da tragédia que se tornou a Ford no Brasil. Depois do Ka zerar o teste de segurança do LatinNCap, do facelift jabuticaba e manutenção do powershift no New Old Fiesta, dos sucessivos aumentos na linha EcoSport, agora, não satisfeitos, caparão o pequeno SUV da marca do oval azul, retirando a única coisa boa que o modelo tinha, segurança! Fico imaginando qual será o próximo passo. Porque não fecha logo as portas no país, FORD?

  • Ricardo Blume

    Igual aquelas marcas de biscoitos e chocolates que as fabricantes reduzem a quantidade dentro da embalagem mas não reduzem o preço dos mesmos. Parabéns Ford.

  • Alvarenga

    O problema é que o mercado é cruel. Aos poucos esta mudando e as pessoas estão começando a dar valor ao que realmente importa, mas acredite que ainda hoje muita gente prefere pagar 2 ou 3 mil reais a menos em um veiculo semelhante sem considerar os itens de segurança que ele tem a menos. Dão mais valor a um tecido de banco mais colorido, um cromadinho aqui ou ali, etc….Ai se a montadora mantem os itens e seu veiculo mais caro ela perde vendas para o concorrente que não tem os itens que “não aparecem”. Isto é triste mas é verdade.

  • Uranium

    A Ford do Brasil é um lixo mesmo… Todos os dias surpreendendo negativamente.

    • Esquilo Tranquilo

      Eu imagino que a unica vez que o fiesta valeu a pena foi quando pegamos logo no lançamento a versão SE por 45k. Depois disso só desandou.

      • Uranium

        O S 1.5 por 39 mil valia a pena demais.

  • Wellington Myph13

    Honeatanente, não entendi porque a Ford quis vir com 7 airbags de série…
    Fosse só duplo airbag nas SE e 4 na Freestyle e 7 na Titanium, pronto.
    Possivelmente dava pra baixar mais um pouco ainda o preço e certamente teria mais venda.
    Não me entendam mal, apenas citando algo que devia ser melhor pensado pela Ford pra vir com preços mais agressivos ainda. No preço que está, não está embalando as vendas, então precisa baixar, simples assim.
    Porque não ser mais agressivo ainda e matar o Fiesta e jogar o Ecosport na faixa dos 55-60mil? Provavelmente o cartel não deixa, mas seria algo possível pela Ford e certamente causaria um estrago…

    • Edson Fernandes

      O negocio é que não irão baixar e vãoi te cobrar mais por isso. O Fluence foi assim tbm.

      • Wellington Myph13

        Infelizmente não duvido. Mas a w vem “baixando” seus preços, e a Ford poderia fazer isso com a Eco, um carro de plataforma já “antiga” por aqui e já dá pra começar a praticar descontos, de preferência na tabela…

        • Edson Fernandes

          Na verdade o valor de tabela aumenta mas o valor de mercado é bem menor que os demais. Te confesso que se tivesse os itens da Freestyle na de entrada eu te diria que o preço estaria muito atraente.

  • Leonardo

    Se eu fosse empresário faria o mesmo… 1° onix tira zero e é o mais vendido, 2° ka é o segundo mais vendido do mês passado e tirou zero no crash test.
    Eu se fosse presidente da ford, com certeza não andaria de ecosport

  • Cyro

    Dá vontade de ir na concessionária falar que quer comprar o carro… fazer test drive … negociar e tall….
    e no final falar que não vai levar pq não tem airbag suficiente.

    • No_Name

      É o que deveria ser feito por todos. As concessionárias iriam reportar essas críticas à fábrica e logo eles resolveriam o problema.

  • Leo

    “Terceiro mundo se for; piada no exterior…”

  • Cleidson

    Que vergonha, Dona Ford. Até o Kwid vai ter mais airbags que o Eco. Primeiro essa reestilização do Fiesta, depois o Ka S e agora isso? Vcs estão de brincadeira, né?

  • Hodney Fortuna

    Normal para ser no brasil! Para um país onde mais de 70 mil pessoas morrem vitimas da violência a retirada de mais dispositivos de segurança pela montadora é de menos! Infelizmente a vida do brasileiro “vale” bem menos do que de outros povos!

    • Dario Lemos

      É o brasileiro que se dá pouco valor (falando dessa maioria acéfala e que prefere assistencialismo).

  • durango

    Mas a mochila continua…

  • Zé Mundico

    Realmente essa farra de air-bag já tava indo longe demais.
    Explico melhor: a quantidade de air-bags num carro não pode servir como motivo para aumentar preço. O que vemos atualmente é um abuso disso. Enchem o carro de air-bag apenas para meter o ferro no preço.
    Daí inventam air-bag até para o dedo do pé……

    • No_Name

      Deve ser ironia, né? Kkkkk.

  • Paulo

    Ontem na BA 093 enquanto tava pedalando no pedágio perto de pojuca tinha 4 eco camuflados, será quem tem ligação?

  • MIN💀S

    A Ford, deve achar, que a vida do brasileiro vale menos que a vida do europeu.

  • Robinho

    VW com o Golf, Peugeot com o 208, Renault com Fluence, GM, Fiat, Ford e etc, a pergunta é, a culpa é da Montadora, do Consumidor ou deste pais de m*?

  • Matheus

    Versão brasileira, Herbert Richers, ops
    Versão brasileira, vai ser muito lixo

  • Filipe

    É porque a vida dos ricos de primeiro mundo valem mais do que a cidadãos de segunda classe do terceiro mundo!!

  • Leonel

    Tá, a Ford quer sair do país ou é impressão minha? Que vergonha! Bom, se continuar assim, vão perder vários consumidores…

  • RRROL

    Isso só pode ser uma piada de péssimo gosto.

    Se tirar os 7 airbags é melhor nem vender mais. Não possuirá nada melhor que a concorrência.

    Esse é o único diferencial desse velho carro.

    Será uma grande decepção.
    Já erraram com o novo New Fiesta. Tinham acertado em cheio com a Eco com 7 airbags em todas as versões.

  • zekinha71

    É só tacar na parede e zerar as estrelinhas que no mês seguinte vai virar líder, não precisa desse monte de saquinho de ruffles.

  • e de brinde um leve aumento também pra agradar todos…

  • João Cagnoni

    Não vejo problema nenhum, aqui no BR ninguém deixa de comprar por causa disso.

    • Luiz Ramos Jr.

      Eu deixo.

      • João Cagnoni

        Seu carro tem 6 airbags? Eu não posso falar nada pois o meu só tem 2.

        • Luiz Ramos Jr.

          Tem 4 e gostaria de evoluir na proxima compra.

  • Marquinhos

    Lamentável tirar air bags e reduzir a segurança, que Descanse em Paz a Moral e os bons Costumes da Dona FORD.

  • Coffinator

    Não sei qual a surpresa de alguns, é sabido que as amebas que “administram” a Ford BR SEMPRE vão cagar em algo. A função desses jumentos é destruir a empresa por aqui. Somente.

  • REDDINGTON

    Tá Serto Ford…Pra que tantos air bags né???

  • Abdallah

    Prefiro ver perder kits multimidias e perfumarias do que itens de segurança……

  • Roberto

    Se esta redução de equipamentos trouxer o carro para a faixa dos 70 mil ou menos, parabéns. Vai poder ampliar o público alvo.

  • leitor

    No Brasil eles tiram itens de segurança de série. Na Romênia acrescentam itens de luxo e conforto. Mais uma razão pra se comprar usados por aqui. Fugir de novos ou até mesmo da marca.

  • leitor

    Ao ler esses comentários me lembrei de Collor quando falava das carroças no Brasil. Por ironia um dos escândalos foi por conta de um Fiat Elba.

  • Luiz Ramos Jr.

    Pra mim, era o que mais me interessava nela a boa quantidade de air bags, voltará a ser um carro ordinário.

  • Luiz Pereira

    Podem tirar os airbags, brasileiro não liga mesmo para isso. Se dessem importância para a segurança, começariam por dirigir de uma maneira diferente! Estamos na terra onde quem anda acima do limite de velocidade tem orgulho de dizer que tem “pé pesado”, e onde raramente um assassinato no trânsito resulta em consequências para o motorista assassino. Não adianta culpar a montadora: o único responsável é o próprio consumidor!

  • Rodrigo Fonseca

    Mercado sempre regula as coisas, né? mas uma pena, retrocesso.

  • Anderson Moraes

    viva Braseeeeel! Sempre o mais lixo aqui… e os preços ainda vão subir!!

  • FocusMan

    Não acredito que estou lendo isso…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend