*Destaque Mercado

Em crise, mercado vê segmento de usados crescer 9% em 2017

chevrolet-classic-2016-1-1 Em crise, mercado vê segmento de usados crescer 9% em 2017

Em crise, o mercado nacional vê o segmento de usados crescendo em pela recessão. No primeiro bimestre de 2017, os negócios envolvendo usados cresceram 9,01% em comparação com 2016, sendo 1,58% de alta em fevereiro na comparação com o mesmo período de 2016.



Foram negociados nos meses de janeiro e fevereiro 1.536.983 automóveis e comerciais leves. Em relação à janeiro, as vendas de usados caíram 14,19%. Foram negociados 709.805 unidades no mês passado, que é tradicionalmente mais fraco por conta do número reduzido de dias úteis.

Como sempre, as marcas mais negociadas são as mais antigas, liderando no acumulado do ano, a VW ficou com 22,13%, seguida de Fiat, GM e Ford com 20,81%, 20,66% e 10,34% respectivamente. A Renault ficou em quinto no primeiro bimestre. Em fevereiro, a ordem foi VW, GM, Fiat e Ford com 21,98%, 20,39%, 20,19% e 10,36%, respectivamente. O Gol é o preferido entre os usados, enquanto a Strada lidera nos comerciais leves em fevereiro.

Confira abaixo os automóveis e comerciais leves usados mais vendidos em fevereiro de 2017:

Automóveis

1º GOL 65.749
2º UNO 41.125
3º PALIO 40.396
4º CELTA 24.914
5º CORSA 20.249
6º FIESTA 18.545
7º FOX 17.987
8º SIENA 16.189
9º CLASSIC 14.556
10º KA 13.305
11º COROLLA 13.090
12º CIVIC 12.220
13º SANDERO 10.937
14º VOYAGE 10.762
15º ECOSPORT 9.966
16º FIT 8.843
17º PRISMA 7.756
18º ONIX 7.582
19º HB20 6.729
20º C3 6.533
21º PALIO WEEKEND 6.267
22º VECTRA 5.987
23º GOLF 5.850
24º FUSCA 5.761
25º ASTRA 5.743
26º CLIO 5.509
27º PUNTO 5.143
28º PARATI 5.109
29º FIESTA SEDAN 5.067
30º LOGAN 4.606
31º IDEA 4.377
32º AGILE 4.344
33º FOCUS 4.263
34º 206 4.027
35º TUCSON 3.789
36º PAJERO 3.761
37º DUSTER 3.643
38º CITY 3.615
39º MERIVA 3.605
40º COBALT 3.497
41º ESCORT 3.390
42º POLO 3.362
43º 207 3.292
44º CORSA SEDAN 3.255
45º CROSS FOX 3.069
46º CRUZE SEDAN 2.835
47º I30 2.833
48º SPACE FOX 2.827
49º MONZA 2.788
50º POLO SEDAN 2.713

Comerciais Leves

1º STRADA 17.896
2º SAVEIRO 13.911
3º S10 10.046
4º HILUX 6.832
5º MONTANA 6.504
6º KOMBI 5.614
7º RANGER 4.174
8º L200 3.856
9º FIORINO 3.823
10º AMAROK 2.083
11º FRONTIER 1.995
12º DUCATO 1.320
13º PAMPA 1.302
14º F1000 1.283
15º D20 1.281
16º COURIER 1.251
17º HR 995
18º MASTER 993
19º F250 741
20º TORO 629
21º KANGOO 557
22º K2500 484
23º BESTA 455
24º DOBLO 454
25º D10 421
26º DAILY 3514 394
27º BOXER 343
28º SPRINTER 313 327
29º SILVERADO 304
30º OROCH 283
31º JUMPER 279
32º SPRINTER 243
33º HOGGAR 218
34º TOWNER 213
35º TRANSIT 189
36º CHEVY 178
37º UNO 174
38º C10 170
39º F100 170
40º TOPIC 170
41º PARTNER 149
42º F75 143
43º SPRINTER 311 134
44º C20 117
45º RUIYI 116
46º H100 107
47º RAM 99
48º BANDEIRANTE 84
49º K2700 80
50º CHEVROLET 79

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.
[Fonte: Fenabrave]

  • Renan Abreu de Moura

    Ou seja, os preços dos usados tendem a aumentar, uma vez que a demanda aumentou.

    Carro novo está muito caro. Desa forma, a desvalorização dos usados tendem a ser menor ou, em alguns casos, nula nesse período, ate atingir o equilíbrio.

  • Ricardo

    Interessante ver Monza na lista e não Santana, vejo muiiito mais Santanas nas ruas.

    • thiago_lacerda88 .

      sou de Londrina, e por aqui vejo muito mais Monza..

      • ObservadorCWB

        Na capital do estado é a mesma coisa. O sucateamento dos Santanas deve ser maior.

    • zekinha71

      É que a maioria dos Santanas acabaram nas mãos dos taxistas e esse já são cupins de ferros, e o que sobrou foi direto pros manolos ostentarem nas quebradas e rachas.
      O pior foi o que aconteceu com as Quantum, caíram nas mãos dos bolivianos que usam como veículos de cargas, 1 ano de uso e o carro esfarela, daí trocaram por Zafiras, como essas não duraram muito,trocam por Dobló Adventure, daí já começaram a gostar e ostentar.
      E por incrível que pareça agora os bolivas estão trocando as Doblò por Santa Fé.

      • Ricardo

        Enquanto isso Monzas foram extintos!

      • Ricardo

        Vejo muitos Santanas inteiros por aí, até mesmo os quadrados.

    • Aqui no interior de SP tá lotado de Monza (quadrado) caindo aos pedaços!

      • Ricardo

        Hehe! Vejo até mais corcéis e belinas nas mãos de pedreiros.

  • Parece que estou vendo uma lista dos carros 0km mais vendidos há 10 anos atrás.

  • Eduardo Sad

    Impressionante a busca por Monza, Escort e Fusca. Confesso que quando (raramente) vejo um Monza em bom estado, ainda me chama muita atenção, seja qual for o modelo ou versão.

    • Guedes

      Fusca entendo ter uma boa parcela do modelo novo, não?

  • afonso200

    dentre os FUSCAS, esta incluso o novo FUSCA TSI (usado), pois o nome é FUSCA ???????

    • Rodrigo Alves Buriti

      Não creio que o TSI tenha um número expressivo nesses dados…..

      • Guedes

        Olha, discordo. tem bastante fusca sendo vendido, dos primeiros 2012, dá um olhada em classificados

        • Rodrigo Alves Buriti

          Acabei de dar uma olhada rápida, também discordo hahahha:
          Webmotors
          Até 2011: ~570
          A partir de 2011: ~252

          OLX:
          Até 2011: ~14,8k
          A partir de 2011: ~420

          Lembrando que webmotors tem uma pequena taxa para publicar, OLX é 0800….e quem tem fusca antigo geralmente não paga para anunciar…..

          • Guedes

            Sei que não é o caso, mas OLX tem mto “lixo”, o anúncio não tem revisão. Aí colocam “fusca” em qualquer anúncio, pra aparecer em buscas.
            Mas você tem razão, deve ter bem mais do antigo mesmo, por questão de quantidade mesmo

  • Cléber_V

    Um dos Golf foi aqui, peguei um TSI 2014 Alemão, 38 mil km, com pacote Elegance + Teto na troca do Tiida. Muito mais negócio que qualquer carro 0km ou seminovo na faixa dos 70 mil reais…

    • tjbuenf

      Muito mais negócio… até vc precisar de manutenção. Isso fora o seguro. Mas o importante é vc estar feliz com o carro. É um bom carro sem dúvida nenhuma.

      • Cléber_V

        Esse negócio de manutenção é balela. Carro zero ou seminovo vou ter que fazer manutenção na concessionária pra manter garantia, no meu caso vou fazer em oficina de confiança, acaba saindo até mais barato. Seguro faço no nome da minha mãe, que não muda muito também.

    • Hater x Haters

      Pagou quanto, mal lhe pergunte?

      • Cléber_V

        73k, na configuração que peguei tão pedindo no mínimo 76k aqui no Sul.

  • Kaian Reis

    devido ao alto valor dos carros 0km atualmente, meu próximo vai ser semi-novo, estou olhando um c4 louge thp 2015

  • Anderson Trajano

    Trabalho em banco e tenho percebido que as pessoas que continuam empregadas, continuam a trocar de carro regularmente. Uma mudança radical que aconteceu de 2 anos para cá, é que muitas pessoas passaram optar pelos usados. Hoje mesmo acompanhei a liberação de um financiamento de um modelo 2015. Em outras épocas com certeza a escolha seria por um 0km. Com certeza absoluta, esse consumidor tem dinheiro para comprar o carro 0km, mas optou por comprar usado justamente por não concordar com a política abusiva dos preços dos nossos carros novos.

    • Raul Pereira

      Engraçado que eu tenho visto que os bancos ‘normais’ tem conseguido opções muito melhores de financiamento para 0km do que os bancos das próprias montadoras, que há um bom tempo atrás tinham uma vantagem muito grande na hora de implementar as taxas de juros de financiamento.

      • Anderson Trajano

        Raul, as montadoras vem tentando obter o maior lucro possível em cada unidade, devido a crise. Então, a maioria delas retirou o subsídio da taxa de juros. Já os bancos estão passando por dificuldades. Então, aquele banco que precisa emprestar, acaba reduzindo bem. Alguns oferecem até carência para o pagamento da primeira parcela. O segredo é cotar e não ter pressa. As lojas querem vender e os bancos financiar, é só esperar aparecer o melhor negócio.

        • Raul Pereira

          Faz muito sentido. Valeu a dica!

    • MauroRF

      Opa, Trajano, tudo bem? Falando em usados, você ainda está com o Civic? Ele, até o momento, deu muita despesa ou foi pouca coisa, apenas as revisões? Ano passado, um pouco antes de mudar, eu peguei um dos últimos LXR (foi em junho) e estou bem satisfeito. Já rodei 7 mil km e tranquilo até o momento. Do jeito que as coisas vão, vou é ficar com ele anos a fio, já que é um carro confiável e que dá pouca dor de cabeça.

      Falando em usados, sim, eu notei isso aqui pelo prédio. São 48 apartamentos com duas vagas cada, portanto, 96 carros. O que tenho notado é gente trocando um Corolla 2012 por outro 2015. Ou ainda as pessoas estão deixando de trocar e ficando mais tempo do que antes. E outros trocam modelos médios por hatches ou sedãs compactos novos. Tenho visto vários Onix/Prisma e KAs por aqui. Sedã médio novo, tipo o Civic, não tem nenhum até agora, e aqui é um prédio de classe média em Santo André (você é de Santo André, né?).

      Eu mesmo, se for trocar por outro Civic, será seminovo. Novo não dá mais, e mesmo que desse, não pagaria esses valores absurdos de hoje.

      • Anderson Trajano

        Oi Mauro, tudo ótimo. Sou de Santo André, isso mesmo. Ainda continuo com o Civic sim. Ele está agora com 22k e dois anos e meio de uso. Até agora, só troca de óleo e filtros. O carro é bom mesmo, porque mesmo rodando entre o ABC e São Paulo, não soltou nem um parafuso. O carro está integro e silencioso como 0km. Aos 9.000 km o meu antigo Fiesta sequer saia da CSS. Já tinha trocado caixa de direção, 3 embreagens do PS, módulo TCM do câmbio e banco do motorista. Esse seu carro é uma mosca, porque a diferença para o novo é de 20k a 30k. Então, deve ser bem procurado no mercado de usados. Sucesso para você e para os colegas ….

    • Antonio Carneiro

      Se tenho 70.000 melhor ir de usado mesmo (um médio, por exemplo), com esse valor só dá para comprar zero um compacto completo. É incrível como carro tá caro.

    • Mr. Pennybags

      Falou tudo. Sou empresário e nos últimos 5 anos troquei de carro a cada 9 meses (todos 0km). Esse ano eu tinha um limite pessoal de100k para trocar de carro. Depois de muita pesquisa entre os 0km peguei um fluence privilege 16/16 com 8mil km por 68mil e estou feliz da vida. Pontos fortes: seguro barato, nenhum problema cronico, por ser um carro “velho” de projeto todas as correções já foram feitas e está bem calibrado, sobrou grana, discreto e o carro é honesto (bem longe de ser fantástico, mas honesto). Pontos negativos: alto consumo (consome tanto quanto um bigorna, ops Cruze que tive), o cambio cvt a cada acelerada é uma bocejada, dispara o coração das meninas mais jovens na faixa dos 70 anos de idade. Sempre tive preconceito com carro usado (sabe-se lá quem peidou no banco!), mas o negócio foi tão bom que a partir de agora vai ser difícil pegar 0km de novo.

  • Raul Pereira

    Em crise porque querem. Hoje foi em uma Honda ver quando conseguiria em um Fit. Versão intermediária mais cara que a versão final, comparando quando o carro foi lançado no Brasil há um ano e meio. Vendedores te esnobam e fingem que não precisam da venda colocando preços altos, não negociam, aplicam taxas de juros bizarras, como se estivessem vendendo horrores. Não sei se eles estão estafados de pressão das concessionárias, mas dá pra ver nitidamente que precisam das vendas e mesmo assim não arredam o pé nos preços altíssimos e se fazem de quem tem o poder de barganha.
    Pior que quando lançarem a WR-V vai ter trouxa fazendo fila e pagando ágio para comprar.

    • MauroRF

      A concessionária estava movimentada para uma quarta-feira? Pergunto porque as CSS Honda geralmente não ficam vazias. E é isso mesmo, as taxas deles não são zero, são sempre altas para um zero km, e eles vendem. Esse esnobe, acho eu, deve ser “treinamento”. A marca sabe que é vista como “preminum” pelo brasileiro, então fica meio que o recado: “cobramos caro mesmo, e vendemos mesmo assim, estamos contentes, estamos tendo lucro, e só entre ou fique aqui se tiver dinheiro, ok? Senão, dê o fora.”. Pode ver que são chatos de negociação.

      Eu comprei ano passado um Civic LXR zero quando estava prestes a sair de linha para a chegada do 10. Foi a única vez que os vi facilitando uma venda, tipo, o desconto foi alto e ainda consegui IPVA e doc. Mas é porque queriam desovar os estoques. Fosse hoje, com esses preços e condições absurdos, eu não compraria. Iria de seminovo mesmo.

      • Raul Pereira

        Cara, css VAZIA. Só de sábado que fica um pouco mais cheia, mas aqui em Osasco/SP, de modo geral, todas estão muito vazias.

    • Thiago C

      Aqui em Recife, fui na Honda Imbiribeira e estava abarrotada de civics 16/17 com valor ACIMA da tabela e vendedor com a mesma conversa: “esse aí não tem muito desconto não”. Sábado de manhã e concessionária vazia.

      • Raul Pereira

        Devem ter aprendido a ser presunçosos assim com a VW, que não dá desconto em nada. Só não sei como estão conseguindo sobreviver com essa política há mais de ano.

    • duhehe

      As 3 vezes que fui na Honda para ver os carros foi exatamente assim.
      O vendedor chuta o valor, sempre acima da tabela e fala ” Olha …. esse carro as vezes eu tenho 1 ou outro no estoque… vende demais, se quiser aproveitar esse, o preço é esse…. se perder vai ter que esperar”.
      Já na toyota os preços são altos, porem o atendimento é de Rei, eles querem o cliente satisfeito acima de tudo, na honda trabalham com o Ego e na toyota com a satisfação.
      Não a toa, os carros da toyota não sabem oq é crise, muitos clientes da Toyota poderiam comprar um carro 2x ou 3x mais caro, mas estão bem na toyota, na honda querem captar o emergente que prefere morrer a se sentir pobre.

      • Raul Pereira

        Tem disso. Também fui muito bem tratado na Toyota. Na real, meu problema é com a ergonomia interna do Etios, por isso não fui procurar lá. Sei que as entranhas dele têm qualidade, mas não tenho coragem de pagar tanto em um carro tão feio por fora e com aquele cockpit todo deslocado, além de preferir o CVT às 4 marchas do Etios Aut., que pra mim consome muito.

        • Mr. Pennybags

          Nessa fixa de preço qual o AT mais honesto que achou?

          • Raul Pereira

            Cara, ultimamente não é parâmetro, mas em julho de 2015 comprei meu Onix AT por um preço legal, 51000 e ainda peguei taxa zero por conta da entrada. O carro em si é bom e o cambio, apesar de não ser o CVT que eu queria (na época ainda não tinha March CVT, senão teria pego um, apesar de ser feinho) era um AT de segunda geração, que funciona até hoje bem fuído e não gasta muito. Minha comparação foi principalmente com o hb20 AT 4 marchas do meu pai, que apesar de arrancar muito bem, bebe muito nessas 4 velocidades, além da suspensão fazer-se sentir mais nos buracos e o seguro astronômico. O Onix foi o melhor custo benefício que achei, inclusive por causa da desvalorização.

  • Tosoobservando

    Se continuar assim daqui uns anos seremos uma nova Cuba! So carro velho nas ruas. Os novos carissimos e so para uma elite muito rica.

  • Luiz Ramos Jr.

    9% somente? A coisa tá ruim até para os usados. Os preços dos carros novos estão ficando impraticáveis, como se sustentam?

  • Alfredo Araujo

    Eu diria que o problema do mercado de 0km, é que os preços estão absurdos !!!
    Tenho um Civic 2014… Vou troca-lo pelo q, na mesma faixa de preço ? Um Prisma ? NUNCA !!

    • Luiz Ramos Jr.

      Kkkk eu já estou vendo o prisma com bons olhos. E olha que Tenho um Focus 2014.

      • PEDAORM

        Prefiro passar mais 5 anos com meu Focus 2014, do que trocar ele por um Prisma.

        • Hater x Haters

          To numa descrença trocar o Focus por um popular pé-de-macaco…
          Melhor opção são usados mesmo.

          • Luiz Ramos Jr.

            Colega, a unica vantagem do carro zero km e te passar um pouco mais de confiança que não haverão defeitos a curto prazo, como os que podem ocorrer nos usados.

          • Fanjos

            “pé-de-macaco”

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

            Cuspi o café xD

          • Anderson Trajano

            Mas não era “pé de boi” ? kkkkkk

          • PEDAORM

            Na minha opinião, troco de carro por um mais novo em ano e menos rodado, preferencialmente na garantia.

        • rgrigio

          Melhor gastar a desvalorização e diferença do IPVA dos dois primeiros anos de um carro novo e fazer uma mega revisão-restauração no seu usado (que no caso você conhece 100% do histórico) do que descer de nível.

          É só segurar o impulso e a vaidade heheheh

          • PEDAORM

            Exato, só discordo com relação à vaidade, trocar um médio por um compacto popular magoaria a vaidade.

          • Gabriel M. Vieira

            Concordo 100% com vc. Tenho um Lounge THP Exclusive 2015 e não pretendo trocar nos próximos anos, justamenet com esse mesmo racional que vc usou… tá foda hehehe

        • Luiz Ramos Jr.

          É claro que o Focus é superior na dirigibilidade, sei bem disso. Quanto ao Prisma, tirando o motor que acho fraco, até que gostei do acabamento desse novo prisma na versão completa com cambio automático.

          • PEDAORM

            Dirigibilidade, Segurança, equipamentos e refino geral.
            Sobre o acabamento, pode ser bom para categoria, faz tempo que não entro no prisma, mas certamente segue utilizando exclusivamente plástico rígido, mesmo que com boa montagem.

  • zekinha71

    Tem que ver a qualidade desses usados, deve ter um monte que dá pra classificar como já recicláveis.

    • durango

      A tal da sucata sobre rodas

  • Antonio Carneiro

    Se tenho R$ 70.000 melhor ir de usado mesmo (um médio, por exemplo), com esse valor só dá para comprar “zero” um compacto completo. É incrível como carro tá caro.

  • Antonio Carneiro

    Infelizmente é que poucas pessoas sabem cuidar de seus carros aí o usado vira um equipamento cheio de “necessidades”. Mas mesmo assim, eu acho, melhor consertar um usado quitado que pagar prestação de financiamento.

  • marcosCAR

    Em breve o ranking de usados terá Onix, hb20 e ka nas primeiras posições…

    • Retrato do Papai

      acho que isso nunca irá acontecer… esse trio pode até estar vendendo bem no mercado de 0km, mas não podemos esquecer que a oferta de gol, uno e palio no mercado de usados é estratosférica (e a cada dia que passa continua a aumentar)… gol e uno existem desde a década de 80, palio desde o fim dos anos 90, já onix e hb20 são bebês que nasceram por volta de 2012 e o ka apesar de existir a bastante tempo nunca foi um primor de vendas como agora… sem falar que, como nosso mercado automotivo está amadurecendo, é improvável que onix, hb20 e ka continuem no top das vendas por longos anos como ocorreu com gol, uno e palio…

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend