Comprando e Vendendo Mercado

Em setembro, venda de carros Flex aumentou 10%

agonia-carro-alcool Em setembro, venda de carros Flex aumentou 10%







Como as coisas mudam. Em 1996 ninguém queria carro movido a álcool. Inclusive, se quiser ver a matéria do jornal O Globo, abra essa imagem: http://infoener.iee.usp.br/infoener/hemeroteca/imagens/14979.gif

Voltando ao assunto: a venda de carros Flex ou bicombustíveis, aumentou no Brasil no mês de setembro de 2008. O número de 221.424 carros foi 10,5% maior que a venda de agosto, de 200.396 carros. Se voltarmos um ano no tempo, a setembro de 2007, as vendas eram de 167.409 carros.

Isso em parte significa que o Flex caiu mesmo no gosto do brasileiro, mas por outro lado significa que praticamente todos os carros vendidos por aqui estão adotando este tipo de motor. Então, quem não gosta de Flex fica meio sem escolha.

O aumento real mesmo foi pequeno. Estamos com 87,1% de carros vendidos sendo Flex, contra 86,3% de um ano atrás. O que acontece mesmo é que as vendas como um todo estão aumentando. Se 19.180 carros somente a gasolina foram vendidos no Brasil em setembro de 2007, esse número aumentou para 21.109 em setembro de 2008.

[Fonte: UOL]



  • Kaique L. Andrade

    E viva os Flex! :clapp:

  • martto

    Acho que não é questão de gostar ou não de carro Flex…
    A questão é que a maioria dos consumidores do mercado de automóveis brasileiro precisa ou necessita de um nível de economia de combustivel maior… Fato esse que reflete a realidade socio-economica do nosso pais… (caso fossemos um pais mais desenvolvido, a justificativa para esse quadro seria a preocupação com o meio ambiente… mas por enquanto é a necessidade mesmo)

  • Diguinho

    Sempre quiz ter um flex, mas do jeito q esses carros tão bebeno ta dificil viu, é melhor ficar com um fiestazinho a gasolina q faz 10 km/l :hauhau:

  • macarrone

    E a Ford lança o Focus sem flex…dinossauro!!!… :banana:

  • Jango

    As coisas foram forçadas a mudar.

    A maioria dos carros do país não têm opção entre Flex ou só a gasolina.

    E isso é ridículo, porque carro Flex é uma bosta. Não tira melhor proveito nem do álcool, nem da gasolina. Daí o carro nem economiza o tanto que a gasolina poderia fazer nem tem toda a potência que o álcool pode dar.

    Brasil! :banana:

  • rlaranjo

    Quem tem um carro que faz acima de 12km/l na GASOLINA não vale muito a pena um flex não. Lembrem-se que o Honda Civic era muito melhor enquanto não era flex…

  • xande1998

    [Comentario #107909 sera citado aqui]
    realmente….Civic Flex eh manco e pinguçu!!!!
    :bate: :bate: :asner:

  • victorcvs

    Mas o flex ainda é interessante porque o preço da gasolina e do alcool ainda é muito volatil, tem horas que compensa abastecer com gasolina e tem horas que compensa com alcool.

  • luky

    [Comentario #107908 sera citado aqui]

    Quando lançarem motores Flex com Taxa de Compressão variável, isto irá mudar.

    A SAAB já desenvolve esta tecnologia… claro que vai demorar e muito pra chegar ao Brasil, ainda que aqui seja onde mais se vende carro Flex.

  • nikolas

    Pra quem não mora em SP, carro flex é muito ruim

    Aqui no RS nunca vale a pena abastacer com álcool, pois ele é muito caro.

    Então temos que comprar um carro flex beberrão, pois motores flex não são bons nem na gasolina nem no álcool, são um meio termo.

    Quando lançarem a taxa de compressão variável e acabarem com a partida a frio, quem sabe esse sistema seja eficiente com os dois combustíveis.

  • Giovanni

    [Comentario #107936 sera citado aqui]

    Exato… Vejo os paulistas dizendo mil maravilhas do álcool, só que eles se esquecem que no resto do país a coisa é diferente. Onde moro tanto faz usar álcool ou gasolina, o preço é o mesmo. Só uso álcool por ser um combustível mais limpo (não é bem preocupação ecológica, e sim com o motor mesmo, ao evitar a carbonização). Mas basta o álcool subir um pouquinho e já não vale mais a pena. Infelizmente não é esse sucesso todo não :down:

  • tiago brito

    [Comentario #107891 sera citado aqui]

    isso e conversa fiada eu tenho um celta so a gas, ele faz 12km/l o meu colega tem um flex ele faz 9 alcool e 12 a gas.

  • Gustavo J.

    Como sempre o povo que comenta aqui só reclama. Isso já se tornou vício por aqui, um ou dois são coerentes e o resto diz que é ruim ou péssimo. Eu vou dizer o que é péssimo: péssimo é ter um combustível de fonte renovável, bem menos poluente e ficar um bom tempo sem explorá-lo por falta de investimento das montadoras.

    Nos anos 90, ninguém queria carro movido à álcool porque era um martírio na primeira partida da manhã e pq tinha um consumo exagerado. Hoje as coisas mudaram e muito, e pra muito melhor sim, isso TODOS têm que reconhecer. O Brasil é um dos poucos países onde seus habitantes vão trabalhar com pouquíssima gasolina em seus carros, desenvolveu um sistema de injeção eletrônica capaz de trabalhar com qualquer proporção de álcool ou gasolina e possui ampla oferta de álcool por se tratar de combustível renovável, sendo que a gasolina é um combustível de fonte não renovável, uma hora ou outra vai acabar.

    É mais do que óbvio que motores que funcionam com dois ou mais combustíveis têm suas limitações, sendo que alguns consomem mais do que deveriam ou andam menos do que deveriam, concordo. Dizer que são uma “porcaria” como vi gente aqui falar, isso nunca. O meu carro é flex e nunca coloquei uma gota de gasolina no tanque e nem pretendo colocar, só no reservatório de partida a frio. O por quê? Porque o álcool é bem mais limpo, é renovável e ainda contribui com o meio ambiente. Se alguém aqui tem carro, sabe que ele tem que andar, sabe que ele gasta, uns mais e outros menos. Dizer que bebe mais pra mim é desculpa, prefiro ter um carro que me dê conforto e desempenho bebendo muito álcool do que consumindo pouca gasolina que suja o motor e contamina o óleo lubrificante.


Send this to a friend