_Sem Categoria Crossovers EUA Peugeot Sedãs SUVs

Em seu retorno aos EUA, Peugeot pode vender 508, 3008 e 5008

Em seu retorno aos EUA, Peugeot pode vender 508, 3008 e 5008

Em 6 de agosto de 1991, a Peugeot enviou um comunicado para seus 150 revendedores nos EUA. A mensagem dizia que a marca francesa estava de saída e que a partir de setembro, não venderia mais seus carros na “América”. Hoje, quase 30 anos depois, a PSA reafirma oficialmente sua intenção de retornar à terra do Tio Sam.


Carlos Tavares, CEO da Peugeot Citroën, anunciou três direcionamento para marcas do grupo francês. Citroën vai para a Índia, onde deve apostar em inovação para conquistar o consumidor local. A Opel vai focar na Rússia, mercado que se viu órfão de algumas marcas que saíram de lá, como a Chevrolet.

Em seu retorno aos EUA, Peugeot pode vender 508, 3008 e 5008

Por fim, a Peugeot vai buscar os EUA novamente. A estratégia para o mercado americano é algo de suma importância, uma vez que existe um certo estigma de que carros franceses não emplacam entre os consumidores do país. Claro, os carros comuns. Segundo o chefe da PSA, a ideia é entrar com compactos e médios, mas seguindo a tendência localizada.


Ou seja, crossovers e SUVs estão na pauta, assim como carros de passeio com imagem atraente. Nesse caso, o 508 estaria sendo considerado para um retorno ao país. O fastback francês seguiria o caminho do VW Arteon nessa empreitada. No entanto, o que realmente deve fazer diferença é a dupla 3008/5008.

Em seu retorno aos EUA, Peugeot pode vender 508, 3008 e 5008

Os dois utilitários esportivos da Peugeot estão em alta nas opções para os EUA. Jean Philippe Imparato, presidente da marca, revelou que no lançamento do 3008, a empresa recebeu boas respostas da Califórnia. O 5008 deve seguir a trilha por tabela, assim como talvez a atualização do 308, aproveitando ainda que o mercado aceita carros como o VW Golf, por exemplo.

A Peugeot ainda faz segredo sobre o principal da operação, mas apenas diz que não haverá produção local por causa da demanda, que não se justificaria. A empresa pensa em importação da China e da Europa para abastecer o mercado, onde a entrada começará pelo serviço de compartilhamento Free2Move e um esquema de distribuição e vendas descrito como “criativo e perturbador”.

[Fonte: Carscoops]

Em seu retorno aos EUA, Peugeot pode vender 508, 3008 e 5008
Nota média 4 de 10 votos

  • Alvaro

    Bastante surpreso com o anúncio, vamos ver. Embora parece pouco os carros com potencial Peugeot para o mercado americano, o 5008 talvez caia no gosto. Resta a dúvida o posicionamento que adotará no mercado.
    Os carros da marca DS seriam interessantes, o DS7 Crossback que tem “quê” de Audi e Lexus, talvez caísse no gosto americano. Contudo já vai ser difícil emplacar uma marca consolidada como é Peugeot, imagine a DS que é muito nova.

    • Nicolas

      Se são loucos e vendem carros no Brasil, mercado 10x menor, impostos 5x maior que EUA, e tomando prejuízo há décadas, estão na direção certa, tentar vende seus carros em um dos maiores mercados do mundo.

      • Alvaro

        Hahahahahahahaha é uma boa analogia.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Realmente o estilo DS poderia agradar nos EUA mas a PSA colocou uma divisão de tarefas para suas marcas:
      -A DS terá foco na China
      -A Opel será relançada na Rússia
      -A Citroën desbravará o difícil mercado Indiano
      -A Peugeot terá o desafio de voltar aos EUA

      É um plano ousado pois é muito abrangente, mas esta estratégia geográfica é bem inteligente pois tenta evitar concorrência direta entre suas próprias marcas em novos mercados.

  • th!nk.t4nk

    Se o Kuga (Escape) tem mercado, por que o 3008 não teria? Apesar de ser um pouco menor, o Peugeot deve encontrar mercado entre os consumidores mais alternativos, principalmente na Califórnia mesmo. E tem a versão esticada ainda (5008), se necessário.

    • Poderiam tomar vergonha na cara e calibrar o 1.6 pra 200 hp. Já existe na prateleira, não sei pq não fizeram ainda. O próprio Escape tem o Ecoboost com 245 hp em linha.

      • Leandro

        O 1.6 thp tem versões de até 270 na Europa, que equipa o RCZ-R e 308 GTi. Só não trazem pro Brasil porque envolve alterações de periféricos e turbina, e o preço maior tornaria difícil a absorção por aqui.

      • Gabriel Oliveira

        Tem thp de 270 CV até, mas pra que essa potência toda no 3008 sendo que ele é bem mais leve que uma crv e tem motor mais potente?

    • Marlon Adames

      Concordo com você que o 3008 deve encontrar algum mercado entre os consumidores alternativos da Califórnia, mas não muito mais que isso, tenho um 3008 2019 e conheço os carros americanos, principalmente mini vans que a gente aluga por lá e não vejo muito espaço para a Peugeot. O Kuga vende bem porque tem opções como um potente 2.0 turbo, e principalmente é um Ford, milhares de CSS e a marca mais tradicional dos EUA, Já a Peugeot, precisaria investir alguns bilhões em estrutura por lá para passar confiança e colocar produtos com mecânica superior ao que está tendo…senão só vai ter alguns clientes como os que você citou, como os EUA são um mercado extremamente forte, qualquer coisa vende nem que seja pouco, mas pra mim vai ficar só no pouco mesmo.

    • Jurandir Filho

      Nos Eua não pode diesel? o modelo europeu tem outras opções de motorização e o “velho” 1.6 thp (puretech) tem muitas variantes de potência

      • Mr Rafael

        Diesel não é a preferência do americano !

    • Guilherme Batista

      Tem um vídeo do Doug DeMuro fazendo review do 3008 lá na Califórnia. Ele elogiou bastante o carro e pelos comentários muita gente se interessou pelo carro. É como você disse, se o Kuga vende, o 3008 com se apelo visual pode sim conquistar os consumidores mais aternativos

  • Zé Mundico

    Eu acho mais fácil ela vender 508…por mês.

    • Baralho

      rsrsrs

  • Ricardo

    Espero que o 508 abocanhe os abandonados pelo Fusion.

  • Cássio

    GM e Ford tirando seus sedãs mais populares, e a Peugeout achando que pode com o 508. Tomara que tenham sucesso.

  • Paulo

    Esse sedan era melhor nem levarem. Já os Suvs, tem grandes chances de darem certo

  • jfontes

    O sedan não sei como será. E os SUV, acho que são muito pequenos para os padrões americanos.

    • fschulz84

      Se tiver aceitação, em alguns anos iremos ver a Peugeot anunciando um 8008 para o mercado americano hehe

  • 4lex5andro

    Carro europeu nos US nunca teve vida fácil, pra chegar a vender razoavelmente lá, só se for: o trio germânico de luxo (MB, Audi, Bmw), ou a dupla britânica (Jaguar, Land Rover) ou Volvo.

    Tem hoje, a Volks (com carros tidos como low-cost lá, mas de luxo no BR), a Fiat (no caso, suas ”filiais” Jeep e Chrysler), e só, pois a Saab fechou as portas e a Renault já saiu de lá faz tempo (onde tinha um acordo com a Chrysler, faz quase três décadas).

    O resto, por algum motivo, não consegue emplacar na terra das pick-up.

    • Caue Fonseca

      Dupla sueca, já que Saab também se deu bem lá por um tempo.

      • 4lex5andro

        Foi, durante uma época Saab e Volvo fizeram relativo sucesso lá, no segmento de sedãs/peruas familiares.

    • Jr

      Jaguar/Land Rover tem que ficar esperta, vi varias reclamações de americanos sobre a qualidade dos seus carros, ou melhor dizendo “da péssima qualidade dos seus carros recém comprados” parece que pior que elas, no quesito confiabilidade, só a marca premium da Hyundai

  • SDS SP

    Marcas generalistas europeias nunca tiveram vida fácil nos EUA.
    Com o segmento dos sedans sendo abandonado aos poucos, talvez apareça alguma oportunidade para a PSA.

    • Alvaro

      Pois é, embora esse segmento ainda é muito explorado pelas japonesas. Entretanto poderia investir em sedãs de alta performance e híbridos por um preço mais acessível, seria um nicho interessante.
      Inclusive seria curioso ver o 508 Sport rivalizando em terras do seu Tio Sam com o seu conterrâneo “naturalizado”, o Buick Regal GS.

    • V12 for life

      O mesmo com as norte americanas na Europa, a Ford só obteve sucesso, fazendo da Ford Europa um empresa quase independente.

      • SDS SP

        Na Europa ainda tivemos a GM que foi representada pela Opel no velho continente por varias décadas, mas foi como você disse, era praticamente uma empresa independente.
        O gosto / necessidades de ambas regiões não se batem.

        • Jr

          E mesmo assim a opel só voltou a ter lucro com a PSA ano passado, depois de anos dando prejuízo com a GM

    • Cosi fan Tutti

      Marcas generalistas tem dificuldade em qualquer país que tem alta produção local. Isso acontece nos Eua, Europa, Japão, Coreia do Sul etc.. Somente países que não tem indústria propria ou que é ainda fraca pra bater os rivais em alguns segmentos, como Brasil, China, Rússia etc… que estas marcas dominam. No restante, pode pegar listagem ae, sempre é a marca do país de origem, ou as marcas, que vendem mais, questão de lógica até.

      • SDS SP

        Mas nos EUA, os asiáticos da Hyundai, Toyota e Honda (todas marcas generalistas) possuem grandes operações locais e vão bem obrigado. Se adaptaram bem ao local e colheram os frutos.
        Mas por outro lado, na Europa a história não foi a mesma.
        A VW tem uma operação importante naquele país e até agora não teve o mesmo êxito.

        • Cosi fan Tutti

          Ainda assim, em número absoluto de vendas, quem ganha são o big three americano GM, Ford e FCA.

  • Rbs

    Você escolhe . . 508, 3008 e 5008 motivos para não da certo!

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Acho que os três modelos citados estarão relativamente velhos em 2026. Para entrarem em um mercado tão dinâmico como o dos EUA precisam de novidades e não de modelos em meia-vida ou requemtados.

    Acho que a posta será em modelos elétricos, de certo haverá ao menos um Crossover. Mas eu apostaria que Peugeot terá carros maiores do que os atuais 508 e 5008 desenvolvidos com ênfase no mercado Chinês e adaptados para o mercado norte-americano.

    Eu também acho que os furgões da PSA teriam boa aceitação nos EUA.

    • Nicholas Jensen

      Mas o problema é com o Brasil que tem os carros de meia vida da PSA, na Europa eles estão muito a frente dos carros que recebemos hoje. Fico triste por isso, pois eu tenho um 307 (ano 2012 que já era desatualizado para a época dele) e sou apaixonado por ele, mas da desgosto de pensar em trocar por um carro mais novo, sabendo que está defasado de mais em questão a outros países.

      • Fernando Bento Chaves Santana

        E o Brasil sequer foi mencionado diretamente na última apresentação para acionistas. Assim acho que teremos mais alguns anos de atuação mediocre da PSA no Brasil.

  • V12 for life

    “A estratégia para o mercado americano é algo de suma importância, uma vez que existe um certo estigma de que carros franceses não emplacam entre os consumidores do país.”

    O brasileiro é mais parecido com o norte americano do que parece, principalmente em relação a PSA.

    • Erick

      No Brasil acredito que a Peugeot precise de uma nova direção, um novo rumo…
      Os carros dela são muito bons. E já era pra ter um Peugeot entre os 10 mais vendidos aqui no Br.

      • Jr

        Cara a pegeout e principalmente a citroen ficaram meio queimadas no Brasil na década passada, carros antigos e cheio de problemas, a marca não investia em novas concessionarias ( algumas até fechavam sem dar nenhuma satisfação aos proprietários), fora a péssima maneira que você era atendido pelas mesmas, não investia em novos produtos, não investia em marketing, enfim c*gava e andava para os seus clientes. Os clientes simpáticos a essas marcas quando elas chegaram não vão esquecer tão fácil disso tudo

    • Cosi fan Tutti

      Talvez sim, mas no caso da Fiat e da VW não.

  • Jorge Ricardo Vilela

    Isso é questão de mercado. As Às vezes que estive lá vi vários SUVs do tamanho do 3008, vários sedans TB. Tem carro e cobsumicon sim para os 3008, 5008, e TB o 508. Me arrisco a dizer que até o novo 308 TB. O problema é o boicote mercadológico que os europeus sofrem nos EUA. Sucesso a Peugeot.

  • Erick

    3008 e 5008 podem dar certo…
    Sedans parece estar em baixa quase no mundo todo.

  • Erick

    No Brasil acredito que a Peugeot precise de uma nova direção, um novo rumo…
    Os carros dela são muito bons. E já era pra ter um Peugeot entre os 10 mais vendidos aqui no Br.
    Acredito que uma “CAOA Peugeot” faria bem a Peugeot.

    • Jr

      Se eu fosse a PSA descartaria as marcas pegeout/citroen no Brasil e colocava a opel para botar para quebrar aqui

  • Erick

    CAOA Hyundai – Deu certo.
    CAOA Chery – vai dar certo.
    CAOA PEUGEOT – Acredito que também daria certo.

    • Jean Lehn

      kkkk Massa certeza que daria certo!

      • Jr

        É só a PSA entregar a opel na mão da CAOA no Brasil para você ver o estrago que essa parceria não faria

    • Jr

      Caoa Opel iria ser um estouro

    • Nicholas Jensen

      Lembrando que a CAOA também é representante Ford no Brasil

      • Erick

        CAOA Ford, CAOA Hyundai, CAOA Chery…
        A CAOA têm o “feeling” para as coisas darem certo!
        Acredito que CAOA Peugeot daria muito certo.

  • Cosi fan Tutti

    Eu nunca entendi pq as marcas francesas não vendem no Quebec, parte francesa do Canadá, imagina nos Eua.. Vai ser difícil a vida da Peugeot já que nem a VW emplaca lá.

  • Leonardo

    Sinceramente, acho is carros da Peugeot muito pequenos para o gosto americano, mas boa sorte a ela.

    • Gabriel Oliveira

      508 Vai pegar público alvo de camry, passat, e por aí vai. 3008 é 5008 vai pegar público de alguns Toyota e kia desse porte.

      • Leonardo

        508 é bem menor que o Camry, deve ficar meio nicho. O 3008 talvez pegue público de HRV/ Trax, mas esse segmento não é muito grande lá, o forte é mais CRV e Rav4.

        • Gabriel Oliveira

          Não é bem menor, é menor apenas e é mesma largura, o estilo dele é mais coupe qto do camry, dão rivais. 3008 o público é do sportage e rav4, não do hrv

          • Leonardo

            Vc já entrou no 3008? O espaço interno é de um Hrv e beemm longe da CRV

            • Gabriel Oliveira

              Não é bem longe não, é isso Tb não faz ser de categoria diferente, se fosse por isso o civic antigo era Sedan compacto pois ele é mais apertado que o versa e o 408 seria Sedan grande pois ele tem o mesmo espaço interno do fusion

              • Leonardo

                Isso nos EUA faz muita diferença. Eles não compram carros pequenos, independente de que categoria vc chame. O 3008 pode até ser na teoria um médio, mas na prática é um compacto melhorzinho.

                • Gabriel Oliveira

                  Se fizesse Corolla não venderia mais que jetta lá, e Corolla é mais apertado que o jetta. Tenho um 408 que tem mais espaço que ele e a crv e não me senti apertado no 3008. Agora falar que 3008 é no máximo um compacto melhirzinjo ou é vontade de se aparecer ou só ignorância mesmo

                  • Leonardo

                    Corolla vende muito pq é toyota e jetta é vw (o que pra eles é como os franceses pra gente, ou seja, carro problema).
                    Mas de fato é, o 3008 é um SUV compacto melhor acabado e mais equipado, mas não deixa de ser um compacto, assim como o Compass por exemplo, que a montadora empurra como médio e o consumidor brasileiro aceita. Mas nos EUA não funciona assim, não adianta empurra o 3008 lá como compact (padrão deles), porque lá eles tem CRV, que em geral é bem mais carro em vários sentidos que um 3008.

                    • Gabriel Oliveira

                      Cara, vc tentou mas não força, o 3008 é mais largo e tem mesmo entre-eixos, e a diferença de espaço não tanta, vc tá forçando mas não dá

                    • Leonardo

                      Número de entre eixo não quer dizer absolutamente nada, por experiência própria. Tenta botar um adulto no banco de trás de um 3008 e de uma CRV e daí a gente conversa.

                    • Gabriel Oliveira

                      Pela sua língua então Corolla é Sedan compacto e versa é médio então. Acho que tô entendendo agora

        • Nicholas Jensen

          3008 é porte de CRV

  • Nicholas Jensen

    Se Peugeot vai dar certo l´pa ue não sei, mas no tempo de Need for Speed Underground o 206 fazia sucesso kkkkkkk

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email