_Destaque História Segurança Tecnologia

Espelhos retrovisores – Surgimento e evolução de um importante item de segurança e conforto

1-Principal Espelhos retrovisores – Surgimento e evolução de um importante item de segurança e conforto

O conjunto espelho retrovisor é um dispositivo que auxilia na visão periférica do motorista e o ajuda a se locomover de uma forma segura diminuindo consideravelmente o famigerado “ponto cego”. Tamanha importância que deve ser ajustado corretamente antes mesmo do motorista iniciar a condução.



Sua incorporação e utilização nos veículos vendidos no Brasil é obrigatória segundo as normas presentes no Código de Trânsito. Comumente os carros possuem três espelhos retrovisores, sendo um fixado na região central superior do vidro frontal e dois auxiliares fixados à lateral.

Historicidade

Embora ainda haja certa controvérsia sobre o tema, a primeira utilização desse importante item é creditada ao piloto Ray Harroun no ano de 1911 na primeira edição das 500 milhas de Indianápolis. Entretanto, Elmer Berger acabou ficando com o título de inventor do acessório pois foi o primeiro em incorporá-lo à lataria de um carro.

2-Ray-Harroun Espelhos retrovisores – Surgimento e evolução de um importante item de segurança e conforto

Inicialmente era usado apenas o interno, e posteriormente foi adotado o do lado esquerdo para um maior controle do tráfego traseiro e lateral, sendo o do lado direito um item um tanto raro décadas atrás nos modelos mais básicos. No Brasil, essa tendência não foi diferente. Lembram do Fusca “pé de boi” (1965-1968) e do Chevette Junior vendido até o ano de 1992?

No Japão, por exigência legal, os carros tinham os retrovisores externos afixados nos extremos dos para-lamas dianteiros. Mesmo sendo uma solução bem estranha aos olhos ocidentais, tal medida proporcionava um campo de visão maior ao motorista; evitava que o mesmo desviasse o olhar para os lados a fim de monitorar o tráfego e facilitava o deslocamento no trânsito de Tóquio tendo em vista as suas estreitas ruas. Embora ainda tenha a preferência de alguns taxistas nipônicos, essa obrigação foi abolida no ano de 1983 facilitando assim a padronização para os veículos japoneses fabricados para exportação.

Provada a sua utilidade no trânsito e em compasso com as novas exigências legais, esses três itens evoluíram significativamente e passaram a comportar novas tecnologias que atuam diretamente na prevenção de acidentes e consequentes mortes.

Alguns fabricantes como BMW, Nissan e Cadillac já ensaiam o uso de câmeras e telas LCD em substituição ao famoso trio, porém, essa nova tecnologia está ainda restrita a modelos de alto luxo ou simplesmente a carros conceituais.

Nas próximas décadas vamos continuar ainda com os práticos e confiáveis espelhos retrovisores que a cada dia incorporam novas funções elencadas a seguir.

Ajuste elétrico

Antes de desfrutarmos da popularização do ajuste elétrico sofremos bastante a bordo de populares com pouco ou quase nenhuma regulagem. Em um primeiro momento, para ajustarmos a posição do espelho externo era necessário abaixar o vidro, colocar o braço pra fora e manusear a própria lente.

Imaginem a cena do motorista que sai apressado em dia de chuva e não percebe que o retrovisor direito está apontado para baixo em virtude de manobra de estacionamento na noite anterior… Se ele estiver sozinho terá que parar o carro, pular para o banco do passageiro, abaixar o vidro (levar uma bela chuva) para então fazer um ajuste adequado. Se estiver acompanhado, essa difícil missão passará para o passageiro que irá seguir os comandos do motorista: “sobe mais, para fora agora, desce mais, foi muito…”.

O segundo passo foi a introdução de um comando interno que permitia o ajuste da posição ideal do espelho de dentro do carro. Tal mecanismo evitava ter que colocar o braço para fora do veículo, além de ser mais prático e rápido. Entretanto o motorista ainda tinha que se contorcer para acessar o retrovisor do lado do passageiro.

Bastante disseminado no nosso mercado cada vez mais exigente temos o espelho retrovisor com ajuste elétrico. Bastante prático, permite ao motorista ajustar a contento os retrovisores laterais através de teclas localizadas geralmente na porta ou na coluna ‘A’ do veículo (a não ser que a montadora acabe colocando os comandos abaixo da alavanca do freio de estacionamento). Esse mecanismo é condição indispensável para algumas tecnologias listadas logo abaixo.

3-Rebatimento-Automático Espelhos retrovisores – Surgimento e evolução de um importante item de segurança e conforto

Rebatimento Automático

Essa é uma importante tecnologia que consiste no recolhimento dos retrovisores quando o carro está trancado. Visa proteger o componente para evitar abalroamentos em vias estreitas ou vagas de estacionamento nas quais o veículo é estacionado.

Rebater os retrovisores é uma boa maneira de evitar encontrá-los caídos quando voltar de uma reunião, entretanto, fazer esse trabalho manualmente é tedioso, principalmente quando se está apressado.

Encontrar esse sistema na categoria dos populares não é tarefa das mais fáceis, mas não se engane, pois até alguns modelos de alto padrão não possuem essa tecnologia.

4-tilt-down Espelhos retrovisores – Surgimento e evolução de um importante item de segurança e conforto

Tilt Down

Correlato aos dois sistemas anteriores, consiste no rebatimento automático do retrovisor direito quando o motorista engata a marcha ré. Foi desenvolvido para auxiliar em manobras de estacionamento principalmente para evitar que o motorista danifique as rodas na guia.

É um sistema muito útil em manobras de estacionamento paralelas à guia, porém, para outros tipos de manobra – como um simples manobrar para fazer uma volta – o sistema se não for desativado pode acabar atrapalhando.

Memória

A memória para o retrovisor geralmente vem associada à memória do banco do motorista. Quando o condutor ajusta seu banco na posição preferida, se disponível no veículo, pode memorizar também a posição dos espelhos laterais.

É muito útil em carros que são compartilhados por colegas de empresa ou familiares. No meu caso, quando minha mãe sai no carro, mal consigo entrar nele de tão próximo que o banco está do volante e os espelhos retrovisores acabam sempre apontados um para as nuvens e outro para o chão. Nada mais cômodo do que um botão de memória que ajuste bancos e espelhos para minha posição de dirigir habitual.

Repetidor de seta

Depois do ajuste elétrico, considero esse o item que mais rápido se popularizou aqui no Brasil. Consiste geralmente em um filete de LED presente no retrovisor que tem como função alertar os motoristas que estão em posição lateral sobre a intenção do condutor de fazer uma conversão ou mudança de faixa. Quando presente, dianteira, lateral e traseira do carro piscam simultaneamente.

Alguns veículos possuem uma disposição das luzes indicadoras de seta no farol dianteiro muito centralizada, de modo que muitas vezes outros veículos e pedestres não conseguem visualizar com precisão as intenções daquele condutor. Sem dúvidas, esse sistema evita atropelamentos e acidentes e está se tornando presente em quase todos os veículos.

5.1-luz-de-conforto-alternativo Espelhos retrovisores – Surgimento e evolução de um importante item de segurança e conforto

Luz de Conforto

Consiste em uma luz de LED alojada na parte inferior dos espelhos retrovisores que visa iluminar o solo para evitar que o motorista pise em um local indesejado quando for entrar no veículo.

Na prática, em um lugar muito escuro pode cumprir bem a sua função, mas os maiores efeitos são meramente estéticos. Item pouco encontrado nos veículos até o momento, ficando ainda restrito a veículos do alto escalão.

Fotocrômico

A principal e importante função da fotocromia é diminuir substancialmente o efeito do farol alto do carro de trás que atrapalha diretamente a condução, pois incide sobre a vista do motorista.

Muito efetivo à noite, é bem é útil quando se tem um caminhão atrás com aquela dúzia de faróis acessos, ou quando há um descuidado com seu xênon 8000 K ligado ao máximo ou até mesmo em caso de um simples facho convencional desregulado.

Pessoas que têm hipersensibilidade ocular à luz são amigas desse sistema que traz um grande conforto, principalmente em longas viagens no período noturno.

Ainda é um item “para poucos” em nosso mercado, mas tende num futuro próximo a se popularizar pois consegue inclusive evitar acidentes causados por ofuscamentos momentâneos.

Antiembaçamento

Em dias de chuva seu espelho retrovisor pode acumular respingos d’água ou umidade atrapalhando a visibilidade e até podendo causar acidentes. Diante desse cenário, algumas montadoras equipam seus veículos com tecnologia idêntica à que equipa a maioria dos carros nacionais no vidro traseiro.

A tecnologia aparenta ser bem útil evitando que o motorista precise parar o carro ou colocar a mão para fora em dias de chuva para limpar os retrovisores. Esse item de conforto é bastante raro no nosso mercado.

6-Câmera Espelhos retrovisores – Surgimento e evolução de um importante item de segurança e conforto

Câmera

Um item que confere grande segurança no caótico trânsito urbano são as câmeras instaladas nos retrovisores. Interligadas à central multimídia do veículo que serve como monitor, têm basicamente duas funções: auxiliar em manobras de estacionamento e proporcionar uma maior visibilidade em caso de mudança de faixa.

Presente em um grupo ainda seleto de veículos (não necessariamente de luxo), é um item de grande comodidade pois pode criar uma visão completa do perímetro onde o carro será balizado.

Outra função possível é aquela em que, ao ligar a seta para mudar de faixa, a imagem capturada pela câmera no retrovisor instalada é exibida na central do veículo evitando que o motorista se envolva em acidentes por causa do ponto cego. Esse item aliado ao sensor de ponto cego faz com que o risco de não ver outros carros se aproximando seja significativamente reduzido.

Outros sistemas

Os retrovisores podem ainda comportar alguns outros sistemas das mais variadas funções. Sensores do alerta de mudança de faixa podem ali ser instalados, assim como os de ponto cego que geralmente emitem o alerta da presença de outro veículo na lente do próprio retrovisor. Outro importante item que pode ser acomodado é o sensor da temperatura externa do veículo.

Tendo em vista todas essas tecnologias citadas, o retrovisor é uma clara amostra de quanto os veículos evoluíram em termos tecnológicos nos últimos anos. Antes um item sem qualquer ajuste, hoje é essencial quando se trata de conforto e, sobretudo, de segurança veicular ao comportar diversos ajustes, sensores e até mesmo câmeras.

E quanto a você, caro leitor. Quais destas tecnologias seu carro possui? Quais delas são indispensáveis? Acredita que no futuro teremos as eficientes lentes substituídas por câmeras e monitores?

Por Assuero Queiroz.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend