Esperado no Brasil, Novo Honda HR-V faz 18,5 km/l na Europa

Esperado no Brasil, Novo Honda HR-V faz 18,5 km/l na Europa

Ele está sendo aguardado no Brasil, onde substituirá a atual geração e será produzido em Itirapina, interior de São Paulo. Mas, na Europa, o Novo Honda HR-V já chegou e tem consumo médio muito bom, fazendo 18,5 km/l.


Contudo, por lá, o crossover da Honda será vendido somente na versão híbrida e:HEV, que chega com motor L15B de ciclo Atkinson e sem injeção direta de combustível, que entrega 106 cavalos e 12,9 kgfm.

Este motor não é o mesmo i-VTEC usado no Brasil, pois, tem duplo comando de válvulas, enquanto o L15A é um 16V com comando único i-VTEC.

Esperado no Brasil, Novo Honda HR-V faz 18,5 km/l na Europa

Com um motor elétrico e transmissão CVT, o Novo Honda HR-V e:HEV tem potência combinada de 131 cavalos com torque de 25,3 kgfm. Isso permite ao SUV compacto ir de 0 a 100 km/h em 10,6 segundos.

Além do consumo médio declarado, a Honda diz que ele emite 122 g/km de CO2. Dependendo das condições, o Novo Honda HR-V pode ser usado com propulsão 100% elétrica e com zero emissão.

Ele opera nos modos híbrido, econômico e esportivo, permitindo ainda recarga da bateria com frenagem regenerativa. Numa comparação com a versão e:HEV dos modelos Fit e City, o HR-V tem melhorias na mecânica e na elétrica.

Esperado no Brasil, Novo Honda HR-V faz 18,5 km/l na Europa

Tanto o motor 1.5 aspirado a gasolina quanto o propulsor elétrico tiveram atualização, assim como a bateria de lítio, que aumentou de 48 para 60 pacotes de células.

Com essa tecnologia, a Honda se aproxima da Toyota, mas o conjunto ainda precisa ser difundido em mercados como dos EUA e mesmo aqui no Brasil, onde a marca diz que terá somente três modelos e:HEV e todos eles serão importados.

Depois do Accord, presume-se que o próximo será o CR-V e, então, o Novo Civic, importado dos EUA ou Canadá. Assim, o Novo Honda HR-V nacional deve passar longe da hibridização, pelo menos inicialmente.

Como a Toyota segue nesse conceito, que poderá ser seguido pela VW, a Honda teria que fechar a conta para dispor do e:HEV nos modelos City e HR-V feitos aqui.

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 25 anos. Há 14 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.