Etc Governamental/Legal

Esquema de não poder comprar carro em outra cidade está lesando o consumidor

com-318-mil-unidades-em-estoque-montadoras-investem-em-promocoes-e-brindes Esquema de não poder comprar carro em outra cidade está lesando o consumidor

Caro Eber, esta última reportagem “concessionárias cobram até 20% a mais por lançamentos” fala de um fato que em uma economia aberta e moderna seria absolutamente normal, afinal cada um estabelece o preço da sua exclusividade. Porém em face das sucessivas vantagens que o governo tem dado as montadoras locais, algo também precisa ser feito para proteger o direito do consumidor que tem ficado na posição de “formiguinha na frente do elefante”.



Quero relatar um fato que tem ocorrido com extrema frequência e que está tirando deste consumidor sua garantia legal de livre escolha, de comprar seu carro onde quiser. Estou a muitos anos dentro do mercado automotivo e esta prática já é antiga, sendo que inclusive já fiz esta denúncia a emissoras de televisão, mas não tive nenhuma atenção por parte delas – afinal gordas contas de publicidade não podem ser desperdiçadas.

Porém neste momento de recordes e mais recordes de vendas, o governo facilitando as coisas aos grandes lobbys (lembrem-se do aumento do IPI para barrar os chineses, agora a redução de IPI prorrogada nos últimos dias, sempre pra gerar correria e provocar os consumidores a comprar “antes que aumente”, comprar “antes que acabe”… e por aí vai), é simplesmente revoltante que as Concessionárias continuem a obrigar o consumidor a comprar seu carro novo apenas na cidade em que este reside.

Desta forma elas nivelam os preços sempre “por cima”, eliminando grande parte da concorrência que haveria entre agencias de uma mesma marca e que as vezes precisam eliminar seus estoques pra fazer caixa e recomprar da montadora. Nas décadas de 70 e 80 esta prática absurda era legal e estava amparada pela lei “Ferrari” (sobrenome do legislador que como muitos neste país legislam em causa ou interesses próprios), a qual servia para garantir que não houvesse a temida “invasão de área” entre concessionários da mesma marca.

Mas pelos idos de 90 esta lei “Ferrari” foi devidamente revogada e em seu lugar entrou uma regulamentação que garante ao consumidor de autos, motos, caminhões, etc, comprar seu veículo novo onde bem quiser e pelo preço/atendimento/conveniência que achar justo. Afinal os preços não são mais tabelados, apenas são sugeridos pelas montadoras.

Ocorre que o atual sistema de controle de emplacamento de veículos zero em todo território nacional (Renavan) permite aos fabricantes e associações de concessionários a visualização de cada unidade emplacada em cada município do país. Estes dados são legalmente repassados (vendidos) pelas terceirizadas que operam os DETRANs e, de posse destes números de emplacamentos em cada município, cada associação de marca estabelece seu critério e punição para as agencias que “invadirem” a área de outras.

O que aqui estou dizendo não se trata de um fato isolado, de uma marca, mas de uma prática que se alastrou por todo o mercado e praticamente trouxe de volta a lei “Ferrari”, só que agora é ilegal e está se utilizando dos dados fornecidos pelo sistema de informática do próprio governo, que atualmente ainda vem patrocinando a festa de incentivos fiscais.

Quero também deixar claro o seguinte:

– não sou um consumidor revoltado que mora em Curitiba/PR e teve que emplacar seu carro zero em Sorocaba/SP (com endereço falso) porque o concessionário me obrigou;
– meu objetivo não é denunciar uma ou outra marca, apenas quero iniciar um debate que talvez possa levar os órgãos públicos a eliminar esta prática ilegal e altamente prejudicial ao consumidor;
– a solução desta questão talvez tenha um ou dois caminhos bastante fáceis, basta haver vontade política (ou policial), mas para isto ocorrer é necessária manifestações públicas em massa;
– se necessário, posso facilmente provar o que estou dizendo aqui, de forma detalhada, marca por marca, modelo por modelo, quais marcas e concessionarias respeitam a livre escolha do comprador ou não;

Talvez este problema não esteja sendo muito sentido pelos consumidores que residem nas capitais, já que estes tem a sua disposição várias concessionárias de uma mesma marca, e, normalmente não saem a procura de opções em cidades vizinhas; mas esta é uma prática muito sentida pelos compradores do interior que normalmente não tem opção.

Muitos dirão que já ouviram o vendedor da concessionária dizer “…poxa, desculpe, pra você que mora em tal cidade, não posso vender este carro… bom, deixa eu ver, talvez se emplacarmos aqui na nossa cidade (da css, não do comprador), hum… talvez tenha jeito…, talvez eu possa usar o endereço da minha tia…”.

A questão de usar endereço falso aqui não é o nosso destaque, este é o problema menor, a questão maior é o comprador ficar limitado apenas ao concessionário de sua cidade.

Email enviado por um leitor que não identificaremos

  • MM_

    Não estou dizendo que não existe, mas eu nunca vi isso.

    Moro em São Bernardo do Campo e comprei 5 carros nos últimos 4 anos, sendo:

    – Tiida em São Paulo
    – Megane em Santos
    – 207 em São Paulo
    – C4 em São Bernardo
    – Cruze em Santo André

    Tudo bem que são cidades muito próximas, entretanto são municípios diferentes.

    • Leandro1978

      Talvez por serem cidades da Grande São Paulo, isto não ocorra.

      • rgrau

        Santos?

    • RodWH

      Caraca, voce coleciona carros 0?

      • MM_

        Não, na verdade foi o seguinte:

        Comprei o Tiida para mim e como tive muitos problemas, vendi ele após 10 meses e comprei o C4. Fiquei com o Citroen por 2 anos e como precisava de um porta malas maior pq meu filho nasceu, troquei pelo Cruze. A Megane GT comprei para minha esposa e o 207 para minha mãe. :)

        • Edson Roberto

          Puxa não acredito!!!! morei minha vida toda em São Bernardo!!! Agora que moro em SP!

          Puxa vida… eu acho essa interação de pessoas que moram perto da gente sem conhecermos o maximo. Por curiosidade, morava no bairro Jerusalem que atualmente se chama Jardim das Acacias e que é mais conhecido pelo bairro satelite, Demarchi. Creio que deva conhecer. Poxa, adoraria dar esse tipo de "presente" aos meus pais.

          Abraços!

          • MM_

            Moro aqui há cerca de 2 anos, em um bairro que se chama Nova Petrópolis. O Demarchi eu sei aonde é. :)

            • Edson Roberto

              Heheheheh, pertinho!!! Tinha algumas amizades que moravam por ai. ;)

              Abraços

    • Sr_Wilson

      Olha eu quando comprei meu carro trouxe uma proposta da capital e dei o ultimato ou cobre ou perde a venda, cobriram e fechei em minha cidade.
      Agora sinceramente se eu fosse obrigado a emplacar o carro em endereço falso ou impedido de comprar meu carro em alguma cidade por isso, mandaria o funcionário a deixar isso por escrito, ou filmava e procuraria meus direitos e processava a css, se minha advocada achasse por bem.

      • Conferente

        Já tentei fazer isto, posso assegurar que ninguém vai te fornecer nenhum documento por escrito.

      • DougSampaNA

        a Honda não deixa vc comprar em outro estado, tente pra ver.

        • rgrau

          Aqui em MS tenho parentes que foram até São Paulo comprar Civic e Fit. Negociaram por telefone e e-mail e emplacaram aqui. Acredito que talvez isso possa ocorrer dentro de lojas da mesma rede…

    • DCald

      Já aconteceu comigo de vendedor vir com esse papinho… comprei o carro mesmo assim, pelo menor preço e emplaquei onde bem entendi… haha.

      • Edson Roberto

        E sabe o que é curioso? Dane-se que é de outro estado, o cara esta ali para vender… não é mais interessante assim?

        Tudo bem… quem sofre, são os que trabalham com margens mais apertadas (alguns aqui inclusive vão tirar sarro de mim), mas creio que é o caso da Hyundai em que CCS CAOA praticam um preço menor só para ferrar as demais.

  • Felix_S

    Na Grande SP deve ser mais difícil as CSS controlar, mas no interior isso acontece de verdade. Infelizmente….

  • cobaltobr

    Quando estava olhando um Civic para comprar em São Paulo a vendedora informou que eu não poderia tirar o carro da concessionária Honda sem emplacar e teria que ser em São Paulo.
    Na época queria emplacar em Santa Catarina que o IPVA é metade do valor (2%).

  • Gui_Dias

    Olá! Por acaso eu, que moro no Rio de Janeiro (Capital), fui nas últimas duas semanas à concessionárias junto do meu primo, que mora numa cidadezinha do interior de Minas Gerais. Fomos à GM (Sonic), Ford (New Fiesta) e Citroen (C3) e justamente questionamos os vendedores sobre isso.
    Na cidade dele, as CSS cobram ágio e o carro sai bem mais caro. Aqui no rio fomos a todas estas CSS e todos os vendedores disseram que a compra poderia ser realizada, sendo que teria 15 dias para emplacar na outra cidade (de outro estado inclusive). Durante a venda a nota fiscal já seria emitida com endereço do outro estado e não teria problema, bastando informar o DETRAN.

  • CanalhaRS

    Nunca ouvi falar disso.
    Na minha cidade os carros vem de várias cidades em volta. E mesmo quando trabalhei numa css VW da cidade, ela vendia carros para outros municipios, tranquilamente.
    Acho que o amigo aí viajou na maionese.

    • Snoop

      Fui cotar um Civic para um parente e o vendedor de minha cidade jurou de pés juntos que o carro não poderia ser comprado na capital, deveria ser comprado na minha cidade mesmo. Liguei para uma concessionária da capital e eles disseram que poderia ser comprado lá sim, inclusive com o emplacamento feito lá, com a placa constando o nome de minha cidade. Pra saber qual papo de vendedor é verdadeiro (se é que existe um assim), só na hora da compra mesmo.

    • HuBrFe

      Tenho amigos que tiveram casos assim. Então é sim uma realidade.

    • jonathan1985

      PIor que isso existe sim.
      Há uns 3 anos atrás um amigo ia comprar um peugeot, achou em outra cidade o MESMO modelo bem mais barato, e a concessionária simplesmente nao "podia" vender o carro. Ele teve que chegar ao absurdo de fazer, por escrito, uma declaração de que ele queria comprar naquela concessionária por conta do ótimo atendimento, etc e tal. Tudo mentira mas só pra "deixarem" registrado o porque dele comprar em outro lugar mais barato que não na regiao que ele mora.
      Sobre o emplacamento, tiveram que fazer todo um esquema pra levar o carro até a cidade dele pra emplacar… E ele teve ainda que pagar uma pessoa pra "facilitar" o negócio com a concessionária e acredite, ainda assim saiu no lucro.

  • Rodrigo_ndf

    No RS sei que isso acontece pelo menos com uma marca. Se você for do interior e quiser comprar na região metropolitana só emplacando com endereço desta região.

  • andrebritoleite

    Somos de BH e sempre compramos carro na CHEVROLET DE FORMIGA-MG, por um preço e facilidade de pagamento maior frente as concessionárias de BH. Já foram comprados 6 carros ao longo dos anos, pela minha família em Formiga, e todos com emplacamento feito lá.

    Ganhamos emplacamento na maioria das vezes, bons descontos, mas sempre tivemos este incoveniente de ter que trocar após algum tempo a placa para BH.

  • silasrana

    Já vi pessoalmente isto e tenho um grande amigo que passou por este problema. Entretanto, pelo menos nos papos que tenho com amigos, todos eles disseram ter tido problemas somente com a VW, que impede que um consumidor de uma cidade, compre em outra.
    .
    Um grande amigo estava a procura de um Gol a uns meses atrás. Como é sabido por toda cidade em que resido, a concessionária da marca não é muito famosa pelos preços baixos. E, para piorar, nas duas cidades vizinhas, as lojas são do mesmo dono. Foi então procurar em cidades mais distantes. Obviamente os preços eram bem menores, mas, na hora de fechar negócio veio exatamente esta história. E, se ele comprasse fora e viesse emplacar em sua cidade natal, a concessionária que vendeu, segundo o vendedor, receberia uma MULTA – isso mesmo, multa, da VW – e, como sempre, o vendedor queria empurrar a conta para este meu amigo, no caso, o comprador. Obviamente que somando este valor ao do carro, todo 'desconto' que tinha conseguido indo comprar fora da cidade, iria por água abaixo. Eis que meu amigo bateu o pé e disse que isso era problema do vendedor e que ele poderia comprar o carro onde quisesse e, se tivesse que pagar a multa, procuraria quem quisesse vender sem cobra-la. Obviamente que, como vendedor que não quer perder a boa comissão, deu-se um jeitinho brasileiro e a concessionária conseguiu o emplacamento com o endereço da loja. Ou seja, para conseguir o desconto, o carro teve que ser emplacado a 45km de distância. Se por um lado isso é ilegal, por outro, pelo menos no caso desse meu amigo, o emplacamento saiu de graça. Uma despesa a menos.
    Um outro amigo meu, em 2010, ao comprar um Golf, infelizmente, se sujeitou a isso. Caiu na conversa do vendedor e "teve que comprar" mais caro na própria cidade…
    Realmente é LAMENTÁVEL!

    • AutoIng

      Inacreditável que a VW esteja fazendo isso… Esse país não tem mais jeito não, esquece!!

  • scar_old

    Tambem não tenho conhecimento dessa prática. Morava no Rio de Janeiro e emplaquei vários carros em Curitiba com o endereço de minha mãe, que foram adquiridos em CCS do Rio. Agora moro em Curitiba e meus filhos já emplacam carros aqui que foram comprados no Rio com preço melhor. Isso não quer dizer que não ache preço melhor aqui em Curitiba. Vai depender de época do mes, carro, CCS, procura, etc… Pela Resolução Contran 269 voce tem 15 dias da saida da CCS para transitar somente com a NF de saída do carro, tempo suficiente para levar o veiculo para a cidade que vc quer emplacar e dar entrada nos documentos de emplacamento.

    • thales_sr

      Ultimamente tenho visto os carros saindo da CCS já emplacados, e no meu caso específico (com um VW, coincidentemente), disseram que meu carro só podia sair da fábrica emplacado (!!!), pois bem, como eu já queria emplacar mesmo, por ter que viajar na outra semana (não queria viajar sem seguro), acabei fazendo. Mas fiquei encucado, por que o vendedor disse que eu não podia sair sem emplacar. A resolução não foi revogada, certo?

      • PortoWF

        se eu disser o que eu penso que aconteceu, é capaz da moderação ficar brava comigo, então vou ficar quieto!
        "disseram que meu carro só podia sair da fábrica emplacado"???????
        Se outra pessoa tiver percebido o truque por trás disso, explique pro nosso amigo.

      • MM_

        Isso e muito comum para carros financiados

      • HenriqueHJ

        rapa carro que é vendido já saindo emplacado pode ter 2 problemas que eu conheço. ainda mais no seu caso assim sem opção de emplacar voce mesmo.

        – o carro pode ser carro de test-drive com hodometro adulterado.

        – ou o carro foi emplacado a força para bater a cota de venda do mês. e assim subir o ranking da montadora.

        • thales_sr

          Entendo, mas o que me intriga é que meu carro não estava emplacado, eu "vi" todo o processo de emplacamento (contratei uma despachante que eu conheço), então ao menos realmente aparentava que aquele era o emplacamento "oficial" do carro. Mas essa sua segunda opção eu já vi acontecer muito, o tanto de "promoção com emplacamento grátis" que aparece por aqui não é brincadeira.. rs

    • Evil_Kelevra

      Você pode transitar, dentro destes 15 dias, da fábrica/ concessionário/ porto de importação/ etc , PARA A CIDADE ONDE O VEÍCULO SERÁ EMPLACADO!! Dentro da cidade, só da sua casa para o DETRAN. Você não pode usar o carro normalmente sem placa durante estes 15 dias…

      É CIDADE EM QUE COMPROU> CIDADE QUE VAI EMPACAR – CASA> DETRAN, saiu dessa rota, está passível de ter o carro guinchado e multado (através do chassi)…

      • AutoIng

        Certo, mas se for parado na cidade de destino num dia qualquer (dentro do prazo de 15 dias), como provar que não estaria chegando de viagem justamente naquele momento? Ou como o policial provaria o inverso? Duvido haver legislação específica pra isso, mas se alguém souber…

        • Evil_Kelevra

          Vai de quão bom ator o cara vai ser… ateh pq, imagina o carro limpinho, sem malas, num sábado a noite e os passageiros todos bem arrumados nas proximidades de uma festa… O cara vai ter que provar q ele tah vindo de viagem…por onde chegou , onde mora, este eh o trajeto, por isso, isso e isso…

          Não tem como analisarmos sem caso concreto… por exemplos a esmo é muito dificil…Mas te falo, se o policial suspeitar que vc tah tentando passar ele pra tras, ele guincha e manda vc recorrer… e aí? Ficou sem o carro do mesmo jeito e vai ter que processar o policial SE vc não tiver errado mesmo …

          Sou PM e é muito fácil perceber quando o cara tah tirando o carro da css ou chegando de viagem… por exemplo o cara tira o carro na própria cidade durante a semana e anda com ele no fds sem placa… ele tah indo emplacar? No domingo??? Não costumo guinchar, só quando o cara comete outras infrações por não ter placa…Mas se grupamento de trânsito pega, aí já era….

        • Pedro_Rocha

          A css tem que emitir uma nota fiscal de "simples remessa". Com base na data de emissão dessa NF dá para identificar a demora.

          Foi assim quando comprei um Corolla em Nova Friburgo/RJ e trouxe para São Fidélis/RJ.

  • marcelofalves

    engraçado que um amigo meu comprou um carro aqui em ctba e emplacou no interior, a mais de 400km de ctba, e nao teve problema algum e existe css da marca que ele comprou na cidade dele, a marca é bem conhecida inclusive, é uma das 4 grandes do br, isso faz 2 semanas

    mas vou relatar o que aconteceu comigo ja, tive que licenciar um carro zero isso de 2008 em sao paulo capital pq a css de sp disse que nao poderia emitir a nota fiscal para ctba pr, como tenho residencia em sao paulo tb acabei pegando em SP pois o valor era menor, e é uma marca bem conhecida que citaram aqui acima do meu post, o carro do meu amigo é de um concorrente deles

  • Wagner_u

    Acho que tem gente que nem vai acreditar no que aconteceu comigo, estava trocando de carro por um usado, procurava um Honda Accord 2006 V6, achei um perfeito em São Paulo-SP(Sou de Curitiba-PR), era em uma CSS Honda nao lembro o nome, o carro tava mto bom pelas fotos e tinha a garantia de ser vendido em uma CSS honda, se nao me engano estava com 27 mil km todas as revisoes na CSS, era algo assim, o preço tava muito bom tbm, liguei la isso faz aproximadamente 1-2 meses, dai falei com o vendedor, perguntei do estado do carro e tudo mais, no final falei que era de curitiba por isso nao teria como ver o carro se fosse iria pra comprar mesmo, dai o cara me disse que nao podia me vender um carro usado pq eu era de outro estado, dai perguntei o por que disso ja q como eu disse se tratava de um carro usado e ainda um carro que nao tem mto mercado e o cara disse que era politica da honda e que ele perdia mta venda por isso e tbm nao gostava da atitude, ele me falou que se eu chegase la com o dinheiro na mao eu nao poderia comprar o carro, enfim eu nao comprei o carro.

    • silasrana

      Com carro 0km, como já relatei acima, já vi acontecer. Agora, com usado é inédito pra mim… qual seria a diferença para a Honda?

      • MM_

        Acredito que tem alguma coisa a mais aí. O vendedor queria segurar o carro pra alguém, o anúncio tinha algum erro, etc ou qualquer coisa dessa natureza.

        • Wagner_u

          Olha não tinha erro no anuncio, o valor do carro era um pouco acima da fipe, o unico porem era o estado do carro, e o cara ia me vender o carro so qd falei q era de curitiba que a historia mudou, o cara ate disse que se eu tivesse algum parente em SP ou algo assim que pudesse passar o nome era tranquilo, o problema era ser de outra cidade mesmo.

          • Lukoh

            Provavelmente era uma bucha e o vendedor quis te poupar de ir até SP e voltar decepcionado.

            • macaense

              E papai Noel existe.

            • Wagner_u

              claro, é isso que os vendedores fazem!

      • Wagner_u

        olha, boa pergunta, o carro usado é um carro unico bem dizer entao nao teria concorrencia, mas o cara disse que nao poderia me vender, era politica da honda.

        • cazeduardo

          Me parece que eles querem controlar o preço!! Se ele te vender abaixo do preço normalmente praticado em Curitiba, muitas pessoas iriam começar a buscar carros da Honda em São Paulo, ou seja, não deixa de ser um controle nos preços dos carros por região!! É o famoso CARTEL….

          Agora vocês imaginam a diferença de preços dos carros do interior para as capitais!!! Aqui em Uberlândia os preços são muito mais altos…tantos os usados quanto novos…..

          O meu próximo carro semi-novo que comprar provavelmente será em SP, pois os preços são bem melhores!! Se o vendedor se negar, vou denunciar ao Procon!!

          • Wagner_u

            Olha vc tem razao, as CSS honda aqui de curitiba tinham 2 accords do mesmo ano, porem eram o 2.0 e estavam mais caro que o V6 la de SP, mas no final das contas eu acabei comprando um carro de outra marca e a honda acabou perdendo um cliente…

            • Edson Roberto

              O que no final das contas olha a BURRICE da concessionaria / marca… deixar de vender um produto porque é "politica". Bem feito e parabens pela aquisição. Por mera curiosidade… a compra foi um Camry V6? rs

              • Wagner_u

                Não, eu acabei pegando um stilo sporting, infelizmente não achei outro accord que me agradace(a maioia era 2.0 e muito rodado e eu queria V6) e nenhum camry, os camrys é mto raro achar o 2006, achei mais os 2007 que dai eram muito mais caro(questao de 15 mil reais a mais), mas nao desisti do sonho do accord ainda, só que pretendo pegar um acima de 2008 com motor V6, dai pretendo ficar o resto da vida com o carro, é um carro que olha é um senhor carro mesmo mas tem que ser o V6, quem ta pensando ai em comprar um carro bacana com um valor bom eu recomendo procurar um accord.

  • Cahee

    Essa pratica é muito comum, principalmente no interior de SP

  • 1Assuncao

    No interior de São Paulo em concessionárias Fiat e VW ocorrem esse problema.
    Somente quando é venda direta para produtor rural ou empresa eles fazem a venda para qualquer cidade do país.
    Sei disso porquê eu e meu sócio não conseguimos comprar uma Fiat Strada fora do nosso município (não tinhamos cnpj quando fomos na concessionária e a compra seira pelo CPF), a menos que declarassemos um endereço falço, vê se pode um negócio desses. O mesmo ocorreria se a opção fosse por um VW.
    Já meus pais compraram um VW/Fox no produtor rural, com sítio em MG e concessionária de SP sem problemas.
    O dono da concessionária VW que é meu amigo disse que caso um vendedor dele vender um carro "invadindo" território a loja dele toma uma multa, a única exceção é para a venda direta.
    Prática nefasta que afronta o direito do consumidor.

  • GuiBashop

    Vou aproveitar para contar o que aconteceu comigo. Moro na cidade de Palmeira (PR) e para comprar carro vou até Curitiba, 110KM da fazenda onde moro. Quando fui comprar um Captiva fui até a Gran Park, e me falaram que não seria possível me venderem o carro, só se eu tivesse um endereço de Curitiba. Me senti constrangido, pois queria um 0Km, e onde eu moro tem 5 lojas de carros usados, nenhuma de 0KM. Mas quem é de Curitiba ( como reparei em muitos comentários acima) sabe que a Gran Park tem 2 lojas. Uma na Mario Tourinho e outra na Vicente Machado. Sai da loja na Mario Tourinho e fui na outra, e me venderam o carro, e falaram que eu tinha 15 dias para ir na sede do Detran da cidade e pedir o emplacamento ( que demorou mais 5 dias). O que quero comentar é que a mesma empresa com lojas diferentes tem praticas de venda diferente. Lembro ainda que alguns meses atras meu pai comprou um SW4 para ele (oh god, why! ) e não teve problemas, a loja da Toyota chamada Espaço Toyota já entregou o carro com a placa da nossa pequena cidade. Não quero dizer que o texto do colaborador é uma mentira, mas penso que isso é pratica de algumas CCS .Talvez acordos entre donos de CCS. Mas vale a pena o consumidor ficar alerta.

  • OzitoSC

    Tambem já aconteceu conosco, quando fomos comprar nosso segundo caminhão, em Curitiba(PR), o preço era bem melhor do que aqui em SC, compramos o caminhão lá, mas tivemos que emplacar lá e depois transferir p SC.

  • jmdurap

    Em 2006 quando fui trocar meu Astra por um Honda Fit EX, cotei em Vitória/ES e em Cachoeiro do Itapemirim/ES. Á época residia em Vitória e o preço do Honda 0km era o mesmo nas duas concessionárias. Porém o Astra me pagavam em Vitória 24.000 reais (tabela de 34.000) e em Cachoeiro me pagaram 32.000 reais na troca. Porém teria que emplacar lá mesmo (no endereço do vendedor), porque a política da Honda é de "não-invasão de área" (!!!!). No outro dia transferi para Vitória/ES a placa.
    A Honda e a Toyota têm esta política.

    • Pedro_Rocha

      Moro em São Fidélis/RJ e cotei um Corolla em Campos/RJ (cidade vizinha), Niterói/RJ, Rio/RJ e em Nova Friburgo/RJ (Região Serrana). Em momento algum tive problemas por comprar em Friburgo.

      Pelo menos na Toyota não parece ser uma prática empresarial; talvez conchavos entre donos de css.

      • HenriqueHJ

        Mas ai esta no mesmo estado, tenta comprar em sampa.

  • Peter_Pal

    Já comprei carro Ford em outro estado, e trouxe dirigindo, sem placa, com uma autorização especial (R$ 200,00). Já comprei carro Ford em outra cidade, e trouxe também sem placa, sem problema. Acho que o fator cidade não está pegando muito, mas o fator estado sim. E depende da montadora, algumas são mais rígidas que outras. Recentemente, tentei negociar com BMW, Audi e Hyundai de outro estado e não consegui. A BMW do meu estado está cobrando mais caro, e compre se quiser. A proteção taí e não se pode fazer nada. Tem tanta coisa errada neste país …
    E tem muita coisa certa. Goiás por exemplo: o IPVA é grátis no primeiro ano de emplacamento. Vamos todos pra Goiás !

    • hugogyn94

      Por acaso vc mora em goias ?

      • Peter_Pal

        Opa hugo, não, eu fiquei sabendo através de um anúncio que vi naquele site famoso de vendas de autos (não sei se posso escrever o nome do site aqui).

        • hugogyn94

          Webmotors ? pode escrever o nome do site sim.

        • Edson Roberto

          Um amigo do meu pai tem residencia em Goias e por ele, eu QUASE comprei um Jetta TSI. Só desisti da proposta porque desisti de comprar carro 0km. Era para ser um segundo carro usado para quebrar galho, então não valia a pena comprar um 0km já que não substituiria meu carro atual de uso para o dia-a-dia (mas o que eu evitei de verdade foi o financiamento que teria que fazer).

    • Hellvins

      Exatamente, meu cunhado faz isso direto, ele compra de outra cidade o carro zero e traz dirigido, muita gente procura o cara por que ele compra sem ágio, agora como ele tira o dele eu não sei!

    • jonathan1985

      Poxa! Não sabia disso, eles deixam emplacar no outro estado numa boa? Não incomodam por causa do ICMS? Quem emite essa autorização especial??

      Os carros zero normalmente sao mais baratos em outros Estados que aqui no RS…

      • Peter_Pal

        Algumas montadoras permitem, outras não. A autorização eu paguei ao despachante do Detran que fica dentro da CSS. Mas vale a pena ligar e negociar, sim. Se a CSS não quiser mesmo, argumente que você não tem endereço na cidade tal, mas o vendedor poderia colocar no seu nome, usando o endereço dele. E, dependendo da CSS, vc traz o carro sem registro e registra na sua cidade.

  • hugogyn94

    Eu ja achei varios carros usados nas cidades vizinhas com menor preço.

  • way0554

    Isso é ato de cercear o direito democrático da CONCORRÊNCIA, isso aconteceu comigo por não concordar com avaliação da concessionária, na troca por 0 km, de minha cidade então fui até outra cidade e comprei o carro, ZERO KM, da mesma montadora e com isso forçar o endereço falso para exercer o direito da CONCORRÊNCIA.

  • avot13

    Fugindo do assunto, alguém saberia me informar se ano que vem acabará essa taxa (não lembro se era 30%) sobre os carros importados???

    • silasrana

      Acabar, pelo jeito, não vai.
      O que vai acontecer é que entrará em vigor o tal novo regime automotivo. Segundo consta, montadoras que planejam entrar no Brasil e trazer uma fábrica pra cá, concorrerão de igual para igual aos montados aqui, através de desconto do IPI excedente por parte do Governo. Agora, aquelas que pretendem só continuar importante, provavelmente continuarão com o IPI majorado.

      • cazeduardo

        Exato, elas também terão que cumprir o conteúdo mínimo local de peças e além disso vão existir regras de eficiência energética…

      • Edson Roberto

        O que me deixa revoltado nessa situação é: Se tais empresas que terão ao montar a fabrica todo o crédito do imposto, porque esse está sendo repassado a gente?

        Se existe os planos de estruturação o governo deveria nessa ordem, OBRIGAR de acordo com esse tratado, de não cobrar ou repassar parte do IPI aumentado. Ou seja, vamos pagar mais agora e quando receberem créditos, estaremos pagando mais caro ainda!!!!

        • silasrana

          Mas esse tal regime automotivo ainda não esta valendo. Entrará em vigor, se todas empresas assinarem o acordo com o governo, apenas no começo do ano que vem. Até lá, o IPI está sendo repassado ao consumidor porque ele está sendo pago, efetivamente. A partir do momento que tal acordo entrar em vigor, a ideia é de que seja descontado do valor do carro. Ai entra a fiscalização do consumidor…
          Ou seja, o imposto ainda está sendo repassado porque o acordo ainda não está valendo.

  • Hellvins

    Nossa desconhecia desse assunto, meu cunhado sempre compra carro de outros Estados e carros zeros, sem ágio, eu não sei exatamente como ele faz isso, ao que parece existe uma grande site na internet, sei que o carro chega, claro só não funciona com marcas como fiat e VW, mas as outras ele consegue!

  • jpmocellin

    Como na minha região o preço dos carros é muito alto, me obriguei a pesquisar em Porto Alegre – RS. Aí, teria que emplacar o carro no nome da concessionária, porque segundo o vendedor a minha cidade não fazia parte da área de abrangência da concessionária, causando assim multa da marca para a revenda.

    • Peter_Pal

      Exato jp: este é o termo que escuto – multa da marca para a revenda.

  • PortoWF

    Pode ser papo de vendedor, a galera tá é tentando empurrar venda casada ( Carro + emplacamento) , se vc não tem endereço na cidade, obviamente não vai poder emplacar por essa logica perversa.

  • dafomg

    Ah para né! Como bem dizia o meu avô: "Todos os dias sai um bobo de casa". Aceita essa palhaçada quem quer.
    Se a concessionária não quiser vender devido ao endereço, chame a polícia pra resolver o problema. Mas se vc não estiver afim de confusão, vá em outra concessionária. Se ainda sim a marca continuar causando problema, mude de marca.
    É ruim que uma porcaria de concessionária vai definir onde e como devo comprar meu carro.

    • Conferente

      Fui comprar uma Mitsubishi l200 para trabalhar quando o governo fez o primeiro desconto do IPI em 2008, então procurei a concessionária mais próxima de minha casa (30km) e não queriam repassar o desconto, como pretendia pagar a vista não aceitei comprar, procurei outra concessionária Mitsubishi, distante de minha casa 120km comprei o carro a vista e emplaquei na minha cidade, dois dias após o emplacamento recebi uma ligação da concessionária que não me vendeu o carro solicitando que eu fornecesse o número do chassis do carro para que eles verificassem se meu carro pertencia a um recall da fábrica, daí então, percebi malícia no negócio, disse então ao cidadão que não tinha comprado nenhum veículo, e liguei para a concessionária que me vendeu o veículo e fui informado que não havia nenhum recall, era apenas um equivoco da outra concessionária, como sabiam que eu havia comprado o veículo? Por ocasião da primeira revisão procurei a concessionária mais próxima, quando cheguei no local vários funcionários se aproximaram de mim, inclusive os diretores e perguntaram por que não comprei o veículo lá, informei que o preço deles era maior que o da outra concessionária, fui questionado pelo diretor se eu não sabia que deveria deixar meu dinheiro na região, informei a ele que como consumidor brasileiro tenho direito de comprar qualquer produto que queira no território nacional desde que pague em moeda corrente, ele se desculpou e viu que não sou idiota. Dois anos depois procurei novamente ambas as concessionárias Mitsubishi para comprar outra pick-up e para minha surpresa fui informado que não poderia comprar o veículo fora de minha região de abrangência e que se quisesse fazer negócio teria que pagar mais caro na concessionária mais próxima de minha casa, resultado, agradeci, sai dali e comprei uma Ssangyong que tenho a dois anos e estou muito satisfeito, nunca fui tão bem atendido, obrigado concessionários Mitsubishi, por me permitir descobrir quão excelentes são os carros da Ssangyong e que os preços praticados por esta marca são muito bons, frente ao que é oferecido no Brasil, tando dos veículos, quanto das peças e serviços.

      • Não é essa Ssangyong que usa motores mercedes com tecnologia de 20 anos atrás?
        Sério, é o que muitos por aí dizem. Tem um cara aqui em Cuiabá que mandou adesiva o vidro de SUV dessa marca com dizeres pra não compra o veículo pq era uma bomba. :S

        • Conferente

          Faltou mencionar que a minha já tem 105.000km rodados e faço toda a manutenção preventiva na concessionária, já precisei de peças incomuns e fui atendido em no máximo 24horas, não moro em capital.
          Também faltou mencionar que já fui proprietário de Ford Ranger 2008, Ford F250 2001 e S10 2005.
          Já vi adesivos destes por aqui em Audi, BMW, KIA, Hyundai, VW, Ford, Chevrolet, Fiat, Renault e Peugeot.
          Também já vi motores destas Ssangyong fundidos por falta de troca de óleo e manutenção preventiva.
          Se os veículos Ssangyong são ultrapassados 20 anos, imagine, então os ditos nacionais e do mercosul, o motor da minha é 2.0 16v Turbo intercooler, com câmbio automático Tiptronic Porsche de 5 marchas, que faz 10km/l na cidade e 12,3km/l na estrada, consigo autonomias de 800km em média com um tanque, além disso, possui ABS com EBD e controle de arrancadas em terrenos pouco aderentes, possui suspensão traseira multilink, faróis com projetor, o que me dá uma excelente iluminação a noite, não comparável a qualquer veículo que já dirigi, sem falar do silêncioao rodar que também não tem comparação, e com tudo isso ainda custa um fração do preço de uma SW4.
          Amigo, esta marca ainda carece de uma ampla rede de concessionários e marketing, pois produto eles tem, só fala desta marca quem não conhece.

          • Edson Roberto

            Melhor ainda quando há um consumidor como vc que conseguiu conhecer a marca e nos passa um pouco do relato do que já teve e como o carro atual se comporta.

            Obrigado por esses esclarecimentos. Ajudam muita gente a tomar uma decisão por uma marca que parece em algunsmomentos ser uma aposta.

  • Dcyno

    Já tinha ouvido falar disso com a VW, mas comigo nunca aconteceu, moro no interior de SP e pesquiso os preços na capital, depois levo a proposta na ccs daqui, se eles cobrirem a oferta tudo bem, caso contrário vou comprar na capital. A melhor maneira é deixar de comprar as marcas que adotam essa prática abusiva , que não tem respeito pelo consumidor. Se isso alguma vez acontecer comigo, chamo a polícia na hora e abro processo . Outra alternativa é ir nas importadoras independentes e comprar importado, deixar esses abutres se mordendo de raiva por não terem conseguido tomar meu dinheiro, cambada de salafrários exploradores, tudo isso debaixo do nariz do governo e ele não faz nada, temos que lembrar disso e de outras coisas na hora das eleições, se bem que não tem muito pra onde correr…

  • danielatibaia

    Em Agosto de 2011 comprei um Peugeot e tive que emplacar no ABC. A concessionária me explicou que tem uma cota de carros que ela pode vender fora de sua área de atuação. Passada essa cota ela é multada por invasão de área. Comprei o carro em Santo André, emplaquei em São Bernardo e sou de Atibaia. Aliás em muitas concessionárias o vendedor oferece o próprio endereço. Tentei tirar no meu endereço e disseram que não faturariam o carro se não fosse com endereço de lá. Um amiga comprou um Ka em São José dos Campos e emplacou semana passada no endereço do vendedor. Ela também é aqui de Atibaia.

  • dmayworm

    Compremos carros usados e boicotamos esses putos

  • YoOdEx

    E vai cair em conversinha de vendedor? Pode existir sim, claro, mas pessoalmente nunca vi isso. Meu pai queria comprar um Astra em 2001 (época que o mercado estava um lixo e era época muito boa para negociar). Aqui em BH o Astra que ele queria ele conseguiu por R$ 32.000,00, um amigo dele de São Paulo orçou pra ele lá e conseguiu por R$ 29.000,00 depois de muito chorar também. Enquanto ele olhava passagem area para comprar mais barato, uma conessionária daqui ligou pra ele, e ele explicou a história.. Fizeram por 29300 mais alguns brindes e emplacamento.

    Ai ele comprou aqui mesmo, afinal os R$ 300,00 de diferença não pagariam a passagem aérea + gasolina. Tem muito tempo, mas recentemente, ano passado, um tio meu do interior comprou aqui na capital uma Strada 0km sem problema.

  • 3dimensional

    Amigo, chega de safadeza!
    http://www.pgr.mpf.gov.br

    Monte suas provas e denuncie(pode ser anonimamente)! Não vamos ficar assistindo essas coisas como idiotas mais não, chega!

  • felipeaas

    Maior exemplo disso é a BMW no Rio de Janeiro, com seus preços abusivos no RIO ( é a única ccs), em contra partida as ccs de SP nao podem faturar o carro para o RJ se nao pagam multa, e o consumidor que se F*&@!!

  • 430scuderia

    Nossa meu, se a gente importa pagamos carissimo, se a gente compra carro daqui, pagamos carissimo, agora não pode nem comprar de outra cidade os carros? Que put@ria é essa meu? Nossa cara acontece umas coisas nesse brasil que me deixa put* da vida, o maldito pais…

  • Lukoh

    Honda e Peugeot são campeãs nessa prática.

  • HenriqueHJ

    eu no Rio, como faço muitos negocios em SP, quando eu precisei de um sedan, fui dar uma olhada na toyota e a vendedora disse que com endereço do Rio ela não vende. tem que "lacrar" (eu não sabia nem que termo era esse "lacrar") em sp e depois de alguns meses fazer a transferencia para RJ. em css eles não vendem. mas em lojas multimarcas eles vendem e fazem entregam o carro no estado que voce esta, logico que mediante a um pagamento de transporte, geralmente vem no guincho e vc emplaca na sua cidade. nas 3 toyotas de sp que eu fui eles nao vendiam. sempre falavam que para faturar o carro precisa de endereço da cidade. e emplacar na cidade da css.

    no caso do mesmo estado geralmente as css vendem sem problema nenhum, so complica quando vc tenta comprar em outro estado.

    resumindo nessa equação: governo x fabricantes x consumidores, adivinha quem é o maior perdedor?

  • macaense

    Isso ainda acontece sim senhor, eu sou testemunha também. Inclusive um dos argumentos usados pelo vendedor na hora foi esse de "invasão" de área das outras css do interior.

  • Rodrigo

    Isto que foi relatado no artigo acontece MUITO em minha região em em Santa Catarina.
    Fui comprar um carro em Florianópolis e me negaram a vender pois sou de Blumenau, eu teria que conseguir um endereço de alguém de Floripa.

  • cazeduardo

    As lojas de carro vivem fazendo isso…..eles compram de outros estados carros mais baratos e trazem para o interior pra vender caro….

    Por que então que o consumidor final não pode comprar em outro estado ???!!!! Isto é malandragem e deve ser denunciado!!!!!!

  • Wow02

    Já aconteceu comigo com a peugeot… tentei comprar carro 0 em Foz (PR) e trazer para o Rio, pois pagavam bem mais no meu usado na troca, porém fui informado que como morava no RJ a compra deveria ser feita aqui…
    obs: tenho familiares no PR… Iria aproveitar para fazer uma visita..

  • crisburatto

    Meu sogro do interior de SP veio para Londrina, fomos ver um C4 e o vendedor perguntou se podia colocar o meu endereço, pq na política da Citroen cabia até descredenciamento da concessionária e demissão por justa causa. Mas na ford meu sogro tirou um focus sem problema nenhum. Um amigo foi buscar uma Captiva em SC e também não teve problema. Meu pai comprou um Vectra em SP e também não puseram restrição. Pelo visto deve depender também de acordo da marca com a loja, alguma questão de marketing por exemplo, digamos, na sua região C4 não vende bem, a Citroen manda 20 C4 com preço bom mas para vender só na sua cidade.

  • fse

    Eu moro no interior do Pará e aqui acontece isso sim. Aqui acontece até de uma ccs vender carro aqui na cidade mais emplacar em outra para não inavadir a area de outra.

  • Tiago

    Aconteceu comigo mês passado no interior de SP, tive que dar o endereco da minha namorada para poder comprar o carro, caso isso seja levado adiante posso informar qual foi a css/montadora/cidades.

  • HenriqueHJ

    Engracado eu achava que esse negocio de dividir territorios era coisa de faccao criminosa ou coisa da mafia italiana.. Poderoso chefao 3 ilustra bem isso.

  • zambarigood

    Comprei meu Tiida Sedan em Curitiba/PR e viajei 1000km para emplacá-lo no Rio, onde moro. A PRF chegou a parar o carro, mas como foi apresentada a NF com o meu nome e endereço no rodapé não teve problema nenhum, continuei viagem. Emplaquei no último dia ou depois um pouco do prazo, não me lembro, pois já havia marcado com o Detran e eles não tinham data disponível, logo não posso ficar impedido de andar com meu carro por problemas administrativos do Estado.

    • zeuslinux

      Afinal, quando o carro zero km ainda não tem placa, é permitido pegar estradas, especialmente fora do estado, ou não ? Já ouvi dizer que não pode mas eu acho que é mais uma dessas lendas que a gente ouve.

      • zambarigood

        Pode pegar estrada tranquilo. Só preste atenção na NF quando for retirar o carro, deve estar no seu nome e o seu endereço. A polícia verifica se a pessoa realmente está indo para o município de emplacamento, pois a lei diz que o proprietário tem 15 dias para viajar de qualquer lugar do Brasil até o município do emplacamento.

    • LucianoRN

      Oi Zambarigood!
      Estou com um problema. Comprei um new fiesta Titanium aqui na única CCS ford de Natal e queriam me enganar, dizendo q a ford teria proibido a entrega do meu carro por um problema técnico nao espcificado. Desconfiei e cancelei a compra. Resultado: Nao tenho mais coragem de comprar o carro na CCS aqui de Natal que infelizmente é a única. Achei o mesmo carro em Recife e com preço bem melhor, mas o problema é a tal diferença de icms que parece que pode ser cobrada na passagem da fronteira entre os estados. Vc sabe algo a respeito? Liguei para a CCS em Recife e eles queriam vender o carro pra mim, só que sem emplacamento pois nao tenho endereço lá e mesmo se tivesse, só aceitam se fosse o meu mesmo. Me vendem o carro sem ser emplacado, para eu emplacar aqui no RN depois. Mas tenho medo desse lance do ICMS.

      • zambarigood

        Não estou encontrando minha nota fiscal para saber como foi o recolhimento do ICMS, mas você pode verificar o seguinte:

        No caso da incidência de diferença de alíquota (DIFAL), esse valor menor do ICMS do outro estado deve incidir também em menor preço da NF, pois você deverá pagar essa diferença depois, apenas se você for pessoa jurídica contribuinte. Em caso de pessoa física ou jurídica não contribuinte, você deve pagar somente a alíquota interna do estado de ICMS, ficando isento a cobrança do DIFAL.

        Você pode entrar em contato com o setor fiscal da concessionária que você está comprando o veículo, que eles te orientarão melhor, pois devem fazer esse tipo de operação com mais frequencia.

        Paguei somente o ICMS embutido na própria NF, tendo comprado como pessoa física. Logo não há impedimentos para a compra no outro estado. Boa sorte.

  • JERRYBARBOZA

    Tenho uma consultoria para auxilio de compra de veículos e posso garantir que existe restrição de venda por área em algumas marcas, existe punição contra concessionarios e perda de faturamento de veículos. Algumas marcas não tem normalmente essa atitude ( nissan , chevrolet, renault, etc) , mas dependendo do interesse de marcar quantidade de emplacamentos na região força uma ¨barra¨ para ganhar algum bônus da fabrica. As que tem restrições ( vw , fiat , honda , mitsubishi ( a mais complicada , pois exige que deixe comprovante de 3 meses de residência original) , etc ) . A estratégia na verdade é impedir a livre concorrência garantindo maiores lucros para suas redes de distribuição. As informações do post são corretas , mas na verdade esse sistema é contra diversas legislações ( direito do consumidor, CADE, etc.) . É uma vergonha que nenhuma autoridade fiscalize as montadoras e importadoras , já que as concessionárias ficam sem poder reagir para não serem punidas por suas marcas.
    PS: Alguns carros são liberados pelas concessionárias por diversos motivos : carro encalhado, emplacamentos em áreas julgadas livres ( não há cvocorrência) e outras necessidades . Por isso as vezes se consegue comprar em marcas que são com áreas fechadas.

  • KaiserM606

    Muito estranho isso, comprei 5 meses atrás um Fiat 500 em São Paulo capital e emplaquei em Porto Alegre sem problema algum.

  • pmol30

    Moro no interior de São Paulo em na divisa com Minas Gerais, e em meu municipio não tem ccs mas nun raio de 100km de minha cidade existem várias ccs de outrs cidades. Este esquema acima denunciado existe e é praticado pelas ccs de minha região, mas é só vc dizer que vai em outr ccs que fazem o negocio, mas se vc não falar nada eles não te autorizam a venda.

  • BoRe

    Meu pai comprou Corolla em 2003 em Sâo Paulo, e vendedor foi taxativo em afirmar que somente poderia vender o carro para emplacar em São Paulo, e meu pai mora à mais de 400 km de São Paulo, só conseguiu comprar pq tinha comprovante de endereço em nome dele, tbm de São Paulo. Segundo o vendedor, à època, a concessionária teria de pagar multa à concessionária mais próxima ao endere4o no interior do estado, caso vendesse para fora de São Paulo. Economia de R$ 1.500.00 na época. PS. Tentamos comprar no Paraná e a concessionária NÃO vendeu de jeito nenhum. Sempre pgto à vista.
    Agora em 2012 comprou novo carro, não tivemos problemas.
    È fato, existe sim essa prática, porém tem diminuido em razão da diminuição de número de empresários, atualmente o empresário é dono de 3/4/5 revendas, de várias marcas na região, fato que inibe a concorrência entre as montadoras.

  • zeuslinux

    A Microsoft tempos atrás tinha um esquema também de só permitir a venda de seus softwares para o governo federal com exclusividade para uma revenda de Brasília e tomou na tarraqueta:
    http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/1286_LIG

    Se alguma concessionária de carros recusar-se a vender o carro alegando que só vende para residentes na cidade, sugiro que chamem a imprensa e armem um flagra. Se a imprensa não vier, porque grande parte é comprada pelas montadoras, sugiro que gravem um vídeo com uma câmera escondida e postem no youtube e divulguem bastante, além de entregar ao ministério público.

  • CassianoSanches

    Amigo meu também já teve o mesmo problema.
    Iria pegar um L200 zero e colocou a dele no rolo.
    A CCS de Sorocaba-SP inventou um monte de problemas no carro dele (que não tinha) e colocaram a avaliação lá no chão.
    Ele foi para Campinas e a L200 estava mais em conta e avaliaram melhor o usado dele (como deveriam).
    Aí ele foi para fechar negócio e teve que fazer uma carta na CCS de Campinas que seria enviada para Sorocaba para e aí sim liberariam o carro para ele.
    Quando a carta foi para Sorocaba, ligaram para ele falando para ir lá conversar melhor, que iriam avaliar pelo mesmo valor e bla bla bla, mandou eles a merda e falou que iria fechar em Campinas e ponto final.

    Pegou em Campinas e leva lá para fazer as revisões.
    Não passa perto da CCS de Sorocaba.

  • Cord74

    Acontece sim direto principalmente nos carros importados BMW e Audi, que geralmente são poucas ccs, muitas vezes não tem diferença no preço mais temos que se sujeitar a um atendimento de péssima qualidade e também não vou ficar inventando endereço pois não é do meu feitio.Eles adoram falar que são carros PREMIUN mais o atendimento não tem nada de Premiun.

  • LucianoRN

    Pois é, conversei com um colega de uma loja de semi-novos daqui que me falou que vai constantemente a Recife comprar carros zero lá. Ele me falou que sempre trás carros de lá sem placas e apenas é preciso carimbar a nota fiscal no posto fiscal estadual quando entra no RN. Preciso estar ciente de tudo, pois caso pegue alguém (fiscal ou policial rodoviário) querendo levar vantagem em cima de mim, tenho que ter respostas e argumentos pra tudo. Obrigado pelas dicas!

  • giuliano

    Está acontecendo isso comigo agora! Moro em Florianópolis e não tem a moto que quero comprar nas CSS daqui. Tem numa cidade próxima (100km), mas segundo o vendedor dessa CSS da HONDA ele não pode faturar a NF com endereço daqui. Foda isso!

  • Lauro

    Isso é um absurdo. A Peugeot é a campeã em fazer isso. Nenhuma concessionária em SP está querendo me vender faturando para minha residência (moro em Curitiba – PR). Abri duas reclamações, gravei as ligações dos próprios funcionários falando isso e vamos ver no que vai dar. O pior de tudo é que no próprio site da Peugeot ela fala da tal lei Ferrari atualizada que o consumidor tem o direito de comprar o veículo aonde bem entender.

    "Conforme disposições do Artigo 5º, parágrafo 3º, da Lei 6.729/79, o consumidor é livre para adquirir veículos em qualquer concessionária Peugeot no território nacional."

    Link: http://carros.peugeot.com.br/peca-o-seu/

  • Hildiene Simplício Rodrigues

    Infelizmente essa prática vem acontecendo até nos dias de hj! Sugiro um BO , no caso de recusa do fornecimento dessas informações por escrito! É realmente lamentável! E é como disse…as legislações são confeccionadas de acordo com as necessidades sempre em casa e interesses próprios!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend