EUA definem nova meta de consumo médio até 2026

estrada transito rodovia

O governo americano determinou que os fabricantes de veículos tenham nova meta de consumo médio para suas frotas de automóveis até 2026.


A nova meta é de 49 mpg ou 20,9 km/l, determinada por Washington através da NHTSA, que publicou a nova norma em 31 de março.

Com isso, os fabricantes de carros e comerciais leves terão de reduzir o consumo médio dos veículos em 8% até 2025 e em 10% até 2026.

O prazo para redução já começa a entrar em vigor a partir de 2024 no primeiro caso.

A nova meta do governo Biden tem o dobro da redução estipulada pelo governo Obama, que era de reduzir o consumo médio da frota de carros novos em 5% até 2026.

Contudo, no governo Trump, a redução foi cortada para 1,5%.

Segundo a NHTSA, a redução será de 832,7 bilhões de litros de combustível e US$ 192 bilhões em custos com abastecimento até 2030.

Com a medida, o governo dos EUA quer que os fabricantes de automóveis produzam mais carros eletrificados e acelerem o processo de mudança para energia.

Em estados como de Washington, as medidas visando o fim dos carros a combustão estão aceleradas, inclusive com o mesmo impedindo a venda de carros apenas a gasolina ou diesel já em 2030.

No geral, a Califórnia é o estado que está liderando as mudanças para energia dentro dos EUA, com metas cada vez mais ambiciosas, respaldadas agora pelo atual governo americano.

De modo que os fabricantes atendam ao chamamento do governo, a NHTSA estabeleceu um aumento da multa para as montadoras, que passará de US$ 5,50 por décimo de milha por galão para US$ 14,00.

O valor é considerado apenas para os modelos de 2019 a 2021, mas os 2022 pagarão US$ 15,00 por décimo de mpg.

Já as montadoras reclamam que o aumento adicionará US$ 1 bilhão aos custos para conformidade das novas regras.

As novas regras entram em vigor no momento em que o barril de petróleo salta vertiginosamente com a Guerra da Ucrânia e escassez de componentes na indústria, que impactam diretamente nas contas das montadoras.

[Fonte: Carscoops]

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.