EUA Mercado

EUA: Marcas de luxo preocupadas com leasing de sedãs, perua e cupês

audi-a4-avant-2017-9 EUA: Marcas de luxo preocupadas com leasing de sedãs, perua e cupês

A mudança na preferência do consumidor americano por carros grandes, notadamente SUVs, está preocupando as marcas de luxo presentes no país. O problema nesse caso é o leasing. Há três anos, os utilitários esportivos representavam 42% desse mercado, mas atualmente 56% das vendas são de crossovers e SUVs.



Por conta da gasolina barata, os americanos estão buscando mais SUVs e igualmente mantém o ritmo bom de vendas de picapes. Mas, quando se considera o leasing praticado nos EUA, surge então um problema. Quem vai querer luxuosos sedãs, peruas e cupês seminovos? Acontece que há três anos, a preferência pelos utilitários esportivos era grande, mas não tanto quanto agora.

Isso significa que o consumidor americano está se afastando de outros tipos de automóveis para se concentrar nos grandinhos ou grandalhões com tampa no bagageiro e bons ângulos de ataque e fuga. Por isso, agora que os contratos de leasing de três anos estão se encerrando, as marcas de luxo se preparam para uma enxurrada de devoluções (sem ônus para o cliente, diga-se de passagem) de sedãs, peruas e cupês.

Como não há muito interesse neles, mesmo no mercado de carros usados, ter essa frota extra e sem giro nas mãos, se converterá em um problema grave para alguns fabricantes. As marcas de luxo já sabiam disso e algumas delas já haviam alterado seus planos de financiamento e aluguel.

mercedes-benz-classe-s-2018-6 EUA: Marcas de luxo preocupadas com leasing de sedãs, perua e cupês

A BMW reduziu a atratividade em seu arrendamento, que antes até permitia aos clientes reduzirem suas taxas de juros com resíduos menores. Já Volvo e Jaguar passaram a caçar clientes de outras marcas oferecendo descontos e promoções para quem tiver leasing de terceiros, pagando até 6 meses de prestações ou dando US$ 4.500 de bônus.

A questão principal é que o americano mudou e o mercado também. Enquanto Audi A4, Mercedes-Benz Classe S e Lexus GS caem, do outro lado, Audi Q5, Mercedes-Benz GLE e Lexus GX sobem nas vendas. Dessa forma, os antigos contratos para outras categorias de automóveis deverão empurrar um volume enorme de usados e os novos poderão sofrer um impacto direto na relação oferta e demanda.

Provavelmente, ficará mais difícil financiar e arrendar um carro de luxo novo no mercado americano até que os estoques de seminovos estejam em equilíbrio com a demanda. Para Scott Keogh, presidente da Audi America, explica: “Não é necessariamente a grande quantidade de veículos, é a mistura dessas inundações de veículos”, em referência ao retorno dos carros do leasing. O executivo completa: “Você está jogando todos esses carros no mercado alguns anos depois que ele [mercado] evaporou e saltou para SUVs”.

[Fonte: Carscoops]

 

 

  • Louis

    Se ninguém quer sedans usados, caem os preços. O mercado se regulará sozinho.

    • th!nk.t4nk

      Sim, mas a montadora vê seu lucro diminuído com a revenda do carro, e acaba repassando esse “prejuízo” sob a forma de condiçoes menos interessantes de leasing pra futuros consumidores de sedãs, peruas e cupês. É ruim pra quem gosta destes tipos de carros e está pensando em pegar um zero km (embora momentaneamente seja bom pra pegar um usado sim).

    • DINEIROO

      Eles simplesmente param de fabricar/alugar etc… pronto, mercado regulado.

    • D136O

      sim, mas o problema não é o mercado e sim o prejuízo que eles vão ter pra desovar esses seminovos, fora as vendas dos novos que já estão ruins e vão ferrar de vez com usados muito baratos.

    • Antonio_Brust

      A tal da “invisible hand” não existe.

  • Junio Tavares Silva

    manda pra cá a preço de ouro que os manu caem matando

    • Ⓜ️arcelo

      Isso mesmo, é só o desgoverno brasileiro fazer uma acordo temporário para dar lucro as montadoras mandando semi-novos pra cá a preço de ouro

      • D136O

        e colocando um IPI de 50%

  • Neto ®

    Gente, nao sei se eh realmente uma novidade (pra mim eh) mas o ix35 esta sendo vendido por 94 mil e com teto solar de série em todas as versões. Parece que a caoa não vai ficar dormindo no ponto viu…

    • Rubem

      efeito compass.

    • kravmaga

      Em 2012 eu me lembro bem do ix35 0 km custar 99 mil reais !

      Deve ser um dos poucos carros que baratearam em reais (nem apliquei correção monetária) em 4 anos !

    • T1000

      94mil por interior de hb20, ate o creta tem interior melhor, mas fazer o que, o pessoal compra.

    • th!nk.t4nk

      Pro carro que é, esse ix35 está caríssimo. É basicamente um hatch simples levantado. Um veículo ruim de espaço interno, simplório ao extremo e cheio de economias de projeto. Está muito mais pra um Ecosport do que um Compass. Até hoje nao entendo como a Hyundai conseguiu forçar esse carro no mercado brasileiro com o preço praticado, parece uma cegueira coletiva.

  • CanalhaRS

    Mandem uns dois desses usados de brinde aqui pra casa, eu assumo o IPVA e a manutenção e o fabricante tem duas preocupações a menos…hehehehe

  • REDDINGTON

    As peruas só respiram na Europa…não como antes, mas ainda vivem.

  • Mario Nobile

    Que inveja desse mercado, ninguém fala em up, Mobi, Onix….. Quando teremos um igual? Líder de vendas: F150, animal!

    • Louis

      Nunca teremos um mercado igual ao dos EUA. A cultura do povo norte-americano os leva para a eficiência, alta produtividade, meritocracia. A produtividade deles é mais de 4x a nossa.
      Já nossa cultura é de povo que gosta de assistencialismo, coitadismo, povo só quer saber de ajuda, AJUDA, muitos direitos e nenhum dever, povo aqui parece aqueles filhotes de passarinho no ninho, abrindo o bico para ganhar comida da mãe.

      • Dario Lemos

        Povo colono se comporta assim.

      • octavio cesar godoy

        Louis, concordo plenamente com voce

      • Luis Burro

        Mais ou menos né!Tem um monte de subsídios por lá tbm,isto é moeda de troca pra tdo.Humano q não tentar ou esperar por ajuda deve ser estudado.

      • Guedes

        Meritocracia? conte mais sobre a sistema de ensino dos EUA, notadamente as faculdades. Quem não tem dinheiro pra pagar faculdade nos EUA, não faz. Isso é meritocracia?

        • Felipe Silva

          Existe um programa de bolsas muito forte na maioria das faculdades e eles podem financiar os estudos com taxas muito baixas e prazos longos.

          • Guedes

            Entendo que bolsas contemplem uma minoria. a PUC no Brasil também dá algumas bolsas, mas o grosso é de alunos que pagam. Financiar também demanda ter dinheiro, ou seja, só faz faculdade quem tem dinheiro.

        • ObservadorCWB

          Antes de escrever procure se informar. A Meritocracia está presente nas bolsas por desempenho acadêmico, desempenho esportivo e até na busca pela bolsa dos estrangeiros……acaba sendo mérito em alguma coisa de qualquer maneira. Agora, ficar sentado e esperando não leva lugar nenhum lá.

          • Guedes

            óbvio que as bolsas caem na faixa de meritocracia. a questão é: de 300 milhões de americanos, quantos ganham bolsa? te garanto que a porcentagem não deve alcançar os 2 dígitos.
            Aí vem aqui dizer que isso é meritocracia?

        • Cosi fan Tutti

          Eu acredito que seja mais eficaz que o nosso sistema (vale lembrar que eles ja tiveram cotas, e desde o seculo 18 tem universidade so de negros, tambem). Mas a forma como escolhem, vc podendo mandar suas notas pra varias universidades e ser “escolhido” por elas, e ainda ganhar bolsa gratuita, dependendo, mas se paga, existe financiamento. O nosso sistema sim é cruel, onde quem estuda em escolas melhores a vida toda tem 40% de mais chance de pegar vaga numa universidade pública gratuita não importa a renda que tiver, ou seja, tem cursos que mais de 80% das vagas são ocupados por pessoas de alta renda que não pagam um centavo enquanto pobre fica chupando dedo, sendo que no Brasil pobre paga mais impostos (sabemos que nosso sistema de impostos é o contrario do 1º mundo, pagando mais no consumo e menos na renda, ate nos Eua quem tem mais grana paga IR e imposto na herança maior que aqui). Qual é mais injusto?

        • Louis

          Ter dinheiro lá é mérito. Quem se esforçar por lá, consegue. E o ensino básico é de qualidade e gratuito.

          • Guedes

            Não, o ensino básico não é de qualidade. High School americanos são piores do que o ensino médio privado no Brasil. Quem me disse isso foi uma professora de literatura americana da minha faculdade UERJ que é casada com um americano e morou nos EUA.
            é só você ver o nível de “ignorância” dos americanos em relação ao mundo. São alienados.

            • Louis

              UERJ, aquele antro de comunistas? Tem muita credibilidade mesmo.

              • Guedes
              • Guedes

                Só rindo mesmo do seu comentário.

                • Louis

                  UERJ Falida. Melhor estudar na Unip, pelo menos tem aula.

              • Guedes

                veja os comentários do link que te mandei, de gente que estuda nos EUA:
                “Nani29 de julho de 2011 10:37
                Renato, achei esse post interessantissimo! Eu faco faculdade aqui tb e assim como voce, eu e minhas amigas que fazem faculdade aqui nos EUA, tambem sentimos essa facilidade para tirar notas altas. Eu lembro de ter americanos em aulas de redacao desistir da aula porque estavam tirando notas baixas. Nao tinham a minima nocao de como fazer uma redacao, nem mesmo escrever direito. Aulas de anatomia, nossa, eles aprendendo na lingua deles tinham dificuldade, e eu que falo portugues, tirava soh A. Eles realmente se surpreendiam. “como que a menina de outro pais tira A em todas as provas e a gente nao consegue”? Mas apesar de eu sentir uma invejinha por parte deles, eu nunca senti esse tipo de inveja malvada que voce sofre dos alunos que estudam com voce. Pelo contrario, eles realmente me tratam super bem. E quando to com medo de algo, alguma apresentacao e coisa parecida, eles me dao a maior forca. Tanto hispanicos, quanto Americanos e Nativos- Americanos (tem muitos no Estado que moro agora). Gracas a Deus nunca tive problemas com os alunos. Mas confesso que jah notei sim algumas caracteristicas de comportamento de hispanicos que voce colocaou aqui. Jah vi sim acontecer de varios chegarem atrasados na aula, usarem laptop e ficar no fb enquanto a professora ta dando aula… isso me irritava. Mas por outro lado, acho que esse comportamento depende do professor. Era muito rado um professor ou professora aceitar esse tipo de comportamento. Alguns tiravam pontos dos que chegavam atrasados ou iam embora antes da aula terminar. E esculachavam quando tinham que esculachar dando licao de moral nesses alunos. Entao existe sim professor rigido aqui.
                Quanto a matematica, eu tive estudei em escola particular no Brasil e tive tudo no colegial (ensino medio), soh que na epoca eu colava, nao aprendia nada. Entao quando entrei na aula de algebra aqui eu entrei em desespero de ver aquilo tudo de novo. Cheguei a chorar quando cheguei em casa nos primeiros dias de aula. haha
                Meu marido com paciencia me ajudou, e aos poucos fui aprendendo e pegando gosto. Tambem soh tirei A’s. Tive apenas duas aulas de algebra porque as anteriores eu consegui “eliminar” depois que fiz um teste na propria faculdade pra saber que nivel eu estava. Entao eu nao precisei fazer a aula de algebra onde tinham apenas coisas basicas como fracoes e equacoes. Eu jah pulei pro nivel acima. Talvez de voce tivesse feito esse teste, tivesse eliminado essas aulas que teve que fazer. Nao sei se depende da faculdade, mas as duas que eu estudei aqui (em dois estados) ofereciam esse teste pra gente saber em que nivel estamos em matematica, reading and writing.

                Quando aos Americanos serem “fraquinhos” na faculdade, e terem dificuldades em tirar notas altas, eu tenho uma explicacao para isso. Algumas amigas minhas que sao brasileiras jah estudaram em High School aqui nos Eua e elas dizem que eh muito, muito mais facil do que no Brasil. Enquanto no Brasil nos temos que passar os 3 anos de High School fazendo fisica, quimica, matematica, e tudo o mais como materias obrigatorias, aqui nos EUA eles nao sao obrigadoa a fazer todas. Eles tem uma lista e um limite de creditos que tem que escolher. Por exemplo: eles estipulam que um aluno no High school tem que fazer pelo menos 3 creditos de aulas em ciencias, 6 creditos em aula de arte, e assim vai. As vezes eles ateh podem escolher entre uma materia e outra. Ou seja, claro que eles escolhem as mais faceis, como por exemplo Arte ao inves de Quimica ou writing. Aih chegam na faculdade assim “crus” sem nocao de nada. Enquanto que nos brasileiros, que tivemos todas essas aulas no Colegeil, tiramos de letra.

                Numa estatistica de paises com ensino escolar forte e preparado, os EUA estao bem abaixo de paises na Europa, e ateh mesmo abaixo do Brasil.

                Eu realmente aproveito neh. De 13 aulas que fiz pra pre-requisitos aqui de enfermagem, todas eu saih com A. Mas dizem que o programa de enfermagem eh rigido, entao nao sei como me sairei.”

                • Louis

                  Agora pegue um estudante brasileiro médio, de escola pública, e compare com um estudante norte-americano médio… Brasileiro não sabe fazer nem uma regra-de-três.

          • Guedes

            Vocês andam vendo muito filme ou esses canais de Youtube de brasileiros que vão morar nos EUA pra fazer faxina, ganham em dólar e acham que ficaram “ricos” quando voltam pro brasil?

            EUA é uma sociedade de consumo muito bem estruturada, mas não é meritocracia mesmo.

        • duhehe

          UÉ, é a regra do jogo, todos já nascem sabendo disso.
          Fale me mais sobre a como é justo e meritocrático também o pai que paga 27,5% de IR, mais 40% de imposto no 1.0 que precisa ( tema do blog, para citar 1 item) e seu filho também não entra na faculdade publica, bancada pelos impostos que ele paga.
          Te garanto que esse pai pudesse escolher não pagar 27,5% e sim 7,05% e pagar 6% ( quando muito) de imposto ao invés de 40% no 1.0, este pagaria com gosto 15k por ano para seu filho fazer faculdade.

          • Guedes

            Eu não falei que o Brasil era um país onde se reina a meritocracia, falei? Muito pelo contrário, aqui meritocracia não se aplica.
            Meu ponto é que nos EUA também não é “regra” essa tão apregoada meritocracia.

            • duhehe

              Não disse, só quis fazer um paralelo.
              Assim como aqui, lá um pais muito grande e com realidades completamente diferentes entre lugar x e y.
              Mas acho que lá o valor da ”moral” é muitíssimo forte, “moral” que o pessoal confunde com mérito, já aqui embaixo, ngm nem sabe oq significa.

      • Speed Racer

        Palmas de pé amigo, disse tudo! O povo brasileiro anda preguiçoso, tudo ele acha difícil ou trabalhoso, só pensa em serviços gratuitos, quer viver de esmola, não empreende, têm medo, não investe em cultura, não gosta de música bem feita pois dá preguiça interpretar a letra. É por aí vai…

      • Antonio_Brust

        As vezes tenho a impressão que não moro no mesmo país dessa galera. Aonde eu moro, pobre não tem nenhum direito e é cheio de gente que rala umas 10h por dia para ganhar um salário mínimo, não importa o quanto se esforce. Caso a pessoa estude e faça uma faculdade, o salário pode até aumentar um pouco, mas continua pobre e ainda perde promoção pra sobrinho do Diretor(Meritocracia?). Quem é rico, assim o é por causa de herança ou por causa das influências da família no aspecto político e empresarial local.

        Aqui, empresas oferecem menos de um salário mínimo pra trabalho freelancer. E quem não aceitar é chamado de vagabundo. Aqui, faculdades públicas andam capengas em ensino e pesquisa, fazendo migrarem para o exterior brasileiros capacitados que poderiam contribuir com o desenvolvimento local. Mas caso o governo injete uma migalha, aí tem estardalhaço pois faculdade pública é “antro de comunistas”.

        Aqui, as dívidas de IPVA bilionárias das empresas de ônibus são perdoadas. Mas quando se aumentou um pouco (uns 20 reais) o assistencialismo para famílias que vivem na miséria, houve estardalhaço.

        Que país é esse onde o governo banca a gente e basta ser um coitado para viver com conforto, além de ser cheio de direitos? Me mudo pra lá amanhã.

        • Louis

          “Que país é esse onde o governo banca a gente e basta ser um coitado para viver com conforto, além de ser cheio de direitos? Me mudo pra lá amanhã.” Cuba é um bom exemplo dessa maravilha que você citou, pelo menos na teoria.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    “agora que os contratos de leasing de três anos estão se encerrando, as marcas de luxo se preparam para uma enxurrada de devoluções (sem ônus para o cliente, diga-se de passagem) de sedãs, peruas e cupês.”

    Pois é…

    • joao vicente da costa

      Aqui, como sempre, todos os lados tentaram se dar bem e deu no que deu.

    • José Barbosa

      Fiz leasing uma vez na vida para nunca mais. Aqui no Brasil virou instrumento para poder cobrar multa caso se queira antecipar parcelas ou liquidar o contrato. Devolver o bem? Nem pensar!

      • duhehe

        É como a maioria do povo que não quer dar dinheiro para o governo ”esquentando” compra suas naves, para todos os efeitos, é do banco.

  • Ricardo

    E a minoria inteligente sendo prejudicada pela maioria burra!

    • Guedes

      Idiocracia!

    • ObservadorCWB

      ??????????? Se os caras preferem SUVs, por que seriam “maioria burra” ? Só vejo maioria burra dentre os “eleitores brasileiros”, que levaram pelo menos três presidentes acéfalos ao cargo.

      • Ricardo

        Acho que no meio ser humano a maioria sempre é burra! Só ver o estado do Planeta!

  • Fabio Monteiro

    Coloque a política brasileira lá, com sua política de preços do combustível, igual ao Brasil, para que os americanos, mudem completamente essa ideia de carros grandões e gastões, simples assim.

    • Maycon Farias

      Verdade, capaz do 500 e outro pequeninos assumir a liderança.

  • Fabão Rocky

    “Quem vai querer luxuosos sedãs, peruas e cupês seminovos?”
    Traga p/ cá q eu quero!!!

  • Fabão Rocky

    Infelizmente as montadoras estão a cada dia mais lançando um “SUV” novo no mercado. Se bem q os americanos sempre gostaram de carros grandalhões, porém aqui no Brasil a preferência sempre foi por carros compactos. Mas como carro aqui na banânia é sinônimo de status, mta gente compra esses altinhos beberrões p/ ostentar. Bons tempos das belas peruas, dos belos cupês e dos belos sedãs de 2 portas.

    • Cosi fan Tutti

      Eu acho que o povo que compra Corolla achando que ta num Mercedes, esses sim compram pra ostentar. Quem quer Suv so quer ter um carro mais versátil mesmo por dia a dia e pra enfrenta as ruas lunares que temos.

      • Fabão Rocky

        Cara, esse papo é furado! P/ enfrentar nossas ruas lunares, até um Uno Mille pé de boi enfrenta e 90% dos compradores de SUV só usam o carro p/ ir ao shopping.

        • Cosi fan Tutti

          Uno pé de boi? kkk quem fala em Uno é pq nunca andou em um, que conforto esse carro tem? Um SUV anda bem e ainda te da conforto e é alto. São carros extramente versáteis.

          • Fabão Rocky

            SUV confortável? Isso pq vc nunca entrou num bom sedan. SUV n faz curva c/ precisão, n tem estabilidade, é beberrão e tem porta-malas digno de um hatch. SUV alto são os SUVs de raiz, os verdadeiros off-roads c/ bons ângulos de ataque e saída, mas SUV nutella de alto só tem a carroceria e o perfil dos pneus, pq a altura do assoalho p/ o chão é quase a msm coisa de um carro de passeio.

            • Cosi fan Tutti

              SUV é “sport utility vehicle”.

            • Cosi fan Tutti

              Vc tá falando de qual suv?

  • Luis Burro

    Ué,manda pro Brasil ou pro México,acho q ngm vai reclamar nestes países.

  • RED883

    A mesma coisa aconteceu em 2008/2009 quando teve a crise mundial e o maior preço do petróleo, quando migraram dos beberrões para os econômicos. Reclamavam que nao teriam como desovar os beberrões no fim do contrato de leasing.
    Fiquem tranquilos, o mundo não acabou…

  • kravmaga

    Aqui no Brasil os SUVs estão vendendo cada vez mais por causa do barateamento da gasolina, ops, a gasolina só tem encarecido…

  • Luis Carlos K.

    É uma preocupação pertinente. Pelo visto se deram conta que o conceito SUV veio para ficar, não é apenas uma modinha passageira como diziam os “entendidos” de antigamente. Nos sites brasileiros ainda temos “experts” repetindo esse mesmo discurso.

  • Cosi fan Tutti

    O que é viver num país com mercado capitalista maduro, em detrimento de um que engatinha ainda pra chegar lá kk é triste e insano ao mesmo tempo. Que pena o planeta ser tao desigual, deve ter algo maior por trás pra tudo ser assim.

  • afonso200

    tras pra cá

  • Speed Racer

    Não gosto de SUVs, pesados, altos, bebem mais, andam menos etc.

  • DinhoRoxxx

    Até classe S cair nas vendas, nao sei se tem algum suv do trio alemao com o mesmo requinte, talvez apenas range rover vogue

    • th!nk.t4nk

      O GLS é animal em conforto, mas é feio pra burro. Em termos de SUV de luxo o Q7 é a referência do trio, pelo menos até a BMW apresentar o X7. Esse creio que vai virar o jogo, mas a Audi nao vai deixar barato.

  • leitor

    Se eu morasse por lá gostaria de ter um desses. Sem contar que gostaria de ter outro modelo também. Um pequeno pra mim e pra madame e um desses pra andarmos todos juntos ou algum lugar que fosse mais adequado.

  • Hodney Fortuna

    Lá nos EUA carro é visto apenas como produto de consumo. Aqui no brasil SUV é considerado status social!

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend