EUA Finanças Mercado

EUA: consumidores estão financiando carros em sete anos

EUA: consumidores estão financiando carros em sete anos

Quando pensamos no mercado automotivo americano, uma coisa sempre vem à mente, o famoso lease. Lá, é fácil obter esse tipo de negócio com mensalidades baixas e sem compromisso de ficar com o carro após três anos.


No entanto, uma boa parte do mercado ainda está no financiamento tradicional e, o que tem surpreendido os analistas, é que um terço dos consumidores que pegam dinheiro emprestado vão para contratos de mais de seis anos.

O plano de sete anos surge como destaque nesse meio, fazendo com que muitos busquem mensalidades baixas e um prazo a perder de vista para ter um carro novo na garagem, de acordo com um levantamento.

Pela realidade americana, tomar empréstimos de sete anos para carros novos não é uma boa ideia, já que a depreciação nos EUA é muito elevada, já que se trata de um mercado consolidado (diferente do nosso…) e por isso é preciso que haja rotatividade.


Então, com perda expressiva de valor, financiar um carro a longo prazo é perder dinheiro na “América”. Isso sem contar juros maiores (que são módicos em comparação ao que se paga em financiamento no Brasil), que acrescentam US$ 2.000, por exemplo, ao financiamento de sete anos de um carro de US$ 37.000. Mas, por que eles estão fazendo isso?

EUA: consumidores estão financiando carros em sete anos

No mercado americano, uma boa parcela dos consumidores possui o costume de comprar carros cada vez mais caros quando resolve trocar de automóvel. Só que a maioria não pode pagar por isso em prazos menores e muito menos à vista. Então, se a mensalidade cabe no bolso, ele tem que fazer em prazos mais longos.

Lá, as menores prestações estão nos planos de sete e oito anos. Por isso, os americanos em busca de um carro maior e melhor, pagam um pouco a mais num financiamento longo para não impactar sua economia mensal.

Outro fato que impulsiona isso é a estabilidade econômica dos EUA, que preserva muitos empregos e dá confiança ao consumidor de assumir um contrato tão longo. O ticket médio do mercado automotivo americano é de US$ 37.782 atualmente.

[Fonte: Carscoops]

 

 

EUA: consumidores estão financiando carros em sete anos
Nota média 3.3 de 9 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Cleidson

    Depois é só o brasileiro que quer se exibir pro vizinho com um carro que não tem condições de pagar. Esse SUVs e picku-ups custam uma fortuna e uma boa parte dos consumidores compram sem ter condições de pagar.

    • th!nk.t4nk

      Brasil e EUA têm mais em comum culturalmente do que muita gente imagina. A diferença é que os americanos têm mais gordura pra queimar. Mas também é verdade que a economia deles é baseada em débito, com formação de bolhas, e de tempos em tempos alguém precisa pagar por isso. Vamos ver quando vem a próxima crise, porque provavelmente tá próxima.

      • Os argentinos investem em dólar durante a crise deles e os americanos tem de investir em q para escapar dessa futura crise?
        Na época que o dólar estava 2,3 aqui era para eu ter comprado kkkkkkkkkkkk

        • SDS SP

          Enquanto o dólar for a moeda de reserva mundial, é uma boa comprar e deixar embaixo do colchão rs, principalmente nos latinos americanos.

        • TchauQueridos

          Argentinos não compram dólar pra sair da crise, compram dólar para escapar da altíssima desvalorização da moeda local (peso), usam o dólar como um termômetro para a economia e para manter o comercio internacional, afinal se o peso não vale nada, em uma transação qual moeda os demais países irão aceitar como pagamento? Certamente o dólar.
          Assim como era no Brasil antes do plano Real e com as inúmeras trocas de moeda, muitas pessoas, comércios, vendedores, etc, usavam o dólar como moeda para não sofrer com a bruta desvalorização que as moedas no Brasil sofriam.
          Pois é uma moeda muito estável e confiável, e não sofre tantas interferências do mercado, afinal o dólar existe desde 1776, e usado como moeda mundial a quase 100 anos.
          Assim como para as pessoas o dólar traz segurança, para um país muito mais.

        • HENRY ME

          Ouro

      • SDS SP

        A inadimplência está em níveis recordes.

      • vicegag

        O problema aqui, é que SEMPRE estamos pagando por isto, ou seja lá vai formando a bolha, que de vez em quando estoura, aqui vivemos no ESTOURO.

      • A diferença é que os americanos investiram no que interessa: Forças Armadas e capacidade de negociação.

      • HENRY ME

        Acredito máximo em 3 anos .

    • mjprio

      Sinceramente não acho que o norteamericano seja assim. Na verdade, os povos de origem anglo saxã. Na verdade acho que estamos acostumados a ver os EUA do ponto de vista da Flórida, onde a presença latina é grande e tem mais a ver com o que vc falou.
      O norteamericano em geral tem outras prioridades.

    • TchauQueridos

      Deve ser tudo brasileiro que foi morar na América.

    • PrGirafales

      tem um youtuber BR que mora a decadas nos EUA que vive fazendo videos de carros em leiloes, que ele compra e revende e tem muuuuita coisa, mas muita mesmo

  • comprava usado e trocava todo ano por outro usado. carro usado barato e novo q não falta.

    • Rico Humilde

      No norte dos Estados Unidos os carros apodrecem muito rápido.

      • Rafael Oliveira

        Exato! Tem muito carro ruim, mas os bons tem mercado. Tem uma empresa que compra o carro praticamente sem ver, se for fechar o negócio eles mandam o guincho pegar e o cheque de pagamento. Na hora o motorista do guincho apenas valida se é o mesmo carro.

      • sigma7777777

        Apodrecem? Por que? Por causa do clima frio?

        • TchauQueridos

          Acredito que o amigo se referiu a neve e sal que jogam nas ruas.
          Tão corrosivo quanto a maresia enfrentada em cidades litorâneas brasileiras.

          • João Silva

            Mais corrosivo que a maresia, pois é o mesmo que entrar de carro na água do mar e não somente sofrer a influência do mar trazido pelo ar e vento…

        • duhehe

          Alem da neve por si só, eles jogam sal nas ruas e estradas para que a neve que cai se transforme em agua e seja escoada pelo sistema fluvial.
          Quem é mais preocupado ao chegar em casa joga um pouco de água doce nas partes baixas do carro para amenizar.

  • El Gato!

    Não concordo com a abordagem da matéria. O leasing sempre foi uma excelente opção para o americano, que não imobiliza recurso (aplicando o montante) e paga um juro irrisório.
    Comparar Brasil e US é covardia. Aqui, em um financiamento de 5 anos, você paga facilmente 2,5x o valor do bem. Lá, em um financiamento de 7 anos, se paga menos de 5% do valor do bem em juros.
    Aqui sim, se parcela para mostrar carro para o vizinho. Lá, se parcela para aplicar o valor que pagaria no carro zero, obtendo rentabilidade maior que o juro do leasing.

    • Luconces

      Mais ou menos, quanto maior a duração do leasing ou financiamento mais você paga juros, ele pode variar de 2.8% até 6.4% ou mais se passar dos 70 meses. É algo considerável haja visto que lá o carro desvaloriza bem mais, você tá pagando 6.4% de juros do valor cheio em um bem que pode chegar a valer 1/3 do valor inicial. A média é na casa dos 50% do valor inicial mas algumas marcas vão pro chão no setor de usados incluindo aí Cadillac e Alemãs.

      • TchauQueridos

        No br você paga 150% de juros em 5 anos, e após 6 ou 7 anos seu bem se desvalorizou muito mais.
        Um bom exemplo é o Ford Fusion, zero Km a partir de 150k, usado despencou!

        • MarcosGojira

          Captiva tb, custava 99 mil e hj é encontrado por 26 mil

    • Leo

      Imóvel aqui a maioria paga 3x o valor!

  • Luconces

    Conheço pessoas que andam de F-150 Limited mas financiadas em 80 meses, daqui 2 anos trocam em outro financiamento e vão levando. Curiosamente meu chefe tem uma GMC Sierra Denali 2019 financiada nessa maneira da matéria, 0 de entrada e em 84x, paga 373 bi-weekly. Quando eu perguntei o motivo dele encarar um financiamento alto desse a resposta foi que não pesa no bolso dele… ¯_(ツ)_/¯

    • Rico Humilde

      Mas essa é a lógica do financiamento nos dias de hoje: não pesar no bolso.
      Tem gente que diz que só compra à vista, não paga juros pra banco etc, tentando incorporar um certo moralismo ou uma postura de boicote aos bancos.
      É uma piada, porque é absurdamente insignificante. Hoje os bancos dominaram tudo, precisamos de seguros e mais seguros, e logo em breve todas as aposentadorias serão privadas (as dos funcionários públicos já são desde 2013).
      Logo, é até vantajoso para nós mesmos que eles lucrem… A economia fomenta, os investidores lucram, e as futuras aposentadorias se garantem.

      • Luconces

        Eu não vou mentir, sempre achei estranho a pessoa financiar em 80 meses, hoje eu entendo quem faz isso, no caso acima, meu chefe vai ficar com o carro e provavelmente deve quitar antes com algum bônus da empresa mas se realmente for algo encarado como um custo mensal fixo dentro do orçamento familiar eu não vejo tanto problema. Eu não faria algo do tipo, 40 meses eu já acho muito mas vai de cada um.

      • TchauQueridos

        Aposentadoria de funcionário publico é regido pelo sistema de previdência própria!
        Seja fundos de pensão, do município ou do estado. Petros, Postalis, SSPREV etc…

        “A São Paulo Previdência é vinculada à Secretaria da Fazenda e sua total implantação visa a adequação dos benefícios previdenciários aos requisitos e critérios fixados pela legislação federal para o regime próprio de previdência social, além da manutenção permanente do cadastro dos beneficiários e a gestão dos fundos e recursos arrecadados. É vedada por lei a atuar nas demais áreas da seguridade social, sendo sua função única e exclusiva o pagamento de aposentadorias e pensões de servidores públicos e militares do Estado de São Paulo.”

    • Rafael Yashiro

      “373 bi-weekly”… Fiquei curioso, é isso mesmo que a frase diz, ele paga esse valor a cada duas semanas?

      • Luconces

        Sim, pagamento feito a cada duas semanas. Sai mais barato do que fazer o pagamento mensal normal. Tem também o pagamento semanal.

      • th!nk.t4nk

        Nos EUA muitos contratos de trabalho pagam por semana, ao invés de serem mensais, por isso há produtos desenvolvidos especificamente pra estas pessoas.

  • Acho que esqueceram de falar que nos Estados Unidos o crédito pessoal é uma coisa muito levada a sério. Ou seja, uma pessoa com um bom crédito tem mais chances de financiar coisas bem mais caras como casas e até pedir empréstimos com juros mais em conta. E uma ótima maneira de dar um up nisso é financiando carros, que como podemos ver, são bem mais baratos e poderiam ser pagos a vista se os americanos quisessem, porém tem essa vantagem que citei. Bem diferente do Brasil…

  • SDS SP

    Só que o delinquency (mais de 90 dias com parcelas atrasadas) está em níveis recordes.

  • Chap

    Poder de compra diminuindo no mundo inteiro, a classe média sendo empurrada para a pobreza em países desenvolvidos e também nos intermediários que estão desenvolvimento. São os especuladores querendo recuperar a desgraça que eles próprios fizeram no mundo em 2008. O capitalismo está por um fio, ele precisa ser repensado e ajustado para não acabar criando uma coisa horrível em um futuro breve.

    • CanalhaRS

      Você não leu o texto, né?
      “No mercado americano, uma boa parcela dos consumidores possui o costume de comprar carros cada vez mais caros quando resolve trocar de automóvel.”
      “Por isso, os americanos em busca de um carro maior e melhor, pagam um pouco a mais num financiamento longo para não impactar sua economia mensal.”
      “Outro fato que impulsiona isso é a estabilidade econômica dos EUA, que preserva muitos empregos e dá confiança ao consumidor de assumir um contrato tão longo. O ticket médio do mercado automotivo americano é de US$ 37.782 atualmente.”

      A classe média norte americana compra carros cada vez mais caros e você vem dizer que estão sendo “empurados para a pobreza”?
      kkkkkkkkkkkkk…..

      • Selsu Brass

        Compram carros cada vez mais caros mais financiam tudo, assim até eu compro uma Ferrari no Brasil. O poder de compra dos americanos está diminuindo lentamente sim. A taxa de empregos está boa, mas ao custo da redução de impostos das empresas pelo Tramps. Mas essa conta logo logo vai chegar segundo vários economistas, e vai ser muito pior que a crise de 2008. E os EUA devem quase 23 trilhões de doletas…. e vão empurrando com a barriga essa dívida, que a cada ano sobe mais.

        • Fernando Oliveira

          Vc só esqueceu de um detalhe: O dono da impressora de dólares são os EUA.
          Enquanto o dólar for encarado pelo mercado global como uma “commoditie”, eles estarão sossegados, ainda mais que a inflação que esta impressão de dólares geraria não se dará no seu território.

    • MarcosGojira

      “O capitalismo está por fio”
      Pô cara, tive um dia péssimo, jamais achei que um site de notícia seria capaz de me arrancar uma gargalhada, a essa hora da noite. Obrigado, amigo.

  • Paulo Henriq

    eu em particular pensava em ‘LEASING” mas beleza

    • Fellipe Z

      Problema do leasing é que quando vc coloca seguro e outras condições o preço vai pra 400-500 por mês num carro legalzinho (A3, classe C). Isso fora poder andar 7mil milhas por ano. E quando vc vai devolver o carro tem q estar em perfeito estado. O leasing parece legal, mas se vc pensar bem com pouco juros esse financiamento é melhor. Aí depois de 3 anos vc vende e pega outro financiado do msm jeito.

      • th!nk.t4nk

        Isso, o financiamento tradicional ainda tem menores juros. Mas tem que fazer as contas viu. Estou em meu segundo leasing, e vi vantagem. Teoricamente perco um dinheiro ao fim do contrato, mas eu só sairia no positivo no caso do financiamento se eu revender bem o carro posteriormente. Se for pra vender mal, pode acabar saindo até pior do que o leasing. Como não tenho paciência pra negociação, eu costumava ficar no prejuízo. Agora simplesmente pego o leasing, e no fim do contrato de 24 meses devolvo o carro, sem nenhum stress. Da última vez tinham até uns raladinhos no pára-choque, mas não cobraram nada. Outra vantagem é que muitas montadoras oferecem um seguro próprio mais barato pra quem pega leasing direto com eles. Entao tem que calcular bem pra ver o que vale mais a pena, pois cada caso é um caso.

    • Ermenegildo Arimatéia

      Leasing só é vantagem pra quem tem empresa, frota grande, maquinário pesado, caminhões, ônibus, etc…Se for pra voce comprar apenas um carro, as vantagens se perdem pelo meio do caminho.

  • Paulo Henriq

    leasing, Compensa para PJ, os negocios da empresa pagam o financiamentos, quando chega o fim do financiamento, é comum refinanciar o contrato

    • Rico Humilde

      Toda empresa funciona (ou deveria funcionar) assim. As pessoas físicas não tiram do próprio bolso para girar a empresa…

  • Renato

    Ou seja, nos EUA, todos saem ganhando, as lojas e financeiras, que vendem carros novos e ganham nos juros, e o comprador, que paga parcelas baixas e ta sempre de carro novo, e tambem o mercado de semi novos, que vai estar sempre aquecido. Aqui no Brasil, pra variar, a corda arrebenta do lado mais fraco sempre, carros caríssimos, juros altíssimos, e planos curtos. Nós só ganhamos na desvalorização, mas nem isso vale a pena no frigir dos ovos.

  • Rico Humilde

    Lá vale muito a pena… Eles chegam a pagar 4 a 6% a.a. (ao ano), com uma entrada bem baixinha (tipo mil dólares para os carros mais baratos).
    Mas tem um porém muito importante: isso só se aplica para quem tem bom escore de crédito.
    Velhacos e/ou imigrantes não conseguem financiamentos bons de jeito nenhum.

    • Por isso é importante fazer crédito logo após maioridade, e nada melhor do que financiando carros.

    • th!nk.t4nk

      Corrigindo: imigrantes conseguem juros baixos sim (sou prova disso), desde que você tenha um bom emprego e histórico. Ou seja, siga a cartilha pra aumentar seu score. Chegando no país pegue já de cara celular com contrato, pegue também cartao de crédito (mesmo que nao use), previdência privada e faça seguros (principalmente o seguro pra compra futura de imóvel, esse aumenta forte o score). Em pouco tempo tua situaçao muda completamente. Agora, é lógico que logo na chegada ao país ninguém vai te dar grandes vantagens. Tem que ter paciência e se integrar ao estilo de vida local, começar a construir sua vida.

      • SDS SP

        Exatamente. Muita gente tem score ruim e esses entram naquele famoso crédito “subprime” onde os juros são elevadíssimos. Pessoal acha que fritador de hambúrguer vai pegar juros baixos, mas está bem enganado.

    • TchauQueridos

      Na matéria mencionou que 37k acrescentam 2k ao longo dos 7 anos.
      Os juros são bem mais baixos.
      Meu primo chegou a pagar juros de 0.8% a.a.

  • RicardoVW

    “Juros são módicos em comparação ao que se paga em financiamento no Brasil”
    Óbvio e justo!
    Nos EUA financia-se carro de 37.000 em 7 anos, paga-se 39.000 e vende-se por, sei lá, 25.000.
    No Brasil financia-se carro de 37.000 em 7 anos, paga-se 80.000 e vende-se por 20.000.

    • Cesar

      Nos somos mais ricos por isso queimamos dinheiro.

      • RicardoVW

        O país é 1% da população é rico, o resto é resto!

    • Alaor

      Os carros desvalorizam muito mais nos Eua. Esse carro de 37 mil dólares em 7 anos não vale nem 10.

      • RicardoVW

        Ainda assim muito mais vantajoso que para nós!

    • Ganso

      Depois de 7 anos vende por 5 mil. Carro usado não vale nada por lá.

    • Jurandir Filho

      Lá desvaloriza muito mais e outra, só no Brasil povo compra carro pra vender….

    • Ermenegildo Arimatéia

      Se ler a matéria e um pouco de pesquisa, vai ver que o carro usado lá não tem essa valorização toda.

      • RicardoVW

        Melhor ainda para eles!

  • Cincinato

    Interessante a matéria.
    E claro isso deve ser muito mais estudado, porque podem haver mais motivos pelos quais os americanos fazem isso.

    Acredito que o americano que faz esse financiamento, não está apertado e sim direcionando a renda mensal para muitas outras, talvez até em investimentos.

    Parece controverso, mas talvez investir boa parte do salário e deixar uma “parcela mínima” para o financiamento do carro pode fazer sentido para eles.

  • delvane sousa

    Mercado sobrevendido com possível formação de bolha? Sera?

  • yurieu

    Aqui no Brasil tem amoxicilina de graça. é só fazer um auê no posto de saúde que te entregam a receita.

    • Fanjos

      Sou alérgico então prefiro juros baixos em vez de “veneno” grátis

  • Murilo Soares de O. Filho

    Financiar lá em 7 anos é bem diferente que financiar aqui.

  • Licergico

    estranho …tava lendo derrepente acabou .

  • Yuri Lima

    Cara, eu vejo um replay de 2008 em breve nos EUA. Financiamento de carro a longo prazo resulta em estagnação do mercado, pois grande parte dos compradores vai estar “presa” ainda ao carnê do carro sem poder comprar outro. Em outros casos, há ainda a possibilidade do aumento de carros chamados “pokemon” aqueles cujo financiamento não foi pago, e são revendidos mesmo assim por preços super baixos. Geralmente com “papel puxado”.

    • Selsu Brass

      Verdade, o cara que te uma bíblia no porta luvas de prestações que p fechar tem que empurrar com o pé, em seis ou sete anos não vai mais comprar outro veículo, a menos que quite o atual. Bom p economia americana no momento, mas um dia a conta chega, vide crise de 2008.

    • SDS SP

      Também acho e esse dia está cada vez mais próximo. A inadimplência no setor de crédito automotivo está tão grande quanto antes da última crise.
      E a história é a de sempre: parcelas que cabem no bolso é uma armadilha sorrateira.

  • Ermenegildo Arimatéia

    No resto do mundo os juros são baixos, então financiar se torna um hábito comum. Só no Brasil que é um pesadelo necessário.

  • sigma7777777

    Pode criar uma bolha: no primeiro problema econômico ocorrerá um efeito dominó, com milhões impossibilitados de quitar as parcelas, gerando crise no setor.

    • Renato

      Não cria porque la eles pagam as contas, se fosse pra criar, ja teria surgido, porque funciona assim ha muitos anos.

  • Coringa Mexicano

    Bem, a próxima crise será sem precedentes.

  • Racer

    “consumidores possui o costume de comprar carros cada vez mais caros quando resolve trocar de automóvel. Só que a maioria não pode pagar por isso em prazos menores e muito menos à vista. Então, se a mensalidade cabe no bolso, ele tem que fazer em prazos mais longos.”

    Igual ao que ocorre aqui.

  • Jefferson Ferreira

    e pode ter certeza que nesses 8 anos irão pagar menos juros do que o brasileiro em 4!

  • afonso200

    2 mil dolares de jurop em 7 anos,,,,,,,,,, caraca, aqui em 5 anos o cara que pagava um celta pelado pagou 3 celtas, hehehehe

  • Nosce

    estão repetindo os erros que levaram ao quebra quebra de 2008, vai acontecer o mesmo em breve

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email