_Destaque EUA Mercado

EUA: vendas em agosto caem 1,8% por conta do furacão Harvey

toyota-camry-2018-2 EUA: vendas em agosto caem 1,8% por conta do furacão Harvey

As vendas no mercado americano caíram 1,8% em agosto. O impacto do furacão Harvey na região sul do país, afetou diretamente os emplacamentos como um todo no país. Além disso, cerca de 500 mil carros teriam sido danificados pela mega tempestade, isso sem contar os muitos novos que submergiram nas concessionárias dos estados atingidos.



Por conta disso, de acordo com a CNBC, especialistas já falam em alta nos preços de carros usados como consequência de tamanha destruição. A reparação de meio milhão de veículos custará bilhões de dólares e haverá um impacto também nas seguradoras. No caso do furacão Katrina, 570 mil carros foram danificados. Estima-se que os prejuízos com o Harvey de modo geral alcancem US$ 160 bilhões, valor superior ao do Katrina e do Sandy somados.

De acordo com o bilionário Warren Buffet, da Berkshire Hathaway, estima que em torno de 50 mil podem ter perda total por conta do furacão. Embora boa parte dos carros na região sejam segurados, ele estima que as perdas de carros sem seguro também será elevada. Só no Texas, um dos estados atingidos, um levantamento do departamento de trânsito estadual estima em 20% os motoristas sem seguro.

No mercado de carros novos, os EUA no total somaram 1.484.826 automóveis e comerciais leves em agosto, volume 1,8% menor que no mesmo período de 2016. No acumulado do ano, o país está em baixa de 2,7%, somando 11.358.405 veículos emplacados. A estimativa é que o ano feche com 16,13 milhões de carros vendidos.

Chevrolet-Equinox-RS-2018-3 EUA: vendas em agosto caem 1,8% por conta do furacão Harvey

Entre os maiores fabricantes de veículos, GM e Toyota subiram em agosto, registrando altas de 7,5% e 6,8%, respectivamente. Volkswagen e Subaru tiveram altas de 4,6% cada uma, enquanto a Volvo subiu 4,1%. A Jaguar Land Rover subiu 1%. Com exceção destes, apenas McLaren e Tesla tiveram alta com 21,4% e 29,4%, respectivamente. A Mitsubishi chegou a crescer 11,3%, mas quando associada com a Nissan, as perdas chegam a 13,1%.

Nos demais fabricantes, as perdas foram enormes em agosto. A Ford teve a menor queda entre as grandes, reduzindo os emplacamentos em 2,1%. A Honda declinou 2,4%. A Mercedes-Benz caiu 8,5%, mas de todas, a Hyundai-Kia foi a que mais perdeu: 14,8%. A FCA caiu 10,4% e a BMW 8,2%.

Nas marcas individuais, a Alfa Romeo continua com expressivos 2981,1%, mas chegou em 2016. A Genesis, que pertence à Hyundai e com poucos meses de mercado, já acumula alta de 20%. Em relação ao Dieselgate, a VW teve alta de 9,0%, a maior dentre as marcas do grupo, mas a Bentley caiu 46,6%. Essa foi a maior queda entre as marcas premium no mercado americano, em agosto.

Confira abaixo os 20 grupos e as 20 marcas mais vendidas nos EUA em agosto de 2017:

Grupos

  1. GM – 275.552 unidades
  2. Toyota – 227.625
  3. Ford – 209.029
  4. FCA – 177.136
  5. Honda – 146.015
  6. Nissan-Mitsubishi – 108.326
  7. Hyundai-Kia – 107.633
  8. Subaru – 63.215
  9. Volkswagen – 56.836
  10. BMW – 32.669
  11. Mercedes-Benz – 29.183
  12. Mazda – 25.846
  13. Jaguar Land Rover – 9.421
  14. Volvo – 7.994
  15. Tesla – 4.400
  16. McLaren – 85
  17. Outros (Aston Martin, Ferrari e Lotus) – 255

Marcas

  1. Ford – 200.321
  2. Toyota – 196.816
  3. Chevrolet – 196.007
  4. Honda – 132.883
  5. Nissan – 97.340
  6. Jeep – 73.191
  7. Subaru – 63.215
  8. Kia – 53.323
  9. Hyundai – 52.507
  10. GMC – 47.718
  11. Dodge – 43.608
  12. RAM – 43.322
  13. Volkswagen – 32.015
  14. Lexus – 30.801
  15. Mercedes-Benz – 28.954
  16. BMW – 28.111
  17. Audi – 19.811
  18. Buick – 16.811
  19. Cadillac – 15.016
  20. Acura – 13.132

[Fonte: Auto News/Quartz/CNBC]

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend