Esportivos Europa Governamental/Legal Segurança

Europa: Limitador de velocidade pode colocar os esportivos em risco?

Europa: Limitador de velocidade pode colocar os esportivos em risco?

ISA. Esta é a sigla que está incomodando os fabricantes de carros esportivos na Europa. Mas, o que ela significa? Trata-se Intelligent Speed Assistance, que é um limitador de velocidade inteligente, que pode se tornar obrigatório no continente a partir de 2022. Essa imposição está tramitando na Comissão Europeia.


A proposta está sendo avaliada como uma medida eficaz para redução de mortes e feridos em ruas e estradas da Europa e deve ser aprovada até lá. A tecnologia do ISA é baseado em localização via GPS e/ou dados oriundos de leitores eletrônicos de placas de sinalização, item presente em vários carros vendidos na região.

Europa: Limitador de velocidade pode colocar os esportivos em risco?

Assim, quando um automóvel estiver rodando, o GPS/câmera indicará a velocidade limite no local e ajustará a potência do motor para menos, assim como reduzir a velocidade do carro para se ajustar. No entanto, o ISA não será uma imposição de forma imediata.


A proposta da UE é que os carros novos a partir de maio de 2022, deverão portar o limitador inteligente, mas ainda com opção de desativação. Os carros atualizados (facelift) a partir de maior de 2024, também passarão a portar o dispositivo. Para não ficar “refém” do ISA em casos específicos, o condutor poderá acelerar acima do limite para fazer ultrapassagens ou fugir de uma situação perigosa.

Europa: Limitador de velocidade pode colocar os esportivos em risco?

No entanto, nestes casos, alertas visuais e sonoros indicarão a ultrapassagem do limite da via. Então, neste ambiente, como ficam os carros esportivos? O limite de velocidade já se faz presente em carros de alta performance, no caso aqueles de 250 km/h, um acordo de cavalheiros entre os fabricantes.

A Volvo, por sua vez, vai limitar a velocidade de seus carros a 180 km/h no próximo ano. No entanto, nenhum deles chega perto do ISA em limitação de velocidade, pois a tecnologia se baseia nos limites locais. A ACEA, associação dos fabricantes europeus, ainda não se posicionou sobre a imposição deste sistema, mas havia alertado que não há padronização de sinais no continente e muitas placas podem estar encobertas.

Europa: Limitador de velocidade pode colocar os esportivos em risco?

Então, o sistema não poderia fazer uma leitura exata do limite de velocidade local, apontou a ACEA no ano passado. Por ora, a questão ainda está longe de ser votada diretamente no plenário do Parlamento Europeu, estando ainda em análise nas comissões específicas.

Entretanto, sua imposição contraria a proposta dos carros esportivos, visto que é exatamente a performance que faz a diferença nesse caso. Mesmo de saída, o Reino Unido já sinalizou que manterá as mesmas regras impostas na Europa continental após o Brexit.

[Fonte: Motor 24]

Agradecimentos ao Bruno Landim.

Europa: Limitador de velocidade pode colocar os esportivos em risco?
Nota média 3 de 7 votos

  • th!nk.t4nk

    O que se fala a respeito aqui na Europa é que nao será nenhum apocalipse, já que será possível desativar o limitador facilmente. Mesmo assim creio que não será fácil passar a exigência, pois o povo aqui curte muito andar rápido (e têm a estatística de poucos acidentes a seu favor). Mas o limitador não afetaria só esportivos não: hoje em dia a maioria dos modelos médios passam dos 200 km/h facilmente (até o Golfzinho 1.5 chega a 220 km/h).

    • Raimundo Nonato

      Aqui no Brasil nunca chegará, vai contra os princípios do governo de arrecadar com o caça níquel chamado radar de velocidade

    • Não será um apocalipse pra quem mora na Alemanha com Autobahn. No BR, nas estradas de SP, por exemplo, várias já estão com máximo de 90 km/h.

      • th!nk.t4nk

        O certo seria aumentar os limites. A Áustria tem limite de 130 e tá querendo aumentar pra 150-160 km/h. Antes de implantar um sistema desses, é fundamental rever todos os limites no país, senão seria um caos.

  • Fanjos

    Cuckropa Cukosa Cukando Cukisses

  • Yamaha Mt-09

    Já é dificil alguns carros e motos participarem de trackdays por causa das regras de emissão de ruido principalmente na europa, algumas pistas não aceitam Panigales originais por exemplo ou até os koenigsegg tudo por causa do ruido emitido.
    Daqui uns dias andar de carro em qualquer lugar do mundo vai ser luxo, no Brasil por preço, na europa por enche saco.

    • Ricardo

      Sério que os mimimis chegaram até os Track Days!?

    • Gabriel

      Como que alguem consegue ficar put0 com um v12 urrando a 9mil rpm em um track day? é uma orquestra.

    • MauroRF

      É essa droga do politicamente correto enchendo o saco até na Europa. Muito mimimi. Cara, isso me irrita demais, pois é muita hipocrisia.

    • Deadlock

      A Europa está regulamentando até a curvatura da banana. Chega de burocratas…

  • Domenico Monteleone

    Nada que uma mutretagem eletrônica não resolva.

    • Fabio Marquez

      Dai acontece uma m*rda e por conta de uma bobagem dessas, ai você fica o resto da vida na cadeia…

    • Gabriel

      O Zé da oficina vai simplesmente colar uma fita isolante em cada câmera, vai deixar o carro 2 dias na oficina (para dizer que deu trabalho fazer) e vai cobrar 500 euros pelo serviço de “reprogramação do sistema” kkkkkkkkkk

    • Daniel dos Santos

      Coisa de Idiota que faz essas mutretagens.

  • V12 for life

    Já que estão sendo tão radicais, proíbam logo as pessoas de dirigir na Europa.

  • Julio Alvarez

    Nem precisa ler as placas na rua. Mapeamento por GPS já resolve. Concordo que precisamos evitar acidentes, mas esse mundo cada vez mais restritivo e impositivo está ficando bem chato.

    • th!nk.t4nk

      Então, na Europa é um pouco diferente: os limites de velocidade são dinâmicos. Eles variam o tempo todo, de acordo com o tráfego e com as condiçoes de pista (se há gelo, alguma obra, neblina, etc). Pra isso usam placas eletrônicas. Enfim, o mapeamento unicamente por GPS só funcionaria nos países onde isso não é tão aplicado (nas áreas mais pobres do continente). E mesmo assim nao dá pra garantir até lá que até nestes lugares sejam adotados limites dinâmicos também.

      • Julio Alvarez

        a mudança dinâmica de velocidade pode ser resolvida com comunicação online, tipo googlemaps. Mas é difícil colocarem uma padronização nos carros para isso. Por curiosidade, um tempo atrás teve um projeto do contran para obrigar rastreadores veiculares de fábrica, via gps e chip de celular. Tecnicamente era possivel, mas o projeto foi abandonado.

        • David Diniz

          O tal Siniav…

        • th!nk.t4nk

          Entao Julio, essa comunicaçao online já existe há alguns anos aqui na Europa. Meus últimos carros eram assim: eles têm um chip 4G e atualizam as informaçoes de trânsito em tempo real. Alguns até mostram um contador que indica quando o sinal vai abrir (como os Audi). Enfim, é uma tecnologia relativamente fácil de implantar em massa, e que já trabalha com o leitor de placas (que é mais barato ainda, pois esse já tem até em carros populares).

    • Cromo

      No futuro os carros dirigirão sozinhos (talvez motoristas humanos serão proibidos, idosos, crianças, bêbados pilotarão os controles), o trânsito fluirá bem melhor (carros andarão em comboio eletrônico, um seguindo o outro bem de pertinho), os acidentes diminuirão drasticamente, o futuro será bem melhor, mas teremos saudades destes nossos tempos.

  • Fabio Marquez

    Tendo regras especificas com estudos determinando a velocidade correta para o trecho é uma boa, o carro fazendo isso por conta própria é até mais confortável. Diferente do Brasil, onde no meio de uma rodovia as placas com limites de velocidade são colocadas de maneira deliberada sem qualquer estudo ou alternativa que evite reduzir o limite de velocidade no local… Na minha cidade mesmo tem trecho que o limite na rodovia que corta o municipio é de 30 km/h, logo depois tem placa indicando que o limite é 80.. Quem vai respeitar isso?

    • RodrigoABC

      No Brasil é complicado. Aqui na BR o limite é 100km/h, pista dupla, canteiro central, e em frente a um condomínio fechado colocaram 30km/h (e com certeza não foi por estudo sobre segurança e sim para as pessoas andarem devagar e ficar olhando o condomínio). Pouco tempo depois alguém resolveu colocar 80km/h (mais coerente).

  • Ricardo

    Mimimis intermináveis nesse mundo cada vez mais chato.

    • MauroRF

      De pleno acordo com você.

  • Bandit

    Quando a gente acha que não tem como piorar me vem essa … Antigamente a europa era minha referencia a ser seguida, hoje nem tanto.

  • Gabriel

    E não é que o zero a cem vai ser a coisa mais importante mesmo kkkkkkkkkkkkkkkk

    • Julio Alvarez

      até algum burocrata europeu achar que aceleração é perigosa e colocar uma restrição no zero a cem.

      • RodrigoABC

        E não é que isso está próximo a acontecer, recentemente vi um cara acelerando forte numa lambo e bater a menos de uma esquina. Sinceramente, aquele que tem menos no futuro será mais feliz, sem tanta tecnologia para controlá-lo.

  • Corujinha Feliz

    Isso aí logo não vai importar mais, pois com os carros elétricos e a automação avançada ninguém mais vai poder dirigir mesmo. Todos irão confiar cegamente na “inteligência artificial” (entre aspas mesmo pq nenhum processador pensa, as decisões são baseadas em estatísticas”) e é justamente aí que mora o perigo.

  • Ricardo

    Quem impõe esses mimimis esquece que a diversão e o prazer também são essenciais ao bem estar do ser humano! Do que adiantará um mundo com a qualidade do meio ambiente perfeita e os seres humanos todos deprimidos! O ser humano também faz parte do meio ambiente e um equilíbrio deve ser encontrado!

    • Mas nesses países o que mais deve causar mortes é o trânsito, dessa forma faz sentido. Até porque uma criança cujo pai morre em acidente de trânsito deve passar por muito mais problemas emocionais do que aquela criança que não passa por tal situação.

      • João Vitor

        Mas os acidentes são causados mais por imprudência do motorista do que de uma velocidade mais alta em uma rodovia,isso vai mais de senso e educação ,do que essa corrida desenfreada maluca de segurança.

      • Ricardo

        Pelo menos na Europa facilitam Track Days e aqui estão cada vez mais caros!

        • Yamaha Mt-09

          Não se esqueça que os mesmos que criaram esse tipo de lei pode muito bem proibir carros a combustão em trackdays, não permitir mais do que 90db, tem pistas na Europa que motos e carros que excedem 95db são expulsos dos trackdays e no japão também tem pistas assim já.

          • Ricardo

            PACABA! Acho que carros de rua, principalmente os que circulam dentro das cidades, devem ser controlados, mas, para compensar, corridas e track days não deveriam ter nenhuma restrição, alguns eventos esparsos não prejudicarão o meio ambiente.

  • Mauro Banqueiro

    Em países onde o governo acredita que multa de velocidade serve para aumentar as receitas, nunca existirá esse sistema.

    Brasileiros podem relaxar 😂😂😂😂😂😂
    O racha vai continuar

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email