_Destaque Crossovers Mercado Montadoras/Fábricas SUVs

Fabricante de utilitários esportivos quer se instalar no interior de São Paulo

geely-1 Fabricante de utilitários esportivos quer se instalar no interior de São Paulo

Um fabricante de veículos está preparando um investimento no interior de São Paulo. A região mais cotada é Rio Claro, cidade conhecida por ter abrigado a fábrica da Gurgel. A empresa trabalha no anonimato e é descrita como “fábrica de jipes”.

A intenção da empresa é investir R$ 1,6 bilhão no país, ocupando inicialmente uma área na cidade com 300 mil m2, sendo 75 mil m2 de área construída. O objetivo é produzir 10.000 veículos por ano, gerando inicialmente 450 empregos, mas a meta é alcançar 950 vagas.

A montadora irá produzir utilitários esportivos com propulsores flex, diesel e híbrido plug-in (com gasolina), focando em uso off-road e também no dia a dia. Uma linha de crédito para financiamento do empreendimento já teria sido liberada pelo BNDES. Cidades vizinhas à Rio Claro também estão na páreo para disputar a “fábrica de jipes”.

Apesar de o mercado ainda estar em plena crise, algumas empresas já vislumbram um futuro melhor por aqui. A descrição do empreendimento parece bater com intenções de fabricantes chineses, que buscam ampliar suas operações no exterior. O termo “jipe” neste negócio deve se referir naturalmente aos utilitários esportivos e se a origem for chinesa, a mais provável é a Great Wall Motors.

gwm-china Fabricante de utilitários esportivos quer se instalar no interior de São Paulo

 

Chineses

Há alguns anos, a GWM alimentava a ideia de produzir SUVs e crossovers no interior paulista, mas veio a crise e o negócio desandou. Na época, a cidade de Tatuí era a mais cotada. A Great Wall tem uma gama enorme de utilitários esportivos, que atendem bem às descrições anunciadas acima. Antes disso, chegou a tentar vender o SUV Hover em Brasília.

A BYD seria outra possibilidade, mas a marca chinesa está focada em produção de veículos elétricos e produtos associados em Campinas, também no interior paulista. Na China, existem muitos outros fabricantes de SUVs que também poderiam investir no país, tais como FAW, Geely, Foton (já com operação de caminhões no RS), Changan, Dongfeng, MG, GAC ou Dongfeng, por exemplo.

Fora do maior mercado do mundo em volume, já tivemos a presença da Mahindra e da SsangYong, ambas focadas neste mercado e pertencentes ao mesmo grupo. Como nunca tiveram interesse maior pelo Brasil, não parece que dessa vez fariam um esforço tamanho para voltar.

[Fonte: Folha da Região/Guia Rio Claro]

Agradecimentos ao Luiz Carlos.

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

Send this to a friend