Argentina Hatches Peugeot Sedãs Segurança

Falha no projeto do Peugeot 308 e 408 permite desativação do alarme

Peugeot-308-2014-11-700x466 Falha no projeto do Peugeot 308 e 408 permite desativação do alarme

Infelizmente muitos proprietários dos modelos Peugeot 308 e 408 não gostarão que esse assunto venha a público, mas a intuito é informar aqueles que ainda desconhecem o problema e assim possam se proteger contra uma falha de segurança.



Os modelos Peugeot 308 e 408 apresentam uma falha de segurança, que permite o roubo do estepe. O problema está no dispositivo de alarme instalado nos modelos, mas para piorar a situação, a Peugeot – que no caso é a filial argentina – vende um software que corrigi o problema, cobrando nada menos que 500 pesos ou R$ 137. Alguns concessionários chegaram a pedir 1.500 pesos (R$ 411) pelo programa.

O jornal El Clarín elaborou um manual de como se faz a desativação do alarme e como os ladrões fazem para ter acesso ao estepe, um item preferido por cerca de um terço dos criminosos na Argentina. A publicação da matéria é incomum na mídia local e chamou a atenção para o problema.

peugeot-408-automatico-seis-marchas-avaliacao-NA-15-700x466 Falha no projeto do Peugeot 308 e 408 permite desativação do alarme

O roubo do estepe acontece da seguinte forma: O “alheio” força o para-lama dianteiro esquerdo e acessa o fio do chicote do alarme. Este é cortado para desligar a sirene. Em seguida, o ladrão quebra o quebra-vento falso e aciona o botão para abrir o porta-malas. Nesse momento, o alarme é ativado, mas apenas as luzes são ligadas, pois a sirene está desativada.

Em um dos casos no país vizinho, um Peugeot 308 teve o estepe roubado três vezes, mas um 408 chegou a ter quatro pneus sobressalentes levados por ladrões em apenas seis meses. Quase um roubo por mês. O caso é bastante conhecido e debatido nos fóruns argentinos.

[Fonte: El Clarín/Autoblog Argentina]

Agradecimentos ao JM Lemos pela dica.

COMPARTILHAR:
  • Thomas

    Esses francesinhos!

    • Pedro Pontes

      esses brasileirinhos bandidinhos…

  • Alexandro Silva

    Nao é à toa q a marca nao tem espaço nos EUA

    • Caio Prendini

      Em compensação, a GM que é lider tá fazendo recall a torto e a direita, milhões e milhões de carros convocados…..
      Não entendo o ódio de grande parte de vocês com a Peugeot/Citroën/Renault, não entendo…

      • Edson Fernandes

        É que só essas marcas tem problemas para muitas pessoas aqui.

      • Alexandro Silva

        Nenhuma merece respeito… o consumidor deve exigir melhores produtos, à exemplo do nosso mercado, um dos mais caros, nao podiamos conviver com estas falhas, baixa qualidade e tudo mais….

  • GPE

    Colocar o fio num lugar de fácil acesso e permitir que o porta-malas seja aberto pelo botão interno com o alarme acionado é muito amadorismo. PQP, Peugeot!

    • Edson Fernandes

      Pior de tudo que nem mesmo um instalador do mais “gambiarrador” faria um serviço como esse. A Honda pelo menos no modelo atual arrumou um problema parecido com o Civic anterior (na verdade, o sensor não detecta movimento no porta malas).

      • GPE

        Não é o fato de detectar o movimento (até pq muitos carros nem tem sensor sequer no habitáculo), mas sim impedir que a mala seja aberta quando o veículo estiver trancado. Isso não é possível, por exemplo, no Civic, pq a alavanca é mecânica, mas no 308, que tem botão eletrônico, é plenamente “fazível”

  • Fernando Souza

    Alguém poderia me explicar como um fio cortado seria corrigido com um software?

    • Gustavo73

      Pensei o mesmo.

    • Pedro Filho

      não abrindo a porta se o alarme estiver ativado…

    • Leonardo BH

      Entendi que são 2 problemas: 1- facilidade para cortar o cabo da sirene. 2- botão interno de abertura do porta malas funcionar com alarme disparado. Parece que o problema 2 é corrigido por software.

  • Eduardo Gregório

    O “New” Civic teve inúmeros casos de porta malas que eram abertos com apenas uma chave de fenda. Não é “exclusividade” das francesas.

  • Alexandre Maciel

    Isso não é exclusividade da Peugeot. O VW Gol G4 também permite cortar o fio da buzina. O G5, salvo engano, também. O Civic atual, idem, bastando tirar a moldura do farol de neblina, muito embora quase ninguém faça isso para roubar o estepe fino… há inúmeros carros com a mesma falha de projeto.

    Ademais, a falha da Peugeot é, de fato, esse vidro vigia que dá acesso ao botão de abertura das portas. Uma lástima.

    • FaloNaCara ¯ _ (ツ) _ / ¯

      O Corsa, das duas gerações, e a Montana de primeira geração podem ter o alarme desativado. Basta quebrar a frágil grade plástica entre o capô e o para-brisa e cortar o cabo positivo da bateria, o alarme nem dispara. A GM sabe disso desde meados dos anos 90 e nunca fez nada a respeito.

      • Daniel

        Na verdade, os Corsa e Montana com alarme original de fabrica (nao o vendido como acessorio na concessionaria) tinham uma proteção sobre a bateria que impedia o acesso a bateria.

      • Louis

        Fui vítima dessa maneira com o Corsa… A grade era bem frágil mesmo, e o pior, tinha instalado o alarme na concessionária, que nada me informou sobre o protetor da bateria, que também era vendida na concessionária.

    • bryan_1993

      meu pai tinha uma topic 97, que ele ligava ela com a chave da porta de casa…

      nunca foi roubada rs

      • Come On!!

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Edson Fernandes

        Parece eu que consegui ligar com meros 8 anos de idade uma Caravan com a chave de um Monza!!! (era da mãe do meu amigo).

      • Jarbas Tadeu

        UAHuehuhauheuihauheuihauhuehuahue

  • Rodrigo

    Pior eram os carros da VW até 2010 onde com uma simples chave de fenda desarmava o alarme na própria maçaneta do carro, forçando-a para destravar as portas.

    • Alessandro Lagoeiro

      Lembro da fragilidade das tais fechaduras, inclusive no Golf 4. Mas desarmar o alarme na maçaneta? Aí forçou, hein?

      • jpcasella

        Aí que vc se engana, com o alarme original era somente vc tirar o tambor da fechadura e girar o mecanismo com uma chave de fenda que o alarme desativada.
        O alarme ativava e desativada com o travamento e desbravamento manual também.

      • Rodrigo

        Essa “falha” ocorreu com Golf / Polo / Passat / Bora, etc… Até 2010 ou 2011 (se não estou enganado), depois da VW ter tomado trocentos processos do PROCON no rabo… Tem até tutorial ensinando como:
        http://www.slideshare.net/luciano.ob/como-arrombar-um-volks

        Tinham empresas que criavam soluções alternativas para esse problema, removendo o miolo da chave, soldando uma moeda no orifício que ficava e colocando uma capa falsa. Daí só abria o carro no alarme.

    • Edson Fernandes

      O C3 se a pessoa conseguir literalmente estourar o miolo da chave ela também consegue abrir e desativar o alarme. No meu carro, fizeram até a metade, inutilizando a fechadura e quebraram o “quebra vendo falso” para tentar roubar o estepe.

      Só que eu deixo ele amarrado e o meliante nem chegou a roubar oque tinha (pois tem uma caixa selada, modulo de potencia e estavam blusas).

    • Jossimar Pádua Júnior

      O carro abre, mas o alarme não desativa (pelo menos no Polo não), tem que colocar a chave no contato em até 30 segundos e girar se não o alarme dispara. Mesmo assim, é falha a segurança da maçaneta.

      • Rodrigo

        Isso após as correçoes feitas pela VW, o que ocorreu após 2010 (ou mais ou menos nessa época).
        Os modelos 2000 até essa data não receberam essa atualização.

        • Jossimar Pádua Júnior

          O meu é 2004 e se não colocar a chave no contato ele dispara, até fui lá na garagem fazer o teste e ele disparou (até destranquei, porem sem abrir a porta e ele disparou). Quando abre pela chave a luz do alarme que fica no pino da porta continua piscando até que se coloque a chave na ignição e gire até o primeiro estágio; sei que não colocaram um alarme novo, pois os vidros não sobem quando acionado no controle da chave (modulo instalado nos modelos mais novos), apenas quando coloca a chave na fechadura e fica segurando até todos os vidros subirem.

  • siberianhusk

    tem um software que “corrigi” o problema? esse daí não vai corrigir nada!

    • Neanderthal_Man

      O coitado do idioma sofrendo cada vez mais…

  • pedroo

    Metem o pau nas francesas mas a porta do uno mille abre só de forçar, nem ferramenta precisa

    • Leonardo BH

      Vários carros com estrutura frágil são assim. Já tive Celta arrombado só dobrando a porta com as mãos e ajuda do joelho para firmar. Tanto que tive que voltar a porta para o lugar com o mesmo procedimento.

    • Renan21

      Ja roubaram um fusion aqui em apenas 5 min, arrombando a porta. Meu cunhado também tinha um fusion e foi roubado da mesma forma em 5 min. Alias vendo as câmeras do mes do estacionamento do supermercado, uma quadrilha especializada em roubar fusions 1º geração, agiam em 5 min abrindo a porta e levando tudo dentro. Foram presos e nunca mais vi meu gps e estepe de volta.

      • Edson Fernandes

        Uma duvida já que é um carro que eu namoro: Eles entortam a porta e roubam? é isso?

        • Renan21

          Era pela fechadura mesmo. Eles conseguiam tirar o miolo da fechadura, e ainda conseguiam fazer com o que alarme não tocasse. Eu sei que era um aparelho que fazia isso. Ja faz tempo, tem uns 3 anos.

          • Edson Fernandes

            Vc acha que não valeria a pena pegar um usado por conta disso?

            • Renan21

              Se for pensar assim, não valeria a pena pegar nenhum carro.
              Dependendo do preço e estado de conservação, motor, etc.. com certeza vale a pena. Ótimo conforto e desempenho. A versão que tinha era a 2007 2.3 e fazia em torno de 7,5 na cidade e ate 10 na pista.
              Na verdade tem dois pontos negativos, que é o preço das peças, absurdamente caro. E o outro é o barulho de grilo na suspensão que parece aqueles carro velho todo enferrujado. Acredito que seja um problema cronico dos fusion da 1 geração pois sempre que vejo um tem esse barulho, e que são bem altos. Porém você não escuta do lado de dentro pois tem um ótimo isolamento acústico, mas do lado de fora…
              Enfim.. se for comprar tome cuidado para não quebrar ou bater, porque é tudo muito caro.
              Temos um jetta 2008 aqui e, sinceramente, prefiro o jetta ai invés de um fusion 2008.
              O único problema do jetta, é o isolamento acusto. De resto é superior em TUDO no fusion.

              • Edson Fernandes

                Me conte mais sobre isso. É justamente modelos que eu vejo no mercado que acabo namorando.

                Poderia fazer um parametro entre os dois modelos tanto no desempenho e como é o comportamento? Porque o Fusion me parece ser muito mais confortavel que o Jetta.

                Alias, eu achei o consumo muito bom para o porte do motor.

                Então, mas comparado com o proprio Jetta, o preço da peça é ainda pior? Vc chega a comprar peça por Ebay ou algo assim?

                Se puder me relatar, pois justamente eu gostaria de saber para me preparar (o bolso né).

                Abs!

                • Renan21

                  O desempenho do jetta é muito superior são 170 cv e 24,5 torque contra 163cv e 20,7 torque do fusion, além disso o jetta pesa 1431kg contra 1523 do fusion. A cambio do jetta é muito melhor e tem opçao de troca manual, no qual o fusion não tem. Além disso o jetta possui ESP, coisa que o fusion também não possui.
                  Fora isso, o maior prazer do jetta é o barulho do motor quando você pisa fundo. Cara.. é um som muito lindo, sem comparação com o fusion.

                  O prazer de dirigir no jetta é muito melhor do que o fusion, pois você sente o carro, sente a precisão do volante. O volante do fusion digamos que é mais molenga, mas não deixa de ser ruim.

                  O computador de bordo do jetta é o mais completo que eu já vi,pra você ter noção, ontem mesmo, ele mostrou que o nível de água do limpador de parabrisa estava baixo (Nunca vi isso na vida). Além disso ele mostra pressão dos pneus, grau de luminosidade das luzes de dentro do carro, entre outras coisas inacreditáveis. O do fusion é um computador de bordo comum, que mostra as funções básicas de consumo.

                  Na questão de conforto o fusion só ganha no isolamento acustico, pois o resto é igual ou pior. O fusion é mais baixo, chegando a bater em praticamente qualquer quebra-mola.

                  O som original do fusion também é melhor que o do jetta. Mas é um caso a parte, pois é so colocar umas caixas melhores.

                  O fusion ganha no consumo, fazendo uns 7 na cidade e 10 na pista, contra uns 6,5 e uns 9 do jetta.

                  Na questão de peças, digamos que é a mesma coisa. As peças do jetta são tão caras quanto as do fusion. E eu não faço compras pelo Ebay.

                  O fusion possui um tanque maior de 66 litros, contra 55 do jetta. Ou seja, a autonomia do jetta é muito menor que a do fusion pelo fato de consumir mais e ter um tanque menor.

                  O retrovisor do jetta é rebatível, o do fusion é fixo. Pelo menos pra mim, isso ajuda muito.

                  Os dois estão na mesma faixa de preço (O jetta é um poco mais caro) e tem praticamente a mesma desvalorização, que por sinal, é alta.

                  Conclusão: Entre jetta e fusion, eu vou de jetta. Na minha opinião, é melhor em praticamente tudo. Perde no consumo e autonomia, coisas que eu não ligo. O que realmente peca é apenas o isolamento acustico. Mas diante de tantos pontos positivos para o jetta, eu fico com ele mesmo.
                  Sem dúvidas o jetta 2008 é um dos melhores carros que eu já dirigi.
                  Lembre-se que essa analise é para o fusion 2007 SEL motor 2.3. Ele tem uma versão 2.5. E os modelos de 2010 a 2013, provavelmente devem ter algo a mais. O 2014 então nem se fala.

                  • Edson Fernandes

                    Então, obrigado pela análise! Eu imagino que o Fusion seja aqueel carro banheirão mesmo, estilo americano de ser, que prefere conforto e rodavel mais macia do que uma pegada mais esportiva como é do Jetta.

                    Eu conversando com donos de Jetta, muitos criticam a dureza da suspensão no asfalto ruim, fato que pode ser determinante para a minha escolha. Como o Fusion é macio, poderia utiliza-lo na cidade e estrada (obviamente o Fusion ou mesmo o Jetta não seriam carro para o dia a dia, mas seria meu segundo carro, seja para rodizio ou mesmo quando quiser rodar com ele).

                    Meu medo no Fusion é nesse ponto que não só vc mas todo dono cita: Altura do Solo. Isso ainda é uma doença para mim, pois, só de sair do meu prédio, já raspo o do C3, imagina do Fusion. Alias, aproveitando, o Jetta é bom nesse aspecto?

                    O retrovisor é uma reclamação comum para o Fusion. Sabia que nos EUA eles chegaram a lançar um retrovisor aftermarket que se rebatia? O problema é que o retrovisor é menor se comparado ao original. Para mim, isso não seria problema pois não rebato o retrovisor dos meus carros (e um deles tem uma largura proxima do Fusion).

                    Quando penso em custo de manutenção é onde o bicho pega e mesmo os donos não são precisos. Seria possível falar de alguns preços do Fusion e se possível do Jetta?

                    No seu caso, vc anda na maior parte do tempo com o Jetta em D ou S? Pois o pessoal comenta que o cambio gosta de andar em baixos giros.

                    • Renan21

                      Sinceramente não acho a suspensão do jetta dura. Realmente é mais dura que a do fusion, mas não deixa de ser confortável. Faça um test drive e verá.

                      No caso da altura, o fusion sempre batia em dois quebra-molas que dá acesso a onde eu moro, e o jetta nunca aconteceu, mesmo carregado.
                      Talvez a suspensão mais dura ajude nisso
                      Ainda em relação a altura, o fusion, na estrada, sempre raspava no chão quando tem aquelas depressões. O jetta nunca bateu.
                      Nas viagens que fiz, algumas necessitou pegar balsa, e não tinha jeito, o parachoque dianteiro do fusion sempre encostava no chão, mesmo entrando de lado. No jetta da pra entrar praticamente de frente, e não bate.

                      Um detalhe do retrovisor é que o do fusion é bem maior que o do jetta.

                      O custo de manutenção é algo que não do muita atenção, mas sei que ambos são altos, não se lhe falar de preços exatos.

                      No jetta ando sempre no D, o S é mais para diversão kkkk, o desempenho muda consideravelmente, juntamente com o consumo. Realmente o cambio anda em baixo giros, o que, na minha opinião, eu acho preferível. Caso queira uma pegada mais esportiva o S está aí, e com certeza você notará uma considerável diferença. Coisa que eu não vejo em outros carros.
                      E que eu me lembre, o fusion só tem a opção D e L, no caso do segundo, acho que usa somente uma marcha.

                      No final ambos tem pontos positivos e negativos. Para o meu gosto, o jetta se enquadra mais. Faça um teste drive, e veja com qual voce se identifica melhor.

                    • Edson Fernandes

                      Maravilha Renan! Com certeza tirou todas as duvidas que eu precisava saber.

                      Eu sinto que o Jetta me parece muito interessante na Highline… vc acha que a versão de entrada do Jetta já é suficiente em comparação ao Fusion? Pois te confesso que não me agrada muito o visual do interior do carro, mas que nem de longe seria fator impeditivo para a compra.

                      Se os preços são similares isso é um ponto bom. Assim caso achasseum absurdo alguma peça ser trocada, ao menos iria no Ebay porque é relativamente facil encontrar tanto peças do Fusion como do Jetta. (pela motorização 2.5 que é muito conhecida nos EUA e México).

                      Muito obrigado pelas dicas e informações!

                      Abs!

                    • Renan21

                      Eu sinceramente não sei o que vem em cada versão do jetta. O que tem aqui não tem o teto solar, e o banco de couro foi colocado depois na css. E o fusion, que eu me lembre, a diferença da versão top para a básica, é o digito na porta, teto solar e a opção do motor 2.5.
                      O jetta tem ar digital dual zone com saída no banco traseiro e saída no porta-luvas, podendo deixar até uma água numa temperatura boa. O fusion é digital de uma zona apenas, sem saída no porta luvas e banco de trás.

                      Nem quis falar sobre o visual pois é algo muito pessoal. Na minha opinião o fusion é um pouquinho mais bonito fora, mas dentro dá uma lavada no jetta, que tem um painel com um visual um tanto antigo.
                      Em questão de acabamento, ambos são ótimos, talvez o fusion seja mais caprichado, mas o jetta não deixa nada a dever.

                      Coincidentemente aqui em casa estamos a procura de outro carro. E uma das opções é um jetta tsi 2011 ou fusion 2011. E pelo o que eu já pesquisei e vi comentários, o jetta novamente sai na frente.

                      Quando vendemos o fusion, o trocamos por um sentra SL 2011. E por incrível que pareça, é um carro tão bom quanto o fusion, e é o banco mais confortável que eu já sentei. Porém ele possui alguns itens a menos, como por exemplo o freio é a tambor nas rodas traseiras.
                      De qualquer forma o sentra é ótimo, economico, confortável, silencioso e muito mais barato que o jetta e fusion. Vale a pena você pesquisa por ele também.

                    • Edson Fernandes

                      Eu já pesquisei sobre o Sentra, mas é um carro que não me agradou no conforto de rodagem. É um carro duro, anda muito bem apesar de ser 2.0… só que o interior relamente o banco é otimo, mas o desenho do interior, os itens de série das versões que não sejam a SL, não me agradam.

                      Mas o rodar duro é o que mais me pega. Alias, nao tem nem como comparar aos modelos citados, pois o Jetta e Fusion citados são de fato superiores.

                      Só vale lembrar que os Fusion 2.3 que vieram na primeira leva, não tinham motor 2.5. Ele veio apenas com o 2.3. O 2.5 veio com o facelift sofrido. Nos EUA, eles obviamente sempre tiveram as versões V6 para os Fusion que no nosso só chegou no facelift.

                      Com certeza o Jetta TSI vai te agradar mais. Por tudo que vc disse, já te digo desde já (pois usei durante 1 semana um TSI e o Flex tbm): O Jetta é mais alto, o modelo TSI obviamente andará muito mais e para seguir a sua preferencia o Jetta parece ser mais acertado. O Fusion mesmo com facelift, será o mesmo que o 2.3 no aspecto de conforto, rodagem, exceto a questão de motorização em que o V6 deixa entrar um pouco da “sinfonia” que aparece pouco a partir dos 3500rpm, mas aos 4500rpm em diante, fica linda.

                      Gostei do Fusion por ser extremamente confortavel (só dirigir o modelo com facelift tanto 2.5 e V6, iria no V6 por tudo que oferece e a diferença de preço se comparado ao 2.5 é muito pequena, mas o 2.5 não deixa a desejar em desempenho, por outro lado, de arranque ele é mais abrupto que o V6).

                      Já o Jetta, há uma confusão devido ao que a VW fez nos idos de 2009. O Jetta sofreu perda de itens de série e air bags. O modelo qdo chegou ao Brasil oferecia 8 air bags de série em todos os modelos. As versões Comfortline e Highline se diferenciavam em a top de linha ter farois em xenon, teto solar, central multimidia (todos opcionais para essa versão) além da regulagem de bancos elétricos.

                      Quando chegou o aumento de potencia de 150cv para 170cv, foi qdo a VW tirou 4 air bags (de cortina e joelhos) do Jetta Comfortline, mas introduziu o desenho do interior ao que vemos atualmente nos modelos (exceto volante), como botões, entre outros itens.

                      Meu desejo real seria encontrar um Jetta com o interior bege. Mas geralmente esses foram os topo de linha e considerando os preços, eu acabaria por comprar um carro 0km no lugar do usado. Isso considerando que o Jetta assim como os demais são sedans médios, só que o Jetta sempre muito bem equipado como vc bem disse, mas pelo preço e o fato de ser usado, os preços podem etnder a ter um carro menos equipado, porém mais novo.

                      Mas tenho tempo e vou pesquisando, pois realmente é uma confusão e nesse caso, eu estou colocando parte da minha preferencia que fique entre razão e emoção, por isso tem sido dificil.

                      Já são 2 anos pesquisando! rs

                    • Renan21

                      Realmente não se compara o jetta e fusion com sentra. Mas de qualquer forma acho ele muito bom, confortável e extremamente silencioso.

                      Pois é.. a VW meio que depenou o jetta, mas ainda assim acredito que seja o melhor CxB do mercado de usados, nessa faixa de preço.
                      Mas de qualquer forma já faz alguns meses que procuro também, e sempre aparece algo novo. Entre os que eu já pesquisa estão civic, corolla, cruze, sentra(novo), jetta, fusion, azera, sonata, optima e focus.
                      O jetta tsi é o que oferece vários itens, com um dos melhores, ou talvez o melhor conjunto mecânico, com um preço “justo”.

  • CanalhaRS

    Mas que beleza! Parabéns Peugeot!

  • dani_vs

    É uma falha chata mesmo, mas o meliante tem q quebrar o vidro com o pisca alerta ligado. Pior era meu Polo que qualquer um desligava o alarme e abria a porta com uma chave de fenda. Aquilo era de doer.
    O meu C3 picasso atual tem uma falha de projeto bem ridícula tb: se tu desligas o ar digital e tb o ventilador as luzes do painel de todos os botões do ar se desligam, mesmo à noite com o farol ligado. Se quiseres ligar o a/c novamente à noite é so no tato mesmo pq não enxergas os botões.Erro de projeto bem bobo e que irrita. Dá a impressa o que não testaram o carro antes de lançar :b

  • CharlesAle

    Na verdade,é sim um item de fragilidade,mas é impossível os engenheiros pensarem em tudo.Só acho que a Peugeot,ciente do problema,deveria fazer como a GM fez com o Corsa,ou seja,dar opção gratuita para resolver o problema…

    • Louis

      Com o Corsa era gratuita nada! Só depois que tive o carro arrombado é que pesquisei descobri que a rede Chevrolet tinha o tal protetor da bateria, tive que comprar.

      • CharlesAle

        Verdade….pensei que era gratuito,estava errado,me desculpe!!

  • newline

    O manual fala em um procedimento no controle que desabilita os botões do painel (talvez ai o porque do software). Nao se trata de falha, pois o ladrão tem q forçar o para lama e quebrar o vidro. Pode ser uma fragilidade, assim como manter a fechadura do porta malas no lado de fora, como em outros modelos.

    • Luciana

      Concordo com voce, não vejo a posição do cabo como falha, mas o porta-malas abrir com o alarme ligado, isso é uma enorme falha sim!
      Um carro não pode abrir com alarme ligado nem as portas, nem o porta-malas, nem o capô.

  • Alessandro Lagoeiro

    Não entendo! Segundo o público do NA, apenas “aventureiros urbanos” como Ecosport, Crossfox tinham os pneus roubados. Na minha família roubaram dois estepes, de Novo Uno e Classic. Os dois só foram perceber semanas depois. E para saber onde foi roubado?

  • ultimate_rr

    Falhar, todos falhamos. Mas cobrar para consertar o problema, aí já é complicado. Assim vai ser difícil sair do buraco, Peugeot.

  • Daniel Mietto

    Mas isso não é só problema dos Peugeot… a sirene do carro ficar em local de fácil acesso, próximo as extremidades do capô do carro facilita muito esse tipo de ação.

  • Fernando

    Não adianta argumentar com preconceituosos, pois sempre que acontece alguma coisa com as francesas caem de matando. Mas se esquecem que todas as montadoras tem suas falhas, como podemos ver os exemplos nos comentários.

  • Tarcisio Cerqueira

    Uma coisa me encuca, se há tantos roubos de estepe assim, como aqui no BR também, é porquê há mercado para os ladrões venderem… Se o povo não comprasse na mão dos vagabundos, ou de lojas suspeitas de terem eles como fornecedores, reduziria muito o problema… Se duvidar a maior parte que teve o estepe roubado compra o próprio estepe de volta “sem saber” na mão dos ladrões por aí…

  • shdn2010

    Isso não deveria de ser cobrado, deveria de ser tratado como recall. Ohhh empresinha “v*gabunda”.

  • Boris

    A contra-engenharia do crime evolui muito rápido!

  • Danillo

    O pior é que eu tenho um 308 e já to ficando preocupado. Se fazem esse tipo de coisa na Argentina, imagina aqui no Brasil.

    Ei Peugeot, faz logo recall

    • Luciana

      Danilo;
      Eu, se fosse voce, iria até a concessionária e pagaria pela atualização, que certamente é mais barata que o estepe; depois, ajuizaria uma ação junto ao procon alegando o vício do produto e pediria o valor pago indevidamente em dobro. Vai demorar um pouco, vai encher o saco, mas pelo menos voce diminui seu prejuízo caso tentem roubar o estepe do seu carro (vai ter o prejuízo do quebra-vento, mas não o do pneu) ao mesmo tempo que voce conseguirá reaver o dinheiro que voce pagou desnecessariamente.

      • Edson Fernandes

        Depende. E se a concessionaria fizer gratuitamente? Acho que não seria pelo menos para processar a concessionaria para tal, mas a fabricante poderia instalar melhor e acondicionar os cabos em um melhor local de fato.

        • Luciana

          Se a concessionária fizer gratuitamente, ele não precisará fazer a parte procon da coisa, pois o vício do produto foi sanado. Se a concessionária não fizer, o melhor é pagar e reclamar mais tarde, pois o prejuízo do furto do estepe é maior que o valor da atualização. Foi o que eu quis dizer.
          Quanto ao cabo, poderia sim ser um lugar melhor, mas mesmo sendo um lugar ruinzinho, não é falha de projeto ou defeito, é mais uma escolha infeliz. Falha de projeto ou defeito é um carro abrir com o alarme ligado!

  • filemonjr

    Tenho uma amiga que tem um Celta e teve o rádio e o estepe roubado várias vezes por falha no projeto da GM. A bateria fica embaixo do capô muito próximo do vidro. Os ladrões quebram o plastico entre o capo e o vidro e desliga a bateria. Parece que nos modelos mais novos foi colocado uma proteção, mas não tenho certeza.

  • Pedro Pontes

    Nesse país roubam até galinhas… não tem carro seguro em 100% se não furtam, roubam mesmo… quando o ladrão quer, ele leva e não tem jeito. Isso é uma falha da PUG que deveria ser sanada em definitivo mas não é particularidade dela. Como já dito em outros comentários, outras marcas tem problemas parecidos, não é exclusividade da PUG.

  • Cláudio Kunde

    Mais uma vítima aqui vos fala.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email