FCA Mercado Montadoras/Fábricas

FCA reduz quadro administrativo no Brasil

fiat-betim1 FCA reduz quadro administrativo no Brasil

A FCA confirmou um corte no quadro administrativo da companhia no Brasil, de acordo com o site Automotive Business. A redução atingiu os empregados mensalistas de todos os setores da empresa, incluindo comercial, comunicação, engenharia e marketing, porém, os funcionários das linhas de montagem não tiveram cortes.

A montadora não confirmou um número de demitidos, mas estima-se em mil pessoas, o que representaria 30% da folha de pagamento. A quantidade e o percentual citado foram negados pela FCA, que apenas disse que houve “ajustes entre os mensalistas em função da situação atual do mercado”. Estima-se entre 3 mil e 4 mil os empregados das áreas administrativas da montadora.

Apesar do corte nos escritórios, as fábricas mantém seus quadros, especialmente em Goiana/PE, que tem um ritmo de produção adequado, já que os três modelos (Renegade, Compass e Toro) apresentam bons resultados no mercado nacional. Em Betim/MG, reduções seletivas têm sido promovidas, exceto neste começo de 2017, devido à demanda pelo Mobi e pela chegada do X6H, que deve acontecer nos próximos meses.

Após 1,7 mil demissões entre 2015 e 2016, a FCA fechou o ano passado com 20.132 pessoas, um número maior que em 2013, por exemplo, em virtude da inauguração da planta de Pernambuco. Em 2016, a Fiat perdeu 30,5% em vendas e fechou o ano com 15,3% de market share, ficando em segundo, atrás da GM. A Jeep, no entanto, subiu 41,3% e fechou o ano com 3% de participação.

[Fonte: Automotive Business]




Send this to friend