*Destaque Dodge FCA Fiat Mercado Montadoras/Fábricas Pickups Projeções

FCA terá picape média feita em Pernambuco

fiat-toro-1500-1 FCA terá picape média feita em Pernambuco

O presidente Michel Temer visitará na tarde desta sexta (23) o complexo industrial Fiat-Jeep, localizado em Goiana-PE. A visita oficial terá ainda a participação de Stefan Ketter, presidente da FCA para a região, que deve anunciar um terceiro turno na planta. Porém, de acordo com o jornalista Fernando Calmon em publicação no site UOL, o chefe de estado brasileiro se reunirá reservadamente com os executivos da Fiat Chrysler.



Neste encontro fechado, deve ser apresentado ao presidente um projeto de picape média a ser feito em Goiana. O modelo seria o quarto a ser feito no complexo pernambucano e deve suprir a deficiência atual do grupo em relação ao segmento, que a Chrysler deixou há alguns anos após o fim da picape Dodge Dakota no mercado americano.

O projeto a ser elaborado poderia contar com as marcas Fiat, Dodge e RAM, mas obviamente a última tem força maior por conta das picapes RAM 1500 e 2500 no mercado americano, embora a Fiat emplaque bem sua Toro no Brasil e venda a Fullback na Europa, apesar desta última ser uma Mitsubishi L200 Triton atualizada.

No Brasil, tanto Fiat – por causa da Toro – quanto a RAM possuem boas chances de fixar seus logotipos na nova picape, porém, em mercados como México e EUA, o modelo acabará sendo RAM mesmo, como acontece com a Strada no país latino. Na Europa, Marchionne já disse que a Fiat perderá em importância, mas lá a marca americana não tem uma penetração tão forte assim, por isso há alguma chance da Fiat ainda embalar a sucessora da Fullback. Isso saberemos em junho, quando a FCA divulgará seu plano estratégico para os próximos cinco anos.



fiat-toro-1500-1 FCA terá picape média feita em Pernambuco

Assim como o Jeep Compass, essa nova picape média deve nascer inicialmente no Brasil, mas seu potencial é grande o suficiente para ser feito no México ou mesmo EUA. A FCA é a única das Big Three que não tem picape média no mercado americano e, diante do volume crescente de vendas, isso é quase como um pecado diante do cliente americano. Assim, o projeto nascido em Goiana deve tomar proporções globais, ainda com vistas ao mercado australiano, europeu (com a saída da Fullback) e chinês.

E como será? Estruturalmente, a nova picape da FCA não poderia seguir o caminho da Toro com um monobloco, visto que o consumidor americano aprecia mais a robustez do chassi de longarinas. Aliás, com exceção da Honda Ridgeline, todas as demais, inclusive as mais recentes Renault Alaskan e Mercedes-Benz Classe X, também usam esse esquema estrutural. Por isso, equipada com esse conjunto, a picape média da “Fiat-RAM” não terá problemas com motores, especialmente diesel.

A oferta do grupo ítalo-americano é grande, podendo a nova picape usar tanto o Multijet 2.0 com 170 cv ou 200 cv, como poderia também exercitar seus músculos com o F1C da Iveco, que tem 3.0 litros e potências similares, mas com torques mais elevados. Isso sem contar a VM Motori, que pode trazer seu V6 3.0 EcoDiesel da RAM 1500 com 240 cv e colocar a picape pernambucana para brigar com Amarok V6 e Mercedes X350d.

Isso tudo apenas com motores diesel. Com gasolina, ou melhor, flex, o Tigershark 2.4 com 186 cv no etanol deve ser uma solução, mas no mercado americano, o novo 2.0 Turbo da FCA pode entregar uma cavalaria acima de 310 cv, fazendo a RAM (lá) brigar com Colorado e uma eventual Ranger EcoBoost 2.3. Então, em termos de motor, o produto estará bem servido. Já no câmbio, por ser longitudinal, a caixa ZF 8HP da RAM 1500 deve ser a escolha, tendo outra manual com seis marchas.

[Fonte: Fernando Calmon/UOL/Projeção: Kleber Silva]

COMPARTILHAR:
  • Gilberto Silva

    Gostei da projeção.

    • Haggard

      Sé loco… essa frente da Toro é horrível.

      • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

        É o que você acha

      • Maycon Farias

        A Toro ganhou um prêmio Internacional de design no ano de seu lançamento. Horrível concertesa não é. É diferente apenas. Pra mim acho linda.

        • Unknown

          Concertesa!

          • Impala_67

            Com todacertesa!

        • Haggard

          Velho… a Toro tem a mesma frente, praticamente, de antes do facelift da Jeep Cherokee…
          Pra mim, ambas são feias pra caramba, essa parada de farolete mais alto com seta integrada com os faróis mais no meio e os auxiliares mais abaixo, deixa a frente muito carregada.
          Sem contar no prejuízo que deve ser reparar uma frente dessa numa pancada de leve.

        • yurieu

          COM CORDO COMSERTESA.

          • Unknown

            Kkkkkkkkk

        • Edinaldo_Tapica

          Prêmio Red Dot. Deixa o achismo dessa galera que não entende de design esculhambar…

        • Paulino Lino

          comtodacertesacadaumtemgostodiferente

      • Unknown

        A frente da Toro atual não é horrível, mas nesta projeção, mais “alta”, ficou muito feio mesmo!

      • Horrível é vc!

        • Paulo

          Noffa!

        • Haggard

          Resposta construtiva, a gente vê por aqui ein!

    • Fabio Marquez

      Certamente a frente não será essa… O ciclo de vida do design da Toro está no fim, visto a reestilização que ocorreu no Cherokee (carro que inspirou aquela frente com faróis divididos).

    • Robert Dniro

      Se ficar como na projeção o nome tem que ser TORÃO.

      • Alvaro

        hahahahahahah ou TORAM

  • EDU

    Se seguir a projeçao ao meu ver sera horrivel. Porem duvido que seja Fiat. Aposto que o emblema tera o carneiro montanhes. RAM tem tradiçao nas picapes e a Fiat sabe disso e o publico desse seguimento tambem . Pagam o valor pedido numa RAM mas se o emblema fosse Fiat sei nao , mesmo com o sucesso da Toro.

    • igomd

      Concordo, mas o pulo do gato é que a FIAT tem muito mais concessionários no interior do país, onde esses veículos vendem bem

      • Eduardo

        Já se faz isso, tem muita concessionária FIAT no interior aqui do RS vendendo Jeep.

      • Paulo Ricardo De Carvalho Sara

        Fiat tem muito mais nome que a RAM no Brasil. Veja as vendas da estrada imbatível a 10 anos e o sucesso estrondoso da toro (vdd nada de braçada. Segmento exclusivo dela mesmo assim não deixa de ser notável).
        Porem vendo o sucesso de compass e renegade usar o nome Jeep pode ser uma possibilidade tbm…

    • Galeno Faria de Oliveira

      Partindo do seu pensamento, a Toro da Fiat teria sido um fracasso mercadológico. No Brasil, mesmo não tendo tradição em pick-ups méida, a marca Fiat será mais prudente pra vender na América Latina, Europa, Ásia e talvez África. O nome RAM é forte somente na América do Norte – EUA, Canadá e México. Nestas outras regiões: Europa, Ásia e talvez África, a FIAT já vende a sua versão Full Back da Mitsuibshi L200 Triton, e que não terá nova geração, visto que a próxima geração da Mitsubhi L200 Triton será derivada da Nissan Frontier. O controle acionário da Mitsubishi foi comprado pela Renault / Nissan.

      • Alexandre Aleixo Santos

        Eu acho mais estiloso uso da insígnia da Dodge/RAM.

      • Hugo Henrique Silva Lange

        a RAM/DODGE foi bem famosa aqui… deixou muitos saudosos da DAkota dos anos 1990 a 2000. tomara que venha como RAM!

      • Djalma

        Aliás, essa versão L200 versão Fiat vende pouco, pessoal prefere o original. A RAM seria sucesso certo.

    • Emanuel Schott

      A Fiat é forte no mercado de picapes (as duas mais vendidas do país são dela). Duvido que nao se aproveite disso.

    • yoni

      Segmento *

  • Mauro Banqueiro

    A hilux pode não mudar te 2050 mas vai continuar vendendo mais 😂😂😂😂😂😂😂

    • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

      A Toro já vende mais do que ela aqui

      • Maycon Farias

        Sim. Sou fã das duas. Mas a Hilux está no livro dos recordes com 70 países onde ela é líder da categoria. Então de certa forma o colega ai em cima disse a verdade.

        • Yago G. Oliveira

          Livro dos recordes de capotamento.

        • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

          Mas o correto é discutir a situação brasileira, e aqui é o Toro.

      • Unknown

        São categorias diferentes, mas ela vende mais sim…

    • Helio Natori

      Hilux dizem que vai ser híbrido, 500 quilos só de bateria, vai sobrar mais 500 quilos de capacidade de carga, kkkkkk

  • DJ êVa Dj

    Fiat Bufalo

    • Pedro154

      Fiat Vaca

    • pedro

      Esse nome é bonito.

      • Yago G. Oliveira

        Fiat cow, fica mais chique

    • Maycon Farias

      Fiat Rinoceronte . Os brancos entraram em extinção então a Fiat vai reviver isso. Vai colar

  • R1 o comentário no1

    Só a logo “FIAT” na traseira tem que ser bem grande, caso seja esta a escolhida.

  • Picape média para os padrões brasileiros ou americanos (onde nossas médias são consideradas compactas)?

    • Matheus Conrado

      media pra nós..pra eles é compacta.. gm a colorado(s10) e ford com a ranger… a menor da gama é a ram 1500,que é uma pick p media de acesso (padrão americano)

      • VINÍCIUS FREITAS DE SOUZA

        A Ram 1500 é concorrente da F150 e da Silverado 1500, não dessas que você citou.

  • Angolano

    Acho difícil vir para o Brasil sob a marca RAM, nem existe uma estrutura de concessionárias para isto, e um único produto de valor elevado não justificaria o investimento. O mais lógico é vir Fiat, mas se a FCA quiser lucrar mais ainda mete um Jeep na frente, mesmo não sendo esse o foco da marca.

    • igomd

      As lojas da Jeep já vendem RAM, mas concordo que não se compara com a estrutura da FIAT

      • Angolano

        Interessante, não sabia disto. Aí já facilita a vinda da RAM, aqui no RS por exemplo já tem uma boa rede Jeep.

  • Bruno Costa

    Que projeção mal feita. Pegaram a frente da Toro, amassaram e aumentaram a altura… O artista estava com preguiça pelo visto.

  • Felipe

    Provavelmente vem com o belíssimo motor 1.8 E torq. Só par anão perder a tradição kkkk

  • Felipe

    Provavelmente vem com novidade no motor essa picape com o belíssimo motor 1.8 E torq.

    • Yago G. Oliveira

      Desempenho de 1.0

    • Emanuel Schott

      No maximo usaria o 1.3 Turbo na versao de entrada.

  • igomd

    Pensando em capilaridade de venda, interior principalmente, o nome FIAT ajuda, mais revendas.
    Mas se pensarmos em rejeição da FIAT e confiança certamente seria melhor o nome RAM. Difícil escolha

    • Luciano RC

      Só a Fiat mostrar as ventagens dos concessionários atuais abrirem na própria loja o espaço RAM. Como muitos fizeram com a Jeep.
      Se tiver uns 2 ou 3 produtos bons, vale o investimento e com certeza melhora a imagem da FCA;.

    • Emanuel Schott

      Rejeição onde? Fiat domina o mercado de picapes no país.

      • Antonio

        A única rejeição da fiat são hatches e sedans médios, dizem que ela não sabe fazer, mas…

        • Djalma

          A única? Não precisa mais nada; a Fiat está sumindo nesses seguimentos.

      • Djalma

        Domina setores onde não tem concorrência. Toro não tem concorrente e a Strada só tem a Saveiro.

        • Emanuel Schott

          Não tem concorrência? Da Strada consigo te citar aqui de cabeça: Courier, Saveiro, Hoggar e Montana. Mas parece que não tem concorrência porque simplesmente a Strada engole todas elas. Muitas são tiradas de linha porque não vendem nada. A Toro pegou carona na fama da picapinha e aposto que uma maior ainda pega carona nas duas.

          • Djalma

            Digo concorrência para valer! As outras já são obsoletas, até mais do que a própria estrada. Essa Hoggar nunca foi levada a sério,aliás, nem imaginava que fosse vendida ainda, idem Courier. Se não conseguiam concorrer com a Strada deveriam concorrer pelo menos com a Saveiro, mas nem isso.

            • Emanuel Schott

              E a Strada não é “obsoleta”? O projeto é de 20 anos atrás. Usa motores já em fim de produção.

              E como disse, parece não ter concorrência porque a Strada engoliou elas. Mas tá longe de não ter concorrentes.

  • vi.22

    imagino que ha uma grande duvida sobre qual marca escolher para o mercado brasileiro,pois,
    e gracas a strada ter boa fama e Fiat conseguiu uma boa fama de ser resistente em seus utilitários, fiorino, strada, toro, vendem mto bem
    com uma rede do tamanho que tem, não terá dificuldade em emplacar uma picape media se tiver um bom produto.
    a tradicao da DODGE/RAM (a grande maioria ainda associa no nome DODGE a RAM) no mercado de picapes tbm ajudara mto a emplacar um produto com tal marca, mesmo com numero de pontos de vendas menor,
    o RENEGADE/COMPASS obtem um grande sucesso mesmo a marca tendo apenas os 2 modelos com um numero de vendas expressivo.
    para o mercado americano sem duvidas q sera a nova DAKOTA, e devendo manter o nome no brasil se usar a marca DODGE/RAM,
    ou tbm podendo criar um nome completamente novo,caso use a marca FIAT,
    E qualquer uma das opcoes creio q sera um produto de sucesso….

  • E a Toro, não pode ser vendida como RAM no México?

    • Luciano RC

      Ainda acho que a Strada e Toro deveriam ser vendidas como RAM aqui… quem sabe com a chegada dessa dai, a Fiat não se interesse na proposta.

  • Pedro154

    E esse Frankestein? É algo mais ou menos próximo a colocar a frente de um Etios num Corolla e dizer que vai ser o novo Camry.

  • Alberto Rigattoni

    Vai ser FIAT. Para emplacar como RAM ou Dodge a FCA teria que aumentar muito o número de concessionários nos interiores do Brasil, onde as picapes vendem muito. A rede da FIAT já é uma das maiores, possui penetração em todo território nacional e com a boa aceitação da TORO e o sucesso da Strada (a jurássica picapinha é valente e tem publico cativo) é natural aumentar a família dos comerciais leves.

    PS. Apenas um chute.

    • Maycon Farias

      Chute errado talvez. A Jeep era quase morta por aqui. Num piscar de olhos os dois irmão conseguem de 6 a 8 mil unidades por mês.

    • Alexandre

      Gente, todo mundo sabe que Fiat, Jeep e Ram é tudo a mesma coisa… A Jeep pra mim perdeu valor depois que foi pra Fiat. Só ver como não tem qualidade. Antes não conhecia, mas tinha status que hj não tem. Quem lembra do Jeep Cherokee que era um Range Rover da vida antigamente.

  • Maycon Farias

    Nao tenho duvidas que sairá um excelente produto. Mas deve ser como RAM o nome.

    • pedro

      Faria mais sentido se fosse uma picape da RAM, que tem tradição e é objeto de desejo de muito picapeiro, mas não é de se duvidar se nas versões mais mansas ela for uma Fiat.

  • pedro

    Isso significa dizer que a RAM 1500 não deve aportar por aqui.

    • Luciano RC

      Teremos uma versão abrasileirada. Isso porque, ela é pesada demais para nossa legislação.

      • Ramon Nascimento

        pesada demais para nossas porcas vias neh rsrs…

        • Emanuel Schott

          Não, so pra legislação mesmo que diz que é necessário habilitação categoria C pra dirigir isso mas com a B pode puxar um reboque de 6 mil Kg em uma média.

        • Luciano RC

          O problema não é peso para nossas vias e sim para nossa legislação.

  • octavio cesar godoy

    Pelo amor, copiem a frente da Ram, coloquem o nome de ram, e vendam aqui. ESSA logomarca da fiat acaba com o produto
    Sem tradiçao em camionetes, deixem os projetistas americanos e da Ram projetarem isso

    • Gil de Piento

      Sem tradição, tendo as duas picapes mais vendidas do Brasil no portfólio? Gostemos ou não, a Fiat conseguiu associar seu nome a picapes.

      • Unknown

        O Octavio quis dizer que a Fiat não tem tradição em picapes médias/grandes. E não tem mesmo!

      • leomix leo

        Vc entende bem de mercado, Ford e Chevrolet são as duas que mais tem tradição, a Toyota nem chega perto, apesar de vender bem a Hilux, no mercado americano Ford e Chevy são as mais tradicionais, aqui a Fiat vende a estrada é Toro, olha quanto tempo tem as outras fazendo pickup.

        • Gil de Piento

          Se for seguir sua linha de raciocínio, o carro mais vendido e com mecânica mais confiável é o Gol, e o médio mais vendido é Chevrolet? Estou falando da realidade atual.

  • Alexandre TRE

    Mais do mesmo.

  • Filipo

    A Toro já é muito cara para o que é, encostando nas médias. Se tiver uma Fiat média, de duas, uma: ou seria mais cara que a maioria das rivais médias ou obrigaria a Toro a abaixar de preço, canabalizando alguma delas ou até a nova Strada 2020, que certamente ficará mais cara. Portanto, acredito que mesmo por aqui, será comercializada sob a marca RAM. Seria uma “RAM 1.000”.

    • Emanuel Schott

      Chega próximo se comparar maçã com banana. O nível de equipamentos da Toro é bem superior ao das médias de mesmo preço.

  • Supernescau
  • Eduardo Brito

    Pode apostar em uma RAM 1500 reduzida, podendo ter o nome de RAM 1000

  • Ricardo

    Uma Toro bombada!

  • Robinho

    que coisa feia…melhor não FCA!

  • Gran RS 78

    A FCA bem que poderia lançar de uma vez por todas a Ram 1500 no Brasil. Ela prefere ter um monstro que é a 2500 do que uma pickup um pouco “menor”, que não precise ter carteira tipo C, o que iria aumentar e muito as vendas por aqui.

    • Luciano RC

      O problema, é que a 1500 também é grande e se enquadra como caminhão e precisa da CNH C. Uma pena.. a FCA tenta de tudo para enquadra-la abaixo disso, mas o peso total bruto barra isso. A versão Diesel precisa ter capacidade de 1 tonelada na caçamba.

  • Hugo Henrique Silva Lange

    vem ai o ou a “fiat”RAM 1500! ai sim !

  • lmp7

    esse capuz, deixou a frente do carro feia.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Eu acho que será o Jeep Scrambler:

    https://motoring.pxcrush.net/motoring/general/editorial/jeep-wrangler-scrambler_007.jpg?width=640

    Um pouco menor que a RAM 1500 e maior do que a Toro.

  • Pedro Alves

    Que projeção fulera.

  • Pedro

    Montruosa! Dar medo em ver na BR cortando luz pra sair da frente.

  • J_Eduardo

    Esse “toro”, ficou no calibre (visualmente falando) dos bons da Lamborghini…e olha que não sou fã do Fiat.. mas ficou de respeito..

  • Raimundo A.

    Li essa notícia em outro site há pouco mais de uma semana e não foi o Calmon a fonte. O Temer veio a PE, hoje, sim, e espero que cobrem promessas de infraestrutura que o Governo Federal na gestão passada disse que faria porque quis assumir e até então nada.

    Sobre a informação de ser uma picape média feita sobre chassi, a planta foi projetada para 250 mil unidades, quatro produtos sobre a mesma plataforma, que hoje atende Compass, Toro e Renegade. Se esse quarto produto na mesma base subiu no telhado, vão ter que criar uma linha de montagem dedicada a tal nova picape e provocando uma ampliação.

    • Luciano RC

      Falaram em reunião a portas fechadas com o Temer. Não duvido da FCA já ter até mostrado o modelo base pra ele… pedindo o Rota 2030 para produzi-la aqui e investir em mais algumas coisas.

      Pode esperar que junto disso, devemos ter novos motores e investimentos. Espero que essa fábrica cresça cada vez mais e possamos ter melhores modelos no Brasil. Eu torço para o Brasil dar certo… por isso, é melhor Jair se acostumando.

  • Mardem

    Gostaria só de salientar que não é assim que se faz identidade visual. MIC DROP. PEACE!

  • Pipo pipo

    Dias difíceis para a Toyota? Deve dar trabalho.

    • Luciano RC

      Nem a S10, Ranger e Amarok da trabalho, imagina se a RAM vai dar… no máximo vai dar trabalho para a Ranger e Amarok, porque pra ameaçar a S10 tbm precisa de muito.

  • Lucas

    Muito legal ver projetos brasileiros com qualidade suficiente para se tornarem globais e não serem um mico em outros mercados (assim espero).

  • Ricardo Alexandre da Rocha Bri

    Uma pickup Ram tudo bem. Agora se for um Fiat que decepção.

  • Rodrigo

    A Toro que tomou durateston.
    Que projeção bizarra.

  • Luciano RC

    Que projeção terrível… estragou até a matéria. KKKKK

  • Luciano RC

    Pra mim… será uma RAM 1500 adaptada para nosso mercado. Para conseguir se enquadrar como camionete. Com certeza vira com o 2.4 Flex e um motor diesel de uns 200cv e 50mkgf de torque.

    O cambio deve ser o AT9 nas duas variantes, a tração 4×4 será de lei e vinda da RAM.
    Devemos esperar que venha como marca RAM (quem sabe até com importação de outros modelos para atrair mais consumidores). Porém… pode ter certeza que aqui deve usar o nome Dakota…

  • iltoncccc

    O Michel temer visita o complexo e tem reunião reservada, isso me dar nojo, com certeza alguma facilidade vem aí, não importa o tipo q seja, gostaria de ter visto presidente ajudar a Gurgel a não quebrar, e fortalecer a indústria nacional de verdade, e tantas outras iniciativas.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      A Gurgel teve cerca de 20 anos de ajuda em linhas de financiamento diferenciadas entre os anos 70 e 80 e em compras governamentais. Também tinha um nicho de mercado, os jipes leves, onde não era incomoda pela concorrência. E neste tempo não conseguiu profissionalizar a gestão, não conseguiu fugir totalmente aos métodos artesanais de produção inadequados para produção em larga escala, nunca teve uma estratégia clara para seus produtos, basta ver os inúmeros projetos abandonados ou de produção muito restrita, não conseguiu desenvolver a tempo e satisfatóriamente um conjunto motriz próprio para seus produtos, não desenvilver parcerias tecnicas com outros fabricantes, fez uma escolha estratégica errada ao abandonar os jipes em favor dos microcarros, fez escolhas desastrosas no lay-out e na ergonomia dos microcarros e no final sua empresa foi engolida pelas mudanças macroenômicas dos anos 90.

      O Gurgel teve muito mérito ao construir aqui uma marca que vendeu mais de 40 mil carros, tinha grande sensibilidade para entender o mercado (ele adiantou a tendencia dos SUV décadas com o X12 e derivados, com o Carajas e o natimorto Mini Cross), estava certo ao acreditar nos carros elétricos e nos problemas do Proalcool, tinha idéias geniais como o sistema de produção pensado para o Delta, mas tinha dificuldades em emplementá-las. Mas no final seus erros e escolhas foram determinantes para o fim da sua empresa.

  • Raimundo A.

    De acordo com os jornais de PE, JC e DP, o Temer e sua comitiva foram, digamos, oficializar o terceiro turno, passará a operar 24h por dia, que permitirá graças a recuperação da economia e crescimento/ampliação das exportações, saltar dos 179 mil veículos feitos no ano passado para a capacidade máxima de 250 mil unidades.
    Também foi garantir a continuidade dos incentivos fiscais a montadoras instaladas no Nordeste que iriam vencer em 2020 sendo prorrogado para 2025.
    A unidade, com apenas três anos e somente três produtos dos quatros que foi projetada a suportar na mesma plataforma, já está próxima da capacidade. Enquanto aqui estava em crise, os produtos foram exportados para mercados vizinhos aumentando a produção e com a reaquecimento da economia local e crescimento das exportações, a demanda irá aumentar mais permitindo o terceiro turno.
    Não estão falando em novo produto para alcançar essa capacidade, mas condições do mercado da região que estão melhorando e permitirá atingir o limite.
    Se houver novo produto, a capacidade máxima terá que ser revista e provavelmente irão ampliar a unidade, até porque uma picape feita em chassi precisa de estruturas diferentes dos atuais montados na Jeep/FCA PE.

    • Fernando Bento Chaves Santana

      Então a picape poderia ser feita na fábrica da IVECO em Sete Lagoas.

      • Djalma

        Em Betim também, aquilo lá tá com uma capacidade ociosa absurda.

    • Djalma

      Essa fábrica já foi campeã de incentivos fiscais na implantação e devem estar pedindo mais incentivos fiscais. Pena que esses incentivos não se revertam para o consumidor. Lembrando que já tinha encerrado o prazo para incentivos ao setor automotivo e o nove dedos foi e liberou para o Nordeste.

  • Lucas MTB

    Oportunidade para voltar a Dodge Dakota!

  • RRodrigo Souza

    pegaram uma 2005/ e colocaram a frente da toro kkk ,parece aqueles doidos que transformam chevette em camaro .
    a carroceria toda quadrada
    link da foto da ranger http://www.4x4brasil.com.br/forum/attachments/vendem-se-veiculos/482261d1414775151-ranger-4×4-3-0-xls-2005-diesel-cab-dupla-ranger-3.jpg

  • Natán Barreto

    A notícia é ótima, mas a foto dessa projeção é assustadora.

  • Vitor Santos

    Não duvido de lançarem essa pickup com motor e-torq 1.8 de 132 cavalos KKKK

  • Ricardo

    KKKKK
    No mínimo no “encontro fechado” com o vamp…ops, com o presidente, será para pedir “incentivo”, rota 2030 etc.

    • Djalma

      Pode ter certeza.

  • Samluzbh

    Já que pegam a Strada poe logo Ram e vende lá fora, poderia pegar uma Ram e apenas por o logo Fiat, já tava bom.

  • Erivelton Freitas

    Já até imagino o nome: FIAT Grand Toro.

  • Djalma

    Que monstrengo!

  • Racer

    Esta projeção ficou mais bonita que a Hilux e sua cara de bagre….

  • Isso é simples.

    Contrata um sertanejo e um funkeiro para fazer uma “música” chiclete ostentando essa pick-up, vide Camaro, Veloster, Dodge RAM, que o povo pira.

    Não vai precisar nem se preocupar em design.

  • Del Elza

    Prefiro o nome RAM do que FIAT, todo brasileiro tem vontade de ter uma RAM.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email