EUA Fiat Hatches

Fiat 500 ganha atualização visual nos EUA

fiat-500-2018-eua-1 Fiat 500 ganha atualização visual nos EUA

Diferente de outros italianos muito mais famosos e caros, o pequenino Fiat 500 agradou no mercado americano. Por isso a marca decidiu atualizar o clássico renascido, que é produzido atualmente em Toluca, México, mas deixou de ser vendido de forma regular no Brasil. No ano passado, um lote chegou sob encomenda e sumiu rapidamente.



A atualização de meia vida – ou seria de uma vida inteira? Visto que essa geração existe desde 2007 – foi leve, recebendo novos faróis circulares com LEDs diurnos integrados, enquanto o para-choque recebeu um desenho mais esportivo, notadamente com entradas de ar adicionais na parte inferior. Os faróis de neblina também são novos, maiores que os anteriores. As rodas de liga leve sofreram alterações, assim como o ajuste da suspensão, que ficou mais firme para uma condução esportiva. Os freios também foram reforçados.

fiat-500-2018-eua-1 Fiat 500 ganha atualização visual nos EUA

O Fiat 500 2018 para o mercado americano ainda adotou novos retrovisores com repetidores de direção, logotipo Turbo na parte traseira e mais opções de cores externas. Por dentro, o hatch recebeu nova padronagem dos tecidos e câmera de ré passou a fazer parte do pacote. O modelo mantém as personalizações, bem como multimídia Uconnect com tela de 5 polegadas, cluster digital e bancos em couro com desenho esportivo.

Outra importante mudança é a introdução do motor 1.4 MultiAir Turbo de 137 cv e 20,7 kgfm, que substitui o antigo 1.4 16V de 105 cv, aspirado. Já a transmissão pode ser manual de cinco marchas ou automática com seis velocidades. No caso do Fiat 500 Abarth 2018, o mesmo motor é empregado, mas a cavalaria pulou de pouco mais de 142 cv para 162 cv. Além da versão de teto rígido, a opção conversível continua a ser oferecida no mercado americano. A versão elétrica 500e continua a ser oferecida.

fiat-500-2018-eua-1 Fiat 500 ganha atualização visual nos EUA

Com essas alterações espera-se que o Fiat 500 2018 seja oferecido no mercado brasileiro, mantendo assim o clássico italiano importado do México. No entanto, não se sabe se ele manterá o motor 1.4 Fire Evo Flex de até 88 cv. Para oferecer algo realmente novo, o pequenino poderia chegar com Firefly 1.3 de até 109 cv, mas o câmbio automatizado GSR-Comfort não seria um atrativo. Outra opção seria trazer o próprio 1.4 MultiAir Turbo com 140 cv e câmbio automático, servindo como um carro realmente de nicho.

Enquanto não vem, o Fiat 500 ainda aguarda a tão esperada segunda geração. Já se falou de quase tudo sobre esse novo carro, inclusive que teria uma variante de quatro portas e opções híbrida plug-in e elétrica. Mas, o que surgir será sobre a base atualizada dos Fiat 500L/X, mas sem tirar do carrinho seu apelo estético.

Fiat 500 2018 – Galeria de fotos

 

COMPARTILHAR:
  • Maycon Farias

    Muito bom, um ”Clássico” para não colocar defeito.

  • Rafaelprado

    Deve ser um canhão com essa nova versão do Abarth. 162cv para esse carrinho leve, deve ser divertidissimo dirigir. Mesmo a nova versão basica…

  • th!nk.t4nk

    Mesmo vendendo só suas 1000 unidades/mês nos EUA, tem seu mercado cativo. E o carrinho é caprichado mesmo, tem melhor acabamento que muito modelo médio por aí. A FIAT vai ter que ser muito criativa pra não estragá-lo na próxima geração ano que vem (falam em fazê-lo 4 portas… medo).

    • Novaess GTO

      O facelift europeu mandou melhor. Dê uma olhada depois. Acho que em 20 anos vai parecer atual! rsrs

      • th!nk.t4nk

        Mas já faz uns 3 anos que mudou né? Que me lembre ganhou os leds e mudou o pára-choques. De resto achei continua praticamente o mesmo carro de sempre (o que é bom, prefiro essas mudanças sutis quando o desenho original é de bom gosto!).

        • Novaess GTO

          Menos de 2 anos creio eu. Meus sogros tem um desses. Eu concordo com o que você disse, creio que alguns facelifts singelos são de bastante bom gosto, como por exemplo o Mini Cooper 2001 para para o Mini Cooper 2006 ou alguns 911 (parte da frente).

        • EDU

          foi em junho de 2015 apresentacao dele no arco della pace em Milano. Sem querer estava passando perto e vi . O facelift do europeu ficou melhor que do americano. (Se é que foi feito) Pois nao vejo nada disso .Eu como proprietario de um sport air para uso diario sinto falta da Fiat dispinibilizar novas versoese cores e voltar a trazer o 500 .

          • Daniel Thomé

            Também tenho um Sport, prima edizione. O carro é muito legal para o dia-a-dia. Acho que a FIAT podia, no mínimo, voltar a trazer para o Brasil com o novo motor Firefly. Acho que ficaria comerciavelmente viável e bom de andar, com manutenção razoável.

          • th!nk.t4nk

            Legal Edu. Eu curti também!

          • Bruno Alessandri

            Eu tenho um Cult manual pra uso urbano e não consigo encontrar um carro que me encanta para trocar. Além de econômico, o carrinho é muito bem acabado e com muito bom gosto, não parece nem um pouco com carros populares.
            Uma pena o facelift Europeu não ter vindo para Américas.

    • Basil Sandhurst

      Existem duas versões quatro portas desse monobloco aí, uma é o Mobi e a outra é o Lancia Ypsilon. Mesma distância entre eixos e tudo mais.
      O Fiat 500 é um dos melhores subcompactos que existem no mercado. Como ex-proprietário de um me tornei fã.
      Abs

  • Edson Fernandes

    O triste é saber que para eles, o motor turbo “mais fraco” já seria otimo aqui, mas aqui se vier, é sempre o motor 1.4 fire(duvido colocarem o motor firefly). Aí fica dificil a escolha.

  • CÁSSIO

    a FCA esta perdendo em lançar uma versão HIBRIDA 1.0 FLEX cambio AT 6 creio que seria uma boa opção no mercado interno .

  • Novaess GTO

    Se um dia eu tiver a oportunidade de pilotar o demoníaco Abarth Biposto de 192 cavalos já estarei muito feliz!

  • Mardem

    A matéria está errada. Não houve atualização visual nenhuma. O que aconteceu é que, a partir de agora, todos os 500 para o mercado americano recebem o motor turbo, o qual exige mais espaço para os intercoolers. Assim, o para-choques dianteiro usado é o mesmo do modelo Abarth, que é mais pronunciado a fim de ganhar esse espaço extra. Vejam que o recorte para o espaço para o brasão original Abarth continua ali, mas coberto por uma peça plástica na cor do carro que abriga o logo Fiat com os bigodinhos mais estreitos e tradicionais. Esse pára-choques “Abarth” com brasão Fiat já vinha sendo usado desde 2013 numa versão turbo do 500 normal, com motor mais manso que os Abarth, que agora foi descontinuada. Tanto os faróis quanto as lanternas continuam as mesmas. Os faróis do 500 americano sempre contaram com projetor elíptico (diferente dos nossos, de superfície complexa).
    Creio que estejam confundindo o modelo americano. feito em Toluca, no México, com o 500 feito na planta de Tychy, na Polônia, para o mercado europeu. Esse sim recebeu facelift tanto da versões comuns (pop, sport e lounge) quanto da linha Abarth, com faróis, para-choques e lanternas novas.

    • Miguel

      É mesmo!
      A lanterna continua igual como sempre, no europeu ela tem desenho diferente.

    • Vattt

      Verdade! Estava tentando encontra a novidade visual além para-choque dianteiro!!!

  • pedro

    Pra mim este carro é perfeito. Minha esposa tinha um 500C 16v e era maravilhoso.

  • Cmaa

    A Fiat deveria trazer o 500X para o Brasil!
    Sucesso garantido!

  • Gran RS 78

    Saudades quando a Fiat começou a importa-lo do México em 2011 e os preços começavam em 39 mil reais e o conversível custava 56 mil reais. Hj vc compra a versão mais básica e com motor 1.4 antiquado do Uno por 60 mil reais. A Fiat conseguiu matar as vendas desse simpático modelo aqui no Brasil.

  • Razzo

    “Outra importante mudança é a introdução do motor 1.4 MultiAir Turbo de 137 cv e 20,7 kgfm, que substitui o antigo 1.4 16V de 105 cv, aspirado. Já a transmissão pode ser manual de cinco marchas ou automática com seis velocidades.

    Com essas alterações espera-se que o Fiat 500 2018 seja oferecido no mercado brasileiro, mantendo assim o clássico italiano importado do México. No entanto, não se sabe se ele manterá o motor 1.4 Fire Evo Flex de até 88 cv. ”

    –> Um balde de água fria…

  • Miguel

    Quero esse carrinho de volta e com versões esportivas!!!
    Pelo menos uma turbo igual a dos USA (sonhando…)

  • Victor Nunes

    Passei quase quatro meses para receber a unidade 2017 no final do ano passado. Apesar do estresse e falta de respeito da montadora com o consumidor; valeu a pena. O carrinho é único em tudo. Será para coleção mesmo! =) hehehehe

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email

receber-noticias Notícias por email