*Destaque *Featured Eventos Fiat Hatches Lançamentos

Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

fiat-argo-2018-50 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

O Fiat Argo chega ao mercado nacional como a mais recente aposta do fabricante italiano em terras brasileiras. Decisivo para iniciar a recuperação da marca no mercado nacional, onde a venda de carros de passeio caiu de forma vertiginosa e a empresa viu a liderança sair de suas mãos. Os preços ainda não foram revelados, apenas nesta quarta (31).



Considerado premium pela Fiat, o Argo chega com missão dupla, quase tripla, abraçando clientes das versões mais caras do Palio e também aqueles do Punto. Com a ausência de um hatch médio, que no caso era o Bravo, o compacto assume a posição de topo de linha da gama de automóveis da marca.

fiat-argo-2018-51 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Com apelo esportivo, jovial e com dimensões mais generosas, o Fiat Argo aposta em faróis de dupla parábola bem delineados e grade expressiva, assim como lanternas normais, mas que parecem LEDs e desenho envolvente. Os para-choques tem linhas fluidas, assim como a carroceria.

Oferecendo 300 litros no porta-malas, o Fiat Argo apresenta espaço interno bom e vem com um pacote de equipamentos bem generoso, mas nenhum pouco inovador, sendo itens já vistos em outros carros.

fiat-argo-2018-1 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo – Motores e transmissões

Com oferta de três motores e três tipos de transmissão, o Fiat Argo se apresenta em sete versões, sendo elas Drive 1.0, Drive 1.3, Drive 1.3 GSR, Precision 1.8, Precision 1.8 AT6, HGT 1.8 e HGT 1.8 AT6. Para estes, a Fiat reservou as famílias de motores Firefly e E.torQ.

O 1.0 Firefly entrega até 77 cv e 10,9 kgm, enquanto o Firefly 1.3 vai até 109 cv com 14,2 kgfm. Por fim, o E.torq Evo VIS agora tem comando de válvulas de admissão variável, fornecendo até 139 cv a 5.750 rpm e 19,3 kgfm com 3.750 rpm. Com este último, o Fiat Argo HGT vai de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos e atinge 192 km/h. Todos possuem sistema de partida a frio por pré-aquecimento, dispensando o tanquinho.

Além do câmbio manual de cinco marchas, o Fiat Argo vem com o automatizado GSR na versão Drive 1.3, entregando um novo gerenciamento nas trocas das cinco marchas, reduzindo trancos e a velocidade no tempo das trocas com a função Auto-Up Shift Abort.

fiat-argo-2018-9 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Já a caixa de transmissão automática de seis velocidades (Precision e HGT) vem com a função Overdrive, focando na redução do consumo e de ruído. Além disso, ela vem com a função Neutral, que permite o desacoplamento do câmbio em paradas rápidas no trânsito, reduzindo o esforço do motor e gerando economia de combustível.

E não para por aí. Todas as versões do Fiat Argo vem com direção elétrica e Start&Stop, tanto manual como GSR ou AT6, função que desliga o motor de forma automática e o religa quando o veículo vai sair. Também de série é o Isofix, bem como cintos traseiros de três pontos, entre outros. A Fiat lança com o Argo uma série limitada chamada Open Edition MOPAR, limitada a 1.000 unidades.

fiat-argo-2018-12 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo – Conteúdo das versões

Entre os equipamentos oferecidos, o Fiat Argo pode ser equipado com multimídia dotada de sistemas Android Auto e Car Play, display TFT no painel, retrovisor eletrocrômico, controles de tração e estabilidade, assistente de partida em rampa, ar-condicionado automático e rodas aros 16 ou 17 polegadas.

Fiat Argo Drive 1.0 – De série direção elétrica progressiva, ar-condicionado, display de alta resolução no quadro de instrumentos, banco do motorista com ajuste de altura, cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes, sistema Start&Stop, ISOFIX, travas elétricas e vidros dianteiros com acionamento elétrico.

Opcionais: Kit Multimídia (Central multimídia com tela de 7 polegadas e comandos de telefonia e rádio no volante), Kit Convenience (Vidros traseiros e retrovisores elétricos), Kit Parking – Sensor de estacionamento e câmera de ré e Rádio Connect (Sistema de som Connect e comandos de áudio e telefonia no volante).

fiat-argo-2018-23 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo Drive 1.3 – Itens da versão Drive 1.0, mais sistema de monitoramento da pressão dos pneus, central multimídia de 7 polegadas, com tela sensível ao toque, de alta definição, e compatível com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto (esse item exclusivo é de série a partir desta versão), volante com comandos do rádio e telefone e entrada USB para o passageiro traseiro.

Opcionais: Kit Parking (Sensor de estacionamento e câmera de ré), Kit Convenience (Vidros traseiros e retrovisores elétricos) e Kit Stile [(5DV) Rodas de liga leve aro 15 polegadas e faróis de neblina].

fiat-argo-2018-24 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo Drive 1.3 GSR – Itens da versão Drive 1.3, mais transmissão automatizada de cinco marchas GSR Comfort (Gear Smart Ride), paddle shifts e acionamento por botões, função Sport, piloto automático, apoio de braço para o motorista, vidro elétrico traseiro e retrovisores externos elétricos com função tilt down, Controle de Tração (TC), Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC) e assistente de partida em rampa.

Opcionais: Kit Parking (Sensor de estacionamento e câmera de ré) e Kit Stile [(5DV) Rodas de liga leve aro 15 polegadas e faróis de neblina].

fiat-argo-2018-18 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo Precision 1.8Itens de série da versão Drive 1.3 GSR, mais alarme antifurto, faróis de neblina, faróis com luz de posição a LED, rodas de liga leve com aro 15 e banco traseiro bipartido 60/40.

Opcionais: Kit Stile (9TS) – Rodas de liga leve aro 16 polegadas e bancos em couro, Airbags laterais e Kit Tech [(9SJ) – Keyless entry´n´go, ar-condicionado digital e kit High Tech].

Fiat Argo Precision 1.8 AT6Itens da versão acima, mais câmbio automático de seis marchas com paddle shifts, controle de velocidade de cruzeiro, apoio de braço para o motorista, volante revestido em couro e luzes de ambiente.

Opcionais: Kit Stile (9TS) – Rodas de liga leve aro 16 polegadas e bancos em couro, Airbags laterais e Kit Tech [(9SJ) – Keyless entry´n´go, ar-condicionado digital e kit High Tech].

fiat-argo-2018-37 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo HGT 1.8 – Itens exclusivos, tais como display multicolorido de 7 polegadas de alta definição e personalizável no quadro de instrumentos, grade dianteira inferior com acabamento vermelho, spoilers no para-choque, moldura preta na parte inferior da lateral e nas caixas de roda, ponteira de escapamento trapezoidal cromada, rodas de liga leve aro 16 e uma calibração de suspenção mais esportiva. Há também revestimento vermelho na parte central do painel, calibração de suspensão diferenciada e controle de estabilidade para condução esportiva.

Opcionais: Kit Stile (9SK) – Rodas de liga leve aro 17 polegadas e bancos em couro, Airbags laterais e Kit Tech [(9SH) – Keyless entry´n´go, ar-condicionado digital e kit High Tech].

Fiat Argo HGT 1.8 AT6 – Itens da versão acima, mais câmbio automático de seis marchas com paddle shifts, além de controle de cruzeiro e apoio de braço para o motorista.

Opcionais: Kit Stile (9SK) – Rodas de liga leve aro 17 polegadas e bancos em couro, Airbags laterais e Kit Tech [(9SH) – Keyless entry´n´go, ar-condicionado digital e kit High Tech].

fiat-argo-2018-44 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo Opening Edition MOPAR – Baseada na versão HGT 1.8 AT6, essa série limitada a 1000 unidades traz um conjunto de acessórios Mopar e itens exclusivos de fábrica. Disponível apenas na cor azul, ele vem com teto e retrovisores externos pintados de preto, bem como aerofólio na tampa traseira.

Entre os acessórios Mopar, destaque para rodas de alumínio escurecidas (aro 16), protetor de soleira das portas, tapetes de borracha, sensor de estacionamento, kit de alto-falantes de 60 W e o badge “Open Edition” nas colunas traseiras. Além disso, o Opening Edition Mopar vem com a conveniência do Mopar Vehicle Protection (MVP), com as três primeiras revisões inclusas.

fiat-argo-apresentação-NA-3 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Fiat Argo – Primeiras impressões

O Fiat Argo foi apresentado oficialmente na noite de terça (30). O novo hatch compacto da marca italiana impressionou positivamente nesse primeiro encontro. O modelo apresenta um visual bem atual, mas com toques bem esportivos. Os faróis duplos são interessantes, assim como o desenho do para-choque. O logotipo HGT chama atenção, assim como os retrovisores em cinza.

Na traseira, as lanternas possuem lâmpadas comuns e a lente tenta imitar LEDs. O novo logotipo da Fiat fica bem estampado no centro, enquanto o para-choque apresenta difusor de ar e um vistoso escape cromado retangular. O spoiler no teto é cinza quando em cor branca.

fiat-argo-apresentação-NA-13 Fiat Argo é apresentado oficialmente e tem detalhes revelados, mas preços ainda não

Por dentro, o Fiat Argo HGT apresenta um aspecto bom, mesclando três revestimentos no painel, além de destacar a tela de multimídia com Android Auto e Car Play. O volante tem o melhor estilo Jeep, mas com detalhes exclusivos. Já o cluster é uma reprodução daquele da Toro, com mostradores laterais analógicos e display central bem grande. A alavanca de câmbio não é muito firme e tem curso longo, enquanto o pedal do acelerador é inclinado para a direita.

O desenho das portas, assim como do painel e também o estofamento dos bancos agradou. O novo formato das luzes de leitura e luz interna também são exclusivos e bem diferentes daqueles que se encontram nos demais carros da Fiat. Outro ponto importante é a oferta de espaço, sendo bom para quem vai atrás. O porta-malas com 300 litros tem fácil acesso e pode ser ampliado com o banco bipartido. De forma geral, o Fiat Argo foi bem nesse primeiro contato. Vamos ver como se comporta no test drive, que você vai conferir em breve!

Fiat Argo 2018 – Galeria de fotos

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

  • Lucho

    O Argo ficou bom. Fico meio saudoso em relação ao Punto, que é um bom carro. Espero que o Argo o supere. O interior está muito bonito aos olhos. Pra vender a Fiat tem que deixar de explorar os consumidores. Pra vender mais que o Ônix star e HB 20, tem que custar menos e oferecer mais ao consumidor.

    • Mario

      Lucho, entendo que sempre queremos mais por menos, mas as montadoras visam sempre o lucro máximo, cabe aos consumidores avaliarem o custo x benefício, e escolher o que melhor o atende. Os carros hoje em dia são muito parecidos, não há muito o que inventar, então são os detalhes que fazem a diferença na escolha. O que eu não entendo na reportagem, é quando diz “‘…vem com um pacote de equipamentos bem generoso, “mas nenhum pouco inovador”, sendo itens já vistos em outros carros…”‘ O que queriam??? Algum equipamento que não existe no mercado? Atualmente, as pessoas ‘especialistas’ querem as super telas com conectividade. Ora bolas, lá tem uma de 7″!!! “Ok, mas falta algo inovador”…não entendi! Talvez voltarmos à rodas quadradas!! Gostei do carrinho!

      • Miguel

        Eu acho que eles queriam dizer “mas nem um pouco inovador”, seja lá o que isso quer dizer… Rsrsrsrs
        Talvez ficasse melhor “mas pouco inovador”.

        • Ⓜ️arcelo

          Eu tenho argo a dizer:

          é fora de propósito o preço deste carro

  • 1 Raul

    O negócio da fiat é uno e palio, mais recentemente a toro, além da strada.

    Vejo nesse carro um novo stilo, brava, tipo, etc, no que diz respeito ao posicionamento mercadológico, ou seja, tem grande chance de virar um mico, salvo se vier com preços excelentes.

    • Verdades sobre o mercado

      Você esta equivocado. Salvo um erro grotesco de preços, o Argo deve ficar no Top 5 com grandes chances de brigar pelo pódio.

      • 1 Raul

        Pago pra ver. Se a fiat emplacar nesse segmento vai ser algo inédito.

        • Verdades sobre o mercado

          Este carro é o substituto natural do “Novo” Palio nas versões mais baratas e do Punto nas versões mais caras, 2 veículos que venderam bem até 2014

        • Rafael

          Você está confundindo as coisas. Primeiro que o Tipo chegou a ser líder de vendas n Brasil. O Stilo foi bem aceito e apesar de não liderar, vendia bem e era sonho de consumo de muita gente. O Brava realmente vendeu pouco e o Bravo abaixo do esperado, acredito eu, por falta de um câmbio automático. Mas todos esses são hatchs médios. O Argo é um “novo Palio”, ou “novo Punto”. Punto também vendeu muito bem. O Argo vem pra ser concorrente direito do Onix e HB20, com o diferencial de ter uma versão 1.8 AT6 que, teoricamente, poderia atender os órfãos dos Hatch médios dela (Bravo, o último).

          Eu já tive um Bravo e acho difícil substituir. O bravo era maior com porta mala de 400 litros, com mais equipamentos (o meu era o Tjet, teto solar, farol xênon, entre outros). Nem o Argo mais completo faz frente aos Bravos superiores. Talvez atenda quem tinha as versões mais básicas.

          • Mario

            Concordo Rafael! Mesmo porque, o Bravo Tjet hoje, chegaria fácil aos 100k. A Fiat abandonou o segmento de médios, simples assim.

          • HugoCT

            O proprio pessoal da fiat disse que o Argo não veio para substituir o Bravo, mas que ficariam felizes se algum cliente de Bravo se sentisse atraído pelo Argo 1.8 HGT

        • Hater x Haters

          Opa, paga pra mim então! Já vou mandar o numero da conta pra vc.

        • Mario

          Os preços começarão em 45k e chegarão em 75k. Vejam os preços atuais do palio e Punto e concluam.

        • pedro rt

          o preço do argo e praticamente o msm do PUNTO ,exceto o 1.0 q custa 2mil a mais q o palio, portanto tem chance de vender bem

        • Raul Pereira

          Emplacar? Cara, você não deve lembrar, mas Stilo e Punto vendiam muito bem. O Stilo pode ter tido aqueles vários problemas mecânicos com o quadro da roda (não lembro se era esse o nome), mas as vendas iam muito bem

          • O cubo da roda que soltava. Inclusive matou duas famílias.

            • Raul Pereira

              Isso, cubo da roda. Estava pensando em caixa da roda.
              Que horror, essa das duas família não sabia

              • Pois é. Uma advogada que ganhou processo. O cubo do Stillo dela soltou a 100km/h na rodovia com capotamento três vezes parando na divisória da rodovia.

                Teve que pagar um laudo particular, pois a Fiat alegava um mau uso.

                • Raul Pereira

                  Isso me lembra o filme Clube da Luta, quando fabricantes se omitem desse jeito

    • Marcello Caetano

      Falou asneira, Stilo e Tipo venderam bem.

      • Wagner Lopes

        O Tipo vendeu tão bem que chegou a bater o Gol em um mês que era líder absoluto naquela época…

    • Hater x Haters

      Printei. ;)
      Stilo e Tipo venderam bem nas suas épocas. Se duvida veja o ranking de vendas da época. Pra vc ter uma ideia o Tipo chegou a vender mais que o Gol em um mês, um feito e tanto para aquela época em que o ranking de mais vendidos era dominado por populares pé-de-boi 1.0. Já o Stilo foi líder dos hatchs médios várias vezes. O Brava e o Bravo sim foram micos.

      • 1 Raul

        Esses carros venderam bem no lançamento, mas a fiat não tem fôlego nesse segmento, assim como nos sedans.

        Pode ser que tenha uma boa estréia, mas para fazer sucesso de fato deve ter perenidade.

        • Paulo Lustosa

          O Argo é hatch compacto, ele venderá bem sim, que as versões responsáveis vai ser o 1.0 e o 1.3, justamente na faixa de preço do HB20

    • Charlis

      Olha cara,
      Só será possível afirmar qualquer coisa, após os preços.
      Mas, sem ver os preços, eu entendo seu comentário e respeito.

      Na minha opinião, esse carro é “mais do mesmo”, nenhuma novidade.
      O único motor interessante é o 1.3, os demais, eu passo longe.
      O carro em si, não consigo achar ele bonito em cor ou angulo algum.
      Ainda acho o Punto infinitamente mais belo, harmônico, e afins.

      Mas, a Fiat sabiamente lotou ele de telas grandes e HD, pode ser que aqui será a cereja do bolo, brasileiro ADORA telas grandes, principalmente dentro dos carros, vide o Assassinônix.

      Voltando para minha opinião, nos mais básicos, ainda prefiro o HB20 (5 anos de garantia), e o Ford Ka/Fiesta.
      Nos mais “legais”, também fico de HB20 1.6, e com toda certeza, o tão falado Polo.

      Enfim, a pretensão da Fiat é vender na casa dos 6000.
      Acho até um número possível, principalmente enquanto ele for novidade.

      Vamos ver!

      []s

      • Retrato do Papai

        é sério que o 1.0 firefly não te agrada? o motor com maior torque da categoria? com consumo, segundo o inmetro, no próprio argo, de excelentes 9,9/10,7 no etanol e 14,2/15,1 na gasolina? (números próximos do up mpi, que é pelo menos 200kg mais leve!!!)

        é sério que o 1.8 etorq não te agrada? isso, aquele que tem pico de torque a 3.750rpm (algo raro em motores multiválvulas) e que tem nada menos que 2kgfm de torque a mais que o 1.8 honda, além de brigar bonito com o 1.8 toyota (1kgfm de torque a mais, 5cv a menos)?

        em relação à garantia de 5 anos da linha hb20, isso aí é um gigantesco pega-bobo… é o jeito que ela encontrou de tirar mais grana do consumidor, prendendo-o a rede de concessionárias… basta ver o valor estratosférico das revisões, pagar 400~600 reais para trocar óleo e filtros? para efeito de comparação, meu fox 1.6 fica na faixa de 250~300, com peças originais e mão de obra de qualidade… “mas pô tem garantia se der defeito né”, duas coisas: 1- pra cc (no geral) praticamente tudo é mau uso do cliente, pra conseguir trocar alguma coisa em garantia o cara tem que ter um alto poder de persuasão (além de conhecer bem de mecânica)… 2- com toda a grana que você economiza fazendo os serviços em oficinas independentes, dá consertar um monte de coisa por conta própria… esse esquema pega-bobo é ainda mais elucidado com as extensas críticas que os mecânicos independentes tecem a hyundai por conta da falta de informações/manuais técnicos (quem acompanha canais de mecânica no youtube sabe disso)

        • Paulo Lustosa

          Rapaz, não sei atualmente, mas os primeiros E-Torq eram horríveis em baixa, tanto que no Linea, quem tinha o 1.9 e passou pra ele, achou justamente ele mais fraco em baixa rotação e mais áspero para subir rotação em relação ao 1.9, que era um motor superquadrado na moda que a Fiat gosta para seus motores top de linha, fora que bebiam mais. Tomara que conseguiram melhorar com o coletor de admissão variável e o comando VVT, que na época foram capados do projeto original da BMW, porque o resultado de lançamento em 2010 não foi muito agradável não.

  • Marco Antônio

    Bonito por fora só a versão com aquela moldura plástica nas caixas de roda. Os modelos mais simples ficaram esquisitos sem ele. No mais, acho que venderá como pão quente na padaria.

    • Verdades sobre o mercado

      Penso que as rodas 14″ são pequenas para o visual do carro, com 15″ nem precisa das molduras das caixas de roda. É só comparar a 3a (Drive com rodas 14″) e a 10a (roda 15″) foto da galeria oficial da Fiat(depois da galeria do evento de lançamento)

    • Franco da Silva

      Ficam forçando no esportivo, mas um aventureiro aí venderia bem mais. Em breve aparece um Argo Adventure/Way.

      • Marco Antônio

        kkkkk Pode até ser mesmo.

      • pedro rt

        way e coisa pro uno e mobi… ja o ADVENTURE e uma versao morta ja q o doblo ja saiu de linha e a weekend saira agora em julho

  • rkimwb

    A Fiat fez o seu dever de casa, vejo muito potencial nesse Argo! Só resta ver os preços (não só das versões, como também dos opcionais, que Fiat e VW tanto gostam).

    • Verdades sobre o mercado

      Só ficou na contramão os vários kits de opcionais que a própria Fiat e a VW tem reduzido, seguindo a tendência do mercado.

  • Verdades sobre o mercado

    Ficou muito bom. Tem tudo pra brigar com Ka e HB20 em volume. Penso que o automatizado no 1.3 dificulta a briga com o Ônix, visto que o 1.8 automático deve ficar bem mais caro. Destaque para o start-stop de serie desde 1.0. Algumas incoerências: Uno que é um veiculo inferior tem monitoramento de pressão dos pneus de serie desde 1.0 e no Argo não. Uno tem opção de controle de estabilidade para 1.0 e 1.3 manual e o Argo não. As rodas deveriam ser 15″ (calotas) de serie nas versões Drive, com 14″ o carro perde harmonia(mesmo problema do “Novo” Palio).

    • Wellington Myph13

      Essa versão 1.0 veio pra cobrir as versões caras do uno e Palio. Eles baixaram tudo que podia mas deixando itens de conforto pra manter o ar de Premium.
      Até sem som ele vem, ou seja, vem até com chance de fazer parte de venda de PJ pra empresas que querem um carro maior que um Uno ou Palio.
      As rodas 14 contribuem no consumo. Esse 1.0 tem etiqueta de 14,2km/l na cidade com gasolina, uma marca excelente…
      A 1.0 veio literalmente pra etiqueta de “a partir” baixa e etiqueta de consumo baixo também…

    • duhehe

      O uno é bem equipado para tentar vender, hj é um coadjuvante no mercado, quem segura as pontas são as vendas para frotista, se o Argo vender bem, a chance de Palio e Uno saírem do mercado são grandes.

      • pedro rt

        o palio ja vai sair agora em julho… o uno pode sair ao longo de 2018 ou 2019 se o argo vender muito e ficar entre os 3 mais vendidos

  • Weberson Paulo Guimarães

    Faltou teto solar de opcional!

    • pedro rt

      teto solar e coisa pro TORO, e nao e importante pra hatch pequeno

  • Handlay P.B.

    É bonito mas não é lá essas coisas, visualmente o Punto é mais carro. E como falei outra vez, o Argo é um carro jabuticaba. O interior é bonito, mais agradável que o do novo Tipo. Ele não é um carro totalmente novo, o motor 1.8 E.torq é derivado de um motor antigo da Chrysler e a plataforma Latam é derivada da 326 ou da base do Punto, mas muito provavelmente o brasileiro não vai ligar pra isso. O Uno tem ITPMS desde a versão básica e o Argo não, que mancada. Nas vendas, prefiro não dar palpite, para a categoria de hatch premium ele é bom, agora depende do preço. Enfim, mais um modelo emergente, superfaturado e caro para o Brasil.

    • CharlesAle

      A Fiat é muito boa em equipar seus carros, recheá-los de equipamentos..O que pega na Fiat é a pobreza de engenharia mais sofisticada.. Vide o abismo de refinamento tecnológico entre UP e Mobi..O Argo será a mesma coisa, bem equipado, mas como jabuticaba que é, é bem provável dever em itens como segurança, comportamento dinâmico etc..

      • Handlay P.B.

        Comportamento dinâmico não sei, mas é possível que o Argo seja ruim nesse quesito. Na segurança ele vai ser inferior porque ele oferecerá até quatro airbags, enquanto o Fiesta pode vir com até sete e o 208 seis.

      • carroair30

        Alguem meexplica o que quer dizer CARRO JABOTICABA????!!!!

        • Hater x Haters

          Bobagem e relincho de hater, só isso…

          • carroair30

            kkkkk valeu!

          • Handlay P.B.

            Errado, não escreva besteira, leia o meu comentário abaixo ou de qualquer um aqui que conceituou esse termo para entender o que é carro jabuticaba.

        • invalid_pilot

          Jaboticaba é um fruto exclusivamente brasileiro. Agora ficou fácil de entender o sentido.

          • carroair30

            obrigado amigo ,aproveitando,prefiro carro global

        • Mario

          São os anti! Aceitem que doe menos!

      • Mario

        Vai concorrer com o up! então??? Em preços talvez!

    • carroair30

      Mas o que quer dizer “CARRO JABOTICABA” ?????

      • Eng Turbo

        Coisa exclusiva do Brasil, assim como a fruta, só existe aqui(Na realidade existe em outros lugares). Esse termo foi muito usado na industria automobilística, pra justificar coisas que só existiam por aqui.

        • carroair30

          obrigado amigo entendi,e aproveitando , um carro feito so pro mercado nacional é complicado!

          • Eng Turbo

            Temos vario modelos exclusivos, para atender a “demanda local”.
            Onix, Gol e familia, HB20 (Adaptação do i10) entre outros, são desenvolvidos para atender um publico especifico. Isso tem um preço, e alto, por causa da escala (Menor) e custos de desenvolvimento.
            Att

      • Handlay P.B.

        Carro jabuticaba para mim é carro emergente, com design “peba”, inferior a um automóvel de país desenvolvido em segurança e mecânica.

    • Retrato do Papai

      quando fiz um test drive no punto, achei o etorq 1.6 bem xoxo em baixa… mas esse etorq 1.8 “evo” me parece bem interessante, pico de torque em 3.750rpm (raridade nos 16v), quase 20kgfm de torque (2kgfm a mais que o 1.8 honda)… comparando com o 1.8 toyota, ele tem 1kgfm de torque a mais e 5cv a menos… também briga bonito com o ecotec 1.8… não vou citar o monzatech 1.8 porque é chutar cachorro morto, ele apanha até de 1.6… mas o negócio ficou legal, o comando variável no escape parece ter feito milagres…

  • Matthew

    Ficou bem legal o carro de forma geral. Achei curioso o cuidado com a lingueta que oculta o guancho do trinco quando a quinta porta está aberta. Por outro lado, o acabamento dos painéis das porta parecem destoar do resto do carro, sobretudo a maçaneta. Ansioso para ver como ficou pessoalmente.
    EDIT: outro aspecto positivo e rato no segmento é a adoção dos faróis de dupla parábola. Mais um ponto de destaque.

  • Rogério R.

    Sinceramente não esperava que o resultado seria esse belo hatch. Finalmente a marca italiana está voltando aos bons tempos que sabia fazer carros bonitos e o Argo é prova disso. O carro ficou bonito pra caramba!
    Vídeo oficial de divulgação do Fiat Argo – https://www.youtube.com/watch?v=EA0KktwoPmQ&t=0s

  • Wellington Myph13

    Que venham os preços. É pra causar mesmo custando na casa de 46990,00 já que vem completinho. Só faltou o som de série, mas de certo fizeram sem pra ajudar na redução de custo geral e ter uma chance de venda pra frota de empresa que quer um carro maiorzinho, e até mesmo o consumo chama muito atenção, 14,2km/l na cidade com gasolina.

    • Retrato do Papai

      também achei o consumo interessante, os números estão próximos do up mpi, que tem uns 200kg a menos…

  • Gustavogm

    Bonito, o carro me lembra uma mistura de Ka com Hb20. O exterior é bem agradável, principalmente a traseira e o interior achei muito bonito e parece ter um bom acabamento, um dos melhores no segmento. Só não gostei muito desse monte de versão e da falta do Kit Convenience+alarme+sensor de estacionamento vir de série em todas as versões, ainda mais para um carro que não deve ser muito barato. Outra coisa que poderia ser modificada é disponibilizar os itens de segurança como opcional em todas as versões e ser de série a partir das versões mais caras do 1.3. Incluir tb o airbag de cortina e joelho para o motorista.

    • CharlesAle

      Sim..Até me lembrou os tempos de Autolatina, onde um carro virava dois(escort,Logus, pointer…Versalhes, santana..) O Argo parece outra versão de HB20 ou Ka rsrs..

      • Gustavogm

        Não é? De perfil ele parece o Ka mas de frente e de trás me lembra o HB20. Mas ficou bonito.

  • Bruno Costa

    Pleno 2017 e as marcas ainda tem coragem de vender vidro elétrico traseiro como opcional. É tão ridículo que chega a ser hipócrita chamar de compacto premium.

    • Robinho

      pois é…

    • Marcelo SR

      Está coberto de razão. “Premium” não combina com janela traseira à base de manivela…

    • Verdades sobre o mercado

      Quem esta chamando de Premium é a imprensa, não a Fiat.

      • leomix leo

        Tb não vejo nada de Premium nele, nem no NF, nem no 208, C3 e CIA.

      • Rafael

        Pior qué é verdade. A própria Fiat (FCA) falou que concorre com HB20 e Onix e não com Fiesta e C3. Segundo ela, se servir assim, ótimo.

        • pedro rt

          o C4 e sedan e minivan, portanto e outro segmento.

          • Rafael

            Errei. Quis dizer C3. Vou corrigir. Obrgado.

      • carroair30

        E olha que a imprensa tem o dever de INFORMAR !!!! nos estamos perdido nesse pais!!!

  • Luccas Villela

    Essa multimidia devia ser de série, esse painel sem ela deve ficar bem esquisito. Podia vir pelo menos um som básico com Bluetooth, já que não colocaram a central.

  • Luiz Pereira

    Como sempre, o que vai determinar a aceitação é o preço. Todos os carros que “micam” no mercado nacional tem uma caraterística em comum: preços desajustados em relação à concorrência.

  • Marcelo SR

    Os preços… Que lançamento é esse que não informa os preços?!?

  • Marcelo SR

    Só as rodas 17″ são bonitas. As outras todas são horríveis.

    • Edilson

      Fiat não sabe fazer nem calotas, se bem q o interior ficou bom. O problema maior é esse cambio molenga , impreciso e longo !

      • Joaquim Grillo

        ja dirigiu?

        • Edilson

          Acho q o cambio das versões 1.0 e 1.3 serão o mesmo do pálio /uno

      • Marcelo SR

        Tb acho um pouco precoce descer a marreta no carro. Eu prefiro esperar, checar o carro na concessionária para depois tirar minhas conclusões.

  • Verdades sobre o mercado

    1.0 Drive R$ 45.990,00
    1.3 Drive R$ 51.990,00
    1.3 Drive GSR R$ 56.990,00
    1.8 Precision R$ 56.990,00
    1.8 Precision AT6 R$ 62.990,00
    1.8 HGT R$ 61.990,00
    1.8 HGT AT6 R$ 67.990,00
    Quem dá mais ?

    • Tiago Mascarenhas

      46 mil….só sendo trouxa mesmo….
      Com mais 4 mil você tem uma gama de opções usadas que chega a dar pena de carro novo.
      Até 50 mil vc pode ir de Jetta, Civic, Golf (todos 2014), descendo um pouco você consegue um Passat 2.0 TSI 2012/2013 versão topo de gama.
      Carro novo no Brasil só pros incautos ou quem tá rasgando dinheiro.

      • fabio

        Carro usado é pra quem não pode comprar carro novo. Diga o que quiser, mas é simples assim.

        • Tiago Mascarenhas

          Como assim? Tá viajando né?
          Quem compra um Ford Ka completo por 45 mil não pode optar por um usado de melhor qualidade não?
          Você é mais um dos que alimenta esse mercado indecente de carros novos no Brasil.

          • duhehe

            São produtos diferentes, para publicos diferentes.
            Em termos absolutos 45 mil em um popular ou em outro carro, parecem iguais, mas não é assim que o mercado funciona.
            O cliente do popular tem só tem 1 carro, precisa estar sempre pronto, se quebrar, consertar rápido e barato, um usado já começa a dar manutenção no dia seguinte a compra, pois quem vendeu, o vendeu justamente por esse motivo, o 0km vai ficar 2 a 3 anos rodando sem trocar nada.
            Um conjunto de pneu aro de 14 de ka custa nem 800 reais, para um civic fica pelo menos o dobro disso, pastilhas de freio e discos idem, seguro de carro médio é muito maior pois o numero de roubos e o preço das peças é muito maior.
            Um carro 1.0 faz mais de 10km/l na cidade um carro 1.8 ou 2.0 dificilmente faz 10 na estrada.
            Sem falar no fator imagem, um 0km ainda é socialmente mais valorizado que um usado de categoria superior.

            • Tiago Mascarenhas

              “Já começa a dar manutenção no dia seguinte” acho que estamos falando de pessoas diferentes, porque quem compra usado e sabe o que esta comprando não dá manutenção no dia seguinte.
              Além disso vários novos tem a manutenção preventiva de 7.500 quilometros, o que não quer dizer absolutamente nada.
              Essa premissa de 1.0 ser econômico já virou lenda amigo, muitos carros com motorização maior e mais econômicos, o Jetta 1.4 TSI faz 12 km/l na cidade e 14 km/l na estrada, já o Ford Ka 1.0 13 km/l cidade e 15 km/l estrada, UP 1.0 TSI (53 mil no configurador), 14 km/l cidade e 16 estrada… por esses numeros vc me diria que os populares são mais economicos, mas esqueceu levar em consideração a relação peso x potência x consumo.
              Agora fator imagem acho que você falou bem ao contrario, socialmente você será muito mais bem visto nas opções que falei, agora se você quis dizer que a revenda é melhor, concordo, até porque é preciso lembrar que quem compra popular seminovo normalmente é que não tem a opção de comprar zero, já que popular é sempre o ponto de partida de um carro novo.

              • duhehe

                São pontos de vista diferentes, eu tive uma loja de ”semi novos” ou melhor “carros pouco usados” por 20 anos, vi na pratica como as coisas funcionam, as pessoas não fazem e nem querem fazer manutenção.
                Revisão é de 10 em 10 no período de garantia, depois é só troca de oleo.
                Motores turbo alimentados são mais econômicos, mas não é a regra do mercado, a grande maioria dos carros pra rua é aspirado, um 1.0 bebe menos de um 2.0.
                Existe uma parcela da população bem informada, mas a grande massa mesmo não sabe nada de nada.
                “quem compra usado e sabe o que esta comprando” 10% da população ou menos

                • Tiago Mascarenhas

                  Concordo, mas eu tiro por mim, meu pai é mecânico e eu entusiasta, então não me desce nunca esses “populares” novos acima de 45 mil reais.

        • Franco da Silva

          Pra quem gosta de “aventuras”.

        • Wagner Lopes

          Engano seu. Carro usado é pra quem tem grana na mão! Novo é pra quem vai pendurar no carnezinho. Simples assim.

      • Verdades sobre o mercado

        Também compro usado melhor, mas quem compra um veiculo novo desta categoria busca economia de combustível, manutenção baixa por 3 anos, muitas vezes não entende nada para comprar um usado e tem medo de ser enganado.

        • Tiago Mascarenhas

          Claro, carro usado é pra quem tem paciência de procurar, entender de carro e tudo mais.
          Essa categoria de quem não conhece e compra com medo de ser enganado é a mesma que compra o carro porque é bonito e esquece até que carro tem óleo, filtro e colocar agua no radiador, deixa sempre a cargo das concessionárias…
          Aí sim, paga pela comodidade de não se preocupar com nada.

      • Rodrigo Pasini

        Não compare novos com usados, isso não tem lógica.
        Quem quer um carro novo não vai parar pra pensar que com o mesmo preço ele compra um carro com 3 – 4 anos de uso, pelo simples fato de que é alguém que quer fugir da manutenção, quer ficar no conforto da garantia.
        É fácil falar ‘ah mas com esse preço eu compro aquele ali, muito melhor, turbo, mais equipado’ , aha, compra sim, mas manter o carro é outro papo. Com 50 mil tu compra até uma bmw em ‘ótimo estado’, mas leva na oficina pra fazer uma revisão pra ti ver.

        • Tiago Mascarenhas

          Vamos devagar porque existe uma lenda no mercado de carro “Popular” tem manutenção barata e isso não é verdade.
          1º Carro popular praticamente tem tempo útil de vida, que em sua maioria chega a ser metade do tempo dos carros que citei, pela própria qualidade de construção do veículo. (não vou nem citar segurança e airbags nos populares que não da né, crash test nem comento o caso Onix)
          2º Manutenção em concessionária somente se o carro for novo em garantia, passou disso não vejo ninguém sustentar manutenção em concessionário, é proibitivo os preços praticados, pra não dizer imoral.
          3º Outra coisa quando se compra um carro usado é ver o custo de peças no mercado e manutenção, manutenção em Honda é somente preventiva, feita fora da concessionaria o aumento é aceitável, levando em conta que o carro é de outra categoria, diferença em torno de 20% superior.
          4º Bmw de 50 mil reais é bomba, não da nem pra cogitar é categoria até superior aquelas que eu citei.
          Então carro usado não é ruim nem em sonho, só pra quem não conhece.

        • Rodrigo Alves Buriti

          São categorias diferentes, não basta ver só o preço bruto.
          Além do mais, para ter um usado disponível alguém teve que comprá-lo zero, não é mesmo?

          Aqui em casa temos 2 carros zero (nesse caso foram lançamento, então mercado de usado não existia na época) e um usado, a questão do usado é que às vezes é mosca branca achar um em bom estado e bem conservado.

          Para substituir o daily de casa, esse precision 1.8 AT cairia bem, entre ele, um HB20 AT6, C3 AT6, Fiesta PS, 208 AT6….acho que iria no fiat (já tem os TC e ESC, pena não vir com os airbag laterais de série)

    • pedro rt

      acho q o HGT vai chegar aos 70mil, 72mil

    • duhehe

      Chutaria uns de 3 a 4 mil a mais em todos os valores.
      Isso de tabela, para todos saberem que é um carro caro, ai daqui uns 2 meses já começa bonus daqui e dali e tome vendas.

      • Verdades sobre o mercado

        Se a Fiat praticar preços 3 a 4k mais altos no lançamento pode queimar o carro. Ela errou no Uno 2017(que já era um veiculo consolidado) e não deve cometer este erro novamente

  • Fernando

    Se tiver um será o automático porque se tem algo que detesto na Fiat é esse cambio alongado, comparado aos outros carros do mercado todos com engates mais precisos e alavanca encurtada.

    De design o carro tá show mas nessa questão Mecanica se eu não puder comprar um automático sequer passarei perto desse carro “alavanca”.

    Tem coisas q a Fiat nunca melhora, e o câmbio é uma delas.

  • fabio

    UMA COISA É LAMENTÁVEL: AJUSTE DO ENCOSTO DOS BANCOS NÃO É MILIMÉTRICO. Isso pra mim é o fim da picada em questão empobrecimento do carro. Eu já torço o nariz para o carro quando vejo isso. Uma coisa tão simples, e que alguns podem até achar que é bobagem da minha parte, mas eu odeio esse outro tipo de ajuste de alavanca que não existe meio termo entre uma posição e outra. Eu simplesmente me recuso a comprar um carro desse jeito. Eu já sou um cliente que a fiat perdeu para 2018 quando fosse lançar a versão 1.3 turbo desse carro. Eu já estava certo que iria trocar meu punto t-jet por esse. Agora não vou mais. Pode ser 300 vezes mais moderno, mais seguro, mais bonito (em relação ao punto não é), MAS ME RECUSO A COMPRAR UM CARRO COM ESSE PORCARIA DE AJUSTE DE ALAVANCA RIDÍCULA.

    • carroair30

      Calma amigo ,vai ler um livro,ouvir uma boa musica nao fica assim nao,tudo na vida é passageiro menos o cobrador e o motorista.

      • fabio

        Eu to calmo, rsss. Mas é que isso é uma coisa inaceitável. Tenho que meter a boca né, rsss.

  • Edgar

    Quase morri quando li…. “Fiat Argo HGT 1.8 – Itens exclusivos, tais como (…) uma calibração de SUSPENÇÃO (…)” Corrige aí NA, por favor!

  • Tochio

    Acho que ficaram com vergonha de divulgar o preço !!

    • invalid_pilot

      Nada, é pra gerar mais mídia espontânea, se soltam tudo de uma vez é divulgado menos vezes.

  • Vinícius

    Ficou um carro interessante. Se colocarem preços para brigar com Onix, acredito que venderá bastante! Mas é um pouco cômico quem escreveu que esse carro veio para substituir o Bravo rs. Esse carro é uma ótima opção para substituir o Palio e o Punto (só).

  • R1 o comentário no1

    A versão de entrada tem rodas pequenas demais, já a HGT tem rodas grandes demais, e o que piora tudo isso são aquelas molduras totalmente desnecessárias.

    • leomix leo

      Também acho desnecessário esses plástico nas caixas de rodas, deixa o serviço mais caro no caso simples reparos de funilaria.

  • R1 o comentário no1

    E a Fiat insiste nesse vermelho no modelo pseudoesportivo. A versão mais legal é a mais feia.

  • R1 o comentário no1

    Vidro elétrico nas portas traseiras já deveria ser item de série.

  • Marmaduke

    Arghhh!

  • BTRJ

    A questão toda será o preço. Se a Fiat colocar os preços na faixa 39/60 k, como HB 20 e Ônix, vai vender bem, mas, se crescer o olho e quiser vender a partir de 45/48 como estão supondo alguns, penso que não briga pela ponta. Lembrando que teremos o kwid, um popular com espaço interno e preço baixo, para entrar nessa briga tb. A Fiat devia seguir a estratégia da GM, que matou Celta, Agile e Sonic e focou no Ônix. Tinham que matar o Palio e o Uno(e nem precisavam do tal do Mobi, mas pode ser mantido como carro de entrada, pra brigar com o Kwid na faixa doa 30/35k).

  • Ricardo

    Não é feio, mas é mais do mesmo, sem graça! Não terá nenhuma chance contra o Polo!

  • defotube .

    Esse enjambre de tela de mídia ficou muito feio, outro detalhe, numa olhada macro nele, nas fotos, ficou parecendo aquele GOL G3 ou G4, não me lembro. Não gostei e olha que tenho e já tive vários FIATs.

  • ocampi

    Vou ter saudades eternas do meu Prêmio com caixa de som 12 polegadas e toca fitas AIWA.

  • Salim Mahmood

    Carro Bonito so falta um motor do Etios ai dentro para ser o cocktail perfeito

  • Eng Turbo

    As opções de motorização são lamentáveis:
    E-Torq “Evo” é obsoleto, fraco e com alto consumo de combustível
    GSE – Tinha tudo pra ser moderno, porém uma economia porca retirou o duplo comando de válvulas, tanto o 1.0 quanto o 1,3 são somente 2 (DUAS) válvulas por cilindro. Esse motor é tão moderno quanto o Fire do final dos anos 90.

    • Hater x Haters

      Pai perdoe os relinches desse hater…
      O Firefly, apesar de não ter o duplo comando, mas por outro lado o motor trabalha em ciclo Miller momentaneamente (coisa do 1.5 TSI recentemente lançado na Europa) e alternador inteligente Smart Charger.
      Afirmar que esse motor é ultrapassado é coisa de engenheiro de araque…tipo vc ;)
      ;)

      • Eng Turbo

        Do not feed the troll or fanboy

      • Dimy Carter

        Eu não diria engenheiro de araque, mas sim um daqueles defensores cegos da VW. Nem perco o tempo lendo…

        • Eng Turbo

          Não sou defensor de montadora alguma, apenas reconheço um projeto de ponta. Abaixo de 60k não existe nenhum modelo que tenha tanta tecnologia quanto o EA211 TSI, simples assim. Como engenheiro eu dou preferencia para tecnologia, potencia, torque, consumo, etc…eu jamais compraria um modelo por achar “bonito” ou da moda. A Fiat anda lado a lado com a GM no quesito de motores defasados, simplórios e ineficientes. A Ford tem o Ecoboost, porém como é importado, pecou no preço. A Hyundai te o Gamma GDI lá fora, porém não quis vender aqui por inúmeros motivos. PSA tem o Prince THP, porém custa acima dos 60k que já mencionei, o EB2 GDI tb está fora dos planos para os próximos anos…enfim, pra quem gosta de motor bom e barato, somente o TSI.

          Ps: Não deixe de ler comentário de quem discorda de vc, isso pode ser muito esclarecedor e evita que vivamos em uma “bolha”

          Abraços

  • MIN💀S

    Interessante na versão GSR, com console “flutuante”.
    Vai vender igual pão quente.

    • Marcelo SR

      O que ser “console flutuante”?!?

      • MIN💀S

        A parte inferior do console é vazada. Lembra o Ford Edge.

      • MIN💀S

        Ele e vazado. Semelhante ao do Edge.

  • Alexandre

    Missão quase tripla?! Acho que não, para isso teria que ter mais corpo e um motor turbo na topo de linha. Não essa coisa jurássica ai.

  • Edmon

    Câmbio manual só de 5 marchas é uma decepção. Coisas pioradas em relação ao Punto: o porta-objetos da porta MINÚSCULO, ajuste do encosto igual ao do Uno e não milimétrico, falta de apóia-braços no banco traseiro… Isso tá mais pra substituto do Palio do que do Punto….

  • Speed Racer

    Gostei, mas deveriam oferecer airbags laterais e de cortina de série nas versões intermediárias ao menos para largar na frente da concorrência. Agora esse motor 1.8 não é legal não, é beberrão.

    • Yan Oliveira

      Airbag de cortina num carro de 55 mil reais? Acho que nenhum hoje tem nem opção, quem dirá ser de série. Já é um ponto positivo vir com cinto de 3 pontos pro ocupante central do banco traseiro e ISOFIX…

      • Speed Racer

        Por isso disse “largar na frente”. Ao que parece não foi intenção da Fiat trazer inovações ao segmento, uma pena.

  • joao vicente da costa

    cinto de três pontos para todos passageiros.. muito bem, dona Fiat!

  • Celsinho Veículos

    to vendo todos falarem de Onix, Argo… estao esquecendo da renault que vem para sacudir o mercado com seu novo popular. os preços e a qualidade estão realmente muito boas neste renault que me refiro. ja o argo, vem para vender muito, so o que importa para fiat.

  • Jaspion

    conteúdo tem, resta saber o preço!

  • edgar__rj

    Tirando a faixa vermelha do painel, até que gostei bastante… e olha que não sou muito fã da Fiat (brasileira)

  • George

    Essa lateral é uma mistura de Onix com Gol. Não gostei.
    E vocês perceberam as rebarbas na maçaneta? Rsrsrs

    • Hater x Haters

      Alguém viu o que o hater viu?

      • George

        Lol… não sou hater até porque já tive um Punto e gostei bastante dele. :)
        Mas é sempre bom ter uma visão crítica e não ser um fã cego, viu?
        E visão crítica não é igual ao verbo criticar. Só para já deixar claro

      • Dimy Carter

        E vc ainda perde tempo lendo comentários desse hater?!?!? rsssss

  • Bruno Gomes

    Esse Argo ainda não me desceu. Ainda acho que a Fiat poderia ter colocado esse 1.8 AT no Bravo e se quisesse colocar o Argo no mercado, tirasse o Palio e Punto de linha. Vamos esperar pra ver a reação do mercado.
    Olho as fotos e vejo um belo cruzamento do Gol com algum Alfa Romeo.

  • Vanesso

    Esse prata tá com uma cara de Gol do vovô do interiorrr…

  • Roger Bersch

    No trecho ” mas nenhum pouco inovador ” da a entender que todos são inovadores, nem um deles sendo apenas ” pouco inovador “. O correto não seria ” nem um pouco inovador “. Que é mais quantitativo e da para entender que nenhum deles é inovador ( agora sim, empregando o nenhum, que é o contrário de algum ).

  • Mario Nobile

    Pintou campeão, só não vacilar nos valores (o que é bem difícil) que tem grande potencial para assumir a ponta da tabela.

  • heisenbergRS

    cara, CARA. Se a fiat não ratear nos preços esse carro vira líder, aposto, dei all in.

  • Malvino Jose Moreira Junior

    O que uma foto mal tirada não faz! Descemos a lenha no carro por causa de uma ma qualidade de uma foto. Ontem no lançamento vi quanto esse carro é bonito e bem trabalhado!

  • Gueu Barboza

    ô carro feio…

  • Raul Pereira

    Essa 1.3 GSR parece que vai ter um custo benefício bom pelos equipamentos e oferecer um conforto legal para quem não quiser trocar de marcha. Só tenho um pé atrás com essa história de automatizado, mas se estiver em afinadinho, pode ser uma boa escolha, não?
    Agora é aguardar o NCAP pra ver se não vai ser um caixão

  • Pete Alves

    Duas besteiras. Alguns carros médio da Fiat tal como Tipo e Stilo talvez até venderam relativamente bem por um período, mas hoje no mercado de usados valem bem menos do que qualquer concorrente da época, provando que ficaram estigmatizados pelos problemas, contribuindo para a má fama da Fiat no segmento dos médios. E a outra. O Argo não veio para ser médio, está no segmento abaixo, no qual a Fiat sempre foi muitissimo bem. Acredito que vai fazer sucesso sim.

  • João R

    Vejo no ARGO um carro políticamente correto num tempo que o Brasil não está para brincadeiras com preços absurdos e falta de pacote de segurança, motor e tecnologia. Esse lançamento tem tudo para dar certo… se o custo-beneficio se justificar perante a concorrência, quer dizer… não bobear jogando especulação acima de lançamento.

    A tendência do mercado Brasileiro é juntar a categoria do “GOL” e “208” numa categoria só de compactos: económicos, tecnológicos e seguros. Fiat precisa de investir 2017-2020 em soluções modernas, seguras e coerentes com os preços e manutenções. É por aí que irá ganhando credibilidade que acabará repassando um 15-30% de acrescimo nas vendas e posicionamento no mercado brasileiro-Am Latina, simples assim.

    Srs. da FIAT… perguntem-se o qué está faltando para esse carro tirar um 15-25% das vendas do Onix, HB20, GOL como segmento compacto-iniciante…. e um 15-25% das vendas dos compactos superiores (208, Fiesta, C3…)?

  • Filipe

    Muito caro!!

  • Fabão Rocky

    Fiat Grand Mobi

  • Zé Mundico

    O lugar da CM é ali mesmo ou alguém esqueceu de levar?

  • Jeremias Flores

    esse intermediário, preto, tá bem bonito

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Os hatchs médios estão enormes – o Cruze beira os 4,5m x 1,8m. Em época que as vagas pequenas de condomínios e de estacionamentos são tristes fatos do cotidiano de um crescente contingente de pessoas as dimensões contidas do Argo poderão torná-lo uma alternativa aos hatchs médios, mas isto se espaço interno, o acabamento interno e os itens de conveniência da versões mais caras do modelo forem muito convincente.

    O sucesso de de Mini, DS3 e 500 mostrou que modelos luxuosos não precisam ser carros gigantescos.

  • Tiago Batalha

    O que vai ter de bandido/ vagabundo arrancando (roubando) esse tablet (central multimídia), não vai ser brincadeira.
    Do resto o carro veio como a maioria esperava. Só acho que nos próximos meses a fiat vai modificar a versão 1.3, e deve colocar ela partindo de 50/ 51k.

  • FocusMan

    Estamos voltando aos anos 90. Próximos dez anos serão dos modelos locais, produzidos para atender as necessidades especiais dos clientes brasileiros. A Fiat sempre agrada quando trabalha focada em entregar o que o mercado não procura. Vamos ver como se sai o novo carro. Bem vindo e boa sorte!

  • Diego Amaral

    Sinceramente não consigo gostar desse estilo visual dos farois da Fiat, acho muito exagerados, não tão quanto família Trágile antiga. Pra mim, menos é mais, vide a traseira do Civic hatch.
    http://imgur.com/a/TeFF9

  • “suspenção mais esportiva.” Corrige isso aí NA.

  • RRROL

    Faltou ter 6 airbags, farol de canhão, motor 1.3 turbo e com injeção direta de combustível. Estava pesquisando sobre barra lateral e o Argo não possui. Na apresentação do carro falaram de proteção na lateral por nova estrutura de aço. Ela substitui a barra lateral? Alguém sabe dizer??

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend