Fiat Hatches Preços

Fiat Argo fica mais caro em setembro

Fiat Argo fica mais caro em setembro

O Fiat Argo ficou mais caro em setembro. O hatch compacto da FCA teve aumento de preços entre R$ 400 e R$ 1.000, passando a custar a partir de R$ 49.590. O modelo teve acréscimo em todas as versões, exceto a HGT, que é a topo de linha, que continua custando R$ 69.990.


Na versão de acesso, a 1.0, o Argo teve aumento de R$ 600. Na Drive 1.0 e 1.3, ambas com câmbio manual, os preços subiram R$ 900, passando de R$ 52.690 e R$ 53.690 para R$ 53.590 e R$ 54.590, respectivamente. Na versão GSR, que tem câmbio automatizado com modo Sport e paddle shifts, o Argo Drive 1.3 ficou R$ 1.000 mais caro, indo de R$ 61.790 para R$ 62.790.

O mesmo aumento foi verificado no Argo Trekking, versão aventureira do compacto com suspensão elevada e pneus de uso misto, que pulou de R$ 58.990 para R$ 59.990. Na versão Precision 1.8 AT, o sedã compacto ficou R$ 400 mais caro, passando a custar R$ 63.990 ante R$ 63.590.

O Fiat Argo tem motor Firefly 1.0 de três cilindros com seis válvulas, entregando 72 cavalos na gasolina e 77 cavalos no etanol. Já o 1.3 tem quatro cilindros e oito válvulas, entregando 101 cavalos na gasolina e 109 cavalos no etanol. Ambos têm câmbio manual de cinco marchas, mas o 1.3 tem opção automatizada GSR-Comfort.


Nas versões Precision e HGT, o motor é o E.torQ 1.8 16V com 135 cavalos no derivado de petróleo e 139 cavalos no combustível vegetal, tendo apenas transmissão automática de seis marchas. O Fiat Argo vendeu de janeiro a agosto 49.380 unidades, ficando assim na sétima posição, à frente do rival Polo. Em agosto, vendeu 6.560 exemplares, ficando em nono lugar.

Fiat Argo 2020 – Preços

  • Argo 1.0 MT – R$ 49.590 (antes era R$ 48.990)
  • Argo Drive 1.0 MT – R$ 53.590 (antes era R$ 52.690)
  • Argo Drive 1.3 MT – R$ 54.590 (antes era R$ 53.690)
  • Argo Drive GSR 1.3 AMT – R$ 62.790 (antes era R$ 61.790)
  • Argo Trekking 1.3 MT – R$ 59.990 (antes era R$ 58.990)
  • Argo Precision 1.8 AT – R$ 63.990 (antes era R$ 63.590)
  • Argo HGT 1.8 AT – R$ 69.990 (sem aumento)

 

Fiat Argo fica mais caro em setembro
Nota média 3.7 de 3 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Yuri

    Meu maior concorrente vem mais equipado e mantendo uma média de preços abaixo dos concorrentes “vou aumentar o meu preço pra ver se alguém me nota e me compra kkkkkk”

    A Fiat é UMA PIADA DE MUITO MAL GOSTO!

    • Matafuego

      O Onix vai terminar de passar o trator em cima da concorrência. Eu esperava que acontecesse o contrário, vamos ver se a coisa muda quando o Onix chegar, de fato, no mercado.

  • Walter AB

    Li “automatizado”….😂😂😂
    Só a fiat mesmo.

    A Ford abandonou Focus pra focar nos Suvs.
    Daqui a pouco a fiat abandona Argo, uno, mobi pra focar só na Strada e toro.

  • Bruno Schat

    Fiat piada. Argo nem no top 5. Cronos nem no top 20. Tá mal das pernas. Moby vende pois é barato. Nova Strada bizarra ou melhor moby pickup.

    • Whering Alberto

      Considerado isoladamente o Mobi é muito caro.

  • Leandro

    O Argo custa a partir de 50 mil reais? Com apenas 2 airbags e ABS que são obrigatórios e ar e direção? Essa versão não tem nem som, muito menos um simples limpador e desembaçador traseiro. Essa versão capada deveria custar bem menos.

    • LL

      10mil a menos né? ja que HB20 com som e limpador estava a R$40.990,00

    • João Silva

      Fiquei 2 dias com um desse “1.tristeza” alugado. Motorzinho de dentista barulhento, ronca feio e anda nada, carro pelado, mal acabado, coisa horrível.
      Fui na igreja e dei glória a Deus de pé com as mãos pro alto, emocionado, quando entreguei o diabo na locadora…
      Experiência traumatizante! Prefiro andar de Peugeot 207 com mais de 100 mil km.
      E agora vendo o preço então…. É de assustar!

  • Roberto

    Juro que não entendo esse cambio gsr custando o mesmo que um 1.8at6.
    A Fiat faz força para ninguém comprar.
    Se lançar o 1.3cvt, vai ser mais caro que o 1.8at?
    Outra que não faz sentido é drive 1.0 1000 reais mais barato que 1.3.
    Fiat, vai por mim
    Argo 1.0 44k
    Argo drive 1.0 46k
    Argo drive 1.0 gsr 49k
    Argo drive 1.3 52k
    Argo drive 1.3 gsr 45k
    Argo drive 1.8 at6 59.990

    • Edson Fernandes

      Seria um preço mais realista. Só que o Precision (vou me basear nele pq vc citou drive 1.8), deveria ser mto melhor equipado por atingir um preço maior que os demais.

      O problema da Fiat e’que alguns itens mesmo subindo o preço, continuam como opcional sendo que não deveria ser só o motor a diferença do preço. Isso cria uma justificativa para o interessado em adquirir. Algo que a Chevrolet fez no Onix por exemplo.

      E é algo que algumas outras fazem. Fica dificil convencer o consumidor a dizer que o modelo 1.8 do Argo só é mais caro pq tem motor e transmissão automatica sendo mal equipado e custando as vezes o mesmo que um concorrente que ele sim equipa melhor.

      • Roberto

        Eu não gosto de atrelar motor e conteúdo, por isto citei 3 Drive, só diferenciado por motor.
        A sugestão é fazer um AT6 de entrada mesmo, e quem qusier conteúdo vai para os pacotes ou versões superiores.
        No 1.3, a versão superior é a Trekking. No 1.8, a Precision e HGT.
        O 1.3 GSR é mais caro justamente pq agrega um monte de itens (não vou julgar se valem o que custam).
        Mas se eu quiser o Drive (pra mim é suficiente) com GSR apenas, preciso levar vários itens e pagar bem mais caro.
        A GM viu isto e fez versões simples AT6 do Onix e do Plus, que se não fosse a ausência de regulagem de volante e bancos, seria perfeita.
        Edit: a propria FIAT cobra 2,5k a mais no Mobi DRIVE GSR 1.0.. qual o sentido de não fazer o mesmo no Argo? apenas forçar a barra para quem quer um 1.3 GSR…
        O preço do 1.3 Drive pode até estar ok, mas o Drive GSR é MUITO mais caro.
        O Drive 1.0 na promoção é 46k..

        • Edson Fernandes

          Mas é isso que eu sempre reluto nos carros: Cadencia de equipamentos.

          O problema da Fiat ao meu ver, é que ela quis baratear o Precision 1.8 para torna-lo atrativo diante do Polo(até então, pois era o principal rival, depois chegaram Yaris inclusive), mas ao olhar o que ele oferta, ele fica muito pobre mesmo diante de Polo 1.6 MSI automatico, menos equipado que o Yaris XL (ainda que esse seja mais caro e o Argo consiga justificar o preço nos opcionais), mas o problema que a Fiat colocou é que antes a Precision era mais caro pq era mais equipado, ela retirou os itens para baratear, mexeu com quem já tinha a Precision equipada jogando o que essa pessoa pagou para menor e na faixa de valor que ela pede sem opcionais ao meu ver está bem exagerado no preço.

          E falo mais por tudo que ela retirou, já que ela poderia ter mantido itens que ela tornaria atrativo.

          E veja…. o 1.3 GSR é um modelo meio perdido na linha, pois é um produto que ela não consegue ter a mesma margem de negociação que as demais versões(as que mais saem por ordem: Drive 1.0, 1.0, Drive 1.3 e Precision 1.8). Diante desse mix que é mto menor do 1.3 GSR e tbm do 1.8 HGT a margem reduz de negociação.

          E o HGT vc só pega com margem denegociação qdo a concessionaria possui em estoque, os demais ainda se consegue margem mesmo se não houver estoque, isso claro, em versões que a concessionaria já montou, pq se montar com 1 item que seja diferente, esqueça a negociação.

          E o problema disso é que a Fiat tem uma politica não mto legal de opcionais com alto valor. Isso faz o carro que parece custar barato a principio ir para uma faixa de preço mto aquem daquela desejada. E é isso que as demais fabricantes conseguem então em mtas vezes pacotes fechados ou na negociação, vender melhor.

          Ter poucos opcionais (que tenham pacotes nele) ajudam mais que do tentar separar opcional por opcional, pois faz vc perceber que um pacote em uma fabricante que custa R$2000 ou R$3000, na Fiat ao colocar os itens desejados, pula para R$5000 só para igualar ao que vc teria de desejo(pq ela tbm te obriga a colocar mais itens do que vc gostaria).

          Enfim, essa salada que ela fez que eu citei só o Argo, faz os demais carros parecerem da propria fabricante serem mtos caros qdo melhor equipados. E eu concordo contigo qto ao preço do GSR no 1.3. Deveriam mesmo não ter ujm acrescimo enorme de preço. Tanto que é aí que a pessoa faz a opção para o Precision mas toma um susto percebendo que precisa pagar mais opcionais para ter tudo que gostaria.

          • Roberto

            Isto, concordo contigo.
            Por isto sugeri “Drive”: seria a versão igual, só mudando motor. Ai deixa o nome para caracterizar conteúdo… como faz a GM com LS, LT, LTZ e Premier.
            Ou a HMB com os antigos Confort, Confort Plus, Confort Style, etc.

            • Edson Fernandes

              Sim, concordo contigo. O problema é que atualmente temos tido uma redução enorme de simplicidade nos itens e conteudo. Então acaba que tendo maior preço, é uma forma de deixar mais aceitavel a compra por um determinado produto.

  • FREDRED

    Com a chegada do novo Onix a concorrência vai ter que se desdobrar, o novo hb20 já nasceu morto, o Sandero só o RS que continua com um bom pacote e preço idem. Lembrando que o Onix vai ter versão manual turbo, gmb não vai perder o reinado tão cedo.

    • Fico imaginando as médias de consumo na versão com câmbio manual. Acredito que também pra retomadas deve ser um pouco melhor.

      • Marcelo Amorim

        Carros automáticos sempre tiveram retomada melhor que os com câmbio mecânico,nao vai ser com o Onix que vai ser diferente .

        • Paulo Lustosa

          Tem retomada melhor nos testes de revista porque os testes que fazem de retomada no D, ele sozinho desce de duas a três marchas pra fazer a mesma coisa… faz no modo sequencial nas mesmas marchas do manual pra ver se vão ter retomadas melhores.

          • Edson Fernandes

            Eu acho engraçado pq a Quatro rodas compara deixando em uma marcha e no automatico em D.

            Me deixou revoltado dizer que o Fluence turbo em sua analise ande menos que a versão CVT…rs

            • Paulo Lustosa

              Exato, povo acha que retomada de revista serve como comparativo de manual vs automático, e sabe que na prática o cara que vai fazer uma retomada de velocidade em um manual sempre vai reduzir marcha pra poder vencer a inércia, que o automático no D faz sozinho no kickdown e o CVT elevando o giro e alterando a relação das polias no momento da retomada.

              • Edson Fernandes

                Pior de tudo é querer aplicar a regra de retomada para diversas variações como retomar de 60 a 100, 80 a 120 e manter a mesma marcha.

                Ué… é uma questão lógica: Se eu quero testar algo que me retorne o mais rapido possivel naquela situação, eu utiizarei meios para isso. Logo, deveria ser valido reduzir marchas em manual e manter os automaticos como é hoje.

                MAs vc sabe pq eles fazem isso né? Pq isso se tornou comum qdo carros com um cambio mais fechado não se conseguia medir reduzindo para uma marcha menor.

                Dando um exemplo mto pratico disso(e surgiu inclusive nessa epoca):
                O Celta. Ele atingia em terceira 96km/h. Acima disso cortava rotação. Os demais passavam dos 100km/h.

                Devido a não ficar compativel, deixavam de analisar.

                Só que verdade seja dita: Se eu tenho uma marcha a mais para ter que cambear, eu perco em tempo de troca o que o outro aproxima em velocidade. Ou seja, a relação curta dá inicialmente um impulso maior, até o outro modelo ter uma marcha mais longa alcançar e poder andar mais.

                Por isso eu falo… as vezes o melhor teste para ser feito, é simular seja por test drive ou aluguel, as situações do seu dia a dia e ver como se comporta e se é aceitavel. Assim consegue-se tirar sua duvida se o carro irá lhe agradar ao que se propoe.

                • Paulo Lustosa

                  Nisso os Cobalt com câmbio manual quando usei como parâmetro pra fazer test drive no Virtus 1.6 MSI manual pra decidir o carro que eu iria pegar coloquei como questão… o Cobalt retoma bem melhor que o Virtus justamente pela relação de marcha extremamente curta (herdou as mesmas transmissões da Meriva e somente fez adicionar uma sexta marcha para economia de combustível na estrada), e eu estava quase certo em pegar outro Cobalt por conta do desconto que a GM tinha me dado, mas com esse Plus, acabei fechando negócio no Plus. O ruim é esperar 30 dias pra receber.

                  • Edson Fernandes

                    No seu lugar eu teria feito o mesmo, ciente da espera.

                    Como produto, ele parece ser superior ao Cobalt e oferta mto mais. É um carro que particularmente eu terei interesse em fazer test drive para conhece-lo.

                    • Paulo Lustosa

                      O conjunto do carro é superior ao Cobalt. Única coisa que vou sentir falta é o porta-malas gigante, mas, a segurança é muito superior.

                    • Edson Fernandes

                      Será que sentirá tanta falta assim?

                      Eu tenho um sedan de 530 litros de porta malas…. eu sei que sempre sobra espaço e isso é bom. Mas acho que a redução para seus 460 / 470 não deverá ser tão sentida se o uso não for massivo deste.

                    • Paulo Lustosa

                      Até que não por conta da S10, que é o carro que uso pra ir a chácara ou quando preciso fazer viagem com bastante bagagem, como é o caso de final de ano pra ir a praia. Do restante, eu se usei muito, foi 70% da capacidade do porta-malas do Cobalt em uma estrada.

                    • Edson Fernandes

                      Então usará 90% do Onix Plus. Ta vendo? Não vai te comprometer.

  • Claudio

    Deixa eu ver se entendi: acaba de chegar o novo ônix, super equipado, super seguro e com preços super competitivos; chega também o novo HB 20 que, a despeito do polêmico visual, vem com muita coisa nova. Então eu, FIAT do Brasil, super confiável, super respeitável, resolvo aumentar os preços da minha jabiraca para fazer frente à concorrência!!! Acho que tô ficando maluco.

    • Fanjos

      “”””””””””””””””””eu, FIAT do Brasil, super confiável, super respeitável””””””””””””””””””

      Corrigi colocando todas as “aspas” necessárias na frase, de nada.

      • Leonardo Teixeira

        As aspas nao foram o suficiente

  • Pedro Neto

    Que tiro no pé.
    Novo HB20 e Ônix chegando mais barato

  • mjprio

    Aí a Fiat não quer ser feliz. Nada do FF turbo, nada do CVT….. vai tomar bordoada do Onix e se bobear até do novo patinete de 4 rodas da Hyundai (HB20)

  • Tosca16

    Se um dirigente da FIAT tivesse o mínimo de bom senso chegaria na reunião e falaria: “Sabe aquele aumento de preços do Argo? Deixa pra lá, precisa não”.

    • Cristiano

      Ou segura até mês que vem pelo menos.

  • CanalhaRS

    A concorrência se renova e a Fiat responde com aumento de preços…só rindo mesmo.

  • Fiat tem coragem, porque noção não tem. No atual cenário onde não está bem posicionada em vendas e os rivais chegam bem mais equipados, esses aumentos é mais ou menos como pedir esmola pra ser notado. Eu raramente vejo Argo e Cronos nas ruas. Parece que os carros nasceram mortos. Já tem uma pancada de Onix nas ruas, agora que vai ter mais ainda.

    • Malvino Jose Moreira Junior

      Eu não sei em outros estados , mas aqui no RJ eu vejo muitos Argos e Cronos um pouco menos. Será que aqui a rede de concessionarias é maior? E rola muito descontos também.

      • Paulo Lustosa

        Aqui o Cronos só está vendendo para taxistas, e o Argo para Uber. Maior parte de Argo que vejo rodando são de locadoras ao invés de particulares.

  • Ailton Junior

    depois dessa, já vou encomendar meu onix

  • Lucas Silva

    Espera um pouco, após o Onix chegar a Fiat Aumenta o Preço do Argo mas não adiciona nada nele?! Pqp Fiat, tu ta querendo matar o único carro de passeio que você ainda tem relativo sucesso? Agora com o Novo Onix chegando é hora de ou Rechear o Carro ou deixá-lo mais barato, não de aumentar o preço sem entregar nada, isso é uma burrada absurda e declaração de morte a esse carro.

  • Alessandro Araujo

    Ninguém percebeu que a FCA está cagando para a FIAT? Eles têm um lucro muito maior com a Jeep sem fazer força nenhuma!

  • Entrei aqui só pra ler os comentários! kkkkkkkkkkk

    Fiat – PIADA automotiva!

  • Zé Mundico

    Povinho do meu coração, a Fiat não está aumentando o preço dos seus produtos para vender mais e sim para lucrar mais. Se Onix e HB20 vendem mais, isso não altera a planilha de custos da Fiat, que prefere não bater cabeça com ninguem e manter sua rentabilidade dentro do limite do aceitável.
    É que nem o piloto de corrida que vê que nunca vai ultrapassar o pessoal da ponta e prefere garantir a terceira colocação.

    • Cristiano

      Já é tradição esses aumentos de pouco em pouco, em todas as marcas. Lógico que vc tem razão, o aumento não objetiva fazer frente à concorrência, mas concordo com a impressão geral que o momento do anúncio foi curioso, já que o mercado está cheio de novidades, com Sandero, Onix e HB20 renovados recentemente, e se anuncia um aumento sem qualquer mudança na linha Argo.

    • João Silva

      A questão é que em função dos lançamentos recentes e o preço da concorrência, ela tende a vender menos. Para equilibrar a equação precisaria vender mais do que atualmente por menos e assim manter a receita e a lucratividade.
      Com os aumentos venderá ainda menos do que já se esperava, a equação não equilibrará e a lucratividade diminui. Tudo está baseado na lei da oferta e da procura super simples!
      Só entenderia se for uma estratégia para dar descontos ainda maiores em cima de um valor base fictício!

  • LL

    Dirigi ontem um argo de locadora, o 1.0 é otimo para o volume, interior bonito, bem acabado e com bom aspecto, mas o cambio manual para o meu gosto é inviavel, engates longos e frouxos, zero prazer ao guiar, de resto compraria se tivesse um at6 ou cvt.

    • Tosca16

      AT6 ou CVT neste 1.0? No 1.3, ok.

    • João Silva

      Não sei qual carro vc tem para o parâmetro de comparação, eu fiquei 2 dias com um desse “1.tristeza” alugado. Motorzinho barulhento, ronca feio, treme e não anda nada, pelado e mal acabado com um rádio genérico colocado pela locadora. Enfim achei uma coisa horrível. Barulho interno infernal e tinha menos de 10 mil km! A única coisa aceitável era o volante igual ao Renegade e Compass sem os botões dos equipamentos.

  • Dick Buck

    Cara, essa linha do Argo é muito bagunçada… Diferença de preços muito próximos… Versão drive 1.3 GSR por quase o mesmo preço que a versão 1.8 precision AT, a drive 1.0 e a drive 1.3 também tem preços quase iguais…

  • Yuri Lima

    Já fui Fiatista daqueles de admirar a ousadia e o pioneirismo que a caracterizavam tempos atrás.
    1- Primeiro carro Turbo de fabricação nacional (Uno Turbo);
    2 – Primeiro carro movido a etanol disponível ao consumidor comum (147 álcool);
    3- Primeira picape compacta (147 picape/City/Fiorino);
    4 – Primeiro carro nacional com airbag disponível ao consumidor comum (Fiat Tipo);
    5- Primeiro “aventureiro” (Palio Adventure e demais membros da linha).
    6 – Primeira Picape compacta “plus size” diesel/4×4 (Fiat Toro).
    7 – Primeiro veículo 1.0 “popular” (Uno Mille).
    Mas, atualmente, a gama de veículos da italiana vem bem aquém daquela Fiat de outros tempos, esse Argo não convence diante das opções melhores da concorrência (e ainda com preço mais caro e desempenho e consumo piores); o “Novo” Uno se perdeu no line up da fabricante, com preços também elevados e custo benefício ruim para uma faixa que pretende disputar (na verdade, o Uno deveria ocupar o lugar do Mobi, e este nem deveria existir, tanto que foi lançado com preços altos para a faixa da concorrência e agora é vendido com grandes descontos para se aproximar de Kwid); O Mobi é mais caro que um Kwid sem ser melhor que o Renault e mais barato que um UP sem ser melhor que o VW.
    Cronos é um carro apertado, com desempenho mediano e consumo alto (1.8), numa categoria em que espaço é a palavra-chave (Versa/Virtus/Etios/Cobalt). Enfim, acho que só a Toro se apresenta como algo ainda competitivo e arrojado que faz jus à Fiat clássica.

    • Yuri Lima

      Complementando, o pior de tudo são os sucessivos “migué” que a Fiat dá para justificar as trapalhadas (ou retrocessos).
      Quando o Palio “G3” de farol dupla parábola mudou para o “G4” de farol lente simples e lâmpada H4, lembro que a Fiat ainda disse em nota à imprensa que “melhorou o foco do farol para que ficasse igual ao anterior” (sei…)
      Quando lançou o Cronos, a Fiat justificou o motivo de o carro ter o mesmo entreeixos do hatch Argo (quando quase toda a concorrência trazia sedan com entreeixo maior que o hatch de qual derivava), dizendo que fez isso para “respeitar a harmonia do desenho da carroceria” (ah, vá…)
      Não me recordo de todos, mas volta e meia a italiana de Betim solta uma dessa.

    • Zé Mundico

      Essa sequencia histórica de “primeiros” denota apenas um empresa antenada com o momento e com boa iniciativa de mercado, o que não significa necessariamente que seus produtos tenham uma boa qualidade. Inclusive no mundo automotivo quem larga em primeiro quase sempre se torna um alvo a ser ultrapassado pela concorrência, e a Fiat é especialista em ser ultrapassada por quem apresenta melhores opções. Enfim, ser o primeiro nem sempre traduz qualidade e eficiência. Tanto é que hoje a Fiat não está nem no top 10 na Europa e está praticamente reduzida a Argentina, Brasil e Itália.

  • klaus

    A notícia podia ser “Diante dos lançamentos da concorrência, Fiat Argo reduz os preços em todas as versões”.

    • João Silva

      Deveria….

  • Fanjos

    GM – Novo Onix, novos motores, 5 Estrelas no Ncap
    Hyundai – Novo HB20, novos motores, acabamento melhor
    Toyota – Novo Corolla, novo motor, novo acabamento
    .
    .
    .
    Fiat – Novo Aumento xD

    kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Leandro

    Então, não deveria nem existir mesmo, essa versão foi criada depois que a versão drive subiu de preços e olha que a drive também já não tem muita coisa de série pois a Fiat insiste em vender “pacotes”.

    • Whering Alberto

      Vender pacotes e, aos poucos, cortar itens que originalmente eram de série.

  • Hernan Carlos Granda

    Comprei um argo hgt manual aqui na Argentina ( acho que voces so tem automatico por la) e é um carro bem feito com boa seguranca ( 4 airbags, esp , hill holder etc,) com um motor que nao é economico mais gasta da 13 km/l a gasolina a 120 km/h o seja nao e muito rium. Acho que a relacao custo benefecio aqui é correcta.

  • Piston head

    Estou gostando de ver demonstração ridícula de ORGULHO da concorrência em resposta ao novo Onix.
    Sinceramente, que venda não o dobro como de costume, mas o triplo que o segundo colocado!!

    • Hernan Carlos Granda

      todo o mundo esta falando do novo onix como o referente, mais acho o design do carro antigo, me lembra o velho cruze e frontal o focus 3 do 2014, o seja um carro de 5 anos. Nao gosto dos motores 3 cilindros com o sim turbo, e ja ha jornalistas falando que dirigiram o carro que nao tem nada de perfomance , o seja creo que a politica de precos do novo onix é muito agresiva e sem duvida tera exito mais nao gosto do carro

      • Paulo Lustosa

        Eu não diria bem isso, pois fiz test drive em um Plus LTZ como comparativo contra meu Cobalt 1.8 LTZ, que já tem desempenho e economia superior ao Cronos 1.8l, e achei o carro mais esperto em baixa rotação e muito mais econômico e é mais seguro que o Cobalt que uso atualmente. Tanto gostei que vou encomendar um Plus 1.0 Turbo básico, que oferece melhor pacote de equipamentos que o Crono 1.3 básico e ainda possui câmbio automático.

  • Ric53

    Tem 3 coisas que eu nunca vi na vida
    – Enterro de anão
    – Pomba filhote
    – Fiat Cronos na rua

    • Lucas Durães

      Eu só vi um e aparentemente o dono já trocou de carro hahahua

    • Paulo Lustosa

      Taxista vizinho a minha casa possui um Drive automático. Ele elogiou o acabamento diante do Grand Siena Essence que ele teve anteriormente, mas, ele reclama diariamente do alto consumo de combustível.

  • Paulo Lustosa

    GM agradece

  • Marcus Vinicius

    Devia ter mantido os preços diante da nova geração do Ônix

  • João Silva

    Pessoal da FIAT anda bebendo água da privada, só pode! O momento é de aguardar e tentar reposicionar para vender o mínimo necessário para rentabilizar o investimento feito no Argo/Cronos a pouco tempo.
    Ao invés disso, aumentam os preços! Só se for para em seguida oferecer aquelas promoções com descontões gigantes!

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Onix 1.0 3 cilindros 6 airbags, ESP, assistente de partida em rampa, rádio com Bluetooth, comandos no volante, etc R$ 48500.
    Argo 1.0 3 cilindros airbag duplo, sem rádio, sem ESP e limpador traseiro como opcional R$ 49500
    Risos à vontade

  • A fiat tá doida. Mas a linha 2021 terá alterações, certeza

  • Fábio A.

    Onix manda lembranças. Fiat se esforçando para matar o carro. Não dá pra entender as estratégias da Fiat.

  • Anderson Trajano

    Quando a gente olha os recentes lançamentos, percebe o quanto o Argo é um carro complicado de defender. Usa plataforma antiga, tem alguns itens antiquados como o motor 1.8 e o câmbio GSR, não inova em absolutamente nada e ainda custa caro, bem caro. Com a chegada dos novos HB20 e Onix, vai ser difícil para a Fiat conseguir emplaca-lo.

  • TchauQueridos

    Só pode ser uma piada!

  • zeh

    ,,,só falta fazer a dancinha do “SIRI” pra chamar atenção….deveria surpreender e baixar os preços …

  • Rael Core

    Se eu fosse a FIAT começava a rechear o Argo!
    No mínimo:
    – ESP e side bags de série em todas as versões
    – Rádio, Retrovisores e Vidros traseiros Elétricos na versão drive em diante
    – Limpador Traseiro na versão de entrada
    E SEM AUMENTAR PREÇO!
    E ainda falta colocar motores novos.

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Motor novo tem: 1.0 e 1.3 Firefly, só não os turbinados ainda. Agora limpador traseiro como opcional é pra acabar.

  • Guily

    POXA, só hoje descobri que o câmbio GSR se chama GSR COMFORT! KKKK

  • Rafael Sellinas

    Creio que “Argo” está errado nessa matéria, pois o modelo em questão sofreu esses aumentos dia 02/08. Percebo um certo tendencionismo na divulgação do aumento apenas agora. Outro ponto, que acredito que todos saibam, a Fiat tem essa estratégia de preços públicos mais altos, mas em contrapartida, os descontos são tão altos quanto, em torno de 10% (apesar de ser caro do mesmo jeito). Ex.: hoje, você compra um 1.0 Drive 19/20 por R$45.000,00, e o preço público é de R$ 53.590,00. No caso da Hyundai, o desconto praticado no HB20 nunca passou de 4%, isso para a geração anterior, já no fim do ciclo do produto.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email