*Featured Fiat Hatches

Fiat Argo Trekking é lançado oficialmente a partir de R$ 58.990

Fiat Argo Trekking é lançado oficialmente a partir de R$ 58.990

O Fiat Argo agora tem a tão aguardada versão Trekking, que chega com preço sugerido de R$ 58.990. A opção aventureira do hatch compacto da marca italiana tem algumas novidades para fazer a diferença durante a condução. Antes do visual personalizado, o destaque fica para a suspensão elevada, que agora tem 210 mm de altura livre do solo.


Isso é 40 mm mais alto em relação à versão Drive 1.3, garantindo assim que o Fiat Argo Trekking possa enfrentar melhor buracos, lombadas, depressões e ruas alagadas, coisas bem típicas das vias brasileiras.

Fiat Argo Trekking é lançado oficialmente a partir de R$ 58.990

Mas, não ficou apenas nisso. O compacto também recebeu novos pneus 205/60R15 91H S-ATR WL, estes de uso misto, aptos para uma rodagem também no fora de estrada. A Fiat também realizou alterações na calibragem da suspensão, de molas, amortecedores até a direção elétrica. A plataforma também foi reforçada.


Dessa forma, de acordo com a Fiat, o Argo Trekking se comporta melhor diante de pisos irregulares dentro e fora do asfalto. Fora isso, o hatch aventureiro também vai chamar atenção pelo visual personalizado.

Fiat Argo Trekking é lançado oficialmente a partir de R$ 58.990

Na frente, o Fiat Argo Trekking vem com faróis equipados com luzes diurnas em LED, grade preta, para-choque com acabamento preto nas molduras e grade, assim como faróis de neblina. O modelo vem ainda com aplique preto no centro do capô. Também chama atenção o teto preto, assim como os retrovisores em preto brilhante com repetidores de direção.

Barras longitudinais de mesma tonalidade foram instaladas no teto, enquanto as laterais do Fiat Argo Trekking exibem faixas decorativas com o nome da versão. O aventureiro tem spoilers em preto nos para-choques, assim como saias de rodas e laterais na mesma cor.

Fiat Argo Trekking é lançado oficialmente a partir de R$ 58.990

Na traseira, o defletor de ar acompanha a cor preta do teto, tendo ainda a tampa do bagageiro o mesmo grafismo visto nas laterais, mas em tamanho menor. O para-choque ganha difusor de ar e escape personalizado. O ângulo de saída, assim como o de entrada, aumentaram com a suspensão mais alta no Fiat Argo Trekking. As rodas de liga leve aro 15 têm desenho atraente e acabamento escurecido.

No interior, o Fiat Argo Trekking apresenta bancos personalizados com textura diferenciada no tecido dos assentos, que ainda possuem costuras de cor laranja e logotipo Trekking. O volante possui badge Fiat escurecido. O hatch vem ainda com multimídia Uconnect com Android Auto e Car Play. Opcionalmente, pode-se adquirir rodas de cor exclusiva e câmera de ré.

Fiat Argo Trekking é lançado oficialmente a partir de R$ 58.990

O Fiat Argo Trekking é equipado com motor Firefly 1.3 com 101 cavalos na gasolina e 109 cavalos no etanol, entregando 13,7/14,2 kgfm, respectivamente. O câmbio é manual de cinco marchas. A marca não divulgou ainda o preço do produto, que pode ser adquirido nas cores Branco Banchisa, Branco Alaska, Vermelho Montecarlo e Cinza Silverstone.

Fiat Argo Trekking – Galeria de fotos

 

Fiat Argo Trekking é lançado oficialmente a partir de R$ 58.990
Nota média 4.5 de 11 votos

  • Diego Ribeiro

    Fizeram um baita alarde para isso? E ainda sem personalidade.

    • eto

      verdade

    • Vitor

      Como outras pessoas comentaram abaixo, creio que o foco desse carro seja atingir um público bem específico, pontos a melhorar todo o carro tem, mas também não dava pra esperar algo muito diferente disso até por questão de preço.

      Se esse tipo de veículo der conta de atender principalmente que precisa pegar estradas de terra por exemplo, acho que estará cumprindo sua missão.

    • Daytona

      Eu achei mais bem resolvido que a versão “civil”.

      E após relatos de donos e um certo tempo de mercado digo que esse 1.3 é bem interessante: relativamente econômico, bom torque em baixa e aguenta uma viagem com a família dentro, situação onde os 1.0 aspirados “patinam”.

  • Adauto Vieira Dias Júnior

    Poderia ser melhor , mas vamos ser sinceros. Ele vai cumpri bem a missão de aventureiro. Pois , os seus concorrestes são mais sem pessoalidade que ele, vinde foda ka e onix activ.

    • IPZ.4

      Não descarto o Stepway, o mais equilibrado. O motor 1.6 SCe melhorou muito a vida dele frente ao 1.6 anterior.

      • Eskarmory .

        E também o mais desequilibrado no crash test.

        • IPZ.4

          Putz, bixo, má vamos ser ponderados. Não o defendo, e os concorrentes “altinhos” também não são nenhuma sumidade, aos quais a galera tá comparando o Argo. Ônix até pouco tempo era zero, com direito a assoalho rasgado.

          Vamos ver se algo melhora na nova “geração” do Stepway, mas em termos de equipamentos e motor, não é tão ruim. Eu particularmente achei esse 1.3 do Argo MUITO fraco, 100 cv e 13 de torque é sacanagem. Colocou 4 adultos, acabô desempenho que restava.

          • Emanuel Schott

            Anda nele antes. Nem o 1.0 fica fraco no Argo. O torque é entregue em rotações muito baixas.

    • Daytona

      Pra ser sincero, dada a situação BR de preços, 58k na versão “reforçada” pra ruas BRs com LED diurno e mídia center com Apple Car Play / Android Auto, serve muito bem a demanda do “povão”.

      Andei em um e fiquei surpreso como é ANOZ LUZ superior aos Palio e Gol.. mas muito mesmo.
      Pode não ser um Polo em tecnologia, mas achei mais bem acabado que ele.

      Se esses 58k ficarem R$ 54.990,00 mais uma taxa zero da vida com 50% de entrada (leia-se seu carro atual) digo que venderá bem!

      • Estudante

        Daytona, assino embaixo do seu comentário! Querendo ou não o Argo é um projeto recente, tem muitos pontos positivos e agora essa versão também agrada bastante gente. Eu não tenho opinião formada, mas sei que tem gente que gosta! Alguns falam mal, porém o carro está vendendo relativamente bem e isso é um bom sinal, fico feliz pela FIAT lançar o carro, é mais uma opção para quem gosta do modelo ( em janeiro foi o 8 mais vendido no geral, fevereiro foi o 4 e em março foi o 10 e até metade desse mês ele é o 6 mais vendido…), isso mostra que tem forte aceitação. O pessoal reclama demais…adora criticar tudo.

      • Emanuel Schott

        Versões de entrada e intermediária não devem em nada em tecnologia ao Polo.

      • Marco

        Fiz um teste drive em um, camarada, e compartilho com a tua opinião. Também gostei muito. Se tiver dinheiro para pagar à vista, consegue-se descontos muito bons na rede Fiat.

  • Mr. Pereba

    Vejo muita gente criticando com muita acidez, mas esse carro não se propõe a ser um SUV e tem um determinado público, que pega estrada de terra com certa frequência e não tem condições/interesse/necessidade de ter uma picape. A suspensão elevada e reprogramada ajuda bastante para o dia a dia dessas pessoas.

    • Eric PB

      Até que enfim um comentário sensato o qual também partilho. Até pq dentre seus concorrentes onix activ e etios cross este é o único com alterações reais de suspensão.

      • Gran RS 78

        O HB20x tbm tem alterações na suspensão.

        • Eric PB

          Sim ele tem 20.5, mto bom por sinal. Se nao me engano etios e onix estao na casa dos 15cm e sandero stepway 19cm.

        • Tosca16

          Porque depois de 6 anos ou mais se tem algo que ainda reclamam desde o primeiro HB20 é a suspensão.

          • Gran RS 78

            Quem tem não reclama não, somente nos primeiros modelos 2012 até 2014, mas nos demais anos, isso foi solucionado.

            • Tosca16

              Bom saber.

            • Marcelo Ecosta

              Na verdade, quem só dirige não reclama, mas quem vai no banco de trás sim. É a mesma situação dos Honda Fit e City: na frente parecem bons, atrás sao um tormento.

              • Gran RS 78

                Já andei e não vi nada de errado com o carro, inclusive vende muito bem, e a grande maioria dos proprietários falam muito bem desse modelo.

        • Paulo Lustosa

          o hb20x tem alterações pra ficar com condições de rodagem comum, porque o hb20 normal se colocar pessoas e bagagem, fica com a traseira rebaixada

          • Gran RS 78

            Os primeiros eram assim, isso mudou nos modelos acima de 2015

            • Paulo Lustosa

              rodei por tempos com um hb20s premium 15/16 e sofria desse mal

      • From Rivia

        O ford Ka na versão Freestyle também teve a suspensão modificada, mais alta e mais rígida. A diferença é perceptível.Mas o ka custa quase 6 mil a mais. É mais completo, mas é mais caro.

    • Edson Fernandes

      Curiosamente eu acho que qualquer picape de nosso mercado (principalmente as compactas) deveriam ser assim.

      Mas a ideia é o preço que esse carro atinge. E me dá uma depressão a ideia que els irão continuar a renegar o ESP a versões manuais do motor 1.3 do Argo.

    • RafaelH

      Essa é a ideia.. vejo todos os dias os comentários caindo de p.. nos SUVs de “shopping”, mas boa parte não entende que a maioria das pessoas apenas querem um carro que não se desmonte nas vielas e bueiros das ruas brasileiras… é muito buraco, tampa de esgoto, ruas alagadas para andar de carro baixo.. a minha mãe me disse essa semana que ela quer comprar um carro pequeno (pois é só para ela e para ela estacionar melhor, pois ela tem seus 65 anos), alto (para não se desfazer nos buracos) e automático.. ou seja.. HB20X, Argo Trekking, WR-V.. Quando olho para esse tipo de necessidade, entendo porque esses carros vendem!

    • Tosca16

      Rapaz nem precisa sair da cidade, tem cidade aí que é uma tábua de pirulito, se duvidar o acerto mais duro e suspensão elevada vai fazer muita gente repensar na hora da compra, no resto é o mesmo carro; o que pode pesar é não ter opção automática, mas se fosse pra ser o GSR agora melhor não ter mesmo não kk.

    • Cláudio Modesto

      Bicho, não precisa pegar estrada de terra não, o asfalto crocante já é o suficiente.

    • Estudante

      Mr.Perebe, assino embaixo do seu comentário! Querendo ou não o Argo é um projeto recente, tem muitos pontos positivos e agora essa versão também agrada bastante gente. Eu não tenho opinião formada, mas sei que tem gente que gosta! Alguns falam mal, porém o carro está vendendo relativamente bem e isso é um bom sinal, fico feliz pela FIAT lançar o carro, é mais uma opção para quem gosta do modelo ( em janeiro foi o 8 mais vendido no geral, fevereiro foi o 4 e em março foi o 10 e até metade desse mês ele é o 6 mais vendido…), isso mostra que tem forte aceitação.

  • 1 Raul

    Imagino um pai chamando a família para entrar no carro e dizendo: “vamos para uma aventura?”.

    Kkkkk

    • Gabriel

      carro da Dora kkkkkkkk

    • Eskarmory .

      ”Argo trékin”

      Não dá pra levar a sério nem a fonologia

  • Gabriel

    “Eu não sei que vontade é essa que você tem de fazer merd4”
    NASCIMENTO capitão

  • LL

    Mais sem graça que a versão civil…e nem pra vir com o cambio automático!!!

  • Ricardo

    Demorou! Haha

  • A galera não entende ou não respeita o público pra um carro desse. Boa parte do Brasil não tem o asfalto da sua cidade grande, meu amigo. Esse carro é pra quem precisa passar por nossa malha viária lixo e não tem condição de comprar um carro mais alto e mais caro.

    • Dick Buck

      Esquece. Tem muita gente que pensa “se não serve pra mim, é ruim e não serve pra mais ninguém”. Depois de ver o povo criticando o futuro Virtus 1.4 TSI, alegando que o Jetta é uma melhor opção, apenas ignoro.

    • Ananias Anacleto

      Se, e isso é um grande “se”……. Se eu precisasse substituir meu veículo atual, e tivesse condições (ou fosse burro o suficiente) para comprar um veículo zero km, esse Argo de tamancos viria bem a calhar. As ruas e estradas da região onde moro não são um primor de qualidade, e não tenho interesse em SUVs. Portanto esse tipo de hatch de botinas tem mercado sim, eu seria um que não teria problemas em dirigir um veículo desses.

    • Emanuel Schott

      Pelo preço vai ter muita gente que vai usar só na cidade comprando no lugar da Drive com opcionais. Levando em consideração os itens de série, essa versão é mais barata que a “civil”.

      • Por 58.990, seria minha opção, com certeza.

    • Louis

      Eu acho válido um carro mais alto para essas ocasiões. Só não concordo em fazer carro com tanto adesivo e penduricalho, só pra cobrar a mais e ainda ficar de gosto duvidoso. Mas pelo menos ergueram a suspensão, em outras montadoras nem isso fazem, o que fica mais ridículo ainda.

      • Emanuel Schott

        Nesse caso cobra menos. A versão Drive igualmente equipada sai R$2000 mais cara.

    • Edson Fernandes

      Meu tio por exemplo… tem um Stepway, mais um carro como opção.

    • Tosca16

      Até pra rodar em SP eu não duvidaria, é tipo quando falam do Fit e do monstrengo WR-V; a única coisa que eu queria do WR-V no Fit é o acerto de suspensão.

    • Marco

      Exato, amigo. Tem comentário aqui que dá vontade de vomitar. Tem gente que parece cavalo com viseira. Só consegue enxergar o que está na frente do nariz. Devem ser todos donos de Audi Q5, Tiguan. BMW X5, e por aí vai, todos muito entendidos. É PHODA viu amigo…

  • Bruno Alves

    Com certeza vai chegar na casa dos 64 mil, por aí. Vale mais a pena uma Dinossauro Weekend com gordos descontos.

    • Emanuel Schott

      R$58.990.

      • Gran RS 78

        Sem rodas de liga leve e com cambio manual.

        • Emanuel Schott

          Com as rodas passa pra R$60.390, o que ainda o deixa mais barato que qualquer concorrente manual.

    • Marcus Fumagalli

      Isso aí, vai ganhar um descontão mas terá um carro zero sem conforto e segurança nenhuma.

  • CanalhaRS

    Realmente, é para “aventureiros”…

  • Dick Buck

    Gostei. Bem melhor que a antiga linha Plasticventure.

  • Bruno Melo

    Deveria ter um Argo T jet isso sim, com motor turbo e teto panorâmico!

    • Raimundo A.

      Na era do Punto T-Jet, mal o via com o teto solar. Toro, Compass e Renegade, que vendem muito e numa faixa de preço que as pessoas tem mais condições, todos com oferta do teto panorâmico, e é difícil ver.

      T-Jet é nome da família turbo do Fire. A Fiat na Europa está chamando os novos motores turbo de GSE T3 e T4 ou GSE 120cv, 150cv e 180cv em menção as potências. Por aqui, especulações era o Argo aventureiro vir com o motor turbo que depois passou a ser apenas 1.3 AT6, mas recentemente o conversor de torque teria migrado para CVT. Motor turbo, provavelmente viria com o CVT, deve ficar para o fim do ano ou o próximo, claro, podendo o CVT ser lançado antes no 1.3. Os turbo viriam para o lugar dos motores aspirados a partir do 1.8.

      Os GTS da VW parece que terão teto panorâmico, mas opcional para quem puder pagar. Segundo li, o Argo HGT não vai ter opção manual por conta do preço cuja preferência tem sido pelo AT6.

      É mais urgente ao meu ver a Fiat cuidar de ofertar uma transmissão automática no 1.3 e lançar os motores turbo.

      • danlaradd .

        O teto pra quem nunca teve, ou nunca entrou em um carro com um, talvez não seja atraente. Ou então seja por falta de disponibilidade de oferta mesmo do carro pronta entrega com o teto solar.

        Meu carro atual, um punto essence 2014 tem teto, eu particularmente, amo o teto, e, quando for trocar o carro, com certeza irei buscar algum modelo com teto solar. Faz TODA a diferença no dia-a-dia a bordo

        • Hélio

          já tive carro com teto solar, se usei uma vez foi muito…

        • Fabiano Navas

          Concordo! Eu não abriria mão de comprar um sucessor perdendo itens que eu goste muito no antecessor. É um contra-senso, que o mercado brasileiro está acostumado a engolir porque não sabe criticar. Ver o lado racional das montadoras como forma de justificar a economia em prol de outros benefícios não é a melhor resposta. É notório o enxugamento de produtos, versões e opcionais por pensamentos assim, em que as montadoras tentam convencer (e muitas vezes, conseguem). Ou seja, o mercado nacional só faz referência à qualidade se o veículo possuir segurança, economia e tecnologia turbo, esquecendo-se do principal ao seu consumidor tradicional: o prazer de dirigir (o velho “tesão” em ter aquele carro com dirigibilidade excepcional) e itens diferenciais de conforto, como teto solar, acabamento de qualidade, bancos esportivos, interiores com opções de cores diferentes (só existe preto no Brasil). Enfim, essa é a geração Z, que se preocupa mais em comprar um “Iphone 15 plus gold master premium” a ter um GTi ou GSi como sonho de consumo.

          • Bruno Melo

            Deveria ter como opcional o teto (polo e argo) meu carro tem esse item, não dispenso hoje em dia. Meu próximo com certeza eu quero com teto também.

  • Fernando Bento Chaves Santana

    Por que insistem nestas porcarias de rack de teto que raramente são usados?

    • zekinha71

      Antigamente os racks eram feitos pra serem utilizados, agora essas porcarias atuais não tem como serem usadas, não tem altura, são coladas no teto, é colocar alguma coisa em cima e amassar ou riscar o teto.
      Será que é pra isso que o teto é preto pra esconder os danos.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        Tem uma foto dele com aquelas barras transversais que provavelmente é acessório, tipo as do Uno, então é provável que seja funcional.

        • Tosca16

          É funcional, mas é acessório Mopar. Pra quem irá por bagageiro de teto ou bike é uma mão na roda.

    • Fabiano Navas

      Pra facilitar para Oi, Claro, Vivo enfiarem suas escadas gigantes e transformarem mais um carro da Fiat em um novo best-seller em frotistas kkkk

  • El Gato!

    “…tão aguardada…”

  • Henrique Franco

    Fiat nos ensinando como estragar visualmente um carro.

  • Henrique Franco

    Um carro mais “altinho” é compreensível, agora cagar o carro visualmente…

  • Raimundo A.

    O Argo não tem DRL em LED, mas luz de posição em LED a depender da versão tal qual o Onix. DRL talvez ofertem na linha 2021, que talvez traga facelift. Ao menos na último salão do automóvel, a Fiat mostrou que o Argo e o Cronos poderão ter faróis de LED usando a mesma carcaça. Pode ser alguma novidade para depois do lançamento dos GTS da VW.

    • Louis

      Foi o que pensei, nunca vi Argo com DRL.

      • Raimundo A.

        Ele não tem, como disseram que teria lanternas com LEDs e também não tem. Agora, tem veículo que engana quanto ao DRL porque na mesma peça há este e luz de posição citando o Toro. O Fiat na Freedom é só luz de posição. Nas mais caras, Volcano, Ranch, por exemplo, é DRL também fazendo o papel da luz de posição.

  • Mr Tony

    Acho MUITA gambiarra essa tela saltando do painel. E do jeito que estão nossas ruas, a calibragem dessa versão é que deveria ser o padrão desde a versão básica dos carros brasileiros.

    • Gabriel Torque

      O interior do argo é lindo, nem se compara a tristeza do polo… se desse pra comprar um polo com esse interior seria perfeito

  • Mauricio Oliveira

    Mais um ótimo suv pro asfalto …. Kkk

    • Hugo Leonardo Dos Santos

      Lunar diga-se de passagem

  • Ivan Gorato (RaptorStealth)

    Eu particularmente gostei bastante. Falando do design, gostei do casamento de rodas e pneus, pois lembra o conjunto dos carros de rally, e são interessante pro solo lunar da região que moro. Única coisa que não me agrada visualmente são esses adesivos na lateral alusivos à versão, mas isso é pessoal. Outra coisa bacana, pra mim que pedalo, é o rack no teto, que por sinal tem um visual bastante discreto por não ser daqueles que são vazados. O fato de ser manual tbm me agrada bastante, mas vou concordar que poderia ter uma versão com motor mais forte ou até mesmo esse 1.3 com câmbio de 6 marchas. Imaginem esse carro, nessa cor branca, com faróis de neblina amarelos (lâmpadas 2500k), sem esses adesivos da versão na lateral (o do capô ficou legal a meu ver) e com as rodas nessa mesma cor ou brancas. Imagino que fique um conjunto bacana.

    • Gran RS 78

      E só para te lembrar que ele não vem com rodas de liga leve de série, se vc quiser essas rodas, pode colocar mais 1500,00 no preço desse carro.

  • Emanuel Schott

    Saiu o preço oficial: R$58.990.

    Matou a concorrencia que passa dos R$60.000 em todos os modelos.

    • TFSI

      Lembrando que esse valor é sem opcionais e também que a concorrência tem a opção do AT, diferente do Argo.

      • Emanuel Schott

        Os únicos opcionais são as rodas de liga leve e a câmera de ré que adicionam R$1300 ao valor do veículo. O resto é de serie (central multimidia, sensor de ré, vídeos elétricos nas quatro portas e retrovisores elétricos).

    • Gran RS 78

      Matou a concorrência? Ele vem com cambio manual e rodas de aço por esse preço, sem contar o motor 1.3, que é mais fraco que todos os concorrentes diretos só ganhando nesse quesito do Onix active, enquanto o Ka tem 1.5 de 136cv e o HB20X um 1.6 16v de 130cv, e todos com opção de cambio automático, que nesse segmento os que mais vende são com esse tipo de cambio.

      • Emanuel Schott

        Nunca andou num Argo né? Os números de potência dos Firefly nao dizem muito sobre o desempenho.

        • Gran RS 78

          Nunca andei, mas andei em um HB20 1.6 16v, e fiquei impressionado como ele anda. Vc não está querendo dizer que o motor 1.3 da Fiat anda mais que os da Hyundai e da Ford, certo?

    • Pete Alves

      Matou a concorrência? O Argo não conseguiu se destacar entre os atuais hatches compactos concorrentes, imagina então quando chegarem os novos Onix e HB20

      • Emanuel Schott

        Qual parte do “entre os concorrentes diretos” (leia: aventureiros) voce nao entendeu?

    • Pete Alves

      Matou a concorrência? O Argo não conseguiu se destacar entre os atuais hatches compactos concorrentes, imagina então quando chegarem os novos Onix e HB20

    • Luconces

      Exagerou colega. O Argo vem com calotas e ainda tem a câmera a parte.

      Se pegar o próprio Ka, o Ford da um banho em motor e em segurança com os 6 airbags.

      • Emanuel Schott

        E cobra R$6.000 a mais por isso entregando menos espaço interno, acabamento e porta malas.

        • Luconces

          6.000 a mais se comparar a versão de entrada do Argo de calotinhas e sem câmera.

          Você só esquece que o Argo é mais pesado, anda menos, consome mais, fica devendo airbags laterais, airbags de cortina, controle de estabilidade, controle de tração, assistente de partida em rampa e mesmo um banco traseiro bipartido.

  • Francisco

    Tive um Crossfox 2015 durante 2 anos, modelo de ultima geração antes de sair de linha, ele tinha altura da suspensão semelhante a essa e usava os mesmos pneus (caro pra trocar), era muito bom pra buraqueira e durante chuva, porém a estabilidade em curvas não é boa, e essa motor do argo está fraco, do Crossfox é 1.6 16v 120cv.

    • Murilo Soares de O. Filho

      Fraco não é, 1.3 com 109 CV não é fraco. Isso por que é apenas 8V.

    • Malvino Jose Moreira Junior

      Mas a suspensão foi toda refeita no argo, trocaram amortecedores , molas e pneu juntamente para isso.

      • Francisco

        Entendo, tomara que seja mais confortável, pq do crossfox apesar de ser boa pra aguentar estrada ruim, ela era desconfortável, “seca” demais

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Em primeira mão, preço inicial 58990, saiu agora.

  • Vinícius Barreto

    Achei feio e sem personalidade em relação a concorrência, mas é questão do meu gosto.

  • Fanjos

    Espero que a vida puna a Fiat

  • Fabiano Navas

    Não consigo simpatizar com esse carro. Sempre que olho pra ele, lembro que ele substituiu o ótimo Punto (não só ele, claro!), e não conseguiu atingir a beleza que ele tinha. Fora que o Punto oferecia motor turbo (t-Jet), teto solar panorâmico etc.
    Enfim, um carro sem graça, sem inovações e tecnologias marcantes para ser o produto chefe de vendas da marca, que teve a missão importantíssima de suceder 3 produtos (Palio, Punto e Bravo), e não conseguiu até agora se destacar em absolutamente nada perante a concorrência.
    Se a Fiat não investir mais nada nesse carro, será suscetível a acontecer o mesmo que os seus 3 antecessores: terem uma vida muito curta!

    • RTEC30

      Vai perder para a Renaut/DACIA se não reagir.

  • Alisson Bona

    Pensando que com esta versão ia chegar o câmbio automático de verdade.
    Mas fica para outro dia…

    • Leopss

      Acho que o câmbio CVT ficou para o ano que vem.

  • luiz

    Lamentável é no mesmo dia ter que ler a reportagem de que nos EUA a “tesla vai lançar o sistema autônomo nível 5 em seus carros” enquanto aqui a “fiat lança o argo trekking”…..
    Seremos a eterna banânia

    • T1000

      Hahahahaha
      E pior que isso é o pessoal adorando o carro nos comentários.
      Banânia land.

    • Emanuel Schott

      Mais um que quer carro americano pagando preço africano.

  • MARCELO THAFFARI

    63k ??

  • Filipe Augustus

    Não me conformo com um carro desses custando 60 mil reais, isso era pra custar 35 mil no máximo, ele e todos os concorrentes! Isso para mim é carro de entrada, ele o Polo, o Ka, Fiesta, Onix, o Mobi, Up e Kwid já são uma piada!

    • Fabio Assunção

      Acho que ninguém nunca na história desse site já pensou nisso!

  • Faheina

    Ótima opção real pra quem não quer pagar 80 – 100 mil por um Altinho.
    Considerando a precariedade da malha viária do país q só piora a cada mês, ele tem muuuuuuuuuito potencial.
    É melhor preparado do q seus concorrentes q não passaram dos adereços estéticos.

    • Eduardo 1981

      Também acho.

  • Fellipe Z

    A alavanca de cambio desse carro grita baixo custo

    • RTEC30

      Continua a mesma há séculos.

  • Fernando Gabriel

    Eu gostei do visual do carro e da proposta ao qual ele se destina, mas o nome Trekking resgataram das antigas Fiorino Pick-ups e da Strada, poderiam ter escolhido algo mais novo e próprio, condizente com o projeto do carro.

    • d59

      Eles já tinham outro nome: Way (do Mille Way que tinha esses adereços)

      • Fernando Gabriel

        Sim, mas o que me refiro são estas denominações, Trekking, Way e Adventure. São da gama passada, o Argo por ser um projeto mais novo, deveria receber uma denominação nova, atual.

  • Kaian Reis

    Que agonia esse banco meio decorado

  • Joel Oliveira

    Ficou tão morno que até estranho ser um Fiat “aventureiro”. Acho que foi o costume de ter plásticos exagerados nos Adventure.

    • Leopss

      Gostei que não exageraram nos plásticos. Ficou discreto. O diferencial é mesmo a altura do solo maior, os pneus e os bancos exclusivos.

  • Domenico Monteleone

    Apetrechos visuais de gosto duvidoso, continua com cara de carro barato em alguns detalhes, como faróis. E esse bancos lembram muito a linha Adventure de alguns anos atrás.

  • Murilo Soares de O. Filho

    Não compraria esse tipo de carro, mas me chamou a atenção por ser discreto demais em se tratando de Fiat, não houve mudança nenhuma no para-choque.

  • Danilo

    Esse carro numa promoção de fim de mês ou num descontinho camarada pra cnpj ou produtor rural a uns 53 mil, sei não heim, cheira sucesso. Econômico ele vai ser, é parrudinho, agora tem boa altura, tem os apliques plásticos imitando um carro maior, será uma opção interessante. Veremos os números futuramente.

  • lmp7

    Esqueceram de modificar o ângulo de ataque.

  • Tosca16

    Não pelo visual mas pelo ajuste de suspensão se eu tivesse que ir num Argo pensaria bem se não ia no 1.3 Trekking; pra quem como eu vira e mexe está em estradas de terra, asfalto ruim e cascalho (uma pena não ter controle de tração e estabilidade) acho que é uma boa opção. Mas mancada sem ter opção automática, o que sabemos e vi em entrevistas que ano que vem chega os turbo e o CVT, pra esse motor 1.3.

    • Emanuel Schott

      Controle de estabilidade so entra em ação se exigir muito do carro. É um item importante, mas não indispensável, basta não meter o loco e sair achando que tá num tanque de guerra.

      • Tosca16

        Cara, 60 mil e sem ser automático, não é luxo ter os equipamentos de segurança não.

  • d59

    A Fiat tinha 2 linhas pra seguir: Adventure e Way.
    Optou pela última, que é menos espalhafatosa e resolveu mudar o nome de Way para Trekking.

  • Marcelo Alves

    ESP de série, tem?

  • Pete Alves

    A única coisa que explica para mim, esse parachoque dianteiro bicudo do Argo é a tal obsolescência programada. Não é bonito, nem funcional pois raspa mais facil em rampas e lombadas. Com certeza deve ser a primeira coisa a mudar na reestilizaçâo de meia vida. Poderiam ter adiantado algo, a pretexto da áurea aventureira desse Trekking.

  • Emanuel Schott

    Deve ser a Multilaser de 9″, um rádio metido a besta.

    A Uconnect de 7″ é bem melhor e mais harmoniosa com o painel.

  • Samuel Inácio

    Tenho um FOX Track que se diferencia dos comuns apenas pelos apliques nas portas, estes que ajudam quando é necessário pegar uma estrada de chão onde evita arranhões, mas o fato é que para o dia a dia em nossas cidades com infraestruturas decadentes carros como estes (Mais altos) e compactos são verdadeiras necessidades. Muito por conta disso os SUV estão explodindo em vendas e encolhendo em tamanho.

    • Estudante

      Samuel, é por isso que a FIAT e a VOLKS lançam essas versões, o pessoal pensa igual você e com razão, eu também penso assim e olha que minha cidade tem uma estrutura boa. Querendo ou não o Argo é um projeto recente, tem muitos pontos positivos e agora essa versão também agrada bastante gente. Eu não tenho opinião formada, mas sei que tem gente que gosta! Alguns falam mal, porém o carro está vendendo relativamente bem e isso é um bom sinal, isso mostra que tem forte aceitação. Abraço!

  • Estudante

    Achei interessante, bonito. Querendo ou não o Argo é um projeto recente, tem muitos pontos positivos e agora essa versão também agrada bastante gente. Eu não tenho opinião formada, mas sei que tem gente que gosta! Alguns falam mal, porém o carro está vendendo relativamente bem e isso é um bom sinal, fico feliz pela FIAT lançar o carro, é mais uma opção para quem gosta do modelo ( em janeiro foi o 8 mais vendido no geral, fevereiro foi o 4 e em março foi o 10 e até metade desse mês ele é o 6 mais vendido…), isso mostra que tem forte aceitação.

  • Paulino Lino

    Só não entendo o motivo de algumas montadoras até hoje usar essas rodas com aparência da década de 90. Veja o exemplo desse Argo Trekking e do HB20x (que sempre teve rodas feias) aff quanto mal gosto!

    • Renato Dias

      E Ecosport? Roda que parece calota.

  • José Luiz Correia

    Aí em Itaquera deve ser mesmo. Pra se esconder da policia.

  • Marco

    Bonito carro! Ficou discreto mas muito bonito, sem ser chamativo como no caso do Onix Activ.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email