*Destaque *Featured Fiat Hatches Segredos-Flagras

Fiat Argo: versões e opcionais vazam em catálogo de revendedor

argo-10-flagra-1 Fiat Argo: versões e opcionais vazam em catálogo de revendedor

O Fiat Argo apareceu em um flagra na versão Drive 1.0, com rodas de aço, sem faróis de neblina e dotado de conjunto ótico simplificado. O modelo teve também alguns catálogos de revendedor revelados através das redes sociais. O novo hatch compacto da marca italiana se apresenta em sete versões, sendo elas Drive 1.0, Drive 1.3, Drive 1.3 GSR, Precision 1.8, Precision 1.8 AT6, HGT 1.8 e HGT 1.8 AT6, sendo as duas últimas com visual esportivo.



fiat-argo-oficial-2 Fiat Argo: versões e opcionais vazam em catálogo de revendedor

Na gama de cores, o Fiat Argo será oferecido com as seguintes pinturas sólidas: Branco Banquisa, Vermelho Alpine, Preto Vulcano, Vermelho Modena e Azul Portofino, sendo as duas últimas exclusivas da versão HGT. As metálicas são: Prata Bari, Cinza Scandium e Preto Vesúvio. Já a única perolizada é a Branco Alaska.

fiat-argo-2018-interior-video-3 Fiat Argo: versões e opcionais vazam em catálogo de revendedor

O Argo chegará com motor Firefly 1.0, Firefly 1.3 e E.torQ Evo 1.8, mas potência e torque podem mudar em relação aos demais modelos que os usam. No caso dos opcionais, os principais itens dos pacotes foram divulgados no catálogo de pedidos da rede Fiat. Abaixo, confira cada pacote e as versões que serão contempladas por eles:

  • Kit Multimídia – Central multimídia com tela de 7 polegadas e comandos de telefonia e rádio no volante: Drive 1.0.
  • Kit Parking – Sensor de estacionamento e câmera de ré: Drive 1.0, Drive 1.3, Drive 1.3 GSR, Precision 1.8, Precision 1.8 AT6, HGT 1.8 e HGT 1.8 AT6.
  • Kit Convenience – Vidros traseiros e retrovisores elétricos: Drive 1.0 e Drive 1.3.
  • Rádio Connect – Sistema de som Connect e comandos de áudio e telefonia no volante: Drive 1.0.
  • Kit Stile (5DV) – Rodas de liga leve aro 15 polegadas e faróis de neblina: Drive 1.3 e Drive 1.3 GSR.
  • Kit Stile (9TS) – Rodas de liga leve aro 16 polegadas e bancos em couro: Precision 1.8 e Precision 1.8 AT6.
  • Kit Stile (9SK) – Rodas de liga leve aro 17 polegadas e bancos em couro: HGT 1.8 e HGT 1.8 AT6.
  • Sidebags – Airbags laterais: Precision 1.8, Precision 1.8 AT6, HGT 1.8 e HGT 1.8 AT6.
  • Kit Tech (9SJ/9SH) – Keyless entry´n´go, ar-condicionado digital e kit High Tech: Precision 1.8, Precision 1.8 AT6, HGT 1.8 e HGT 1.8 AT6.

[Fonte: Fiat Argo Club]

Leia avaliações, notícias sobre carros e compare modelos em NoticiasAutomotivas.com.br.

  • Jeremias Flores

    me parece que ele é pequeno. sera impressão pelas fotos ou ele é pequeno mesmo?

    • Rafael Neves

      Fiz um flagra dele e publicaram aqui no site há um tempo atrás.. pelo que me pareceu é um pouco maior que o punto.. no máximo do tamanho do Bravo.

      • Tango

        Acho muito pouco provável ter o tamanho do Bravo, pelas notícias teria uns 10 cm a menos de entre-eixos e uns 20 a menos de comprimento.

        • Rafael Neves

          Visualmente parece.. mas Argo me diz que não sera… desculpe a piadinha rsrs

          • Davi Millan

            Começa segunda-feira na praça é nossa!

      • Cristiano_RJ

        Se ele tivesse o tamanho do Bravo seria um hatch médio e não compacto. E como todos sabemos, ele é um hatch compacto.

        • le0gt-r

          Correto!

      • Alexandro Henrico von Mann

        negativo, vi ele ao lado do HB20 e é o mesmo porte… É compacto mesmo

    • Tango

      Algo perto do Punto.

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        Argo perto do Punto

      • Elfo Safadão.

        Então não é muito grande, o Punto é praticamente um Palio.

        • Tango

          O Punto tem entre-eixos maior e é mais largo que o Palio. Claro que ambos são compactos, e é isso que o Argo é. Vamos ver como será o espaço interno dele.

          • G.Alonso

            Argo tem entre eixos maior e é mais largo que Punto.

            • Tango

              Quais são as medidas oficiais?

              • G.Alonso

                Comp.: 4,0 m
                Larg.: 1,75 m
                E.e.: 2,52 m
                Alt.: 1,50
                Peso: 1.243 kg
                Tanque: 48 litros.
                0 a 100 – 9,6 segundos
                Velocidade máxima – 190 km/h.

                • Tango

                  A variação do entre-eixos é de 1cm , na largura a diferença é maior. Mas esses dados parecem ser do HGT que tem acabamento plástico sobre o paralamas. O Punto T-jet tinha 1,73 de largura enquanto a versão comum tinha 1,68. As medidas são as mesmas do Grand Siena, o mesmo entre-eixos, ele tem 1,7p de largura, aplicando cobertura plástica sobre o paralama semelhantes aos do Tjet ficaria extremamente com 1,75.

                • V.mario

                  Achei bem pesado na versão top. Na versão 1.0 deve ter + ou – 1.100 kg o que é muito para o motor.
                  Vamos ver como a Fiat calibrou o conjunto (motor e câmbio), pois deve ser o compacto mais pesado do seguimento.

                  • Tosca16

                    Celer tem 1210kg… mas são 4,18m se não estiver enganado de comprimento.

                    • Gustavo73

                      O Golf Confortline 1.0 TSi pesa nessa faixa. Mas MQB foi desenvolvido pensando também em ser leve.

                    • Tosca16

                      Sim, deverá ser por volta de 1100kg eu creio…

                  • invalid_pilot

                    Vai ter desempenho de Renegade 1,8, minha aposta é essa

                  • G.Alonso

                    Só as rodas aro 17 já diminuem bastante o peso da 1.8 para a 1.0 com aro 15 com calotas, o motor 1.8 é extremamente pesado, enquanto o 1.0 é bem leve. Isso vai fazendo o modelo ficar mais leve. O 1.0 deve ficar na casa dos 1000 a 1050 kg, na média dos concorrentes.

                • invalid_pilot

                  Carro pesado pro 1,0 puxar, hein…

                  • G.Alonso

                    O peso acima é do 1.8, o 1.0 é mais leve.

                    • invalid_pilot

                      Mesmo assim…

                  • Wallace Gomes

                    Penso que como a plataforma não foi feita do zero pensada em segurança, os enxertos para deixa-lá segura acabaram resultando nesse peso maior, já que segundo algumas matérias foram adicionados os mesmos aços de toro e renegade. diferente de uma MQB por exemplo, que foi concebida pra ser segura e leve desde o inicio!

                    • Tango

                      Gostaria muito de saber o que significa os mesmos aços da Toro e Renegade. Afinal todos os carros usam aço automotivo. Essa de falar algo bem genérico e indefinido não significa muito. Se tivessem dito exatamente qual o tipo de aço e a sua proporção usada seria bem diferente.

                    • Wallace Gomes

                      Meu caro, não resta a MENOR duvida que tanto RENEGADE quanto TORO tem uma plataforma e estrutura com 5 estrelas fácil, carros totalmente resistentes e seguros, pq tu acha que o renegade pesa seus 1400kg, enquanto os concorrentes pesam por volta de 1100kg? o RENEGADE é um dos poucos que podemos chamar de SUV de verdade, sua estrutura foi toda baseada nisso, 1400kg de puro reforço estrutural pra aguentar o fora de estrada, tradição JEEP amigo… e a TORO nada mais é que um jeep com emblema da FIAT por questão de estratégia de vendas, portanto com relação a qualidade do aço não tem o que questionar, agora sobre a quantidade sim, pq se empregado pouco ou de maneira errada, não terá efeito!

                    • Tango

                      O peso agora é sinal de qualidade e resistência? A Toro pesa só 150 kg a mais que o HR-V pôr exemplo. Esse também é 5 estrelas. E falando em 5 estrelas até a caixinha de fósforo do Up tem. Lembrando que só Kicks pesa 1150kg. Enquanto o HRV pesa 1270, e Creta e Tracker pensam 1400 kg. E veja só desses o Renegade pesa um pouco mais, mas não é pela estrutura e sim pela Susp traseira independente que pesa mais. Logo essa de pesar pelos reforços e tal para offroad não cola.
                      E não vamos confundir rigidez estrutural contra impactos com rigidez torcional. Capacidade offroad​é dado por altura do solo e ângulos de ataque e saída de um carro, fora é claro a tração nas 4. Isso só o Renegade Trailhawk tem. A Toro não é um Jeep com símbolo da Fiat na realidade seria o contrário já que o Renegade usa a plataforma do 500X que é uma variação da plataforma do Punto e Corsa.
                      Mas enfim a minha pergunta você não respondeu, até por como disse essa fala genérica ao vento não tem peso algum. A Fiat quer mostrar a qualidade do seu projeto Latam é só colocar no paredão. O resto é falação igual a da GM que segundos alguns tinha dito ter feito reforços no Onix e no final vimos o resultado.

                    • Pedro Neto

                      Realmente peso não é sinal de resistência, um aço ultraresistente pode chegar à 1000 MPA de resistência à tração, enquanto um Ferro Fundido Cinzento ou um Aço 1020 recozido não chega em 100 MPA. Isso significa que com a espessura ou secção transversal de uma peça 10X ou mais, mais fina tenha a mesma resistência rsrs

                    • Pedro Neto
                    • Pedro Neto

                      Existem mais de 400 ligas de aços normatizados e comercialmente encontrados em tabelas, além dos específicos. Na carroceira + monobloco de um carro hoje em dia se aplica mais de uma dúzia de aços diferentes em diferentes modelos, e até 6 ligas diferentes em um mesmo modelo

                    • Tango

                      Continua sem explicar o que exatamente significa usar os mesmos aços do Renegade. Já que todos são carros e como você mesmo disse já usam aços desenvolvidos para essa industria. Logo dizer que isam aço automotivo em um carro é chover no molhado. Se tivessem dito que vão usar aço”a” ou “b” usados em determinada proporção seguindo a mesma linha do produto x ou y seria diferente. Vou usar como exemplo o que foi dito no lançamento do Up em 2014.
                      “Segundo a VW, o Up! tem 76% de sua estrutura construída com aços de alta (as partes vermelhas, azuis e amarelas) e ultrarresistência (roxas). Esses aços especiais são obtidos a partir da mistura de elementos, como o boro, e processos de formação a quente, o que aumenta sua rigidez. Além de garantir maior resistência para o conjunto, com ganhos tanto para a segurança quanto para a rigidez torcional, os aços especiais contribuem para reduzir o peso dos veículos. No caso do Up!, de acordo com a fábrica, a estrutura ficou 14 kg mais leve, em comparação a uma construção com aço comum. Segundo especialistas, a aplicação de aços especiais na indústria brasileira é de 8%, em média. Entre os importados é comum taxa acima de 50%.”
                      Veja a diferença aí estão quais e a proporção. Não é algo genérico.

                    • Pedro Neto
                  • Wellington Myph13

                    Sim… Golf 1.6 pesa 1230kg e reclamavam do desempenho.
                    Esse deve pesar 1120kg na versão de entrada, mas ainda assim, pesadinho.
                    O 1.0 Firefly ficou bom de desempenho no Uno com 1025kg… Nesse vai ser apenas suficientente, igual ao Palio com o 1.0 Fire.

                    • invalid_pilot

                      Vai ser igual o Renegade 1,8, aposto nisso

    • G.Alonso

      De acordo com a revista Quatro rodas ele tem 4 m de comprimento, 2,52 de entre eixos, 1,75 de largura e 300 litros de porta malas. É mais largo que o Punto.

    • ALVIN_1982

      Do tamanho do Fiesta mais ou menos…

      • Rafael Neves

        Argo maior… rsrsr

    • Lucas Nascimento

      Parece ser bem menor que o Bravo.

    • Gran RS 78

      Deve ter o mesmo porte do Sandero.

    • 82_BD

      Pessoalmente passa a impressão de ser próximo do Punto. Um palio bombado…
      Topo na rua direto com os carros de teste aqui em BH.

  • Victor Hugo

    Os tetos solares da Fiat dão muito problema?

    • Uau!

      dão, mas esse não vem com teto pelo visto

    • Gustavo73

      Aquele com várias lâminas demandava um atenção especial na manutenção. Já os do Palio e Grand Siena acho que não tinham grandes problemas.

    • Lucas086

      Tem amigos que tem desde palio sporting até bravo e fazendo a lubrificação necessária, sem problemas.

    • Zé Mundico

      Só quando não abrem.

    • Luis_Zo

      Ja tive fiat 500 e Palio Sporting, o primeiro por 2 anos e o segundo por 3 anos. Nunca tive problemas.

    • wagner

      Quem disse? Tenho e não me deu problemas!

  • Joaquim Grillo
    • zekinha71

      Apenas mais um carro prata no trânsito, que de relance dá pra confundir com Gol, Onix, Ka, HB20.

      • Matafuego

        Nessas fotos ele parece um HB20 com frente de Mobi

    • Alexandre

      Os carros pé de boi na maioria das vezes é feiasso.

      • cepereira2006

        Esse pé de boi é medonho. .

    • Saulo Gomes

      Mobi? È você? Uma coisa já dá para saber, deve andar muito devagar, estes retrovisores de caminhão devem ser para acompanhar a fila atrás.

    • o hgt preto parecia bonito, a cor disfarça bem (como o mobi, o preto parece menos feio) este prata básico é um hb20

    • cesar suarez

      mobi +

    • Carlos

      A montanha pariu um rato.

    • Lucas

      É um HB20

      • Tango

        É um compacto de entrada longe do que foi dito nos últimos tempos que seria um Premium.

    • Hater x Haters

      Versões pé-de-boi geralmente são feios, ainda mais na cor prata ou branco. Isso vale pra Gol Trendline, HB20 Comfort, Onix LT, etc…

      • Wallace Gomes

        É igual aquele ditado, “vc pode ser pobre, mas se souber se vestir, vc entra e sai de qualquer lugar”

        Eu costumo dizer que carro em versão de entrada tem que ser preto, não adianta… exemplo: pega um onix joy branco que tem maçanetas e retrovisores em plástico preto, FICA HORRIVEL… agora pega o mesmo onix joy preto… automaticamente as maçanetas e retrovisores passam despercebidos por não fazer contraste com a cor da carroceria, dando assim um ar menos “pobre” ao veículo…isso vale para o HB20 de entrada que tem maçanetas e retrovisores pretos tmb… outro exemplo é o ETIOS, o carro é feio que dói, mas quando eu vejo um etios sedan todo pretinho, eu até penso.. ” nessa cor até da pra encarar “

        • Fabrício Sanches

          Realmente as cores influenciam mais do que a gente pensa.

        • invalid_pilot

          O preto esconde as linhas, o branco e prata realçam…

    • RKK

      Os sapatinhos finos acabam com o design.

    • Fabrício Sanches

      Põe uma rodinha de liga e já melhora bastante…

  • Jefferson

    O que custa racionalizar um pouco, diminuindo o número de versões e kits de opcionais? Continua a bagunça de sempre, e não é só a Fiat que faz isso.

    • É aquela velha história: Vc compra hj um Argo Drive 1.0 básico que na tabela vai valer o mesmo que um com Kit Multimídia + Kit Parking + Kit Convenience

      Deveria ser como o Ford KA:

      SE, SE Plus e SEL
      Todas versões fechadas

      • Mr. Car

        Também sou pelo pacote fechado. O básico vem com “X”, o intermediário com “X+Y”, e o topo de linha com “X+Y+Z”, além das opções de motorização.

      • Martini Stripes

        Porem ate mesmo na Ford o SE e o SE Plus devem estar no mesmo codigo FIPE.
        Meu Fiesta SE+ era o mesmo do SE.
        O HB20 Tinha o Comfort e Comfort Style, tbm mesmo codigo FIPE.
        E isso é culpa da montadora.

        • Oq percebo também é que mesmo tendo preço FIPE diferente, no mercado de seminovos, versões de entrada as vezes custam o mesmo que versões acima. Um exemplo é o VW up! com motor MPI nas versões Take e Move que é vendido pelo mesmo preço.
          Take up! 2015 “completo”: vidros, travas, ar, direção e na maioria das vezes com alarme (este ultimo colocado na css ou loja de acessório).
          Move up! 2015 “completo” tinha itens da Take + chave tipo canivete, espelhos retrovisores com regulagem elétrica e seta integrados, alarme (de fábrica), s.a.v.e., comp. de bordo, conta giros, painel com pad texturizado, manopla de cambio com acabamento brilhante, tres apoios de cabeça traseiro, maçanetas e retrovisores pintados na cor da carroceria, maçaneta interna com acabamento prata, alça de segurança no teto, faróis com mascara negra.
          As duas versões sendo vendidas por 32mil

      • Peuooo

        Pois eh, nem na versão topo tem todos os opicionais. Vergonha, da topo não ter sensor, camera e todos os airbags e o ar digital…

        • Ow. Na boa que achei isso uma vergonha também. Pra fazer a “diferença” como a FIAT diz: “…o mais completo do mercado”, era obrigação vir com isso de série e mais um pouco.

      • Luis_Zo

        Fizeram isso no Mobi e não colou, quase não tem versões ON vendidas.

    • Cyro

      No final das contas o cliente desiste de esperar pelo carro que montou
      foi meu caso na época do lancamento do bravo …. queria um com airbags laterais e teto… 3 meses esperando para no final não chegar

  • Daniel

    Tô achando que a versão Drive 1.3 com os opcionais “necessários” vai passar dos 60k. Ela já vem com CMM?

    • Parece que a partir da Drive 1.3 a multimídia é de série.
      A FIAT vai e me deixa a Drive 1.0 sem sequer o som simples de série.
      Isso é pra falar: “Conheça o hatch premium mais completo do mercado a partir de 47mil (sérá?)”

      • Gustavo73

        Tá na faixa do Onix 2018, que também não tem rádio na versão de 48 mil. E de Premium esse Argo não tem nada.

        • Wellington Myph13

          Exato. É isso só dá mais medo do preço do Polo que vai trazer um padrão europeu de segurança. Certeza ficar mais de 10k mais caro que o Argo…

          • Gustavo73

            O Polo deve ou deveria ter preços na faixa do Fiesta e 208. E dúvido que tenhamos de série os equipamentos de segurança do europeu. Até porque já sabemos como o mercado se comporta com relação a isso. Apesar das notícias dos últimos meses deque o Argo seria um compacto Premium, nem vou comentar a estória de substituir o Bravo. No fundo ele substitui o Palio e ponto, os preços vão atingir os que eram do Punto assim como os do Ônix fizeram com os do Sonic. O Polo será um compacto Premium, como são chamados aqui. E vai concorrer com Fiesta, 208 e Fit.

            • Wellington Myph13

              Eles pretendem trazer a MQB-0 pra ser fabricada aqui, o que pede um volume decente de vendas.
              Podemos talvez ter Polo 1.0, 1.6 16v e 1.0 TSI.
              Chuto que ele vem com a mesma linha de itens do Fox 2018…
              Ia bem ele ser um Fox com esp de série e ar digital. E mais airbags na Highline…
              Vamos ver que salada vão fazer…

              • Gustavo73

                A MQB-A0 já está confirmada, teremos ao menos 4 produtos feitos sobre essa plataforma, Polo, Virtus, T-Cross e mais um ainda não confirmado. Sobre os equipamentos não vejo fugindo muito do que 208 e Fiesta oferecem. Tá certo que airbags e esp são algo”baratos”. Mas não tenho​ilusões. Principalmente quando se fala de VWB. Quem sabe sejamos surpreendidos de maneira positiva. Acho que não teremos um Polo 1.0 MPI.

                • Wellington Myph13

                  TCross não seria o Q2 da VW? Que já está na Argentina?

                  • Gustavo73

                    Esses suvinhos compactos do grupo VW estão meio complicados de entender. A VW apresentou desde 2014 3 conceitos de suv compactos, o T-Cross que teria um desenho mais convencional, o T-Roc que seria um cupê 2 portas e o T-Breeze que seria uma versão conversível do T-Cross. Agora surgem boatos que o Cross seria um suv com 2,56 de entre-eixos e o Roc teria 2,60 usaria a MQB-A do Golf enquanto o Cross usaria a A0 do Polo. Só que os suvinhos como o HR-V já tem 2, 64 e a Tiguan já tem 2,68 e.ela é o SUV do Golf. Como falam que o Virtus terá entre-eixos por volta dos 2,60 usando a MQB-A0 é possível que tenhamos na verdade 2 suvinhos um com 2,60 e outro com 2,56. Mas só saberemos a resposta no próximo Salão europeu aonde acho que veremos o Polo e derivados.

                    • Wellington Myph13

                      O Q2 tem 2,60 de entre eixos e de acordo com a Auto Esporte, é a plataforma MQB do Golf… e tem 405L de porta-malas. Seria um bom concorrente dentro dos compactos… Mas ao mesmo tempo, tem espaço pra um com a MQB-A0 do polo com uns 2,56 de entre eixos e mais barato… e Depois vem a nova Tiguan que cresceu um monte também…

                    • Gustavo73

                      O Q2 é a MQB-A do Golf, mas tem entre-eixos menor que o mesmo. Ainda não entendi o porque não usar a A0. Se você olhar o Q2 tem entre-eixos da Q3 e da antiga Tiguan e com a mesma mala da Tiguan a venda aqui. A Tiguan cresceu 8 cm no entre-eixos na versão de 5 lugares a de 7 foram 19 cm.Mas está na média dos concorrentes com a CR-V.as em breve sabermos quantos suv compactos a VW terá.

          • Creio que o Polo deve chegar na faixa de preço entre o Argo Drive 1.3 GSR e a Precision.
            Se vier mesmo com pouca modificação em relaçao ao europeu e com um pacote razoável de segurança e conforto.

          • Tosca16

            Polo, VW… menos de 55 não chega.

            • Wellington Myph13

              Eu chuto um Polo Trendline com 1.6 16V na mesma linha de itens do Fox 2018 por 58k…
              Comfortline com CMM, sensores dianteiro e traseiro, volante multifuncional, detalhes extras como puxador, iluminação etc por 64k e +4k no AT6 por 68k…
              Highline só com 1.0 TSI com a lista do Fox Highline + 6 airbags, ar digital e piloto automático por 72k e AT6 por 76k, com 10k de opcionais entre rodas 17, teto solar, cmm discovery pro, sensores de chuva, crepuscular, bancos de couro.

              • G.Alonso

                O AT6 não custa somente 4k, na VW ele custa mais de 6k.

                • Wellington Myph13

                  É, achei que estava 4k, mas esta exatamente 5400 a mais no Golf 1.6 16V e 5690 no Jetta

      • Daniel

        Pois é, vamos esperar pra ver. Estou bastante interessado em comprar um 1.3 manual, mas vai depender do preço dos pacotes de opcionais. Se forem muito caros, tô fora.

        • marcos rissato

          Tb acho o 1.3 bem interessante sendo que ja vem com CMM e controle de estabilidade. Talvez colocar rodas p ficar com o visual melhor. Os outros pacotes sao perfeitamente dispensaveis.

  • Ric53

    Vish essas variantes com motorização 1.8 significa que a top HGT vai custar lá em cima, estou chutando R$76.000 na AT6

    • Tango

      E sem os opcionais.

    • 76k na HGT AT6 seria até um bom preço, afinal normalmente a versão mais cara de um segmento inferior é mais cara que a versão de entrada do segmento superior. E o Focus básico está 77.

      Eu acho mais realista a Precision AT6, na faixa dos 75 e a HGT chegando a 80, essa HGT é para imagem da marca e poucas vendas. Carro para ficar no showroom e chamar a atençao.

      • Ric53

        Sandero RS é muito mais negócio e muito mais carro então!

        • É uma opção. Não seria minha escolha por causa do acabamento da Renault. A promessa é do Argo ser bem acabado, em breve saberemos…
          Mas sem dúvidas é um carro para andar forte. Imagino que seja o único esportivo nacional, não é?
          Acho que a escolha vai variar conforme as pretensões do comprador.

      • Cristiano_RJ

        Acho que R$ 80 mil é pouco. O Punto, mesmo em fim de carreira, chega atualmente aos R$ 84 mil com pintura metálica e todos os opcionais. Eu diria que o Argo irá superar esse valor, talvez encostando nos R$ 90 mil, por mais surreal que pareça.

        • Eh plausível, dependendo do que oferecer. Pois é natural um compacto completo ser mais caro que um médio de entrada, embora os médios tenham subido muito de preço.
          Mas não pode salgar muito no preço, mesmo o Fiesta sendo apertadinho e se tornando datado, ele está por 74 na sua versão mais completa.

        • Gustavo73

          O problema é que fora o câmbio automático o Argo não está no mesmo nível do Punto apesar da idade.

    • Cristiano_RJ

      O moribundo Punto Blackmotion Dualogic completo hoje está tabelado em R$ 84.249. Aposto que o Argo HGT A/T com todos os opcionais ficará acima desse valor. Muito provavelmente acima dos R$ 85 mil.

      • Gustavo73

        Dois airbags a menos, sem o teto solar e sem os 6 airbags. Esse é o problema.

      • G.Alonso

        Não acho, depois dessa lista de equipamentos eu chuto Argo top de linha com todos os opcionais na casa dos 76 mil. Ele é mais básico que Punto, não tão sofisticado, tem o interior rebuscado para parecer mais elegante e com acabamento bom, mas, não tão superior ao Punto. O Punto tinha até luz ambiente no painel e materiais mais refinados. O Argo terá chave presencial, quadro de instrumentos com tela de 7 polegadas, ar digital e 4 air bags para se equiparar ao HB20 top, e ser melhor que o Onix, sendo esses itens um ponto de atenção para o modelo.

        • Cristiano_RJ

          Cara, tivemos um Punto aqui em casa. Até hoje estou procurando esse refinamento todo e não acho.

          • G.Alonso

            Entra num Gol, depois entra nele, aí você vai ver a diferença. A gente tem que pensar um pouco e não levar tudo ao ponto máximo, refinado perto dos compactos pelados e mal acabados, não refinamento que um Golf tem.

            • Cristiano_RJ

              Sim. Perto de um Gol ou um Palio o Punto é superior, assim como o antigo Polo o era, ou o 208 é. Mas refinamento?… não sei se cabe esse termo. Acho tão desproporcional quanto o adjetivo “premium” para identificar os compactos melhorzinhos. Agora, se a Fiat tem alguma pretensão de que o Argo vá assumir o espaço deixado pelo Punto, ela não poderá colocar acabamento de Palio e Gol nele. Terá que dar uma caprichada a mais. Pelas primeiras fotos divulgadas, o interior me pareceu interessante. Resta esperar para ver após o lançamento.

      • Ric53

        Meu Deus… vai demorar pra eu voltar a comprar carro zero, esses valores estão inacreditáveis.

  • oloko

    Air bags laterais somente de opcional e não de cortina? Fora que a versão HGT já deveria ter 6 air bags pelo menos de série, e outra coisa que acho ridícula hoje em dia ainda ser opcional nesse tipo de carro é vidro traseiro e retrovisor elétrico, pqp!!
    Mas claro que temos que esperar quando a fiat mostrar todos os conteúdos das versões e respectivos opcionais

    • Pensei que a história iria mudar de figura com a fala da Fiat de ser o hatch “premium” mais completo do mercado mas vendo esses kits de opcionais estou desanimando. Vamos ver os itens de série de cada versão

    • Gustavo73

      O Punto tinha ao menos como opcionais mais itens que esse Argo. Cada vez mais me parece o substituto do Palio, mas não do Punto.

      • G.Alonso

        Saiu uma foto da revista Quatro rodas que fala que ele substitui o Palio e o Punto, mas ele fica na categoria só Palio.

        • Gustavo73

          Palio e Punto de fato são da mesma categoria compactos. Mas assim como o Ka e o Fiesta o irmão, digamos mais cosmopolita aqui é chamado de Premium. E nisso, não pelo flagra da versão mais simples. Mas pela lista de equipamentos que temos até agora o Argo não é. A Fiat está fazendo a mesma substituição que a Chevrolet fez com Onix e Sonic. Para o fabricante pode ser bom.

    • Acacio Carvalho de Oliveira

      Esperava os air-bags laterais disponíveis já na versão 1.3 e não apenas na 1.8. Estou decepcionado.

      • Matthew

        Não sei que tanta expectativa o pessoal criou com esse carro. Acorda, galera! O Argo é concorrente de HB20, Onix e coisa do gênero. Nenhum deles tem 6 air bags, controle de tração e estabilidade etc. Se fosse pra lançar um carro premium de verdade pegariam o Tipo europeu que já tava pronto, ao invés de fazer outro modelo completamente diferente do zero. É um carrinho bacana, mas na essência é tudo farinha do mesmo saco. Ainda acho louvável o esforço da Fiat em criar uma ampla gama de motorizações, transmissões e versões, ao contrário da GM que coloca meia dúzia de adesivos sobre o carro e cobra 4 mil reais mais por isso.

    • G.Alonso

      Pode ser que a Fiat não coloque todos os opcionais para não crescer demais o preço do modelo, num lançamento pode assustar.

  • zekinha71

    Pelas cores disponíveis nas versões só veremos as “belíssimas” preto, prata e branco.

  • Glycerio

    Quero conhecer o Agro com motor 1.3 fireFly. Não conheço esse motor; posso falar do Etorq que equipa a linha adventure e alguns carros com o Etorq 1.6. É um motor gastador, ant econômico e problemático. Falo por experiência própria. Tenho uma Strada Treking CD 2014/2014 equipada com esse motor Etorq 1.6 com 117CV. É um carro com desempenho razoável, porém consome muito, comparando com outros carros de mesma categoria. Na cidade faz apenas 9,4 km/l. Fiz todas as revisões na Bali e durante todas as revisões e troca de óleo eu reclamei do alto consumo e ninguém dessa Concessionária, consegui descobrir o porque do alto consumo. É uma vergonha. Fui vencido pelo cansaço. Estou trabalhando para vendê-la, já que a decepção é bem maior do que o prazer. Portanto, se não puder fugir da FIAT, fujam desse motor.

    • Victor Porto

      Cara, n sei onde vc mora, mas deve ter muitas avenidas e pouco trânsito.. Pq aqui em Fortaleza, um carro fazer 9,4 na cidade é um sonho. Meu fiesta (1.6 PS) fazia 6,5 – 7,0, meu civic (2.0 AT) faz 7 – 8. Esse seu consumo, só a Renegade diesel consegue, e olhe lá..

      • Leo

        Essa concessionária Bali é de Brasília, onde o trânsito normalmente flui e os percursos são quase todos planos…

  • Tango

    No máximo 4 airbags? O ar-condicionado digital é single ou dualzone? Pelo visto a tal plataforma LATAM é realmente uma variação da do Palio, se confirmadas as informações.
    Pelo visto está realmente mais para uma atualização do Palio. E sobre esse bem vinda, apesar de não ser uma grande evolução. Agora me parece que para substituir o Punto como esse merecia não deve se destacar. De Premium não tem nada, levando em consideração como essa nomenclatura é utilizada aqui. Um real concorrente de HB20 e Onix. Mas não me parece ter cacife para enfrentar 208, Fiesta por exemplo. Os motores Firefly são bons(e tem muito a evoluir,com ter 4 válvulas por cilindro e turbo e injeção direta), o etorq está no limite de sua evolução fazendo hora extra. A chegada do Aisin 6 era mais doque nescessária, pena não ter chegado ao 1.3, lembrando que o Onix 1.4 tem um câmbio automático de 6 marchas com o 1.4 8v.

    • Matthew

      Pra mim é tudo farinha do mesmo saco e não esperava muito mais do que isso desde o início. Todos os modelos dessa categoria são medianos, com vantagens e desvantagens. A GM oferece o AT6 num motor jurássico de 1,4 litros e que é o maior disponível da gama. Embora o E.Torq não seja a última palavra em tecnologia, ao menos tem corrente de distribuição que não exige troca, 4 válvulas por cilindro, e que num carro leve não tem o porquê ser fraco e gastão.

    • Wellington Myph13

      Pra ser Premium tinha que morrer essa 1.0, vir completa na 1.3 com opcional apenas de ar digital e rodas maiores, e na 1.8 já devia adotar o freio de mão eletrônico do Renegade, 6 Airbags e Ar digital duas zonas, sem opcionais, e a HGT com as rodas 17 e detalhes esportivos…

  • Gustavo73

    Esperava mais da lista de equipamentos de série até os opcionais estão aquém do que eu imaginava. Vai substituir bem o Palio mas até agora eu não pensaria no Argo como substituto do meu Punto.
    A verdade vai aparecer na semana que vem. Os preços devem estar baseados no Ônix e HB20.

    • Martini Stripes

      Estimo HGT topo a 80
      E a Precision 70

      • Gustavo73

        Só se a lista de equipamentos for bem maior que a anunciada. E já seria muito caro. A HGT nem é uma versão esportiva de fato.

        • Matthew

          Pessoal tá superestimando o carro e o preço. A filosofia de produto desse carro é a mesma do Onix. Tem umas firulas pra parecer carro “premium”, mas no fundo é só mais um compacto destinando ao nosso mercado.

          • Gustavo73

            Nem vejo essas firulas. Mas parte da culpa é da mídia especializada que veio com essa de Premium. E isso pode decepcionar alguns. Como substituto direito do Palio teria uma recepção mais calorosa.

            • Matthew

              Nem acho que seja a mídia especializada, a própria marca promove o carro como premium, tal como a VW fez com o Up na linha 2018. Em terra que sedã médio como o Corolla é considerado carro de luxo, não esperava nada menos que isso destes compactos anabolizados.

  • Pedro154

    Curioso notar que a Fiat está abandonando as nomenclaturas “Attractive” e “Essence” e trocando por Easy, Like, Drive e Precision e ao mesmo tempo, as padronizando em seus carros. Antes, praticamente cada veículo da Fiat tinha seus próprios nomes de versões. Quanto ao Argo em si, saiu uma foto dele na revista 4Rodas. É engraçado, o carro em si é bonito, mas a sensação que se tem é de que já vi esse carro em algum lugar: ora lembra o HB20, ora lembra um Mobi melhorado, ora lembra o Palio pelo porte. Por falar neste, a Fiat poderia adiantar a versão 2018 do Palio e do Grand Siena, lançando versões Easy (ou Like?) e dando uma atualizada neles. No caso do Grand Siena, seria interessante que a Fiat o reestilizasse e colocasse os mesmos equipamentos do Uno, como se o GS passasse a funcionar como uma espécie de “Uno sedan”, de forma a atuar abaixo do Fiat X6S, haja vista que há esse espaço disponível na linha Fiat. Um Grand Siena com motores 1.0 e 1.3 Firefly com direção elétrica e ESP se mostrariam como bons concorrentes das versões básicas e intermediárias do Prisma.

    • Tango

      O Argo sedan é o substituto do Grand Siena. Palio deve ter no máximo um Fire da vida.

  • Lucas086

    Vamos esperar os preços… mas assumo que me decepcionei um pouco com essea opcionais… quer dizer que se o cara quiser o 1.0 com e neblina não pode? Outra coisa, vidros traseiros elétricos como opcional ainda? Hb20, ka 208, todos tem nas versões intermediária s, e o Argo na 1.3 ainda vem opcional? Enfim, vamos aguardar.

  • Wallace Gomes

    Perceberam que nenhum pacote de opcionais adiciona controle de estabilidade / tração / hill holder? Partindo do princípio que ele terá tais itens já que UNO os possui, isso nos leva a crer que será item de série desde a versão de entrada drive 1.0….logo, ele será o único compacto brasileiro apto a conseguir mais que 3 estrelas no LatinNcap, ficando a depender apenas de sua estrutura para isso… se for isso mesmo, boa sacada da FIAT, acho que o Argo veio pra quebrar paradigmas assim como foi o HB20… carro popular pode sim ser bonito e seguro desde sua versão de entrada!

    • Tango

      Se fosse assim estaria descrito e com destaque como equipamento de série. Deve vir a partir do 1.3 o que merece um destaque pois não acontece na categoria. Cada vez mais me parece um novo Palio se obtiver 2 estrelas(com pontuação sólida) nos testes atuais já será uma evolução.

    • cepereira2006

      Você viu a primeira foto desta matéria? A versão de entrada é medonha. Decepção total perto das outras fotos que apareceram em flagras.

  • Elfo Safadão.

    Chuto de 45 a 80 mil nesse carro.

    • Cristiano_RJ

      Chuto R$ 50 mil a R$ 90 mil.

      • Gustavo73

        O 1.0 está bem similar em equipamentos, acho que será o meio termo entre os​45 dele e os seus 50 mil na versão de entrada.

      • Elfo Safadão.

        Chutou alto, todo lançamento tem quer ser feito com cautela, pra depois vir os aumentos.

  • edgar__rj

    Cruzaram o novo Tipo europeu com o Monstrobi… Deu nisso… Um urso com cara de suricato…

  • Compro Vidro de Perfume Vaziou

    Tanto surpresa pra deixa vazar tudo no Final, precisa nem apresentar mais, tanto preço, equipamentos, cores, versões tudo já sabemos, só falta aparecer no site da Fiat pra configurar !!

  • Yuri Calmon

    SEM SAL !!!

  • 1945_DE

    Na minha opinião, essa versão mais simples ficou muito feia. Onix e Gol novo vão fazer a festa.

  • NaoFaloComBandeirantes

    Achei bonitão mesmo na versão mais simples. Gostei!

  • everton nogueira

    Acho imensamente desnecessário essa versão 1.nada, na boa tem o Mobi e o Uno para atender a demanda, fora ainda uma possível versão do Palio de frota com o antiquado motor fire. Fiat brigrando internamente com ela mesma, na minha opinião vai queimar o filme do carro com essa versão esdrúxula.

  • Aristarco Pederneiras

    As fotos do carro na cor preta (provavelmente a top de linha), ele até parece bem legal, bonito. Mas essa versão na cor prata, da primeira foto, ficou bem estranho, enfim, só ao vivo mesmo para tirar as conclusões.

  • Wellington Myph13

    Premium e não tem som nem vidros traseiros e retrovisor elétrico de série. (Coisa que o Fox recentemente recebeu até na trendline)
    Tá bom, a 1.0 eu dou uma quebrada de galho pq veio pra fazer número. Mas a 1.3 já devia ter tudo isso de série e o sensor de estacionamento também…
    A 1.8 então, já devia ter os airbags laterais e de cortina de série.

    Agora só está sobrando a Fiat com essa de um monte de opcionais…

    • Luconces

      Fiat comendo bola…

  • thi

    Milhoes de vezes e bonito o velho fox

  • Andre Cupertino

    Palio maquiado. Um Grand Siena Hatch com novo design, como já denunciava os protótipos. Não inova em absolutamente nada, só a central multimídia. AB4 o Palio tinha como opcional desde o lançamento, não tem controles de estabilidade e tração. Mais do mesmo. Cheiro de flop. Ainda mais com a pretensão de combater o Novo Polo. Só vai agradar nas versões de entrada e aos compradores de 1.0 mesmo que aceitam Ônix e March, nas tops de linha não tem atrativo algum que faça o consumidor preferi-lo em detrimento da concorrência.

    • G.Alonso

      A intenção dele é combater Onix e HB20, e tem ESP sim.

      • Gustavo73

        De o Uno tem o ESP ele terá só não sei se no 1.0.

    • Matthew

      Rapaz, rapaz… as empresas aprendem umas com as ouras. Todo mundo falando que parece o HB20 e o Onix, isso é óbvio. A Fiat se inspirou nos líderes de mercado pra desenvolver o carro, não era de se esperar muito mais que isso. A ideia é oferecer um compacto bombadinho com umas firulas que o façam parecer ser mais premium. Outra prática comum entre as líderes que já estão sendo seguidas pela VW na linha 2018 é enxugar o número de opcionais.
      Por fim, o Polo virá acima desses carros. Ele tá mais pra uma alternativa ao Golf do que pra concorrente desses carros. Estão criando muitos subsegmentos no mercado. Digamos que o Polo será realmente um compacto premium. Se a Fiat quisesse o mesmo, teria trazido o Tipo europeu que já tava pronto, não teria o porquê desenvolver um carro completamente novo do zero.

  • Junior Lobato

    Sem a luz led diurno ? Q pena !

    • Gustavo73

      Só na versão top.

  • Ricardo

    O q não faz um Photo Shop!

  • R1 o comentário no1

    Não sei, mas esperava mais. Já tem Mobi e Uno como carros de entrada, esse deveria ter apenas duas versões de acabamento, motor e transmissão.

  • Thiago C

    Acho forçar a barra lançar um carro que deve substituir 3, com 3 opções de motores e 3 de câmbio. Se não bastasse, ainda tem as dezenas de combinações de opcionais. Uma verdadeira salada. Vai dar trabalho escolher um argo pra comprar.

  • ALVIN_1982

    Gente, vocês devem ter um grave problema de visão pra achar esse carro parecido com HB20. Nem se fosse cópia chinesa não pareceria… Ele apenas segue a nova linguagem de design que foi adotado no Mobi e Toro. Logo mais importante Uno reestilizado vai se parecer entre Mobi e Argo, assim naturalmente como qualquer marca faz…

    • Gustavo73

      O Uno acabou de ser reestilizado.

      • ALVIN_1982

        A reestilização que eu citei não é uma mera plástica, e sim, uma remodelação inteira, como chamam, “nova geração” sem mudança de plataforma…

  • Alvaro Guatura

    Argo + Kit Multimídia = Onix da Fiat

    • Cristiano_RJ

      Pelo menos deve ter umas duas estrelinhas no Latin Ncap. Uma a mais que o Palio. Duas a mais que o Onix.

      • Tango

        Bater no Onix é fácil. Mas espero que se a Fiat tenha mexido na plataforma. Duas estrelas já fica algo mais civilizado.

  • ALVIN_1982

    Esse carro não vai ter Teto Solar devido ao formato do teto, que além da suposta melhora aerodinâmica, aumenta a rigidez torcional da carroceria.

  • Walter Augusto

    Quando começaram a falar nesse carro, achei que viria o Tipo vendido na Europa.

  • Oba

    Pontos negativos:
    1- Sem opção de air-bag de cortina não terá chance de ser comercializado na Europa ou seja projeto voltado para o mercado LATAM.
    2- Apesar dos rumores do uso de aço mais moderno e resistente que resultaria em menor peso na pratica o carro nao emagreceu em relação ao Punto que tem o mesmo comprimento.
    3- 1.0 sem sistema de som de série, fato que não é mais aceito no mercado. Resta a esperança de todos os 1.0 saírem de fabrica obrigando a pagarem pelo equipamento e o preço final ser equivalente ao cobrado pelo KA e HB20 que possuem de série em todas as versões.
    Pontos positivos:
    1- Aparentemente acabamento interno com matérias de qualidade dos mais elevados na categoria mesmo se comparado ao 208, C3 e Fiesta, senão o melhor pelo que foi descrito pela QR que possui materias macios e nivel de montagem e encaixes precisos e sem falhas.
    2- Quadro de instrumento TFT colorido com 7 polegadas de série na HGT, inédito na categoria e até mesmo em carros muito mais caros
    3- Central multimidia com 7 polegadas e espelhamento de Android e Apple de série a partir da 1.3, que nem Toro, Renegade e pasmem Compass possuem e na concorrência somente C3 e 208.
    4- Muitos não gostam mas a liberdade de poder comprar um 1.0 apenas com vidro traseiro e espelhos elétricos sem ter que levar central multimidia e rodas de liga leve ou qualquer outra configuração e vice versa é muito mais democrática do que forçar a levar tudo mesmo quando julgamos não ser essencial como é quando o pacote é fechado. Quem quer um Onix 1.0 não tem opção de ter um mero computador de bordo que esta restrito a versão topo da gama e o mesmo exemplo vale para o Ka que possui apenas na SEL. Não estou entrando no mérito de opcionais não serem valorizados na revenda .
    5- Chave presencial presente apenas no Fiesta Titanium e talvez partida por botão que não foi mencionado na QR.
    6- Finalmente cambio manual no nível das melhores do mercado porque é o mesmo da Toro e Renegade que tem engates precisos e curtos. Quem conheceu sabe do que estou falando.
    7- Qualidade de construção comprovada através de som abafado ao fechar as portas dianteiras, inclusive Bob Sharp chega a dizer que esta no nivel de Premium alemão. Up comprova esta qualidade ao ser comparado com o Gol e Mobi por mais incrivel que pareça em relação ao Palio.

    • Luconces

      Pelo o que entendi da QR não tem material sensível ao toque mas em compensação não apresenta rebarbas.

      • Oba

        Esta escrito que se esquipara a Toro e Renegade sem plasticos duros ou mal encaixados.

    • Wellington Myph13

      Só corrigindo que Fox 2018 1.6 Comfortline já tem de série CMM 6,5″ com Mirror-Link e AppConnect. Que deve ser a média de preço do Argo 1.3..

      Argo 1.0 eu até dou uma quebrada pra FIAT de vir assim, porque só veio pra fazer numero… Agora da 1.3 pra cima deviam tratar como Premium, como o chamam. Devia vir com vidro nas 4 e retrovisor elétrico. E na 1.8 então, já devia vir com ar digital, airbags laterais e de cortina e sensor de estacionamento (Sem sensor de série nem na Top de linha foi cruel)…
      Bob Sharp é meio exagerado… Ele diz que tem opinião própria, mas quando perguntam pra ele qual carro é melhor, ele diz que fere a ética de repórter… blá… Mas não duvido da qualidade superior…

      • Matthew

        Cara, o pessoal do Auto Entusiastas fala bem de qualquer carro. Pode ser um Fusca que eles vão rasgar elogios ao carro. A única forma de você fazer o Bob Sharp falar mal de alguma coisa é defender o etanol. Tirando isso, ele fala bem de qualquer coisa que ande sobre 4 rodas.

        • Wellington Myph13

          Cara, eu evito MUITO comentar lá, primeiro porque TODO COMENTÁRIO é revisado por eles, e eles alteram tudo…
          Eu escrevi cambio automático convencional, trocaram pra cambio automático epicíclico. Não que não seja melhor, mas pra que?
          O Bob ficou batendo de frente comigo que eu reclamei de não falarem um A contra o Mobi, de um carro que foi projetado as pressas, um Uno recortado e quem nem devia existir. Eu deixei pra lá…
          Mas o que me fez perder total vontade de debater por lá foi quando vi comentários do Bob discutindo com outro que pra resolver o problema de carro inseguro é só dirigir com toda segurança do mundo, parar em cruzamentos que são preferenciais, sempre esperar mesmo depois que o sinal ficar verde, etc… Cara, isso foi o fim pra mim…

          • Matthew

            Pois é! Lá a pegada é bem essa. O Bob chega a ser impositivo, mas como ele já é coroa e um dos maiores nomes da imprensa nacional acabo relevando por respeito. E evito discussões também, é claro. Na matéria do Uno FireFly ele disse que “tecnologia custa” pra justificar os quase 60 mil reais pedidos pelo carro avaliado.

            • G.Alonso

              Mas, tecnologia custa mesmo, principalmente quando é importada igual é aqui no Brasil. O Uno 1.3 tem tecnologia que os compactos na sua faixa de preço não tem. Mas, ainda é caro por aparentar ser um carro barato.

          • G.Alonso

            Mas, falar que o Mobi foi projetado as pressas é besteira mesmo. O desenvolvimento dele começou em 2011, com flagras até da geração antiga do Panda rodando por aqui, e outros city cars, como o up! europeu que a Fiat trouxe.

            • Wellington Myph13

              Nossa. Se começou em 2011 e ainda saiu aquele remendo de uno com desenho diferente, é pior ainda do que pensava…

          • Luconces

            Sim eles contralam os posts e nunca vi reclamarem de um carro.

            Não lembro qual modelo mas um cara comentou que era uma vergonha a falta de ESP num modelo X (não lembro qual era) e eles falaram que ESP não tinha necessidade e blablabla…

            Tipo, sério mesmo? Ai parei de acompanhar.

            Eles tem bastante know-how técnico mas ficar puxando saco assim não dá.

      • Oba

        Fox assim como qualquer carro em fim de carreira ganham equipamentos para compensar a falta de atratividade mas aposto que a central do Argo é superior a começar pelo tamanho da tela que é miseros 0,5 polegada maior e Mirror-Link não é Android Auto permitindo pareamento apenas com algumas marcas de Android como LG e Samsung, Sony acho que somente algumas marcas de central mas Motorola ou Lenovo não são compatíveis.
        Mesmo sem conhecer o Argo duvido que não seja superior ao Fox em quase tudo por ser um projeto novo inclusive em motorização que tem praticamente o mesmo desempenho e consumo próximo de 1.0 3 cilindros.
        Sobre o barulho ao fechar porta, lembro que na Europa a imprensa especializada costumava analisar qualidade associada ao som abafado ao fecha-las, coisa que no Brasil é pouco comentado mas sugiro comparem Up com Gol e Mobi com Palio, os 2 projetos mais recentes não deixam duvida que são mais refinados e com maior qualidade.
        Bob Sharp é um baita profissional que já trabalhou em alguma montadora e tem conhecimento técnico que os dito jornalistas de hoje não tem a metade do conhecimento, se ele disse no minimo é de parar para pensar a respeito mesmo que não concordemos totalmente.

    • Freaky Boss

      boas observações

      • Oba

        Valeu.

  • Tosca16

    O pessoal é muito no pé da Fiat pelo visto, o design não é ruim, muito pelo contrário é bastante atual mesmo não sendo nada de extraordinário… se esse modelo fosse um Hyundai ou Kia iam dizer que era lindo, maravilhoso e etc. Questões a serem discutidas: O desempenho do bom 1.0 Firefly neste modelo, a insistência do Dualogic (GSR agora) e o motor 1.8 E-TorQ Evo; de resto a lista de acessórios será maior que os itens de série como sempre na Fiat. Mas nasceu aí o líder, e pra vender mais que o Onix não precisa de “Argo” melhor que isso, só pra usar o trocadilho do pessoal aqui.

    • Esquilo Tranquilo

      Meu único ponto de crítica é esse motor do capiroto que nunca morre de vez. insistem no erro do 1.8 ePorq e no dualogic revival 2.0 new(mesmo que não seja o caso desse carro o dualogic.)

    • Nada a ver o Kia Cee’d 2012 tem um design bem mais resolvido que esse ARgo, mas o que matou ele foi essa frente de Mobi.

  • Ricardo Blume

    Não vazou nada, faz tudo parte do plano de lançamento do carro assim como aquela modelo bonitona que foi pega no flagra por um paparazzi ao sair do mar sem a parte de cima do biquíni. A propósito, será que o Argo será páreo para Onix, HB20 e o resto da turma? Aos que conseguem comprar um carro nos dia de hoje, está ai mais uma opção que, acredito, valha a pena fazer um test drive.

  • fabio

    As lanternas frontais são praticamente iguais do mobi, com os famosos NANO-detalhes de diferença, que só se enxerga com LUPA, rssssssss, igual acontece entre golf, gol e fox. Essa bendita frescura de padronizar as coisas dentro da mesma marca, o que deixa todos os carros extremamente sem IDENTIDADE. PUNTO TINHA IDENTIDADE PRÓPRIA, ESSE AÍ NÃO TEM. OS CARROS ESTÃO FICANDO TODOS CHATOS DEMAIS. DE TODAS AS MARCAS.

  • Freaky Boss

    Pra mim é o de sempre da FIAT: carros bonitos, com boa oferta de equipamentos, bom custo benefício, robusto. Mas com motor mediano (não é referência nem em consumo, nem em performance, etc).

  • Alvaro Mendes

    Painel claramente inspirado no mercedes Classe C. A foto de rua sem o photoshop de estúdio revela um desenho bem sem graça…erraram no nome…poderia ser Grand Mobi.

  • Salim Mahmood

    o Etios e muito melhor

  • Draga

    Pelo menos dá p/ deduzir que terá versão 1.8 com cambio manual!

  • Eric Locatelli Martini

    Só eu fiquei surpreso por já existir um “Fiat Argo Club”? Deve ser coisa da montadora, não? Tem que ser muito fanboy para montar um clube antes do carro ser lançado…

  • thiago_lacerda88 .

    o preto eu havia achado lindo, mas olhando esse prata ficou, uma fusão:
    traseira: HB20
    lateral: Gol G5
    frente: Mobi + Gol G5
    Não é feio, mas ficou muito comum, sei la, não parece algo novo..

  • Anderson Moraes

    90 mil completão, querem apostar?

  • Zigfrietz Tazogh

    Fiat Argo 2018
    Equipamentos e opcionais

    Todas as versões do Fiat Argo serão equipadas com sistema start-stop, ar-condicionado, vidros e travas elétricas, direção com assistência elétrica e computador de bordo com tela de 3,5 polegadas.
    A versão Drive 1.0 não tem rádio de série, tampouco a opção de rodas de liga leve ou faróis auxiliares, mas terá quatro pacotes opcionais: Kit Multimídia, composto pela central multimídia e volante com comandos do rádio e telefone; o Kit Parking, que inclui sensor de estacionamento e câmera de ré; o Kit Convenience, com ajustes elétricos dos retrovisores externos e vidros traseiros elétricos; e o Radio Connect, que é uma opção mais acessível à central multimídia.
    A versão Drive 1.3 acrescenta ao pacote básico a central multimídia e o volante multifuncional, além de sensores de pressão dos pneus. Os pacotes opcionais são três: os mesmos Kit Parking e Kit Convenience do Drive 1.0, e o Kit Stile, com rodas de liga leve de 15 polegadas e faróis de neblina.
    Logo acima está a versão Drive 1.3 GSR, equipada com o câmbio automatizado de cinco marchas. Apesar do nome igual, as diferenças vão além do câmbio: a versão inclui o Kit Convenience nos itens de série e, como no Uno, o GSR também traz assistente de partida em rampas, controles de tração e estabilidade, além das aletas no volante para trocas de marcha manuais. Os pacotes opcionais são apenas o Kit Parking e o Kit Stile. Sim: você pode ter um Argo com ESP e controle de tração e rodas de 14 polegadas com calotas.
    No degrau acima está a versão Precision 1.8, que inclui na lista de equipamentos de série o Kit Stile, além de LEDs nos faróis, acabamento prateado no painel e banco traseiro bipartido. Os opcionais são o Kit Tech, composto por sistema de chave presencial, ar-condicionado digital, sensor de chuva, sensor crepuscular e retrovisor interno eletrocrômico; o Kit Parking, com sensor de estacionamento e câmera de ré; airbags laterais e o Kit Stile, que nesta versão é composto por bancos de couro e rodas de liga leve de 16 polegadas. A versão automática acrescenta cruise control e volante de couro com aletas para trocas de marcha.
    Em seguida vem o modelo de topo, a versão Argo HGT, que ganha elementos decorativos nos para-choques, saída de escape esportiva, painel com acabamento vermelho, rodas exclusivas de 16 polegadas, computador de bordo com tela de 7 polegadas, e volante com revestimento de couro (com aletas para trocas de marcha na versão automática). Os opcionais são os mesmos do Precision, porém o Kit Stile aqui oferece rodas de 17 polegadas no lugar das rodas de 16 polegadas.
    Cores:
    Como você deve ter visto mais acima no documento enviado aos concessionários, o Fiat Argo será oferecido em nove cores, porém duas delas são exclusivas da versão esportiva HGT: Azul Portofino e Vermelho Modena (abaixo), ambas sólidas.
    As outras sete cores são as sólidas Branco Banchisa, Vermelho Alpine e Preto Vulcânico…
    e as metálicas ou perolizadas Prata Bari, Cinza Scandium, Preto Vesúvio e Branco Alaska.

    Fonte: Flat Out

  • Ricardo

    E lá vem a Fiat com seus pacotes de opcionais… Tal qual a VW! Comprar os opcionais significa desvalorização certa, que o digam japoneses (ok, eles têm o pós-venda e a confiabilidade para acrescentar na valorização) e a própria GM. Além disso, esse motor 1.8 que não faz mais sentido, já que poderia ser antigo e bom, mas não é o caso. Seria muito pedir um motor mais eficiente? Acho que sim, pelo jeito.

  • Gueu Barboza

    Ô CARRO FEIO, MEU DEUS!!!!

  • MARCELO

    Têm Argo de MOBI nesse carro?

  • Vinícius Lima

    Deveriam oferecer o Live On no lugar desse “Radio Connect”

  • marcosCAR

    Não parece nada bonito nessa versão simples…

  • Robert

    Mais um carro lixo gastador de combustivel na versão 1.8

  • Rafael Trindade

    Me desculpem, mas que carro bizarro, a Fiat completamente sem identidade.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend