*Destaque *Featured Fiat Lançamentos Sedãs Test Drive

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

Ele chegou para ser o novo sedã compacto da Fiat. Porém, mais do que isso, o Fiat Cronos representa a única opção da marca para o segmento nos próximos anos, pois o Grand Siena ainda está por aí, no entanto, não deve durar muito tempo. Então, com uma proposta de preços entre R$ 53.990 e R$ 69.990, o novo modelo apresenta uma gama interessante de opções, mas não inovando em mecânica ou tecnologia.


O Fiat Cronos faz uso do que está disponível na marca italiana, mas o faz bem, na medida do possível. O sedã compacto chega nas versões 1.3, Drive 1.3, Drive 1.3 GSR, Precision 1.8 e Precision 1.8 AT. A empresa decidiu criar uma opção de acesso sem uma designação, mas com um bom recheio, ao contrário do que geralmente acontece em situação semelhante. De qualquer forma, nem tudo o que se esperava vir de série aconteceu. Há muitos opcionais nas versões oferecidas e isso evidentemente eleva bastante o preço do produto.

Para marcar a mudança de seu lineup, que começou com o Argo, a Fiat até criou um novo site e configurador para o Cronos e já disponibiliza os preços. Na versão Drive 1.3, o pacote completo alcança R$ 63.220. Na Precision 1.8 AT completa, o preço alcança R$ 80.330. Por isso, não dá para saber o impacto destes sobre os preços sugeridos. Assim, neste momento, temos apenas de nos concentrar no que o Cronos realmente vai oferecer de vantagem diante da concorrência.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir


Fiat Cronos 2019 – Primeiras impressões

Menor que o esperado, o Fiat Cronos tem seus 4,36 m de comprimento bem equilibrados em um desenho realmente atraente. O sedã consegue dispor de linhas que o deixam na medida certa, sem muitas de frente ou traseira, ou mesmo um entre-eixos que pareça curto demais. A Fiat quis evitar um aumento de entre-eixos para preservar o estilo que considera ideal para a proposta do modelo.

A frente é bem esportiva e expressiva, especialmente por causa do para-choque bem fluído e com elementos estéticos próprios, dando mais identidade e uma personalidade mais forte ao Fiat Cronos. A traseira é leve, sem exagerar no conjunto ótico, que tem assinatura em LED mais para realçar as formas do carro do que para passar a impressão de sofisticação ou luxo, que ele evidentemente não tem.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

O Fiat Cronos se apresenta como um sedã prático, mas alegre, jovial. Os faróis, quando com as luzes diurnas em LED, também reforçam as marcas vincadas do carro, que usa e abusa de rodas de estilos ambíguos, indo do elegante no Drive ao bem esportivo e de alta performance no Precision, quando com aro 17. O meio termo fica na roda aro 16, de série na versão mais cara. Falando dessa roda aro 17, note que ele emprega pneus largos: 205/45 R17, que mudam não só o visual, mas a percepção ao volante.

Por dentro, o Fiat Cronos não poderia seguir outro caminho. O ambiente compartilhado com o Argo é bom, sendo superior, por exemplo, àquele apresentado pelo primo Tipo, vendido na Europa. A busca é por uma impressão de melhor qualidade e não de luxo, o que é diferente. Isso vem da nova tendência de unificar carros de acesso com compactos premium, que resultou no quarteto mais recente do mercado.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

Não há soft touch ou materiais nobres na confecção de peças, mas há uma busca pela montagem sem defeitos e por tonalidades e texturas que agradam visualmente e ao toque. Os instrumentos com tela de TFT ao centro são vistosos e agradam durante a condução, além de ser um conjunto bem completo. O volante multifuncional é o mesmo da Jeep, então você tem ali computador, telefonia, mídia, internet (Waze e Whatsapp por comandos de voz), controle de cruzeiro e mudança de marchas, caso haja câmbio automático ou automatizado.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

O ar-condicionado automático bem estilizado, os botões principais proeminentes, o discreto botão de partida, a multimídia Uconnect de 7 polegadas com tela bem destacada, assim como a parte central com cores diferenciadas do restante do ambiente, dão uma sensação melhor para quem está a bordo. Até tonalidade marrom e tecidos com misto de cores vibrantes e suaves, deixam o ambiente um tanto diferenciado em relação ao Argo, mas a impressão de sobriedade fica por aí.

O espaço é razoável para quem vai atrás, igual ao do Argo. Não surpreende, mas também não obriga um reposicionamento dos bancos dianteiros. De qualquer forma, esperava-se um algo a mais para as pernas. A altura interna é condizente com a proposta e não pressiona os mais altos, o que é bom. Já o porta-malas é apenas 5 litros maior que o do Grand Siena, mas tem um volume que atende as expectativas de quem busca por isso.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

Fiat Cronos 2019 – Impressões ao dirigir

Rio de Janeiro/RJ – Usando a mesma plataforma MP-S do Argo e oriunda do Punto, o Fiat Cronos se mostra um bom carro para dirigir numa primeira impressão. Para sermos mais específicos, o sedã é melhor na seguinte ordem: 1.3 manual, 1.8 automático, 1.3 automatizado e 1.8 manual. Essa sequência seria liderada pelo 1.3, mas um detalhe não agradou muito nessa primeira impressão, embora outro ponto tenha somado positivamente.

O Fiat Cronos tem uma boa posição de dirigir, mas na versão manual, de acordo com a preferência de cada um, necessita-se posicionar o banco mais à frente por conta do curso da embreagem. Não é um demérito de carro algum, apenas uma das muitas características dos motoristas. Nisso também, o sedã cumpre bem seu papel. O câmbio, no caso manual, não agrada tanto por ter curso longo e parecer macio demais, como se já estivesse bem usado. Ele casa bem com a embreagem muito macia.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

A direção elétrica tem uma leveza boa em manobras e é precisa como se deve em condução, sendo uma aliada na boa impressão ao dirigir. Ajuste do volante é só em altura no Drive, mas há profundidade no Precision. Ambos tem banco com ajuste de altura. No Cronos Drive 1.3, o comportamento é bem ágil.

Mesmo não sendo o mais potente da gama, o Firefly 1.3 é legal de conduzir. Seus até 109 cv e 14,2 kgfm não parecem muito, mas garantem até diversão ao volante. A resposta se dá muito mais rapidamente que no 1.8, que tem até 139 cv e 19,3 kgfm. Esse ânimo por mostrar serviço também se apresenta na versão Drive 1.3 GSR, que tem botões no lugar de alavanca. A Fiat não disse nada e nem tentou se aprofundar na opção com o GSR-Comfort, mas ao dirigir, fica evidente que a experiência com o Mobi GSR deu resultado.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

Com exceção do péssimo buraco entre a primeira e a segunda marcha, onde o automatizado mostra sua característica ruim, o GSR-Comfort parece ter sido bem calibrado e reprogramado para o Cronos. Ele age mais rapidamente que no Argo, numa primeira impressão. As trocas acima da segunda surpreendem pela ausência do soluço, que sempre mata qualquer disposição do condutor diante de um câmbio semelhante.

Com a força do 1.3, esse sedã automatizado ganhou pontos. No modo Sport, pode-se notar um algo a mais no Firefly, assim como no Mobi GSR. Se não fosse pela saída ruim, ele ficaria em segundo na geral. Mas como seria melhor que um automático puro? Não é. A transmissão Aisin de seis marchas é o melhor que o Cronos pode oferecer, mas se estivesse conectado no Firefly ou invés do E.torQ, a coisa seria bem diferente.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

O motor 1.8 da FCA tem resposta lenta nas saídas, o que assusta, dado que se trata de um motor 30 cv mais potente, quando com etanol. O torque é 5,1 kgfm maior. Mas a curva de força é incrivelmente inferior ao pequeno 8V. Ou seja, têm-se um motor grande que só responde bem em alta. Assim, com o automático, ele não desperta emoção, sendo apenas um cumpridor de proposta para conforto. Nas mudanças manuais, dá até para extrair um pouco de ânimo, mas não muito.

No manual, o câmbio é longo e de cinco marchas. Também, da mesma forma, não se consegue ver algo melhor além do que se apresenta, um motor que é no máximo comportado e nada mais. Não empolga, apesar da força extra. Mas no Fiat Cronos, não há somente esse “senão”. O conjunto de rodas aro 17 deixa o sedã muito mais firme, mas com a frente um pouco dura. Nas curvas, os pneus largos grudam o carro no chão e não deixam a traseira escapar. Deve-se lembrar que nesse caso, há também TCS e ESP se o condutor exigir demais.

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir

Com aro 16, o conjunto apresenta melhor sintonia entre performance e conforto, enquanto no Drive, os pneus mais altos e a calibragem, o tornam mais macio, mas ainda assim mantém a boa estabilidade. A suspensão, no geral, está condizente com o que se espera do Cronos e parecida com a do Argo.

Os freios são firmes e passam confiança, enquanto o nível de ruído percebido é bom. No mais, o novo sedã da Fiat é um carro agradável de dirigir. Não surpreende em espaço, conforto ou tecnologia, porém, agrada no desempenho (1.3), visual e praticidade. Mais sobre ele, conseguiremos nas avaliações mais adiante. Por ora, no pouco que andamos, ele foi bom.

Fiat Cronos 2019 – Galeria de fotos

Viagem a convite da Fiat. 

Fiat Cronos 2019: Impressões ao dirigir
Nota média 5 de 1 votos

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email