*Featured Fiat Preços Sedãs

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Para aumentar a competitividade do Fiat Cronos, a marca italiana lança uma nova versão Drive. Mas, diferente das demais já conhecidas, que utilizam o motor Firefly 1.3 de 101 cavalos com gasolina e 109 cavalos com etanol, esta opção apresentada agora vem com motor E.torQ Evo 1.8 e transmissão automática, custando R$ 68.790.


O propulsor entrega 135 cavalos na gasolina e 139 cavalos no etanol, além de 18,8 kgfm no derivado de petróleo e 19,3 kgfm no etanol. O motor maior vem junto com a caixa automática de seis marchas, que tem o sistema Neutral Function, que desengata o câmbio com o veículo parado, eliminando a aceleração sobre os freios acionados, comum em carros automáticos.

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Além disso, o Fiat Cronos Drive 1.8 AT vem ainda com controle de tração, controle de estabilidade e assistente de partida em rampa. Ainda de série, o sedã compacto tem multimídia Uconnec com tela de 7 polegadas e sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, onde se pode utilizar o aplicativo Waze, entre outros.


Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Bluetooth, USB, comando de voz, ar-condicionado, vidros dianteiros e travas elétricas, retrovisores elétricos, direção elétrica, Isofix, banco do motorista e coluna de direção ajustáveis em altura, câmera de ré, alarme, alerta de pressão dos pneus, computador de bordo, volante multifuncional, cluster com tela de TFT com 3,5 polegadas, Start&Stop, entre outros.

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Mas, o Fiat Cronos Drive 1.8 AT tem opcionais e são três pacotes. O Kit Stile 1 vem com faróis de neblina, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 195/55 R16, faróis com assinatura em LED e detalhes externos cromados. O Kit Stile 2 inclui faróis de neblina, bancos revestidos em couro, banco traseiro bipartido, rodas de liga leve aro 17 polegadas, pneus 205/50 R17 e faróis com assinatura em LED e detalhes externos cromados.

Já o Kit Comfort adiciona vidros elétricos traseiros, piloto automático, volante revestido em couro, apoio de braço para o motorista e paddle shifters atrás do volante.

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790
Nota média 4.8 de 8 votos

  • Fabricio

    Esse 1.8 já deu o que tinha que dar… (já tive… )

    • gtry

      Se motores 3 cilindros queimar uma vela na rua vai ficar parado…não tem como andar só com 2 cilindros sem quebrar

      • el punidor

        Sim, muito comum isso acontecer, por isso ando até com bloco do motor extra no porta- malas, esses carros de hoje…..

        • Dirceu M

          Vou comprar um carro com 5 cilindros pq ai quando falhar um vai rodar como um de 4 cilindros! Vou até economizar gasolina!

          • Hilquias Santos

            Ranger 3.2 Diesel :)

  • M7

    Depenaram a versão 1.8 Precision AT6, criando essa versão Drive para pegar tbm o público PCD, logo veremos o aumento da versão Precision AT6 de entrada, passando dos atuais R$ 69.990.

    • Emanuel Schott

      Já teve. Precision 1.8 AT subiu pra R$71.990.

      Mas matou a charada, é pro público PCD que não quer o GSR mesmo. Como ainda não devem ter terminado o projeto do 1.3 AT que sai ano que vem, colocaram o 1.8 que já tá pronto.

      • M7

        Verdade, aumentaram a 1 semana os preços!!!
        O Cronos Precision 1.8 AT6 aumentou R$ 2.000,00, de 69,990 para 71.990, como vc citou.
        O que vai ocorrer é o seguinte, assim que sair o novo motor 1.3T, a Fiat vai lançar uma versão mais recheada do Cronos 1.3 8V, com o atual AT6, no lugar desse recém lançado Drive 1.8 AT6 (que sairá de linha com esta motorização), logicamente com preços na casa dos quase R$ 70.000 para pegar o público PCD, na velha pegadinha do Malandro. Já os novos Fiat Cronos 1.3T, partiram de quase 76.000, na versão de entrada, sem acessórios e chegaram a quase 90.000, na versão com todos os opcionais.

        • Verdades sobre o mercado

          Bom vai ser quem comprou este 1.8 com a chegada dos Firefly Turbo, vão ter (ainda mais) dificuldades na revenda pois motor 1.8 em sedan pequeno/compacto é fraco na revenda devido ao medo de alto consumo.

          • Pete Alves

            Esse Cronos 1.8 etorq, com a chegada dos 1.3T vai ser um king kong como os Tempra 2.0 carburado, os Stilo 1.8 16v o Linea 1.9, ou todos os Brava. Um fumo danado que ninguém quer

            • Paulo Lustosa

              Eu sou um dos poucos que prefere o Linea 1.9 ao E-Torq, principalmente pelo fato do 1.9 gostar de giro alto

              • Verdades sobre o mercado

                o eTorq também prefere giro alto. em baixa é um engodo da Fiat. Fui gerente de css Fiat e digo com conhecimento de causa.

          • M7

            É um carro lançado a pouco tempo, tem boa liquidez, tvz o proprietário tenha alguma dificuldade na hora da revenda da versão 1.8, após o lançamento do 1.3 T. Sobre o consumo, esse motor consome mais na cidade, na estrada chega a fazer mais de 15Km/l, temos um Jeep Renegade 1.8 Flex 2018/2018 , comprado a 2 meses, motor amaciando, com gasolina de boa procedência, andando a no máximo 110Km/h, já chegou a fazer 15,5 Km/l. Agora abastecido com gasolina de posto sem bandeira, as médias nas mesmas condições de terreno e velocidade, caem para 10,5 a 11,5Km/l.

            • Verdades sobre o mercado

              O problema é que o consumidor médio só olha o “1.8” e já imagina que ele beba bastante e aí o carro fica estigmatizado, e ao chegar o Firefly Turbo só vai piorar. Fui gerente de css VW e tive uma PArati 1.8 que andava bem mais e bebia quase igual à 1.6, mas a 1.6 vendia muito mais devido à suposta vantagem significativa na economia. Na hora de vender muitos não queriam por ser 1.8 achando que beberia muito. Este motor eTorq não é dos mais econômicos na cidade, mas com o start-stop já dá uma boa amenizada.

              • M7

                Tem razão!
                O motor 1.8 E torque é muito bom, confiável e já velho conhecido dos mecânicos, e realmente melhorou muito após 2017, aumentando a potência, melhorando a curva de torque e tbm o consumo, mas, já esta defasado e com bloco de ferro fundido, se torna um peso a mais ao conjunto.
                Coincidentemente tbm fui vendedor de carros aqui no sul a alguns anos atrás.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Olha apesar do motor antigo, o carro vem completo inclusive com esp que a maioria dos concorrentes não tem de série e alguns nem como opcional, só o Etios.

    • Mario Souza

      Completo, dois air bags, sem vidros elétricos traseiros, sem piloto automático, rodas 15″, ar cond manual, mais está bem completo. kkkkk

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        E o Prisma? E o Virtus AT6? Prefiro ar, direção elétrica com ajuste, retrovisor elétrico e esp do que roda 15

        • Mario Souza

          Esse carro é caríssimo para o que oferece. Fato!

          • Hugo Leonardo Dos Santos

            Sim, tem toda razão

          • beto

            Esse e todos os outros.

    • Domenico Monteleone

      O Virtus só concorre com o Cronos em preço, pois é um carro de porte maior, se você ver um do lado do outro, é nítida a diferença, e tem esp como opcional. O motor MSI é também é meia-boca, porém é mais moderno,em termos de carroceria o Virtus também é superior, nosso mercado seria diferente se as pessoas entendessem a importância disso isso.

      • Emanuel Schott

        Em preço?

        Virtus MSI automático é R$2.000 mais barato que esse Cronos Drive 1.8. Porem pra deixá-lo tão equipado quanto o Fiat, é preciso adicionar opcionais que elevam o preço do carro pra R$71.990, mesmo preço da versão Precision do Cronos.

        Detalhe: o MSI bebe praticamente igual e rende menos que o eTorq.

        • Verdades sobre o mercado

          O correto é compará-los com o mesmo nível equipamentos, ou seja, realmente tem que comparar o Virtus com os 2 pacotes com o Cronos PRecision com air-bags laterais, onde o Cronos vai a 74,6k e o Virtus a 71,2k, onde o Cronos vai ganhar em desempenho e interior e perder em consumo e espaço. Mas na verdade o Virtus MSI AT completo não é um negócio interessante, pois com o mesmo preço do Cronos PRecision com air-bags laterais leva um Virtus Confortline, e aí não tem comparação. Cronos 1.8 quase não vende porque o consumidor tem medo do “1.8”. Tive uma PArati 1.8 que andava bem mais que a 1.6 e consumia quase igual, mas o mercado não queria saber da 1.8 com medo do consumo. O negócio do Cronos é mesmo o 1.3, só lhe falta um AT “de verdade” para ficar muito interessante, e obviamente aguarda a chegada do Firefly Turbo.

      • beto

        Virtus é muito mais caro, é um pouco melhor mas a diferença de preço não justifica.

  • David Diniz

    Versão bem interessante e vai vender bastante e espero que a Fiat estenda essa opção ao Hatch.

  • Ricardo Santos

    Acho graça de carro que tem multimídia de série mas não vidro elétrico atrás. Século 21 na frente e século 19 atrás.

    • oloko

      Sim o carro custa quase 70k, mas o vidro elétrico traseiro é opcional hahaha, esse pacote comfort tinha que ser de série, ridículo

    • Felipe

      Meu Versailles 92 já possui vidros elétricos nas 4 portas original de fábrica, todos com 1 toque e anti-esmagamento.
      Simplesmente um absurdo o valor desses carros novos pelo que oferecem.

      • Felipe Gonçalves

        Meu Monza GLS 94/95 também e ainda tem retrovisor eletrocrômico, disco nas 4 rodas, travas, direção com 3 níveis de altura, A/C, luz no porta luvas, no porta malas, descanso para braço no banco de trás e mais algumas coisas. O melhor de tudo, está com 25.000 Km originais kkk

        • MauroRF

          Nossa, não quer vender não? kkkkkk

          • Felipe Gonçalves

            Não, não kkk gosto muito dele e sinceramente, a única coisa que invejo nos carros atuais é o consumo. Para a idade do projeto não acho tão ruim, mas faz ~5 Km/L com álcool. E corrigindo, a direção tem diversos níveis de regulagem.

    • Valdek Waslan

      Cara, isso também é estranho e porque não dizer, ridículo.
      É igual a algumas montadoras que colocam na descrição como brinde…
      para-sol
      luz de leitura
      Ainda tem as que deixam à mostra os parafusos nas maçanetas (será que uma simples tampinha de plástico elevaria tanto assim o custo de produção?)
      enfim….
      Montadoras e seus mistérios!!!

  • awatenor

    Ah, uma Weekend (nessa plataforma) assim (e um 1.3 vaga-lume turbo)…

    • Domenico Monteleone

      Dizem as más línguas que já tem uma Weekend nessa plataforma, lançada em 1998, muitos garantem que essa plataforma na verdade é a velha 178 do Palio disfarçada, o que tem de verdade nisso eu desconheço.

      • awatenor

        Sim, concordo, hehehe, é a mesma plataforma, que veio da Europa, era o Uno antigo europeu, já que o nosso era 147-based. Mas digo nessa nova “atualização” da plataforma.

  • Henrique

    Que versão Bizarra é essa? Fiat matando um dos poucos sedãs “completos” do mercado .

    • Yago G. Oliveira

      Portifólio bem confuso, para quem era mestre em ditar tendência no mercado… Mudaram o presidente recentemente?

  • Domenico Monteleone

    Não entendo essas pequenas economias das montadoras, um carro de quase 70 mil sem vidros elétricos atrás, tem concorrente que não tem tem nem uma regulagem do Volante, é triste,.

    • Verdades sobre o mercado

      Tenho 1,94m, tenho um Polo (você deve se referir ao Virtus) e não sinto a menor falta da regulagem de volante. Aliás, já tive muitos carros com regulagem de volante e não usava (Golf, Polo, Punto, Bravo, Idea, etc). Agora vidro elétrico manual num sedan é complicado. Em hatch até passa, pois muitas vezes é utilizado apenas pelo motorista e passageiro, mas sedan já pressupõe mais de 2 pessoas.

      • Felipe

        Imagina só a cena, vc na estrada com os pirralhos ou a vovó sentados no banco de trás, ai vc tem que virar o pescoço pra ver se os vidros estão fechados e brigar para que fechem para não afetar o desempenho do ar condicionado.
        Toda essa incomodação pode ser sua por apenas 70 mil reais

        • Verdades sobre o mercado

          Mas pelo menos você não tem uma viagem monótona…. kkkkkkk

          • MauroRF

            kkkkkkkkkk, ri litros aqui.

      • Miguel

        Nenhuma das duas faltas é defensável, tanto o volante sem regulagem quanto a falta de VE traseiro são podres.

    • dallebu

      Nesse aspecto vejo um avanço, pois nem muito tempo atrás teríamos os vidros elétricos traseiros mas não teríamos o controle de tração, de estabilidade e hill holder e nem uma carroceria com aços avançados de ultra alta resistência e estampados a quente.

  • Lucas086

    E a precision não era 69,900!? Rapaz, os 70 mil virou os 50, não tem nenhum carro que encha os olhos. Estar complicado

  • Piston head

    Isso e jogar dinheiro diretamente na lixeira dá no mesmo.

  • Gesson

    Que tranqueira,e esse motor tranco torq não dá …que beberão…outro tiro no pé dona Fiat.

  • Whering Filho

    E a versão Precision automática, quanto vai custar agora? Se não me engano ela saía a R$ 69.990,00…

    • Claudio Fiorini

      Já subiu 2 mil. Agora é seu por míseros 71.990.

  • Cristian Gutierrez

    achei muito interessante essa função do câmbio, neutral function…

  • Fernando

    Boa tarde pessoal.
    Sábado comprei um Argo 1.3 MT sem opcionais.
    Abraço a todos.

    • Paulo Santos

      pagou qto?

  • Yago G. Oliveira

    Poderiam não ter abandonado o 1.6 etorq. Ótimo motor, com uma atualização renderia uns 130cv fácil

    • Emanuel Schott

      Os últimos eTorq 1.6 tinham 117 CV, com algum esforço levariam pra 120.

      Mas o 1.3 Firefly já tem 109, será que valeria a pena investir em mais uma linha de motores pra ter uma diferença tão pequena de potência e torque? Colocaram o 1.8 nesses carros porque já usavam no Renegade e na Toro.

      • Yago G. Oliveira

        Pois é, mas eram 117cv com o motor cru, não tem nem comando variável.
        Esse novo 1.8 foi atualizado assim? Não tem uma diferença do Renegade e do Argo?

        • Emanuel Schott

          Sim, foi atualizado. O motor é o mesmo no Renegade, na Toro, no Argo e no Cronos. Na Strada e na Weekend permanece o motor antigo, sem comando variável.

          No 1.8 ganhou 5 CV na gasolina e 6 CV no Etanol, no 1.6 ganharia menos.

  • Paulo Lustosa

    Saudade de 10 anos atrás, que com o mesmo valor e por incrível que pareça, um poder aquisitivo melhor, podia levar um Vectra Elegance A/T, Corolla XEi A/T ou até um Civic A/T;

    • Emanuel Schott

      Agora considere a inflação. Também considere que os carros evoluíram. O Prisma por exemplo tem porte do Astra de 2011, quando foi aposentado.

      • Paulo Lustosa

        O Prisma tem porte do Astra Hatch de 2011, nunca foi do sedan. Do sedan foi a cargo do Cobalt.

        • Emanuel Schott

          O Prisma e o Astra Sedã tem milímetros de diferença. Isso também vale pra comparação Vectra vs Cobalt. O Cobalt tem quase 1.5 cm a mais que o Astra no comprimento.

          No desempenho o Cobalt com 1.8 coloca 0,3s de diferença no Vectra 2.0 no 0 a 100 consumindo cerca de 40% menos.

          Sobre a inflacão que citei, R$70.000 de 2008 valem R$123.000 hoje.

          • Paulo Lustosa

            Como vai ter milímetros se o Astra Sedan tem 4,35m de comprimento e o Prisma tem 4,28m de comprimento com 9cm a menos de entre-eixos?

          • Paulo Lustosa

            E ainda vou lhe complementar, na prática, o Vectra Elegance 09 anda mais que o Cobalt 1.8, ambos com câmbio manual, e olha que o porte dos dois são diferentes e o Vectra pesa quase 1300KG (mais leve que o Cruze, que tinha o mesmo porte e era bem mais pesado). Ficha técnica de montadora é bem otimista, negócio é mais na prática, onde tanto o Vectra quanto o Cobalt (que é inferior ao Vectra inclusive em acabamento e estabilidade) e depois o Vectra desenvolve mais, tem melhores retomadas por conta do torque maior, e ainda não tem o problema de limitar máxima em 172 por hora quando é preciso mais velocidade pra poder ultrapassar uma fila de caminhão pra adiantar viagem.

  • Andre Pestana

    O Caoa Chery Arizzo 1.5 turbo custa menos(65mil) que esse Cronos e ainda é mais forte, maior e completo e a versão Top do Arizzo ainda vem com bancos de couros, teto solar e outros itens por 75mil. Esse Cronos Drive 1.8 At6 deveria custar no maximo 59mil pelo que entrega.

  • romulo

    Seria assim tão difícil ou desinteressante ter criado versão semelhante com o motor 1.3? Já que a versão AT 1.3 está nos planos, poderiam adiantar.

  • Renato Bandeira

    Carro desengonçado…

  • Gilson

    OK. Gosto é gosto. Tudo bem que o projeto do motor E-Torq é antigo e muitos ficam na expectativa do motor 1.3 turbo. Mas há de se avaliar que os motores turbo, apesar de mais econômicos, por trabalharem com altas pressões, se desgastam mais e têm uma manutenção mais cara. Então o que se economiza no dia a dia, vai gastar na hora da manutenção. Ou eu estou errado?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 12 anos. Saiba mais.

Notícias por email