*Featured Fiat Preços Sedãs

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Para aumentar a competitividade do Fiat Cronos, a marca italiana lança uma nova versão Drive. Mas, diferente das demais já conhecidas, que utilizam o motor Firefly 1.3 de 101 cavalos com gasolina e 109 cavalos com etanol, esta opção apresentada agora vem com motor E.torQ Evo 1.8 e transmissão automática, custando R$ 68.790.


O propulsor entrega 135 cavalos na gasolina e 139 cavalos no etanol, além de 18,8 kgfm no derivado de petróleo e 19,3 kgfm no etanol. O motor maior vem junto com a caixa automática de seis marchas, que tem o sistema Neutral Function, que desengata o câmbio com o veículo parado, eliminando a aceleração sobre os freios acionados, comum em carros automáticos.

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Além disso, o Fiat Cronos Drive 1.8 AT vem ainda com controle de tração, controle de estabilidade e assistente de partida em rampa. Ainda de série, o sedã compacto tem multimídia Uconnec com tela de 7 polegadas e sistemas Google Android Auto e Apple Car Play, onde se pode utilizar o aplicativo Waze, entre outros.


Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Bluetooth, USB, comando de voz, ar-condicionado, vidros dianteiros e travas elétricas, retrovisores elétricos, direção elétrica, Isofix, banco do motorista e coluna de direção ajustáveis em altura, câmera de ré, alarme, alerta de pressão dos pneus, computador de bordo, volante multifuncional, cluster com tela de TFT com 3,5 polegadas, Start&Stop, entre outros.

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790

Mas, o Fiat Cronos Drive 1.8 AT tem opcionais e são três pacotes. O Kit Stile 1 vem com faróis de neblina, rodas de liga leve aro 16 polegadas, pneus 195/55 R16, faróis com assinatura em LED e detalhes externos cromados. O Kit Stile 2 inclui faróis de neblina, bancos revestidos em couro, banco traseiro bipartido, rodas de liga leve aro 17 polegadas, pneus 205/50 R17 e faróis com assinatura em LED e detalhes externos cromados.

Já o Kit Comfort adiciona vidros elétricos traseiros, piloto automático, volante revestido em couro, apoio de braço para o motorista e paddle shifters atrás do volante.

Fiat Cronos ganha versão Drive 1.8 automática a partir de R$ 68.790
Nota média 4.7 de 9 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Fabricio

    Esse 1.8 já deu o que tinha que dar… (já tive… )

    • gtry

      Se motores 3 cilindros queimar uma vela na rua vai ficar parado…não tem como andar só com 2 cilindros sem quebrar

      • el punidor

        Sim, muito comum isso acontecer, por isso ando até com bloco do motor extra no porta- malas, esses carros de hoje…..

        • Dirceu M

          Vou comprar um carro com 5 cilindros pq ai quando falhar um vai rodar como um de 4 cilindros! Vou até economizar gasolina!

          • Hilquias Santos

            Ranger 3.2 Diesel :)

  • M7

    Depenaram a versão 1.8 Precision AT6, criando essa versão Drive para pegar tbm o público PCD, logo veremos o aumento da versão Precision AT6 de entrada, passando dos atuais R$ 69.990.

    • Emanuel Schott

      Já teve. Precision 1.8 AT subiu pra R$71.990.

      Mas matou a charada, é pro público PCD que não quer o GSR mesmo. Como ainda não devem ter terminado o projeto do 1.3 AT que sai ano que vem, colocaram o 1.8 que já tá pronto.

      • M7

        Verdade, aumentaram a 1 semana os preços!!!
        O Cronos Precision 1.8 AT6 aumentou R$ 2.000,00, de 69,990 para 71.990, como vc citou.
        O que vai ocorrer é o seguinte, assim que sair o novo motor 1.3T, a Fiat vai lançar uma versão mais recheada do Cronos 1.3 8V, com o atual AT6, no lugar desse recém lançado Drive 1.8 AT6 (que sairá de linha com esta motorização), logicamente com preços na casa dos quase R$ 70.000 para pegar o público PCD, na velha pegadinha do Malandro. Já os novos Fiat Cronos 1.3T, partiram de quase 76.000, na versão de entrada, sem acessórios e chegaram a quase 90.000, na versão com todos os opcionais.

        • Verdades sobre o mercado

          Bom vai ser quem comprou este 1.8 com a chegada dos Firefly Turbo, vão ter (ainda mais) dificuldades na revenda pois motor 1.8 em sedan pequeno/compacto é fraco na revenda devido ao medo de alto consumo.

          • Pete Alves

            Esse Cronos 1.8 etorq, com a chegada dos 1.3T vai ser um king kong como os Tempra 2.0 carburado, os Stilo 1.8 16v o Linea 1.9, ou todos os Brava. Um fumo danado que ninguém quer

            • Paulo Lustosa

              Eu sou um dos poucos que prefere o Linea 1.9 ao E-Torq, principalmente pelo fato do 1.9 gostar de giro alto

              • Verdades sobre o mercado

                o eTorq também prefere giro alto. em baixa é um engodo da Fiat. Fui gerente de css Fiat e digo com conhecimento de causa.

          • M7

            É um carro lançado a pouco tempo, tem boa liquidez, tvz o proprietário tenha alguma dificuldade na hora da revenda da versão 1.8, após o lançamento do 1.3 T. Sobre o consumo, esse motor consome mais na cidade, na estrada chega a fazer mais de 15Km/l, temos um Jeep Renegade 1.8 Flex 2018/2018 , comprado a 2 meses, motor amaciando, com gasolina de boa procedência, andando a no máximo 110Km/h, já chegou a fazer 15,5 Km/l. Agora abastecido com gasolina de posto sem bandeira, as médias nas mesmas condições de terreno e velocidade, caem para 10,5 a 11,5Km/l.

            • Verdades sobre o mercado

              O problema é que o consumidor médio só olha o “1.8” e já imagina que ele beba bastante e aí o carro fica estigmatizado, e ao chegar o Firefly Turbo só vai piorar. Fui gerente de css VW e tive uma PArati 1.8 que andava bem mais e bebia quase igual à 1.6, mas a 1.6 vendia muito mais devido à suposta vantagem significativa na economia. Na hora de vender muitos não queriam por ser 1.8 achando que beberia muito. Este motor eTorq não é dos mais econômicos na cidade, mas com o start-stop já dá uma boa amenizada.

              • M7

                Tem razão!
                O motor 1.8 E torque é muito bom, confiável e já velho conhecido dos mecânicos, e realmente melhorou muito após 2017, aumentando a potência, melhorando a curva de torque e tbm o consumo, mas, já esta defasado e com bloco de ferro fundido, se torna um peso a mais ao conjunto.
                Coincidentemente tbm fui vendedor de carros aqui no sul a alguns anos atrás.

  • Hugo Leonardo Dos Santos

    Olha apesar do motor antigo, o carro vem completo inclusive com esp que a maioria dos concorrentes não tem de série e alguns nem como opcional, só o Etios.

    • Mario Souza

      Completo, dois air bags, sem vidros elétricos traseiros, sem piloto automático, rodas 15″, ar cond manual, mais está bem completo. kkkkk

      • Hugo Leonardo Dos Santos

        E o Prisma? E o Virtus AT6? Prefiro ar, direção elétrica com ajuste, retrovisor elétrico e esp do que roda 15

        • Mario Souza

          Esse carro é caríssimo para o que oferece. Fato!

          • Hugo Leonardo Dos Santos

            Sim, tem toda razão

          • beto

            Esse e todos os outros.

    • Domenico Monteleone

      O Virtus só concorre com o Cronos em preço, pois é um carro de porte maior, se você ver um do lado do outro, é nítida a diferença, e tem esp como opcional. O motor MSI é também é meia-boca, porém é mais moderno,em termos de carroceria o Virtus também é superior, nosso mercado seria diferente se as pessoas entendessem a importância disso isso.

      • Emanuel Schott

        Em preço?

        Virtus MSI automático é R$2.000 mais barato que esse Cronos Drive 1.8. Porem pra deixá-lo tão equipado quanto o Fiat, é preciso adicionar opcionais que elevam o preço do carro pra R$71.990, mesmo preço da versão Precision do Cronos.

        Detalhe: o MSI bebe praticamente igual e rende menos que o eTorq.

        • Verdades sobre o mercado

          O correto é compará-los com o mesmo nível equipamentos, ou seja, realmente tem que comparar o Virtus com os 2 pacotes com o Cronos PRecision com air-bags laterais, onde o Cronos vai a 74,6k e o Virtus a 71,2k, onde o Cronos vai ganhar em desempenho e interior e perder em consumo e espaço. Mas na verdade o Virtus MSI AT completo não é um negócio interessante, pois com o mesmo preço do Cronos PRecision com air-bags laterais leva um Virtus Confortline, e aí não tem comparação. Cronos 1.8 quase não vende porque o consumidor tem medo do “1.8”. Tive uma PArati 1.8 que andava bem mais que a 1.6 e consumia quase igual, mas o mercado não queria saber da 1.8 com medo do consumo. O negócio do Cronos é mesmo o 1.3, só lhe falta um AT “de verdade” para ficar muito interessante, e obviamente aguarda a chegada do Firefly Turbo.

      • beto

        Virtus é muito mais caro, é um pouco melhor mas a diferença de preço não justifica.

  • David Diniz

    Versão bem interessante e vai vender bastante e espero que a Fiat estenda essa opção ao Hatch.

  • Ricardo Santos

    Acho graça de carro que tem multimídia de série mas não vidro elétrico atrás. Século 21 na frente e século 19 atrás.

    • oloko

      Sim o carro custa quase 70k, mas o vidro elétrico traseiro é opcional hahaha, esse pacote comfort tinha que ser de série, ridículo

    • Felipe

      Meu Versailles 92 já possui vidros elétricos nas 4 portas original de fábrica, todos com 1 toque e anti-esmagamento.
      Simplesmente um absurdo o valor desses carros novos pelo que oferecem.

      • Felipe Gonçalves

        Meu Monza GLS 94/95 também e ainda tem retrovisor eletrocrômico, disco nas 4 rodas, travas, direção com 3 níveis de altura, A/C, luz no porta luvas, no porta malas, descanso para braço no banco de trás e mais algumas coisas. O melhor de tudo, está com 25.000 Km originais kkk

        • MauroRF

          Nossa, não quer vender não? kkkkkk

          • Felipe Gonçalves

            Não, não kkk gosto muito dele e sinceramente, a única coisa que invejo nos carros atuais é o consumo. Para a idade do projeto não acho tão ruim, mas faz ~5 Km/L com álcool. E corrigindo, a direção tem diversos níveis de regulagem.

    • Valdek Waslan

      Cara, isso também é estranho e porque não dizer, ridículo.
      É igual a algumas montadoras que colocam na descrição como brinde…
      para-sol
      luz de leitura
      Ainda tem as que deixam à mostra os parafusos nas maçanetas (será que uma simples tampinha de plástico elevaria tanto assim o custo de produção?)
      enfim….
      Montadoras e seus mistérios!!!

  • awatenor

    Ah, uma Weekend (nessa plataforma) assim (e um 1.3 vaga-lume turbo)…

    • Domenico Monteleone

      Dizem as más línguas que já tem uma Weekend nessa plataforma, lançada em 1998, muitos garantem que essa plataforma na verdade é a velha 178 do Palio disfarçada, o que tem de verdade nisso eu desconheço.

      • awatenor

        Sim, concordo, hehehe, é a mesma plataforma, que veio da Europa, era o Uno antigo europeu, já que o nosso era 147-based. Mas digo nessa nova “atualização” da plataforma.

  • Henrique

    Que versão Bizarra é essa? Fiat matando um dos poucos sedãs “completos” do mercado .

    • Yago G. Oliveira

      Portifólio bem confuso, para quem era mestre em ditar tendência no mercado… Mudaram o presidente recentemente?

  • Domenico Monteleone

    Não entendo essas pequenas economias das montadoras, um carro de quase 70 mil sem vidros elétricos atrás, tem concorrente que não tem tem nem uma regulagem do Volante, é triste,.

    • Verdades sobre o mercado

      Tenho 1,94m, tenho um Polo (você deve se referir ao Virtus) e não sinto a menor falta da regulagem de volante. Aliás, já tive muitos carros com regulagem de volante e não usava (Golf, Polo, Punto, Bravo, Idea, etc). Agora vidro elétrico manual num sedan é complicado. Em hatch até passa, pois muitas vezes é utilizado apenas pelo motorista e passageiro, mas sedan já pressupõe mais de 2 pessoas.

      • Felipe

        Imagina só a cena, vc na estrada com os pirralhos ou a vovó sentados no banco de trás, ai vc tem que virar o pescoço pra ver se os vidros estão fechados e brigar para que fechem para não afetar o desempenho do ar condicionado.
        Toda essa incomodação pode ser sua por apenas 70 mil reais

        • Verdades sobre o mercado

          Mas pelo menos você não tem uma viagem monótona…. kkkkkkk

          • MauroRF

            kkkkkkkkkk, ri litros aqui.

      • Miguel

        Nenhuma das duas faltas é defensável, tanto o volante sem regulagem quanto a falta de VE traseiro são podres.

    • dallebu

      Nesse aspecto vejo um avanço, pois nem muito tempo atrás teríamos os vidros elétricos traseiros mas não teríamos o controle de tração, de estabilidade e hill holder e nem uma carroceria com aços avançados de ultra alta resistência e estampados a quente.

  • Lucas086

    E a precision não era 69,900!? Rapaz, os 70 mil virou os 50, não tem nenhum carro que encha os olhos. Estar complicado

  • Piston head

    Isso e jogar dinheiro diretamente na lixeira dá no mesmo.

  • Gesson

    Que tranqueira,e esse motor tranco torq não dá …que beberão…outro tiro no pé dona Fiat.

  • Whering Filho

    E a versão Precision automática, quanto vai custar agora? Se não me engano ela saía a R$ 69.990,00…

    • Claudio Fiorini

      Já subiu 2 mil. Agora é seu por míseros 71.990.

  • Cristian Gutierrez

    achei muito interessante essa função do câmbio, neutral function…

  • Fernando

    Boa tarde pessoal.
    Sábado comprei um Argo 1.3 MT sem opcionais.
    Abraço a todos.

    • Paulo Santos

      pagou qto?

  • Yago G. Oliveira

    Poderiam não ter abandonado o 1.6 etorq. Ótimo motor, com uma atualização renderia uns 130cv fácil

    • Emanuel Schott

      Os últimos eTorq 1.6 tinham 117 CV, com algum esforço levariam pra 120.

      Mas o 1.3 Firefly já tem 109, será que valeria a pena investir em mais uma linha de motores pra ter uma diferença tão pequena de potência e torque? Colocaram o 1.8 nesses carros porque já usavam no Renegade e na Toro.

      • Yago G. Oliveira

        Pois é, mas eram 117cv com o motor cru, não tem nem comando variável.
        Esse novo 1.8 foi atualizado assim? Não tem uma diferença do Renegade e do Argo?

        • Emanuel Schott

          Sim, foi atualizado. O motor é o mesmo no Renegade, na Toro, no Argo e no Cronos. Na Strada e na Weekend permanece o motor antigo, sem comando variável.

          No 1.8 ganhou 5 CV na gasolina e 6 CV no Etanol, no 1.6 ganharia menos.

  • Paulo Lustosa

    Saudade de 10 anos atrás, que com o mesmo valor e por incrível que pareça, um poder aquisitivo melhor, podia levar um Vectra Elegance A/T, Corolla XEi A/T ou até um Civic A/T;

    • Emanuel Schott

      Agora considere a inflação. Também considere que os carros evoluíram. O Prisma por exemplo tem porte do Astra de 2011, quando foi aposentado.

      • Paulo Lustosa

        O Prisma tem porte do Astra Hatch de 2011, nunca foi do sedan. Do sedan foi a cargo do Cobalt.

        • Emanuel Schott

          O Prisma e o Astra Sedã tem milímetros de diferença. Isso também vale pra comparação Vectra vs Cobalt. O Cobalt tem quase 1.5 cm a mais que o Astra no comprimento.

          No desempenho o Cobalt com 1.8 coloca 0,3s de diferença no Vectra 2.0 no 0 a 100 consumindo cerca de 40% menos.

          Sobre a inflacão que citei, R$70.000 de 2008 valem R$123.000 hoje.

          • Paulo Lustosa

            Como vai ter milímetros se o Astra Sedan tem 4,35m de comprimento e o Prisma tem 4,28m de comprimento com 9cm a menos de entre-eixos?

          • Paulo Lustosa

            E ainda vou lhe complementar, na prática, o Vectra Elegance 09 anda mais que o Cobalt 1.8, ambos com câmbio manual, e olha que o porte dos dois são diferentes e o Vectra pesa quase 1300KG (mais leve que o Cruze, que tinha o mesmo porte e era bem mais pesado). Ficha técnica de montadora é bem otimista, negócio é mais na prática, onde tanto o Vectra quanto o Cobalt (que é inferior ao Vectra inclusive em acabamento e estabilidade) e depois o Vectra desenvolve mais, tem melhores retomadas por conta do torque maior, e ainda não tem o problema de limitar máxima em 172 por hora quando é preciso mais velocidade pra poder ultrapassar uma fila de caminhão pra adiantar viagem.

  • Andre Pestana

    O Caoa Chery Arizzo 1.5 turbo custa menos(65mil) que esse Cronos e ainda é mais forte, maior e completo e a versão Top do Arizzo ainda vem com bancos de couros, teto solar e outros itens por 75mil. Esse Cronos Drive 1.8 At6 deveria custar no maximo 59mil pelo que entrega.

  • romulo

    Seria assim tão difícil ou desinteressante ter criado versão semelhante com o motor 1.3? Já que a versão AT 1.3 está nos planos, poderiam adiantar.

  • Renato Bandeira

    Carro desengonçado…

  • Gilson

    OK. Gosto é gosto. Tudo bem que o projeto do motor E-Torq é antigo e muitos ficam na expectativa do motor 1.3 turbo. Mas há de se avaliar que os motores turbo, apesar de mais econômicos, por trabalharem com altas pressões, se desgastam mais e têm uma manutenção mais cara. Então o que se economiza no dia a dia, vai gastar na hora da manutenção. Ou eu estou errado?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email