Fiat Montadoras/Fábricas Tata

Fiat desmente que o Tata Nano será produzido na Argentina

tata-nano-genebra-1 Fiat desmente que o Tata Nano será produzido na Argentina

Muito se disse sobre uma eventual produção do Tata Nano na Argentina, já que a Fiat tem parceria com a empresa indiana, e então o carro mais barato do mundo poderia ser vendido a todo o Mercosul.

Mas o presidente da Fiat na Argentina, Cristiano Rattazzi, acaba de desmentir completamente esses boatos. Ele disse que até mesmo não tem como isso acontecer. As normas de segurança latino-americanas são as européias, segundo suas palavras. Bom, só se as normas argentinas forem as européias.

Mas, voltando ao assunto, muitas modificações de segurança teriam de ser feitas no Tata Nano para ele ser vendido aqui no Mercosul. O que inviabilizaria todo o processo. O blog Argentina Auto Blog citou a revista Quatro Rodas, como um dos meios que mais impulsionaram os rumores totalmente falsos.

Lembrando uma frase da Quatro Rodas, que agora se parece escrita sem embasamento algum:

O país para se fabricar o Nano está praticamente certo – Argentina. Como a montagem do Nano é muito simples, não se precisaria de uma mão de obra especializada como temos no Brasil. Os salários na Argentina são menores, etc, etc.

[Fonte: Argentina Auto Blog]

  • 100nocao

    Como é o negócio??? Nosso padrão e EUROPEU de segurança??? O presidente da FIAT da Argentina deve tar de brincadeira…

    Se for, pq temos o UNO e KOMBI, que se passar pelo teste já fica logo no primeiro.

    O certo é que a FIAT não quer ter um concorrente de peso no nicho “PÉ de BOI³”

    Pode colocar o narizinho de palhaço ai junto aushuashuash

  • rafael.pereira

    Pra desmentir dizendo que o carro é pouco seguro pros padrões latinoamericanos, é porque esse carro é ruim MESMO nesse aspecto. :OoO:

  • Guilherme Guimaraes

    “As normas de segurança latino-americanas são as européias, segundo suas palavras.”
    RI ALTO!!!! :lips: :lips: :lips: :lips:

  • Filipe Augustus

    [Comentario #146666 sera citado aqui]

    Se é ruim até pros nossos padrões….a coisa é “Braba” msm!!!

    Fica lá vai!!!!
    Ps: Poderiam baixar o preço do Mille em 6500 reais…

  • washington

    [Comentario #146661 sera citado aqui]
    Não se esqueça do Gol g4 com aquele motor bateu morreu!!!

  • Fernando

    Isso porque a GM vende o Classic e o Suzuki Fun por lá, a VW vende o Gol, a PSA os instáveis 206 e 206,5, a Fiat o Uno e família Palio, e agora Cherry com uma cópia tôtô da RAV-4 que não freia (Tiggo3) e outras tranqueiras

  • Luis.J.R.

    Não duvido que sejá feito lá!Vai dar empregos para os argentinos. :tong:

  • pablorocha

    Deve ser feito por lá mesmo,se for ruim e inseguro pelo menos serão os argetinos os cobaias…
    :teeth2: :teeth2:

  • tscarani

    [Comentario #146896 sera citado aqui]

    206 e 206,5 instáveis? São os hatches pequenos mais estáveis do Brasil. Desconfortáveis, por causa da suspensão dura mais esportiva, mas MUITO mais estáveis que todos os concorrentes.

  • Roberto

    100nocao

    2/03/2009 as 11:10 [ Citar este comentario ]

    Como é o negócio??? Nosso padrão e EUROPEU de segurança??? O presidente da FIAT da Argentina deve tar de brincadeira…

    Se for, pq temos o UNO e KOMBI, que se passar pelo teste já fica logo no primeiro.

    O certo é que a FIAT não quer ter um concorrente de peso no nicho “PÉ de BOI³”

    Pode colocar o narizinho de palhaço ai junto aushuashuash

    Quem foi que disse que o Uno não passaria nem no primeiro teste? Fique saberndo que no quesito segurança, o Uno deixa no chinelo muitos modelos que se dizem ser mais modernos, como pr exemplo o Gol G4, que foi desenvolvido nos anos 70 para usa motor de Fusca, e permanece em produção até hoje praticamente igual ao que foi lançado em 1979. O Uno foi desenvolvido quase na mesma época, no início dos anos 80, mas com uma filosofia totalmente diferente, que era de ser uma carro muindial, assim como de fato foi. Pena que no Brasil os altos impostos afugentam os lançamentos de modelos mais novos por causa do rande investimento que é necessário para isso, veja que na Italia o Uno foi lançado em 1982 e já em 1989 o Punto estava sendo lançado, onde em 1995 recebeu uma segunda geração, em 200 outra e agora em 2007 essa que vendem aqui por um preço absurdo. O nosso Uno, o Punto deles.

  • carlao gts

    :censor: :censor: :censor:prr!!! demorô essa merda aqui…

Send this to a friend