Fiat Grand Siena – Reclamações, Defeitos e Problemas

fiat grand siena attractive 1 4

O Grand Siena tem um visual atrativo, há até quem diga que se parece com o Lancer, e tem uma proposta muito interessante de aliar espaço interno, porta-malas grande, a um preço acessível e com mecânica conhecida, trazendo um consumo e desempenho aceitáveis (pelo menos em algumas motorizações), mas como todo carro, ele tem suas reclamações e defeitos, vamos listar os principais logo abaixo.

Lançado no Brasil em 2012, o Grand Siena é derivado do Fiat Palio e ficava acima do irmão Siena e abaixo do Linea (que trazia mais sofisticação), foi um carro bem sucedido pois vinha com uma proposta diferente, que trazia o tamanho do Linea, porém mais em conta e sem muita firula, com destaque para o enorme porta-malas de 520 litros.

O motor, já velho conhecido do mercado, era o 1.4 Fire de 88 cv e 12,5 kgfm, que fazia a aceleração de 0 a 100 em 12,5 km/h e tinha velocidade máxima de 173 km/h.

Posteriormente foram ofertados os motores 1.6 de 117 cv, que trazia um ótimo desempenho para a categoria, com velocidade máxima de 191 km/h e 0 a 100 km/h em 9,5s e o 1.0 de 75 cv e 10 kgfm de torque.

Itens como airbags, direção hidráulica, freios ABS, vidros e travas elétricos eram de série, com opcionais como rodas de liga, ar-condicionado, e sensores de ré também estavam disponíveis.

Se está pensando em comprar um Grand Siena, fique de olho nos seguintes pontos :

Péssimo desempenho da versão 1.0

O  motor 1.0 de 75 cv e sofridos 10 kgfm de torque já é insuficiente para um carro do tamanho do Mobi, imagine para um carro com mais de 1.000kg.

Com apenas um ocupante, o desempenho já é ruim, fazendo um 0 a 100 km/h em mais de 15s e tendo a velocidade máxima de 161 km/h (até que aceitável.

O problema é que o carro é espaçoso e tem porta-malas grande, em teoria ele deveria suportar andar carregado, o que não ocorre, com o carro lotado de pessoas e bagagens fica impossível realizar uma ultrapassagem, por exemplo, sendo assim, o motor é inadequado para a proposta do carro.

Versão Tetrafuel tem menos porta-malas

Se está comprando o carro pelo tamanho do porta-malas, é melhor evitar a versão tetrafuel, uma vez que o cilindro ocupa um espaço considerável no porta-malas, reduzindo sua litragem.

Suspensão problemática

São diversos os casos de problemas em componentes da suspensão como buchas, amortecedores e bieletas, então rode com o carro e fique atento aos barulhos apresentados, se possível, leve para uma inspeção em uma empresa especializada em suspensão.

Câmbio Dualogic não é aceito pelo mercado

O câmbio Dualogic é um pouco problemático e não é bem aceito pelo mercado, trazendo possíveis problemas para o seu bolso na hora da manutenção e na hora da venda, portanto evite as versões com esse conjunto de transmissão.

Acabamento pobre

grand siena 002

Os acabamentos não são muito bonitos nem bem construídos, usando materiais que não aparentam ser de qualidade, reduzindo a beleza do interior e gerando problemas com barulhos ao rodar por ruas mais esburacadas.

Embreagem dura pouco

Existem relatos de carros com baixa duração da embreagem, inclusive com o conjunto trocado abaixo dos 50.000km, ao andar com o carro pode ser possível identificar problemas no conjunto como ruídos no momento que pisar no pedal, pedal muito duro ou muito alto (apesar de nem sempre apresentar essa característica) e o principal, marchas patinando ao exigir do carro, especialmente as marchas mais altas, como a 5ª.

Consumo elevado

Dependendo da motorização escolhida, da forma de condução e do trajeto o Grand Siena pode ter um consumo elevado, levando em consideração o desempenho, a versão mais recomendada para quem busca uma boa relação de consumo e desempenho sem dúvida é a 1.4, pois não e torturantemente lenta como a 1.0 e não tem um consumo tão elevado como a 1.6 (com casos de média de consumo inferiores a 10 km/l na rodovia rodando com etanol).

Conclusão

grand siena 001

O Grand Siena é uma boa opção pra quem busca um carro com porta-malas grande e manutenção simples a questão de motorização e versão é um pouco mais complicada, pessoalmente penso que a versão que mais vai atender às necessidades dos compradores é a 1.4 pois anda razoavelmente bem (com o carro vazio), tem um consumo aceitável e mecânica extremamente robusta e simples.

A versão 1.6 anda bem e pode ser bem equipada, porém já penso que não é tão vantajosa tendo em vista o custo e o consumo, existem melhores opções de sedãs no mercado, especialmente alguns sedãs médios mais antigos com motores fortes e ampla lista de equipamentos, mas de qualquer forma se você gosta do carro e não liga pra consumo, ela deve ser sua escolha.

A versão 1.0 e as unidades com câmbio Dualogic devem ser evitadas, salvo aplicações muito específicas, pois tem pior desempenho e um consumo não tão bom, não fazendo muito sentido a aquisição.

google news2 Quer receber todas as nossas notícias em tempo real?
Acesse nossos exclusivos: Canal do Whatsapp e Canal do Telegram!

O que você achou disso?

Toque nas estrelas!

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Últimas Notícias



c12OrqyAeQ65CANuSaRgcOXX3cvWvBvO3VrU zKQNKMIjAIN28coKUHnlTgz76QZ90
Autor: Luca Magnani

Engenheiro mecânico na indústria automotiva, pós graduado pela Universidade da Indústria do Paraná em Engenharia de veículos elétricos e híbridos.