_Destaque Fiat Hatches Segredos-Flagras

Fiat Mobi com novo motor 1.0 de três cilindros já está sendo produzido, segundo site

fiat mobi like

[OBS: A Fiat nos contatou e revelou que um fornecedor de peças passou apenas uma cotação de componentes para o novo motor de três cilindros e que o novo motor ainda não teria chegado a linha de produção.]

Embora tenha sido lançado em abril deste ano, o novo Fiat Mobi deverá estrear em breve suas primeiras mudanças. A empresa italiana já começou a produzir na linha de Betim (MG) a versão do subcompacto equipada com o inédito motor 1.0 litro de três cilindros, que deverá substituir o velho 1.0 litro Fire de quatro cilindros na linha do modelo.

O início da produção do Mobi com propulsor três cilindros foi confirmado pela BorgWarner, empresa responsável por fornecer correntes de sincronismo para o motor, componente que até então não era fabricado localmente e também não tinha presença expressiva entre os modelos populares, que costumam usar correias dentadas de borracha. No contrato, a empresa deve fornecer componentes para equipar entre 300 mil e 400 mil motores por ano.

No entanto, ainda não há detalhes a respeito do novo motor que equipará o Fiat Mobi e também o Uno (este modelo, inclusive, deve ser o primeiro a receber a novidade). É de se esperar que o novo aparato mecânico siga a mesma linha do oferecido pelas montadoras rivais, com aproximadamente 80 cavalos de potência e 10 kgfm de torque. Este bloco deverá estar associado a uma transmissão manual de cinco velocidades.

[Fonte: Automotive Business]





  • joao vicente da costa

    AGORA, né Senhora FIAT?!

  • Bruno Silva

    4 meses apenas. Poderiam ter esperado e melhorado o Mobi enquanto o motor não ficava pronto.

    • Pacheco

      Agora vai micar os modelos com o 4cc. Sacanagem isso viu.

      • Zoran Borut

        Fiat Mico Easy

        • Pacheco

          Versão Mico do carro tbm… Up Mico e Mobi Mico.

      • Não acho que mica. Alterações internas, mesmo que de motorização, tendem a influenciar pouco o valor. Caso use algum componente mecânico raro aí sim (Exemplo é o motor 1.9 da própria Fiat, ou o 1.4 16V da Ford ), mas como esse motor já equipa Palio e Uno, provavelmente essas unidades não sofrerão desvalorização.

        • Pacheco

          Não nos modelos Uno e Palio. Agora num carro que está a 4 meses de mercado, deve sofrer um preconceito.
          Até por que o motor novo deve vir muito mais potente e econômico.

        • Pipo pipo

          Concordo, além disso foi amplamente divulgado a mudança em breve do motor, quem comprou foi por vontade própria. O único bem que tende a valorizar é o imóvel, não o automóvel.

          • Pacheco

            Mas não é valorizar, é desvalorizar. A revenda vai abrir o capo, ver o motor antigo e falar: Ih, motor antigo.

            • Pipo pipo

              Ai você sai da marca e compra de outra. É só uma sugestão . Foi o que eu fiz com minha finada Citröen.

              • Pacheco

                Exatamente isso.
                Deve ser por esse motivo que a Fiat deixou de ser a líder do mercado depois de anos.

      • dallebu

        Duvido que vire mico, motor Fire é muito bem visto no mercado, tem gente que vai até preferir…

        • MauroRF

          Morei em uma cidade do interior de SP em que o pessoal adora esses motores pelo baixo custo de manutenção. E tem outra coisa interessante: nesses motores mais simples, até que entende um pouco de mecânica consegue dar manutenção. Meu vizinho de casa lá mesmo, mexe e arruma o Uno e o Celta da família tranquilamente. E mesmo lá na cidade, peças para esses carros não faltam.

        • Pacheco

          Mas o carro tem 4 meses de mercado e já mudou. E se tirar ele de linha, vai começar a ficar complicado de peças e manutenção. Todos sabemos que o mercado reage mal a isso.

      • Hélio

        será? acho que o público alvo nem sabe o que é cc, só se for amplamente divulgado.

        • Pacheco

          Mas vai mudar potencia, torque e consumo. Claro que o mercado de revendas vai massacrar o 1.0 atual.
          Igual acontece com o 1.9 do Linea que vc acha por menos de 25 mil reais o Absolute.

  • daniel.a.o.

    Não acredito que lançarão para agora.
    O Mobi mal ingressou no mercado. Isso deve ser algo como teste em pré-produção do motor ou algo do tipo.
    Capaz de terem alterado o cronograma de lançamentos e iniciar a fabricação de modelos 2017 de Palio ou Uno com essa nova motorização.

    • Diego Ávila Monteiro

      Se vc ainda nao viu, a FIAT já está lançando o Palio como modelo 2017. Ridículo lançar carros com o ano que ainda nem chegou!! Alguém deveria acabar com essa palhaçada.

      • Pacheco

        Já tem carro 2017 desde fevereiro de 2016. É de praxe no mercado.

  • Matheus

    Maravilha de notícia pra quem comprou o 4 cilindros!!

    • daniel.a.o.

      Para início de conversa, nem entendo porque alguém comprou um Mobi.
      O preço deve ter sido decisivo, mas não vale o investimento.

      • Matheus

        Também não consigo entender. Se a pessoa quiser muito um FIAT, ele só se justificaria se tivesse o três cilindros e o Uno não. Mas com o mesmo powertrain nem o preço é decisivo porque é igual…

        • HugoCT

          É uma questão de gosto! Tem gente que vota no PT, você explica isso? A industria da falida e tem gente ainda defendendo a criatura da Dilma.

          • João Cagnoni

            Eu votei na Dilma mas jamais compraria um Mobi. Segura essa! rsrs… Agora já é hora de perguntar: está feliz com a oposição no governo?

            • Franklin Diego

              Aproveitando o ensejo do HugoCT, explique por que votou na Dilma e vamos esperar que alguém explique por que comprou um Mobi, heheh

              • João Cagnoni

                Votei nela somente no segundo turno porque já estava de saco cheio das mentiras do Alckmin aqui em SP. Eu ficava dias sem água em casa pra ligar a TV e ouvir ele falando que o racionamento não existia. Foi um ataque de raiva. Já discuti muito política, mas depois de conhecer de perto eu evito falar, não gosto nem de citar o nome de qualquer político pois sinto ânsia de vômito. Acho que eles não merecem nem terem o nome pronunciado. Manipulam as pessoas descaradamente, independente da classe social. Fazem até alguns levantarem a bandeira defendendo o seu partido. A roubalheira acontece em todos os lados, a política só existe no Brasil por causa disso. Se não rouba, não é político. Simples assim.

                • Ah, finalmente explicou o motivo! Hehehe… Não votei na Dilma por questões higiênicas, mas nunca poderia condenar alguém que escolheu não votar nessa outra quadrilha!
                  Mas pô João! Justo na Dilma?

                  • João Cagnoni

                    Não faz diferença. Eram 3 opções: 1- Dilma. 2- Aécio. 3- Branco/Nulo (o voto nulo e branco são a mesma coisa atualmente, mas tem gente que ainda não sabe). Na opção 1, colocam um cabo de vassoura atrás de você. Na opção 2, colocam uma mandioca inteira. Dizem que dói menos que a vassoura, mas eu não sei, acho que quem só experimentou a vassoura vai sempre dizer que ela dói mais. Na opção 3, haverá um sorteio entre a vassoura e a mandioca.

                    • João, desculpa, todos os candidatos falavam que o país estava em crise, do Eduardo Jorge a Marina, passando pelo Aécio. Todos, exceto uma. Votar na Dilma era falar “estou contente com o rumo que meu país está tomando”.

                    • João Cagnoni

                      Votar no Aécio será falar “estou contente com o rumo que SP está tomando”?

                    • Eu tenho a impressão que o governador de São Paulo é o Alckmin, não o Aécio. Eu não sei, mas vou confirmar.

                    • João Cagnoni

                      Em SP é o Alckmin, mas é do PSDB e participou de perto da campanha do Aécio.

                    • Que comparação sem sentido. Então quem votou na Dilma deveria levar em conta o governo da Bahia, sendo que ela não era governadora de lá? Pelo menos seu argumento é bem PTista..
                      Aliás, minha família é baiana. Se a questão de faltar água for sensível para você veria não votaria na Dilma pelo que acontece lá na terrinha. Mas coerência não é seu forte mesmo.

                    • Zoran Borut

                      Ao que me parece, não foi antes de 2002 que o Nordeste melhorou seus indicadores socio-econômicos.

                    • Bom, traga então os indicadores antes de 92 e vamos ver se não mudou.

                    • João Cagnoni

                      Alessandro, eu vivo em SP, não sei como está o governo da Bahia. O PSDB acabou com SP e o PT acabou com o Brasil. Repare que não estou defendendo nenhum deles, vou te dar a razão sempre que falar mal de qualquer um deles.

                    • Jorge Osório Cortese Magalhães

                      Mas votou na Dilma…

                    • Não, não… PT, PSDB e as outras quadrilhas acabaram com São Paulo, Bahia, Brasil… Não tem como dissociá-los. Nos estados governados por um, há prefeitos de oposição em relação ao governo estadual que são corruptos. Eles estão lá para defender seus interesses, não os pobres, os trabalhadores…

                    • Zoran Borut

                      Mas o partido é o mesmo e você sabe disso, um partido que defende uma linha de política econômica bem delimitada – e que levou a Argentina à crise nos anos 2000, a tempo de evitar que FHC acabasse levando o Brasil para o mesmo rumo. Foi uma política econômica na qual qualquer peido de uma ilha no outro lado do mundo causava uma crise aqui no Brasil. Por outro lado, com a política econômica adotada nos últimos 15 anos, tivemos recordes de vendas, de crescimento de renda e sobrevivemos à maior crise mundial da história da globalização. Alessandro, você se recusa a enxergar estes fatos por mera paixão. São fatos, não palavras de colunista. Não estaríamos no patamar atual de crise se a oposição (partidária e de classe, esta totalmente presente no nosso Congresso) não tivesse tentado a todo custo impugnar o resultado das eleições passadas. Lembra-se que você disse que discutir comigo era como jogar xadrez com pombos (frase de um colunista de uma revista destinada a elites econômicas)? Lamento, mas você precisa recobrar sua memória dos anos 1990 e de como era a economia – fato que levou FHC a perder as eleições.

                    • E o partido eleito é o mesmo da Bahia, mas tenho impressão que os conterrâneos dos meus avós votaram em um candidato para presidente e outro para governador. Não sei, tenho impressão.
                      Em tempo: Não votei nessa eleição e nunca mais votarei tanto em PSDB quanto em PT no meu Estado. Geraldo não me desce.

                    • Minha memória vai muito mais além dos pombos: PTistas querem fazer acreditar que o Brasil começou em 1998. Eu lembro como era ANTES de FHC. Fale da inflação antes desse outro bandido de Higienópolis entrar lá (Esse que comprou reeleição)? Fale como era o emprego? E ao contrário de você, eu não tenho paixão para defender essa quadrilha amarela não. Se tivesse paixão, tinha votado neles, não é? Mas vamos voltar ao assunto carros. Não discuto com PTistas. Questões higiênicas.

                    • MauroRF

                      Não, isso tudo foi falso, liberar crédito sem lastro, a conta está aí para pagar. E a crise começou antes de 2014, não distorça. O que cresceu falsamente está caindo agora. Não adianta falar em crescimento com milhões de desempregados. Só eu, infelizmente, conheço vários. E para aqui constar, não defendo o PSDB, mas o PT foi de uma traição sem igual, e roubou como nunca.

                    • Verdades sobre o mercado

                      É inegável o progresso de nosso pais no governo Lula(Nunca votei no PT), mas também é inegável que a incompetência e teimosia de Dilma iniciou um forte processo de crise que a oposição aproveitou para aprofundar de forma a tira-la do poder. Dilma foi o governante que recebeu o país nas melhores condições e veja o que aconteceu durante seu primeiro governo(o segundo nem existiu). Ela poderia ter feito historia mas sua teimosia e falta de capacidade puseram tudo a perder.

                    • Jorge Osório Cortese Magalhães

                      Lembrem que o Lula a vendeu como “grande Gestora”! Nem conhecida ela era. Foi ele que elegeu o poste…

                    • Jorge Osório Cortese Magalhães

                      Na verdade, o governo FHC arrumou a casa. O PT organizou várias festas na casa arrumada e deixou no bagaço.

                    • Jorge Osório Cortese Magalhães

                      São Paulo, umbigo do mundo. Foi isso?

                    • João Cagnoni

                      Ou no rumo que Minas Gerais tomou? Ele perdeu até no estado dele…

                    • João, namorei uma menina de Varginha que trabalha na Secretaria de Educação. Ela disse que antes do Aécio assumir, chegaram a ficar sem pagamento, o que não aconteceu no governo dele. Mas quanto votos isso daria? Deu o voto dela. Mas hoje, como está a popularidade dela no estado de Minas, já que isso é relevante para você?

                    • João Cagnoni

                      Alessandro, se quiser falar de política, me adiciona no WhatsApp: 11 99188-3343. Tem coisas que não vou falar por aqui ;)

                    • João, melhor voltar para o assunto de carro. E por favor, apaga seu whatsapp daqui.

                    • Boris

                      E o Pimentel ferrou MG

                    • João Cagnoni

                      Ferrou tbm. Conhece algum político que fez algo bom por alguém? Eu não conheço.

                    • Boris

                      Eu conheço.

                    • Eduardo Cunha foi muito bom. Para a família dele. Sarney então…

                • Franklin Diego

                  Então, você teve seu motivo.
                  As pessoas que compram um Mobi acredito que estejam a procura de um carro ZERO, barato, manutenção barata, e que seja algo para o dia a dia sem ter muita preocupação. Sem contar aqueles que gostam da marca e usam isso como critério de compra.

                  • Pode ter outras coisas, Franklin. Valorização do usado, vivência na marca e na concorrência, localização de ponto de venda, política de financiamento…
                    Mas ele sabe disso… Mas ele vai continuar fazendo de conta que não sabe dessas coisas e sempre vai falar o mesmo…

                    • Franklin Diego

                      E sem contar aqueles que o compraram por que o acharam bonitinho kkkkkk

                    • Sinceramente, não vejo porque alguém levaria o Mobi em vez do Uno, mas… Se tem gente fazendo isso, vamos respeitar! Vai que o irmão mais novo é mais seguro!

                  • João Cagnoni

                    O Mobi é barato? Qualquer pessoa pode comprar?

                    • As mesmas que podem comprar Uno, Clio, up!… É com esses que tem que comparar, João.

                    • João Cagnoni

                      Estou comparando com milhares de pessoas que querem/precisam de um carro e não querem/podem comprar por causa dos preços absurdos do nosso cartel. A palavra “mercado” nem cabe mais aqui, seria mercado se não existisse esse imposto ridículo de importação.

                    • João, ninguém fica sem carro porque o preço do zero km está alto. Só tem 20 mil para comprar um carro? Compra um 2008, 2011, sei lá..

                    • João Cagnoni

                      Se o preço do carro 0km está alto, o preço dos usados também tendem a aumentar.

                    • Sim, mas ninguém deixa de andar de carro se não tiver a grana para comprar um zero. Paguei 6 mil no meu 2.0! Hehehe

                    • Franklin Diego

                      Por que está perguntando isso? Não entendi…

                • MauroRF

                  Neste caso, você deveria ter anulado o voto.

                  • João Cagnoni

                    Eu votei em branco no primeiro turno.

                • MauroRF

                  Vou dizer uma coisa: já cometi a loucura de defender o PT e votar nele até a primeira eleição do Lula. Hoje, aos 40 anos, fico me perguntando como acreditei neles. Desculpe, não estou me achando, mas falo com a propriedade de quem conhece o partido e bastante gente que era dele. Aqui em Santo André, teve o caso do Celso Daniel… Os caras não são só um partido político comum com políticos comum que roubam de forma comum como PMDB, PP, P isso, P aquilo: os caras são uma quadrilha! Uma seita! Você não faz ideia. O povo ali só não tem o culhão de se matar como aqueles fanáticos islâmicos (falo dos islâmicos fanáticos, não dos normais), mas é uma lavagem cerebral muito bem feita. Depois que eu e muitos ali abriram os olhos, cara, você fica se culpando o resto da vida.

                  A finalidade desses caras é implantar o comunismo totalitário em que apenas eles, do governo, se beneficiam. Chegou a ver o genocídio praticado pelo Statin? Sabia que o Stalin mandava matar a torto e a direito? Ele matou milhões de fome na Ucrânia. E é aí que o pessoal vermelhinho quer chegar, mas pela força não dá, então tem que ser “culturalmente”. Pela força nunca deu certo, mas como eles não desistem, vão tentar dessa forma. Os caras vão se infiltrando e propagando suas ideias. Isso começou pelos intelectuais, e hoje já conseguiram causar desordem. Pode reparar: eles jogam uns contra os outros, e precisam de gente para fazer esse serviço sujo para eles, gente que nem percebe isso. Veja esse mimimi todo com homossexuais, cotas, esse negócio de defender bandido adoidado, os estudantes de UNE, MST. Eles precisam dessa gente toda para causar desordem, tumultuar o sistema, destruir as instituições e ir tomando conta. É a tal da teoria gramsciana: como não dá para destruir pela força, vamos pelo lado cultural. São os meios para se chegar aos fins. O Foro de São Paulo prova o que estou dizendo. Ora, por que você acha que eles aparelharam um monte de instituição? Por que são contra endurecer leis? Por que são contra redução de maioridade penal? Só que a dentuça pôs tudo a perder, fez um monte de merda, e a máscara caiu e está caindo. O pessoal passando fome na Venezuela é outra face dessa máscara caindo. Na Argentina, idem. Só espero que o povo desses países acorde e note que, para ter boa vida, precisa trabalhar e correr atrás. E as aposentadorias milionárias precisam acabar. E esse povo precisa parar com esse pensamento de levar vantagem em tudo. Nisso, brasileiro é especialista, mas esquece que, fazendo isso, destrói o país. E repito: político nenhum presta, mas o PT tem fundamentalistas, não políticos. Aquilo é uma seita perigosa.

                  • João Cagnoni

                    Mauro, é exatamente assim que acontece. Mas você precisa ver o outro lado da moeda, como funcionam os governos do PSDB e dos outros partidos. Não é diferente. Eu vou mais além e digo que partido nenhum age como um ideal, dentro do PT existem pessoas passando por cima de outros do MESMO partido, então imagina o que fariam com as pessoas comuns. O único pensamento ou filosofia que existe é o benefício próprio. Um político só consegue se eleger se roubar, é impossível vencer uma eleição com honestidade. No dia que isso for possível, eles mudam a regra do jogo. O Celso Daniel foi só 1 que mataram, mas isso acontece diariamente sem nem sequer ser noticiado.

                    • MauroRF

                      Ah, João, funcionam tudo na base da propina, todos, sem exceção. E se não entrar no esquema, vira Celso Daniel. Aqui em Santo André todos sabem por que ele morreu. Eu acho que os partidos de esquerda até agem com um ideal, mas o ideal deles e de todos os outros é ter benefício próprio. Como diz um amigo meu do interior da cidade onde morei, o esquema é total, desde o vereador da menor cidade do Brasil ao presidente da república. Todos, sem exceção. Lá na cidade do interior mesmo, eu conheci o povo da política e digo que tem uns vereadores honestos, mas sabe o que acontece? Os grandões forçam os pequenos e os honestos a entrarem no esquema, do tipo “ou você vota o que a gente quer ou a gente vai votar contra o que você quer ou propuser”. Isso quando não mandam matar mesmo. Aí ou o cara pula fora ou topa. Um vereador pequeno desses se vende por 200 mil, 500 mil para votar um projeto de interesse do prefeito ou de um grupo. Muitas vezes, se vende por menos ainda. Veja, estou falando de uma cidade só. E nessa cidade, eram contra a duplicação da estrada que a corta, muita gente ali era contra por interesses econômicos, pois a estrada, duplicada, liga a cidade a um grande centro a 50 km de distância, ou seja, as pessoas da cidade passariam a consumir mais na cidade maior, e eles eram contra por isso, pode? Masssss, por que a duplicação saiu? Saiu porque um dos donos de um dos consórcios que duplicou a estrada é de parentes do falecido governador Covas. O pessoal do governo estadual simplesmente chegou lá e disse algo como “olha, nós vamos duplicar, queiram ou não”. E ai daquele que for contra. Você acha que os caras seriam contra precisando da grana do governo estadual para tocar a cidade? Aí os caras abaixaram a cabeça (assim como abaixam os pequenos vereadores da cidade), e a duplicação saiu, com seus atrasos e “aditivos”, assim como toda e qualquer obra Brasil afora. É assim que “funciona” o Brasil.

                    • João Cagnoni

                      Rsrs… Existem muitos vereadores que não sabem nem escrever o próprio nome, vendem-se por qualquer coisa. Conheci de perto um caso onde o governo era PT, quando a oposição finalmente ganhou, todos pensaram “agora vai”. Foi pior ainda. Não estou defendendo o PT, mas eles aproveitaram até os mesmos esquemas de desvio de verba. Quem tenta lutar contra, é seriamente prejudicado ou dependendo da gravidade mandam matar. Mas atrás de cada candidato político (veja que falei somente de candidato, ele nem precisa se eleger) tem muita gente ajudando e esperando a ajuda em troca quando ele for eleito. A recompensa acontece com indicação de cargos, leis para favorecer o empresário, mudança de zoneamento, isenções, licitações específicas, e por aí vai… Além de que em época de campanha os órgãos públicos ficam misteriosamente sem dinheiro.

                    • Lucas Mendanha

                      Ipatinga-MG?

                    • João Cagnoni

                      Não, cidades coladas com SP.

                • Jorge Osório Cortese Magalhães

                  Votou na Dilma para presidente para se vingar do Alckmin, governador?!! Bela vingança…

              • João Cagnoni

                Mas eu já tive um Palio Fire e não sei te explicar os motivos!

            • Verdades sobre o mercado

              E desde quando PMDB é oposição ? PMDB SEMPRE é situação. Bem feito pro PT mudar suas origens e se aliar a este tipo de organização sanguesuga

              • Verdades sobre o mercado

                Infelizmente nosso país tem um povo muito acomodado. Temos renda baixa, produtos caros, impostos altíssimos, custo da maquina publica indecente e inúmeras quadrilhas de políticos e nosso povo não toma atitude…

              • João Cagnoni

                O PSDB está na base do PMDB.

          • Zoran Borut

            Votar não é questão de gosto, mesmo que tentem fazer parecer isso. Uma coisa é um objeto de uso individual que a pessoa escolhe para mostrar sua personalidade ou seu estilo de vida, para atender seu gosto por design ou direção, ou para satisfazer sua necessidade de transporte diário. Coisa bem diferente é escolher quem irá administrar os bens públicos ou legislar sobre aspectos da coletividade. Um religioso fanático que elege a bancada evangélica como forma de impor sua visão de mundo sobre outras pessoas é bem diferente de uma pessoa que compra um Mini Roadster ou uma Towner para si próprio.

            Essa noção de política como torcida de futebol é a maior demonstração de ignorância política.

            • Você foi perfeito Zoran, mas acho que o Hugo quis dizer o PT como escolha, comparado a escolha de um partido, não exatamente escolher por gosto. Acredito eu.

              • Zoran Borut

                E foi o que eu quis dizer. Veja por exemplo a política de valorização do salário mínimo e de subsídios para as camadas mais pobres da população: elas são marcas registradas de qual partido? Óbvio que quem tem a vida impulsionada por essas políticas irá escolher esse partido que atende aos seus interesses, enquanto que as elites econômicas irão priorizar o partido que atenda aos interesses dela. Isso não é “gosto”.

      • Zoran Borut

        Nem mesmo o preço, porque havia vários Palio e Uno 1.0 em promoção pelos mesmos 37 mil pedidos em média pelo Mobi.

    • gustavo

      E o que tem de errado nesse motor ?

  • EJ

    Vamos aguardar, porque aparentemente o GSE estreará no Uno mesmo, e aparentemente só estará na versão Way do Mobi. Falta pouco.

  • HugoCT

    O próprio consultor técnico da Fiat disse no lançamento do Mobi: O motor 3 cilindros virá no Uno. O mobi continuara com o Fire evo. Isso foi em uma entrevista que vi no youtube XD

  • Pacheco

    Deveria lançar o cambio de 6 marchas junto e a opção dualogic por botões abrindo mais espaço no painel.

  • Renato Alves

    Já vi gente dizendo que motor 1.0 de 4 cilindros é melhor do que de 3. Esse é o consumidor médio brasileiro.

    • Pacheco

      Acontece… eu já ouvi de uma pessoa que o Cruze deveria ter o 2.0 8V do Vectra melhorado. Que era melhor.

      Acredito que em determinadas regiões, realmente ele era melhor. Imagina o cara que mora em cidade pequena do interior do pais? Não pode ter nada de inovação que ninguém sabe sequer o que é.

  • Mr. Car

    Já deveria ter sido lançado com este motor.

  • pedro rt

    a fiat tem mania de lançar um carro novo com motor velho, foi assim com o brava, linea e agora com o mobi

    • João Cagnoni

      Bem lembrado! Isso sem falar nos 1.8 8v de origem GM.

    • Zoran Borut

      Em compensação, ela lançou Palio 1.6 16V, Marea 2.0 20V, Punto 1.4T, e se você der uma olhadinha numa tal de Chevrolet…

  • Gustavo73

    Esse motor deve vir só nas versões mais caras do Mobi. E ser de série no Uno.

    • João Cagnoni

      Eu acho caro todas as versões do Mobi… Fiquei triste aqui de pesquisar como andam os preços de carros 1.0 em outros países, encontrei carros na faixa de 800~1000 dólares/euros para um 1.0 por volta do ano 2008, muito melhores que os nossos pé-de-boi.

      • Gustavo73

        Todos os carros são caros no Brasil. Por vários motivos que já discutimos. E o preço fo usado também é reflexo disso. Pela relativa facilidade de acesso carros usados na Europa desvalorizam muito rápido. Mas fiquei surpreso vom esses valores, não seriam em euros? E quais seriam os valores. Um Up na Europa custa uns 9 mil euros um Take up, mas esse está no nível do Mobe Up daqui e ainda tem alguns equipamentos a mais principalmente de segurança ativa. Mas a diferença vai além se levarmos em conta a capacidade de compra lá e aqui.

        • Alligator

          Com 1000euros da para comprar um carro de uns 12.000-15.000 aqui tipo Astra 2001, Vectra 1998 e Corsa 2004

  • Mardem

    Nem faz muita diferença. Esse “carro” já nasceu morto!

    • João Cagnoni

      O carro é bonito, mas tirando a aparência não evoluiu nada em relação ao Palio de 1996. Até perdeu em alguns pontos, como o espaço interno. Além disso, está muito caro.

      • Mardem

        Olha João, se você dissesse que ele tem montagem mais cuidadosa que a do Palio/Uno, não tem as rebarbas comuns nos Fiats de entrada e tal, eu concordaria sem hesitar, mas dizer que é bonito é muito complicado! Passei na css pra comprar umas peças pro meu carro e tinha um Mobi easy on sendo preparado para a entrega. É de dar dó. Aproveitei e conferi o carro por dentro. É paupérrimo. Uma imensidão de plástico escuro, um design sem graça por dentro, sem personalidade nenhuma e, por fora, o design chega a assustar dada a desproporcionalidade das formas. Já havia visto o carro na rua, mas tive mais tempo de observá-lo na css e, pra mim, ele é ainda mais feio ao vivo do que por foto.
        Perguntei ao atendente do setor de peças como estava a situação do carrinho e, para minha surpresa, ele me disse que tem que gostar muito de fiat pra pagar 40 mil num carro como o Mobi, tendo o Sandero (exemplo citado por ele) como opção.
        Aí falei da Toro e ele disse que não tinha pra quem queria! Está aí o problema do Mobi. Foi mal concebido, mal executado, não traz inovação alguma e ainda é caro!
        Não que a Toro seja barata, mas ela inova no que se propõe a fazer. E o mercado enxergou isso.
        O Mobi é para a Fiat o que o Agile foi para a GM, uma sopa de restos.
        Esse motor novo pode até dar algum fôlego para o carrinho da Fiat, mas a peleja vai ser muito dura, principalmente com o lançamento do Onix Joy.

        • João Cagnoni

          Eu confesso que não achei feio o design do carro, mas ele é muito pequeno. O Mobi que eu vi tinha uma cadeirinha de bebê atrás, mas o banco do motorista parecia outra cadeirinha rsrs

  • Filipe Augustus

    Curioso, que esses dias estava assistindo o Discovery Turbo e em um daqueles programas de restauração de carros antigo, pegaram um Fiat Panda 4X4 da década de 80, e ele já utilizava o motor Fire de 1.0 litros com 55cv, de acordo com o que o apresentador disse, e curioso que até a capa plástica ainda era a mesma dos Fiat atuais!

    • Zoran Borut

      Mas o motor Fire foi lançado na Europa nos anos 80 mesmo. Só do lado de cá do Equador que demorou para chegar. Mesma coisa foi feita por outras fabricantes.

      • dallebu

        Vai ser a primeira vez que a Fiat vai lançar um motor novo e global no Brasil antes do resto do mundo.

    • invalid_pilot

      Fire é o Boxer e AP da Fiat… Projeto antigo e mega requentado

  • João Cagnoni

    Estamos em 2016 e os 1.nada ainda são lançados. Não quero 1.0 com 4 cilindros, nem com 3, nem com 1, nem com 1. E custam caro viu!

    • Franklin Diego

      Como que é essa história aí? o______O

      • dallebu

        …..

        • João Cagnoni

          E o meu pa* balança… rsrs…

    • Claro que não quer, você tem um 2.0/1.6 Turbo! Hehehe
      Mas deixa os pobres que nem eu ter carro, João! Hehehe.. Dependendo do uso, dá e sobra!

      • João Cagnoni

        Meu carro não vale 25 mil pra vender, não dá pra pegar um Mobi sem ar e direção que sempre foi o meu sonho. Mesmo assim, minha esposa vai tirar carta e temos planos de comprar um segundo carro. Como eu não gosto de financiar, vai demorar muito pra isso acontecer, é difícil tirar 40 mil do bolso pra levar uma vergonha com rodas iguais a essa que existem no mercado. É inaceitável que um lançamento ainda use um motor 1.0 sem turbo. Parece que o mercado não evolui nunca. Os carros ficaram mais bonitos desde 1995, mas não mudaram nada em termos de tecnologia, os carros só ficaram mais bonitos. Só colocaram ABS e Airbag pois a lei obrigou.

        • Zoran Borut

          Podemos então dizer que seja uma vergonha que o mercado ainda lance médios com motor 2.0 sem turbo, como o novo Civic, o Sentra etc?

          Ou deveríamos cobrar que os motores 1.0 aspirados fossem substituídos pelos dos kei cars japonses, com turbo e o escambau de 660cm³?

          • João Cagnoni

            Sim, eu acho uma vergonha os médios com 2.0 aspirado, acabei de comentar alí em cima. Os kei cars japoneses são carros baratos que cobram somente por aquilo que oferecem.

            • Zoran Borut

              Pior que os kei cars não são baratos. Custam o mesmo que carros maiores por lá.

              • João Cagnoni

                Sim, mas lá pelo menos existem opções. A frota japonesa já está cheia de carros híbridos, aqui no huehueBR só dá pra ver carro híbrido no YouTube rsrs

        • João, já pensou que para muita gente o motor 1.0 aspirado dá e sobra. Caramba, vejo os pequenos comerciantes do meu bairro trabalharem com a caixa de papelão Towner 0.8 muito bem. Porque o carro deveria ser 1.8 turbo se eles vão entregar compras no bairro e dificilmente passarão de 40?

          • João Cagnoni

            Por que comprar um Playstation 4 sendo que o Playstation 3 dá pra jogar muito bem? Por que comprar Picanha se Coxão Duro também é carne? É claro que quem faz entregas prefere uma Sprinter no lugar de uma Towner. Produzir um carro 2.0 não custa muito mais caro pra montadora, acho que um carro de 40 mil reais merecia sim o mínimo de dignidade.

            • Ah sim, entregar compras de supermercado de bairro com uma Sprinter. Genial! Porque não um Veyron? Entregaria as compras muito mais rápido, não é?
              E tire a fonte de onde tirou que produzir um 2.0 não é mais caro. Para começar usa mais material, o que já desmontaria sua tese. Pagaria mais imposto, outra coisa que você esqueceu. Já comparou uma pastilha de freio de carro 1.0 com um 2.0? Vai dizer daqui a pouco que 1 tonelada de aço é o mesmo preço que 1,5T.

              • João Cagnoni

                Você costuma deturpar aquilo que eu digo. Veja que eu falei que produzir um 1.0 sai quase a mesma coisa que um 2.0, mas não justifica a diferença de preços entre os 2. Um 2.0 não usa o dobro de material de um 1.0, os 2 motores possuem praticamente as mesmas peças em dimensões maiores (bomba dágua, válvulas, cabeçote, etc). Quanto ao preço da pastilha de freio, encontrei por R$70 as de um Vectra 2.0 e por R$80 de um HB20 1.0. Se for de BMW, custa 400 reais. Será que esses preços tem alguma lógica? Peças de carro não se vendem por peso, normalmente fazem pela cara do cliente. Uma pastilha de um 2.0 não deve ser nem 30% mais cara que a de um 1.0, mas os carros 2.0 são quase 300% mais caros que os 1.0. Eu acho tão ridículo quando me perguntam se meu carro 2.0 anda muito, se eu tenho intimidade com a pessoa eu respondo “menos pior que o seu 1.6”. Tem muita gente que fica desfilando com carro 2.0, mas em outros países seriam lixos com rodas.

                • De acordo. As peças deveriam ser mais caras, mas proporcionalmente, e não é o que acontece. Aí estou de acordo com você.

              • João Cagnoni

                Além disso, veja que errei feio a conta do meu último comentário esquecendo um detalhe importante. A diferença de preço entre um 1.0 e um 2.0 é muito maior, pois você está pagando somente pela diferença de custo entre um motor e outro. Por exemplo, quando você pesquisa um carro 1.0 por 40 mil e um 2.0 por 90 mil, existe uma diferença de 50, mas ninguém te deu o motor 1.0 à parte em uma caixa pra você levar pra casa. Portanto, você está pagando uma fortuna por um 2.0. As marcas adoram fazer isso em promoções de opcionais “troque sua roda aro 16 por aro 17” e por aí em diante.

                • Sim, um 2.0, 1.4T não pesa o mesmo que um compacto, e embora não seja decisivo, a quantidade de matéria prima (E qualidade dela) influencia sim no preço. Mas você foi perfeito: A diferença entre o preço absurdo de um carro compacto e um médio por exemplo, não está no peso do carro, na qualidade dos materiais nem da tecnologia. Está na percepção de custo de um e outro. São os preços surreais do nosso mercado que levam a um carro custar o dobro do outro, sem oferecer um outro carro de brinde. Peguemos um Mobi 1.0 de 35 mil e comparemos com um possível Golf 1.0TSi (Quis usar esse modelo para anular a diferença de tributação), que não saíria por menos de 70 mil. A diferença de peso entre um e outro não chega a 30%. “Ah, mas o Golf tem uma estrutura muito mais segura”. Sim, tem, mas o up! também deve ter em relação ao Fiat e não custa o dobro. Ninguém vai me convencer que essa diferença de estrutura, airbags, sensores…. Custa 35 mil para a fábrica…

    • dogmarley

      vc nao quer mas grande parte do mercado ainda quer, incusive dono de empresas com frotas. ..se vc não é demanda do produto não precisa cuspir nele…

  • Brenno

    Quando eu li ” Borgwarner” falei: Agora sim, Fiat de Turbão!
    Aí depois fui ver que era apenas correntes de sincronismo ¬¬

    • João Cagnoni

      A Borg Warner fabrica vários componentes.

  • Gran RS 78

    Como eu não consigo entender quem compra um Mobi, pois é minúsculo, caro, básico e sem nenhum atrativo em relação a concorrentes muito melhores.

    • Le chat noir

      Questão de gosto/necessidade, pessoalmente achei agradável até… e existem muitas pessoas que não entendem nada de carro compram porque se sentem bem nele…

      • Gran RS 78

        Entendo que gosto é gosto, mas vc consegue comprar na própria Fiat o Uno, que tem mais espaço interno e de porta malas, o mesmo motor pelo mesmo preço, sem contar o Up e até mesmo Onix, Ka e HB20.

        • Le chat noir

          sim, obvio que são todos melhores, mas a compra de um carro nem sempre é racional, eu por exemplo prefiro o design do Mobi ao do Uno.

          • Gran RS 78

            Verdade. O desenho da frente do Mobi até que passa, mas do resto eu não consigo gostar desse modelo não.

        • Leandro

          Não é bem assim. O único UNO que tem o preço do mobi são os vivaces em promoção, que tem desenho antigo e acabamento péssimo. Na fiat, o que se encontra pelo preço do mobi (até um pouco menos) é o Palio Fire. Daí, o mobi agrada quem busca algo mais moderno. O carro é agradável ao vivo. Com o novo motor, pode virar boa compra.

          • Gran RS 78

            Não, vc está enganado, pois vc consegue comprar um Uno reestilizado e com os mesmos equipamentos do Mobi pelo mesmo preço. É só pesquisar.

    • Franklin Diego

      É relativamente fácil entender quem compra carro assim. Eu parto da seguinte premissa básica:

      Pessoas compram carro zero por que ” não dão manutenção “;
      Cabe no orçamento/condições de financiamento;
      Amor à marca;
      Acham que só por que tem direção/vidro/trava/ar é sinônimo de conforto;
      O de ter um carro zero cheirando a novinho em folha…
      ETC, ETC, ETC…

      • Gran RS 78

        Eu sei disso, o que eu falei foi a respeito do Mobi, que na própria Fiat vc tem o Uno, que tem maior espaço interno e no porta malas e tbm o mesmo motor pelo mesmo preço, sem contar o Up, Onix, Ka e Hb20, que são superiores ao modelo da Fiat.

    • Edson Fernandes

      As vezes um dos motivos é ter a marca na cidade, melhor atendimento, etc. As vezes um seguro, manutenção podem fazer diferença também.

      Eu não implico com quem compra, implico com quem sequer não procura possiveis rivais que poderiam ser concorrentes fortes se assim permitisse ao consumidor.

      • Gran RS 78

        O que eu não entendo é que se uma pessoa que um carro da Fiat, ela pode comprar o Uno que custa o mesmo, mas tem mais espaço interno, o mesmo motor e um porta malas maior que o Mobi, e como vc mesmo disse, sem contar as inúmeras opções dos concorrentes.

  • Solaire Of Astora

    ye ye glu glu…

  • Edson Fernandes

    Legal a avaliação da Best Cars que citam a configuração da aceleração onde a Fiat quis avançar o ponto de aceleração dando uma falsa impressão que o carro tem motor mais forte… mas ao acelerar mais, percebe-se que quase toda potencia já foi despejada e que não há muito mais o que explorar.

    Eu fico pensando apenas em qual dos carros podem te dar um custo x oportunidade maior. E mesmo sendo contra o preço dos atuais carros, eu escolheria um ka (carro que inclusive não me agradou principalmente pelos plasticos de pessima qualidade) ou pensaria no carro que me agradou que é um March (que segundo medições anda tanto quanto um… Uno…rs)

    • João Martini

      O Ka 3 cilindros de casa é a mesma coisa. Passou da metade do acelerador não acontece nada. A impressão que dá é que os primeiros 50% do pedal abrem uns 70 da borboleta.

    • A VW usava de um truque “parecido” (Claro que era de mecânica) para o Fusca. Difícil largar junto com ele no semáforo…. Pelos primeiros 20m… Depois ele fica pior que qualquer 1.0

  • Lucas Mendanha

    Novidades lançadas à prestação..

    Fiat sendo Fiat..

  • Moisés Nunes

    Aí vem a questão. Sabendo que adquiriu um veículo recém lançado com motor defasado e que após alguna meses o fabricante lança o mesmo veículo com motor atual, caberia um processo para substituição fo bem?

    • Rodrigo

      Por que deveria? Não é um investimento financeiro.
      Cumpre sua função do mesmo jeito, além de ter vasta disponibildade de componentes para o motor atual.

      • Moisés Nunes

        Bom, não entendo nada de direito, apenas acho que quem adquiriu este carro passará a ter um modelo tecnologicamente defasado apesar de cumprir sua função ainda que em teoria com menor economia e poluindo mais. Esta defasagem decorrerá de uma estratégia de comercialização no mínimo equivocada por parte da Fiat.

    • invalid_pilot

      Logico que não, quem compra supostamente deveria saber o que levou. Diferente da Hyundai Caoa que anunciava uma coisa e entregava outra, nesse caso cabe processo.

  • Diego Ávila Monteiro

    Infelizmente essa palhaçada vai continuar sempre no Brasil, igual lançar modelo do ano que nem chegou ainda, 16/17. Lamento pelos compradores do Mobi, sentaram na graxa !!

  • Tosca16

    Mais um motivo para confirmar o que sempre disse, esse 4 cilindros é uma bucha de canhão … entretanto se o antiquado ficar com preços congelados vai ter quem prefira um velho “Fire” a um motor mais moderno, e ainda irão alegar durabilidade e facilidade em manutenção .

  • thi

    nunca vi um desse

  • paulo sergio berezovski

    Não adianta nada colocar um motor 3 cilindros moderno e o carro ser feio e apertado,e o câmbio devia ter 6 marchas

  • Felipe

    Há quem diga que esse motor iria estrear no segundo facelift do Uno… É esperar pra ver.

  • Thiago

    É aquele negócio: quem acompanha a imprensa automotiva já sabia que era questão de tempo o Mobi receber o três-canecos.

  • CanalhaRS

    Eu olho para esse Mobi e não consigo imaginar ele custando mais que 30 mil reais.
    Carrinho medonho. Não vi nenhum na rua até hoje.

  • Pedro Cunha

    Do mesmo jeito que tiraram um cilindro dos motores pequenos, poderiam acrescentar uma marcha nos câmbios manuais. A VW e a GM fizeram isso e tiveram sensíveis resultados, sendo que a GM nem chegou á tirar um cilindro.



Send this to friend