Fiat Hatches Populares

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes
Fiat Mobi Easy

Se você está em busca de um carro pequeno para ser usado na cidade, o Fiat Mobi 2020 é uma das opções disponíveis entre os 0 km. O subcompacto da marca italiana tem dimensões compactas e preço acessível: parte de R$ 33.490 na configuração Fiat Mobi Easy.

O Mobi Easy é justamente o automóvel mais em conta da Fiat no mercado brasileiro. Agora, com o fim de linha do Chery New QQ, ele é também o carro 0 km mais barato do Brasil!


Entretanto, o Fiat Mobi Easy é aquele tipo de carro que não tem onde ficar mais “pelado“. Itens como vidros dianteiros e travas elétricas são ofertados como parte de um pacote opcional de R$ 2.200. Ar-condicionado? Nem como opcional – tal recurso é exclusivo do Mobi Easy Comfort, que parte de R$ 38.990.

Confira abaixo tudo sobre o Fiat Mobi na versão de entrada Easy à venda no Brasil:

Fiat Mobi Easy – história

Fiat lança novo Mobi Easy em abril de 2016

Desenvolvido para substituir o Palio Fire e ocupar o posto de carro mais barato da Fiat à venda no mercado brasileiro, o Mobi começou a ser vendido por aqui em abril de 2016. Ele estreou nas versões Easy, Easy On, Like, Like On, Way e Way On. Todas elas com motor 1.0 Fire flex de quatro cilindros.

Na época, o Mobi Easy era tratado como a configuração mais “acessível e racional” da gama. Saía de fábrica com rodas aro 13 com calotas, retrovisores com comando interno, para-sol com espelho para o passageiro, para-choques pintados, banco traseiro rebatível, entre outros.

Se o consumidor desejasse um Mobi mais completo, podia partir para o Mobi Easy On, que ganhava ar-condicionado, direção hidráulica, volante com ajuste de altura e rodas de 14 polegadas. Ficava devendo, contudo, vidros dianteiros e travas elétricas, não ofertados nem como opcional.

Na época, o Fiat Mobi Easy era comercializado com preço de R$ 31.900. Tinha a opção do pacote Funcional, por R$ 1.800, com vidros e travas elétricas, limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro, preparação para rádio, entre outros.

Já o Mobi Easy On podia ser adquirido por R$ 35.800.

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes

Mobi Easy On deixa de ser vendido em março de 2017

Em março de 2017, a Fiat enxugou a gama de versões do Mobi. Deixou de vender as versões Easy On, Like On e Way On.

Além disso, o Mobi Easy ficou mais caro, passando a custar R$ 33.700. Em contrapartida, ganhou revestimento de carpete no porta-malas, item que não era oferecido até então.

Mobi estreia versão Easy Comfort em junho de 2018

As últimas mudanças na linha do Mobi Easy foram aplicadas em junho de 2018, como parte da linha Mobi 2019. O carrinho passou a ser comercializado na versão de acabamento Easy Comfort.

Como o próprio nome diz, o novo modelo é baseado no Easy, mas com uma dose extra de conforto. Tem como diferencial o ar-condicionado de série, além das rodas de aço de 14 polegadas com calotas.

Seu preço na época de lançamento era de R$ 35.690. O Mobi Easy convencional ficou mais em conta na ocasião, com redução de R$ 2,1 mil, passando a custar R$ 32.590.

Fiat Mobi Easy – detalhes

Como citamos no início desta matéria, o Fiat Mobi Easy é um carro bastante “pelado”. Então, já vamos logo adiantar: se você estiver em busca por um carro para usar no dia a dia, sendo que você é uma pessoa física e não uma empresa (pessoa jurídica) para usar o veículo como carro de frota, esqueça essa versão do Fiat.

O Easy não dispõe de vidros dianteiros elétricos, trava elétrica nas portas, direção hidráulica e, tampouco, ar-condicionado. Limpador, lavador e desembaçador do vidro traseiro também não estão inclusos na lista de equipamentos de série, assim como revestimento nas colunas “B” e pintura nas maçanetas e retrovisores.

Para ter pelo menos parte disso, é preciso pagar R$ 2,2 mil a mais por um kit opcional ofertado pela Fiat. Ar-condicionado, porém, somente a partir do Fiat Mobi Easy Comfort, que custa R$ 5,5 mil a mais e só traz o recurso de conforto e também rodas de aço maiores, de 14 polegadas, ainda com calotas.

Ou seja, custo-benefício passa longe do Fiat Mobi Easy. Entretanto, o segmento segue a mesma toada: seu principal rival, o Renault Kwid Life 1.0, é mais caro (parte de R$ 34.790) e tem o mesmo nível de equipamentos de série do modelo da marca italiana, embora ofereça também airbags laterais.

Por outro lado, o Kwid Zen 1.0, que custa R$ 40.390, já sai de fábrica com ar-condicionado, vidros dianteiros e travas elétricas, direção elétrica, sistema de som com MP3 player, indicador de troca de marcha, entre outros.

Caso você queira um Mobi para realmente usar no dia a dia com o mínimo de conforto, é melhor partir para o Mobi Like, que custa R$ 41.990. Mais caro, obviamente. Porém, ele oferece ar-condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, vidros dianteiros elétricos, travas elétricas, rodas aro 14, entre outros itens de série.

Porém, o Mobi Easy consegue tirar vantagem em relação às demais versões da gama. Quando comparado aos modelos Mobi Like e Mobi Way, que usam o mesmo motor 1.0 Fire 8V flex, ele é mais econômico.

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes

Consegue fazer até 10,2 km/l na cidade e 15,2 km/l na estrada quando abastecido com gasolina. As melhores notas, porém, são do Fiat Mobi Drive com seu 1.0 Firefly de três cilindros, que entrega 11,3 km/l e 16,1 km/l nas mesmas condições.

Fora isso, o Fiat Mobi Easy segue o mesmo padrão dos demais modelos da gama. Trata-se de um carro indicado somente para duas pessoas ou, no máximo, uma família com dois adultos e uma criança. Isso porque o espaço para as pernas e ombros no banco traseiro é exageradamente limitado.

O porta-malas também é diminuto, com capacidade para 235 litros de bagagens. Ou seja, o suficiente apenas para acomodar as compras de supermercado aos finais de semana. Se você for fazer longas viagens, esteja ciente de que precisará usar o banco traseiro para levar parte das malas.

Com seus 3,56 metros de comprimento, o Mobi tira vantagem por ser um carrinho prático para ser usado na cidade, sobretudo nos grandes centros. Por ser menor que praticamente todos os outros carros em circulação, ele se sai bem ao procurar uma vaga para estacionar, por exemplo.

Assim como o Kwid, o Mobi foi desenvolvido para ser um carro barato tanto para ser fabricado como para ser comercializado. Isso pode ser notado nos bancos dianteiros com encosto de cabeça integrado, no acabamento interno predominantemente em plástico, lista de equipamentos enxuta, entre outros.

Seu motor 1.0 Fire 8V flex é o mesmo já usado há décadas pela Fiat. Não é o mais moderno, mas cumpre o seu papel em termos de eficiência no consumo de combustível.

O modelo com o melhor motor da linha é o já citado Mobi Drive, que tem um 1.0 de três cilindros que rende até 77 cv e 10,9 kgfm, com direito a câmbio manual ou automatizado GSR, ambos de cinco velocidades.

Fiat Mobi Easy – versões

A atual linha do Mobi Easy está disponível nas seguintes configurações:

  • Fiat Mobi Easy 1.0 2020
  • Fiat Mobi Easy Comfort 1.0 2020

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes

Fiat Mobi Easy – equipamentos

Fiat Mobi Easy 1.0 2020

Segurança: airbag duplo frontal, freios ABS com EBD, apoios de cabeça traseiros rebaixados com regulagem de altura, cintos de segurança dianteiros retráteis de três pontos, controle eletrônico da aceleração (Drive by Wire), sinalização de frenagem de emergência, entre outros.

Conforto: banco traseiro rebatível com duas posições para o encosto, espelho no para-sol do motorista e passageiro, luz de leitura dianteira com interruptor na porta do motorista, retrovisores externos com comando interno mecânico, tomada 12V, entre outros.

Visual e acabamento: faróis com máscara negra, grade dianteira texturizada, rodas de aço de 13 polegadas com calotas e pneus “verdes” 165/70 R13 de baixa resistência à rolagem, tampa traseira do porta-malas em vidro estrutural de alta resistência na cor preta, entre outros.

Tecnologia: painel de instrumentos com display digital de 3,5 polegadas (indicador de trocas de marchas, odômetro parcial e total, relógio digital, indicação do nível de combustível e temperatura do motor).

Fiat Mobi Easy Comfort 1.0 2020

Conforto: se diferencia pelo ar-condicionado de série.

Visual e acabamento: ganha rodas de aço de 14 polegadas com calotas.

Fiat Mobi Easy – opcionais

Mobi Easy 1.0 2020

Desembaçador com ar quente (R$ 680);

Kit Functional (R$ 2.200): vidros dianteiros elétricos com one touch, travas elétricas nas quatro portas, limpador e lavador do vidro traseiro, desembaçador do vidro traseiro e preparação para rádio com dois alto-falantes dianteiros, dois alto-falantes traseiros, dois tweeters e antena no teto;

Kit Personalização Externa Cross (R$ 980): calotas escurecidas, pintura bicolor da carroceria e adesivo de personalização no capô e laterais.

Mobi Easy Comfort 1.0 2020

Kit Personalização Externa Cross (R$ 980): calotas escurecidas, pintura bicolor da carroceria e adesivo de personalização no capô e laterais.

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes

Fiat Mobi Easy – preços

  • Fiat Mobi Easy 1.0 2020: R$ 33.490
  • Fiat Mobi Easy Comfort 1.0 2020: R$ 38.990

Fiat Mobi Easy – motor

Debaixo do capô, o Mobi Easy esconde o mesmo motor já usado no Uno, no Grand Siena e em outros carros mais antigos da Fiat. Porém, de acordo com a marca, o 1.0 Fire Flex foi atualizado, com mudanças nos pistões, anéis, cabeçote, entre outros itens, para melhorar a eficiência energética e o desempenho.

Tal propulsor é dotado de quatro cilindros e oito válvulas. São 73 cavalos de potência com gasolina e 75 cv com etanol, a 6.250 rpm. Já o torque é de 9,5 kgfm e 9,9 kgfm, nesta ordem, a 3.850 rpm.

Neste caso, a transmissão é sempre manual de cinco marchas.

A versão Drive, topo de linha, usa o novo 1.0 Firefly flex de três cilindros, todo feito em alumínio, que oferece potência máxima de 77 cv e torque máximo de 10,9 kgfm, com câmbio manual ou automatizado GSR-Comfort, ambos de cinco velocidades.

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes

Fiat Mobi Easy – consumo

Veja abaixo os números de consumo do Mobi Easy 2020:

Fiat Mobi Easy 1.0 2020

  • Consumo de 9,2 km/l na cidade e 10,2 km/l na estrada com etanol;
  • Consumo de 13,5 km/l na cidade e 15,2 km/l na estrada com gasolina;
  • Notas “C” na comparação relativa na categoria e “B” na comparação absoluta geral nos testes do Inmetro.

Fiat Mobi Easy – desempenho

De acordo com a Fiat, os números de desempenho do Mobi Easy são os seguintes:

  • Aceleração de 0 a 100 km/h em 13,4 segundos;
  • Velocidade máxima de 154 km/h.

Fiat Mobi Easy – garantia e revisões

As revisões do Mobi têm preços tabelados. Veja:

  • Revisão de 10.000 km ou um ano: R$ 224
  • Revisão de 20.000 km ou dois anos: R$ 456
  • Revisão de 30.000 km ou três anos: R$ 768
  • Revisão de 40.000 km ou quatro anos: R$ 596
  • Revisão de 50.000 km ou cinco anos: R$ 500

O modelo é comercializado com garantia de três anos, sem limite de quilometragem.

Fiat Mobi Easy – concorrentes

Renault Kwid Life 1.0 – R$ 34.790

Fiat Mobi Easy: equipamentos, motor, consumo, preços e detalhes

O principal e praticamente único rival do Mobi Easy no Brasil é o Kwid Life. Versão de entrada do subcompacto da Renault, o modelo tem preço de R$ 34.790 e, portanto, é mais caro que o modelo da Fiat.

Nos equipamentos, tem airbags frontais e laterais, Isofix, freios ABS, alerta sonoro e visual do uso do cinto de segurança do motorista e passageiro, indicador de troca de marcha, desembaçador do vidro traseiro, ar-quente, banco traseiro rebatível, entre outros.

Ou seja, ganha do Kwid em recursos extras como airbags laterais, Isofix e desembaçador do vidro traseiro. Seu motor é um 1.0 litro flex de três cilindros, com até 70 cv e 9,8 kgfm.

Fiat Mobi Easy – ficha técnica

Motor

1.0 Fire Flex

Tipo

Dianteiro, transversal e bicombustível

Número de cilindros

4 em linha

Cilindrada em cm3

999

Válvulas

8 (2 por cilindro)

Taxa de compressão

12,15:1

Injeção eletrônica de combustível

Multiponto

Potência Máxima

73 cv a 6.250 rpm (gasolina) e 75 cv a 6.250 rpm (etanol)

Torque Máximo

9,5 kgfm (gasolina) e 9,9 kgfm (etanol) a 3.850 rpm

Transmissão

Tipo

Manual de cinco marchas

Tração

Tipo

Dianteira

Freios

Tipo

Discos sólidos (dianteira) e tambores (traseira)

Direção

Tipo

Não assistida

Suspensão

Dianteira

Independente, McPherson, com molas helicoidais

Traseira

Eixo de torção, com molas helicoidais

Rodas e Pneus

Rodas

Aço de 13 ou 14 polegadas

Pneus

165/70 R13 ou 175/65 R14

Dimensões

Comprimento total (mm)

3.566

Largura (mm)

1.633

Altura (mm)

1.490

Distância entre os eixos (mm)

2.305

Capacidades

Capacidade de carga (kg)

400

Tanque (litros)

47

Porta-malas (litros)

235

Peso vazio em ordem de marcha (kg)

907

Fiat Mobi Easy – galeria de fotos

Leonardo Andrade

Leonardo Andrade

Leonardo atua no segmento automotivo há quase nove anos. Tem experiência/formação em administração de empresas, marketing digital e inbound marketing. Já foi colaborador em mais de sete portais do Brasil. Fissurado por carros, em especial pelo mercado e por essa transformação que o mundo automotivo está vivendo.

  • Mió que o Kwid

    • Murilo Soares de O. Filho

      Seriam interessantes esses modelos se fossem mais baratos, e como segundo carro, não sou contra a proposta, mas sim contra os preços. Por isso muitos criticam, não há milagre, carro sub-compacto para o trânsito caótico, barato, equipado e seguro.

      • Carlos

        Poderiam oferecer a versão 2 portas. Seriam um pouco mais baratos e um pouco mais leves, itens importantes nesse segmento.

  • Joao Victor

    Uma pessoa que gasta 33 mil em carro sem ter ao menos ar condicionado e vidros elétricos, tem sérios distúrbios mentais, tem que ser internada compulsoriamente, não tem condições de viver em sociedade.

    • T1000

      O problema é ter que pagar 40mil para ter ar nesta ratoeira.
      Caríssimo.

    • Pior que isso é saber que em pleno 2019 com 2020 na porta ainda se fabrica carro sem o “kit dignidade”…

  • Leonardo F J

    Fiquei uma semana com um Mobi alugado (e outra semana com um Kwid). Não entendi o propósito desse carro. Porta malas não cabe a mochila escolar da minha filha ( nesse quesito o Kwid é melhor).
    A posição de dirigir é ruim, muito “afundada” ( tenho 1,77m). Todos que dirigiram reclamaram da posição de dirigir. Nesse aspecto, empata em “ruindade” com Kwid que é muito estreito e vc raspa o Ombro na coluna “B”.
    O Mobi parece ser mais sólido e resistente (melhor montado) que o Kwid.
    Não deveriam ter descontinuado o Uno por causa do Mobi.
    Na verdade, o Mobi não devia existir.

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email