Avaliações Fiat Pickups

Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

fiat-strada-working-avaliacao-NA-35-700x466 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

Líder de vendas entre os comerciais leves e atualmente o segundo veículo mais vendido do Brasil, a Fiat Strada não está em sua privilegiada posição de destaque por acaso. O modelo vem se reinventando ao longo do tempo, criando assim nichos que atraem tanto consumidores que precisam de um veículo para trabalho quanto aqueles que só desejam lazer.



Na versão Working, a Fiat Strada 2015 só trata bem o primeiro perfil de cliente. Ela não tem luxo e nem adornos estéticos para dar algo além de sua proposta, que é servir bem ao trabalho proposto. Disponível nas versões com cabine simples, estendida ou dupla com três portas, a picape da marca italiana parte de R$ 37.070.

Nessa versão testada pelo NA, o pacote de opcionais inclui kit Celebration 3 e kit Young, que elevam o preço sugerido para R$ 43.435. Com isso, a Fiat Strada Working 2015 fica com um conteúdo mais generoso para o dia a dia de quem precisa trabalhar com ela. O motor 1.4 8V Fire Flex confere um desempenho modesto, adequado para o proprietário que levará cargas mais leves.

fiat-strada-working-avaliacao-NA-2-700x466 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

Por fora…

Simples e prática, a Fiat Strada Working 2015 tem visual com pouco apelo aventureiro, tendo seu foco voltado para atender o serviço que será exigido. Na frente, grade e para-choque são montados em uma única peça, cujo acabamento é feito em tonalidade cinza escuro.

Há apenas dois pequenos frisos cromados sobre os faróis de neblina e um aplique central pintado na cor prata. Os faróis possuem lentes simples e as saias de rodas apresentam acabamento plástico de mesma tonalidade do para-choque.

fiat-strada-working-avaliacao-NA-5-700x466 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

A cabine simples possui barras de proteção junto ao vidro traseiro, que tem vidro corrediço, assim como duas alças de mão no teto. Na traseira, o para-choque incorpora lentes de posição e dois apoios de pé metálicos para facilitar o manuseio de carga. A tampa do compartimento tem chave independente e não apresenta sistema de amortecimento, podendo inclusive ser retirada se necessário.

As lanternas são compactas e tem estilo dinâmico, enquanto a caçamba é revestida por proteção plástica, tendo ainda capota marítima com ganchos reguláveis nas laterais. Maçanetas e retrovisores são de cor preta e o teto possui uma antena de rádio. As rodas são de aço aro 14 com calotas e pneus 175/70 R14. Estes últimos aptos apenas para uso no asfalto.

fiat-strada-working-avaliacao-NA-43-700x466 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

Por dentro…

No interior, a Fiat Strada Working 2015 continua com sua proposta rústica para o trabalho. O painel tem bom desenho, mas o acabamento é bem espartano. O quadro de instrumentos dispõe de velocímetro, conta-giros e temperatura da água de forma analógica. Há um display circular com nível de combustível e funções do computador de bordo.

O volante tem somente três apliques de tonalidade preta, mas a coluna não possui ajuste de altura. A haste direita possui botão para acessar o computador de bordo. O sistema de áudio é muito simples e conta com rádio AM/FM com RDS, mas a entrada USB fica oculta dentro do porta-luvas, cujo espaço é reduzido.

fiat-strada-working-avaliacao-NA-42-700x1050 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

Nas portas, comandos dos vidros elétricos (one touch e antiesmagamento) e acabamento com um revestimento em tecido quase em todo o corpo. As maçanetas são de cor cinza e há apenas dois alto-falantes, assim como ajustes manuais para os espelhos externos. Há também porta-objetos nas portas. O ar condicionado fica logo abaixo do sistema de som.

O banco do motorista tem ajuste em altura e a padronagem dos tecidos é agradável. Os assentos apresentam espuma confortável. No entanto, ruim mesmo é a presença do estepe atrás do encosto do passageiro. Abaixo do sistema de áudio, dois porta-copos, porta-objetos e uma útil fonte 12V. No assoalho, há um prático apoio de pé esquerdo para o motorista. No geral, cumpre bem o que se propõe.

fiat-strada-working-avaliacao-NA-37-700x391 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

Por ruas e estradas…

A Fiat Strada Working 2015 tem um desempenho mediano para uma picape leve. O motor 1.4 8V Fire Flex entrega 85/86 cv a 5.750 rpm e 12,4/12,5 kgfm a 3.500 rpm, mas tudo isso fica abaixo da proposta das rivais. Há uma percepção de falta de força em baixas rotações, algo bastante comentado por proprietários de modelos da marca.

Vazia, a picape da Fiat andou bem com propulsor 1.4. O que deveria naturalmente fazer e sem reclamar. Em partidas de manhã, o motor se mostra hesitante em funcionamento, mas depois volta ao normal. As retomadas são satisfatórias sem peso na caçamba.

fiat-strada-working-avaliacao-NA-38-700x466 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

A transmissão manual de cinco marchas dá conta do recado, sendo bastante macia e precisa. Na estrada, a Fiat Strada Working 2015 se comporta bem e o único senão é o ruído de vento sobre a caçamba. O motor gira a 3.500 rpm em 110 km/h.

Na cidade, exige-se um pouco mais para se obter agilidade necessária para enfrentar o trânsito. O consumo urbano chegou a 6,9 km/litro, enquanto o rodoviário atingiu 9,1 km/litro, ambos com etanol, o combustível do tanque do carro cedido. A direção hidráulica é bastante firme, mesmo em manobras.

O ar condicionado dá mais do que a conta. Já a suspensão oferece pouco conforto, especialmente por causa do eixo rígido com feixe de molas. Isso também compromete a estabilidade, mas favorece o transporte de carga e a capacidade de enfrentar ruas e avenidas com estado de conservação ruim. A traseira pula um pouco, enquanto a dianteira é mais neutra. Os freios mostraram-se eficientes sem carga.

fiat-strada-working-avaliacao-NA-28-700x466 Fiat Strada Working 2015: Simplicidade e robustez para o trabalho

Por você…

Mais utilitária, a versão de entrada da Fiat Strada 2015 é focada na robustez e simplicidade para o dia a dia de trabalho. O acréscimo de quase R$ 6.400 no preço é alto para se oferecer um pouco mais de comodidade. Ficou faltando mais itens de conforto e segurança, mas para conter o custo, a Fiat limpou qualquer chance de incluir mais algum equipamento.

Ar condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, rádio/USB, faróis de neblina, computador de bordo, entre outros, garantem mais comodidade no dia a dia da Fiat Strada Working 2015, mas são completamente dispensáveis para frotistas, que querem o mais barato e robusto possível.

A caçamba tem 1.220 litros e capacidade máxima é de 705 kg de carga, um peso bastante bom para uma picape 1.4. Enfim, baixo custo, robustez, simplicidade e alguma economia de combustível, são alguns dos pontos fortes da Fiat Strada Working 2015, que trabalha em tempo integral e sem reclamar de hora extra.

Medidas e números…

Ficha Técnica da Fiat Strada Working 2015

Motor/Transmissão
Número de cilindros – 4 em linha, flex
Cilindrada – 1368 cm³
Potência – 85/86 cv a 5.750 rpm (gasolina/etanol)
Torque – 12,4/12,5 kgfm a 3.500 rpm (gasolina/etanol)
Transmissão – Manual de cinco marchas

Desempenho
Aceleração de 0 a 100 km/h – 12,7/12,5 segundos (gasolina/etanol)
Velocidade máxima – 163/164 km/h (gasolina/etanol)
Consumo estrada – 9,1 km/litro (etanol)
Consumo urbano – 6,9 km/litro (etanol)
Rotação a 110 km/h – 3.500 rpm

Suspensão/Direção
Dianteira – McPherson/Traseira – Eixo rígido com feixe de molas
Hidráulica

Freios
Discos dianteiros e tambores traseiros com ABS e EDB

Rodas/Pneus
Liga leve aro 14 com pneus 175/70 R14

Dimensões/Pesos/Capacidades
Comprimento – 4.438 mm
Largura – 1.664 mm (sem retrovisores)
Altura – 1.590 mm
Entre-eixos – 2.718 mm
Peso em ordem de marcha – 1.084 kg
Capacidade de carga – 705 kg
Tanque – 58 litros
Volume da caçamba de carga – 1.220 litros

Galeria de fotos da Fiat Strada Working 2015:

5.0

  • Tosca16

    Ainda é a melhorzinha da categoria, mas ainda prefiro as antigas Pampa e Courier …

    • CignusRJ

      A pampa, especialmente aquela que tinha 2 tanques de combustível, era muito boa.
      Tinha tb a peugeot 504 talvez a melhor de todas.
      Já a Courrier não posso falar
      .

      • Tosca16

        a Peugeot era diesel se não estiver enganado, e muito boa …

      • CharlesAle

        Trabalhei com várias Courier e sou testemunha do sua resistência,durabilidade e força..Aqui na minha região há várias que ainda trabalham no duro serviço de venda de gás de cozinha!sem dúvida,um dos piores serviços para uma picapezinha!!!

        • Tosca16

          aqui também tem várias; claro que com os anos de uso extremo estão esteticamente feinhas mas não se acham para venda de jeito algum, quem tem não vende !

      • Marco

        Concordo. Acho a peugeot 504 muito atraente. Com ar cond e direção hidráulica eu encararia fácil.

        • Guest

          vc deve está confundindo-a com a Hoggar, a 504 era essa :

        • Diego Nameko

          Na Argentina tem que nem mato, tanto as versões, coupé sedan, 4 portas sedan, 4 portas wagon, quanto a picape. kkkkk

          • Marco

            Quem sabe não dá pra ressuscitá-la por aqui, já teríamos o nosso vizinho também conforme consumidor. As poucas que vejo por aqui em Natal-RN é só em trabalho pesado e em condições ruins.

    • Marcelo Tavares

      Tinha a PAMPA 4×4

      • Tosca16

        sim sim, muita força mais alguns contras …

  • Carol Vieira

    Por mais moderna, que seja as rivais, a Fiat ainda é a melhor picape compacta. Simples e robusta.

    • ViniciusVS

      Para a função é o mais importante

    • Esses detalhes simplificados dela, deve ajudar na hora da manutenção também…

  • Cléber_V

    Picape mais vendida nos EUA e no br:
    (Cada mercado tem o que merece, só rindo pra não chorar)

    • Tosoobservando

      Simples, eles tem fabrica de automoveis, nos nao, somos refens de multinacionais.

      • Minerius Valioso

        Nada disso. Eles têm liberdade econômica, nós não.

        • Tosoobservando

          China?

          • Minerius Valioso

            A China não.

    • Netto

      Isso enche o saco, ficar comparando com EUA, compare com algum no nivel do brasil e verá que estamos muito bem. Além disse, EUA tem muito mais idade que o brasil.

      • Cléber_V

        Prefiro comparar com os melhores, comparar com iguais ou piores gera conformismo e comodismo, que já são dois dos males que nosso mercado sofre.

        • Marcelo Tavares

          Então vai mora la .

      • automotivo

        é. o complexoo de. vira latas.. O mercado e os preços do mercado não dar pra comparar nem com paises de primeiro da Europa.. Fica chato mesmo. Toda matéria um complexado faz logo a conversão.

    • Pietro

      Sem querer ser chato, mas vai colocar uma pick-up igual aquela para fazer seu trabalho diário de empresa no meio de uma cidade grande e vai ver o problemão que vai ter. Em 95% do território dos EUA você estaciona uma pick-up maior que esta em um piscar de olhos, mas vai fazer isto em grande parte do Brasil….

  • Tosca16

    Agora para trabalho não é melhor esses mini-truck’s chineses ? Quem é melhor essa Strada Working ou um Lifan Foison da vida ?

    • Netto

      Esse “treco” ai não aguenta, tudo nele é ruim, motor, cambio, suspensão, rigidez e robustez, segurança e etc..

      • Tosca16

        não sejamos “levianos” alá um candidato kkkkkkkkkkkkkkk; eu já trabalhei com picapes chinesas menores que essa e não os vejo assim, tipo eu já rodei com uma Effa de míseros 47cv (essa tem 85cv) e aguentava o baque sim, claro que não abusemos … além de ter uma versatilidade enorme, a nossa era equipada com produtos de PET-Shop . São modelos que tem uma caçamba maior, versão chassi e cabine dupla(não esta Foison ainda) de fato … para alguns serviços por poder por baú de alumínio é uma solução muito melhor que tais Stradas e Saveiros da vida … mas depende o uso, se é estritamente urbano ou rural ..

        • Aida Vilarinho

          Sei que carro de passeio e trabalho não se comparam no quesito durabilidade.. Mas só para fomentar essa discussão sobre carros chineses, deixo minha experiência:

          Eu ganhei um Chery QQ num sorteio de supermercado. Desde então o pikachu (como meus amigos chamam por ele ser amarelo) vem me levando dia e noite para onde eu quero.

          Honestamente? Estou achando o carro extremamente honesto. Estou com ele há 2 anos e a única vez que ele precisou voltar para a assistência fora das revisões de garantia foi porque a luz que indica problema mecânico (um desenho de um motorzinho no painel) acendeu. Mas foi detectado apenas que era falha na lâmpada. Nada precisou ser feito. E desde então, nesses 2 anos estou feliz com o carro.

          Eu tive um retrovisor arrancado no trânsito e a Chery me pediu 7 dias para providenciar um novo. Atrasaram 1 ou 2 dias desse prazo quando me ligaram dizendo que tinham a peça. Fui lá e tinha o retrovisor ja na cor do meu carro (amarelo).

          Então assim.. eu fico meio #xatiada quando vejo tantas críticas a carros chineses quando vejo que minha experiência tem sido igual àquela tida com marcas veteranas no nosso mercado.

          • Tosca16

            eu conheço muitas pessoas, especialmente mulheres e universitários que tem carros chineses e que estão satisfeitos ; destes alguns tem Face, QQ, outros EFFA M100… meu professor tem um Tiggo dos primeiros, e já rodamos nele; super honesto e cumpre seu papel com louvor por exemplo .

          • Minerius Valioso

            Quando o QQ ganhar uma nova plataforma, tiver montagem esmerada e boa segurança já comprovada, e corrigir algumas falhas, talvez possa ser uma boa opção.

      • Doccar

        Só de ser a diesel ja vale muito mais a pena, principalmente quando utilizado pra trabalho…

        • Netto

          O que você ganhar em economia de combustível vai gastar em manutenção, vai perder em conforto, e vai perder muita na revenda também.

    • Murilo Soares de O. Filho

      Isso não presta!

    • RyanSX

      Ulimamente estou vendo varias desses chineisinhos por aqui em entrega de agua/gas de cozinha.

      • Tosca16

        aqui tem muitas, e sinceramente aquelas CN Auto de míseros 47cv dão conta do recado e com certo louvor; hoje parei para ver uma destas que leva produtos da Ultragaz, sério que coisinha mais “engraçada” ; minúscula e ao mesmo tempo com um espaço pra lá de generoso, a mesma carregada de gás e água não ficou com a suspensão traseira baixa e pulava nos buracos … e pelo menos aqui os funcionários abusam dos veículos. Eu ví uma Strada Working hoje destas novas, sério o espaço utilizável é muito menor, por mais que tenha mais força e suporte sei lá mais não há local para por tais cargas .

  • Mr. Car

    Trabalhei muito com uma Pampa GL, na fazenda do meu avô. Picapinha valente para danar, não negava fogo. Esta seria uma bela substituta, trazendo como vantagem os confortos que a Pampa não tinha, principalmente ar e direção. Se fosse sozinho, teria uma destas fácil, mesmo como carro de uso normal. Gosto muito destas picapinhas derivadas de carros de passeio, desde meu convívio com a Pampa. A única que eu não teria, seria a Monstrana.

  • Tosoobservando

    falando nesse tipo de veiculo, alguem viu as fotos de um acidente envolvendo duas kombis? (cuidado imagen forte/g1)

    • Guest

      Quem não sabe o quanto a Kombi é frágil até pensa que a furgão caiu em cima dessa outra

      • Guest

        E foi o que aconteceu… Acabei de ver no JH rs

  • André Maia

    O título já diz tudo. Nem precisava do texto.
    :p

  • odenir

    Carro caro. Uma aberração…

  • Kadett

    Qual a largura e o comprimento da caçamba??

  • Dedwe

    ” a picape da marca italiana parte de R$ 37.070.” só li até aqui e não me interessei nen um pouco.

  • bedotRJ

    Na loja onde comprei meu carro, tinha uma Saveiro Cabine Dupla. Tive curiosidade de conhecê-la por dentro, pois já tinha entrado em uma Strada CD e achei aquele espaço traseiro dela claustrofóbico. Mas a Saveiro me surpreendeu. A VW elevou o teto e posicionou o banco traseiro em uma altura superior à dos bancos dianteiros. O espaço não é grande, mas o passageiro vai sentado lá no alto. Não vai enfurnado como na Strada. Não sei quanto à vocação para o trabalho, mas se eu fosse optar por uma delas em uma utilização de perfil mais urbano com viagens leves, escolheria a Saveiro sem pensar duas vezes.

  • CharlesAle

    “Nessa versão testada pelo NA, o pacote de opcionais inclui kit Celebration 3 e kit Young, que elevam o preço sugerido para R$ 43.435”.Se compararmos com carros de passeio,vemos o quanto essas pequenas picapes são caras!Pois com esse valor compra carros até bem completos!!

    • Netto

      Pois é, e deveriam custar bem menos que os populares, pois economizam em aço bancos e demais itens presentes em um caro de 5 lugares.

  • Cebobina

    Consome bem mais que uma Pampa CHT 1.6 a etanol. E potências semelhantes. Onde está a evolução econômica.

  • Alexandre Macêdo

    E pensar que em 2012 se comprava a básica por 28.000,00.
    Aumentos abusivos: onde vamos parar?

  • P500

    Meu ex patrão, tem 3 Courier, e em 2012 comprou 3 Strada Working.
    No momento as Courier estão sendo reformadas e seus motores retificados, e as Strada serão vendidas ano que vem.
    Trabalham com entregas de temperos prontos, os carros buscam as matérias e as levam aos mercados após o processamento. Rodam pouco menos de 100 mil km por ano.
    Os motivos são o baixo consumo, menor manutenção, maior caçamba e o principal, seguro de praticamente metade da concorrente.

  • Raul Doro

    Não entendo por que a fiat não aposenta logo esse motor 1.4, sinceramente acho um lixo (minha opinião), já andei em palio, ideia e strada e acho ele ‘insuficiente ‘ com seus 85 cvs, pra mim isso é a msm coisa a saveiro usar o motor 3 cilindros do up, um veículo de carga com esse motorzinho fica o sabor de faltar algo… E esse consumo? Por mais que sejam de categorias diferentes e meu carro seja monofuel, meu civic 1.7 2005 tem 115cvs e faz 11km/l na cidade….. Sinceramente não sei onde a “evolução” entra nisso…

    • Netto

      MANUTENÇÃO, esse motor Fire roda 250mil kilometros sem dar manutenção alguma, apenas a básica, além do preço de aquisição. Sei que o motor Honda também aguenta, porém para carros baratos, os motores tem que também serem baratos para se produzir.

      • Raul Doro

        entendi Paulo, sendo assim concordo com você e assim responde minha dúvida. (Y)

        abs!

  • igor eduardo

    alguem sabe porque o NA não faz mais videos andando na cidade e na estrada?

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend