Fiat Lançamentos Pickups Test Drive

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

A Fiat Toro 2020 chegou ao mercado nacional com preços entre R$ 92.990 e R$ 159.990. A picape média que inaugurou um novo nicho de mercado, que logo terá novos concorrentes, atualmente tem 17,9%, pouco menos que a Strada, que tem 20,6% do mercado de picapes. Lançada em 2016, ela rapidamente chegou à vice-liderança entre os comerciais leves.


Agora com overbumper no para-choque dianteiro e multimídia Uconnect com tela de 7 polegadas e navegador GPS nativo, a Fiat Toro 2020 chega com versão Endurance, equipada com motor E.torQ Evo 1.8 com 135 cavalos na gasolina e 139 cavalos no etanol. A outra opção é o motor diesel Multijet II de 170 cavalos.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

A Endurance 1.8 tem transmissão manual de cinco marchas, enquanto a diesel 2.0 vem com transmissão automática de nove marchas e tração nas quatro rodas. Esta versão vem com a nova multimídia com sistema de navegação integrada da Tom Tom, assim como o Google Android Auto e Apple Car Play (ainda não disponível para atualização).


Essa multimídia conta com um processador de 800 MHz e o sistema operacional Android 8.0. Tem ainda memória interna de 4 GB e mais 1 GB de RAM. O display tem alta definição com 800 x 480 pixels.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

A Toro 2020 ainda oferece transmissão automática de seis marchas da Aisin para o motor 1.8, além de propulsor Tigershark 2.4 de até 186 cavalos com etanol, este usando câmbio de nove marchas, mas apenas com tração dianteira.

Além disso, a Fiat Toro 2020 tem ainda a versão Freedom, que agora tem o pacote S-Design, que adiciona detalhes exteriores em cinza, bem como badges escurecidos, santantônio personalizado, faixas pretas, estribos laterais, barras no teto, retrovisores e rodas com tonalidade cinza, interior com acabamento preto e molduras de mesma tonalidade, custando R$ 5.000.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

Volcano e Ranch completam a gama de versões da Fiat Toro 2020, que em breve terá mais uma opção, a Fiat Toro Ultra. Com chegada no último trimestre, a picape cabine dupla terá cobertura sobre a caçamba com vedação melhorada em relação à capota marítima, tendo tampa articulada com amortecedores, além de santantônio personalizado. A tampa é removível.

Herlander Zola, diretor do Brand Fiat para a América Latina e Diretor da marca para o Brasil, diz: “Temos agora um portfólio ainda mais completo, com versões que atendem as mais diversas necessidades”. Para desenvolver a atualização da Toro, a Fiat disponibilizou 50 pessoas e 110 mil horas de trabalho, indo do design até a engenharia.

Impressões visuais

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

Cabo de Santo Agostinho-PE – A Fiat Toro 2020 vem renovada para manter sua presença única no mercado nacional, onde criou um nicho entre as picapes leves e as médias tradicionais, aquelas com chassi de longarinas, tornando-se um sucesso tal que, outras marcas decidiram fazer o mesmo e logo mais teremos novidades, como a VW Tarok.

Atendendo principalmente clientes não habituais de picapes, a Fiat Toro 2020 achou seu espaço e o domina, ocupando a vice-liderança do mercado de comerciais leves, agora com visual um pouco mais parrudo. A leve mexida foi justificada pela Fiat, mais ou menos como “em time que está ganhando não se mexe”.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

De fato, a Fiat Toro não tem rivais, mas precisa sim de novidade. Nesse caso, o overbumper é um nome elegante para uma barra de impulsão disfarçada. Pelo que percebemos, não é como os canos de aço do passado, mas visualmente agrada. O visual da S-Design, especialmente na cor branca, chama atenção positivamente.

Os detalhes em cinza e badges escurecidos foi acertada, realmente detalhes do carro. Nessa Freedom estilosa, as rodas de liga leve são aro 16 polegadas na versão Flex e com 17 polegadas na Diesel. Fora isso, ambas são similares. O santantônio personalizado é outro diferencial em relação ao mais simples da Endurance.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

O interior todo preto, dá um toque a mais de esportividade, tendo bancos parcialmente em couro e com tecido exclusivo. A multimídia com tela maior, finalmente acabará com a má fama da anterior, criticada por ser muito pequena. Por ora, tem apenas Android Auto, mas a Fiat prometeu resolver a questão com a Apple para ter o Car Play. Provável motivo? O sistema operacional é o Android 8.0… O GPS nativo ajuda.

O volante em couro com logotipo escurecido da Fiat, detalhes em cinza claro no painel e alavanca de câmbio, além de ar condicionado dual zone, duas entradas USB, apoio de braço com porta-copos no banco traseiro, entre outros itens de conforto e segurança, deixam a Fiat Toro Freedom S-Design bem interessante para quem quer um visual diferenciado.

Confira aqui os preços da Fiat Toro 2020.

Impressões ao dirigir

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

Embora a oferta de unidades da Fiat Toro 2020, no test drive, fosse boa com câmbio automático de seis ou nove marchas, incluindo motores 1.8, 2.4 e 2.0 diesel, a opção mais interessante (e disputada pela imprensa) era a Endurance 1.8, que tem transmissão manual de cinco marchas.

Em 2016, ela teria provavelmente catapultado as vendas da Fiat Toro logo de início, afinal, seria a mais barata e com o câmbio desejado por muitos clientes em potencial, especialmente os que estavam subindo de categoria, saídos principalmente da Fiat Strada. Obviamente que esse sucesso todo mataria parte da gama da líder de mercado.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

Hoje, começando em R$ 92.990, a Fiat Toro Endurance 1.8 manual não tem mais o mesmo impacto sobre a irmã menor. Com tudo o que pode ser adicionado e em parte pode ser visto nas fotos, essa versão da picape alcança R$ 101.079 para ficar bonitinha.

Bom, indo ao que realmente interessa, provamos rapidamente a Fiat Toro Endurance 1.8 manual e chegamos há duas coisas importantes. A primeira é que o motor E.torQ Evo 1.8 ainda fica devendo muito na picape (alguns dirão que em outros modelos também…), mas, no modo Sport, ele acorda e mostra o que deveria fazer sem esse recurso.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

No modo normal, o propulsor de origem Chrysler (com a BMW) se ressente do peso da picape e demora muito para ter fôlego suficiente para boas respostas. Não adianta reduzir marcha, ele vai precisar de giro alto e tempo para reagir. No modo Sport, ele fica muito mais esperto e muda completamente a condução, dando mais ânimo durante a condução.

Já o câmbio, se for fazer um comparativo com Argo e outros modelos menores da Fiat, parece outro. Mesmo sendo da própria marca, ele é mais firme nos engates, tendo curso menor e mudanças precisas. Nem de longe lembra aquele câmbio macio ao extremo, popularmente conhecido dos carros da Fiat que, apesar disso, não agrada todo mundo. Este agradou.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

Com bom escalonamento, o câmbio da Toro Endurance 1.8 tem até um pomo ligeiramente esportivo. Pena que o motor E.torQ Evo insista em trabalhar de fato apenas com o modo Sport acionado. O desempenho, nesse caso, fica bom, mas o consumo vai para o espaço… É aquilo, ganha-se por um lado, mas perde-se por outro. A 80 km/h, em quinta, o ponteiro chega nos 2.500 rpm.

No restante da coisa, a Fiat Toro continua sendo um bom carro. A cabine tem espaço suficiente apenas, como em qualquer picape, infelizmente, mas agrada na dirigibilidade, tendo uma direção elétrica leve e progressiva, garantindo bom controle e conforto.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

A suspensão independente nas quatro rodas cumpre bem o seu papel, oferecendo boa estabilidade em curvas e conforto em pisos esburacados e na terra. Com curso adequado, a Fiat Toro veste o condutor mesmo no fora de estrada. Os freios atendem razoavelmente bem, enquanto a embreagem é baixa e gostosa de usar.

A Fiat Toro Endurance 1.8 manual é uma opção interessante para quem realmente não curte câmbio automático, hoje em número bem menor que no ano de 2016. O preço alto atrapalha, já que não faz muito tempo (fevereiro de 2018), a S10 Advantage custava o mesmo, sendo bem superior em motorização e proposta.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir

Entretanto, a Fiat Toro Endurance tem o apelo de ser feita para quem nunca foi cliente de picape. E isso faz enorme diferença para muita gente. Menor e mais fácil de estacionar, ela está mais para um SUV com caçamba (e agora com “porta-malas” na Ultra) do que uma picape grande, pesada e com proposta mais dura.

Fiat Toro 2020 – Galeria de fotos

Evento a convite da Fiat.

Fiat Toro 2020: Impressões ao dirigir
Nota média 5 de 3 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • vi.22

    Porque ainda não fizeram a toro cabine simples?!

    • Saulo Bezerra

      Você quis dizer Strada?

    • Joao Victor

      Toro é picape para ir pro shopping, não é para trabalho.

      • Eric PB

        coloquei 500kg de cerâmica e cimento na caçamba da minha esses dias e foi muito bem. Se eu colocasse esse peso no carro sedan da minha esposa, provavelmente danificaria os amortecedores. De quebra economizei 100 reais do frete. Te garanto que ela tem mais propósitos do que apenas ir ao shopping, baste ter uma que vai saber.

        • Fernando Gabriel

          O que ele quis dizer, é que não é para trabalho como uma S10, Ranger ou Amarok.Não se esqueça que ela compartilha algumas peças com a finada Doblò cargo, por isso de conseguir carregar os 500kg, mas é só, ela não foi feita para mais que isso e é um erro achar que deveria ser, já que o propósito dela não é esse.

          • Eric PB

            Concordo que o proposito final não é esse, porém ela tem capacidade para 1tonelada, obviamente que ao usa-la para esse fim seu desgaste será prematuro em relação às que vc citou tendo em vista não ser feixe de mola entre outros. Mas se necessário ela quebra um galho maior do que carros de shopping.

            • Fernando Gabriel

              Pode levar 1 tonelada na versão Diesel e 650 kg na Flex? Sim. É o foco dela? Não.Ela é uma picape com conforto de sedã, que pode exceder um pouco e efetuar transportes, mas ela não foi criada para isso, por ausência de feixe de mola e por não ser sub chassi.Eu particularmente prefiro ela assim mesmo, pois se prepararem ela para ser uma S10, por exemplo, perderá alguns atrativos.

  • Gustavo Costa

    Como ficou o consumo da Freedom Flex Automática dessa linha 2020?? A minha Freedom Flex 2019 faz 5-6kml cidade e 10-12 kml estrada …. A falta de vedação na capota é horrível, teve uma certa vez que fiz uma viagem e cheguei com as roupas todas molhadas… a tela multimídia é realmente um ponto negativo da versão 2019 e pelo que vi nas fotos essa nova tela parece ser muito boa.

    • Bruno Silva

      Melhorou a estética da multimídia, mas é muito lenta, parece da Hilux.

    • Eric PB

      onde vc mora? faço em curitiba-são jose dos pinhais pegando um pouco de linha verde, região de transito mais intenso, 50km por dia com 6,5 no alcool…não acho de todo mal para um carro com 1800kg. A multimidia realmente é fraquinha mas ao menos tem gps integrado.

    • afonso200

      caraca, meu Azera V6 2011 faz 5.8 na cidade, até 6.4 em cidade tranquilo,,,,, e 13,5 a 80km/h no piloto automatico,,,, e 12,3 a 110km/h no piloto automatico,,,, sempre com 4 dentro, AC ligado e sem ultrapassar,

  • Léo Dalzochio

    Tiraram a tomada de ar próximo do pneu direito? Ou em qualquer pocinha de água já pode acontecer um calço hidráulico?

  • TchauQueridos

    Com HR-V a 140K, nem dá pra reclamar do jurássico 1.8 que a FIAT ainda insiste em usar.
    Pelo preço até que é aceitável a Toro.

  • Fanjos

    Fiat = Adesivos e mais adesivos e motor cansado poeirento.

  • dallebu

    É como foi dito, o motor E-torq EVO VIS até tem força no modo Sport, mas o consumo vai pro espaço, por isso tiveram que fazer uma calibragem anestesiada no modo normal de condução. O Argo não tem o modo Sport, apenas o modo anestesia, mas é um carro 400 kg mais leve, e com isso tem uma relação de marcha bem mais longa.

  • Filipe Augustus

    Tive que pegar a foto da Toro 2016 e comparar com a 2020 pra saber o que mudou, porque o facelift foi muito sutil!

    • Vinícius Sza

      Não foi facelift.

  • JFaria

    É inadmissível um carro com esse valor e tamanho vir com rodas de ferro e calotas em algumas versões.

    • Paulo Lustosa

      S10, Hilux e Amarok usam roda de ferros estilizadas nas versões básicas, porém são turbodiesel (a S10 sendo a mais potente delas) e tração 4×4 com reduzida.

      • Fernando Gabriel

        No caso das S10 e Amarok, são versões destinadas a Trabalho, devido o Torque.Já a Toro, não é destinada a este tipo de trabalho em nenhuma versão.

        • Paulo Lustosa

          Mas a Toro Endurance é pra trabalho.

          • Fernando Gabriel

            A Endurance é Flex 4×2, não podemos comparar com S10 a Diesel 4×4 por exemplo, citadas por voce.

  • afonso200

    as primeiras a gasolina e com teto solar sao raras, duraram 120 dias no mercado

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email