Fiat Montadoras/Fábricas

Fiat: Tritec 1.6 voltará “flex”

motor-tritec Fiat: Tritec 1.6 voltará "flex"







A FPT Powertrain Technologies(Grupo Fiat) decidiu abandonar os motores 1.4 produzidos anteriormente pela Tritec para centralizar o reinicio da produção no motor 1.6. Este motor da Tritec era feito para a BMW equipar o Mini na Europa. Ele tem 114cv e 149nm, mas é movido somente a gasolina. Isto deve mudar, já que a FPT pretende modificá-lo para uma versão “flex”.
A FPT estuda a produção de uma versão 1.8 desse motor para equipar a linha Palio e derivados, enquanto o 1.9 argentino, seria destinado apenas a modelos de segmentos superiores, como o Linea e futuros lançamentos.

1.8 versus 1.9

O novo propulsor da Fiat deve substituir parcialmente as versões com motores GM 1.8 utilizados atualmente em modelos da marca. Mas onde seria empregado um novo motor 1.8 da Tritec na linha Palio? Partimos do ponto de vista que esse 1.6 da Tritec já apresenta potência e torque condizentes para disputar com concorrentes da mesma faixa de cilindrada e preço. Um novo motor 1.8 deverá ter uma potência bem superior a este 1.6, rivalizando com o novo 1.9 que virá da Argentina…Ou seja, teriamos por exemplo um Palio 1.8 e um Punto 1.9 com potências muito parecidas. Não seria mais fácil e menos custoso, adotar um único motor 1.8 ou 1.9 para toda a linha?

Fonte: Marcos Rozen/Auto Data.



  • Gadernal

    Que venha logo 1.6 16v TURBO essa p…! Pra punto abarth, palio “1.6R”… Chega de 1.0 turbo, 1.0 supercharger, 1.4 turbo… Já passou da hora de um motorzinho médio com um turbo bem feito em um carro pequeno, um “pocket-rocket” brasileiro, chega de enjambre né meu povo??!!! :pao:

  • LF_pitico

    não vejo problemas em haver motores 1.4, 1.6, 1.8 e 1.9 na msm linha… afinal qnt mais opções melhor…

  • elvisol

    Legal, vai demorar somente uns 5 anos. Pouca coisa… até la vamos indo de PowerTreco uahauhauauahuahauha emprestado da GM….. :trowup:

  • Paullo

    Acho que a fiat nao deveria deixar de produzir os motores 1.4,esses deveriam substituir definitivamente os 1.0.Isso já seria um grande diferencial em relaçao as principais concorrentes GM e Volks.(Se o Uno já corre 1.0,imagina 1.4?)O que vai ter de gente morrendo… Brincadeiras a parte.
    Agora produzir dois motores de potencias muito parecidas, pode ser só de inicio.Pra ver como o mercado reage, e qual deles será mais “negócio”.
    O Linea definitivamente virá 1.9.Agora um Siena com motor 1.6, será uma briga direta com o Polo.
    Colocando tds os motores flex,será outra boa arma da fiat.Geralmente as marcas fazem isso produzem +um motor e espera a reacao nas vendas.

  • cezar

    A fiat PRECISA de um motor 1.6. Muitos não gostam desse 1.8 GM e o 1.4 é fraco. Cai bem somente em carros compactos. Por exemplo, a nova weekend trecking não vai bem com esse 1.4. Agora imaginem com um 1.6 com essa potência e preço de cerca de 42 k. Venderia muuuuito. Eu mesmo compraria, pois achei mais equilibrada (visual) que a locker.

  • Luis.J.R.

    Concordo?Os motores 1.4 poderia equipar os carros só de entrada, como o mille e palio.E que venha esses novos motores logo? :cool:

  • Giovanni

    Pelo visto teremos Fire 1.0 8v (75 cv), Fire 1.4 8v (86 cv), Fire 1.4 16v (105 cv), Tritec 1.6 16v (~125 cv?), Tork 1.6 16v (~140 cv?) e T-Jet 1.4 16v Turbo (~165 cv?). Nada mal Fiat, nada mal :clapp:

  • Giovanni

    Ops correção, Tork 1.9 16v (~140 cv?). Eu não acredito em versão 1.8 deste motor. A Fiat já fez um estudo dessa cilindrada na Tritec, mas com o lançamento do 1.9 16v não faria sentido investir em uma unidade de potência tão próxima. A menos, é claro, que seja um novo 1.8 8v. Também não seria mal :laugh:

  • mutley

    Com uma fábrica de instalações modernas e com adaptações para fabricar motores flex. deveria ser feito motores 1.6, 1.8, e até superiores a 2.0, todos com a possibilidade de motrização com turbo…
    E esquecer a produção argentina… Deixe os 1.9 pro hermanos e construia alguns motores 2.5 pra nós brasileiros em futuros carros como o bravo…
    Tá na hora da FIAT ditar as regras…
    Ela já comprou a fábrica moderna, já trouxe mais de 15 motores do punto abarth para modificação e adaptação aqui…
    Tá na hora de andar sozinha e deixar os motores GM

  • boltcrank

    esse motor do Mini tá com uma cara boa, com isso espero que a FIAT tenha independencia dos Motores da GM, para os nossos padrões ele é um motor potênte, só uma pergunta a FPT vai diminuir a potência dele , aumentar ou vai ficar na mesma só que Flex?

  • Rodrigo joi

    Espero que não demore, sei que tem que atualizar para flex e depois testar, mas espero que andem rápido com isso, gostaria tanto de poder trocar meu golzinho num punto 1.6 “fRex” com pelomenos 110cvs … mas se demorar vou ter que ir de polo mesmo (bom carro sim, mas queria o punto, gosto) …

  • Shiol

    Realmente muito confuso essa onda de motor 1.9 e 1.8.
    Como eu já havia comentado em noticias anteriores, acharia melhor se fosse apenas um motor pra segmento de faixa superior dos carros.
    Acho que esse 1.9 16v seria meio que mal preconceituado, o povo brasileiro prefere mesmo um motor 8v por causa do custo de manutenção.

  • pedro faleiro

    NÃO ACREDITO QUE 1.8 1.9 FICARIAM JUNTOS NO MERCADO, SIMPLESMENTE POR RAZÕES DE CUSTO OPERACIONAL. QUEM FOI NA FÁBRICA DA FIAT E NA FÁBRICA DE MOTORES sabe o que estou dizendo. provavelmente ficará o 1.6 (que tem boa potencia) para a linha pálio e o 1.9 (que por enquanto será argentino, mas será fabricado no brasil)para modelos VIP. nada de 1.8. :))

  • Raimundo

    Pra mim, motorizacoes em excesso eh ruim tanto para o consumidor quanto para a fabrica, pois o consumidor corre o risco de pagar muito ou pouco por pequenas diferenças (potencia, cilindrada, tecnologia) e o fabricantes tem um maior custo de producao por conta das diferenças de construcao destas opcoes. Melhor seria seguir a linha dos alemaes mantendo a cilindrada e variando a potencia via ajuste de injecao, acrescimo de turbo, compressor, mais valvulas etc. A manutencao sai mais em conta pois o numero de peças comuns eh maior.

  • D.Lobo

    Taí uma boa notícia pois o que faltava pra Fiat era um motor 1.6, o 1.4 é bom mais em carros como Siena e Punto por exemplo ele deixa a desejar, já com o 1.6 eles disputariam diretamente com Polo e Polo Sedan.Independente de qual motor venha, se vem o 1.8, o 1.9 ou até mesmo os dois o importante é que a Fiat vai se livrar do 1.8 beberrão da GM

  • Hodney Souza

    Seria bom se colocasse um 1.4 no Mille, também visto que a falta de opção de motor para ele torna o consumidor que gosta do carrinho, preso ao 1.0. :rayban:

  • Mirax

    Motor 1.9 com potência de 1.8 também não dá né!?. A Fiat diz que esse 1.9 terá em torno de 130 cv. Se analisarmos, o 1.8 de Corolla e Civic tem em torno disso ou até mais.

    Esse 1.9 deveria ter potência de 2.0, aí sim teria vantagem em cima de concorrentes do mesmo segmento, que justificasse a cilindrada.

  • Mirax

    Todos falam dos motores 1.8,2.0 e 2.4 da GM como beberrões e velhoas. Aliás são mesmo, mas não podemos esquecer que o 1.4 Econoflex é um motor bem resolvido.

    O Econoflex é o 1.4 mais potente do Brasil, com 99 cv a gasolina e 105 cv a álcool, e com apenas 8 válvulas. Todos os outros ficam na casa dos 80.

    Pelo menos desse motor GM, a gente não pode falar mal.

  • Rodrigo joi

    [Comentario #84474 sera citado aqui]

    Mas ai complica, você esta se referindo aos motores japa vvti, vtec, etc, esse tem bloco em aluminio, variador de fase, comandos roletados, comando no cabeçote, etc, o que os deixa bastante caros.
    Mas se você comparar o esse suposto 1.9 com motores não tão modernos, como o GM 2.0 que tem 128cv, o vw 2.0 que tem 116 esses supostos 130cv dele até que não são tão pouco, ao meu ver 130cv já é o suficiente para a maioria dos carros da marca (escluindo versões realmente esporivas)..

  • Rodrigo joi

    E esse 1.4 da GM realmente parece ser um bom motor, mas a taxa de compressão é um tanto alta e se não me engano ele usa comando roletado, alem da potência máxima ser obtida praticamente no limite do giro o que na prática fica meio sem uso, uma vez que o suposto consumo redusido vai para o espaço.

  • Lucas Mendonca

    Involuntariamente se contesta tudo que se faz na industria automobilistica brasileira. Tanto se reclama pela falta de opçoes entre equipamentos, versoes e motores oferecidas pelas montadoras. Portanto, acho que a Fiat tem sim que oferecer motores 1.8 e 1.9 em seus modelos, assim como os 1.6, 1.4 e 1,0. Poderia ainda continuar com os 2.4 que tinha no marea, lançar 1.2, etc, assim como na Europa. Custos?! Os mesmos de qualquer forma sao diluidos no preço dos carros vendidos a nós…

  • IGAUM

    esse tal do brasileiro nao sabe mesmo o q quer… pqp…

    se a fiat tem só 2 motores…1.4 e 1.8… RECLAMAM..

    se tem opçoes de meia duzia de motores…RECLAMAM TBEM..

    afff…. vsf…

    e na europa? q tem carro q chega a ter mais de uma duzia de opções de motor entre gasolina e diesel?

    brasileiro tem o q merece merrrrmo!!! :pao:

  • acrobata

    Espero que o contrato com a Óbvio seja honrado e o 828 saia do papel.

  • Mirax

    [Comentario #84501 sera citado aqui]

    Mas aí também tem um problema, porque os 2.0 GM, e os 2.0 VW são antigos. Os GM então nem se fala. O 2.0 VW nem é flex ainda.

    Sobraria então o 2.0 Ford e os 2.0 PSA, mas ambos são 16 válvulas, com potência em torno de 143 cv.

    Com relação ao 1.4 Econoflex, acho que a GM tirou leite de pedra. Porque pra efeito de comparação, ele é até mais potente que o 1.6 da VW, ambos rodando com álcool.


Send this to a friend