_Destaque Fiat Hatches

Fiat Uno 2017 chega em setembro com visual renovado e novos motores 1.0 e 1.3

fiat uno 2017 reestilizado oficial

O Fiat Uno será o responsável por estrear o inédito motor 1.0 litro três cilindros na linha da marca italiana no Brasil. A empresa divulgou nesta quarta-feira, 24, a primeira imagem do novo modelo e confirmou seu lançamento para setembro. Além do propulsor “mil”, o carro vai estrear um novo bloco 1.3 litro de quatro cilindros, visual com alterações, novos detalhes de acabamento interno e novos equipamentos.

Como mostra a imagem acima, o Fiat Uno 2017 vai abandonar os três quadradinhos na dianteira, que deram lugar a uma nova grade com barras horizontais, formando conjunto com os faróis, além de para-choque redesenhado e novas rodas de liga-leve. A versão exibida na foto é a topo de linha Sporting, que traz ainda adesivos na parte inferior das portas, retrovisores na cor preta e tonalidade vermelha no suporte dos faróis de neblina e no friso da grade.

Por dentro, o compacto deverá receber novos detalhes de acabamento. Já entre os itens de série, todas as versões do Uno poderão dispor de vidros elétricos nas quatro portas, sistema multimídia e direção elétrica. Haverá ainda sistema start/stop, controle eletrônico de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS) e assistente de partida em rampas, que possivelmente serão exclusividades das versões mais caras.

Quanto aos motores, o 1.0 litro três cilindros e o 1.3 litro quatro cilindros são da família GSE (Global Small Engine), sendo o primeiro com cerca de 80 cavalos de potência e o segundo com 109 cv, ambos construídos em alumínio e com comando por corrente. Esses propulsores vão substituir os atuais 1.0 e 1.4 da linha Fire.





  • Maycon Farias

    Ficou um pouco mais agradável, motor um pouco mais moderno. Mas eternamente enquanto eu ver um Uno sempre vou lembrar e desejar mais o Panda do que ele. A chances de um dia nosso Uno superar o Panda deve ser quase nula. De qualquer forma uma palma para a Fiat está deixando ele melhor.

    • Felipe S. Rangel

      Pois é, eu esperava que trouxessem o Panda tal como é para fazer jus ao título de novo Uno 2017.

      • Gustavo73

        O Panda é do tamanho do Mobi.

        • Jackson

          Não, o Panda 3,65 m de comprimento enquanto o Mobi tem 3,56.

          • Gustavo73

            Verdade eles tem o mesmo entre-eixos 2.,30 mt. Mas o Uno continua maior com 2,37 mt de entre-eixos e 3,77mt de tamanho.

        • Edinaldo_Tapica

          Concordo Gustavo, creio que ele esteja mais pra Mobi internamente do que pra Uno…

          • Gustavo73

            Apesar de ter um desenho interno bem melhor que os dois.

            • Edinaldo_Tapica

              Desenho pouco funcional diga-se de passagem. Tive uma impressão bem ‘espaço de Celta’ do Panda 2016…

              • th!nk.t4nk

                Menor. O Panda é pra 4 pessoas só. É minúsculo.

                • Edson Fernandes

                  E o Mobi mal cabe 4 pessoas, a não ser que considere crianças…

      • dallebu

        O Panda tem o mesmo entre-eixos do Mobi, tendo um porta-malas parecido, só que o Panda tem 10 cm a mais no comprimento e tem uma altura bem maior, muito minivam. Acho que o Mobi atende melhor o gosto do Brasileiro, com suspensão e estrutura robusta pra aguentar a buraqueira. Bota um Panda e um Mobi pra rodar no Brasil pra ver qual é mais robusto. Mobi vai surpreender

        • Edinaldo_Tapica

          Minivan? Em foto né? Kkkkkkkkkkk

        • Mardem

          Só porque é pra gente, o Mobi tinha mesmo que ser mais feio do que o cão chupando manga? Poxa… não dava para fazer um Panda robusto?! Acho que poderia valer a máxima do “Hay que endurecerse pero sin perder la ternura jamás”. Hahaha

      • Edinaldo_Tapica

        Rapaz, alugamos recentemente um na Espanha, e necessário algumas considerações: De fato a versão 4×4 com motor diesel 1.3 com start stop e tudo o mais que equipava nosso modelo era pouquissimo ruidoso, mas em sensibilidade geral, nada além do nosso 1.4 a gasolina. Mas o que achei discrepante, principalmente comparando ao Uno, foi o espaço interno: Acredite se quiser, o Panda é minúsculo, em espaço interno e pouca coisa melhor do que um 500. Na Europa é comparado com Hyundai H10 que é um subcompacto do tamanho do Picanto… Eu prefiro nosso Uno

        • Mardem

          Ele é pouca coisa melhor do 500 porque são projetos que compartilham a plataforma e têm o mesmo entre-eixos. A diferença a favor do Panda são as 4 portas e o desenho mais truncado da traseira. No 500, devido à questões de estilo, a traseira tem uma “caída” mais acentuada que prejudica o espaço da cabeça dos passageiros de trás. De qualquer forma, pequeno por pequeno, o Panda dá um banho de estilo e refinamento quando comparado ao Mobi.

          • Edinaldo_Tapica

            Exatamente, concordo com tudo. Menos com a questão do refinamento: Pra você ter uma idéia, nem o encosto de cabeça dos bancos frontais possui pano como revestimento. É um plástico duro que lembra borracha. Alugamos duas versões, a top 4×4 diesel e a básica. Realmente a top está no mesmo padrão de acabamento do meu Novo Palio, mas estamos falando num carro de 12 mil Euros, com espaço de Picanto. A versão básica tem unicamente como diferencial em relação aos Uno básicos o forro das portas. Todo o resto é bem semelhante. Na verdade eu tinha a mesma percepção de que o Panda era um Uno de ricos, mas o que eu quero dizer é, que depois de uma semana com o carro você repensa a questão. Brasileiro reclama demais… (quebrei a cara)

            • Mardem

              A questão da borracha é recorrente no 500. Os encostos são bem duros. Isso foi resolvido no facelift, já que os encostos agora tem acabamento em vinil. Mas quando me referi ao refinamento, não foi somente relativo ao uso de materiais, mas de toda a concepção do carro. No Panda, os plásticos tem variação de cor e textura. O design é bem coerente com o carro, o volante é “quadrado” e a Fiat não usou aquelas saídas de ar redondas datadas e compartilhadas por todos os populares do país, eles fizeram uma con desenho inédito, muito legal. O desenho dos bancos do Panda, com relevo de quadradinhos, é muito legal, mesmo num carro popular. São esses detalhes que denunciam quanto o nosso Uno é só um primo pobre mesmo. É como diz o ditado God is in the details

              • Edinaldo_Tapica

                Tu já andou em um? Ou tas falando pelo que vê nas fotos? Porque de fato, nas fotos passa essa impressão de bom acabamento, mas ao vivo você vê, e tipo mulher com um quilo de maquiagem: Não muda sua essência se for da plebe.

                • Mardem

                  Panda não. 500 eu tenho um. O acabamento não tem superfícies macias ou derivados, é bem simples. Mas tem um design harmônico, bem pensado. E é a isso que me refiro. O desenho do interior do Mobi é pobre. Poderia ter painel macio e derivados, continuaria visualmente pobre. O 500 e o Panda têm materiais simples, mas têm um design incrível.
                  Claro que o Mobi tem uma montagem aprimorada, se comparado aos Fiats nacionais anteriores, mas tem um visual que não salta aos olhos. Nisso, os 500 e Panda europeus são muito superiores.

                  • Edinaldo_Tapica

                    Já fiz um test drive num 500, deu a impressão de que equivale ao Panda 4×4,e não ao Panda básico, este que está mais pro nosso Uno… Concordo que a Fiat deveria vender o Panda no lugar do Mobi, a preço de Mobi, mas geraria canibalismo. Então a solução mais lógica seria manter o Mobi, mas cobrarem pelo menos 4k a menos. É a minha opinião

        • Luis_Zo

          Engraçado como as impressões podem ser completamente diferentes.

          Já fique quase um mês com um Panda alugado, exatamente o mesmo que tu mencionou (1.3 Diesel 4×4)

          O que tive a elogiar foi exatamente o motor, com ótimo fornecimento de torque e ótimo consumo. Fiz média de 18km/l… na cidade!

          Na estrada, no entanto, achei Extremamente ruidoso. Travava 140km/h (no GPS), ficava uma barulheira desgraçada, fora que o consumo não ficava muito melhor que os 18 da cidade.

          Prefiro o Panda ao Uno, nesse caso.

          Sobre o espaço interno, não tive nada a reclamar. Como só dirigia o carro sozinho, atendeu muito bem. Diria que o mesmo vale pro Mobi, se eu comprasse um, é só pra eu e talvez mais uma carona, pro deslocamento urbano (99,999% do tempo) atende e tranquilo.

          • Edinaldo_Tapica

            O motor é fabuloso em se tratando de consumo e ruído (analise o que eram há 15 anos atrás um carro a diesel!), mas o nosso 1.4 me parece mais ágil. É um produto bem específico. Eu compraria um aqui sem problema algum, prezo principalmente o consumo. Em tempo, viajar com um carrinho do tamanho do Panda a 140 é praticamente exigir o máximo das relações do carrp (lembrar que o carro Diesel tem torque, não potência, em sua grande maioria dos casos, por isso o ruído te incomodou). Concordo, pro deslocamento urbano o Panda atende, logo, ele seria uma boa opção em relação ao Mobi, não ao Uno. Éramos quatro, cada um com uma mala pequena. Foi difícil… Já quando alugamos um Uno em São Paulo, os mesmos quatro com as mesmas malas, foi significativamente mais confortável

        • Felipe S. Rangel

          Rapaz, achava que se trata do mesmo carro.

          • Edinaldo_Tapica

            Eu também kkk

    • Mr. Car

      Também acho. Especialmente em termos de interior, o Panda estraçalha com o Uno.

      • Edinaldo_Tapica

        A versão básica e tao peba (simplória) quanto nosso Uno base. Com a propriedade de quem alugou um…

    • Khusller

      Aqui no Brasil se vende duas coisas: litragem e espaço. O carro é 5.0 de 40cv e possui um espaço de 5cm a mais que os concorrentes? Então pronto, será um dos mais vendidos do País. Se trouxerem o Panda que é menor tanto em tamanho quanto em litragem de motor…

    • Guilherme Couto

      O panda aventureiro tem tração nas 4, enquanto o uno tem molduras. Se colocar escada deve subir em paredes.

  • Daniel Saraiva Vila Nova

    1.3 com 109 cv? Esse vai ser girador!

    • Rodrigo

      Ou então a Fiat está preparando um turbinho e está escondendo o jogo (já que a tendencia do downsizing é mundial e esse motor também).

      • Gustavo73

        Esse é aspirado mesmo. Mas já se fala em uma versão turbinada

    • Austin&Katya

      Detalhe: 8 válvulas só, sem injeção direta e sem comando varável…
      Acho que foi o demônio que mapeou o módulo desse troço kkkkk

      • Felipe

        Eu acredito que o truque deve ser o mesmo da GM, jogar o torque máximo pra rotações mais altas.

        • Austin&Katya

          Mas muitas fontes dizem que esse motor é voltado pro consumidor normal que utiliza o motor sempre em rotações baixas… É o demônio mesmo que fez esse motor rs

        • Pedro Cunha

          Sinceramente, não há grandes segredos nisso, só engenharia mesmo.
          Quem não lembra do motor GM do Vectra GSi 1995 e seus vigorosos 150cv e 20,7kgfm? Sem turbo, sem injeção direta, sem firulas, só acerto e componentes. Engenharia. Essa marca só foi digamos, “popularizada” recentemente, e com ajudas eletrônicas, comandos variáveis, etc. Vejo esses números e não fico surpreso em ver o duratec ford e sua injeção direta com 178cv, ou mesmo o 1,4 tsi VW e seus 140cv, ajudado por uma turbina.
          Então, acho mesmo que nesses tempos de apps para tudo quanto é lado, eletrônicas demasiadas, muita gente deixa de ver um motor como obra de engenharia. E no caso dos novos fietinhos, não podemos esquecer que a “mama fiat” tem um passado primoroso nesse sentido.

        • GPE

          Torque máximo de 13,4 a 2800rpm o Corsa 1.4 de 105cv

          • Austin&Katya

            Esse 1.3 parece que vai pra casa dos 14 no torque segundo algumas fontes

            • Edson Fernandes

              13.9 para ser mais exato. E ao que parece no alcool 14.1 (edit)

              • Austin&Katya

                Sabe me dizer a quantos rpms?

                • Edson Fernandes

                  Não. A Fiat ainda não divulgou esses detalhes.

          • Edson Fernandes

            O Corsa pode até ser… já o Onix o torque maximo é a altas 5200rpm.(site da Chevrolet)

          • Felipe

            O corsa é de antes do aumento da restrição de emissão de poluentes do proconve. Vc nunca se perguntou pq a montana do agile teve redução de potência? Ta aí o motivo. O mesmo vale pro motor 1.8 do corsa e do cobalt. O onix só segurou a potência no mesmo patamar pq o motor recebeu outras melhorias e pq teve o torque máximo movido pra rotações mais altas.

      • MarcioMaster

        No caso 6 valvulas. Mas acho que motores pequenos e carros de uso urbano a adoção de 2v por cilindro é mais interessante que 4v. Tomara que a Fiat tenha acertado, pois o 1.0 atual é lastimável.

        • Pedro Cunha

          O novo 1,3l de 109cv tem 4 cilindros. 8 válvulas.

          • MarcioMaster

            Verdade, e nem precisava podia ter sido o 1.0 3cil com 1300cc.

      • dor53

        qtos cv tem o 1,4 da gm?

        • Austin&Katya

          98 cv

          • dor53

            o da fiat e um projeto novo todo de aluminio…evolução

            • MarcioMaster

              Projeto novo sim, mas ser de alumínio não aumenta nem 1 cv

              • dor53

                isso eu sei

          • Matozao

            99 na gasolina e 105 no álcool

            • Edson Fernandes

              Na verdade é 99 e 106.

              • Matozao

                Olha ai

                • Edson Fernandes

                  Me referi ao Onix mesmo.

                  • Matozao

                    Correto

          • GPE

            105cv no Corsa

            • Austin&Katya

              No Etanol né? Que Etanol no Onix fica 106

              • GPE

                É?

        • Diego Ávila Monteiro

          Vamos esperar o torque, senão é elas por elas.

          • Daniel Saraiva Vila Nova

            Espere algo em torno de 13 kgfm se for aspirado e em alta. Torque tem quase tudo a ver a litragem. A potência alta de um motor de baixa cilindrada sem turbo vem de um motor que gira muito. Vide os Civic VTI, Si…

            • Austin&Katya

              As fontes dizem que é 14

          • Austin&Katya

            Muitas fontes tão falando que é 14

        • Matozao

          99 gasolina e 105 no álcool

        • GPE

          105cv o do Corsa

          • th!nk.t4nk

            Corsa morreu faz tempo. E ele nem atendia as exigências de emissões atuais. Não tem como comparar.

          • Felipe

            105 no corsa mas com regras de emissões mais brandas que as regras de hoje. Em meus comentários usei o motor do onix como exemplo.

      • Dula Bude

        kkkkkkk
        Só pode!!

      • GPE

        Mas se lembra que a GM já teve 1.4 de 105cv há 10 anos atrás. Logo, 109cv num 1.3 não seria coisa do outro mundo levando isso em comparação. Porém, sabendo que temos motores de potência ridícula como o 1.6. 8v da VW, isso se torna um feito…

        • Austin&Katya

          Lembro, mas ainda tinha cilindrada a mais…
          E tem piores ainda dq esse da VW, tem o 1.6 da Renault de 98 cv tbm…
          E temos tbm o 1.8 da Spin com 106 cv kkk

          • Matthew

            Acho normal a potência do 1.6 da VW. Apesar da potência próxima ao do Econo.Flex 1.4, o torque é muito superior: 15,6 kgfm a apenas 2500 rpm. Vai do acerto de cada motor e o que a engenharia prioriza. A Monstrana teve sua potência reduzida pra 94/99 cv para atender às normas anti-poluição, o que já dá uma diferença maior por 1.6 da Volks que até então não sofreu a mesma redução. E na própria linha GM o aumento de cilindrada era mais voltado pro torque do que pra potência. Na linha 2003 o Astra GSi 2.0-16v tinha 136 cv e o Vectra 2.2-16v 138 cv, só dois cavalos a mais. O ganho em torque era sensivelmente maior. Assim como o Omega quando passou de 2,0 litros pra 2,2 litros manteve a potência de 116 cavalos, mas o torque aumentou mais de 2 quilos. Enfim…

        • Austin&Katya

          Mas a VW faz alguma coisa no carro que mesmo com motor de pouca potencia anda bem, pq dirigi uma Savero 2014 e aquilo andava muito rs

          • GPE

            Câmbio curtíssimo e torque em baixa rotações. Só isso

            • João Cagnoni

              A Fiat tem adotado câmbios mais longos para favorecer o consumo. O carro não vai andar nada mesmo.

          • Matthew

            O torque muito maior do que o 1,4 da GM: enquanto no Onix atinge 13,9 a altas 4800 rpm, no Volkswagen é de 15,6 a apenas 2500 rpm. É um motor mais disposto em baixo giro.

        • Matthew

          Pra mim eles vão jogar a taxa de compressão pro espaço pra atingir esses valores de potência e torque, chuto algo em torno de 13:1. O Corsa tem esses valores que você citou, mas devemos lembrar que na última versão desse propulsor que equipa a linha 2017 do Onix são 13,9 kgfm a altas 4800 rpm! É quase um motor de competição. Não vou entrar no mérito se na prática isso faz alguma diferença ou não porque eu não dirigi esse Onix ainda, mas teve um Corsa 1.4 Econo.Flex aqui em casa que era meio xoxô em baixo giro, só acordava mesmo depois de 2400 rpm. Eu dizia que ele andava pouca coisa mais do que um Celta 1.0, com a diferença de que o Corsa não ficava esgoelando o tempo todo pra atingir essa performance, pois o câmbio dele era bem mais “aberto” que o do Celta.

          • Hugo Borges

            Corsa 1.4 era morto até 3mil RPM, experiência de quem já teve um. O carrinho dava raiva na cidade, gastava horrores, porém, na estrada ele era outro carro.

          • GPE

            Eu tive Celta e Corsa 1.4. Tem nem como comparar um com o outro. O Corsa anda muito mais

      • Gabriel M. Vieira

        Mapped by: Capiroto Motors.

    • Eduardo

      É o Vtec da Fiat kkkk

      • Daniel Saraiva Vila Nova

        Vai ser bem por aí mesmo hehehe. O Fit 1.4(que na verdade é um 1.34) tem 100 cv é é um motor girador. O uninho vai girar lá pelos 7000 rpm. Pode printar meu comentário!

        • Austin&Katya

          Mas algumas fontes tão falando que a Fiat preparou esse motor pra atender os consumidores comuns que andam só em baixa rotação, vamos ver como vai ficar isso rs

        • Matthew

          Acho que a estratégia adotada será jogar a taxa de compressão pra estratosfera, sobretudo se tiver 2 válvulas por cilindro.

        • Edson Fernandes

          A diferença é que no motor 1.35 da Honda ele tem 16v e ajuda a ter altos giros (além da tecnologia do propulsor)

    • Filipo

      Girador ele não será!
      *8v e ajustado para entregar potência e torque a baixas rpm.

      • Daniel Saraiva Vila Nova

        Impossível um motor 1.3 litros de aspiração natural ser torcudo em baixa rotação. Torque tem quase tudo a ver com a litragem do motor. Os 1.4 da GM são 8v e super potente mas dá uma olhadinha rotação de torque máximo e no valor de torque máximo. O motor 1.3 mais forte que me vem à cabeça agora era o que equipava o Fit até a geração passada(sim eu chamo de 1.3 pois ele tem 1339 cm3) e tem 100 cv tem torque máximo de 13 kgfm a 4800 rpm… Mas claro isso não quer dizer que em baixa vai ser ruim, tudo depende da tecnologia empregada. No caso do Fit o VTEC.

        • GPE

          Torque máximo de13,4 a 2800rpm o Corsa 1.4 de 105cv

        • Leo

          Sei que a litragem era maior mas o 1.8 8V da GM compartilhado com a Fiat era bem animado em baixo e triste em alta.

        • Matthew

          Não é só o deslocamento cúbico em si que determina se um motor será torcudo em baixa ou não. O mais importante é que o curso do pistão seja maior do que o diâmetro do mesmo, resultado num motor sub-quadrado, que gera mais torque em baixa, embora comprometa a potência específica. O 1.8 Família I da GM é um exemplo clássico de motor sub-quadrado, pois teve o curso do pistão aumentado ao máximo sem alterar o diâmetro. O resultado todos sabemos: torcudo em baixa, mas que “apaga” em alta, além de ruidoso. E a potência baixa pra litragem dele, 111 cavalos no Cobalt 2017.
          Aliás, o próprio Fire 1.4 da Fiat é outro exemplo de motor subquadrado. Por isso tem uma pegadinha legal em baixa, mas morre logo nos giros intermediários.

          • Marcos Souza

            Mas a evolução da família I é o ecotec que só por ter recebido 16v, no 1.8 passou pra 144 cv. Aliás se levar em conta o que vc falou, foram muito espertos pois quando o motor iria ficar fraco, abrem-se as válvulas que mudam de 8v pra 16v e o motor acaba dando uma melhorada.

            • Edson Fernandes

              Só lembrando que não é bem por ai. O motor recebeu outras melhorias mecanicas também. Pois já existiu Motor F1 16v (equipou Meriva e Stilo) e não teve mudanças enormes de potencia ou torque. (tinha 122cv declarados) e era aspero em altas mesmo sendo 16v.

              • Matthew

                Mas a base é praticamente a mesma. O original só tinha 115 cavalos na Europa. Quando colocaram o coletor de admissão com geometria variável saltou pra 125 cv (122 cv no Brasil), e seu estágio final de desenvolvimento foi o motor que equipou o Cruze, com variador de fase nos comandos de admissão e escape. Mesmo com todos esses recursos o seu pico de torque era a 3800_RPM, e era um motor bem menos girador do que um Toyota ou Honda de mesma cilindrada e potência próxima, só que estes com pico de torque pra lá de 4500 rpm. Por mais recursos que a engenharia adote, a construção “subquadrada” sempre prevalecerá no comportamento do motor.
                O família II da GM era justamente o contrário. Embora fosse 1,8 litros também, era um motor super-quadrado (diâmetro dos cilindros maior que o curso), com menos torque em baixa que o F-1 mas mais girador.

                • Edson Fernandes

                  E além disso o FII era inclusive mais gostoso de rodar (menos aspero e vibrava menos).

          • Daniel Saraiva Vila Nova

            Eu me expressei mal. O que eu quis dizer que é não se pode se esperar um motor 1.3 de 109 cv de aspiração natural gerar 16 kgfm a 3000 rpm.. gera no máximo uns 14 kgfm… Só acho 1.3 uma cilindrada baixa pra gerar muita potência e pra ter o pico de torque na casa dos 3000 rpm…

    • Marcos Souza

      Não entendo muito e posso estar até falando besteira, mas se colocarem corrente banhada a aoleo neles não diminui o atrito e aumenta a potência?

  • Mario

    A novidade boa, é o motor 1.3 com 109cv. De resto, é mais do mesmo.

    • Diogo Oliveira

      Finalmente um Fiat econômico e potente.

      • Austin&Katya

        A Milli era um econômico potente

        • Alvaro Guatura

          Era, há 30 anos.

          • Austin&Katya

            Até hoje nenhum carro 1.0 além da Mille foi de 0-100km/h em 11 segundos no canal top speed…
            E de todos os carros 1.0 o único que da pra usar a primeira com vontade é o Mille, o resto só da pra usar a primeira pra tirar da inércia…
            Pessoal não acredita mas aquele carrinho é endemoniado rs

        • Diogo Oliveira

          Potente só com escada em cima.

          • Austin&Katya

            Sem escada: 240cv de potência e 35kgfm de torque;
            Com escada: 580cv de potência e 70kgfm de torque.

        • Diego Ávila Monteiro

          Econômico sim, potente nunca. Tive um Uno Mille carburado 92, fazia 900km com um tanque de 50 litros. Tinha 47 cv, 7 kgmf então pensa na desgraça pra ultrapassar.

          • Netto

            Eu tive um Mille Fire Economy 2012, 66cv e 9,9kgfm, anda igual 1.4. 0 a 100s em menos de 12s com o ar condicionado desligado. Consumo era 17km/l na estrada.

            • Diego Ávila Monteiro

              Aahhh, esse teu era bem mais novo, tinha quase 20 cv a mais, sem contar que pesava uns 800 kg.

  • Edney

    Bom…agora falta a GM e Renault para modernizar os motores, principalmente a GM que tem Onix e Prisma como seus “carros chefes” em vendas, já está na hora de abandonar os motores do Corsa e do Monza (no caso do Cobalt e Spin). A FIAT precisa atualizar o Palio que tá com cara de velho, já passou da hora, o o UNO…bom, o UNO…para mim está a mesma coisa, mexeram bastante internamente e no número de eqtos, mas continua mais do mesmo.

    • Duh

      Palio provavelmente vai sair de linha, Uno vai ficar no lugar e já tem um novo projeto que dará lugar ao punto e palio.

      • Elias Mariano

        esse projeto foi reprovado pela matriz pois ia usar uma plataforma antiga, quero dizer que brasileiro não sabe fazer carro, a toro saiu lindo pois foi a JEEP, que entrou no projeto senão amigo ia ser igual uma STRADÃO.

        • Murilo Soares de O. Filho

          Na verdade, essa base do Palio será modernizada, o que acaba por ser praticamente um nova plataforma, sendo maior e mais larga, e utilizando aços mais nobre na sua construção, ele poderiam dizer que era um plataforma totalmente nova…mas não acho que isso tenha vetado a produção na Europa…não ser produzido na Itália não quer dizer que não será vendido na Europa.

          • Elias Mariano

            queria que você conhecesse a plataforma do palio por baixo, e olhe não como atualizar ela pode crê nisso, essa ai tem a suspensão do palio 96, quero dizer nada de moderno, ai que esta o erro, pois a matriz não gostou , principalmente do projeto em geral, não colocando aço nobres numa plataforma desatualizada que vão falar que é moderna, vou dizer uma plataforma desatualizada numa carroceria moderna
            o ultimo Vectra era uma plataforma do Astra 98, mais larga e maior mas mesmo assim era ultrapassada, pois tinha falhas, trabalho nesta area, e pau que nasce torto nunca endireita.

            • Murilo Soares de O. Filho

              Eu conheço, possuo um Palio do Modelo novo na empresa, não é o supra sumo da modernidade, mas houve uma boa evolução em relação ao antigo, principalmente em comportamento dinâmico, as suspensões podem até ser semelhantes, mas não são iguais…Quanto ao novo modelo em desenvolvimento, pouco se sabe. Não sabemos se será Punto ou Palio…há muita especulação e pouco coisa concreta…

    • Zoran Borut

      O motor 1.8 de Cobalt, Spin e antiga linha Corsa não deriva do Família 2 do Monza, mas do 1.6 16V Família 1 usado nos primeiros Corsa.

      • Pedro Cunha

        Não 1,6 16v, mas sim do 1,0 8v.
        O 1,6 16V é derivado do FII, com cabeçote 16V.

        • Deu confusão na minha cabeça. A GM tem dois motores 1.8, um da familia 1, que era do corsa e afins, e outro da familia 2 que era usado no astra. Esse da Spin é qual afinal?

          • Pedro Cunha

            Spin e Cobalt usam uma versão revista do 1,8 que equipou Meriva/montana/corsa, que por sua vez é derivado do 1,0 surgido aqui no corsa 1994(família I).

        • MarcioMaster

          1.6 16v e 1.0 16v são os motores atuais de Cobalt spin etc. Nada haver com os 2.0 2.2 2.4 etc.

          • Pedro Cunha

            Pesquise mais e verá que nenhum desses usa 16V e sim, são derivados lá do 1,0 família I do corsa de 1994. E todos com 8 válvulas.

            • MarcioMaster

              Os motores do corsa 1.0 16v e corsa gls 1.6 16v são fam 1 exatamente esse motor q nasceu no corsa efi 1.0 8v.

            • Zoran Borut

              Pedro, na Wikipedia em inglês você pode ver melhor a lista de motores Família 1 e Família 2.

        • Zoran Borut

          O 1.6 16V é Família 1. Nada a ver com o Família 2.

        • Vinicius LMS

          O menor família II que teve era o 1.8 que foi usado no Astra G.
          Família I – 1.0 ~1.8, sendo que poderiam ser 8v e 16v, hoje os mais atuais são a linha Ecotec que aqui vieram no Sonic e Cruze.
          O 1.8 8v usado hoje no Cobalt, Spin, e era usado nos Fiats também é dessa família.
          Família II – 1.8 ~ 3.0 ou maiores, motor que começou no Monza e teve várias atualizações, sendo 8v, 16v, turbo e até com versões de 6 cilindros que teve no Omega.
          E lá fora esses motores ainda existem como Ecotec.

          Já o Ecotec turbo do novo Cruze é da família 0, essa sim uma família totalmente nova.

    • Pedro Cunha

      Só pra constar, a atual família de motores de montana. onix, prisma, cobalt e spin deriva do família I(surgido aqui pelo corsa, em 1994). O “monzatech”(família II) saiu de linha junto com Astra, Vectra e Zafira. Aliás, o monzatech até teve uma sobrevida nos primeiros anos da nova geração da S10, nas versões 2,4 flexpower, logo em seguida trocado pelo 2,5 ecotec sidi.

    • Edson Fernandes

      Não… monza sempre usou familia II. Esse motor do Cobalt e Spin se for dizer de “idade” ele era então um “Corsatech”. Porque ele é oriundo do Familia I. (aí falamos dos 1.0, 1.4, 1.8)

  • HugoCT

    Perdeu o ar “descontraído” e ficou mais invocado e com cara de carro maior. Curti XD

  • Rodrigo

    Será que a Fiat vai quebrar a maldição de motores que estouravam correia antes do tempo e finalmente vai se render à corrente?

    (Antes que me julguem: motor Fiasa 1.0, 1.3, 1.5 e 1.6, motor Torque 1.6 16V, motor 5 cilindros Marea, Motor 1.9 Linea e há alguns relatos de motores Fire 1.3 e 1.4).

    • Wilson Feitoza

      linha eTorq (1.6 e 1.8) já são com corrente!

      • Rodrigo

        Eu sei, mas os Fire não. E acho que o 1.4 Turbo também não.

    • Flying Like a Bird

      Fivetech só arrebenta correia dentada se não fizer manutenção. Nada a dever nisso, experiência própria.

      • Rodrigo

        Fiquei sabendo de quebra prematura (antes do prazo oficial de troca) em pelo menos 3 casos de carros de conhecidos, na época em que o Marea ainda era vendido. Em todos os casos a Fiat reparou em garantia.
        Além do que a troca da Correia nesse carro é difícil (o que encarece a mão-de-obra).

    • Murilo Soares de O. Filho

      Conheço o caso dos Fiasa, os outros são novidades pra mim, é lógico que acontece com um ou outro, mas com frequência, desconheço.

    • MarcioMaster

      Não conheço o motor, mas segundo o texto é por corrente.

    • dor53

      ja se rendeu faz tempo
      os motores etorq ja usam

      • Rodrigo

        Se rendeu pero no mucho. Os motores Fire ainda usam correia dentada, a eles que me refiro.

    • T1000

      não força a barra amigo, hoje não tenho, mas já tive varios fiat, amigos também tiveram e nunca presenciei isso. Obviamente todos faziam a manutenção preventiva. Abcs

      • Alvaro Guatura

        Digo o mesmo

    • Edson Fernandes

      Legal que eu tive um Uno que foi até 110000km que quando o vendi e também nunca estourou correia. E ele era 1.0 fiasa.

      • Rodrigo

        Legal que eu tive uma Fiorino LX 1.6 1993 que estourou a correia com 80 mil km, já havia trocado aos 60 mil km, e por sorte não empenou as válvulas.

        • Edson Fernandes

          Qual foi a marca da correia? O pessoal faz um certo tempo que reclama da marca DAyco (e tem indicado a Gates como melhor)

          • Rodrigo

            Não vou lembrar a marca pois isso aconteceu em 1996…

        • Netto

          O segredo é trocar o esticador/tensor junto com a correia, e utilizar tensor original. Muitos trocam só a correia, ou utilizam tensores vagabundos ou recondicionados.

    • Netto

      Fire não quebra corrreia dentada não, é só trocar a cada 60mil km. Sei disso porque já tive 3 carros com motor Fire.

  • Mr. Car

    Gostei da frente, e o tal motor 1.3 parece bem interessante.

  • Duh

    Já era um carro simpático, agora ficou mais agradável, curti o estilo. O problema é a Fiat querer subir ele de patamar, Uno tem fama de carro barato, é capaz de dar um tiro no pé como no Mobi. E tomará que não cometa a msm cag@da de deixar tudo como opcional.

  • tpbastos

    Não consigo entender a FIAT. O motor mais equilibrado já disponibilizado no Brasil, o econômico e valente 1.3 16V, foi substituído pelo famigerado 1.4 8V.
    São péssimas as opções de entrada da marca, família FIRE 1.0 e 1.4.

  • gregorioalan

    Se não aumentar pelo menos 5k nem compro!

  • 1945_DE

    Se é para pagar 50K nessas versões mais top desse carro e se arrastar por ai fazendo 7Km/l (Etanol). Vá de VW UP TSI.
    Esse vale a pena. Se pisa ele responde. Se anda na boa é super econômico.

    • Mr. Car

      Sim, mas (só levando em consideração desempenho e economia, sem entrar em outros méritos) ao menos no caso deste 1.3, não parece que vá se arrastar nem beber horrores.

      • 1945_DE

        Mas nunca vai andar como um UP TSI e nunca vai ser tão economico. Essa tecnologia aplicada a esses motores não conseguem um aproveitamento energético descente. Vai de UP TSI. Vai em uma CSS e faça um teste drive. Se é para gastar 50K. Melhor comprar algo que vai dar algum retorno.

        • Duh

          Carro não é só motor, pode ter um excelente motor mas peca no resto, falta conforto, maior estabilidade, sem tirar o preço absurdo e é mais feio que bater na mão tanto por dentro e por fora ( nem na europa ele pegou). Dos subcompactos o Picanto é o mais bem equilibrado.

          • Doccar

            O Up tem pelo menos 10 cm a mais de entre-eixos em relacao ao Mobi e uma estrutura reforcada, acho que estabilidade nao seria problema para o Up, mas para Mobi, Uno e Cia.

          • Thales Sobral

            Caramba, falta estabilidade no Up? Comparou ele com o que? Já andou no Uno?

          • Pedro Cunha

            Viral de vídeo dando pau em civic gera muitos fanbois. Esse o mal do consumidor brasileiro.

            • GPE

              Se for Civic 2.0 não perde não. O Up pode até saltar na frente por ser manual (e o Civic é AT com relações longas). MAs dps de 90/100 km/h o Civic engole

              • Edson Fernandes

                Tô para ver Civic 2.0 que leva o up.

                Se ele for além do up, será para cima de 160km/h. Antes disso esquece.

                • GPE

                  Ambos aceleram no 0 a 100 em 10s. Se o UP passar, creio q seja por muito pouco.

                  • Edson Fernandes

                    Na pratica, o up vai bem além. Mas o que eu admiro na Honda é que a engenharia consegue otimos resultados gerais, conciliando consumo e aproveitamento de powertrain. Prefiro pensar que nesse aspecto que será interessante e veja que coisa boa… mesmo com menos, andará junto com Focus 2.0 (senão mais)

                    • GPE

                      O Focus de 178cv anda mais q o Civic (pelo menos 0,5s no 0 a 100), seja pela potência extra, seja pelo câmbio de dupla embreagem e com relações mais curtas em razão das 6 marchas.

                    • Edson Fernandes

                      Então só que agora em teoria seria o CVT… tem que ver na pratica e nos testes comparativos…

                      Porque disse do up, mas também tenho que me ater também a numero oficiais e então concordar contigo que o mesmo anda até certo momento igual mas depois pode perder.

                      Eu falei pra ti na pratica, porque já vi essa situação, porém colocando comparativos é melhor me ater a sua analise mesmo.

          • GPE

            O Uno perde em mt coisa p UP. Câmbio, motor, suspensão,acabamento (não se esqueça q todo fiat popular o volante costuma descascar e os botões do ar ficam encardidos) e creio que em estabilidade, visto que o Palio é horrível nisso

        • Mr. Car

          Eu não “vou” de nada, foi só uma observação que não deverá se arrastar ou ser gastão, embora não se igualando aos números do up! TSI, he, he!

        • Murilo Soares de O. Filho

          Mas um e turbo e outro não. Não se sabe nada a respeito do motor ainda. O Up usa injeção direta no turbo, por isso tão econômico.

  • Ailton Junior

    E o preço? tô até com medo…..

  • Lucas086

    Já é a frente final? Mesmo assim, prefiro o atual, com os milhas mais abaixo… no entanto, as rodas ficaram bem melhores. O estranho que o Uno passou por uma reforma em 2014 e agora já vai passar por outra, enquanto o palio desde 2011 e mudou nda. Coisas da Fiat…

    • Thales Sobral

      Milha não, neblina…

      • Lucas086

        Obrigado professor, mas milha, neblina, auxiliar, todo mundo entende.

        • Thales Sobral

          Ah, você só gosta de falar errado mesmo. Ok.

  • Joel Robinson

    Maquiado para aumentar o preço? Sacanagem pura. Visual renovado? Piada pronta.

  • Jad Bal Ja

    Que frente mais poluída, o carro aprece que tem 4 grades diferentes. Cada vez que a Fiat mexe no Uno ele fica mais feio.

  • Elias Mariano

    rapaz conversei com a fiat, e ela só ignora o que a gente fala

  • Jackson

    Controle eletrônico de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS) e assistente de partida em rampas. E agora Corolla?

    • Gustavo73

      Corolla não precisa. É mágico.

      • Fanjos

        Boa tarde Sr. Gustavo73

        Venho através desta entregar a intimação que obriga a comparecer na audiência por infringir patente reconhecida pela palavra “mágico”, que só pode ser utilizada pela unica marca que é Mágica e Revolucionaria.

        Ass. Apple Computer

        • Gustavo73

          Sorry…

    • Diego Ávila Monteiro

      Vai concorrer com o Corolla…em valores!!!

  • Murilo Soares de O. Filho

    Já um bom começo, mas grandes mudanças, só em uma nova geração.

  • Austin&Katya

    Direção elétrica e multimídia de série??? Quanto vai custar isso??

  • Elias Mariano

    eu fico bobo, doido, o palio é muito melhor que o uno, vende mais que o uno e não tem atualização prevista, quer vão tirar o palio de linha para colocar novo punto, que foi reprovado pela matriz ainda este ano, muita sacanagem da fiat neste ponto, o setro de mercodologia da fabrica só esta lá para ganhar dinheiro e nada mais.

    • Austin&Katya

      Algumas fontes falam que vao tirar o punto e o palio e vao botar um outro no lugar dos dois, com o projeto chamado x6h

  • Diogo Oliveira

    Sinceramente, a Fiat estragou a dianteira do carro. Tentaram colocar uma carinha de Mobi nele e deu nisso aí. O carro tá parecendo que tem um bigode.
    Os motores, adorei, finalmente um Fiat econômico e ”potente” tomara que tenha um preço decente, agora que ganhará ESP e TSC, central multimídia e câmbio automático de série, com certeza será um forte concorrente contra o Up e Ka, não será o lixinho de antes, e agora poderá honrar o antigo Uninho kkkk.

  • Austin&Katya

    109 cavalos já acho muita coisa pra um motor 1.3, depois que fiquei sabendo que são apenas 8 válvulas, nada de comando variável e muito menos injeção direta comecei a desconfiar que foi o demônio que mapeou esse módulo de injeção desse motor, pq pra ter essa potência toda sem nenhuma tecnologia só fazendo parceria com o capiroto mesmo kkk

  • Daniel dos Santos

    Q droga essa propaganda barata da Renault

    • MauroRF

      E ainda tem erro de ortografia. Aparece “Renografías”, com acento no “i” que não deveria existir, como em “geografia”, “fotografia”. Além de encher o saco, tem erro de ortografia.

  • Elias Mariano

    queria saber quem é o inteligente que colocou essa procaria de frente no uno, e alguém aqui sabe dizer que tem Palio 2017 lançado em algum lugar no brasil, que no site não esta dizendo nada

  • Matheus Parreira

    Só eu que não curti muito o novo visual?

  • Cleidson

    E vai ter ESP. Um beijo pro Corolla!

  • joao vicente da costa

    Ficou a cara da Doblô essa reestilizacao…kkkkkk

  • Solaire Of Astora

    Parece um despacho de macumba😝

  • Ricardo Blume

    Merecia um chassi novo. Seu design já está cansado. Vamos torcer que o motor seja bom e econômico.

  • Junior Do Queijão

    Nesta nova empreitada da FIAT, poderiam colocar câmbio automático de verdade.

  • Pedro Cunha

    Já não conseguem esconder a idade do desenho…
    Fato é que não vai ser longevo como Palio ou Mille(Uno antigo).
    Mesmo que pudesse “causar” quando foi lançado, era visto que suas linhas e proporções eram “datadas”, ou seja, nasceu com prazo de validade.
    Veremos agora se a nova mecânica vai adicionar algum apelo positivo ao carrinho, bem como que mais breve possível possa equipar o Mobi.

  • Diego Ávila Monteiro

    Pode ser seu por apenas 59.900!!

  • Diego Ávila Monteiro

    …vidros elétricos nas quatro portas, sistema multimídia e direção elétrica. Haverá ainda sistema start/stop, controle eletrônico de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS) e assistente de partida em rampas,…

    tive que ler 2x pra acreditar que estavam falando do Uno!!

  • Podiam dar ao uno o visual do Panda pelo menos, ficaria bem legal

  • invalid_pilot

    A cada nova “geração” o Uno fica mais feio, carregado no visual e parecendo carro dos Power Rangers, mas mesmo assim é a melhor opção hoje na linha de entrada da Fiat por incrível que pareça

  • GPE

    Start/stop, controle eletrônico de estabilidade (ESP), controle de tração (TCS) e assistente de partida em rampas, além do motor 1.3 mais forte do mercado… Se o carro em si fosse bom de estabilidade, câmbio e acabamento, seria a melhor compra

    • Murilo Soares de O. Filho

      Estabilidade é algo que o Fabricante poderia acertar com facilidade, mas a Fiat optou por algo mais suave, acabamento não é primoroso, mas é até honesto depois da primeira atualização, agora o câmbio é algo que a Fiat realmente deveria atualizar ou então lançar novos câmbios, são resistentes, porém falta precisão em determinados momentos, o que tira o prazer de dirigir…

  • Vattt

    Frente efeitada, cheia de ranhuras, faixas e entradinhas de ar inúteis, para dar um ar agressivo sem gastar muito. :(

  • Iago Rodrigues

    Multimídia, start/stop, ESP, TCS… se o Doblò que não tem nada disso está 77k eu tenho até medo do preço desse Uno.

  • Junio Tavares Silva

    to curioso pra ver esse 1.3, saber se ele tem realmente essa potencia e torque em baixa, assim que chegar quero fazer um teste drive.

    • João Cagnoni

      Potência em baixa não vai ter não, nenhum carro conseguiu esse feito até hoje. Quanto ao torque, não deve surpreender tbm.

  • João Cagnoni

    Preparem-se para comentários com pessoas discutindo qual 1.0 ou 1.4 é melhor, depois falando mal do carro do outro porque o seu é 5% melhor…

  • João Cagnoni

    P*rra Fiat, manda pelo menos um 1.6 nessa caixa de fósforo!

  • Schlatter70

    1.3 com 109 ou 104 ou acima de 100? Quem dá mais? Na verdade importa pouco se for a 6.000 RPM. O importante em carro urbano é o torque. Se for realmente 14 Kgfm a partir de 2.500 RPM e com peso baixo, pode ter um bom desempenho e economia. Veremos se ir na contra-mão do mercado oferecendo 2 válvulas por cilindro vai ser bom ou ruim.

  • Airplane

    Este motor tricilìndrico deveria ter sido inaugurado no Mobi mas devido ao seu atraso equipará primeiramente o “novo” Uno.

  • The Monster Man

    Se a Strada 2017 for vir com este 1.3 vai ser difícil pras outras.

  • erick

    Com Onix e Prisma liderando as vendas já está na hora da FIAT mostrar suas cartadas… o Palio e o Siena tambem pedem facelifit e novos motores.

  • Sedici

    Cada remendo que vao fazendo no Uno vai ficando pior… a frente do Mobi é bem mais acertada que esse negocio aí… poderiam seguir a mesma linha de design, mas insistem em faze-lo ser um “Panda de pobre”.



Send this to friend