Ford Montadoras/Fábricas

Ford comemora 1,5 milhão de motores Sigma em Taubaté/SP

Sigma-Ford

A Ford está comemorando 1,5 milhão de unidades produzidas do motor Sigma, que é feito exclusivamente em Taubaté/SP com deslocamentos de 1.5 16V ou 1.6 16V, com ou sem duplo comando de válvulas variável.

Sigma-Ford-1

O motor Sigma equipa praticamente toda a gama Ford, incluindo os modelos Ka, Ka+, New Fiesta, New Fiesta Sedan, Focus e EcoSport. Além do Brasil, a montadora exporta o propulsor para Argentina, México e Venezuela. A produção na planta do Vale do Paraíba começou em 2010.





  • CharlesAle

    Motor muito bom. De excelente relação desempenho/consumo. E durável também. Mesmo com só aquele caso do teste da QR com a Eco, bem questionável por muitos. A raras reclamações em fóruns e as centenas que já passaram dos 100 mil KMs rodados provam sua resistência.

    • Robinho

      Me poupou de escrever tudo isso, concordo com vc!

    • Gustavo Zoch

      Estou chegando aos 70mil km sem qualquer intercorrência. Elástico, econômico, e apesar de usar correia dentada eu nunca tive qualquer problema quanto a isso. A única reclamação que faço é o nível de ruído que considero elevado, no meu caso, um Focus Hatch 1.6.

      • Stark

        Para um carro compacto, o nível de ruído em aceleração é normal. Porém não tenho como comparar entre os médios.
        O que incomoda alguns é o ruído do motor em marcha lenta, principalmente com o motor frio. Como sempre ando com som e ar ligados (o que deixa o eletroventilador mais atuante), não me afeta.

  • Leonardo C.

    Motor bem elástico e econômico, mas a única reclamação a este é o fato de usar correia dentada, um retrocesso comparado ao Zetec Rocam que usava corrente de comando.

    • João Martini

      Igual ao EA211. Correia é mais eficiente que corrente, embora de mais manutenção.

      • Lucas Irrthum

        Por que correia de distribuição é mais eficiente do que corrente?

        • Matafuego

          Peso

          • Lucas Irrthum

            Não tenho conhecimentos técnicos suficientes para argumentar o quanto o peso da corrente de comando influenciaria de forma negativa no desempenho. No entanto, se levarmos em consideração a mão de obra pouco qualificada que temos, considero que a corrente é uma solução muito melhor do que a velha correia dentada, tendo em vista que não é necessário substituí-la. Há vários relatos de mecânicos que substituem correia dentada, e deixam o motor fora de ponto, mesmo em autorizadas.

            • Matafuego

              Do ponto de vista de manutenção, concordo com vc. Porém, para o motor, é mais fácil rodar uma correia dentada – o que na prática, resulta em menor consumo.

              • Lucas Irrthum

                Acredito que essa diferença seja mínima, o que viabiliza e muito a utilização da corrente de comando.

                • Matafuego

                  Mas engenharia é isso: tentar melhorar a eficiência, ainda que seja mínima. Além do que, já existe correia dentada com teflon, que aumenta a vida útil da mesma.

                  • Lucas Irrthum

                    Já ouvi falar das correias com teflon. O grande problema da correia dentada, pelo menos na região onde moro, é a contaminação por agentes abrasivos, principalmente pó de minério. Este fator reduz drasticamente a vida útil do componente, podendo causar rompimento e diversas avarias no motor. É comum proprietários fazerem a substituição com 30 mil km, devido à elevada contaminação.

                    • João Martini

                      No caso a solução da Ford e da PSA são bem interessantes. Correias seladas e banhadas a óleo, com troca prevista somente após os 200 mil km.

            • Malvino Jose Moreira Junior

              Lucas,não tem validade porem se acontecer algo com a bomba de óleo ou não trocar o óleo do motor no tempo certo ou se precisar de retifica no motor tem que trocar todo o conjunto com seus acessórios, como tensionadores hidráulicos, engrenagens, guias e outros.

              • Lucas Irrthum

                Sim, em caso de manutenção mais severa, com certeza sairá muito mais caro substituir estes componentes, se comparado a um propulsor que utiliza correia dentada.

      • th!nk.t4nk

        As correias evoluíram muito. Hoje sua durabilidade é bem elevada, entao essa desculpa da manutençao já nao serve mais. A correia tem menos atrito, gera menos calor e ruído, introduz menos peso no sistema, etc.

  • Airplane

    É já deu o que tinha que dar !
    Respeito seu valor histórico como bom motor.
    Chegou a hora da aposentadoria.
    RIP !

  • fbl

    Acho que poderiam bater uma foto dessas com a equipe de fabricação da caixa powershit, orgulho da ford.

    • Robinho

      a da equipe do DSG tbm, ficaria otima!

      • fbl

        Ah para…tive um jetta tsi rodado ate 80mil km sem nenhum problema… Os barulinhos do dsg nao sao nada perto das trepidações e quebras do powershit.

        • Robinho

          kkkkk começou…ta bom amigo VW é a “The best of the world”.

          • fbl

            Gostei da parte que fala que a vw é das melhores do mundo. Nisso vc ta certo. Das marcas comuns só toyota e honda estao acima da vw. Parabens pelo bom senso. Rsrsrsrsrs e parabens pelos seus powershift sem quebras. Sinta-se um abençoado nesta vida.

    • Lucas Irrthum

      Poderiam anexar o processo que o Ministério Público de MG move contra a Ford, também, relacionado aos inúmeros defeitos do Powershift.

  • V12 for life

    Agora só falta instalar turbo e injeção direta.

    • Edson Fernandes

      E ter um preço mais valido para algum produto, pois até o ka está bem caro.

      • Lucas Irrthum

        Na versão 1.5 pode até ser que esteja, mas na 1.0 está na média do mercado (R$ 38.990 na região de BH). Inclusive, um grande atrativo da versão com motor de 1,0 litro é o My Connection de série, além da taxa zero em financiamento (pelo menos ultimamente).

  • Daniel

    Alguem sabe qual é o motor mais produzido no Brasil até hoje?

    • Lucas Irrthum

      Provavelmente é o Fire. Além de ser empregado em diversos veículos e linhas da Fiat, este propulsor vem sofrendo poucas alterações desde o seu lançamento. Mas, não tenho dados para comprovar isso, é um mero achismo.



Send this to friend