Ford: concessionárias virariam centros de assistência

ford f150 lightning fabrica 3

A Ford quer continuar cortando custos e o novo alvo são os revendedores. Jim Farley, que já havia comentado sobre como os revendedores poderiam apresentar os futuros carros elétricos da marca, ampliou o assunto.


O plano de Farley é que as revendas se livrem dos estoques de carros e sejam centros de atendimento aos clientes donos de modelos elétricos da Ford.

Farley quer reduzir os descontos dados pelos revendedores, concentrando as vendas online e assim não cortam preços para lucrar mais.

O CEO da Ford indicou que as vendas de carros elétricos seriam inteiramente online e sem descontos, enquanto os revendedores apenas atenderiam o pós-venda desses carros que eles não venderiam mais.

A venda direta agora parece o sonho dos fabricantes de veículos, seguindo os passos da Tesla. Recentemente, a Mercedes-Benz anunciou que 25% de suas vendas serão online, ou seja, sem descontos.

Ela também quer cortar revendedores com o objetivo de controlar os preços praticados e aumentar a lucratividade.

Por ora, Farley fala em “meta” e não em plano definitivo para converter os lojistas em prestadores de serviços.

Ele disse: “Temos que ir para o preço não negociado. Temos que ir para 100% online. Não há estoque… 100% de coleta e entrega remota.”

A aposta da Ford é que a infraestrutura atual da rede manterá a marca próxima dos clientes, ainda que estes sejam impedidos de comprar seus carros nesses locais.

Com distribuição direta, as revendas seriam espaços para exibição dos produtos e centros de pós-vendas estratégicos, algo que a Tesla teve que construir para dar suporte a seus carros elétricos.

A presença de uma rede de apoio também aumenta a confiança no pós-venda da marca, que continuaria a ser visível nos locais tradicionais.

Para reduzir ainda mais os custos, Farley cortará os gastos com publicidade da Ford, estimados hoje em US$ 3 bilhões. Bom, nesse caso, sabemos bem quem assumirá a tarefa e ainda gratuitamente…

[Fonte: Jalopnik]

Autor: Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 26 anos. Há 15 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações.