Ford Manutenção Pickups

Ford Courier – defeitos e problemas

Ford Courier - defeitos e problemas

Produzida entre 1996 e 2013, a Ford Courier foi uma picape leve dedicada ao trabalho e com pouco apelo para o lazer.


Feita na Ford em São Bernardo do Campo, ela foi fundamental para muitos negócios e na prestação de serviço, sendo ainda hoje muito utilizada.

Baseada no Fiesta nacional, que começou a ser feito aqui na mesma época, teve quatro motores disponíveis por aqui.

Entre eles, o Endura 1.3 de 60 cavalos, o Zetec 1.4 16V com 89 cavalos, o Zetec Rocam 1.6 com 95 cavalos ou 107 cavalos, este último na versão flex.


Com 1.030 litros na caçamba e boa capacidade de carga, apresentava bom desempenho e certa economia de combustível.

No entanto, os proprietários reclamam de alguns defeitos e problemas na antiga picape leve da Ford.

Ford Courier – Defeitos e problemas

Ford Courier - defeitos e problemas

Os donos de Ford Courier reclamam de alguns defeitos e problemas na picape leve.

Embora a parte mecânica em si seja durável e não apresente grandes problemas, outros componentes frequentemente quebram.

Como se trata de uma picape quase exclusivamente de trabalho, a Courier demanda atenção.

Uma das maiores queixas sobre a Ford Courier é a tendência ao superaquecimento.

Muitos donos reclamam que o motor superaqueceu com o vazamento de água do sistema de refrigeração.

Como os conectores são feitos de plástico, com o tempo ressecam e racham.

Dessa forma, alguns donos tiveram de enfrentar o motor “fervendo”, com queima da junta de cabeçote.

Tem alguns donos que indicam até uma parte em verde do bloco, que indica que o motor da Courier já teve o cabeçote retificado.

A válvula termostática é outro item que demanda troca com alguma constância.

Já a alguns donos tiveram de trocar até a bomba d´água, diante do superaquecimento do propulsor.

Dentro do cofre do motor, se queixam ainda do reservatório de água, que racha com a vibração, provocando mais vazamento de água e possibilidade de superaquecimento.

Teve proprietário que chegou a trocar duas vezes essa válvula em 100.000 km rodados.

Fora do propulsor, a troca da bomba de combustível também é outro motivo de reclamação.

Embreagem e outros problemas

Ford Courier - defeitos e problemas

Com acionamento hidráulico, a embreagem da Ford Courier também não é bem vista, obrigando a troca do kit de embreagem com pouco tempo de uso em alguns casos.

Isso acontece devido a um vazamento de óleo no atuador da embreagem, o que exige troca com custo alto.

Outro defeito recorrente é a folga na caixa de direção, que alguns donos de Courier reclamam.

Também há problemas com o acabamento interno.

A forração das portas não dura na opinião de alguns donos e se solta, sendo difícil de arrumar.

Os vidros das portas também têm tendência e ficar endurecidos, em alguns casos quebrando a máquina do sistema.

O sistema de ar quente é outro item problemático, já que um defeito apontado pelos donos, revela a entrada de água dentro da cabine.

Muitos já reclamaram disso e em vários casos, a eliminação do dispositivo foi a saída encontrada para o problema.

Na caçamba, as lanternas traseiras apresentam problemas nos conectores, sendo sua correção trabalhosa. Os luzes de ré também se apagam com alguma frequência.

Os donos reclamam que essas peças só se encontram originais e custam caro, mas o problema é que são difíceis de encontrar.

Ainda na parte elétrica, os faróis também podem simplesmente apagar, como relatos apontam, juntamente com as lanternas.

Também alguns apontam soldas na caçamba que se abrem com o tempo de uso, necessitando de reparação.

Outros pontos da Courier

Ford Courier - defeitos e problemas

Apesar dos defeitos e problemas citados, a Ford Courier é bem elogiada pelos proprietários.

Poucos realmente não indicam a picape leve, mas a grande maioria cita robustez e capacidade de carga como atributos do modelo.

O espaço da cabine é criticado, assim como a falta de peças de reposição e as primeiras motorizações.

O Endura 1.3 é tido como fraco e inadequado, enquanto o Zetec 1.4 16V é problemático.

Neste último, as peças são raras de se encontrar, segundo os donos.

A suspensão traseira por feixe de molas é resistente.

Iluminação verde e indireta do painel, bem como piscas sem retorno da haste são alguns pontos que não agradam.

O estepe interno é outro item que gera reclamação.

Não existe recall para a Ford Courier no Brasil, apesar de alguns versões empregarem airbags.

Ford Courier – defeitos e problemas
Nota média 4 de 1 votos

Ricardo de Oliveira

Ricardo de Oliveira

Técnico mecânico, formado há 23 anos. Há 12 anos trabalha como jornalista no Notícias Automotivas, escreve sobre as mais recentes novidades do setor, frequenta eventos de lançamentos das montadoras e faz nossos testes e avaliações. Também trabalhou nas áreas de retificação de motores, comércio e energia.

  • Marcus Vinicius

    A picape Courier foi feita também na África do Sul junto com a Ranger africana

  • Léo Dalzochio

    Estepe interno? Onde? O estepe sempre foi externo.

  • Robinho

    Uma pena a Ford não ter investido nela (ou nem tanto assim, vide a Strada) é um picape muito boa para o trabalho.

  • Rodrigo Sanvido

    Na minha opinião é a melhor picapinha já produzida no Brasil. E um dos carros mais divertidos que já dirigi.

  • Ricardo Blume

    Sempre quis ter uma da primeira geração. Acho a mais bacaninha.

  • Marcio

    Esses problemas de superaquecimento é devido o uso de água de torneira pura, enferruja todo o sistema causando diversos problemas
    na família tivemos uma 2008 tirada 0km e sempre foi usado aditivo e não tivemos qualquer problema no arrefecimento, foi vendida com mais de 200 mil kms!

  • Moisés Nunes

    Sofri com a minha 1.4 16V. Aquecimento, folga na direção, água da chuva entrando pela caixa de ar. Definitivamente não sinto saudades da Courier e pela minha experiência negativa não recomendo-a para ninguém.

  • 4lex5andro

    Durante um tempo sonhava em ter uma Courier. Bom carro para o trabalho, com bastante espaço de caçamba e capacidade de carga, além da cabine confortável.

    O único ”senão” é a disponibilidade de peças para seus motores, em especial o zetec.

  • Licergico

    tive uma por 9 anos ( 2000 a 2009 – comprei zero ) rodei 195k km com ela .
    Excelente carro . Só parei com ela pra trocar a embreagem com 165k . De resto zero problemas.
    super econômica ( fazia em torno de 11km/l na cidade e 17 na estrada ) . Depois dela tive a infelicidade de comprar um gol 1.6 g5 … consumia o dobro ( media de 6km/l de gasolina ) mesmo sendo mais leve e andava muito menos ( mesmo sendo mais potente !!!) . Nunca mais comprei VW ! Troquei essa bomba do gol pro uma ranger CD 2.3 2008 ( comprada usada ) que era mais econômica que o GOL !!!!
    atualmente estou com um civic lxr 14/15 ( comprado zero ) que também é super econômico e da zero problemas . Pretendo ficar com ele pelo menos até a honda incluir o pacote honda sensing em todos os civic ou até a próxima geração ( essa 10ª acho bem feinha … e ainda teve o downgrade pro cvt … )

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros para mais de 450 milhões de pessoas, por mais de 13 anos. Saiba mais.

Notícias por email