Ford Montadoras/Fábricas

Ford: Disputa entre cegonheiros pode prejudicar o transporte de veículos

cegonha_renault-620x410 Ford: Disputa entre cegonheiros pode prejudicar o transporte de veículos

Uma disputa entre cegonheiros paulistas e baianos está gerando um impasse nos pátios da Ford em Camaçari/BA. Os transportadores locais acusam que o grupo de São Paulo formou um cartel para ter toda a produção da montadora. Por isso, o sindicato local bloqueou o acesso ao carregamento de veículos.



Os baianos acusam os paulistas de monopolizarem o transporte de veículos da Ford, prejudicando 250 caminhoneiros locais. O grupo de profissionais da região de Camaçari está acampada em frente às transportadoras, sendo que o trabalho está parado há 20 dias, além de outros 9 de manifestação.

Ontem, haveria um confronto entre os grupos rivais na região e falou-se até na presença de pistoleiros. No entanto, felizmente o evento não ocorreu. O sindicato dos caminhoneiros de Camaçari acusa os transportadores de São Paulo de concentrarem 100% do serviço, pois teriam um contrato com a Ford desde o início da fábrica no ABC.

Dessa forma, a entidade promete continuar bloqueando o acesso aos pátios da Ford e disse que irá resistir ao suposto ataque armado, que teria sido prometido pelo grupo rival. Atualmente, existem 100 carretas paradas em um dos pátios da transportadora terceirizada da montadora, gerando prejuízo de R$ 50.000/dia.

Os transportadores locais querem 30% da produção local, sendo 330 carros por dia. O sindicato diz que reivindica essa cota há treze anos, mas até agora nunca foram atendidos. Indignados, os caminhoneiros baianos dizem que cinco empresas no país monopolizam a distribuição de veículos. A entidade acredita que a Ford não faz nada porque o grupo paulista ameaça boicotar o serviço em nível nacional como represália.

[Fonte: Tribuna da Bahia]

Agradecimentos ao Ricardo Lima pela dica.

COMPARTILHAR:

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email