China Elétricos Finanças Ford Mercado Montadoras/Fábricas

Ford e Zotye se unem para fabricar carros elétricos na China

Ford-Focus-Electric3 Ford e Zotye se unem para fabricar carros elétricos na China

A China está cada vez mais mergulhando no mundo dos carros elétricos, embora sem tanto alarde quanto nos EUA, onde a Tesla e seu fundador, Elon Musk, viraram celebridades. Os fabricantes locais já aderiram à política de Pequim para fabricação deste tipo de automóvel e agora é a vez das marcas internacionais se aliarem às empresas do país para também entrarem no jogo.



Assim foi com a Volkswagen em parceria com a JAC e agora é a vez da Ford. A montadora americana e a chinesa Zotye firmaram um acordo para produção de carros elétricos no país. Com 50% de participação para cada uma, a joint-venture desenvolverá produtos, assim como promoverá sua produção, distribuição, vendas e manutenção.

De acordo com Peter Fleet, presidente da Ford Ásia Pacífico, “Poder lançar uma nova linha de veículos totalmente elétricos no maior mercado automotivo do mundo é um passo empolgante para a Ford na China”. A empresa tem motivos para o entusiasmo. Pequim tem como meta vender anualmente 4 milhões de carros elétricos a partir de 2025. Isso é o dobro de carros que o mercado brasileiro absorve no atual momento. Além disso, outros 2 milhões de híbridos plug-in também são esperados para a mesma época.

zotye-e30-4 Ford e Zotye se unem para fabricar carros elétricos na China

A parceria Ford-Zotye terá um investimento total de US$ 4,5 bilhões para produção de 13 modelos exclusivos para o mercado chinês. Mas, a união começa com histórico tímido para a Ford, que até o momento emplaca somente o Focus Electric no mercado europeu e americano. O hatch médio tem vendas marginais, pouco alcance (185 km) e custa US$ 29.120. Já a gama de híbridos plug-in é mais generosa com C-MAX e Fusion.

No caso da Zotye, a empresa chinesa é uma das primeiras a apostar no novo mercado de carros movidos por energia elétrica e em 2016 emplacou nada menos que 16 mil unidades, com alta de 56%. Com a nova parceria, a montadora deverá ampliar muito sua participação no mercado interno. Para a Ford, o ganho será enorme também, pois terá a chance de ampliar as vendas. A empresa pode aproveitar e introduzir opções plugadas de seus carros no mercado local, onde se espera que 70% dos modelos vendidos em 2025 tenha uma versão elétrica.

Todo o investimento entre Ford e Zotye se dará num período de cinco anos e provavelmente uma nova marca será criada pela joint-venture para a comercialização desses novos produtos. BYD-Daimler e BMW-Brilliance também são outros exemplos de parceria no mesmo sentido. A investida chinesa já está tão grande no setor que a divisão de baterias da Nissan foi vendida para uma empresa local e terá atual global.

 

 

Quem somos

O Notícias Automotivas é um dos maiores sites automotivos do Brasil, trazendo todas as novidades sobre carros por mais de 11 anos. Saiba mais.

Notícias por email

Send this to a friend